Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 28
Filtrar
3.
ABC., imagem cardiovasc ; 31(1): f:4-l:56, jan.-mar. 2018. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-878730

RESUMO

Disfunção de prótese valvar cardíaca (PVC) é rara, porém é uma potencial ameaça à vida. Estabelecer o exato mecanismo da disfunção da PVC é desafiador, no entanto é essencial para determinar a estratégia terapêutica apropriada. Na prática clinica, uma abordagem abrangente que integra vários parâmetros de morfologia e função avaliados pelo eco transtorácico 2D/3D e transesofágico são fundamentais para detectar e quantificar a disfunção da PVC. A cinefluoroscopia, a tomografia computadorizada com multidectetores, a ressonância magnética cardíaca, e em menor escala, a imagem nuclear, são ferramentas complementares para o diagnóstico e abordagem das complicações das PVC. Este documento apresenta recomendações para o uso de imagem em multimodalidade para avaliação das PVCs


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Diagnóstico por Imagem , Ecocardiografia Transesofagiana/métodos , Ecocardiografia/métodos , Próteses Valvulares Cardíacas/normas , Espectroscopia de Ressonância Magnética/métodos , Tomografia Computadorizada Multidetectores/métodos , Valva Aórtica , Bioprótese , Diagnóstico Diferencial , Ecocardiografia Doppler/métodos , Ecocardiografia sob Estresse/métodos , Hemodinâmica , Valva Mitral , Medicina Nuclear/métodos , Tomografia Computadorizada com Tomografia por Emissão de Pósitrons/métodos , Próteses e Implantes , Estudos de Avaliação como Assunto , Estudos de Avaliação como Assunto , Stents , Volume Sistólico , Trombose , Tomografia Computadorizada por Raios X/métodos , Valva Tricúspide
4.
Eur Heart J Cardiovasc Imaging ; 18(7): 802-808, 2017 Jul 01.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-28025262

RESUMO

Aims: To explore the feasibility of using transthoracic 3D echocardiography (3DTTE) data to generate 3D patient-specific models of tricuspid valve (TV). Methods and Results: Multi-beat 3D data sets of the TV (32 vol/s) were acquired in five subjects with various TV morphologies from the apical approach and analysed offline with custom-made software. Coordinates representing the annulus and the leaflets were imported into MeshLab (Visual Computing Lab ISTICNR) to develop solid models to be converted to stereolithographic file format and 3D print. Measurements of the TV annulus antero-posterior (AP) and medio-lateral (ML) diameters, perimeter (P), and TV tenting height (H) and volume (V) obtained from the 3D echo data set were compared with those performed on the 3D models using a caliper, a syringe and a millimeter tape. Antero-posterior (4.2 ± 0.2 cm vs. 4.2 ± 0 cm), ML (3.7 ± 0.2 cm vs. 3.6 ± 0.1 cm), P (12.6 ± 0.2 cm vs. 12.7 ± 0.1 cm), H (11.2 ± 2.1 mm vs. 10.8 ± 2.1 mm) and V (3.0 ± 0.6 ml vs. 2.8 ± 1.4 ml) were similar (P = NS for all) when measured on the 3D data set and the printed model. The two sets of measurements were highly correlated (r = 0.991). The mean absolute error (2D - 3D) for AP, ML, P and tenting H was 0.7 ± 0.3 mm, indicating accuracy of the 3D model of <1 mm. Conclusion: Three-dimensional printing of the TV from 3DTTE data is feasible with highly conserved fidelity. This technique has the potential for rapid integration into clinical practice to assist with decision-making, surgical planning, and teaching.


Assuntos
Ecocardiografia Tridimensional/métodos , Processamento de Imagem Assistida por Computador , Impressão Tridimensional , Insuficiência da Valva Tricúspide/diagnóstico por imagem , Valva Tricúspide/diagnóstico por imagem , Estudos de Casos e Controles , Bases de Dados Factuais , Feminino , Humanos , Masculino , Valores de Referência , Estudos Retrospectivos , Sensibilidade e Especificidade , Valva Tricúspide/fisiopatologia
5.
Arq. bras. cardiol ; 106(6): 519-527, tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-787321

RESUMO

Abstract Background: Transcatheter aortic valve implantation has become an option for high-surgical-risk patients with aortic valve disease. Objective: To evaluate the in-hospital and one-year follow-up outcomes of transcatheter aortic valve implantation. Methods: Prospective cohort study of transcatheter aortic valve implantation cases from July 2009 to February 2015. Analysis of clinical and procedural variables, correlating them with in-hospital and one-year mortality. Results: A total of 136 patients with a mean age of 83 years (80-87) underwent heart valve implantation; of these, 49% were women, 131 (96.3%) had aortic stenosis, one (0.7%) had aortic regurgitation and four (2.9%) had prosthetic valve dysfunction. NYHA functional class was III or IV in 129 cases (94.8%). The baseline orifice area was 0.67 ± 0.17 cm2 and the mean left ventricular-aortic pressure gradient was 47.3±18.2 mmHg, with an STS score of 9.3% (4.8%-22.3%). The prostheses implanted were self-expanding in 97% of cases. Perioperative mortality was 1.5%; 30-day mortality, 5.9%; in-hospital mortality, 8.1%; and one-year mortality, 15.5%. Blood transfusion (relative risk of 54; p = 0.0003) and pulmonary arterial hypertension (relative risk of 5.3; p = 0.036) were predictive of in-hospital mortality. Peak C-reactive protein (relative risk of 1.8; p = 0.013) and blood transfusion (relative risk of 8.3; p = 0.0009) were predictive of 1-year mortality. At 30 days, 97% of patients were in NYHA functional class I/II; at one year, this figure reached 96%. Conclusion: Transcatheter aortic valve implantation was performed with a high success rate and low mortality. Blood transfusion was associated with higher in-hospital and one-year mortality. Peak C-reactive protein was associated with one-year mortality.


Resumo Fundamento: O implante de válvula aórtica por cateter tornou-se uma opção para pacientes com doença valvar aórtica de elevado risco cirúrgico. Objetivo: Avaliar os resultados dos seguimentos intra-hospitalar e de até 1 ano do implante de válvula aórtica por cateter. Métodos: Estudo de coorte prospectiva de casos de implante de válvula aórtica por cateter entre julho de 2009 e fevereiro de 2015. Análise de variáveis clínicas e do procedimento, correlacionando com mortalidade intra-hospitalar e de 1 ano. Resultados: Foram submetidos ao implante 136 pacientes, com média de idade de 83 (80-87) anos, sendo 49% mulheres, 131 (96,3%) deles com estenose aórtica, um (0,7%) com insuficiência aórtica e quatro (2,9%) com disfunção de prótese. A classe funcional da NYHA foi III ou IV em 129 (94,8%) casos. A área valvar inicial foi 0,67 ± 0,17 cm2 e o gradiente ventrículo esquerdo-aorta médio de 47,3 ± 18,2 mmHg, com STS de 9,3% (4,8%-22,3%). As próteses implantadas eram autoexpansíveis em 97% dos casos. A mortalidade peroperatória em 1,5% dos casos; em 30 dias em 5,9%; intra-hospitalar em 8,1%; e após 1 ano em 15,5% dos casos. A hemotransfusão (risco relativo de 54; p = 0,0003) e a hipertensão arterial pulmonar (risco relativo de 5,3; p = 0,036) foram preditoras de mortalidade hospitalar; e a proteína C-reativa pico (risco relativo de 1,8; p = 0,013) e a hemotransfusão (risco relativo de 8,3; p = 0,0009) de mortalidade em 1 ano. Aos 30 dias, 97% dos pacientes estavam em classe NYHA I/II e, em 1 ano, o número chegou a 96%. Conclusão: O implante de válvula aórtica por cateter foi realizado com alto índice de sucesso e baixa mortalidade. A hemotransfusão associou-se com maior mortalidade hospitalar e de 1 ano. Proteína C-reativa pico se associou com a mortalidade de 1 ano.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Idoso de 80 Anos ou mais , Valva Aórtica/cirurgia , Insuficiência da Valva Aórtica/cirurgia , Estenose da Valva Aórtica/cirurgia , Mortalidade Hospitalar , Substituição da Valva Aórtica Transcateter/mortalidade , Insuficiência da Valva Aórtica/epidemiologia , Estenose da Valva Aórtica/epidemiologia , Complicações Pós-Operatórias/mortalidade , Fatores de Tempo , Brasil/epidemiologia , Métodos Epidemiológicos
6.
Eur Heart J Cardiovasc Imaging ; 17(6): 589-90, 2016 Jun.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-27143783

RESUMO

Prosthetic heart valve (PHV) dysfunction is rare but potentially life-threatening. Although often challenging, establishing the exact cause of PHV dysfunction is essential to determine the appropriate treatment strategy. In clinical practice, a comprehensive approach that integrates several parameters of valve morphology and function assessed with 2D/3D transthoracic and transoesophageal echocardiography is a key to appropriately detect and quantitate PHV dysfunction. Cinefluoroscopy, multidetector computed tomography, cardiac magnetic resonance imaging, and to a lesser extent, nuclear imaging are complementary tools for the diagnosis and management of PHV complications. The present document provides recommendations for the use of multimodality imaging in the assessment of PHVs.


Assuntos
Bioprótese , Técnicas de Imagem Cardíaca , Ecocardiografia Tridimensional/métodos , Próteses Valvulares Cardíacas , Guias de Prática Clínica como Assunto , Brasil , China , Cinerradiografia/métodos , Ecocardiografia/métodos , Ecocardiografia Transesofagiana/métodos , Implante de Prótese de Valva Cardíaca/efeitos adversos , Implante de Prótese de Valva Cardíaca/métodos , Humanos , Internacionalidade , Imagem Cinética por Ressonância Magnética/métodos , Tomografia Computadorizada Multidetectores/métodos , Imagem Multimodal/métodos , Falha de Prótese , Sociedades Médicas , Estados Unidos
7.
Arq Bras Cardiol ; 106(6): 519-27, 2016 Jun.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-27192383

RESUMO

BACKGROUND: Transcatheter aortic valve implantation has become an option for high-surgical-risk patients with aortic valve disease. OBJECTIVE: To evaluate the in-hospital and one-year follow-up outcomes of transcatheter aortic valve implantation. METHODS: Prospective cohort study of transcatheter aortic valve implantation cases from July 2009 to February 2015. Analysis of clinical and procedural variables, correlating them with in-hospital and one-year mortality. RESULTS: A total of 136 patients with a mean age of 83 years (80-87) underwent heart valve implantation; of these, 49% were women, 131 (96.3%) had aortic stenosis, one (0.7%) had aortic regurgitation and four (2.9%) had prosthetic valve dysfunction. NYHA functional class was III or IV in 129 cases (94.8%). The baseline orifice area was 0.67 ± 0.17 cm2 and the mean left ventricular-aortic pressure gradient was 47.3±18.2 mmHg, with an STS score of 9.3% (4.8%-22.3%). The prostheses implanted were self-expanding in 97% of cases. Perioperative mortality was 1.5%; 30-day mortality, 5.9%; in-hospital mortality, 8.1%; and one-year mortality, 15.5%. Blood transfusion (relative risk of 54; p = 0.0003) and pulmonary arterial hypertension (relative risk of 5.3; p = 0.036) were predictive of in-hospital mortality. Peak C-reactive protein (relative risk of 1.8; p = 0.013) and blood transfusion (relative risk of 8.3; p = 0.0009) were predictive of 1-year mortality. At 30 days, 97% of patients were in NYHA functional class I/II; at one year, this figure reached 96%. CONCLUSION: Transcatheter aortic valve implantation was performed with a high success rate and low mortality. Blood transfusion was associated with higher in-hospital and one-year mortality. Peak C-reactive protein was associated with one-year mortality.


Assuntos
Insuficiência da Valva Aórtica/cirurgia , Estenose da Valva Aórtica/cirurgia , Valva Aórtica/cirurgia , Mortalidade Hospitalar , Substituição da Valva Aórtica Transcateter/mortalidade , Idoso de 80 Anos ou mais , Insuficiência da Valva Aórtica/epidemiologia , Estenose da Valva Aórtica/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Métodos Epidemiológicos , Feminino , Humanos , Masculino , Complicações Pós-Operatórias/mortalidade , Fatores de Tempo
10.
ABC., imagem cardiovasc ; 26(4): 289-307, out.-dez. 2013. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-705125

RESUMO

Pseudoaneurismas são complicações vasculares cada vez mais frequentes numa época em que a Medicina Intervencionista avança e mostra um significativo aumento dos seus procedimentos, sejam eles diagnósticos ou terapêuticos. Esta revisão busca definir essa patologia de maneira adequada, mostrando suas complicações, discorrendo sobre as várias formas de diagnóstico (clinico, US, Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética e Angiografia), bem como os vários tipos de tratamento propostos, (Expectante, Cirúrgico, por Compressão, Endovascular, com Injeções de Trombina e Salina). Este artigo, revendo os vários tipos de tratamento, avalia suas indicações, contraindicações e complicações, dando ênfase ao tratamento percutâneo com injeção de trombina.


Psudoaneurysms are vascular complications increasingly common at a time when the interventionist medicine progresses and shows a significant increase of its procedures, whether diagnostic or therapeutic. This review seeks to define this condition appropriately, showing its complications, discussing the various forms of diagnosis (Clinical, US, CT, MRI and Angiography), as well as the various types of treatment proposed (Expectant, Surgical, by Compression, Endovascular, with Injections of Thrombin and Salina); this article, reviewing the various types of treatment, assesses their indications, contraindications and complications, emphasizing the percutaneous treatment with thrombin injection.


Assuntos
Humanos , Doenças Vasculares/complicações , Doenças Vasculares/mortalidade , Falso Aneurisma/terapia , Falso Aneurisma , Trombina/administração & dosagem , Angiografia/métodos , Angiografia
12.
Rev. bras. ecocardiogr. imagem cardiovasc ; 25(3): 236-239, jul.-set. 2012. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-641361

RESUMO

A Miocardiopatia Hipertrófica (MCH) é uma doença caracterizada por ampla expressão genotípica e fenotípica, com curso clínico heterogêneo. A diversidade genética e fatores ambientais formam a base dessa heterogeneidade. É a causa mais comum de morte súbita em atletas jovens. A MCH medioventricular corresponde a 1% dos casos; pode estar associada a aneurisma apical e progressão para disfunção sistólica. Logo, o reconhecimento desse subgrupo, pelo estudo ecocardiográfico, é fundamental para melhor estratificação e acompanhamento desses pacientes. Neste relato, serão apresentados dois casos de miocardiopatia hipertrófica medioventricular, com aneurisma apical associado, seguidos de revisão da literatura.


Assuntos
Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Cardiomiopatia Hipertrófica/complicações , Cardiomiopatia Hipertrófica/diagnóstico , Disfunção Ventricular Esquerda/complicações , Disfunção Ventricular Esquerda/diagnóstico , Ecocardiografia/métodos , Morte Súbita , Fatores de Risco
13.
Rev. bras. cardiol. (Impr.) ; 24(5): 316-319, set.-out. 2011. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-608356

RESUMO

Fundamentos: A fibrilação atrial está associada a maior risco de eventos embólicos. O apêndice atrial esquerdoé a principal fonte de trombos.Objetivos: Avaliar a segurança e descrever a técnica de oclusão por cateter do apêndice atrial esquerdo.Métodos: Dois pacientes (um masculino com 79 anos e outro feminino com 91 anos) com fibrilação atrial, alto risco tromboembólico e contraindicação à anticoagulação foram submetidos à oclusão do apêndice atrial por viapercutânea. Resultados: Em ambos os casos, a prótese foi liberada sem fluxo residual, com completa exclusão da circulação e sem complicações. Os pacientes foram mantidos com dupla antiagregação plaquetária por três meses. Conclusões: A oclusão percutânea do apêndice atrialesquerdo é um novo e efetivo método para prevenção de eventos embólicos em pacientes com fibrilação atrial.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Anticoagulantes/administração & dosagem , Apêndice Atrial/fisiopatologia , Fibrilação Atrial/complicações , Próteses e Implantes , Tromboembolia/complicações , Angiografia/métodos , Angiografia , Ecocardiografia/métodos , Ecocardiografia , Fatores de Risco
14.
Rev. bras. ecocardiogr. imagem cardiovasc ; 23(4): 26-32, out.-dez. 2010. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-562258

RESUMO

Fundamentos: Grande número de pacientes com insuficiência renal terminal possuem fístulas arteriovenosas (FAVs) para realização de hemodiálise, e essas podem apresentar altas taxas de falência no 1º ano (até 40%). Objetivo: Avaliar FAVs, utilizando o Eco Color Doppler (ECD), tentando identificar possíveis anormalidades. Delineamento: Trabalho de análise exploratória, observacional, transversal de uma série de casos. Métodos: Foram estudadas 45 FAVs, sendo 30 pacientes, entre os quais 16 homens, (grupo A) que apresentavam dificuldades na hemodiálise; e 15 pacientes, entre os quais 10 homens, (grupo B), que não apresentavam dificuldades na hemodiálise. Foram utilizados aparelhos Vivid7 da GE Ultrasound, com transdutor linear (banda larga), com frequência de 7/10 Mhz e aplicativo para ultrassom vascular com Doppler pulsado, colorido e Power-Doppler. O estudo das FAVs, conforme nosso protocolo, inclui a avaliação da(s) artéria(s) do inflow e do seguimento arterial distal à fístula, a(s) anastomose(s) arterial e venosa em caso de enxerto, a veia do outflow, bem como as veias profundas e centrais de deságue daquele membro. Resultados: Identificamos anormalidades em todas as FAVs do grupo A e em 06 casos do grupo B. Conclusão: O ECD é excelente ferramenta na identificação de anormalidades dos pacientes com FAVs.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Ecocardiografia Doppler em Cores/métodos , Ecocardiografia Doppler em Cores , Fístula Arteriovenosa/complicações , Insuficiência Renal Crônica/complicações , Insuficiência Renal Crônica/diagnóstico , Diálise Renal
15.
Rev. bras. ecocardiogr. imagem cardiovasc ; 23(3): 33-39, jul.-set. 2010. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-556778

RESUMO

Pacientes com insuficiência renal terminal, em sua grande maioria, são encaminhados para hemodiálise. Para tanto, necessitam de um bom acesso (fístulas arteriovenosas (FAVs) para realização da diálise. As fístulas arteriovenosas podem apresentar altas taxas de falência no 1º ano (40 por cento), quando mal confeccionadas ou mal planejadas. Objetivo: Demonstrar a importância do Eco Color Doppler no planejamento de FAVs, buscando identificar vasos adequados para a anastomose. Delineamento: Trabalho observacional prospectivo. Metodologia: Foram estudados 42 membros de 25 pacientes (09 homens), com idade variando entre 25 e 77 anos. Foram utilizados aparelhos Vivid7 da GE UltraSound, com transdutor linear de banda larga, frequência de 7/10 MHz e aplicativo para ultrassom vascular com Doppler pulsado, colorido e Power-Doppler. No protocolor de exame, avaliaram-se as artérias daquele membro (diâmetros, velocidade e morfologia do fluxo), bem como a patência e a funcionalidade do arco palmar. Examinou-se, também, a rede venosa (superficial, profunda e central), de deságue daquele membro. Resultados: Foram identificadas variações anatômicas, alterações de diâmetro, acometimento aterosclerótico importante, oclusões arteriais, assim como tromboses venosas, que poderiam comprometer o funcionamento da FAV. Conclusão: O ECD é ferramenta imprescindível no mapeamento para confecção FAVs.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Ecocardiografia Doppler/métodos , Ecocardiografia Doppler , Falência Renal Crônica/complicações , Falência Renal Crônica/mortalidade , Fístula Arteriovenosa/cirurgia , Diálise Renal
16.
Rev. bras. ecocardiogr. imagem cardiovasc ; 22(4): 32-39, out.-dez. 2009. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-530907

RESUMO

O autor apresenta um artigo de revisão sobre o eco tridimensional, desde um histórico do seu desenvolvimento até os diferentes modos de obtenção das imagens. Também fornece vários exemplos práticos que demosntram a utilidade, na pratica diária, dessa nova tecnologia.


Assuntos
Ecocardiografia Transesofagiana/economia , Ecocardiografia Tridimensional/tendências , Ecocardiografia Tridimensional
17.
Arq Bras Cardiol ; 93(4): 334-42, 327-35, 2009 Oct.
Artigo em Inglês, Português, Espanhol | MEDLINE | ID: mdl-19936452

RESUMO

BACKGROUND: The prevalence of atrial fibrillation, expenses with the healthcare system and the associated high morbidity and mortality have justified the search for new therapeutic approaches. OBJECTIVE: To evaluate the reproducibility of the surgical technique, its safety and the initial outcome of the video-assisted surgery for the isolated atrial fibrillation ablation with bipolar radiofrequency. METHODS: Ten patients (90% men) with symptomatic atrial fibrillation (50% paroxystic type) that was refractory to drug therapy, with no heart disease that required concomitant surgical treatment, were submitted to arrhythmia ablation guided by thoracoscopy from May 2007 to May 2008. Clinical, laboratory and image variables were prospectively collected before, during surgery and at the postoperative follow-up. RESULTS: The surgery was carried out as planned in all patients. There was no intra-thoracic structure iatrogenic lesion or deaths. At the mean 6-month follow-up, 80% of the patients were free of atrial fibrillation. There was a significant improvement in the symptoms of New York Heart Association Functional Class heart failure (2.4 + or - 0.5 to 1.6 + or - 0.7; p = 0.011). There was no evidence of pulmonary vein stenosis at the angiotomography in this series. CONCLUSION: The video-assisted surgery for the treatment of atrial fibrillation is reproducible and safe. There is a heart failure symptom evolution improvement after the surgery.


Assuntos
Fibrilação Atrial/cirurgia , Ablação por Cateter/métodos , Cirurgia Torácica Vídeoassistida , Adulto , Idoso , Ablação por Cateter/efeitos adversos , Métodos Epidemiológicos , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Resultado do Tratamento
18.
Arq Bras Cardiol ; 93(4): 374-9, 367-72, 2009 Oct.
Artigo em Inglês, Português, Espanhol | MEDLINE | ID: mdl-19936457

RESUMO

BACKGROUND: Several studies have been published on the effect of bone-marrow stem cells on the left ventricle when acting on post- acute myocardial infarction remodeling. However, the results have been controversial. OBJECTIVE: To carry out an echocardiographic analysis of the systolic function of patients with acute myocardial infarction after autologous mononuclear bone marrow cell transplantation (AMBMCT) as performed via the intracoronary and intravenous routes. METHODS: This is an open-label, prospective, randomized study. INCLUSION CRITERIA: patients admitted for ST-elevation acute myocardial infarction (MI) who had undergone mechanical or chemical reperfusion within 24 hours of the onset of symptoms and whose echocardiogram showed decreased segmental wall motion and fixed perfusion defect related to the culprit artery. Autologous bone marrow was aspirated from the posterior iliac crest under sedation and analgesia of the patients randomly assigned for the treatment group. After laboratory manipulation, intracoronary or intravenous injection of 100 x 106 mononuclear cells was performed. Echocardiography (Vivid 7) was used to assess ventricular function before and three and six months after cell infusion. RESULTS: A total of 30 patients were included, 14 in the arterial group (AG), 10 in the venous group (VG), and six in the control group (CG). No statistical difference was found between the groups for the echocardiographic parameters studied. CONCLUSION: Autologous mononuclear bone marrow cell transplantation did not improve the echocardiographic parameters of systolic function.


Assuntos
Transplante de Medula Óssea/efeitos adversos , Monócitos/transplante , Infarto do Miocárdio/cirurgia , Disfunção Ventricular Esquerda/fisiopatologia , Transplante de Medula Óssea/métodos , Métodos Epidemiológicos , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Sístole/fisiologia , Transplante Autólogo , Resultado do Tratamento , Ultrassonografia , Disfunção Ventricular Esquerda/diagnóstico por imagem
19.
Arq. bras. cardiol ; 93(4): 334-342, out. 2009. ilus, graf, tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: lil-531201

RESUMO

FUNDAMENTO: A prevalência da fibrilação atrial, os gastos com o sistema de saúde e a elevada morbidade e mortalidade associadas a ela, têm justificado a procura por novas abordagens terapêuticas. OBJETIVO: Avaliar a reprodutibilidade da técnica cirúrgica, a segurança e os resultados inicias da cirurgia vídeo-assistida para a ablação da fibrilação atrial isolada com radiofrequência bipolar. MÉTODOS: Dez pacientes (90 por cento homens) com fibrilação atrial (50 por cento paroxística) sintomática e refratária à terapia medicamentosa, sem doença cardíaca que requeresse cirurgia concomitante, foram submetidos à ablação da arritmia guiada por toracoscopia, no período de maio de 2007 a maio de 2008. Variáveis clínicas, laboratoriais e de imagem foram prospectivamente coletadas antes, durante e no seguimento pós-operatório. RESULTADOS: A cirurgia foi realizada conforme o planejado em todos os pacientes. Não houve lesão iatrogênica de estruturas intratorácicas ou óbitos. No seguimento médio de seis meses, 80 por cento dos pacientes estão livres de fibrilação atrial. Houve melhora significativa dos sintomas de insuficiência cardíaca classe funcional New York Heart Association (2,4 ± 0,5 para 1,6 ± 0,7; p = 0,011). Não houve evidência de estenose de veias pulmonares à angiotomografia, nesta série. CONCLUSÃO: A cirurgia vídeo-assistida para o tratamento da fibrilação atrial é reprodutível e segura. Há melhora evolutiva dos sintomas de insuficiência cardíaca após a cirurgia.


BACKGROUND: The prevalence of atrial fibrillation, expenses with the healthcare system and the associated high morbidity and mortality have justified the search for new therapeutic approaches. OBJECTIVE: To evaluate the reproducibility of the surgical technique, its safety and the initial outcome of the video-assisted surgery for the isolated atrial fibrillation ablation with bipolar radiofrequency. METHODS: Ten patients (90 percent men) with symptomatic atrial fibrillation (50 percent paroxystic type) that was refractory to drug therapy, with no heart disease that required concomitant surgical treatment, were submitted to arrhythmia ablation guided by thoracoscopy from May 2007 to May 2008. Clinical, laboratory and image variables were prospectively collected before, during surgery and at the postoperative follow-up. RESULTS: The surgery was carried out as planned in all patients. There was no intra-thoracic structure iatrogenic lesion or deaths. At the mean 6-month follow-up, 80 percent of the patients were free of atrial fibrillation. There was a significant improvement in the symptoms of New York Heart Association Functional Class heart failure (2.4 ± 0.5 to 1.6 ± 0.7; p=0.011). There was no evidence of pulmonary vein stenosis at the angiotomography in this series. CONCLUSION: The video-assisted surgery for the treatment of atrial fibrillation is reproducible and safe. There is a heart failure symptom evolution improvement after the surgery.


Assuntos
Adulto , Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Fibrilação Atrial/cirurgia , Ablação por Cateter/métodos , Cirurgia Torácica Vídeoassistida , Ablação por Cateter/efeitos adversos , Métodos Epidemiológicos , Resultado do Tratamento
20.
Arq. bras. cardiol ; 93(4): 374-379, out. 2009. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: lil-531206

RESUMO

FUNDAMENTO: Diversos estudos foram publicados sobre a ação de células tronco da medula óssea no ventrículo esquerdo, ao atuarem no remodelamento pós-infarto agudo do miocárdio. Os resultados, no entanto, têm se mostrado controversos. OBJETIVO: Avaliar através do ecocardiograma a função sistólica de pacientes com infarto agudo do miocárdio após o Transplante Autólogo de Células Mononucleares da Medula Óssea (TACMMO) através de duas vias injeção: intracoronariana e intravenosa. MÉTODOS: Estudo aberto, prospectivo, randomizado. Foram incluídos pacientes admitidos por infarto agudo do miocárdio (IAM) com supradesnivelamento do segmento ST e submetidos à reperfusão mecânica ou química, dentro de 24 horas após o início dos sintomas, que apresentavam ao ecocardiograma redução da contratilidade segmentar e defeito fixo da perfusão relacionada à artéria culpada pelo IAM. A medula óssea autóloga foi aspirada da crista ilíaca posterior sob sedação e analgesia, nos pacientes randomizados para o grupo tratado. Após manipulação laboratorial, 100 milhões de células mononucleares foram injetadas por via intracoronariana ou intravenosa. Utilizamos o ecocardiograma (Vivid 7) para avaliar a função ventricular antes e após três e seis meses da infusão de células. RESULTADOS: Foram incluídos trinta pacientes, 14 no grupo arterial (GA), dez no grupo venoso (GV) e seis no grupo controle (GC). Não houve diferença estatística dos parâmetros ecocardiográficos estudados entre os grupos. CONCLUSÃO: O transplante autólogo de células mononucleares da medula óssea não demonstrou melhora dos parâmetros ecocardiográficos da função sistólica.


BACKGROUND: Several studies have been published on the effect of bone-marrow stem cells on the left ventricle when acting on post- acute myocardial infarction remodeling. However, the results have been controversial. OBJECTIVE: To carry out an echocardiographic analysis of the systolic function of patients with acute myocardial infarction after autologous mononuclear bone marrow cell transplantation (AMBMCT) as performed via the intracoronary and intravenous routes. METHODS: This is an open-label, prospective, randomized study. Inclusion criteria: patients admitted for ST-elevation acute myocardial infarction (MI) who had undergone mechanical or chemical reperfusion within 24 hours of the onset of symptoms and whose echocardiogram showed decreased segmental wall motion and fixed perfusion defect related to the culprit artery. Autologous bone marrow was aspirated from the posterior iliac crest under sedation and analgesia of the patients randomly assigned for the treatment group. After laboratory manipulation, intracoronary or intravenous injection of 100 x 106 mononuclear cells was performed. Echocardiography (Vivid 7) was used to assess ventricular function before and three and six months after cell infusion. RESULTS: A total of 30 patients were included, 14 in the arterial group (AG), 10 in the venous group (VG), and six in the control group (CG). No statistical difference was found between the groups for the echocardiographic parameters studied. CONCLUSION: Autologous mononuclear bone marrow cell transplantation did not improve the echocardiographic parameters of systolic function.


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Transplante de Medula Óssea/efeitos adversos , Monócitos/transplante , Infarto do Miocárdio/cirurgia , Disfunção Ventricular Esquerda/fisiopatologia , Transplante de Medula Óssea/métodos , Métodos Epidemiológicos , Sístole/fisiologia , Transplante Autólogo , Resultado do Tratamento , Disfunção Ventricular Esquerda
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...