Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. dent. sci ; 23(2,supl): 1-8, 2020.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1100310

RESUMO

Background: Temporomandibular disorder (TMD) belongs to a heterogeneous group of musculoskeletal and neuromuscular conditions involving the temporomandibular joint complex, musculature and adjacent components. These conditions can generate signs and symptoms and be influenced by an altered biopsychosocial condition. Objective: This study aims to seek information to assist the patient in the presence of TMD signs and symptoms and Orofacial Pain, associated with the period of social isolation during the COVID-19 pandemic. Material and methods: For the preparation of this manual, a bibliographic search was performed in the databases PubMed, Latin American and Caribbean Health Sciences Literature (LILACS), BBO (BVS), Scopus, Web of Science and The Cochrane Library, using the keywords: orofacial pain, temporomandibular disorders, bruxism, stress, anxiety, biopsychosocial, diagnosis, self-care with important information on how to reduce and control the signs and symptoms of TMD and Orofacial Pain in this moment of pandemic that we are experiencing a social detachment. Results: The results show that the pandemic of COVID-19 and the need for social isolation, generates psychological impact that raises the pattern of anxiety and can directly affect patients with bruxism and TMD. Conclusion: Psychological factors associated with the pandemic can lead to an increased risk of developing, worsening and perpetuating bruxism, especially waking bruxism and TMD, so dentists should be aware of the occurrence of signs and symptoms to manage the multifactorial aspects of this condition. At that time, individual self-management strategies are advised for the patient, which consist of self-massage techniques, body education, exercise practices, sleep hygiene, meditation also the use of mobile apps and online tools that facilitate this activity. (AU)


Introdução: A Desordem Temporomandibular (DTM) pertence a um grupo heterogêneo de condições musculoesqueléticas e neuromusculares envolvendo o complexo articular temporomandibular, a musculatura e os componentes adjacentes. Essas condições podem gerar sinais e sintomas e serem influenciadas por uma condição biopsicossocial alterada. Objetivo: Esse estudo teve como objetivo buscar informações que possam auxiliar ao paciente na presença de sinais e sintomas de DTM e Dor Orofacial associado ao período de isolamento social durante a pandemia do COVID -19. Material e Métodos: Para a elaboração deste manual, foi realizada uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados PubMed, Latin American and Caribbean Health Sciences Literature (LILACS), BBO (BVS), Scopus, Web of Science e The Cochrane Library, utilizando as palavras-chaves: dor orofacial, desordem temporomandibular, bruxismo, estresse, ansiedade, biopsicossocial, diagnóstico e autocuidados, com informações importantes sobre como reduzir e controlar os sinais e sintomas de DTM e Dor Orofacial nesse momento de pandemia que estamos vivenciando um distanciamento social. Resultados: Os resultados mostram que a pandemia de COVID-19 e a necessidade de isolamento social, gera impacto psicológico que eleva o padrão de ansiedade e pode afetar diretamente pacientes com bruxismo e DTM. Conclusão: Fatores psicológicos associados à pandemia podem levar a um maior risco de desenvolver, piorar e perpetuar o bruxismo, principalmente bruxismo de vigília e DTM, por isso os cirurgiões-dentistas devem estar atentos a ocorrência de sinais e sintomas para gerenciar os aspectos multifatoriais dessa condição. Aconselha-se, nesse momento, estratégias individualizadas de autogerenciamento para o paciente que consistem em técnicas de automassagem, educação corporal, práticas de exercícios, higiene do sono e meditação. Além do uso de aplicativos digitais e ferramentas online facilitadores dessa atividade (AU)


Assuntos
Ansiedade , Autocuidado , Dor Facial , Bruxismo , Transtornos da Articulação Temporomandibular , Infecções por Coronavirus , Análise do Estresse Dentário , Diagnóstico
2.
São Paulo; s.n; 2013. 237 p. ilus, tab. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-866691

RESUMO

A desordem temporomandibular (DTM) de origem multifatorial pode estar associada a fatores oclusais e também a alterações posturais. O objetivo desse estudo foi investigar os efeitos do uso da placa sobre o equilíbrio postural em indivíduos dentados, não reprogramados, com sinais e sintomas de desordem temporomandibular (DTM). Colaboraram com a pesquisa 70 pacientes (59 placa e 21 controle), entre 18e 84 anos, de ambos os gêneros, diagnosticados com DTM por meio do questionário do RDC/TMD além de ressonância magnética da articulação temporomandibular. O estudo foi de ensaio clínico, randomizado, controlado, prospectivo e de intervenção. Foram respondidos os questionários de risco de quedas - FES-I e de qualidade de vida - SF-36 antes que fosse realizada a avaliação do equilíbrio postural por meio da plataforma de força. Cumprida estas etapas eram feita a randomização: o grupo da amostra recebia placa oclusal com critérios de estabilidade oclusal além de orientação para que fizesse exercícios terapêuticos, enquanto o grupo controle era orientado para fazer apenas exercícios terapêuticos. Após 12 semanas, os dois grupos eram reavaliados. A análise estatística foi feita por frequências, avaliação da associação entre grupos por teste de Fisher; medidas quantitativas considerando por média, mediana, desvio padrão, percentis 25 e 75 além de valores máximo e mínimo; as comparações entre os tempos fez uso de teste não paramétrico de Wilcoxon enquanto a entre grupos usou o teste de Mann-Whitney, com nível de significância de 5%.


O total de pacientes, que completou o estudo de risco de queda e qualidade de vida, era composto por 77% de mulheres, com média de idade de 42,5 anos. Os itens significantes do risco de queda contribuíram para reduzir a preocupação em cair da mesma forma que os de qualidade de vida auxiliaram o aumento dos domínios saúde mental, dor e vitalidade. Dos setenta pacientes, 64 completaram o RDC/TMD (47 placa e 17 controle), com diferenças significativas no que diz respeito ao diagnóstico de dor miofascial, deslocamento do disco, artralgia direita e esquerda, grau de dor crônica, depressão esomatização relacionada a placa. Dentre os mesmos 70 pacientes, 49 completaram o estudo sobre o equilíbrio postural (36 placa e 13 controle), que apresentou aumento significante na velocidade anteroposterior do CP nas condições olhos abertos e fechados (VAPoa e VAPof), durante a postura em pé no grupo placa. Concluiu-seque o uso da placa foi eficaz no tratamento da DTM sendo que seu efeito pode ser observado no equilíbrio postural a ponto de diminuir a preocupação em cair além de melhorar os domínios de saúde mental e dor, com consequente repercussão sobre a qualidade de vida.


Temporomandibular disorder (TMD) of multifactorial origin may be associated with occlusal factors but also with changes in posture. The objective of this study was to investigate the effects of the use of the occlusal splint on the postural equilibrium of non-reprogrammed, dentate individual with signs and symptoms of temporomandibular disorder. The research group consisted of 70 patients (59 with occlusal splints, 21 in the control group) between 18 and 84 years of age, of both genders, diagnosed with TMD by way of the RDC/TMD questionnaire and magnetic-resonance imaging of the temporomandibular joint. The research was performed via a randomized, controlled, prospective clinical study and intervention. The questionnaires regarding risk of falls - FES-I and quality of life - SF-36 were filled out before evaluating postural equilibrium by way of a force platform. In the randomization, the sample group received occlusal splint, occlusal-stability criteria, and advice about therapeutic exercises; the control group only received advice about therapeutic exercises. After 12 weeks, the groups were re-evaluated qualitatively by frequency, evaluation of the association between the group via Fisher testing; quantitatively via average, median, standard deviation, 25 and 75 percentiles, and minimum and maximum values; comparison between the times via non-parametric Wilcoxon testing and between the groups via Mann-Whitney testing with a threshold of significance of 5%. Of the universe of the patients patients who completed the risk-of-fall and quality-of-life study, 77% were women with an average of 42.2 years.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Postura , Placas Oclusais/efeitos adversos , Qualidade de Vida , Transtornos da Articulação Temporomandibular/reabilitação
3.
Rev. flum. odontol ; 17(36): 26-31, jul.-dez. 2011. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-638423

RESUMO

A sensibilidade muscular é um sinal clínico importante presente na maioria dos pacientes com algum tipo de Disfunção Têmporo-Mandibular(DTM). A Organização Mundial de Saúde (OMS) reconheceu a auriculoterapia como uma terapia eficaz em alívio de dores. O objetivo deste trabalho é avaliar a eficiência da auriculoterapia, associada com a placa miorrelaxante, no alivio da dor em pacientes com desordens temporomandibulares comparando os grupos quanto ao tipo de seleção de pontos, tempo de tratamento e de alta. Foram analisados 15 pacientes divididos igualmente em 3 grupos: controle, grupo dos pontos pré-selecionados e grupo das síndromes energéticas. Em todos os grupos, os pacientes utilizaram placas miorrelaxantes e nos dois últimos foi realizada a auriculoterapiacom sementes. Mensurou-se o nível de dor por uma escala visual analógica(VAS). A comparação das intensidades de dor no três grupos em cada momento de medida semanal foi realizada pelo teste Kruskal-Wallis e quando houve diferenças estatisticamente significativas entre os grupos, o Teste de Mann- Whitney foi utilizado. Além disso, o tempo de tratamento para alta nos três grupos foi descrito pelas curvas de Kaplan – Maier, e comparados pelo teste log rank. Os resultados revelaram diferenças estatisticamente significantes (p<0,05) entre os grupos controle e pontos pré-selecionados, não houve diferenças entre os três grupos quanto ao tempo de alta, a associação das técnicas da auriculoterapia com a placa miorrelaxante é positiva, quando indicada para alivio da dor.


Muscular sensitivity is an important clinical sign present in the majority of patients with some type of temporomandibular dysfunction (TMD). The World Health Organization (WHO) has recognized auriculotherapy as an efficient therapy for pain relief.The aim of this study is to assess the efficiency of auriculotherapy associated with a myorelaxant plate in pain relief of patients with temporomandibular disorders, comparing the groups with regard to the type of point selection, treatment time and discharge.Fifteen patients, equally divided into 3 groups were analyzed: control, group of pre-selected points and group of energysyndromes. In all groups, the patients used myorelaxant plates, and in the latter two groups auriculotherapy with ear seeds wasperformed. The pain level was measured by a visual analogue scale (VAS). Every week the pain intensities in the three groups were measured, and all the times of these weekly pain intensity measurements were compared by the Kruskal-Wallis test. When there were statistically significant differences among the groups, the Mann- Whitney test was used. In addition, treatment time for discharge in the three groups was described by Kaplan-Meier curves and compared by the log rank test. The results revealed statistically significant differences (p<0.05) between control group and group of pre-selected points; there were no differences among the three groups as regards discharge time; the association of auriculotherapy techniques with the myorelaxant plate is positive when indicated for pain relief.


Assuntos
Acupuntura Auricular , Placas Oclusais , Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular
4.
Rev. bras. implantodontia ; 7(1): 6-7, jan.-mar. 2001. CD-ROM
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857284

RESUMO

Este estudo faz uma revisão da literatura com o objetivo de analisar os aspectos clínicos da placa bacteriana observada ao redor dos implantes dentários frente à utilização da clorexidina. A microflora periodontal é bastante semelhante à peri-implantar, tanto no que se referem às suas condições de saúde como o de doença, podendo a avaliação dessas condições ser determinante no sucesso dos implantes. É necessária a detecção precoce do problema para que se possam traçar estratégias terapêuticas que revertam este quadro. O controle químico da microflora e placa bacteriana pode ser um coadjuvante eficiente tanto nos casos de mucosite peri-implantar como nos de peri-implantite


Assuntos
Clorexidina/administração & dosagem , Clorexidina/análise , Implantes Dentários , Placa Dentária
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA