Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Cad. saúde colet., (Rio J.) ; 27(3): 345-353, jul.-set. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1039442

RESUMO

Resumo Introdução A saúde pública no Brasil sofreu grandes mudanças nas últimas décadas. Objetivo Descrever o panorama da produção odontológica realizada pelo SUS de 1999 a 2017 no Brasil e suas macrorregiões. Método Os dados foram obtidos no Sistema de Informação Ambulatorial (SIA-SUS) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foram criadas taxas de procedimentos (por 100 mil habitantes/ano) realizados em cada macrorregião: procedimentos restauradores, protéticos, coletivos, endodontia, exodontia, periodontia e preventivos de 1999 a 2017. A análise estatística das séries temporais foi realizada utilizando um modelo de regressão linear. Resultados Procedimentos protéticos e de periodontia foram os únicos que apresentaram uma tendência linear positiva em todas as macrorregiões brasileiras (p<0,001). A Endodontia não apresentou tendência positiva no Brasil (p=0,173). Restaurações apresentaram um crescimento na macrorregião Norte (p=0,003) e Centro-Oeste (p<0,001). Exodontias apresentaram na macrorregião Norte uma tendência de aumento (p=0,046) enquanto que, no Centro-Oeste, apresentaram uma diminuição (p=0,049). Procedimentos preventivos (p=0,042) e coletivos (p=0,017) apresentaram uma diminuição da sua produção durante o período. Conclusão A saúde bucal apresentou um grande crescimento dentro do Sistema Único de Saúde nos 19 anos avaliados. Procedimentos de periodontia e de prótese dentária foram aqueles com as maiores tendências de crescimento.


Abstract Background Public health in Brazil has undergone major changes in recent decades. Objective To describe the overview of dental production performed by the Brazilian Unified Health System from 1999 to 2017 in Brazil and its macroregions. Method Data were obtained from the Outpatient Information System (SIA/SUS) and from the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). Procedures rates (per 100,000 inhabitants per year) were established in each macroregion: restorative, prosthetic, collective, endodontic, exodontia, periodontic and preventive procedures. Statistical analysis of the time series was performed using a regression linear model. Results Prosthetic and periodontal procedures were the only ones with a positive linear trend in all Brazilian macroregions (p<0.001). Endodontics did not show a positive trend in Brazil (p=0.173). Restorations showed a growth in the North (p=0.003) and Center-west (p<0.001) macroregions. Exodontia presented a tendency to increase in the North macroregion (p=0.046), while the Midwest presented a decrease of it (p=0.049). Preventive (p=0.042) and collective (p=0.017) procedures showed a decrease in their production during the period. Conclusion Oral health showed great growth within the single health system in the 19 years evaluated. Periodontal procedures and dental prostheses were those with the highest growth trends.

2.
RFO UPF ; 20(3): 325-333, set./dez.2015.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-275

RESUMO

Os Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) são estabelecimentos que servem de referência para unidades básicas de saúde, devem estar vinculados ao Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) e ofertar procedimentos odontológicos especializados à população. Objetivo: este estudo tem como objetivo descrever a produção odontológica especializada nos municípios do Rio Grande do Sul com CEOs, com base nos dados do Sistema de Informações Ambulatoriais do Sistema Único de Saúde (SIA SUS). Materiais e método: foi conduzido um estudo do tipo longitudinal retrospectivo com utilização de dados secundários do SIA SUS. Realizou-se uma consulta no CNES dos CEOs cadastrados em municípios gaúchos. A produção odontoló- gica dessas cidades foi então pesquisada diretamente no banco de dados do Departamento de Informática do SUS (Data SUS) e posteriormente tabulada. A partir disso, criou-se uma série histórica para cada cidade. A produção mínima mensal variou de acordo com as modalidades de CEOs (Portaria Interministerial nº 1.464 de 2011) e o número de CEOs por município. Resultados: procedimentos da área de periodontia foram os predominantes (46,2%), seguidos de cirurgia oral menor (41,3%) e endodontia (12,5%). Quanto ao cumprimento das metas, Pelotas foi o município com melhor desempenho (91%), seguido de Caxias do Sul (90%) e Canoas (86%). Em contraponto, treze municípios atingiram apenas 25% ou menos das metas estabelecidas. Conclusão: há uma vasta diferença no cumprimento ou registro dos procedimentos odontológicos especializados entre os municípios com CEOs do RS.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA