Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 22
Filtrar
1.
J Bras Pneumol ; 45(2): e20180167, 2019 Apr 18.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-31017226

RESUMO

OBJECTIVE: To evaluate the treatment compliance of patients with paracoccidioidomycosis. METHODS: We studied 188 patients with paracoccidioidomycosis admitted to a tertiary referral hospital in the Central-West Region of Brazil from 2000 to 2010, to assess their compliance to treatment. In order to be considered compliant, patients needed to present two established criteria: (1) receive medicines from the pharmacy, and (2) achieve a self-reported utilization of at least 80% of the dispensed antifungal compounds prescribed since their previous appointment. RESULTS: Most patients were male (95.7%), had the chronic form of the disease (94.2%), and were treated with cotrimoxazole (86.2%). Only 44.6% of patients were treatment compliant. The highest loss to follow-up was observed in the first 4 months of treatment (p < 0.02). Treatment compliance was higher for patients with than for those without pulmonary involvement (OR: 2.986; 95%CI 1.351-6.599), and higher for patients with than without tuberculosis as co-morbidity (OR: 2.763; 95%CI 1.004-7.604). CONCLUSIONS: Compliance to paracoccidioidomycosis treatment was low, and the period with the highest loss to follow-up corresponds to the first four months. Pulmonary paracoccidioidal involvement or tuberculosis comorbidity predicts a higher compliance to paracoccidioidomycosis therapy.


Assuntos
Antifúngicos/uso terapêutico , Adesão à Medicação/estatística & dados numéricos , Paracoccidioidomicose/tratamento farmacológico , Adolescente , Adulto , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Brasil , Criança , Pré-Escolar , Feminino , Seguimentos , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Estudos Prospectivos , Fatores de Tempo , Resultado do Tratamento , Adulto Jovem
2.
Medicine (Baltimore) ; 98(16): e15235, 2019 Apr.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31008955

RESUMO

RATIONALE: Melioidosis is an emerging infectious disease in Brazil and caused by Burkholderia pseudomallei, with high morbidity and mortality rates. A total of 28 melioidosis cases were reported in Brazil until 2015. The majority of melioidosis cases were reported in the Northwest region of Brazil and such cases were not previously detected in the Midwest region of Brazil. PATIENT CONCERNS: A 42-year-old man was admitted with a non-productive cough, dyspnea, myalgia, diffuse abdominal pain. Pulmonary auscultation revealed a vesicular murmur, snoring sounds, and the presence of basal crackling rales in the left hemithorax. The patient evolved with several respiratory failures and he was diagnosed as the first case of community-acquired pneumonia with sepsis caused by B pseudomallei in Mato Grosso do Sul, Midwest state of Brazil. DIAGNOSIS: The cell isolates were subjected to 16S rRNA gene sequencing to confirm the bacterial species. INTERVENTIONS: Administration of trimethoprim/sulfamethoxazole and meropenem stabilized the clinical condition of the patient. Subsequently upon discharge, the patient was also treated with trimethoprim/sulfametothoxazole for a year. OUTCOME: We reported the first case of community-acquired pneumonia with sepsis caused by B pseudomallei in Mato Grosso do Sul, Midwest state of Brazil and the patient survived. LESSONS: The emergence of melioidosis in the Midwest region is being neglected and underestimated and melioidosis must be considered of the differential diagnosis in community infections.


Assuntos
Burkholderia pseudomallei/isolamento & purificação , Empiema Pleural/microbiologia , Melioidose/diagnóstico , Pneumonia/microbiologia , Sepse/microbiologia , Adulto , Infecções Comunitárias Adquiridas/diagnóstico , Infecções Comunitárias Adquiridas/microbiologia , Humanos , Masculino , Melioidose/complicações
3.
BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) ; 20(2): 96-104, Dez. 2019.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1022249

RESUMO

A sífilis atinge mais de 12 milhões de pessoas em todo o mundo e os homens são importante fonte de transmissão para suas parcerias, quando inadequadamente diagnosticados e tratados. Fatores individuais relacionados aos homens podem ser importantes barreiras para buscar e aderir ao tratamento adequado. O objetivo deste estudo foi descrever aspectos relacionados ao tratamento de homens com diagnóstico de sífilis, na percepção deles de suas parcerias e de profissionais de saúde.Foi conduzida uma síntese rápida de evidências qualitativas, a partir da análise de estudos primários qualitativos e posterior descrição dos resultados.


Assuntos
Humanos , Sífilis Congênita , Medicina Baseada em Evidências , Saúde do Homem
4.
BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) ; 20(2): 105-113, Dez. 2019.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1022258

RESUMO

Este estudo teve como objetivo sintetizar as evidências sobre motivações, pensamentos e experiências de adolescentes brasileiros com ideação suicida. A busca foi realizada em Medline, Embase, Lilacs, PsycInfo, Google Scholar e Google. A seleção de artigos, a extração de dados e a avaliação da qualidade metodológica foram realizadas por dois pesquisadores independentes. De 3.496 artigos identificados, quatro foram incluídos. As principais motivações para a ideação suicida foram a fragilidade dos vínculos, quadro depressivo e carência afetiva. Os sentimentos predominantes foram solidão, tristeza, desamparo e desesperança. Os pensamentos relacionados com a crença de estar só no mundo e de não enxergar solução para seus sofrimentos e conflitos foram relatados.


Assuntos
Humanos , Adolescente , Medicina Baseada em Evidências , Ideação Suicida
5.
J. bras. pneumol ; 45(2): e20180167, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1002438

RESUMO

ABSTRACT Objective: To evaluate the treatment compliance of patients with paracoccidioidomycosis. Methods: We studied 188 patients with paracoccidioidomycosis admitted to a tertiary referral hospital in the Central-West Region of Brazil from 2000 to 2010, to assess their compliance to treatment. In order to be considered compliant, patients needed to present two established criteria: (1) receive medicines from the pharmacy, and (2) achieve a self-reported utilization of at least 80% of the dispensed antifungal compounds prescribed since their previous appointment. Results: Most patients were male (95.7%), had the chronic form of the disease (94.2%), and were treated with cotrimoxazole (86.2%). Only 44.6% of patients were treatment compliant. The highest loss to follow-up was observed in the first 4 months of treatment (p < 0.02). Treatment compliance was higher for patients with than for those without pulmonary involvement (OR: 2.986; 95%CI 1.351-6.599), and higher for patients with than without tuberculosis as co-morbidity (OR: 2.763; 95%CI 1.004-7.604). Conclusions: Compliance to paracoccidioidomycosis treatment was low, and the period with the highest loss to follow-up corresponds to the first four months. Pulmonary paracoccidioidal involvement or tuberculosis comorbidity predicts a higher compliance to paracoccidioidomycosis therapy.


RESUMO Objetivo: Avaliar a adesão ao tratamento de paracoccidioidomicose. Métodos: Estudo conduzido com 188 pacientes com paracoccidioidomicose atendidos em um hospital terciário na Região Centro-Oeste do Brasil, de 2000 a 2010, para avaliar adesão ao tratamento. Foram considerados aderentes pacientes que tiveram o seguinte critério: retiraram os medicamentos na farmácia e autorrelataram a utilização de, no mínimo, 80% de dispensação dos antifúngicos prescritos na última consulta. Resultados: A maioria dos pacientes era homem (95,7%), tinha a forma crônica da doença (94,2%) e foi tratada com sulfametoxazol/trimetropim (86,2%). Apenas 44,6% dos pacientes aderiram ao tratamento. A maior perda de seguimento foi observada nos primeiros 4 meses de tratamento (p < 0,02). Adesão ao tratamento foi maior em pacientes com do que sem envolvimento pulmonar (RC: 2,986; IC95% 1,351-6,6599) e maior para os pacientes com do que sem tuberculose associada (RC 2,763; IC95% 1,004-7,604). Conclusões: A adesão ao tratamento da paracoccidioidomicose foi baixa e os primeiros 4 meses constituíram o período com maior evasão. Pacientes com envolvimento paracocidióidico pulmonar ou tuberculose associada revelaram maior adesão ao tratamento da paracoccidioidomicose.

6.
J Bras Pneumol ; 43(3): 215-218, 2017.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-28746533

RESUMO

Objective:: To evaluate the frequency of and factors associated with indeterminate interferon-gamma release assay (IGRA) results in people living with HIV/AIDS (PLWHA). Methods:: We tested 81 PLWHA in the central-west region of Brazil, using the tuberculin skin test and an IGRA. Information on sociodemographic and clinical variables was gathered through the use of questionnaires and from medical records. The association of those variables with indeterminate results was analyzed by calculating the adjusted ORs in a multivariate logistic regression model. Concordance was evaluated by determining the kappa statistic. Results:: Among the 81 patients evaluated, the tuberculin skin test results were positive in 18 (22.2%) of the patients, and the IGRA results were positive in 10 (12.3%), with a kappa of 0.62. The IGRA results were indeterminate in 22 (27.1%) of the patients (95% CI: 17.8-38.1%). The odds of obtaining indeterminate results were significantly higher in smokers (adjusted OR = 6.0; 95% CI: 1.4-26.7) and in samples stored for less than 35 days (adjusted OR = 14.0; 95% CI: 3.1-64.2). Patients with advanced immunosuppression (CD4+ T-cell count < 200 cells/mm3) were at a higher risk for indeterminate results (OR adjusted for smoking and inadequate duration of sample storage = 4.7; 95% CI: 0.91-24.0), although the difference was not significant. Conclusions:: The high prevalence of indeterminate results can be a major limitation for the routine use of IGRAs in PLWHA. The need to repeat the test increases its costs and should be taken into account in cost-effectiveness studies. The processing of samples can significantly alter the results. Objetivo:: Avaliar a frequência de resultados indeterminados de um interferon-gamma release assay (IGRA, ensaio de liberação de interferon-gama) e os fatores relacionados com esses resultados em pessoas vivendo com HIV/AIDS (PVHA). Métodos:: Foram avaliadas 81 PVHA na região Centro-Oeste do Brasil, por meio do teste tuberculínico e de um IGRA. Informações a respeito de variáveis sociodemográficas e clínicas foram obtidas por meio de questionários e prontuários médicos. A relação entre essas variáveis e os resultados indeterminados foi avaliada por meio do cálculo da OR ajustada em um modelo de regressão logística multivariada. A concordância foi avaliada por meio do coeficiente kappa. Resultados:: Os resultados do teste tuberculínico e do IGRA foram positivos em 18 (22,2%) e 10 (12,3%), respectivamente, dos 81 pacientes avaliados (κ = 0,62). O resultado do IGRA foi indeterminado em 22 (27,1%) dos pacientes (IC95%: 17,8-38,1%). A chance de resultados indeterminados foi significativamente maior em fumantes (OR ajustada = 6,0; IC95%: 1,4-26,7) e em amostras armazenadas durante menos de 35 dias (OR ajustada = 14,0; IC95%: 3,1-64,2). Pacientes com imunossupressão avançada (contagem de células T CD4+ < 200 células/mm3) apresentaram maior risco de resultados indeterminados (OR ajustada para tabagismo e tempo inadequado de armazenamento das amostras = 4,7; IC95%: 0,91-24,0), embora a diferença não tenha sido significativa. Conclusões:: A alta prevalência de resultados indeterminados pode ser um grande obstáculo ao uso rotineiro de IGRAs em PVHA. A necessidade de repetir o teste aumenta seu custo e deve ser levada em conta em estudos da relação entre custo e eficácia. O processamento das amostras pode alterar significativamente os resultados.


Assuntos
Infecções Oportunistas Relacionadas com a AIDS/diagnóstico , Testes de Liberação de Interferon-gama/métodos , Tuberculose Latente/diagnóstico , Tuberculose Latente/virologia , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/microbiologia , Adulto , Brasil , Contagem de Linfócito CD4 , Estudos Transversais , Estudos de Viabilidade , Feminino , Humanos , Período de Incubação de Doenças Infecciosas , Testes de Liberação de Interferon-gama/economia , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Reprodutibilidade dos Testes , Inquéritos e Questionários , Teste Tuberculínico/métodos
7.
J. bras. pneumol ; 43(3): 215-218, May-June 2017. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-893832

RESUMO

ABSTRACT Objective: To evaluate the frequency of and factors associated with indeterminate interferon-gamma release assay (IGRA) results in people living with HIV/AIDS (PLWHA). Methods: We tested 81 PLWHA in the central-west region of Brazil, using the tuberculin skin test and an IGRA. Information on sociodemographic and clinical variables was gathered through the use of questionnaires and from medical records. The association of those variables with indeterminate results was analyzed by calculating the adjusted ORs in a multivariate logistic regression model. Concordance was evaluated by determining the kappa statistic. Results: Among the 81 patients evaluated, the tuberculin skin test results were positive in 18 (22.2%) of the patients, and the IGRA results were positive in 10 (12.3%), with a kappa of 0.62. The IGRA results were indeterminate in 22 (27.1%) of the patients (95% CI: 17.8-38.1%). The odds of obtaining indeterminate results were significantly higher in smokers (adjusted OR = 6.0; 95% CI: 1.4-26.7) and in samples stored for less than 35 days (adjusted OR = 14.0; 95% CI: 3.1-64.2). Patients with advanced immunosuppression (CD4+ T-cell count < 200 cells/mm3) were at a higher risk for indeterminate results (OR adjusted for smoking and inadequate duration of sample storage = 4.7; 95% CI: 0.91-24.0), although the difference was not significant. Conclusions: The high prevalence of indeterminate results can be a major limitation for the routine use of IGRAs in PLWHA. The need to repeat the test increases its costs and should be taken into account in cost-effectiveness studies. The processing of samples can significantly alter the results.


RESUMO Objetivo: Avaliar a frequência de resultados indeterminados de um interferon-gamma release assay (IGRA, ensaio de liberação de interferon-gama) e os fatores relacionados com esses resultados em pessoas vivendo com HIV/AIDS (PVHA). Métodos: Foram avaliadas 81 PVHA na região Centro-Oeste do Brasil, por meio do teste tuberculínico e de um IGRA. Informações a respeito de variáveis sociodemográficas e clínicas foram obtidas por meio de questionários e prontuários médicos. A relação entre essas variáveis e os resultados indeterminados foi avaliada por meio do cálculo da OR ajustada em um modelo de regressão logística multivariada. A concordância foi avaliada por meio do coeficiente kappa. Resultados: Os resultados do teste tuberculínico e do IGRA foram positivos em 18 (22,2%) e 10 (12,3%), respectivamente, dos 81 pacientes avaliados (κ = 0,62). O resultado do IGRA foi indeterminado em 22 (27,1%) dos pacientes (IC95%: 17,8-38,1%). A chance de resultados indeterminados foi significativamente maior em fumantes (OR ajustada = 6,0; IC95%: 1,4-26,7) e em amostras armazenadas durante menos de 35 dias (OR ajustada = 14,0; IC95%: 3,1-64,2). Pacientes com imunossupressão avançada (contagem de células T CD4+ < 200 células/mm3) apresentaram maior risco de resultados indeterminados (OR ajustada para tabagismo e tempo inadequado de armazenamento das amostras = 4,7; IC95%: 0,91-24,0), embora a diferença não tenha sido significativa. Conclusões: A alta prevalência de resultados indeterminados pode ser um grande obstáculo ao uso rotineiro de IGRAs em PVHA. A necessidade de repetir o teste aumenta seu custo e deve ser levada em conta em estudos da relação entre custo e eficácia. O processamento das amostras pode alterar significativamente os resultados.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Infecções Oportunistas Relacionadas com a AIDS/diagnóstico , Testes de Liberação de Interferon-gama/métodos , Tuberculose Latente/diagnóstico , Tuberculose Latente/virologia , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/microbiologia , Brasil , Contagem de Linfócito CD4 , Estudos Transversais , Estudos de Viabilidade , Período de Incubação de Doenças Infecciosas , Testes de Liberação de Interferon-gama/economia , Reprodutibilidade dos Testes , Inquéritos e Questionários , Teste Tuberculínico/métodos
8.
Comun. ciênc. saúde ; 28(1): 53-57, jan. 2017.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-972645

RESUMO

INTRODUÇÃO: Estudos anteriores relataram maior prevalência de Tuberculose e HIV entre os prisioneiros do que na população geral no Brasil, mas existem dados limitados disponíveis para facilitar o desenvolvimento de intervenções efetivas neste cenário de alta transmissão. O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência e os fatores de risco associados à Tuberculose e ao HIV. METODOLOGIA: Realizado questionário para a amostra de detentos de 12 prisões em Mato Grosso do Sul (Brasil), prova tuberculínica, coletado sangue para teste de HIVe duas amostras de escarro para baciloscopia e cultura de participantes que relataram tosse de qualquer duração, de Janeiro a Dezembro de2013. RESUILTADOS: Foram recrutados 3.380 detentos, dos quais 2.861(84,6%) eram homens de 8 prisões e 519 (15,4%) eram mulheres de4 prisões. Entre os 1.020 (30%) indivíduos que relataram tosse, 691(68%) coletaram escarro e foram identificados 31 casos de tuberculose ativa, com uma prevalência de 917 por 100.000 detentos. A prevalência de tuberculose latente foi de 22,5% e 11,7% para homens e mulheres,respectivamente. Dos participantes, 55 (1,63%) são soropositivos: 45(1,58%) homens e 10 mulheres (1,93%). CONCLUSÕES: Observou-se que a prevalência de tuberculose ativa e HIV são mais elevadas entre detentos do que na população geral, o que indica um alto risco de infecção e transmissão dentro dessas configurações. Para melhorar o controle da tuberculose nas prisões é necessária a detecção de casos de TB ativa em presídios através da triagem frequente e detecção de casos passiva e ativa.


BACKGROUND: Prior studies have reported higher Tuberculosis and HIVprevalence among prisoners than the general population in Brazil, yet there are limited data available to facilitate the development of effectiveinterventions in this high-transmission setting. The aim of this study wasto evaluate the prevalence and risk factors associated with TB and HIV. METHODS: We administered a questionnaire and tuberculin skin test (TST)to a population-based sample of inmates from 12 prisons in Mato Grasso do Sul (Brazil) and collected sera for HIV testing and two sputum samplesfor smear microscopy and culture from participants reporting a cough ofany duration, from January to December 2013. RESULTS: We recruited 3,380inmates, of which 2,861 (84.6%) were males from 8 prisons, and 519(15.4%) were females from 4 prisons. Among the 1,020 (30%) subjectswho reported a cough, we obtained sputum from 691 (68%) and identified31 cases of active TB for a prevalence of 917 per 100,000 prisoners. The prevalences of LTBI were 22.5% and 11.7% for male and female prisoners, respectively. Of these participants, 55 (1.63%) tested HIV-positive: 45(1.58%) men and 10 women (1.93%). It is observed that the prevalence ofTB and HIV are higher in prisons than in urban populations, indicating ahigh risk of infection and transmission within these settings. CONCLUSIONS: It is observed that the prevalence of Tuberculose and HIV are higher inprisons than in urban populations, indicating a high risk of infection andtransmission within these settings. For enhancing TB control in prisons is necessary case detection for active TB in prison facilities through frequent screening and passive and active case-finding of inmates.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Tuberculose , HIV , Prisioneiros , Estudos Transversais , Epidemiologia , Controle de Doenças Transmissíveis , Doenças Sexualmente Transmissíveis
9.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 21(4): e20160380, 2017. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-891694

RESUMO

Objective: To identify the qualification of and to know the work of Family Health Strategy nurses in oncology care. Methods: A cross-sectional, descriptive study, using a quantitative approach, was conducted with 77 nurses working in the Family Health Strategy units of Campo Grande, state of Mato Grosso do Sul. Primary data were collected in structured interviews, using a form with closed-ended questions. Results: Professional training in oncology care is less frequent, reflecting a high lack of knowledge regarding the National Policy on Oncology Care. It was evidenced that 95% of the professionals assisted oncology patients, with home visits and nursing appointments being the most prevalent methods. Regarding the National Policy on Oncology Care, 96% of the nurses declared that they did not know about it. Conclusion: There was evidence of weakness in the care provided by the nurses to oncology patients and the need for investment in continuing education for professional nurses regarding oncology care.


Objetivo: Identificar la calificación y conocer la actuación de los enfermeros de la Estrategia Salud de la Familia en atención oncológica. Métodos: Estudio transversal, de abordaje cuantitativo, integrado por 77 enfermeros actuantes en unidades de Estrategia Salud de la Familia de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Datos primarios recolectados mediante entrevista, utilizándose cuestionario con preguntas cerradas. Resultados: La capacitación en atención oncológica es poco frecuente, reflejando el elevado desconocimiento de la Política Nacional de Atención Oncológica. Se verificó que 95% de los profesionales realizaban atenciones a pacientes oncológicos, prevaleciendo la visita domiciliaria y la consulta de enfermería. Sobre la Política Nacional de Atención Oncológica, 96% de los enfermeros declaró desconocerla. Conclusión: Se evidenció falta de preparación de los enfermeros para atender a pacientes con cáncer, y la necesidad explícita de educación continua.


Objetivo: Identificar a qualificação e conhecer a atuação dos enfermeiros da Estratégia Saúde da Família na atenção oncológica. Métodos: Estudo transversal de abordagem quantitativa, constituído de 77 enfermeiros inseridos em unidades de Estratégia Saúde da Família de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. A coleta de dados primários foi realizada por meio de entrevista, utilizando-se um formulário com questões fechadas. Resultados: A capacitação, em atenção oncológica, é pouco frequente, refletindo o elevado desconhecimento da Política Nacional de Atenção Oncológica. Verificou-se que 95% dos profissionais realizavam atendimentos aos pacientes oncológicos, sendo a visita domiciliar e a consulta de enfermagem as mais prevalentes. Sobre a Política Nacional de Atenção Oncológica, 96% dos enfermeiros declararam não a conhecer. Conclusão: Evidenciou-se despreparo dos enfermeiros para assistirem os pacientes portadores de câncer e a necessidade explícita de educação permanente.


Assuntos
Humanos , Adulto , Estratégia Saúde da Família , Enfermagem Oncológica , Atenção Primária à Saúde
10.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 21(4): e20160380, 2017. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-891735

RESUMO

Objetivo: Identificar a qualificação e conhecer a atuação dos enfermeiros da Estratégia Saúde da Família na atenção oncológica. Métodos: Estudo transversal de abordagem quantitativa, constituído de 77 enfermeiros inseridos em unidades de Estratégia Saúde da Família de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. A coleta de dados primários foi realizada por meio de entrevista, utilizando-se um formulário com questões fechadas. Resultados: A capacitação, em atenção oncológica, é pouco frequente, refletindo o elevado desconhecimento da Política Nacional de Atenção Oncológica. Verificou-se que 95% dos profissionais realizavam atendimentos aos pacientes oncológicos, sendo a visita domiciliar e a consulta de enfermagem as mais prevalentes. Sobre a Política Nacional de Atenção Oncológica, 96% dos enfermeiros declararam não a conhecer. Conclusão: Evidenciou-se despreparo dos enfermeiros para assistirem os pacientes portadores de câncer e a necessidade explícita de educação permanente.


Assuntos
Humanos , Estratégia Saúde da Família , Enfermagem Oncológica , Atenção Primária à Saúde
11.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-7471

RESUMO

Zika é uma doença que foi detectada no país no último ano, a partir deste evento a doença tem se disseminado no país, cursando de forma inédita segundo a literatura científica. Tendo encontrado ambiente favorável à sua disseminação, que é a presença do vetor Aedes em todo o país, em população sem imunidade à doença, vem causando enorme impacto à saúde de nossa população. É preciso que os profissionais de saúde se capacitem para conseguir minimizar o impacto desta enfermidade, utilizando todos os recursos possíveis para assistir, disseminar os conhecimentos para a população, além de construir parcerias com todos os equipamentos sociais para atuarem no sentido de proteger a saúde de todos. Para isso este material foi elaborado, tendo o caráter autoinstrucional, os profissionais de saúde podem realizá-lo dentro de suas possibilidades. O módulo tem 45h, sendo dividido em quatro unidades de ensino; ao final oferece uma avaliação objetiva e a certificação on-line. Na biblioteca estão disponibilizados livros e vídeos com conteúdos referentes ao tema, utilize-os se sentir necessidade de aprofundar seus conhecimentos.


Assuntos
Zika virus , Infecção por Zika virus
12.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-3117

RESUMO

Livro elaborado com o caráter autoinstrucional para capacitação dos profissionais de saúde no que tange o conhecimento sobre a temática do Zika vírus para poderem utilizar dentro de suas possibilidades e disseminar os conhecimentos para a população, além de construir parcerias com todos os equipamentos sociais para atuarem no sentido de proteger a saúde de todos. O livro é um compendio do curso Zika: Abordagem clínica na atenção básica de iniciativa da UNA-SUS, Fiocruz Mato Grosso do Sul, Secretaria de Gestão do Trabalho e da Saúde (SGTES), Secretaria de Atenção à Saúde (SAS), Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Está dividido em quatro unidades sendo a primeira voltada para os aspectos epidemiológicos, promoção à saúde e prevenção de infecção pelo vírus Zika no que preconiza a distribuição da doença no mundo e no país; características do vírus, tropismo do vírus; modo de transmissão, período de incubação, fisiopatologia, tipo de imunidade; população de risco; conceitos básicos sobre notificação e investigação epidemiológica; meios de proteção individual e coletiva; combate ao mosquito (uso de repelentes, telas, vestimentas, eliminação de criadouros, outros); estratégias de comunicação e mobilização comunitária; educação permanente da equipe. A unidade dois trata sobre o quadro clínico e abordagem a pessoas infectadas com vírus Zika, diagnósticos diferenciais (Dengue, Chikungunya, Zika); exames laboratoriais; apoio telessaúde; tratamento da população geral com suspeita ou confirmação de infecção pelo vírus Zika; planejamento reprodutivo (população-alvo: mulheres e homens adultos e adolescentes); diagnóstico precoce de gravidez e captação para acompanhamento pré-natal; busca ativa de gestantes faltantes ao pré-natal; protocolo de rotina para seguimento da gestante na atenção básica com suporte de equipe multiprofissional. A unidade três preconiza os cuidados com as gestantes com suspeita ou confirmação de infecção pelo vírus Zika e do recém-nascido com microcefalia, seguimento da gestante com exantema na gestação (sorologia para TORCHS - toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus, herpes vírus e sífilis), sorologia para dengue e chikungunya, PCR realizado até o 5º dia (ZIKA); diagnóstico de microcefalia no recém-nascido (aferição de perímetro cefálico, investigação laboratorial e de imagem); apoio ao aleitamento materno nos casos de suspeita ou confirmação de infecção pelo vírus Zika; apoio psicossocial à puérpera e seus pares com recém-nascido com microcefalia; comunicação de notícias difíceis; avaliação neurológica da criança; triagem neonatal (teste do pezinho, orelhinha e olhinho); indicações para estimulação precoce; acompanhamento de recém-nascidos e crianças com microcefalia (puericultura, registros na caderneta de saúde da criança, vacinação, entre outros). Na unidade quatro é abordada a questão da vigilância da infecção pelo vírus Zika e suas complicações, a notificação compulsória; os instrumentos específicos de notificação de suspeita e confirmação; vigilância de complicações decorrentes da infecção pelo vírus Zika e a atuação do profissional sentinela na identificação dessas complicações.


Assuntos
Saúde Pública , Técnicas e Procedimentos Diagnósticos , Infecções por Arbovirus , Procedimentos Clínicos , Infecções por Flavivirus , Vírus da Dengue , Microcefalia , Infecções por Alphavirus , Vírus Chikungunya , Notificação de Doenças , Prevenção de Doenças , Inquéritos Epidemiológicos , Aedes , Avaliação de Sintomas , Pesquisa , Monitoramento Epidemiológico , Condutas Terapêuticas
13.
Rev. Soc. Bras. Med. Trop ; 47(2): 204-211, Mar-Apr/2014. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-710356

RESUMO

Introduction The primary strategy for tuberculosis control involves identifying individuals with latent tuberculosis. This study aimed to estimate the prevalence of latent tuberculosis in chronic kidney disease (CKD) patients who were undergoing hemodialysis in Campo Grande, State of Mato Grosso do Sul, Brazil, to characterize the sociodemographic and clinical profiles of patients with latent tuberculosis, to verify the association between sociodemographic and clinical characteristics and the occurrence of latent tuberculosis, and to monitor patient adherence to latent tuberculosis treatment. Methods This epidemiological study involved 418 CKD patients who were undergoing hemodialysis and who underwent a tuberculin skin test. Results The prevalence of latent tuberculosis was 10.3%. The mean patient age was 53.43±14.97 years, and the patients were predominantly men (63.9%). The population was primarily Caucasian (58.6%); half (50%) were married, and 49.8% had incomplete primary educations. Previous contact with tuberculosis patients was reported by 80% of the participants. Treatment adherence was 97.7%. Conclusions We conclude that the prevalence of latent tuberculosis in our study population was low. Previous contact with patients with active tuberculosis increased the occurrence of latent infection. Although treatment adherence was high in this study, it is crucial to monitor tuberculosis treatment administered to patients in health services to maintain this high rate. .


Assuntos
Adulto , Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Tuberculose Latente/tratamento farmacológico , Tuberculose Latente/epidemiologia , Cooperação do Paciente/estatística & dados numéricos , Insuficiência Renal Crônica/complicações , Brasil/epidemiologia , Tuberculose Latente/complicações , Tuberculose Latente/diagnóstico , Prevalência , Diálise Renal , Insuficiência Renal Crônica/terapia , Fatores Socioeconômicos , Teste Tuberculínico
14.
Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo ; 56(2): 121-125, Mar-Apr/2014. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-703749

RESUMO

With the objective to evaluate the behavior of paracoccidioidomycosis in the last three decades, clinical and epidemiological data of 595 patients admitted to clinical services of the Federal University of Mato Grosso do Sul from 1980 to 2009 were investigated. Gender, age distribution, clinical form, comorbidity with tuberculosis or AIDS, and mortality were compared by decades of clinical admission. It was shown that during the three decades there was a decrease in women percentage, and the same manner occurred a reduction in participants in the age group of 20 to 39 years. Moreover, the acute/subacute forms have been diminished in the period. These fluctuations are closely related and can be simultaneously analyzed. Increased AIDS co-infection prevalence from the first to the second decade was also revealed, coinciding with the appearance of the retroviral epidemic and stabilizing during the third decade. No change in the tuberculosis co-infection rate was observed (overall = 6.9%). It reinforces the importance of this co-morbidity. The overall mortality rate remained steady at 6.7%, not varying significantly from one decade to another. The persistent mortality rate calls attention to the importance of this neglected disease.


Com o objetivo de avaliar o comportamento da paracoccidioidomicose nas últimas três décadas, dados clínicos e epidemiológicos de 595 pacientes atendidos dentre 1980 a 2009 no Hospital da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul foram estudados. Sexo, faixa etária, forma clínica, associação com tuberculose ou AIDS e mortalidade foram comparados por década em que a doença foi diagnosticada. Observou-se, nas três décadas do estudo, uma redução do percentual de mulheres, de pacientes do grupo de 20 a 39 anos, assim como de casos com a forma aguda/subaguda. Estas alterações estão intimamente relacionadas e podem ser analisadas simultaneamente. Houve aumento de casos de coinfecção com AIDS da primeira para segunda década, coincidindo com o surgimento da epidemia, e manteve-se estável durante a década seguinte. Não houve alteração da taxa de coinfecção com tuberculose, que no geral foi de 6,9% o que reforça a importância desta comorbidade. A taxa geral de mortalidade foi de 6,7% e também não variou entre as décadas estudadas. A manutenção da taxa de óbitos chama a atenção para a relevância dessa doença negligenciada.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Criança , Pré-Escolar , Feminino , Humanos , Lactente , Recém-Nascido , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Paracoccidioidomicose/epidemiologia , Doença Aguda , Distribuição por Idade , Brasil/epidemiologia , Prevalência , Distribuição por Sexo
15.
Rev Inst Med Trop Sao Paulo ; 56(2): 121-5, 2014.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-24626413

RESUMO

With the objective to evaluate the behavior of paracoccidioidomycosis in the last three decades, clinical and epidemiological data of 595 patients admitted to clinical services of the Federal University of Mato Grosso do Sul from 1980 to 2009 were investigated. Gender, age distribution, clinical form, comorbidity with tuberculosis or AIDS, and mortality were compared by decades of clinical admission. It was shown that during the three decades there was a decrease in women percentage, and the same manner occurred a reduction in participants in the age group of 20 to 39 years. Moreover, the acute/subacute forms have been diminished in the period. These fluctuations are closely related and can be simultaneously analyzed. Increased AIDS co-infection prevalence from the first to the second decade was also revealed, coinciding with the appearance of the retroviral epidemic and stabilizing during the third decade. No change in the tuberculosis co-infection rate was observed (overall = 6.9%). It reinforces the importance of this co-morbidity. The overall mortality rate remained steady at 6.7%, not varying significantly from one decade to another. The persistent mortality rate calls attention to the importance of this neglected disease.


Assuntos
Paracoccidioidomicose/epidemiologia , Doença Aguda , Adolescente , Adulto , Distribuição por Idade , Brasil/epidemiologia , Criança , Pré-Escolar , Feminino , Humanos , Lactente , Recém-Nascido , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Prevalência , Distribuição por Sexo , Adulto Jovem
16.
Rev Soc Bras Med Trop ; 46(4): 515-8, 2013.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-23904084

RESUMO

INTRODUCTION: Jailed populations exhibit high rates of tuberculosis (TB) infection and active disease. METHODS: A cross-sectional study was performed to estimate the prevalence of latent and active TB and to identify factors associated with latent infection in inmates. RESULTS: The prevalence of latent TB was 49%, and the prevalence of active TB was 0.4%. The presence of a Bacille Calmette-Guérin (BCG) scar (prevalence ratio (PR)=1.65; 95% confidence interval (CI): 1.09-2.50; p=0.0162) and the World Health Organization (WHO) score for active TB in prisons (PR=1.07; 95% CI: 1.01-1.14; p=0.0181) were correlated with infection. CONCLUSIONS: The identification of associated factors and the prevalence of latent and active TB allows the development of plans to control this disease in jails.


Assuntos
Tuberculose Latente/epidemiologia , Mycobacterium tuberculosis/isolamento & purificação , Prisioneiros/estatística & dados numéricos , Tuberculose Pulmonar/epidemiologia , Adolescente , Adulto , Brasil/epidemiologia , Estudos Transversais , Humanos , Tuberculose Latente/diagnóstico , Masculino , Prevalência , Fatores de Risco , Teste Tuberculínico , Tuberculose Pulmonar/diagnóstico , Adulto Jovem
17.
J Bras Pneumol ; 37(5): 646-54, 2011.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-22042397

RESUMO

OBJECTIVE: To investigate operational aspects of tuberculin skin test (TST) use in tuberculosis control programs and at specialized Brazilian National Sexually Transmitted Diseases/AIDS and Viral Hepatitis Program health care clinics in priority municipalities for tuberculosis control in the state of Mato Grosso do Sul, Brazil. METHODS: This was a descriptive, cross-sectional, epidemiological survey. Data on qualifications/training of professionals administering TSTs, timing of the TST, procedures in cases of loss to follow-up (reading), material availability, and material storage were collected through interviews and technical visits. For the 2008-2009 period, we determined the numbers of screenings in vulnerable populations, of TSTs performed, and of patients treated for latent tuberculosis. RESULTS: We interviewed 12 program managers in six municipalities. Some programs/clinics did not perform TSTs. Nursing teams administered the TSTs, results were read by non-specialists, and specialization/refresher courses were scarce. The PPD RT23 was stored in 5-mL flasks under appropriate conditions. Insulin syringes were commonly used. Testing was available during business hours, three times a week. In cases of loss to follow-up, telephone calls or home visits were made. Of the 2,305 TSTs evaluated, 1,053 (46%) were performed in indigenous populations; 831 (36%) were screenings in prisons, performed for training; and only 421 (18%) involved contacts of tuberculosis patients or vulnerable populations. Four vulnerable patients and 126 indigenous subjects were treated for latent tuberculosis. CONCLUSIONS: These priority municipalities showed operational difficulties regarding human resources, materials, and data records.


Assuntos
Tuberculose Latente/diagnóstico , Programas Nacionais de Saúde/organização & administração , Teste Tuberculínico/estatística & dados numéricos , Brasil , Cidades/estatística & dados numéricos , Estudos Transversais , Mão de Obra em Saúde/normas , Humanos , Programas Nacionais de Saúde/normas , Avaliação de Programas e Projetos de Saúde/métodos
18.
J. bras. pneumol ; 37(5): 646-654, set.-out. 2011.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-604392

RESUMO

OBJETIVO: Investigar a operacionalização da utilização do teste tuberculínico (TT) em programas de controle de tuberculose e em serviços de assistência especializada do Programa Nacional de Doenças Sexualmente Transmissíveis/AIDS e Hepatites Virais em municípios prioritários para o controle da tuberculose no estado de Mato Grosso do Sul. MÉTODOS: Estudo epidemiológico descritivo, transversal, do tipo inquérito. A formação profissional dos responsáveis pela realização do TT, existência de treinamentos, período de realização dos TTs, conduta em caso de perda de leitura, insumos disponíveis e sua conservação foram levantados por meio de entrevistas e visitas técnicas. O número de inquéritos em populações vulneráveis, número de TTs realizados e número de pacientes em tratamento de tuberculose latente entre 2008 e 2009 foram também levantados. RESULTADOS: Foram entrevistados 12 gestores de seis municípios. Alguns programas/serviços não realizavam o TT. A equipe de enfermagem realizava os TTs, não havia leitores especialistas, e treinamentos eram raros. A conservação dos frascos de PPD RT23 (5 mL) era adequada. Frequentemente utilizava-se a seringa de insulina. A realização de TT ocorria no horário comercial, três vezes na semana. Em caso de perda de leitura em alguns locais, realizava-se contato telefônico ou visita domiciliar. O total de TT realizados foi de 2.305, dos quais 1.053 (46 por cento) foram realizados em populações indígenas, 831 (36 por cento) foram realizados em ambientes prisionais para fins de treinamento (inquéritos), e apenas 421 (18 por cento) foram realizados em contatos de pacientes com tuberculose e em populações vulneráveis. O tratamento de tuberculose latente foi realizado em 4 pacientes vulneráveis e em 126 indígenas. CONCLUSÕES: Os municípios prioritários demonstraram dificuldades operacionais em relação a recursos humanos, insumos e registros de informação.


OBJECTIVE: To investigate operational aspects of tuberculin skin test (TST) use in tuberculosis control programs and at specialized Brazilian National Sexually Transmitted Diseases/AIDS and Viral Hepatitis Program health care clinics in priority municipalities for tuberculosis control in the state of Mato Grosso do Sul, Brazil. METHODS: This was a descriptive, cross-sectional, epidemiological survey. Data on qualifications/training of professionals administering TSTs, timing of the TST, procedures in cases of loss to follow-up (reading), material availability, and material storage were collected through interviews and technical visits. For the 2008-2009 period, we determined the numbers of screenings in vulnerable populations, of TSTs performed, and of patients treated for latent tuberculosis. RESULTS: We interviewed 12 program managers in six municipalities. Some programs/clinics did not perform TSTs. Nursing teams administered the TSTs, results were read by non-specialists, and specialization/refresher courses were scarce. The PPD RT23 was stored in 5-mL flasks under appropriate conditions. Insulin syringes were commonly used. Testing was available during business hours, three times a week. In cases of loss to follow-up, telephone calls or home visits were made. Of the 2,305 TSTs evaluated, 1,053 (46 percent) were performed in indigenous populations; 831 (36 percent) were screenings in prisons, performed for training; and only 421 (18 percent) involved contacts of tuberculosis patients or vulnerable populations. Four vulnerable patients and 126 indigenous subjects were treated for latent tuberculosis. CONCLUSIONS: These priority municipalities showed operational difficulties regarding human resources, materials, and data records.


Assuntos
Humanos , Tuberculose Latente/diagnóstico , Programas Nacionais de Saúde/organização & administração , Teste Tuberculínico , Brasil , Estudos Transversais , Cidades/estatística & dados numéricos , Mão de Obra em Saúde/normas , Programas Nacionais de Saúde/normas , Avaliação de Programas e Projetos de Saúde/métodos
19.
Cogitare enferm ; 14(4)out.-dez. 2009.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-568371

RESUMO

Pesquisa descritiva, quantitativa, que se propôs a levantar a frequência de acidentes ocupacionais, envolvendomateriais biológicos potencialmente contaminados, que ocorreram entre os profissionais que atuam em um hospital deensino e caracterizar aqueles que acometeram a equipe de higienização e limpeza e lavanderia. Foram analisadas 238 fichasde investigações de acidentes de trabalho do Serviço de Epidemiologia do período de 2004 a 2009. Destas, 10,9% (26/239)correspondiam a acidentes ocorridos com profissionais da limpeza hospitalar, 2,5% de profissionais da lavanderia. Foipredominante o sexo feminino, faixa etária de 30-40 anos, do tipo percutâneo, destacando-se os quirodáctilos como a áreacorporal mais atingida e o líquido potencialmente contaminado foi o sangue. Três grandes pilares de assistência devem serfortalecidos: o sistema de informação para subsidiar a política institucional, a formação continuada dos profissionais quegeram resíduos perfurantes e a aquisição de materiais com dispositivos de segurança.


This is a descriptive and quantitative research which aimed to study the annual frequency of workplaceaccidents that occurred among health professionals and to characterize the occurrence of work acidentes involvinghospital hygiene staff. 238 professional accidents? reports were analyzed, from the Epidemiology Department in an UniversityHospital, from 2004-2009. From the total, 10,9% (26/238) corresponded to accidents with hygiene staff , and 2,5% with theones who worked at the laundry service. Data were gathered from the form of Surveillance System PSBio. It was observedthat there was a greater frequency of accidents, especially among the female workers, aged from 30-40 years, withpredominance of percutaneous exposure, especially the fingers as the most affected part of the body. Three pillars ofassistance should be strengthened: the information system to support the institutional policy, continuing education ofprofessionals who generate perforating residues and purchase of materials with safety devices.


Investigación descriptiva, cuantitativa, que se propuso a levantar la frecuencia de accidentes ocupacionales,envolviendo materiales biológicos potencialmente contaminados, que ocurrieron entre los profesionales que actúan en unhospital de enseñanza y caracterizar aquellos acometieron el equipo de higienización y limpieza y lavandería. Fueronanalizados 238 informes de expedientes de accidentes de trabajo del Servicio de Epidemiología entre 2004-2009. De estos,10.9% (26/239) correspondían a accidentes ocurridos con profesionales de la limpieza hospitalaria, 2.5% de profesionalesde la lavandería. Fue predominante el sexo femenino, faja etaria de 30-40 años, del tipo percutáneo, destacándose losquirodáctilos como área corporal más afectada y el líquido potencialmente contaminado fue la sangre. Tres grandes pilaresde ayuda deben ser fortalecidos: el sistema de información para subsidiar la política institucional, la formación continuadade los profesionales que generan residuos perforadores y la compra de materiales con dispositivos de seguridad.


Assuntos
Patógenos Transmitidos pelo Sangue , Segurança de Equipamentos , Pessoal de Saúde , Serviços Hospitalares , Exposição Ocupacional , Saúde do Trabalhador
20.
Rev. bras. saúde ocup ; 33(117)jan.-jun. 2008. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-553892

RESUMO

A triagem tuberculínica tem por objetivo realizar o rastreio da infecção tuberculosa.Uma retestagem em uma a três semanas tem sido recomendada quandoa prova tuberculínica for < 10 mm na 1ª dose para averiguar a ocorrência do efeito booster. Quando a prova tuberculínica for < 10 mm na 1ª dose e, uma a três semanas depois, na 2ª dose, ocorrer uma enduração 10 mm com aumento de pelo menos 6 mm em relação à primeira dose, tem-se, então, o efeito booster. Este estudo teve como sujeitos os profissionais de saúde de um hospital universitário e foi realizado na cidade de Campo Grande-MS com o objetivo de estimar a taxa de efeito booster. Dentre os 194 participantes, 65 (33,5%) foram reatores fortes ao PPD na primeira testagem e 129 foram reatores fracos ou não-reatores. Estes foram submetidos a uma segunda testagem, na qual, em 10 (7,8%) observou-se o efeito booster. A prevalência da infecção tuberculosa, avaliadaem dois tempos, foi de 38,7%. Conclui-se que identificar o efeito boosterna triagem tuberculínica é importante sob pena de obter-se taxas subestimadas de infecção tuberculosa. Útil também no acompanhamento da infecção recente e na avaliação segura da viragem tuberculínica, reduzindo a probabilidade de falsos negativos, que de outra forma seriam erroneamente interpretados como profissionais recém-infectados.


Tuberculin screening aims at tracking tuberculosis infection. A one-to-threeweek retest has been recommended when the tuberculin test is <10 mm in the first dose to check booster effect occurrence. The booster phenomenon occurs when the tuberculin screening is <10 mm in the first dose and after the second dose, in three weeks time, there is a >10 mm induration with an increase compared to the first dose of at least 6 mm. This study, aimed at estimating booster effect rate, involved health professionals from a University hospital in Campo Grande, a town in the Brazilian state of Mato Grosso do Sul. Among the 194 participants, 65 (33,5%) were strong PPD reactors in the first test and 129 were weak or non-reactors. They went through a second test which revelled 10were reactors. Hence, the booster effect rate was 7,8%. In the two-step tuberculin test reactor tuberculosis infection prevalence was 38.7%. The authors concluded that identifying booster effect in tuberculin screening is important to avoid under estimated rates of tuberculosis infection. It is also important to follow up recently acquired infections and evaluate the results of tuberculin screening accurately to reduce the probability of false negative results, which would otherwise be misinterpreted as refering to recently infected health professionals.


Assuntos
Infecção , Recursos Humanos em Hospital , Teste Tuberculínico , Trabalhadores , Metodologia , Prevalência
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA