Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 12 de 12
Filtrar
1.
Artigo em Inglês | PAHO-IRIS | ID: phr-53674

RESUMO

[ABSTRACT]. Every day there is criticism about lack of evidence on traditional, complementary, and integrative medicine (TCIM). But is this narrative evidence-based? Are we really missing research about TCIM? Or are we just not looking correctly at the evidence? Evidence maps are a useful method with the dual function of synthesizing available evidence on a specific topic and identifying knowledge gaps. This article presents a six-step evidence map methodology along with recently published TCIM evidence maps, including one related to COVID-19. TCIM evidence maps are useful instruments to inform decision-making for policymakers, health practitioners, and patients.


[RESUMEN]. Es habitual que se critique la falta de evidencia con respecto a las medicinas tradicionales, complementarias e integrativas. Sin embargo, ¿se basa en la evidencia este discurso? ¿Falta realmente investigación sobre las medicinas tradicionales, complementarias e integrativas o es que simplemente no estamos analizando la evidencia de forma adecuada? Los mapas de evidencia son un método útil que tiene una función doble: sintetizar la evidencia disponible por temas específicos y determinar si hay alguna laguna en el conocimiento. En este artículo se presenta una metodología de elaboración de mapas de la evidencia en seis pasos, junto con los mapas de la evidencia de las medicinas tradicionales, complementarias e integrativas publicados recientemente, incluido un mapa sobre la COVID-19. Los mapas de la evidencia de las medicinas tradicionales, complementarias e integrativas son instrumentos útiles para fundamentar la toma de decisiones por parte de los encargados de las políticas, el personal de salud y los pacientes.


[RESUMO]. A crítica é diária de que faltam evidências em medicinas tradicionais, complementares e integrativas (MTCI). Mas será que esta narrativa se baseia em evidências? Realmente faltam pesquisas em MTCI? Ou será que simplesmente não estamos atentando corretamente às evidências? Os mapas de evidências consistem em uma metodologia útil de dupla função: sintetizar as evidências existentes em um determinado tópico e identificar as lacunas de conhecimento. Neste artigo é apresentada uma metodologia de mapa de evidências de seis passos junto com mapas de evidências de MTCI recém-publicados, incluindo um relacionado à COVID-19. Os mapas de evidências de MTCI são instrumentos úteis para subsidiar a tomada de decisão dos responsáveis por políticas, profissionais da saúde e pacientes.


Assuntos
Revisão Sistemática , Terapias Complementares , Medicina Integrativa , Infecções por Coronavirus , Infecções por Coronavirus , Revisão Sistemática , Terapias Complementares , Medicina Integrativa , Infecções por Coronavirus , Revisão Sistemática , Terapias Complementares , Medicina Integrativa , Infecções por Coronavirus
2.
Integr Med Res ; 9(3): 100473, 2020 Sep.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-32766112

RESUMO

Background: Due to the pandemic, there is a significant interest in the therapeutic resources linked to TCIM to support potentially therapeutic research and intervention in the management of Coronavirus - 19 (COVID-19). At the date of this evidence map´s publication, there is no evidence of specific treatments for COVID-19. This map organizes information about symptoms management (especially on dimensions related to mental health and mild viral respiratory infections, as well as immune system strengthening and antiviral activity). Method: This evidence map applies methodology developed by Latin American and Caribbean Center on Health Sciences Information based on the 3iE evidence gap map. A search was performed in the Traditional, Complementary and Integrative Medicine Virtual Health Library and PubMed, using the MeSH and DeCS terms for respiratory viral diseases associated with epidemics, COVID-19 symptoms, relevant mental health topics, pharmacological and non-pharmacological interventions related to TCIM. Results: For the map, 126 systematic reviews and controlled clinical studies were characterized, distributed in a matrix with 62 interventions (18 phytotherapy, 9 mind-body therapies, 11 traditional Chinese medicine, 7 homeopathic and anthroposophic dynamized medicines and 17 supplements), and 67 outcomes (14 immunological response, 23 mental health, 25 complementary clinical management of the infection and 5 other). Conclusion: The map presents an overview of possible TCIM contributions to various dimensions of the COVID-19 pandemic, especially in the field of mental health, and it is directed to researchers and health professionals specialized in TCIM. Most of the antiviral activity outcomes described in this map refers to respiratory viruses in general, and not specifically to SARS-CoV-2 (Severe Acute Respiratory Syndrome CoronaVirus 2). This information may be useful to guide new research, but not necessarily to support a therapeutic recommendation. Finally, any suspicion of COVID-19 infection should follow the protocols recommended by the health authorities of each country/region.

3.
Cad. naturol. terap. complem ; 6(11): 11-19, 2017.
Artigo em Português | MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-876069

RESUMO

Introdução: Por conta da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares ­ PNPIC, instituída em 2006, ocorre uma busca crescente por profissionais capacitados para a atuação com as Práticas Integrativas e Complementares (PIC). O naturólogo é um profissional de saúde formado a partir de uma articulação do conhecimento transdisciplinar que nasce do diálogo entre conhecimentos tradicionais e a biomedicina. Objetivo: Levantar discussões e reflexões sobre a atuação do naturólogo no contexto de equipe multiprofissional com as PIC, em equipes de saúde no SUS. Material e método: O estudo foi de caráter qualitativo e exploratório, realizado por meio de pesquisa de campo; os dados foram coletados através de questionário semiestruturado com doze profissionais não naturóogos, dois gestores e seis naturólogos, em um programa vinculado ao SUS de Atenção à Saúde do Adolescente do Estado de São Paulo. Os dados foram tratados por meio de Análise de Conteúdo de Bardin. Resultados: Com base nas respostas, foram encontradas quatro categorias temáticas: (1) Opinião dos profissionais da equipe sobre as PIC, (2) Naturologia na opinião dos profissionais da equipe multiprofissional. (3) Contribuição do naturólogo junto à equipe multiprofissional no SUS e (4) Integração das ações entre os profissionais da equipe multiprofissional. Considerações finais: Os dados obtidos demonstraram boa aceitação do naturólogo em sua atuação profissional junto às equipes de saúde estudas. O que possibilita pensar na Naturologia como uma profissão que contribui na promoção de integralidade e na atuação das Práticas Integrativas e Complementares no contexto de equipes de saúde multiprofissional, no SUS.(AU)


Introduction: On account of the Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares - PINPIC (National Integrative and Complementary Pratices Policy - NICPP) estabilished in 2006, an increasing search for skilled professionals for the application of the Integrative and Complementary Pratices *ICP). The naturologist is a skilled professional in the application of such pratices, grounded on transdisciplinary formation basis that proposes an integral aprroach - a dialogue between traditional knowledge and biomedicine. Objective: The present study aimed at raising debates and reflexions on the action of the naturologist in the context of a ICP multidisciplinary team in SUS health teams. Material and Method: The study was qualitative exploratory was carried out trough field research; the data collection was achieved by means of the application of semi structured questionnaires with 12 nom-naturologist professionals, 2 managers and 2 neurologists in a São Paulo State Adolescent Health Attention SUS associated program. Result: Data were processed using Bardin Content Analysis and descried in four thematic categories found subsequently: (1) The ideas of the team professionals on the ICPs, (2) Naturology in the eyes of the multiprofessional team, (3) the contribution of the naturologist within a SUS multiprofessional team and (4) Integration of actions among the professionals of the multidisciplinary team. Final considerations: It was observed that there is a good acceptance of the naturologist in his professional pratice and in his performance with the ICPs in the studied health teams, which makes it possible to consider Naturology as a proposal in the health area, thus strengthening transformative actions and composing SUS aligned multiprofessional health teams.(AU)


Assuntos
Humanos , Terapias Complementares/estatística & dados numéricos , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Equipe de Assistência ao Paciente/estatística & dados numéricos , Terapias Complementares , Estudos Transversais , Pesquisa Qualitativa , Inquéritos e Questionários , Sistema Único de Saúde/estatística & dados numéricos
4.
Cad. naturol. terap. complem ; 6(11): 59-68, 2017.
Artigo em Português | MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-876094

RESUMO

O primeiro bacharelado reconhecido pelo MEC de Naturologia completa 20 anos em 2018. A naturologia é uma profissão recente no Brasil, a qual busca entender o ser-humano multidimensionalmente e respeitar a singularidade humana na busca de bem-estar, qualidade de vida e saúde através da relação de interagência e das Práticas Integrativas e Complementares. Este texto aborda um breve histórico das Práticas Integrativas e Complementares e Naturologia no Brasil, o processo de reconhecimento da ocupação e regulamentação da profissão. O texto também explora os campos de atuação do naturólogo, órgãos de representação profissional, principais eventos científicos e publicações importantes da área.(AU)


The first course recognized bu the Ministry of Education of Naturology completes 20 years in 2018. Naturology is a new profession in Brazil, one which seeks to understand the human being in a multi-dimensional way, and respect human singularity in its search for well-being, quality of life and health trough a relationship of interagency and Complementary and Intrgrative Pratices. The present article addresses a brief history of Comlementary and Integrative Pratices and Naturology in Brazil, the process of recognizing the occupation and regulation of the profession. The paper also explores the fields in which the naturologist is active, the bodies of professional representation, the main scientific events and important publications in the field.(AU)


Assuntos
Humanos , Ocupações Relacionadas com Saúde/normas , Terapias Complementares/organização & administração , Ocupações Relacionadas com Saúde/educação , Ocupações Relacionadas com Saúde/história , Brasil , Terapias Complementares/educação , Terapias Complementares/história , Prática Profissional/normas
5.
Cad. naturol. terap. complem ; 6(11): 93-100, 2017.
Artigo em Português | MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-876124

RESUMO

O presente Código de Ética Profissional se aplica a todo bacharel em Naturologia atuante no Brasil e tem como objetivo apresentar os princípios éticos norteadores, além de direitos e deveres no exercício de sua profissão.(AU)


Assuntos
Humanos , Terapias Complementares/ética , Brasil , Códigos de Ética , Terapias Complementares/legislação & jurisprudência
6.
Cad. naturol. terap. complem ; 6(10): 9-12, 2017.
Artigo em Português | MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-876159

RESUMO

Afinal, Naturologia e Naturopatia são coisas distintas ou similares? Parece que aquilo que as distancia parcialmente enquanto "praxis" - devido as peculiaridades de cada local - se aproxima enquanto "logos" - filosofia, abordagem, visão e concepções de saúde. Têm sido compreendidas como um sistema completo ( e complexo) de cuidado, configurando-se como uma possível Racionalidade Médica


Assuntos
Humanos , Terapias Complementares/organização & administração , Naturopatia/métodos , Brasil , Terapias Complementares/educação , Terapias Complementares/métodos , Naturopatia/classificação , Filosofia Médica
7.
Cad. naturol. terap. complem ; 5(8): 29-37, 2016.
Artigo em Português | MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-876929

RESUMO

Introdução: Na adolescência, distúrbios como ansiedade e depressão são frequentes, relativizando a qualidade de vida. A meditação é descrita como processo que desenvolve a autorregulação da atenção e dos processos atencionais. Objetivo: Verificar benefícios da meditação na qualidade de vida dos adolescentes, avaliar sua adesão à prática, o nível de atenção plena segundo o Questionário das Cinco Facetas de Mindfulness (FFMQ-br) e avaliar mudanças qualitativas através de depoimentos. Método: Estudo piloto não experimental, tipo pré e pós-teste, abordagem qualitativa e quantitativa. Foram orientados jovens entre 15 a 22 anos a meditarem 20 minutos diariamente durante 8 semanas e comparecerem a encontros semanais. Preencherem os questionários WHOQOL-breve, FFMQ-br, Kidscreen-52 e Escala de Resiliência de Wagnild e Young, sendo submetidos ao teste estatístico de Wilcoxon. Os depoimentos foram submetidos a análise de conteúdo de Bardin. Resultados: Apresentaram melhora significativa nos componentes geral, físico e relações sociais do WHOQOL-breve e nas facetas geral, descrição e agir com consciência do FFMQ-br. Os relatos resultaram em 4 categorias: Desenvolvimento da Auto Percepção; Alterações do Humor; Dificuldades referentes a prática e Avaliação da experiência. Considerações Finais: A prática meditativa mostrou-se benéfica para a qualidade de vida e o nível de atenção plena dos adolescentes tanto de forma qualitativa quanto quantitativa.(AU)


Introduction: In adolescence disorders such as anxiety and depression are frequent, relativizing quality of life. Meditation is described as a process that develops self-regulation of attention and attention process Objective: To verify the benefits of meditation on the quality of life of adolescents, to evaluate their adherence to practice, the level of full attention according to the Five Facets of Mindfulness Questionnaire (FFMQ-br) and to evaluate qualitative changes through testimonies. Method: Pilot study non-experimental, pre and post-test. Qualitative and quantitative approach. Young people aged 15 to 22 years were istructed to meditate 20 minutes daily and attend weekly meetings. Complete the questionnaires WHOQOL-breve, FFMQ-br, Kidscreen-52, and Wagnild and Young Resilience Scales, being analyzed by the Wilcoxon statistical test. The testimonies were submitted to content analysis of Bardin. Results: They showed significant improvement in the general, physical and social components of the WHOQOL-breve in the general facets, description and act with awareness of the FFMQ-br. The testimonies resulted in 4 categorie. Self Perception Development; Mood alterations. Difficulties concerning practice and evaluation of experience. Final considerations: The meditative practice proved to be beneficial for the quality of life and the level of attention of the adolescents, both qualitatively and quantitatively.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Adulto Jovem , Meditação/métodos , Qualidade de Vida , Afeto , Projetos Piloto , Inquéritos e Questionários , Fatores de Tempo
8.
São Paulo; s.n; 2014. 60 p.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-716085

RESUMO

Introdução: A insônia está entre os mais frequentes transtornos que afetam a população na contemporaneidade, devido a mudanças hormonais e psicossociais importantes é muito prevalente na perimenopausa. Há uma relação ainda pouco estudada entre eficiência do sono e prática meditativa. Os tratamentos utilizados para insônia normalmente são de alto custo e paliativos. Objetivo: Avaliar o efeito da meditação na insônia (causada por sintomas característicos da perimenopausa) e qualidade de vida nesta fase da vida. Método: Ensaio clínico controlado para avaliar os efeitos da meditação em mulheres com insônia no período da perimenopausa e o impacto na qualidade de vida em 8 semanas de intervenção. O estudo foi realizado de abril a julho de 2013 com 33 mulheres na perimenopausa de idade entre 40 a 55 anos em 3 unidades de órgão público no município de São Paulo, SP. As participantes foram divididas aleatoriamente em dois grupos, um que praticou somente Higiene do Sono-HS (n=15) e outro que praticou Meditação + Higiene do Sono-M+HS (n=18). Foram realizados encontros semanais com as participantes de ambos os grupos para pratica de meditação em grupo e/ou critérios de higiene do sono. O grupo M+HS também realizou prática diária de meditação. Para avaliar a significância estatística das diferenças de médias antes e depois das intervenções em cada grupo foi utilizado o teste de Wilcoxon. Resultados: Houve melhora da insônia em ambos os grupos, no entanto comparando as diferenças de escore do Índice de Gravidade de Insônia entre os grupos estudados, o grupo M+HS teve um efeito superior em ambas as medições em relação ao grupos HS. No grupo M+HS, houve redução estatisticamente significativa nas categorias do Índice Menopausal de Kupperman: Palpitação, Parestesia e a Pontuação Total já no grupo HS não houve redução significativa em nenhum parâmetro do Índice de Kupperman...


Introduction: Insomnia is one of the most common disorders that affect the population in contemporaneity, because of important hormonal and psychosocial changes is very prevalent in perimenopause. There is a still understudied relationship between sleep efficiency and meditative practice. The treatments for insomnia are usually expensive and palliative. Objective: Evaluate the effects of meditation in insomnia (caused by typical symptoms of perimenopause) and quality of life in this phase of life. Method: controlled clinical trial to evaluate the effects of meditation in women with insomnia during perimenopause and impact on quality of life in 8-week intervention. The study was conducted from April to July 2013 with 33 perimenopausal women aged between 40-55 years in 3 units of public organization in São Paulo, SP, Brazil. The participants were randomly assigned to two groups, one who performed only Sleep Hygiene-HS (n = 15) and another who performed Meditation + Sleep Hygiene - SH + M (n = 18). Weekly meetings were held with the participants of both groups to practice meditation in a group and / or criteria for the sleep hygiene. The M + SH group also performed daily meditation practice. To assess the statistical significance of differences in means before and after the interventions in each group, the Wilcoxon test was applied. Results: Improvement of sleep quality in both groups, however comparing the differences in the scores of the Insomnia Severity Index between groups, group M + SH had a greater effect on both measures compared to the SH group. In M + SH group showed a statistically significant reduction in the categories of the Kupperman Menopausal Index: palpitations, paresthesia and Total Score, already in the SH group there was no significant reduction in any parameter of the Kupperman Index...


Assuntos
Climatério , Distúrbios do Início e da Manutenção do Sono/terapia , Meditação , Perimenopausa , Qualidade de Vida , Ensaios Clínicos como Assunto , Estudo Comparativo , Higiene , Sono
9.
Cad. naturol. terap. complem ; 2(3): 57-65, 2013.
Artigo em Português | MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-912121

RESUMO

A crescente especialização que se estabelece na área da saúde é fruto de uma cosmologia cartesiana e materialista onde não há espaço para o Doente, somente para a Doença. Desta crise surge a naturologia, profissão da área da saúde que busca o cuidado integral ao ser humano. A naturologia insere sua contribuição revendo as bases conceituais, inserindo elementos como o resgate de técnicas tradicionais e a construção de um pensamento que possibilite uma atuação diferenciada em saúde. Este artigo visa explorar conceitos emergentes relacionado à transdisciplinaridade e ao diálogo entre racionalidades médicas especialmente no contexto do naturólogo e seu papel de atuação dentro de uma equipe de saúde transdisciplinar.(AU)


The growing specializing that is estabilishing is the result of a cartesian and materialistic cosmology, no place for the patient, only for the disease. From this crisis emerges Naturology, health care profession that seeks the integral care for humans. This Naturology inserts his contribution reviewing the conceptual bases, inserting elements, such as the rescue of traditional, and the construction of a thought that makes possible a differentiated operation in health. This article aims to explore concepts related to emerging transdisciplinary paradigm and dialogue between te medical rationalities, especially in the context of Naturology, and his role working within a multidisciplinary team of health.(AU)


Assuntos
Humanos , Terapias Complementares , Comunicação Interdisciplinar , Equipe de Assistência ao Paciente
10.
Cad. naturol. terap. complem ; 2(2): 11-31, 2013.
Artigo em Português | MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-912140

RESUMO

A naturologia é uma profissão recente no Brasil, a qual busca entendero ser-humano multidimensionalmente e respeitar a singularidade humana na busca de bem-estar, qualidade de vida e saúde através da relação de interagência e das Práticas Integrativas e Complementares.Este dossiê aborda um breve histórico das Práticas Integrativas e Complementares e Naturologia no Brasil, o processo de reconhecimentoda ocupação e regulamentação da profissão. O texto também explora os campos de atuação do naturólogo, órgãos de representação profissional, principais eventos científicos e publicações importantes da área. Por fim, são apresentados documentos importantes: Aprovaçãodo MEC dos cursos existentes, Carta de Intenção de abertura de curso superior de Naturologia por uma Universidade Federal, Editais de concursos públicos, Relatos de experiências de trabalhos de Naturólogosem instituições de renome nacional, Anais dos Congressos Brasileiros de Naturologia e Carta da Pedra Branca, a qual traça diretrizesfuturas para a Naturologia no Brasil.(AU)


Naturology is a new profession in Brazil, one which seeks to understand the human being in a multi-dimensional way, and respect human singularity in its search for well-being, quality of life and health through a relationship of interagency and Complementary and Integrative Practices. The present dossier addresses a brief history of Complementary and Integrative Practices and Naturology in Brazil, the process of recognizing the occupation and regulation of the profession. The paper also explores the fields in which the naturologist is active, the bodies of professional representation, the main scientific events and important publications in the fiels. Finally, important documents are presented: the approval by the Brazilian Ministry of Education (MEC) of existing courses, Statement of Purpose for opening undergraduate-level major in Naturology by a Federal University, notices for public tendering, Proceeding of Brazillian Naturology Conferences and the Charter of Pedra Branca, which sets future guidelines for Naturology in Brazil.(AU)


Assuntos
Humanos , História do Século XX , História do Século XXI , Terapias Complementares/organização & administração , Terapias Complementares/educação , Terapias Complementares/história , Congressos como Assunto , Credenciamento/história , Credenciamento/organização & administração , Prática Profissional/organização & administração
11.
Rev. bras. crescimento desenvolv. hum ; 22(3): 253-258, 2012. graf
Artigo em Inglês | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-55042

RESUMO

INTRODUCTION: domestic violence and, particularly, sex can result in higher incidence of comorbidities in the climacteric. OBJECTIVE: to assess the effects of menopause on sexual and domestic violence. METHODS: sectional study in 124 postmenopausal women between 40 and 65, who suffered domestic violence and / or sexual, and a control group (124) composed (climacteric women who did not suffer violence) (N=120). Those who exposed to violence were divided into three groups 1 violence experienced in childhood and adolescence 2- adult phase 3- both phases. Subsequently a questionnaire on domestic and sexual violence was applied.Correlation was established for the intensity of climacteric symptoms measured with Menopausal Kupperman Index (MKI), type of violence experienced, stage of life exposesd to violence comorbidities during menopause, and women's perceptions about the quality of assistance received from the various professionals after the traumatic events. In the control group MKI and number of comorbidities were evaluated. RESULTS: those who have experienced violence in childhood/adolescence have average of 5.1 comorbidities; adulthood 4.6, and 4.4 in both phases, with a median of 5.0 in all phases, without violence (control) 2.8. The victims of sexual violence have more comorbidities compared those who underwent other types of violence. There were significant associations between having suffered any kind of violence in both phases and MKI serious and have suffered sexual violence at any stage of life, and MKI at least moderate. CONCLUSION: women who have experienced domestic and sexual violence have more comorbidities and MKI high compared to the control group.(AU)


INTRODUÇÃO: a violência doméstica e, particularmente, a sexual pode implicar em maior ocorrência de comorbidades no climatério. OBJETIVO: avaliar as repercussões no climatério da violência domestica e sexual. MÉTODO: estudo transversal em 124 mulheres menopausadas, entre 40 e 65 anos, que sofreram violência doméstica e/ou sexual, e um grupo controle (mulheres na menopausa que não sofreram violência n=120). As expostas à violência foram divididas em três grupos: 1-violência sofrida na infância e/ou adolescência, 2-fase adulta, 3-ambas as fases, e aplicou-se questionário sobre violência doméstica e sexual. Correlacionou-se a intensidade dos sintomas climatéricos medido pelo Índice Menopausal de Kupperman (IK), tipo de violência sofrida, fase da vida exposta à violência, comorbidades apresentadas no climatério e percepções da mulher sobre a forma com que os diversos profissionais acolheram ou não nos eventos traumáticos. No grupo controle avaliamos IK e numero de comorbidades. RESULTADOS: aquelas que sofreram violência na infância/adolescência apresentam media de 5,1 comorbidades; na fase adulta 4,6; e em ambas as fases 4,4, com mediana de 5,0 em todas as fases; sem violência (controle) 2,8. As que sofreram violência sexual apresentam mais comorbidades em relação aquelas que sofreram outros tipos de violência. Houve associações significativas entre ter sofrido qualquer tipo de violência em ambas às fases e IK grave e ter sofrido violência sexual em qualquer fase da vida, e IK no mínimo moderado. CONCLUSÃO: mulheres que sofreram violência doméstica e sexual apresentam mais comorbidades e IK elevado em relação ao grupo controle.(AU)


Assuntos
Menopausa , Mulheres Maltratadas/psicologia , Delitos Sexuais , Estudos Transversais
12.
Rev. bras. crescimento desenvolv. hum ; 22(2): 253-258, 2012. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-647561

RESUMO

INTRODUÇÃO: a violência doméstica e, particularmente, a sexual pode implicar em maior ocorrência de comorbidades no climatério. OBJETIVO: avaliar as repercussões no climatério da violência domestica e sexual. MÉTODO: estudo transversal em 124 mulheres menopausadas, entre 40 e 65 anos, que sofreram violência doméstica e/ou sexual, e um grupo controle (mulheres na menopausa que não sofreram violência n=120). As expostas à violência foram divididas em três grupos: 1-violência sofrida na infância e/ou adolescência, 2-fase adulta, 3-ambas as fases, e aplicou-se questionário sobre violência doméstica e sexual. Correlacionou-se a intensidade dos sintomas climatéricos medido pelo Índice Menopausal de Kupperman (IK), tipo de violência sofrida, fase da vida exposta à violência, comorbidades apresentadas no climatério e percepções da mulher sobre a forma com que os diversos profissionais acolheram ou não nos eventos traumáticos. No grupo controle avaliamos IK e numero de comorbidades. RESULTADOS: aquelas que sofreram violência na infância/adolescência apresentam media de 5,1 comorbidades; na fase adulta 4,6; e em ambas as fases 4,4, com mediana de 5,0 em todas as fases; sem violência (controle) 2,8. As que sofreram violência sexual apresentam mais comorbidades em relação aquelas que sofreram outros tipos de violência. Houve associações significativas entre ter sofrido qualquer tipo de violência em ambas às fases e IK grave e ter sofrido violência sexual em qualquer fase da vida, e IK no mínimo moderado. CONCLUSÃO: mulheres que sofreram violência doméstica e sexual apresentam mais comorbidades e IK elevado em relação ao grupo controle.


Assuntos
Humanos , Feminino , Mulheres Maltratadas , Climatério , Violência Doméstica , Menopausa , Saúde da Mulher , Serviços de Saúde da Mulher , Vítimas de Crime
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...