Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Bras. Odontol. Leg. RBOL ; 5(2): [2-11], mai.-ago. 2018.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-912635

RESUMO

A formação do cirurgião-dentista deve ser pautada pelo respeito aos princípios éticos e legais da profissão. A popularização das redes sociais potencializa a exposição irregular de imagem de pacientes ao público leigo. Este trabalho buscou investigar a percepção de docentes sobre o uso de redes sociais virtuais para divulgar imagem de pacientes no âmbito da Odontologia. Para a coleta de dados foi utilizado um questionário autoaplicável direcionado a docentes que lecionam disciplinas clínicas em um curso de Odontologia da cidade de Anápolis-GO. A taxa de resposta foi de 59,6% (31 de 52); média de idade de 42,6 anos; maioria do sexo masculino (17; 54,8%); 28 (90,3%) atendem pacientes fora da instituição com vínculo predominantemente de natureza privada, 20 (64,5%); maioria (22; 70,9%), declarou ter perfil de usuário em ao menos uma rede social, sendo o Facebook® a mais citada. É importante que os cursos de graduação insistam na formação ética, daí a importância do docente propor e executar um processo de avaliação que o permita aferir conhecimentos, habilidades e atitudes. É crucial que os profissionais formados reconheçam a extensão da responsabilidade de suas ações nas esferas ética/administrativa, cível e penal. Os docentes do curso de Odontologia investigado identificaram o uso de redes sociais, inclusive com a publicação da imagem de paciente, por cirurgião-dentista, estudantes de odontologia e outros docentes. Compreendem que estas veiculações podem ser entendidas como uma forma de publicidade e que, de modo geral, a exposição dos pacientes deve respeitar os princípios do anonimato e da privacidade.


The training of the dentist should be guided by respect for the ethical and legal principles of the profession. The popularization of social networks enhances the irregular image exposure of patients. This work aimed to investigate the perception of teachers about the use of virtual social networks as a tool to disseminate the image of dental patients. For data collection, a self-administered questionnaire was used directed to teachers who teach clinical subjects in a Dentistry course in the city of Anápolis-GO. The response rate was 59.6% (31 of 52); Mean age 42.6 years; Majority of males (17; 54.8%); 28 (90.3%) have other jobs with a predominantly private relationship, 20 (64.5%); Majority (22; 70.9%), declared to have user profile in at least one social network, being Facebook® the most cited. It is important that undergraduate courses insist on ethical training, hence the importance of teachers to propose and execute an evaluation process that allows them to measure knowledge, skills and attitudes. It is crucial that graduates recognize the extent of responsibility for their actions in the ethical / administrative, civil and criminal spheres. The teachers of the Dentistry course investigated identified the use of social networks, including the publication of the patient image, by dentists, dentistry students and other teachers. They understand that these placements can be understood as a form of advertising and that patient exposure should respect the principles of anonymity and privacy.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Ética , Odontologia Legal , Rede Social , Confidencialidade , Docentes de Odontologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA