Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 9 de 9
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Divulg. saúde debate ; (54): 15-17, mar. 2016.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-996848

RESUMO

Neste artigo, procurou-se apresentar de forma pormenorizada o conceito de ambiente emocional facilitador do psicanalista Donald W. Winnicott, um autor que chamou a atenção para a importância da provisão ambiental como fator preponderante para a formação da personalidade da criança em seus primeiros anos de vida. Para melhor compreensão de suas ideias, procurou-se apresentar também o que ele entende por saúde e doença, tendo em vista que o caminho do desenvolvimento infantil com saúde e em plenitude se refere a esse ambiente que é mais do que um espaço físico, é todo um clima, uma atmosfera que envolve a qualidade do cuidado oferecido durante o período da primeira infância. Ao final do artigo, é feita a conexão entre o conceito do autor e o seu uso estratégico, em sua passagem para a ideia de princípio orientador de ações pautadas por uma ética do cuidado. Ao se pensar sobre a importância da defesa de políticas públicas cuidadoras, que incorporem no seu modo de fazer práticas alinhadas a esse pensamento, chegou-se a uma definição possível do que passamos a chamar de ambiente facilitador à vida: por sua garantia, em sua defesa, por sua intensidade criativa e plena


In this article, we sought to present in details the concept of facilitating emotional environment from psychoanalyst Donald W. Winnicott, who drew attention to the importance of environmental provision as a key factor to the formation of personality of the child in its first years of life. In order to better understand his ideas, we sought to also present what he understands for health and illness, given that the path of healthy and in plenitude child development refers to such environment which is more than a physical space, it is an entire atmosphere, which involves the quality of the care offered during the period of early childhood. At the end of the article, it is made the connection between the author's concept and its strategic use, in its passage to the idea of guiding principle of actions ruled by an ethics of care. Thinking about the importance of defending caring public policies, which incorporate in their way of doing practices aligned with that thought, we came to a possible definition of what we then called life facilitating environment: for its assurance, in its defense, for its full and creative intensity


Assuntos
Humanos , Cuidado da Criança , Desenvolvimento Infantil , Saúde da Criança , Política de Saúde , Apego ao Objeto
2.
Divulg. saúde debate ; (54): 77-83, mar. 2016.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-996866

RESUMO

O ensaio propõe uma discussão em torno da paternidade nos tempos atuais e de sua importância para o processo de subjetivação do bebê. Apresenta uma discussão sobre a função paterna, que assume papel preponderante nessa subjetivação, apoiado principalmente no pensamento de Donald Winnicott, Jacques Lacan e Sándor Ferenczi, um para além dos papéis sociais ao propor uma diferenciação entre 'ser pai' e 'exercer a paternidade'. Analisa a paternidade enquanto um processo singular, apontando diferenças para o estabelecimento de uma função materna e para a dinâmica que se estabelece entre esses atores desde o período da gestação. Propõe uma reflexão sobre o papel que a função paterna exerce, para além do gênero, enquanto representante primordial da diferença, ao promover a separação mãe-bebê. Por fim, alerta para a necessidade de uma ampla discussão nos mais diversos níveis, que inclua a função paterna entre os dispositivos sociais imprescindíveis para uma contemporaneidade e um futuro mais humanizados


The paper proposes a discussion around paternity in modern times and its importance to the subjectification process of the baby. It presents a discussion of the paternal function, which takes a leading role in that subjectification, mainly supported by the thought of Donald Winnicott, Jacques Lacan, and Sandor Ferenczi, a beyond the social roles by proposing a distinction between 'being a father' and 'engaging in paternity'. It examines paternity as a singular process, pointing out differences for the establishment of a maternal role and for the dynamics established between those actors from the period of pregnancy. It proposes a reflection on the role that the paternal function has, beyond gender, as the primary representative of the difference, by promoting the mother-infant separation. Finally, it alerts to the need for a broad discussion on several levels, one that includes the paternal function among the essential social devices for a more humanized contemporaneity and future


Assuntos
Humanos , Paternidade , Cuidado da Criança , Desenvolvimento Infantil
3.
Divulg. saúde debate ; (53): 41-58, jan.2016.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-785505

RESUMO

O artigo apresenta o percurso realizado pela Estratégia Brasileirinhas e Brasileirinhos Saudáveis (EBBS) — iniciativa da Fundação Oswaldo Cruz/Instituto Fernandes Figueira em parceria com o Ministério da Saúde/Coordenação-Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno para a construção da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC), recém-lançada pela Portaria MS/GM 1.130, de 5 de agosto de 2015. O foco recai sobre a segunda fase desta pesquisa-intervenção e busca responder a duas questões principais:por que o campo da Saúde — com foco na produção de saúde — necessita (ainda) de propostas estratégicas para contribuir na formulação e implantação de uma política pública que objetiva o cuidado integral à criança e seus cuidadores? E, em se tratando de construção estratégica, que táticas foram priorizadas para proposição de ações resolutivas de enfrentamento às iniquidades vinculadas a esta agenda? O significado do termo ‘estratégia’, em um dado período histórico,inicia esta discussão com contribuições teóricas e conceituais vinculando-as ao paradigma do cuidado e produção de saúde no terceiro milênio. Sobre o ‘como fazer’, traz-se a experiência EBBS na formação de profissionais de saúde, priorizando tecnologias relacionais como base para inovações. O fortalecimento do pacto interfederativo entre atores dos três níveis da federação com participação da sociedade civil resultou na formulação da PNAISC, uma política pública que reconhece o pleno desenvolvimento infantil como agenda prioritária a ser considerada para o desenvolvimento sustentável do País...


The article presents the path taken by the Estratégia Brasileirinhas e Brasileirinhos Saudáveis (EBBS) — an initiative of Fundação Oswaldo Cruz/Instituto Fernandes Figueira in partnership with the Ministry of Health / General Coordination of Child Health and Breastfeeding(Coordenação-Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno – CGSCAM) for the constructionof the National Policy for Comprehensive Child Health Care (Política Nacional de Atenção Integralà Saúde da Criança – PNAISC), recently constituted by Ordinance MS/GM nr 1130 of 5th August 2015. The article focuses on the second stage of this research-intervention and seeks to answer twomain questions: why does the health field — focusing on health production — (still) need strategic proposals that aim at the integral care of children and their caregivers? And, while regarding astrategic construction, which tactics have been prioritized for the proposition of resolvent actionsto confront the iniquities related to this agenda? The meaning of the term ‘strategy’, at a certainhistorical period, initiates this discussion with theoretical and conceptual contributions linking themto the paradigm of care and the production of health in the third millennium. Regarding ‘the waysof doing’, the article presents the EBBS experience with health professionals’ training, prioritizing relational technologies as a basis for innovation. The strengthening of the inter-federative pactbetween actors of the three levels of the federation with the civil society’s participation resulted inthe PNAISC formulation, a public policy that recognizes the child full development as a priority agenda to be considered for the sustainable development of the country...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Cuidado da Criança , Desenvolvimento Infantil , Saúde da Criança , Política de Saúde , Estratégias de Saúde
4.
Rio de Janeiro; Instituto Fernandes Figueira; 2013. 356 p.
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-695596

RESUMO

A Estratégia Brasileirinhas e Brasileirinhos Saudáveis foi criada, em 2007, como iniciativa conjunta do Ministério da Saúde e da Fiocruz a partir da proposição do Programa de Aceleração do Crescimento do governo federal aplicado à área da saúde, associando o crescimento e desenvolvimento do país ao de cada um de seus cidadãos. Apoia-se na importância, para a produção de saúde, do destaque ao desenvolvimento pleno do indivíduo, incluindo os fatores psíquicos, desde as etapas mais precoces da vida. Desde 2010, a EBBS compõe o conjunto de desafios e realizações do IFF e tem se revelado uma estratégia inovadora de abordagem à promoção da saúde mental no âmbito da saúde pública no país. Idealizada e coordenada pela psiquiatra e pesquisadora da Fundação Liliane Penello, a iniciativa atua na construção de uma política integrada de promoção e atenção no campo da saúde materno-infantil, atendendo às recomendações da Comissão Nacional de Determinantes Sociais da Saúde (CNDSS) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) e ao compromisso brasileiro com as metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Atenção à Saúde , Saúde da Criança
6.
Rio de Janeiro; Instituto Fernandes Figueira; 2013. 356 p.
Monografia em Português | Coleciona SUS, LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-939169

RESUMO

A Estratégia Brasileirinhas e Brasileirinhos Saudáveis foi criada, em 2007, como iniciativa conjunta do Ministério da Saúde e da Fiocruz a partir da proposição do Programa de Aceleração do Crescimento do governo federal aplicado à área da saúde, associando o crescimento e desenvolvimento do país ao de cada um de seus cidadãos. Apoia-se na importância, para a produção de saúde, do destaque ao desenvolvimento pleno do indivíduo, incluindo os fatores psíquicos, desde as etapas mais precoces da vida. Desde 2010, a EBBS compõe o conjunto de desafios e realizações do IFF e tem se revelado uma estratégia inovadora de abordagem à promoção da saúde mental no âmbito da saúde pública no país. Idealizada e coordenada pela psiquiatra e pesquisadora da Fundação Liliane Penello, a iniciativa atua na construção de uma política integrada de promoção e atenção no campo da saúde materno-infantil, atendendo às recomendações da Comissão Nacional de Determinantes Sociais da Saúde (CNDSS) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) e ao compromisso brasileiro com as metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Criança , Saúde da Criança , Atenção à Saúde
8.
Rio de Janeiro; s.n; 2007. 180 p. tab, graf.
Tese em Português | Coleciona SUS, LILACS, Coleciona SUS, Inca | ID: biblio-930191

RESUMO

Este trabalho busca a possibilidade dialógica entre os conceitos de inovação tecnológica e humanização no processo de produção de saúde, centrado na clínica praticada e gerenciada, no Instituto Nacional de Câncer (INCA). Considerando a inclusão dessa Instituição no Sistema Único de Saúde, no Sistema Nacional de Inovação em Saúde e no Complexo Industrial da Saúde, problematiza sua contribuição de destaque na área de Oncologia em todo território nacional vinculada à produção e difusão de conhecimento. O cuidado com o homem comum, portador de câncer, é o eixo considerado na aplicação dos princípios e valores da Política Nacional de Humanização, que retoma a discussão do papel das diferentes tecnologias no processo de produção de saúde e marca o lugar da relação profissional-gestor-usuário, baseada na escuta e nos processos coletivos de gestão. Propõe-se um Modelo de Atenção em Câncer que busque o diálogo no território das práticas entre as inovações e incorporações tecnológicas de ponta, numa instituição de alta complexidade, voltada para agravo que ocupa o segundo lugar em causa de morte no Brasil, e as tecnologias relacionais, suporte e vínculo para os cuidados que requerem seus usuários e profissionais-cuidadores. (...) Propõe o uso do Protocolo SPIKES na discussão dos casos como ferramenta para aprimoramento do manejo da relação profissional de saúde-usuário, também na perspectiva de cuidado com o cuidador.


Assuntos
Política de Saúde , Humanização da Assistência , Desenvolvimento Tecnológico , Sistema Único de Saúde , Brasil , Institutos de Câncer
9.
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...