Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 105
Filtrar
1.
Rev. APS ; 23(2): 378-390, 2021-06-23.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1357765

RESUMO

O estudo tem como objetivo avaliar o processo de trabalho da Estratégia Saúde da Família no atendimento ao indivíduo com comportamento suicida. Pesquisa qualitativa avaliativa, com a utilização do método Avaliação de Quarta Geração, com a utilização do referencial de processo de trabalho de Karl Marx. Encontrou-se a organização do atendimento, o trabalho em equipe no território, as tecnologias de cuidado, como a escuta, o vínculo e a horizontalidade nas relações profissionais ao abordar o tema do suicídio. O cuidado ao indivíduo com comportamento suicida é essencial na atenção básica, em que os profissionais estão no território, na construção de estratégias de cuidado a partir dos contextos de vida.


The article aims to evaluate the work process of the Family Health Strategy in the care of the individuals with suicidal behavior. It is A a qualitative evaluative research, using the Fourth Generation Evaluation methodology, using Karl Marx's work process as reference. We found the organization of care, teamwork in the territory, care technologies such as listening, bonding and horizontality in professional relationships to approach the subject of suicide. Care for the individuals with suicidal behavior is essential in basic care, where professionals are in the territory and in the construction of care strategies from the life contexts.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Suicídio , Saúde
2.
Rev Gaucha Enferm ; 42(spe): e20200188, 2021.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-33787721

RESUMO

OBJECTIVE: To identify the repercussions on mental health of groups and populations in the context of the new coronavirus pandemic. METHOD: Narrative review carired out in three databases, in March 2020, using the descriptors mental health and coronavirus. A total of 19 publications were analyzed, organized in a synoptic chart, containing type of publication, authors, country, sample, objective, and main results. From this analysis, two thematic axes emerged: identification of problems and vulnerable groups in mental health; and mental health interventions and actions. RESULTS: The first axis showed manifestations of suffering - anguish, insomnia, anger, stress, fear. The second revealed the need to build government policies and general guidelines; production of information and communication; and mental health care practices. CONCLUSIONS: The repercussions on mental health in the population intensified with the pandemic, identifying vulnerable groups, and the need to build coping strategies and policies aimed at mental health during epidemics.


Assuntos
COVID-19/epidemiologia , COVID-19/psicologia , Saúde Mental , Pandemias , Ira , Medo , Comportamentos de Risco à Saúde , Humanos , Humor Irritável , Serviços de Saúde Mental , Distúrbios do Início e da Manutenção do Sono/etiologia , Estresse Psicológico/etiologia , Populações Vulneráveis/psicologia
3.
Saúde debate ; 45(128): 118-129, jan.-mar. 2021. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1252207

RESUMO

RESUMO O artigo tem como objetivo analisar a prática da clínica com adolescentes na atenção psicossocial, em um Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil. Utilizou-se a Avaliação de Quarta Geração como percurso teórico-metodológico, tendo como parâmetros avaliativos os seguintes aspectos das práticas em saúde mental, na perspectiva da atenção psicossocial: o cuidado em liberdade, intersetorial, territorial, multiprofissional, e singular, buscando como resultados a inserção social, a autonomia e a cidadania. Foram realizadas entrevistas com os profissionais do serviço, e observação participante. A análise ocorreu mediante o Método Comparativo Constante. Evidencia-se a tarefa de construir uma clínica que supere os saberes e as práticas da psiquiatria tradicional, que incorpore o contexto dos adolescentes, e que não tenha como eixo central o diagnóstico. Os resultados sugerem o deslocamento do foco da atenção na doença para o adolescente, considerando seus desejos, suas relações e os sentidos que atribuem às possíveis perspectivas e aos caminhos resultantes dos saberes da clínica. Conclui-se, sobre a necessidade da manutenção do processo de constante questionamento em relação à clínica psicossocial com adolescentes, sua repercussão e sua incorporação enquanto uma possibilidade terapêutica transitória e singular.


ABSTRACT This article aims to analyze the practice of the clinic with adolescents in psychosocial care, in Psychosocial Care Center for Children and Adolescents. The Fourth Generation Evaluation was used as a theoretical-methodological approach, having as evaluative parameters the following aspects of health practices, from the perspective of psychosocial care: care in freedom, intersectoral, territorial, multi-professional and singular, seeking as results social inclusion, autonomy and citizenship. Interviews were conducted with service professionals and participant observation. The analysis was performed by Constant Comparative Method. The task of building a clinic that overcomes the knowledge and practices of traditional psychiatry is evident, which incorporates the adolescents' context, and that does not have diagnosis as its central axis. There is essential to change the attention from the disease to the adolescent, considering their desires, relationships and the meanings attributed by them to possible perspectives and paths resulting from clinic's knowledge. It is important to maintain the process of constant wondering regarding the psychosocial clinic with adolescents, its repercussion and its incorporation as a transitory and singular therapeutic possibility.

4.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 25(3): e20200017, 2021. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1154186

RESUMO

Resumo Objetivo relatar a experiência do uso da entrevista narrativa com pessoas em situação de rua com transtornos mentais. Método relato de experiência realizada em uma capital do Sul do Brasil. A coleta de dados ocorreu de julho a outubro de 2019. Resultados a aplicação da entrevista narrativa desenvolveu-se em duas etapas: aproximação com o campo e seleção dos participantes; e construção da narrativa. A primeira envolveu uma inserção em um Consultório na Rua e possibilitou a identificação e o desenvolvimento de vínculo com os usuários. A segunda ocorreu com o desenvolvimento da entrevista narrativa e envolveu os seguintes passos: contato e negociação, história principal e fase de questionamentos. Conclusão a entrevista narrativa se apresenta como ferramenta metodológica com potencial para a construção de itinerários terapêuticos de pessoas em situação de rua com transtornos mentais, contextualizando suas opções na busca pelo seu cuidado na perspectiva de suas histórias de vida. Implicação para a prática a entrevista narrativa possibilita fazer-se ouvir em histórias frequentemente negligenciadas. Por ter como foco central a construção de sentidos por parte de quem vivencia determinada realidade, permitiu a reconstrução desses, possibilitando novos olhares e insights em relação à própria experiência de quem relatava.


Resumen Objetivo relatar la experiencia de utilizar entrevistas narrativas con personas en situación callejera con trastornos mentales. Método informe de experiencia realizado en una capital del Sur de Brasil. La recolección de datos tuvo lugar de julio a octubre de 2019. Resultados La aplicación de la entrevista narrativa se desarrolló en dos etapas: aproximación al campo y selección de participantes; y construcción de la narrativa. La primera implicó una inserción en un Consultório na Rua y permitió identificar y desarrollar vínculos con los usuarios. La segunda ocurrió con el desarrollo de la entrevista narrativa y contó con los siguientes pasos: contacto y negociación, historia principal y fase de cuestionamientos. Conclusión la entrevista narrativa se presenta como una poderosa herramienta metodológica para la construcción de itinerarios terapéuticos para personas en situación callejera con trastornos mentales, contextualizando sus opciones en la búsqueda de su cuidado desde la perspectiva de sus historias de vida. Implicación para la práctica la entrevista narrativa permite hacerse oír en historias que a menudo se pasan por alto. Debido a que tiene como foco central la construcción de significados por parte de quienes experimentan una determinada realidad, permitió la reconstrucción de estos, posibilitando nuevas miradas y percepciones en relación a la propia experiencia de quien informa.


Abstract Objective report the experience of using the narrative interview with homeless persons who suffer from mental disorders. Method experience report held in a capital city in the South of Brazil. The data collection took place from July to October 2019. Results the application of the narrative interview was developed in two stages: approach to the field and selection of participants; and construction of the narrative. The first involved an insertion in a Street Office and made it possible to identify and develop a link with the users. The second occurred with the development of the narrative interview and involved the following steps: contact and negotiation, main story and questioning phase. Conclusion the narrative interview presents itself as a methodological tool with potential for the construction of therapeutic itineraries for homeless persons with mental disorders, contextualizing their options in the search for their care from the perspective of their life stories. Implication for practice narrative interviewing makes it possible to make oneself heard in often neglected stories. By having as a central focus the construction of senses by those who experience a certain reality, it allowed the reconstruction of these, allowing new looks and insights in relation to the very experience of those who reported.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoas em Situação de Rua , Entrevistas como Assunto/métodos , Narração , Transtornos Mentais , Relatório de Pesquisa
5.
Preprint em Português | SciELO Preprints | ID: pps-1488

RESUMO

ABSTRACTObjective: To identify the repercussions on mental health of groups and populations in the context of the new coronavirus pandemic.Method: Narrative review care out in three databases, in March 2020, using the descriptors mental health and coronavirus. A total of 19 publications were analyzed, organized in a synoptic table, containing type of publication, authors, country, sample, objective and main results. From this analysis, two thematic axes emerged: identification of problems and vulnerable groups in mental health; and mental health interventions and actions.Results: The first axis showed manifestations of suffering - anguish, insomnia, anger, stress, fear. The second revealed the need to build government policies and general guidelines; production of information and communication; and mental health care practices.Conclusions: The repercussions on mental health in the population intensified with the pandemic, identifying vulnerable groups, and the need to build coping strategies and policies aimed at mental health during epidemics. Keywords: Coronavirus infections. Mental health. Coronavirus. Pandemics. Mental health services


RESUMO Objetivo: Identificar as repercussões na saúde mental de grupos e populações no contexto da pandemia do novo coronavírus. Método: Revisão narrativa realizada em três bases de dados, em março de 2020, utilizando os descritores saúde mental e coronavírus. Foram analisadas 19 publicações, organizadas em um quadro sinóptico, contendo: tipo de publicação, autores, país, amostra, objetivo e principais resultados. Dessa análise, emergiram dois eixos temáticos: identificação de problemas e grupos vulneráveis em saúde mental; e intervenções e ações em saúde mental. Resultados: O primeiro eixo evidenciou manifestações de sofrimento ­ angústia, insônia, raiva, estresse, medo. O segundo revelou a necessidade de construção de políticas governamentais e diretrizes gerais; produção de informações e comunicação; e práticas assistenciais em saúde mental. Conclusões: As repercussões na saúde mental na população se intensificaram com a pandemia, identificando-se grupos vulneráveis, e a necessidade de construção de estratégias e políticas de enfrentamento voltadas à saúde mental durante epidemias. Palavras-chave: Infecções por coronavírus. Saúde mental. Coronavírus. Pandemias. Serviços de saúde mental.


RESUMO Objetivo: Identificar as repercussões na saúde mental de grupos e populações no contexto da pandemia do novo coronavírus. Método: Revisão narrativa realizada em três bases de dados, em março de 2020, utilizando os descritores saúde mental e coronavírus. Foram analisadas 19 publicações, organizadas em um quadro sinóptico, contendo: tipo de publicação, autores, país, amostra, objetivo e principais resultados. Dessa análise, emergiram dois eixos temáticos: identificação de problemas e grupos vulneráveis em saúde mental; e intervenções e ações em saúde mental. Resultados: O primeiro eixo evidenciou manifestações de sofrimento ­ angústia, insônia, raiva, estresse, medo. O segundo revelou a necessidade de construção de políticas governamentais e diretrizes gerais; produção de informações e comunicação; e práticas assistenciais em saúde mental. Conclusões: As repercussões na saúde mental na população se intensificaram com a pandemia, identificando-se grupos vulneráveis, e a necessidade de construção de estratégias e políticas de enfrentamento voltadas à saúde mental durante epidemias. Palavras-chave: Infecções por coronavírus. Saúde mental. Coronavírus. Pandemias. Serviços de saúde mental.

6.
Ciênc. Saúde Colet ; 25(10): 3713-3721, Out. 2020.
Artigo em Português | Coleciona SUS, LILACS, Coleciona SUS, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1132986

RESUMO

Resumo O objetivo do estudo foi analisar como as pessoas em situação de rua vivenciam o uso de drogas e seus entrelaçamentos com suas culturas e estilos de vida. Realizou-se um estudo etnográfico, que identificou as estruturas macrossociais através do acompanhamento do Movimento Nacional da População de rua, e as microssociais, por meio das trajetórias individuais dos interlocutores. Os dados foram coletados mediante observação participante, registrada em diário de campo e entrevistas semiestruturadas. A análise foi realizada pela síntese da geração dos dados durante todo o processo de trabalho. Os resultados apontam uma cultura da rua, em que a droga surge como um estilo de vida coletivo, construindo relações e identidades de resistência aos estigmas. As histórias de vida revelaram o sofrimento social, a exclusão e a não adaptação ao sistema convencional e formal. Assim, as pessoas em situação de rua possuem uma organização social que ajuda a suportar as dificuldades de aceitação da sociedade e a inadequação dos serviços que as atendem. A droga faz parte dessa cultura, enquanto mais um modo de vida, que precisa ser compreendido e trabalhado de forma aberta e consciente pelos profissionais de saúde.


Abstract This research aimed to analyse how homeless people experience drug use and the intertwining between it and their cultural environment and life style. An etnographic study has been conducted which identified the macrosocial structures through the National Movement of the Homeless (Movimento Nacional da População de Rua) monitoring and the microsocial ones by means of its interlocutors' individual trajectories. Data were collected upon participant observation, registered in a research field journal and in semi-structured interviews. The analysis was carried out by data generation synthesis over the whole working process. Results reveal a street culture in which drug builds a collective life style that sets relationships and identities which withstand stigmas. Life stories unveil social suffering and exclusion besides non-adaptation to society conventional and formal aspects. Therefore, homeless people have their own social organisation that helps them to endure the difficulties in being accepted by society as well as the inadequacy of the social services that should assist them. Drug is part of this culture as a way of living and it needs to be understood and worked with by health professionals through a conscious and open approach.


Assuntos
Humanos , Pessoas em Situação de Rua , Preparações Farmacêuticas , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/epidemiologia , Estigma Social , Estilo de Vida
7.
Cien Saude Colet ; 25(10): 3713-3721, 2020 Oct.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-32997005

RESUMO

This research aimed to analyse how homeless people experience drug use and the intertwining between it and their cultural environment and life style. An etnographic study has been conducted which identified the macrosocial structures through the National Movement of the Homeless (Movimento Nacional da População de Rua) monitoring and the microsocial ones by means of its interlocutors' individual trajectories. Data were collected upon participant observation, registered in a research field journal and in semi-structured interviews. The analysis was carried out by data generation synthesis over the whole working process. Results reveal a street culture in which drug builds a collective life style that sets relationships and identities which withstand stigmas. Life stories unveil social suffering and exclusion besides non-adaptation to society conventional and formal aspects. Therefore, homeless people have their own social organisation that helps them to endure the difficulties in being accepted by society as well as the inadequacy of the social services that should assist them. Drug is part of this culture as a way of living and it needs to be understood and worked with by health professionals through a conscious and open approach.


O objetivo do estudo foi analisar como as pessoas em situação de rua vivenciam o uso de drogas e seus entrelaçamentos com suas culturas e estilos de vida. Realizou-se um estudo etnográfico, que identificou as estruturas macrossociais através do acompanhamento do Movimento Nacional da População de rua, e as microssociais, por meio das trajetórias individuais dos interlocutores. Os dados foram coletados mediante observação participante, registrada em diário de campo e entrevistas semiestruturadas. A análise foi realizada pela síntese da geração dos dados durante todo o processo de trabalho. Os resultados apontam uma cultura da rua, em que a droga surge como um estilo de vida coletivo, construindo relações e identidades de resistência aos estigmas. As histórias de vida revelaram o sofrimento social, a exclusão e a não adaptação ao sistema convencional e formal. Assim, as pessoas em situação de rua possuem uma organização social que ajuda a suportar as dificuldades de aceitação da sociedade e a inadequação dos serviços que as atendem. A droga faz parte dessa cultura, enquanto mais um modo de vida, que precisa ser compreendido e trabalhado de forma aberta e consciente pelos profissionais de saúde.


Assuntos
Pessoas em Situação de Rua , Preparações Farmacêuticas , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias , Humanos , Estilo de Vida , Estigma Social , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/epidemiologia
8.
Rev Bras Enferm ; 73Suppl 1(Suppl 1): e20190225, 2020.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-32965314

RESUMO

OBJECTIVE: to recognize villages as territories of care and daily resistance to social marginalization. METHODS: a descriptive study with a qualitative approach based on the methodological framework of ethnography inspired by Interpretative Anthropology. Two-year field research (from the second half of 2015 to the first half of 2017). Participant observation and semi-structured interviews with four privileged interlocutors and a field diary have been used. Data systematization was carried out throughout field work. RESULTS: three categories emerged: Interlocutors talking about their life in villages; Villages as a care device; and Drugs in villages. FINAL CONSIDERATIONS: the results reveal the challenge for health and nursing to recognize the need to understand the contexts of urban life of homeless persons. Nurses need to include cultural elements in their work processes, promoting bonding and understanding the ways of life of homeless persons.


Assuntos
Usuários de Drogas , Pessoas em Situação de Rua , Marginalização Social , Adulto , Antropologia Cultural , Cultura , Pessoas em Situação de Rua/psicologia , Pessoas em Situação de Rua/estatística & dados numéricos , Humanos , Entrevistas como Assunto , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Enfermagem Psiquiátrica , Pesquisa Qualitativa , Apoio Social
9.
Rev Gaucha Enferm ; 41(spe): e20190160, 2020.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-32401894

RESUMO

OBJECTIVE: To analyze nurses' means of work used in the articulation of the Psychosocial Care Network (PCN) Method: An exploratory-descriptive qualitative study conducted at the PCN of a District Health Management in Porto Alegre. The data collection technique used was the semi-structured interview held from October to December 2017. Data was subjected to thematic analysis under the Marxist theory of the Labor Process. RESULTS: The analysis resulted in two thematic categories: Care Management and Care Practices. The first consists of two means of work: team coordination and meetings with the other components of the territory. The second involves three means of work: telephone contacts with PCN services; user referrals in the PCN and matrix support. Final considerations: In view of overcoming the asylum model, nurses' means of work are instruments for producing dialogs aimed at expanding psychosocial care.


Assuntos
Papel do Profissional de Enfermagem , Reabilitação Psiquiátrica/organização & administração , Humanos , Pesquisa Qualitativa
10.
J. nurs. health ; 10(2): 20102005, mai.2020.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1099699

RESUMO

Objetivo: descrever a trajetória de uma moradora de um Serviço Residencial Terapêutico, à luz da Antropologia do Dom. Métodos: trata-se de pesquisa qualitativa, descritiva e analítica, realizada em um município do Rio Grande do Sul. Foi realizada observação livre, entrevista semiestruturada e coleta de dados do prontuário da moradora. Foram utilizadas, também, informações do Projeto Terapêutico do Serviço Residencial Terapêutico. Resultados: esta trajetória de vida leva à reflexão do valor que é dado ao ser humano, sendo que esse é modificado com o decorrer do tempo, dependendo do contexto e do pano de fundo histórico-social. Conclusões: percebem-se mudanças no tratamento e na trajetória construída pela moradora depois de residir no residencial, pois trilhou novos caminhos e ampliou suas redes sociais.(AU)


Objective: to describe the therapeutic trajectory of a resident of a therapeutic residential service, in the light of the Anthropology of Dom. Methods: this a descriptive and analytical qualitative research, took place in a municipality of Rio Grande do Sul. Free-form observation was performed, a semi-structured interview and data collection from the resident's medical records. information from the therapeutic residential service therapeutic project was also used. Results: this life trajectory leads to the reflection of the value that is given to the human being, which is modified over time, depending on the context and the historical-social background. Conclusions: changes in the treatment and the trajectory built by the resident after residing in the residential are perceived, as they have taken new paths and expanded their social networks.(AU)


Objetivo: describir la trayectoria terapéutica de un residente de un servicio residencial terapéutico, a la luz de la Antropología de Dom. Métodos: este es una investigación cualitativa descriptiva y analítica, tuvo lugar em un municipio de Rio Grande do Sul. Se realizo una observación de forma libre, con, una entrevista semiestructurada y la recopilación de datos de los registros médicos del residente. también se utilizó información del proyecto terapéutico del servicio residencial terapéutico. Resultados: esta trayectoria de la vida lleva a la reflexión del valor que se Le da al ser humano, que se modifica con el tempo, dependiendo del contexto y el contexto histórico-social. Conclusiones: se perciben cambios en el tratamiento y la trayectoria construida por el residente después de residir en el servicio residencial terapéutico, ya que han tomado nuevos caminos y ampliado sus redes sociales.(AU)


Assuntos
Humanos , Saúde Mental , Desinstitucionalização , Serviços de Saúde Mental
11.
Rev Bras Enferm ; 73(1): e20170835, 2020.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-31994675

RESUMO

OBJECTIVE: Assess components of the Psychosocial Attention Network (RAPS) in crack user care in a Rio Grande do Sul municipality. METHOD: Qualitative study based on Fourth Generation Evaluation. Data collection occurred in 2014, through participating observation and interviews based on the Hermeneutic-Dialectic Circle. Ten uses, eleven family members, seven managers and eight workers at a Psychosocial Attention Center participated. The Constant Comparative Method was used for data analysis. RESULTS: Difficulties were observed in the network articulation with the general hospital, due to prejudice and the lack of structure of the team. SAMU's (Mobile Emergency Care Service) dependence on the Military Brigade for the service indicates a frailty of the network. The need to re-think the way therapeutic farms operate in the network is a consensus. CONCLUSION: RAPS is being implemented and its concretization depends on the involvement of professionals, managers and social control of users and family members.


Assuntos
Cocaína Crack/efeitos adversos , Família/psicologia , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/complicações , Brasil , Humanos , Pesquisa Qualitativa , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/psicologia
12.
Rev. bras. enferm ; 73(1): e20170835, 2020.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1057772

RESUMO

ABSTRACT Objective: Assess components of the Psychosocial Attention Network (RAPS) in crack user care in a Rio Grande do Sul municipality. Method: Qualitative study based on Fourth Generation Evaluation. Data collection occurred in 2014, through participating observation and interviews based on the Hermeneutic-Dialectic Circle. Ten uses, eleven family members, seven managers and eight workers at a Psychosocial Attention Center participated. The Constant Comparative Method was used for data analysis. Results: Difficulties were observed in the network articulation with the general hospital, due to prejudice and the lack of structure of the team. SAMU's (Mobile Emergency Care Service) dependence on the Military Brigade for the service indicates a frailty of the network. The need to re-think the way therapeutic farms operate in the network is a consensus. Conclusion: RAPS is being implemented and its concretization depends on the involvement of professionals, managers and social control of users and family members.


RESUMEN Objetivo: Evaluar los componentes de la Red de Atención Psicosocial (RAPS) en la atención de los usuarios de crack en una ciudad de Rio Grande do Sul. Método: Investigación cualitativa basada en la evaluación de cuarta generación. La recolección de datos se produjo en 2014, a través de la observación participante y entrevistas, basadas en el Círculo Hermenéutico-Dialéctico. Participaron diez usuarios, once familiares, siete gerentes y ocho trabajadores de un Centro de Atención Psicosocial. El Método Comparativo Constante fue adoptado para el análisis de datos. Resultados: Se identificaron dificultades en la articulación de la red con el hospital general debido a los prejuicios y la falta de estructura del equipo. La dependencia del Servicio Móvil de Atención de Emergencia (SAMU) en la Brigada Militar para proporcionar servicio demuestra una debilidad de la red. Existe consenso sobre la necesidad de repensar la forma en que operan las granjas terapéuticas en la red. Conclusión: La Red de Atención Psicosocial se está implementando y su implementación depende de la participación de profesionales y gerentes, y del control social de los usuarios y sus familias.


RESUMO Objetivo: Avaliar componentes da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) no cuidado ao usuário de crack em um município do Rio Grande do Sul. Método: Estudo qualitativo, baseado na Avaliação de Quarta Geração. A coleta de dados ocorreu em 2014, através de observação participante e entrevistas, com base no Círculo Hermenêutico-Dialético. Participaram dez usuários, onze familiares, sete gestores e oito trabalhadores de um Centro de Atenção Psicossocial. O Método Comparativo Constante foi adotado para a análise dos dados. Resultados: Foram identificadas dificuldades na articulação em rede com o hospital geral devido ao preconceito e falta de estrutura da equipe. A dependência do SAMU na Brigada Militar para realizar atendimentos aponta uma fragilidade da rede. Há consenso sobre a necessidade de repensar o modo como as fazendas terapêuticas operam na rede. Conclusão: A RAPS está em implementação e sua efetivação depende do envolvimento dos profissionais e gestores, e do controle social de usuários e familiares.

13.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1048000

RESUMO

Objetivo: discutir as vivências dos profissionais no cuidado em rede intersetorial voltado à criança e adolescente e suas articulações/trabalho no território. Método: pesquisa qualitativa, exploratório-descritivo, desenvolvida com 26 trabalhadores da rede intersetorial, em um município do Rio Grande do Sul, entre os meses de maio a junho de 2014. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram entrevistas semiestruturadas com os depoimentos gravados e, posteriormente, transcritos na íntegra. Resultados: o profissional possui uma vivência de rede intersetorial, entendendo que esta rede deve partir de premissas como a interdisciplinaridade e o trabalho em conjunto. Que a rede de cuidado deve transpor serviços de saúde, ampliando olhares para projetos sociais e de inclusão. Conclusão: o território pode ser incorporado como um espaço de cuidado, de relações sociais e de modos de vida, sendo espaço também de vínculos entre profissionais e usuários


Objective: to discuss the experiences of professionals of the intersectoral care network focused on children and adolescents and their connections / work in the territory. Method: This qualitative study exploratory-descriptive, that included 26 intersectoral network workers in a city of Rio Grande do Sul state, Brazil between the months of May and June 2014. Data collection was conducted through a semistructured interview during which the testimonies were recorded and subsequently transcribed in full. Results: The professional has an experience of intersectoral network, which is based on the premises of interdisciplinarity and working together. The care network must be more than just health services, including social and community spaces, social and inclusion projects. Conclusion: The territory can be understood as a space of care, social relations and ways of life, also offering space for links between professionals and users of services


Objetivo: discutir las experiencias de los profesionales acerca de la red de atención direccionada a los niños y adolescentes y sus articulaciones / trabajo en el territorio. Método: investigación cualitativa, exploratoriodescriptivo, desarrollada con 26 trabajadores de la red intersectorial entre los meses de mayo hasta junio de 2014 en una ciudad en Rio Grande do Sul. La recolección de datos fue realizada por medio de entrevista semiestructurado, con los testimonios grabados y posteriormente transcritos en su totalidad. Resultados: el profesional tiene una experiencia de red intersectorial, la comprensión de que la red de premisas como la interdisciplinariedad y el trabajo en conjunto. La red de cuidado debe pasar a los servicios de salud, la ampliación de las miradas para proyectos sociales e inclusión. Conclusión: El territorio puede ser incorporado como un espacio de atención, las relaciones sociales y formas de vida también el espacio y las relaciones entre los profesionales y los usuarios


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Saúde da Criança , Colaboração Intersetorial , Pessoal de Saúde/organização & administração , Saúde do Adolescente , Pesquisa Qualitativa , Assistência à Saúde Mental
14.
Rev. bras. enferm ; 73(supl.1): e20190225, 2020.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1125935

RESUMO

ABSTRACT Objective: to recognize villages as territories of care and daily resistance to social marginalization. Methods: a descriptive study with a qualitative approach based on the methodological framework of ethnography inspired by Interpretative Anthropology. Two-year field research (from the second half of 2015 to the first half of 2017). Participant observation and semi-structured interviews with four privileged interlocutors and a field diary have been used. Data systematization was carried out throughout field work. Results: three categories emerged: Interlocutors talking about their life in villages; Villages as a care device; and Drugs in villages. Final considerations: the results reveal the challenge for health and nursing to recognize the need to understand the contexts of urban life of homeless persons. Nurses need to include cultural elements in their work processes, promoting bonding and understanding the ways of life of homeless persons.


RESUMEN Objetivo: reconocer a los pueblos como territorios de atención diaria y resistencia a la marginación social. Métodos: estudio descriptivo, con enfoque cualitativo, apoyado por el marco metodológico de la etnografía inspirado en la antropología interpretativa. Investigación de campo de dos años (desde la segunda mitad de 2015 hasta la primera mitad de 2017). Se utilizó observación participante, entrevistas semiestructuradas con cuatro interlocutores privilegiados y un diario de campo. La sistematización de los datos se realizó a lo largo del trabajo de campo. Resultados: se divide en tres categorías: Los interlocutores hablan de la vida en los pueblos; Los pueblos como dispositivo de cuidado; y Las drogas en los pueblos. Consideraciones finales: los resultados revelan el desafío para la salud y la enfermería de reconocer la necesidad de comprender los contextos de la vida urbana de las personas sin hogar. Las enfermeras deben incluir elementos culturales en sus procesos de trabajo, promoviendo lazos y la comprensión de las formas de vida de las personas sin hogar.


RESUMO Objetivo: reconhecer as aldeias como territórios de cuidado e resistência cotidiana à marginalização social. Métodos: estudo descritivo, de abordagem qualitativa, apoiado no referencial metodológico da etnografia inspirada na Antropologia Interpretativa. Pesquisa de campo de dois anos (do segundo semestre de 2015 ao primeiro semestre de 2017). Utilizou-se observação participante, entrevista semiestruturada com quatro interlocutores-privilegiados e diário de campo. A sistematização dos dados foi realizada durante todo o trabalho de campo. Resultados: divide-se em três categorias: Os interlocutores falam sobre a vida nas aldeias; As aldeias como dispositivo de cuidado; e As drogas nas aldeias. Considerações finais: os resultados revelam o desafio que é para a saúde e a enfermagem reconhecerem a necessidade de entender os contextos de vida urbana das pessoas em situação de rua. O enfermeiro necessita abranger elementos culturais em seus processos de trabalho, promovendo vínculo e compreensão dos modos de vida das pessoas em situação de rua.

15.
Rev Gaucha Enferm ; 40: e20180432, 2019.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-31644714

RESUMO

OBJECTIVE: To analyze the possibilities and challenges in building intersectoral networks in mental health in the professional's view involved in the care for children and adolescents treated at the Child and Adolescent Psychosocial Care Center. METHODS: A qualitative, descriptive and exploratory research, held from May to June 2014, performed a town in southern Brazil. Data were collected through semi-structured interviews with 26 workers intersectoral networking and submitted to thematic analysis. RESULTS: The articulation of different services and intersectoral care devices, and challenges to be overcome, the individual treatment plan, social policies that realize the real needs of users, including family and the medical-hegemonic model, were pointed out as possibilities. CONCLUSION: The care raised to the intersectoral level is a necessity and a way to achieve new perspectives on care and its articulations to consolidate the Child and Adolescent Mental Health policy.


Assuntos
Serviços de Saúde do Adolescente/organização & administração , Serviços de Saúde da Criança/organização & administração , Serviços de Saúde Mental/organização & administração , Saúde Mental , Adolescente , Criança , Humanos , Pesquisa Qualitativa
16.
Rev Bras Enferm ; 72(4): 903-909, 2019 Aug 19.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-31432945

RESUMO

OBJECTIVE: to know the suffering and the strategies of defense of CAPS AD III workers, from the perspective of the Work Theater proposed by Dejours. METHOD: a descriptive qualitative research, of the case study type, with CAPS AD III workers, using as theoretical framework the Psychodynamics of Work. RESULTS: CAPS AD III professionals identify that the suffering in the work arises from the frustration between the real and the prescribed one; by the hegemony of practices guided by the biomedical model; stigmatization and prejudice with users; and the limitations of the Health Care Network (Rede de Atenção à Saúde). As an individual defense strategy, the rationalization was defined, and as a collective strategy, the protection strategy. FINAL CONSIDERATIONS: worker uses strategies of defenses to face suffering and give a new meaning to it, characterizing themselves as ways of apprehending, understanding and giving meaning and new looks to their work.


Assuntos
Pessoal de Saúde/psicologia , Serviços de Saúde Mental/normas , Estresse Psicológico/etiologia , Local de Trabalho/psicologia , Pessoal de Saúde/estatística & dados numéricos , Humanos , Satisfação no Emprego , Serviços de Saúde Mental/organização & administração , Pesquisa Qualitativa , Estresse Psicológico/psicologia , Local de Trabalho/normas
17.
Rev. bras. enferm ; 72(4): 903-909, Jul.-Aug. 2019.
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1020537

RESUMO

ABSTRACT Objective: to know the suffering and the strategies of defense of CAPS AD III workers, from the perspective of the Work Theater proposed by Dejours. Method: a descriptive qualitative research, of the case study type, with CAPS AD III workers, using as theoretical framework the Psychodynamics of Work. Results: CAPS AD III professionals identify that the suffering in the work arises from the frustration between the real and the prescribed one; by the hegemony of practices guided by the biomedical model; stigmatization and prejudice with users; and the limitations of the Health Care Network (Rede de Atenção à Saúde). As an individual defense strategy, the rationalization was defined, and as a collective strategy, the protection strategy. Final considerations: worker uses strategies of defenses to face suffering and give a new meaning to it, characterizing themselves as ways of apprehending, understanding and giving meaning and new looks to their work.


RESUMEN Objetivo: conocer el sufrimiento y las estrategias de defensa de los trabajadores que actúan en un CAPS AD III, bajo la perspectiva del Teatro del Trabajo propuesto por Dejours. Método: investigación cualitativa descriptiva, del tipo estudio de caso, con trabajadores del CAPS AD III, usando como referencial teórico la Psicodinámica del Trabajo. Resultados: los profesionales que actúan allí identifican que el sufrimiento en el trabajo surge por la frustración entre lo real y lo prescrito; por la hegemonía de las prácticas orientadas por el modelo biomédico; por la estigmatización y el prejuicio con los usuarios; y por las limitaciones de la RAS. Como estrategia de defensa individual se definió la racionalización, y como estrategia colectiva, la de protección. Consideraciones finales: el trabajador se utiliza de estrategias de defensa para enfrentar el sufrimiento y resignificarlo, caracterizándose como modos de aprehender, comprender y dar sentidos y nuevas miradas para su trabajo.


RESUMO Objetivo: conhecer o sofrimento e as estratégias de defesa dos trabalhadores que atuam em um CAPS AD III, sob a perspectiva do Teatro do Trabalho proposto por Dejours. Método: pesquisa qualitativa descritiva, do tipo estudo de caso, com trabalhadores do CAPS AD III, usando como referencial teórico a Psicodinâmica do Trabalho. Resultados: os profissionais que atuam no CAPS AD III identificam que o sofrimento no trabalho surge pela frustração entre o real e o prescrito; pela hegemonia das práticas orientadas pelo modelo biomédico; pela estigmatização e o preconceito com os usuários; e pelas limitações da Rede de Atenção à Saúde. Como estratégia de defesa individual, definiu-se a racionalização, e como estratégia coletiva, a de proteção. Considerações finais: o trabalhador utiliza estratégias de defesas para enfrentar o sofrimento e ressignificá-lo, caracterizando-se como modos de apreender, compreender e dar sentidos e novos olhares para o seu trabalho.


Assuntos
Humanos , Estresse Psicológico/etiologia , Pessoal de Saúde/psicologia , Local de Trabalho/psicologia , Serviços de Saúde Mental/normas , Estresse Psicológico/psicologia , Pessoal de Saúde/estatística & dados numéricos , Local de Trabalho/normas , Pesquisa Qualitativa , Satisfação no Emprego , Serviços de Saúde Mental/organização & administração
18.
Rev. enferm. UFSM ; 9: 12, jul. 15, 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1009367

RESUMO

"\"\\\"[{\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Objetivo: conhecer a avaliação dos profissionais de um Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas\\\\\\\\r\\\\\\\\nIII (CAPS) sobre o atendimento ofertado aos familiares de usuários de crack. Método: estudo qualitativo, com\\\\\\\\r\\\\\\\\nreferencial da Avaliação de Quarta Geração. Os dados foram coletados de junho a setembro de 2013, com 15\\\\\\\\r\\\\\\\\nprofissionais de um CAPS, por meio de entrevistas e observações, com análise pelo método comparativo constante, originando o eixo temático Atendimento aos familiares de usuários de crack. Resultados: o atendimento ofertado às famílias foi avaliado como fundamental no processo de tratamento, contando com o Atendimento Individual, Grupo de Família, Visita Domiciliar e Acolhimento como espaços relevantes. Considerações finais: evidenciou-se a importância de espaços heterogêneos de inclusão da família nos serviços substitutivos, além da necessidade dos profissionais buscarem qualificar ainda mais o atendimento a essas famílias.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"pt\\\\\\\"}, {\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Aim: to know the evaluation of the professionals of a Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas\\\\\\\\r\\\\\\\\nIII (CAPS) about the care offered to family members of crack users. Method: qualitative study, with reference to the Fourth Generation Assessment. The data were collected from June to September 2013, with 15 professionals from a CAPS, through interviews and observations, with analysis by constant comparative method, originating the thematic axis Attendance to the relatives of users of crack. Results: the care offered to the families was evaluated as fundamental in the treatment process, counting on Individual Care, Family Group, Home Visit and Reception as relevant spaces. Final considerations: the importance of heterogeneous spaces of inclusion of the family in the substitutive services was evidenced, besides the necessity of professionals seeking to qualify the service to these families even more.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"en\\\\\\\"}, {\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Objetivo: conocer la evaluación de los profesionales de un Centro de Atención Psicosocial Alcohol y\\\\\\\\r\\\\\\\\nDrogas III (CAPS) sobre la atención ofrecida a los familiares de los usuarios de crack. Método: estudio cualitativo, con referencial basado en la Evaluación de Cuarta Generación. Los datos fueron recolectados de junio a septiembre de 2013, con 15 profesionales de un CAPS, por medio de entrevistas y observaciones, y el análisis por método comparativo constante originó el eje temático Atención a los familiares de usuarios de crack. Resultados: la atención ofrecida a las familias fue evaluada como fundamental en el proceso de tratamiento, y el Servicio Individual, el Grupo de Familia, la Visita Domiciliaria y Acogida como espacios relevantes en el CAPS. Consideraciones finales: se evidenció la importancia de espacios heterogéneos de inclusión de la familia en los servicios sustitutivos, además de la necesidad de los profesionales calificaren aún más la atención a esas familias.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"es\\\\\\\"}]\\\"\""


Assuntos
Humanos , Família , Saúde Mental , Cocaína Crack , Pesquisa sobre Serviços de Saúde
19.
J. nurs. health ; 9(2): 199202, abr.2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1047261

RESUMO

Objetivo: conhecer a perspectiva da equipe do consultório na rua sobre barreiras que interferem no acesso aos serviços de saúde pelos usuários de drogas, sob a dimensão programática do conceito de vulnerabilidade. Métodos: estudo qualitativo, descritivo, em que participaram sete trabalhadores de uma equipe do consultório na rua por meio de entrevistas semiestruturadas, cujos dados foram tratados por análise temática. Resultados: as barreiras ao acesso identificadas foram: estigma, rede de serviços compartimentalizada, falta de recursos/serviços de saúde mental, burocracia dos processos de cuidado e territorialização. O consultório na rua é uma estratégia inovadora de cuidado, propiciando o acesso às pessoas excluídas e estigmatizadas. Considerações finais: uma rede ainda compacta, linear, com processos rígidos e fechados, tem limitado avanços no cuidado desses usuários, pois não possui a porosidade necessária para potencializar o acolhimento das subjetividades e a efetiva resposta às necessidades em saúde.(AU)


Objective: to know the Consultório na rua's team perspective about the barriers that interfere in the access to health services for drug users, under the programmatic dimension of the vulnerability concept. Methods: a qualitative, descriptive study in which seven workers from a team of the Consultório na rua participated through semi-structured interviews, whose data were treated by thematic analysis. Results: the identified barriers to the access were: stigma, shared services network, lack of mental health resources and services, bureaucracy of care processes and territorialization. The Consultório na rua is an innovating care strategy since it provides access to excluded and stigmatized people. Final Considerations: a network that is still compact and lineal with rigid and closed processes has limited advancements in the care of such users because it neither has the needed porosity in order to maximize welcoming to the subjectivities nor the effective response to their health needs.(AU)


Assuntos
Pessoas em Situação de Rua , Saúde Mental , Usuários de Drogas , Acesso aos Serviços de Saúde , Serviços de Saúde Mental
20.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 11(3): 763-770, abr.-maio 2019. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-987722

RESUMO

Objective: The study's purpose has been to identify in scientific literature the intersectoral actions developed in the mental health field. Methods: It is an integrative review that was performed by searching in both LILACS and MEDLINE databases for publications between January 2005 and August 2015. There were found 1,027 publications, 28 of which met the inclusion criteria. We evidenced some intersectoral actions that were categorized as follows: interventions in school/educational institutions; educational activities; partnerships with NGOs; discussion forums; social benefits; inclusive actions at work; interventions in the community; home interaction; religious care institutions; and leisure. Results: Through data analysis, it was possible to observe the importance of intersectoral actions in social inclusion, and also the decentralization of care to other services, places and sectors. Nonetheless, it is still necessary to discuss this process, once it is not only to include other spaces, rather to stimulate and to develop the communication between health, social assistance, work, and education. Conclusion: The challenge of consolidating intersectoriality lies on building an articulation between different sectors and shared responsibilities for mental health cases


Objetivo: Identificar na literatura científica as ações intersetoriais desenvolvidas em saúde mental. Métodos: Revisão integrativa realizada nas bases de dados LILACS e MEDLINE, entre janeiro de 2005 a agosto de 2015. Foram encontradas 1027 publicações, das quais 28 atenderam aos critérios de inclusão. Na análise dos dados, evidenciamos ações intersetoriais que foram categorizadas em: intervenções na escola/instituição de ensino; ações educativas; parcerias com ONGs; fóruns de discussões; subsídios sociais; ações de inclusão no trabalho; intervenções na comunidade; intervenção domiciliar; acolhimento das instituições religiosas; e lazer. Resultados: Observa-se a importância das ações intersetoriais na inclusão social com a descentralização do cuidado para outros serviços e dispositivos. No entanto, é necessário problematizar que esse processo não é somente incluir outros espaços, e sim, estimular e desenvolver a comunicação entre eles. Conclusão: O desafio da consolidação da intersetorialidade é que haja a articulação entre diversos setores e a responsabilização compartilhada da rede


Objetivo: Identificar en la literatura científica acciones intersectoriales desarrolladas en la salud mental. Métodos: Revisión de las bases de datos LILACS y MEDLINE para publicaciones entre enero de 2005 y agosto de 2015. Hemos encontrado 1027 publicaciones, 28 cumplieron los criterios del inclusión. Las acciones intersectoriales encontradas fueron categorizadas como: intervenciones en la escuela/instituciones educativas; actividades educacionales; asociaciones con ONGs; Foros de discusión; beneficios sociales; acciones inclusivas en el trabajo; intervenciones en la comunidad; intervenciones domiciliarias; instituciones del cuidado religioso; y ocio. Resultados: Las acciones intersectoriales son importantes en la inclusión social, la descentralización de la atención a otros servicios, lugares y sectores. Todavía es necesario discutir este proceso, para incluir otros espacios, sino para estimular y desarrollar la comunicación entre salud, asistencia social, trabajo y educación. Conclusión: El desafío de consolidar la intersectorialidad es construir una articulación entre los diferentes sectores y responsabilidades responsabilidades compartidas en salud mental


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Saúde Mental/tendências , Colaboração Intersetorial , Integralidade em Saúde
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...