Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 9 de 9
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Europace ; 20(11): 1813-1818, 2018 Nov 01.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-29509903

RESUMO

Aims: Cardiac resynchronization therapy (CRT) is an established procedure for patients with heart failure. However, trials evaluating its efficacy did not include patients with chronic Chagas cardiomyopathy (CCC). We aimed to assess the role of CRT in a cohort of patients with CCC. Methods and results: This retrospective study compared the outcomes of CCC patients who underwent CRT with those of dilated (DCM) and ischaemic cardiomyopathies (ICM). The primary endpoint was all-cause mortality and the secondary endpoints were the rate of non-advanced New York Heart Association (NYHA) class 12 months after CRT and echocardiographic changes evaluated at least 6 months after CRT. There were 115 patients in the CCC group, 177 with DCM, and 134 with ICM. The annual mortality rates were 25.4%, 10.4%, and 11.3%, respectively (P < 0.001). Multivariate analysis adjusted for potential confounders showed that the CCC group had a two-fold [hazard ratio 2.34 (1.47-3.71), P < 0.001] higher risk of death compared to the DCM group. The rate of non-advanced NYHA class 12 months after CRT was significantly higher in non-CCC groups than in the CCC group (DCM 74.0% vs. ICM 73.9% vs. 56.5%, P < 0.001). Chronic Chagas cardiomyopathy and ICM patients had no improvement in the echocardiographic evaluation, but patients in the DCM group had an increase in left ventricular ejection fraction and a decrease in left ventricular end-diastolic diameter. Conclusion: This study showed that CCC patients submitted to CRT have worse prognosis compared to patients with DCM and ICM who undergo CRT. Studies comparing CCC patients with and without CRT are warranted.

2.
Int J Cardiol ; 250: 260-265, 2018 Jan 01.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-29079412

RESUMO

BACKGROUND: Chronic Chagas cardiomyopathy (CCC) is the most serious and frequent manifestation of Chagas disease. Conduction abnormalities and bradycardia requiring pacemaker are common. The aim of this study was to determine the rate and predictors of death in CCC patients with pacemaker. METHODS: In this single-center prospective cohort study we assessed the outcome of 396 CCC patients with pacemaker, followed-up for at least 24months. All patients underwent a clinical and device assessment, 12-lead electrocardiography and echocardiography. RESULTS: During the median follow-up of 1.9years (Interquartile range 1.6-2.4), there were 65 (16.4%) deaths, yielding an annual mortality rate of 8.6%. The major cause was sudden death (33.8%), followed by heart failure (HF), 32.3%. All the investigated variables were examined as potential predictors of death. The final multivariate logistic regression model included five independent variables: advanced HF functional class (OR [odds ratio] 6.71; 95% confidence interval [95% CI] 1.95-23.2; P=0.003), renal disease (OR 5.71; 95% CI 1.80-18.0; P=0.003), QRS ≥150ms (OR 2.80; 95% CI 1.08-7.27; P=0.034), left atrial enlargement (OR 2.75; 95% CI 1.09-6.95; P=0.032) and left ventricular ejection fraction ≤43% (OR 2.31; 95% CI 1.07-4.97; P=0.032). The model had good discrimination, confirmed by bootstrap validation (optimism-adjusted c-statistic of 0.78) and the calibration curve showed a proper calibration (slope=0.972). CONCLUSIONS: CCC patients with pacemaker have a high annual mortality rate despite that the pacemaker related variables were not predictors of death. The independent predictors of death can help us to identify the poor prognosis patients.


Assuntos
Cardiomiopatia Chagásica/diagnóstico , Cardiomiopatia Chagásica/mortalidade , Marca-Passo Artificial/tendências , Idoso , Doença Crônica , Estudos de Coortes , Feminino , Seguimentos , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Mortalidade/tendências , Valor Preditivo dos Testes , Estudos Prospectivos
3.
Circ Arrhythm Electrophysiol ; 2(1): 29-34, 2009 Feb.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-19808441

RESUMO

BACKGROUND: Although routinely administered, definitive evidence for the benefits of prophylactic antibiotics before the implantation of permanent pacemakers and implantable cardioverter-defibrillators from a large double-blinded placebo-controlled trial is lacking. The purpose of this study was to determine whether prophylactic antibiotic administration reduces the incidence of infection related to device implantation. METHODS AND RESULTS: This double blinded study included 1000 consecutive patients who presented for primary device (Pacemaker and implantable cardioverter-defibrillators) implantation or generator replacement randomized in a 1:1 fashion to prophylactic antibiotics or placebo. Intravenous administration of 1 g of cefazolin (group I) or placebo (group 2) was done immediately before the procedure. Follow-up was performed 10 days, 1, 3, and 6 months after discharge. The primary end point was any evidence of infection at the surgical incision (pulse generator pocket), or systemic infection related to be procedure. The safety committee interrupted the trial after 649 patients were enrolled due to a significant difference in favor of the antibiotic arm (group I: 2 of 314 infected patients-0.63%; group II: 11 of 335 to 3.28%; RR=0.19; P=0.016). The following risk factors were positively correlated with infection by univariate analysis: nonuse of preventive antibiotic (P=0.016); implant procedures (versus generator replacement: P=0.02); presence of postoperative hematoma (P=0.03) and procedure duration (P=0.009). Multivariable analysis identified nonuse of antibiotic (P=0.037) and postoperative hematoma (P=0.023) as independent predictors of infection. CONCLUSIONS: Antibiotic prophylaxis significantly reduces infectious complications in patients undergoing implantation of pacemakers or cardioverter-defibrillators.


Assuntos
Antibacterianos/administração & dosagem , Antibioticoprofilaxia , Cefazolina/administração & dosagem , Desfibriladores Implantáveis/efeitos adversos , Marca-Passo Artificial/efeitos adversos , Infecções Relacionadas à Prótese/prevenção & controle , Infecção da Ferida Cirúrgica/prevenção & controle , Idoso , Método Duplo-Cego , Feminino , Humanos , Injeções Intravenosas , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Estudos Prospectivos , Infecções Relacionadas à Prótese/microbiologia , Infecções Relacionadas à Prótese/mortalidade , Fatores de Risco , Infecção da Ferida Cirúrgica/microbiologia , Infecção da Ferida Cirúrgica/mortalidade , Fatores de Tempo , Resultado do Tratamento
4.
RELAMPA, Rev. Lat.-Am. Marcapasso Arritm ; 22(3): 143-151, jul.-set. 2009. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-538323

RESUMO

Objetivo: Comparar o comportamento clínico-evolutivo de portadores de CDI por taquicardia ventricular (TV) sincopal ou parada cardíaca (PC) por TV/FV. Método: 585 pacientes foram submetidos a implante de CDI entre jan/2000 e jul/2005 para prevenção secundária de morte súbita cardíaca (MSC). Foram selecionados 415 pacientes de um banco de dados prospectivo, distribuídos em dois grupos: G1, com TV sincopal (n=318) e G2, com PC por TV/FV (n=97). As variáveis analisadas foram: idade, sexo, fração de ejeção do ventrículo esquerdo(FEVE), classe funcional de insuficiência cardíaca (CF IC), medicamentos, terapias de choque apropriadas (TCA) pelo CDI e óbitos. Para análise estatística...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Desfibriladores Implantáveis , Morte Súbita Cardíaca/prevenção & controle , Síncope/complicações , Taquicardia Ventricular/induzido quimicamente
5.
Arq Bras Cardiol ; 90(3): 160-6, 2008 Mar.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-18392394

RESUMO

BACKGROUND: The ideal programming of the implantable cardioverter defibrillator (ICD) shock energy should be at least 10J above the defibrillation threshold (DFT), requiring alternative techniques when the DFT is elevated. OBJECTIVE: To assess the clinical behavior of ICD patients with DFT>25J and the efficacy of the chosen therapy. METHODS: Patients who had undergone ICD implantation between Jan/00 and Aug/04 (prospective database) and presented intraoperative DFT>25J were selected. The analyzed variables were: clinical characteristics, LVEF, rescue of arrhythmic events from ICD and causes of deaths. RESULTS: among 476 patients, 16 (3.36%) presented DFT>25J. The mean age was 56.5 years, and 13 patients (81%) were men. According to the baseline cardiomyopathy, 09 patients had Chagas' disease, 04 had ischemic cardiomyopathy and 03 had idiopathic cardiomyopathy. Mean LVEF was 0.37 and amiodarone was used by 94% of the patients. Mean follow-up (FU) period was 25.3 months. DFT was higher than maximum energy shock (MES) in 2 patients and it was necessary to implant an additional shock electrode (array). It was programmed MES in ventricular fibrillation zone of ICD therapy in the other patients. In the FU, 03 patients had 67 successful appropriate shock therapies (AST). There were 05 noncardiac and 02 heart failure deaths. The patients who died showed higher DFT levels (p=0.044) without correlation with death because there wasn't unsuccessful AST. CONCLUSION: In this cohort of ICD patients, the occurrence of elevated DFT (>25J) was low, leading to alternative therapies. There was an association with severe ventricular dysfunction, although without correlation to the causes of death.


Assuntos
Arritmias Cardíacas/terapia , Desfibriladores Implantáveis , Cardioversão Elétrica , Amiodarona/uso terapêutico , Antiarrítmicos/uso terapêutico , Arritmias Cardíacas/tratamento farmacológico , Arritmias Cardíacas/mortalidade , Morte Súbita Cardíaca/etiologia , Morte Súbita Cardíaca/prevenção & controle , Desfibriladores Implantáveis/normas , Limiar Diferencial , Cardioversão Elétrica/normas , Técnicas Eletrofisiológicas Cardíacas , Feminino , Seguimentos , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Estudos Prospectivos , Taquicardia Ventricular/terapia , Fibrilação Ventricular/terapia
6.
Arq. bras. cardiol ; 90(3): 177-184, mar. 2008. ilus, graf, tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: lil-479618

RESUMO

FUNDAMENTO: A programação ideal da energia de choque do CDI deve ser pelo menos 10 J acima do limiar de desfibrilação (LDF), necessitando de técnicas alternativas quando o LDF é elevado. OBJETIVO: Avaliar o comportamento clínico dos portadores de CDI com LDF>25 J e a eficácia da terapêutica escolhida. MÉTODOS: Foram selecionados portadores de CDI, entre janeiro de 2000 e agosto de 2004 (banco de dados prospectivo), com LDF>25 J intra-operatório, e analisaram-se: características clínicas, FEVE, resgate de eventos arrítmicos pelo CDI e óbitos. RESULTADOS: dentre 476 pacientes, 16 (3,36 por cento) apresentaram LDF>25J. Idade média de 56,5 anos, sendo 13 pacientes (81 por cento) do sexo masculino. Quanto à cardiopatia de base 09 eram chagásicos, 04 isquêmicos e 03 com etiologia idiopática. A FEVE média dos pacientes foi 37 por cento e 94 por cento utilizavam amiodarona. O seguimento médio foi de 25,3 meses. Em 02 pacientes com LDF > Choque Máximo (CM), foi necessário implante de eletrodo de choque adicional (array), sendo mantido programação com CM em zona de FV (>182bpm) nos demais. Durante o seguimento 03 pacientes apresentaram 67 terapias de choque apropriadas (TCA) com sucesso. Ocorreram 07 óbitos sendo 5 por causas não cardíacas e 2 por insuficiência cardíaca avançada. Os pacientes que foram a óbito apresentaram níveis de LDF maiores (p=0,0446), entretanto sem relação com a causa dos mesmos tendo em vista que não ocorreram TCA sem sucesso. CONCLUSÃO: Nessa coorte de pacientes com CDI, a ocorrência de LDF elevado foi baixa, implicando terapêuticas alternativas. Houve associação com disfunção ventricular grave, entretanto sem correlação com as causas de óbito.


BACKGROUND: The ideal programming of the implantable cardioverter defibrillator (ICD) shock energy should be at least 10J above the defibrillation threshold (DFT), requiring alternative techniques when the DFT is elevated. OBJECTIVE: To assess the clinical behavior of ICD patients with DFT>25J and the efficacy of the chosen therapy. METHODS: Patients who had undergone ICD implantation between Jan/00 and Aug/04 (prospective database) and presented intraoperative DFT>25J were selected. The analyzed variables were: clinical characteristics, LVEF, rescue of arrhythmic events from ICD and causes of deaths. RESULTS: among 476 patients, 16 (3.36 percent) presented DFT>25J. The mean age was 56.5 years, and 13 patients (81 percent) were men. According to the baseline cardiomyopathy, 09 patients had Chagas' disease, 04 had ischemic cardiomyopathy and 03 had idiopathic cardiomyopathy. Mean LVEF was 0.37 and amiodarone was used by 94 percent of the patients. Mean follow-up (FU) period was 25.3 months. DFT was higher than maximum energy shock (MES) in 2 patients and it was necessary to implant an additional shock electrode (array). It was programmed MES in ventricular fibrillation zone of ICD therapy in the other patients. In the FU, 03 patients had 67 successful appropriate shock therapies (AST). There were 05 noncardiac and 02 heart failure deaths. The patients who died showed higher DFT levels (p=0.044) without correlation with death because there wasn't unsuccessful AST. CONCLUSION: In this cohort of ICD patients, the occurrence of elevated DFT (>25J) was low, leading to alternative therapies. There was an association with severe ventricular dysfunction, although without correlation to the causes of death.


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Arritmias Cardíacas/terapia , Desfibriladores Implantáveis , Cardioversão Elétrica , Amiodarona/uso terapêutico , Antiarrítmicos/uso terapêutico , Arritmias Cardíacas/tratamento farmacológico , Arritmias Cardíacas/mortalidade , Limiar Diferencial , Morte Súbita Cardíaca/etiologia , Morte Súbita Cardíaca/prevenção & controle , Desfibriladores Implantáveis/normas , Técnicas Eletrofisiológicas Cardíacas , Cardioversão Elétrica/normas , Seguimentos , Estudos Prospectivos , Taquicardia Ventricular/terapia , Fibrilação Ventricular/terapia
7.
REBLAMPA Rev. bras. latinoam. marcapasso arritmia ; 20(1): 7-12, jan.-mar. 2007. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-465753

RESUMO

Em pacientes com disfunção ventricular e distúrbio de condução pelo ramo esquerdo, a ressincronização cardíaca é utilizada no tratamento da insuficiência cardíaca (IC) refratária ao tratamento clínico, com resultados comprovadamente eficazes em curto e médio prazos. No final da década de 90, foram introduzidos métodos para cateterização e estimulação com eletrodos específicos para o seio coronário. Atualmente, a técnica endovenosa é considerada o principal método para ressincronização cardíaca; entretanto, a toracotomia ainda é um método efetivo e eficaz nos casos de posições instáveis, altos limiares, estimulação frênica, trombose venosa, entre outros. O presente estudo teve como objetivo descrever a prevalência de toracotomias na casuística do InCor-HCFMUSP desde os primeiros casos (fevereiro de 1997 a dezembro de 1999, quando era a única opção disponível) até dezembro de 2005, listando os principais motivos de sua realização.


Assuntos
Humanos , Insuficiência Cardíaca/terapia
8.
REBLAMPA Rev. bras. latinoam. marcapasso arritmia ; 16(1): 1-10, Jan-Mar. 2003. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-407497

RESUMO

A estimulação biventricular tornou-se interessante alternativa terapêutica para pacientes com disfunção ventricular e bloqueio de ramo esquerdo (BRE) não controlados pelo tratamento clínico. Os objetivos deste estudo foram avaliar o comportamento clínico e funcional a longo prazo de pacientes submetidos a estimulação biventricular, o comportamento das arritmias ventriculares e dos parâmetros funcionais diastólicos e avaliar as taxas de complicações, internação hospitalar e mortalidade. Vinte e oito pacientes com insuficiência cardíaca (IC) em classe funcional (CF) III ou IV e BRE foram estudados prospectivamentes durante 22 meses. A estimulação biventricular foi realizada por meio da abordagem epicárdica do ventrículo esquerdo, via minitoracotomia. Em 17 pacientes ocorreu melhora funcional significativa da IC, assim como aumento da distância média percorrida no teste de 6 minutos (23 por cento), incremento da fração de ejeção (FE) (26,5 por cento), redução da densidade de extra sístole ventricular (EV)/24 horas (87,2 por cento) e taquicardia ventricular não sustentada (TVNS)/24 horas (90 por cento), com redução do diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (VE) (4,5 por cento) e da duração do QRS (10 por cento. Registrou-se ainda redução significativa do parâmetro tempo para o enchimento diastólico máximo (PFR) (26 por cento) e redução da taxa de internação por IC (63 por cento).A fibrilação atrial foi responsável por descompensação clínica em 16 pacientes e dois apresentaram taquicardia ventricular sustentada. Até o final do seguimento ocorreram sete óbitos, sendo dois súbitos e três por IC progressiva. A análise de regressão logística univariada revelou associação estatística entre FE<16 por cento, PFR<0,560 VDF/s, duração do complexo QRS>188ms e a maior ocorrência de óbitos. o PFR revelou-se um fator independente preditivo da mortalidade


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Estimulação Cardíaca Artificial , Disfunção Ventricular/fisiopatologia , Insuficiência Cardíaca/mortalidade , Taquicardia Ventricular/fisiopatologia
9.
REBLAMPA Rev. bras. latinoam. marcapasso arritmia ; 13(4): 195-202, out.-dez. 2000. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-315265

RESUMO

A insuficiência cardíaca congestiva (ICC) vem se tornando um dos maiores problemas de saúde publica mundial, acometendo pelo menos 15 milhões de pessoas. Apesar de todos os avanços terapêuticos, a mortalidade permanece elevada e a taxa de transplantes cardíacos ainda é muito baixa. A estimulação cardíaca artificial para o tratamento da ICC iniciou-se em 1990 com o marcapasso atrioventricular (DDD,C) com programação de intervalo AV curto, evoluiu para a estimulação multi-sítio, e hoje apresenta resultados promissores. A estimulação biventricular tem demonstrado vantagens clínicas na avaliação sob o ponto de vista da classe funcional (NYHA), da qualidade de vida ou dos parâmetros hemodinâmicos. Em 1995, Nishimura estudou 15 pacientes com disfunção ventricular severa, distribuindo-os conforme os valores do intervalo PR: (grupo 1 > 200 ms e grupo 2 < 200 ms). Observou que os pacientes com intervalo PR longo (média de 283 ms) apresentavam melhora do débito cardíaco (cerca de 38por cento) após a adequação do intervalo AV. A pressão de enchimento ventricular esquerdo e o tempo de enchimento diastólico também apresentavam melhora significativa (p=0,003). Por outro lado, pacientes com intervalo AV <200 ms (grupo II) apresentavam piora do débito cardíaco. Estudos realizados por Buckingham, comparando a estimulação bifocal do ventrículo direito (via de saída e apex) em pacientes com função cardíaca normal e posteriormente com função cardíaca deprimida, não evidenciaram melhora significativa do débito cardíaco, do diâmetro diastólico do VE e da dP/ dT. A redução da duração do complexo QRS, entretanto, foi significativa sob a estimulação bifocal do VD. Esses resultados foram similares aos de Dupuis e LeHelloco, apresentados recentemente no congresso mundial da Sociedade Americana de Eletrofisiologia e Marcapasso (NASPE-1997). Cazeau demonstrou o comportamento favorável dos portadores de cardiomiopatia dilatada sob estimulação biventricular em comparação à convencional: aumento de 20 a 25por cento do débito cardíaco, redução da pressão capilar pulmonar (19 a 23por cento), redução do tempo de contração ventricular esquerda e aumento do tempo de enchimento ventricular. Em 1998, Leclercq e Gras utilizaram a ergoespirometria para demonstrar o incremento do consumo de oxigênio (V02 max) de 11,2Ý3 para 15,3Ý3 (p<0,0001) em pacientes com disfunção ventricular severa, além do aumento do tempo de exercício de 6,3Ý1,6 para 8,6Ý5 min (p<0,0001), após 6 meses sob estimulação...


Assuntos
Humanos , Estimulação Cardíaca Artificial , Marca-Passo Artificial , Insuficiência Cardíaca/terapia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA