Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 10 de 10
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
2.
Cien Saude Colet ; 24(9): 3457-3462, 2019 Sep 09.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31508763

RESUMO

On May 20, 2019, one day after the world's celebration of the Family Physician's Day, the Ministry of Health published Decree N. 9,795 of May 17, 2019, which changed the organization chart of this federal body. For the first time in the country's history, a specific Secretariat responsible for Primary Health Care and the Family Health Strategy (ESF) was created. The ESF celebrated its 25th anniversary in 2019. The new Primary Health Care Secretariat (SAPS) has three departments: the already existing Department of Strategic Programmatic Actions (DAPES), a Department of Family Health (DESF) and a new Department of Health Promotion (DPS). The Secretariat has, among its competencies, commitments that seek to meet structural challenges, even in the face of a budget constraint scenario that has been observed since 2014. Among the commitments are: (i) increasing the population's access to family health units , (ii) definition of a new funding model based on health and efficiency results, (iii) definition of a new model for the provision and training of physicians for remote areas, (iv) strengthening of clinic and teamwork, v) expansion of the computerization of units and electronic medical records.

3.
Ciênc. Saúde Colet ; 24(9): 3457-3462, set. 2019. graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1019662

RESUMO

Resumo Em 20 de maio de 2019, um dia após a celebração mundial do "Dia do Médico de Família", o Ministério da Saúde publicou o Decreto nº 9.795, de 17 de maio de 2019, que alterou o organograma desse órgão federal. Foi criada, pela primeira vez na história do País, uma Secretaria específica responsável pela Atenção Primária à Saúde e pela Estratégia Saúde da Família (ESF), que completou 25 anos em 2019. A nova Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS) abriga três departamentos: o já existente Departamento de Ações Programáticas Estratégicas (DAPES), um Departamento de Saúde da Família (DESF) e um novo Departamento de Promoção da Saúde (DPS). A Secretaria apresenta entre suas competências, compromissos que buscam enfrentar desafios de ordem estruturante, mesmo diante de um cenário de restrição orçamentária que vem sendo observado desde 2014. Entre os compromissos colocados estão: (i) ampliação do acesso da população às unidades de saúde da família, (ii) definição de um novo modelo de financiamento baseado em resultados em saúde e eficiência, (iii) definição de um novo modelo de provimento e formação de médicos para áreas remotas, (iv) fortalecimento da clínica e do trabalho em equipe, (v) ampliação da informatização das unidades e prontuário eletrônico.


Abstract On May 20, 2019, one day after the world's celebration of the Family Physician's Day, the Ministry of Health published Decree N. 9,795 of May 17, 2019, which changed the organization chart of this federal body. For the first time in the country's history, a specific Secretariat responsible for Primary Health Care and the Family Health Strategy (ESF) was created. The ESF celebrated its 25th anniversary in 2019. The new Primary Health Care Secretariat (SAPS) has three departments: the already existing Department of Strategic Programmatic Actions (DAPES), a Department of Family Health (DESF) and a new Department of Health Promotion (DPS). The Secretariat has, among its competencies, commitments that seek to meet structural challenges, even in the face of a budget constraint scenario that has been observed since 2014. Among the commitments are: (i) increasing the population's access to family health units , (ii) definition of a new funding model based on health and efficiency results, (iii) definition of a new model for the provision and training of physicians for remote areas, (iv) strengthening of clinic and teamwork, v) expansion of the computerization of units and electronic medical records.

4.
Texto & contexto enferm ; 28: e20170477, 2019.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1004798

RESUMO

ABSTRACT Objective: to demonstrate the structure, functioning and contributions of the Estratégia Saúde da Família work meetings regarding local health planning. Method: a single case study with five integrated units of analysis, represented by the coordinator of the Health Centre and four Estratégia Saúde da Família teams. Data collection was performed through semi-structured interviews, non-participant observation and documentary research from October to December 2014. Data were triangulated, organized with MaxQDA®Plus software, and analyzed according to the explanatory construction technique. Results: three analytical categories were identified: Structure and functioning of the Estratégia Saúde da Família work meetings; Participation of professionals in the Estratégia Saúde da Família work meetings for local planning; Processes that contribute to local health planning. Conclusion: work meetings are essential for the construction of local health planning. They provide professional integration through discussions, and facilitate decision-making and information exchange.


RESUMEN Objetivo: evidenciar la estructura, funcionamiento y contribuciones de las reuniones de trabajo de la Estratégia Saúde da Família para la planificación local en salud. Método: estudio de caso único con cinco unidades integradas de análisis, representadas por la coordinadora del Centro de Salud y cuatro equipos de la Estratégia Saúde da Família. La recolección de datos ocurrió a través de entrevistas semiestructuradas, observación no participante e investigación documental en el período de octubre a diciembre de 2014. Los datos fueron triangulados, organizados con software MaxQDA®Plus, y analizados según técnica de construcción de la explicación. Resultados: se identificaron tres categorías analíticas: Estructura y funcionamiento de las reuniones de trabajo de la Estratégia Saúde da Família; Participación de los profesionales en las reuniones de trabajo de la Estratégia Saúde da Família para la planificación local; Procesos que contribuyen a la planificación local en salud. Conclusión: las reuniones de trabajo son momentos indispensables para la construcción de la planificación local en salud. Proporcionan la integración de los profesionales a través de discusiones, facilitando la toma de decisiones y el intercambio de informaciones.


RESUMO Objetivo: evidenciar a estrutura, funcionamento e contribuições das reuniões de trabalho da Estratégia Saúde da Família para o planejamento local em saúde. Método: estudo de caso único com cinco unidades integradas de análise, representadas pela coordenadora do Centro de Saúde e quatro equipes da Estratégia Saúde da Família. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas semiestruturadas, observação não participante e pesquisa documental no período de outubro a dezembro de 2014. Os dados foram triangulados, organizados com o software MaxQDA®Plus, e analisados segundo a técnica de construção da explanação. Resultados: identificaram-se três categorias analíticas: Estrutura e funcionamento das reuniões de trabalho da Estratégia Saúde da Família; Participação dos profissionais nas reuniões de trabalho da Estratégia Saúde da Família para o planejamento local; Processos que contribuem para o planejamento local em saúde. Conclusão: as reuniões de trabalho são momentos indispensáveis para construção do planejamento local em saúde. Proporcionam a integração dos profissionais por meio de discussões, facilitando a tomada de decisões e a troca de informações.

5.
Saúde debate ; 42(119): 940-951, Out.-Dez. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-986076

RESUMO

RESUMO O presente estudo teve como objetivo identificar fragilidades no processo de trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e a percepção de importância dada por eles sobre as ações em vigilância do território para o trabalho da equipe de saúde, juntamente a um processo de sensibilização e capacitação dos ACS sobre a temática. Para tal, foi realizado cruzamento de dados de dois sistemas de informação (prontuário eletrônico e cadastro das famílias) e aplicação de questionário aos ACS, com posterior processo educativo junto a esses atores sobre a temática, a partir das fragilidades identificadas. Os resultados demonstram que os ACS apresentam consciência da importância do seu trabalho sobre o tema estudado, mas que as atribuições específicas da categoria não eram desempenhadas em sua plenitude, observação feita, principalmente, no cruzamento dos dados. O processo de sensibilização parece tê-los ajudado na identificação de fragilidades no processo de trabalho. Percebe-se, assim, que a vigilância do território parece estar presente no discurso dos ACS, mas a prática cotidiana evidência fragilidades no seu processo de trabalho e na comunicação com o restante da equipe, agravadas pela existência de sistemas de informação desconexos.


ABSTRACT This study aimed to identify weaknesses in the work process of the Community Health Workers (CHW) and their perception of importance given by them to the actions in territorial surveillance for the work of the health team, together with a process of awareness and training of the CHW on the subject. For this purpose, a data cross-referencing of two information systems (electronic medical record and family register) was carried out and a questionnaire was applied to the CHW, with subsequent educational process with these actors on the theme, based on the fragilities identified. The results show that the CHW are aware of the importance of their work on the subject studied, but that the specific assignments of the category were not fulfilled in their fullness, an observation mainly done in the cross-referencing data. The sensitization process seems to have helped them to identify weaknesses in their work process. It is thus perceived that the territorial surveillance seems to be present in the discourse of the CHW, but the daily practice shows weaknesses in their work process and communication with the rest of the team, aggravated by the existence of disconnected information systems.

6.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-1088

RESUMO

A Clínica Ampliada, apresentada neste módulo, é proposta como uma ferramenta com a qual os profissionais da Estratégia de Saúde da Família (ESF) e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) enfocam o sujeito, a doença, a família e o contexto social, tendo como objetivo produzir saúde e aumentar a autonomia do sujeito, da família e da comunidade na resolução de seus problemas. Para isso, utiliza a integração da equipe multiprofissional, a adscrição de clientela e a construção de vínculo entre profissionais e usuários na elaboração de projeto de cuidado. Na prática, a clínica ampliada é caracterizada por cinco movimentos: compreensão ampliada do processo saúde-doença; construção compartilhada de diagnósticos e terapêuticas; ampliação do objeto de trabalho; transformação dos meios ou objetos de trabalho; e suporte para os profissionais de saúde. Módulo 8 do Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde da Família


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Atenção à Saúde , Assistência à Saúde , Saúde da Família , Educação em Saúde , Educação a Distância
7.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-1145

RESUMO

Tópico 1 ­ Conceituando a Clínica Ampliada O tópico apresenta a conceituação da Clínica Ampliada conforme proposta em 1997 e sua passagem à diretriz da PNH, em 2003, concretizando-se como ferramenta teórica e prática para a abordagem clínica do adoecimento e do sofrimento, considerando a singularidade do sujeito e a complexidade do processo saúde-doença, enfrentando a fragilidade do conhecimento. Define-se, também, como ferramenta para os profissionais ESF/NASF enfocarem o sujeito, a família e o contexto social para a produção de saúde e aumento da autonomia deles na resolubilidade de problemas. Trata da possibilidade do enfoque da saúde para além do processo biológico saúde-doença, na identificação das vulnerabilidades do usuário. Tópico 2 ­ Por que Clínica Ampliada?' ' O tópico trata da proposta da Clínica Ampliada como possibilidade para todos os profissionais de saúde ajustarem seus recortes teóricos às necessidades e vulnerabilidades do usuário, que precisam ser plenamente conhecidas. Mostra que, a partir da percepção da complexidade do processo saúde-doença na sua determinação social, a Clínica Ampliada se configura como ferramenta para construção de diferentes projetos multiprofissionais de cuidado integral, em diversas dimensões, promovendo protagonismo a autonomia. Unidade 1 do módulo 8 que compõe o Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde da Família.


Assuntos
Saúde da Família , Atenção Primária à Saúde , Educação a Distância , Atenção à Saúde
8.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-1146

RESUMO

Tópico 1 ­ Clínica Ampliada como metodologia de trabalho? O tópico apresenta da proposta da Clínica Ampliada como estratégia da PNH na AB e como fator de integração das equipes de saúde e de intersetorialidade, construindo-se como ferramenta de atuação para além da fragmentação do modelo hegemônico tradicional, utilizando as potencialidades dos diferentes saberes, com escuta atenta e qualificada na AB, compartilhando os diagnósticos e as terapêuticas, ampliando os objetivos do trabalho e superando as inseguranças inerentes aos processos de mudança. Mostra a prática dos cinco movimentos na Clínica Ampliada, em uma perspectiva humanizada, em que pessoas se responsabilizam por pessoas com protagonismo, formando vínculos em redes de relações. Tópico 2 ­ Como utilizar a Clínica Ampliada como ferramenta de trabalho? O tópico apresenta, como requisito para efetivação da Clínica Ampliada, a integração de ESF/NASF, a adscrição da clientela e a construção de vínculos, reiterando que integração difere de agrupamento, pois pressupõe articulação, compromisso ético, postura flexível em todas as atividades: acolhimento das queixas do usuário, consultas, coleta de histórico e visitas domiciliares, trabalhando para a mudança da lógica da medicalização, por meio de comunicação facilitadora e de construção de corresponsabilidade. Unidade 2 do módulo 8 que compõe o Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde da Família.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Saúde da Família , Atenção à Saúde
9.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-1147

RESUMO

O tópico trata da atuação da Clínica Ampliada, preconizando o processo de aprendizagem contínua e constante das equipes e dos usuários, realizando pactos de gestão e construindo espaços de educação permanente para superar o modelo biológico/curativo. Trata da importância das redes de apoio para o profissional rever valores e conceitos, da nova postura relacional entre profissionais de saúde, gestores e usuários, da organização da agenda dos profissionais, incluindo espaços para reuniões de discussão e o matriciamento na rotina do serviço. Unidade 3 do módulo 8 que compõe o Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde da Família.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Educação a Distância , Atenção à Saúde , Saúde da Família
10.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-1148

RESUMO

O tópico apresenta relato de situação encontrada em local de grande incidência de anemia falciforme, revertida mediante estudo do contexto social e de mudanças na atuação AB, por meio de ações intersetoriais e inclusivas, para além dos aspectos puramente biológicos. Apresenta, também, relato de caso obstétrico tratado por meio de atuação humanizada. Unidade 4 do módulo 8 que compõe o Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde da Família.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Saúde da Família , Educação a Distância , Atenção à Saúde
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA