Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 55
Filtrar
Filtros adicionais











País/Região como assunto
Intervalo de ano
1.
Trends Psychiatry Psychother ; 41(2): 149-158, 2019 Jul 15.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31314856

RESUMO

INTRODUCTION: This study developed Brazilian psychodynamic psychotherapy (PDT) and cognitive-behavioral therapy (CBT) prototypes for children with internalizing disorders (ID) and externalizing disorders (ED). METHOD: Eighteen Brazilian experts in PDT (n = 9) and CBT (n = 9) rated the 100 items of the Child Psychotherapy Q-Set (CPQ) describing a hypothetical typical session based on their respective theoretical backgrounds for children with ID. They then rated the same items describing a hypothetical typical session for children with ED. A Q-type factor analysis with varimax rotation was performed. RESULTS: Expert correlations were high within each theoretical approach and each diagnostic category. The factor analysis identified three independent factors. CBT ratings concentrated on one factor, while PDT ratings loaded onto one factor describing treatment of children with ID and another factor describing treatment of children with ED. CONCLUSION: The sole CBT prototype reflected a general conceptualization of this approach and was undifferentiated regarding treatment of children with ID and ED. The PDT prototype for children with ID provided evidence of a process focused on interpretation, while the PDT prototype for children with ED characterized a supportive process with attention to the therapeutic relationship. This infers greater variation in the PDT setting for children with different conditions.

2.
Trends psychiatry psychother. (Impr.) ; 41(2): 149-158, Apr.-June 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1014733

RESUMO

Abstract Introduction This study developed Brazilian psychodynamic psychotherapy (PDT) and cognitive-behavioral therapy (CBT) prototypes for children with internalizing disorders (ID) and externalizing disorders (ED). Method Eighteen Brazilian experts in PDT (n = 9) and CBT (n = 9) rated the 100 items of the Child Psychotherapy Q-Set (CPQ) describing a hypothetical typical session based on their respective theoretical backgrounds for children with ID. They then rated the same items describing a hypothetical typical session for children with ED. A Q-type factor analysis with varimax rotation was performed. Results Expert correlations were high within each theoretical approach and each diagnostic category. The factor analysis identified three independent factors. CBT ratings concentrated on one factor, while PDT ratings loaded onto one factor describing treatment of children with ID and another factor describing treatment of children with ED. Conclusion The sole CBT prototype reflected a general conceptualization of this approach and was undifferentiated regarding treatment of children with ID and ED. The PDT prototype for children with ID provided evidence of a process focused on interpretation, while the PDT prototype for children with ED characterized a supportive process with attention to the therapeutic relationship. This infers greater variation in the PDT setting for children with different conditions.


Resumo Introdução Este estudo desenvolveu protótipos brasileiros de psicoterapia psicodinâmica (PP) e terapia cognitivo-comportamental (TCC) para crianças com transtornos internalizantes (TI) e externalizantes (TE). Método Dezoito experts brasileiros em PP (n = 9) e TCC (n = 9) classificaram os 100 itens do Child Psychotherapy Q-Set (CPQ) descrevendo uma sessão hipotética típica de acordo com suas respectivas abordagens teóricas para crianças com TI. Depois, eles classificaram os mesmos itens descrevendo uma sessão hipotética típica para crianças com TE. Foi realizada uma análise fatorial do tipo Q com rotação varimax. Resultados As correlações dos experts foram altas, considerando ambas as abordagens teóricas e as duas categorias diagnósticas. A análise fatorial gerou três fatores independentes. As avaliações da TCC concentraram-se em um fator, enquanto as avaliações da PP geraram um fator que descreveu o tratamento de crianças com TI e um outro fator que descreveu o tratamento de crianças com TE. Conclusão O protótipo único da TCC refletiu uma conceptualização geral dessa abordagem, indiscriminada em relação aos sintomas da criança. O protótipo da PP para crianças com TI evidenciou um processo focado na interpretação, enquanto o protótipo da PP para crianças com TE caracterizou um processo suportivo com atenção à relação terapêutica. Infere-se uma maior variação no processo em PP para crianças com diferentes sintomatologias.

3.
Trends Psychol ; 26(2): 703-734, abr.-jun. 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-963061

RESUMO

Resumo A literatura científica aponta a necessidade de estudos com foco no processo e nos resultados da psicoterapia psicodinâmica de crianças. Além disso, o relacionamento e as estruturas de interação entre terapeuta e paciente têm sido enfatizadas como importante fator de mudança terapêutica. O objetivo desse estudo foi analisar as estruturas de interação na psicoterapia psicodinâmica de uma criança com transtorno de adaptação. Realizou-se um estudo descritivo, longitudinal, baseado no procedimento de estudo de caso sistemático. Os participantes foram uma menina de oito anos e sua terapeuta. As 40 sessões de psicoterapia foram analisadas através do Child Psychotherapy Q-Set (CPQ). Foram identificadas cinco estruturas de interação, com base na análise fatorial de componentes principais com rotação Varimax. Elas descrevem diferentes padrões de interação, com utilização de abordagens suportivas, diretivas e interpretativas. A importância das estruturas de interação como vetor de mudança, variáveis do terapeuta e uma tendência de abordagens integrativas na psicoterapia de crianças foram discutidas.


Resumen La literatura científica indica la necesidad de estudios con foco en el proceso y en los resultados de psicoterapia psicodinámica de niños. Además, la relación y las estructuras de interacción entre terapeuta y paciente se han enfatizado como un importante factor de cambio terapéutico. El objetivo de este estudio fue analizar las estructuras de interacción en la psicoterapia psicodinámica de una niña con trastorno de adaptación. Se realizó un estudio descriptivo, longitudinal basado en lo método de estudio sistemático de casos. Los participantes fueron una niña de ocho años y su terapeuta. Las Cuarenta sesiones de psicoterapia fueran analizadas mediante el Child Psychotherapy Q-Set (CPQ). Fueran identificadas cinco estructuras de interacción, con base en el análisis factorial de componentes principales con rotación Varimax. Estas describen diferentes patrones de interacción, con utilización de enfoques suportivos, directivos e interpretativos. La importancia de las estructuras de interacción como un vector de cambio, las variables del terapeuta y la tendencia de los enfoques de integración en psicoterapia de niños fueron discutidos.


Abstract The scientific literature indicates the need for studies focusing on the process and outcomes of child psychodynamic psychotherapy. In addition, the relationship and the interaction structures between therapist and patient have been emphasized as an important factor of therapeutic change. The aim of this study was to analyze interaction structures in the psychodynamic psychotherapy of a child with adjustment disorder. We conducted a descriptive, longitudinal study based on the systematic case study procedure. The participants were an 8-year-old girl and her therapist. Forty psychotherapy sessions were analyzed using the Child Psychotherapy Q-Set (CPQ). Five interaction structures were identified on the basis of factor analysis of main components with varimax rotation. They describe different patterns of interaction, using supportive, directive, and interpretive approaches. The importance of interaction structures as a vector of change, therapist variables, and the trend toward integrative approaches in child psychotherapy are discussed.

4.
Psicol. teor. prát ; 20(1): 126-140, Jan.-Apr. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-895926

RESUMO

Este estudo buscou analisar fatores que protegem e que ameaçam os vínculos familiares em um município de uma região metropolitana no sul do Brasil. O delineamento foi transversal, descritivo e explicativo. Participaram da pesquisa 193 famílias em situação de vulnerabilidade social. Utilizou-se instrumentos que avaliaram recursos do ambiente familiar, rede de apoio, eventos adversos, estresse parental e problemas de saúde mental. Os resultados evidenciaram que em 12,6% das famílias houve rompimento de vínculos. A maior parte da amostra, mesmo em condições de pobreza e de vulnerabilidade, mostrou-se capaz de preservar os vínculos familiares. Variáveis como escolaridade, condições de trabalho e renda, bem como condições de moradia, não foram associadas ao rompimento. As variáveis que se associaram, de modo significativo, foram estresse parental, problemas de ansiedade e depressão. Concluiu-se que as famílias apresentaram dinâmicas complexas, demandando a compreensão de múltiplos fatores envolvidos no rompimento de vínculos, especialmente relacionados à saúde mental.


This study aimed at investigating factors that protect and risk family bonds in a metropolitan area in southern Brazil. We developed a cross-sectional, descriptive, and explanatory research, in which the sample was 193 socially vulnerable families. We used instruments to assess resources of the family environment, support network, adverse events, parental stress, and mental health problems. The results showed a bond break in 12.6% of the families. Most of the sample, even in conditions of poverty and vulnerability, was able to preserve family ties. There was not an association of variables such as education, working conditions, income, and living conditions with the break of bonds. The variables that associated, significantly, were parental stress and anxiety problems and depression. We concluded that the families had complex dynamics, requiring an understanding of multiple factors involved in breaking bonds, especially those related to mental health.


Este estudio ha investigado los factores de protección y riesgo para los lazos familiares en área metropolitana en el sur de Brasil. El diseño ha sido transversal, descriptivo y explicativo. Participaron 193 familias en situación de vulnerabilidad social. Se evaluó los recursos del entorno familiar, red de apoyo, eventos adversos, estrés y problemas de salud mental. Los resultados han mostrado que en el 12,6% de los hogares, hubo rompimiento de los lazos. La mayor parte de la muestra, incluso en condiciones de pobreza y vulnerabilidad, resultó capaz de preservar lazos familiares. La educación, condiciones de trabajo y de ingresos no se asociaron con la ruptura. Las variables asociadas fueran estrés de los padres y problemas de ansiedad y depresión. Se concluyó que las familias tenían dinámica compleja, que requiere una comprensión de los múltiples factores que intervienen en la ruptura de los lazos, especialmente relacionados con la salud mental.

5.
Psicol. ciênc. prof ; 38(1): 36-49, jan.-mar.2018. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-882611

RESUMO

A participação dos pais na psicoterapia de crianças é um tema controverso na literatura. Há autores a favor de uma abordagem mais intervencionista em relação aos pais e outros que circunscrevem seu papel à manutenção do tratamento e provimento de informações sobre a criança. O objetivo deste estudo exploratório, de levantamento, transversal, foi identificar experiências de psicoterapeutas de crianças brasileiros quanto às formas de inclusão dos pais no tratamento. Participaram 76 psicólogos, que responderam a um questionário on-line e as análises contemplaram estatística descritiva e análise de conteúdo. De acordo com os resultados, os respondentes foram predominantemente mulheres (89,5%), residentes na Região Sul (86,8%), entre 26 e 35 anos (53,9%) e com até três anos de experiência clínica (43,4%). De maneira geral, os participantes incluem os pais na psicoterapia (76,3%); em entrevistas específicas (90,8%); coleta de informações (88,2%), para aconselhamento/orientação (72,4%); e para fortalecer a aliança terapêutica (61,8%). Riscos e benefícios da participação dos pais foram reportados e constituíram seis categorias: a criança como sintoma dos conflitos familiares; resistência dos pais à psicoterapia e às mudanças; cumprimento do contrato pelos pais; aliança terapêutica; compreensão da dinâmica familiar e dos sintomas da criança; e fortalecimento dos vínculos pais-filhos. Conclui-se que há tendência de inclusão dos pais, por parte dos psicoterapeutas, no processo de psicoterapia de crianças....(AU)


The participation of parents in their children's psychotherapy is a controversial issue in the literature: while some authors agree with a more interventionist approach towards parents, others circumscribe their role in maintaining treatment and providing information about the child. The purpose of this exploratory and cross-sectional survey was to identify experiences of Brazilian child psychotherapists regarding the ways parents are included in the treatment. Participants were 76 psychologists, who responded to an online questionnaire, and the analyzes included descriptive statistics and content analysis. According to the results, respondents were predominantly women (89.5%), living in the southern region (86.8%), between 26 and 35 years old (53.9%), and with up to a 3-year clinical experience (43.4%). In general, the participants included parents in psychotherapy (76.3%), in specific interviews (90.8%), to gather information (88.2%), for advising or guidance (72.4%), and to strengthen the therapeutic alliance (61.8%). Risks and benefits of parents' involvement were reported and classified into six categories: the child as a symptom of the family conflicts, parental resistance to psychotherapy and change, parental contract compliance, therapeutic alliance, understanding of family dynamics and the child's symptoms, and strengthening parent-child bonds. We conclude that there is a tendency among psychotherapists to include parents in the children's psychotherapy process....(AU)


La participación de los padres en la psicoterapia de niños es un tema controvertido en la literatura: mientras algunos autores están a favor de un enfoque más intervencionista con relación a los padres, hay otros que circunscriben su rol al mantenimiento del tratamiento y a la provisión de informaciones sobre el niño. El objetivo de este estudio exploratorio, de levantamiento, transversal, fue identificar experiencias de psicoterapeutas brasileños de niños en cuanto a las formas de inclusión de los padres en el tratamiento. Participaron en el estudio 76 psicólogos, que respondieron a un cuestionario en línea y los análisis contemplaron estadística descriptiva y análisis de contenido. De acuerdo con los resultados, los encuestados fueron predominantemente mujeres (89,5%), residentes en la región sur (86,8%), entre 26 y 35 años (53,9%) y con hasta tres años de experiencia clínica (43,4%). En general, los participantes incluyen a los padres en la psicoterapia (76,3%), en entrevistas específicas (90,8%), para recoger informaciones (88,2%), para asesoramiento/orientación (72,4%), y para fortalecer la alianza terapéutica (61,8%). Los riesgos y beneficios de la participación de los padres fueron reportados y constituyeron seis categorías: el niño como síntoma de los conflictos familiares, la resistencia de los padres a la psicoterapia y a los cambios, el cumplimiento del contrato por los padres, la alianza terapéutica, la comprensión de la dinámica familiar y de los síntomas del niño, y el fortalecimiento de los vínculos padres-hijos. Se concluye que existe una tendencia de inclusión de los padres, por parte de los psicoterapeutas, en el proceso de psicoterapia de los niños....(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Conflito Familiar , Relações Pais-Filho , Terapia Psicanalítica , Psicologia Clínica , Terapêutica , Psicologia
6.
Artigo em Inglês | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-976315

RESUMO

Abstract The present study aimed to describe the characteristics of the psychodynamic psychotherapeutic process of a child with a pregnant therapist and to identify possible repercussions of this pregnancy in the treatment. A descriptive, longitudinal study was conducted, based on systematic single case study procedure. The participants were an eight-year-old girl and her therapist who became pregnant during treatment. Forty psychotherapeutic sessions were analyzed through Child Psychotherapy Q-Set procedure. The therapeutic process was divided into four periods related to the therapist's pregnancy: (1) the therapist was not pregnant; (2) therapist knew of her pregnancy but the topic had not been verbalized; (3) the pregnancy was treated in the therapeutic setting; (4) return of maternity leave. The results demonstrated that the therapist has adopted a less neutral stance, used less limits, and breaks and pauses in treatment were increasingly discussed. It was concluded that the therapist´s pregnancy influences the therapeutic setting in a marked way.


Resumo O presente estudo buscou descrever as características do processo psicoterápico psicodinâmico de uma criança com uma terapeuta grávida e identificar possíveis repercussões dessa gravidez no tratamento. Realizou-se um estudo descritivo, longitudinal, baseado no procedimento de estudo de caso único sistemático. Participaram uma menina de oito anos de idade e sua terapeuta que engravidou durante o tratamento. Foram analisadas 40 sessões da psicoterapia por meio do Child Psychotherapy Q-Set. O processo terapêutico foi dividido em quatro períodos de acordo com a gravidez da terapeuta: (1) terapeuta não estava grávida; (2) terapeuta sabia de sua gestação, mas o assunto não havia sido verbalizado; (3) assunto foi tratado no setting terapêutico; (4) retorno da licença maternidade. Os resultados demonstraram uma diminuição da neutralidade e da colocação de limites, discussão de pausas e interrupções no tratamento. Concluiu-se que a gravidez da terapeuta influencia o setting terapêutico de forma acentuada.


Resumen El presente estudio buscó describir las características del proceso psicoterápico psicodinámico de una niña con una terapeuta embarazada e identificar posibles repercusiones de ese embarazo en el tratamiento. Se realizó un estudio descriptivo, longitudinal, basado en el procedimiento de estudio de caso único sistemático. Participaron una niña de ocho años de edad y su terapeuta que se quedó embarazada durante el tratamiento. Se analizaron 40 sesiones de la psicoterapia a través del Child Psychotherapy Q-Set. El proceso terapéutico se dividió en cuatro períodos de acuerdo con el embarazo de la terapeuta: (1) terapeuta no estaba embarazada; (2) terapeuta sabía de su gestación, pero el asunto no había sido verbalizado; (3) tema fue tratado en el setting terapéutico; (4) retorno de la licencia por maternidad. Los resultados demostraron una disminución de la neutralidad y de la colocación de límites, y discusión de pausas e interrupciones en el tratamiento. Se concluyó que el embarazo de la terapeuta influye en el setting terapéutico de forma acentuada.


Assuntos
Criança , Interpretação Psicanalítica , Psicoterapia , Processos Psicoterapêuticos
7.
Temas psicol. (Online) ; 24(3): 1153-1167, set. 2016. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-791990

RESUMO

Este estudo teve como foco a análise do primeiro ano do processo psicoterapêutico de uma criança, com base no Child Psychotherapy Q-set (CPQ). O estudo teve delineamento descritivo, longitudinal, adotando-se o procedimento de estudo de caso sistemático. Participaram um menino de sete anos de idade e sua terapeuta. O CPQ foi aplicado em duas sessões do início do tratamento, duas sessões após três meses, duas sessões após seis meses, duas sessões após nove meses e duas sessões após um ano, para identificar as características do processo psicoterapêutico, ao longo do tempo. Os resultados obtidos revelaram as características dessa psicoterapia, como ela se modificou ao longo do tempo e como essas modificações podem ser indicativas de evolução do processo terapêutico. As atitudes da terapeuta envolveram, inicialmente, um trabalho interpretativo e, posteriormente mais reflexivo e de apoio. A criança, inicialmente, mostrou-se resistente e com poucos recursos internos, mas, ao longo do tratamento, revelou maior abertura para o trabalho terapêutico, abordando conteúdos significativos em relação à sua problemática. Algumas características da interação terapeuta-paciente foram se tornando mais salientes ao longo do tempo.


This study has focused on the analysis of psychotherapeutic process in the first year of a child, based on the Child Psychotherapy Q-Set (CPQ). The research guided by the longitudinal descriptive approach was made, adopting the Systematic Case Study procedure. Participants were a 7-year-old boy and his therapist. The CPQ was administered in two sessions in beginning the of treatment, two sessions after three months, two sessions after six months, two sessions after nine months and in two sessions after a year, to identify the characteristics of the therapeutic process, over the time. The findings revealed the characteristics of psychotherapy, as it has changed over time and how these changes may be indicative of outcome in therapy. The therapist attitudes involved, initially, an interpretive work and subsequently more reflective and support. The child initially was resistant and with few internal resources, but during treatment, showed greater openness to the therapeutic work, addressing significant content in relation to their problems. The interaction characteristics also became more prominent over time.


Este estudio se centró en el análisis del primer año del proceso psicoterapéutico de un niño, basado en la psicoterapia infantil Q-set (CPQ). El estudio fue el diseño descriptivo, longitudinal, la adopción de un procedimiento sistemático estudio de caso. Participó en un niño de siete años de edad, y su terapeuta. El CPQ se aplicó en dos sesiones que inician el tratamiento, dos sesiones después de tres meses, dos sesiones después de seis meses, dos sesiones después de nueve meses y dos sesiones después de un año, para identificar las características del proceso psicoterapéutico, a través del tiempo. Los resultados revelaron las características de la psicoterapia, ya que ha cambiado con el tiempo y cómo estos cambios pueden ser indicativos de los resultados en la terapia. Las actitudes de terapeutas involucrados, en un principio, un trabajo interpretativo y, posteriormente, más reflexivo y apoyo. El niño inicialmente era resistente y con pocos recursos internos, pero durante el tratamiento, mostró una mayor apertura al trabajo terapéutico, abordando contenidos significativos en relación con sus problemas. Algunas características de la interacción paciente-terapeuta hicieron más prominentes con el tiempo.

8.
Temas psicol. (Online) ; 24(3): 1153-1167, set. 2016. tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-69202

RESUMO

Este estudo teve como foco a análise do primeiro ano do processo psicoterapêutico de uma criança, com base no Child Psychotherapy Q-set (CPQ). O estudo teve delineamento descritivo, longitudinal, adotando-se o procedimento de estudo de caso sistemático. Participaram um menino de sete anos de idade e sua terapeuta. O CPQ foi aplicado em duas sessões do início do tratamento, duas sessões após três meses, duas sessões após seis meses, duas sessões após nove meses e duas sessões após um ano, para identificar as características do processo psicoterapêutico, ao longo do tempo. Os resultados obtidos revelaram as características dessa psicoterapia, como ela se modificou ao longo do tempo e como essas modificações podem ser indicativas de evolução do processo terapêutico. As atitudes da terapeuta envolveram, inicialmente, um trabalho interpretativo e, posteriormente mais reflexivo e de apoio. A criança, inicialmente, mostrou-se resistente e com poucos recursos internos, mas, ao longo do tratamento, revelou maior abertura para o trabalho terapêutico, abordando conteúdos significativos em relação à sua problemática. Algumas características da interação terapeuta-paciente foram se tornando mais salientes ao longo do tempo.(AU)


This study has focused on the analysis of psychotherapeutic process in the first year of a child, based on the Child Psychotherapy Q-Set (CPQ). The research guided by the longitudinal descriptive approach was made, adopting the Systematic Case Study procedure. Participants were a 7-year-old boy and his therapist. The CPQ was administered in two sessions in beginning the of treatment, two sessions after three months, two sessions after six months, two sessions after nine months and in two sessions after a year, to identify the characteristics of the therapeutic process, over the time. The findings revealed the characteristics of psychotherapy, as it has changed over time and how these changes may be indicative of outcome in therapy. The therapist attitudes involved, initially, an interpretive work and subsequently more reflective and support. The child initially was resistant and with few internal resources, but during treatment, showed greater openness to the therapeutic work, addressing significant content in relation to their problems. The interaction characteristics also became more prominent over time.(AU)


Este estudio se centró en el análisis del primer año del proceso psicoterapéutico de un niño, basado en la psicoterapia infantil Q-set (CPQ). El estudio fue el diseño descriptivo, longitudinal, la adopción de un procedimiento sistemático estudio de caso. Participó en un niño de siete años de edad, y su terapeuta. El CPQ se aplicó en dos sesiones que inician el tratamiento, dos sesiones después de tres meses, dos sesiones después de seis meses, dos sesiones después de nueve meses y dos sesiones después de un año, para identificar las características del proceso psicoterapéutico, a través del tiempo. Los resultados revelaron las características de la psicoterapia, ya que ha cambiado con el tiempo y cómo estos cambios pueden ser indicativos de los resultados en la terapia. Las actitudes de terapeutas involucrados, en un principio, un trabajo interpretativo y, posteriormente, más reflexivo y apoyo. El niño inicialmente era resistente y con pocos recursos internos, pero durante el tratamiento, mostró una mayor apertura al trabajo terapéutico, abordando contenidos significativos en relación con sus problemas. Algunas características de la interacción paciente-terapeuta hicieron más prominentes con el tiempo.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adulto , Psicoterapia
9.
Psicol. teor. pesqui ; 32(3): e323218, 2016. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-955920

RESUMO

RESUMO A literatura científica reconhece a necessidade de aprofundar o conhecimento sobre o processo terapêutico de crianças, compreendendo os mecanismos pelos quais se produzem mudanças. Para isso, precisamos de instrumentos que viabilizem tais investigações. O objetivo deste estudo foi traduzir e adaptar para o português brasileiro o Child Pychotherapy Q-Set (CPQ), instrumento que visa à análise do processo psicoterapêutico de crianças. O estudo foi desenvolvido em quatro etapas, avaliando-se a equivalência entre a versão traduzida e o instrumento original em quatro áreas: equivalência semântica, idiomática, experiencial e conceitual. Constatou-se que a versão em português do CPQ apresentou boa equivalência com a original e a fidedignidade interavaliadores foi satisfatória. As possibilidades de utilização oferecidas pelo CPQ foram discutidas.


ABSTRACT Scientific literature recognizes the need to increase knowledge on child psychotherapeutic process, understanding the mechanisms by which changes occur. In order to do this, we need instruments that will make possible such investigations. The aim of this study was to translate and adapt to Brazilian Portuguese the Child Psychotherapy Q-Set (CPQ), an instrument that aims to analyze the psychotherapeutic process of children. The study was conducted in four stages, assessing the equivalence between the translated version and the original instrument in four areas: semantic equivalence, idiomatic, experiential and conceptual. It was found that the Portuguese version of the CPQ presented good equivalence with the original and the interrater reliability was satisfactory. The possibilities provided by the CPQ were discussed.

10.
Rev. Bras. Psicoter. (Online) ; 18(2): 78-95, 2016.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-848319

RESUMO

A psicoterapia de crianças envolve, para além da díade terapeuta-paciente, de alguma forma, seus pais ou responsáveis. Não há consenso entre os clínicos sobre a melhor forma de incluir os pais na psicoterapia psicanalítica de crianças, sendo relevante verificar como a literatura científica posiciona-se sobre o tema. Realizou-se uma revisão sistemática nas bases de dados Medline, Lilacs, SciELO, PsycInfo, Pepsic e PubMed, utilizando os descritores: psychoanalytic psychotherapy, children e parents. Foram identificados 14 estudos que focalizam esse tema e todos defendem a participação dos pais no tratamento psicanalítico da criança. As abordagens de trabalho com os pais, os benefícios da sua participação no tratamento, os aspectos transferenciais e contratransferenciais, assim como o manejo técnico nas sessões, são discutidos. As propostas técnicas diferem dependendo da formação do terapeuta, do seu embasamento teórico e da sua experiência. Sugere-se que pesquisas empíricas sejam realizadas para orientar os clínicos na prática cotidiana, pois a maior parte dos artigos são reflexões teóricas.(AU)


Psychotherapy of children involves, in addition to the therapist-patient dyad, somehow, their parents or guardians. There is no consensus among clinicians on the best way to include parents in psychoanalytic psychotherapy of children, so it is relevant to verify the position of the scientific literature regarding this subject. A systematic review was conducted in the Medline, Lilacs, SciELO, PsycInfo, Pepsic and PubMed databases using the keywords: psychoanalytic psychotherapy, children and parents. Fourteen studies that focus on this issue were identified and they all endorse the involvement of parents in the psychoanalytic treatment of children. Working approaches with the parents, the benefits of their participation in treatment, transference and counter-transference aspects, as well as the technical management in the sessions are discussed. The studies showed that the proposed techniques differ depending on the training of the therapist, their theoretical background and experience, demonstrating the need for improvement, both through clinical case studies and empirical research. Empirical research must be conducted, since most of the articles are theoretical reflections.(AU)


Assuntos
Criança , Criança , Pais , Psicoterapia
11.
Trends Psychiatry Psychother ; 37(3): 161-5, 2015 Jul-Sep.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-26630408

RESUMO

OBJECTIVE: To analyze the degree of similarity to a "psychodynamic prototype" during the first year of two children's once-weekly psychodynamic psychotherapy. METHODS: This study used a longitudinal, descriptive, repeated-measures design based on the systematic case study method. Two male school children (here referred to as Walter and Peter) and their therapists took part in the study. All sessions were video and audio recorded. Ten sessions from each case were selected for analysis in this preliminary study. Trained examiners (randomly selected in pairs) independently and blindly evaluated each session using the Child Psychotherapy Q-Set (CPQ). Experts in psychodynamic therapy and cognitive behavioral therapy from several countries rated each of the 100 CPQ items with regard to how well it characterized a hypothetical ideal session of either treatment modality. A series of paired t tests comparing analogous adherence scores within each session were conducted. RESULTS: There were no significant correlations between time elapsed and adherence to the prototypes. Walter's treatment adhered to both prototypes and Peter's treatment did not adhere to either prototype. CONCLUSION: Child psychotherapy theory and practice are not absolutely coincident. Real psychotherapy sessions do not necessarily resemble the ideal prototypes.


Assuntos
Psicoterapia Psicodinâmica/métodos , Transtornos de Ansiedade/terapia , Criança , Terapia Cognitivo-Comportamental/métodos , Humanos , Estudos Longitudinais , Masculino , Fatores de Tempo
12.
Psico (Porto Alegre) ; 46(4): 503-512, dic. 2015.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-791761

RESUMO

Este estudo teve como foco a aliança terapêutica na psicoterapia de crianças. A literatura vem apontando a importância da aliança terapêutica no processo psicoterápico, considerando-a um elemento fundamental para o sucesso do tratamento. Foi realizada uma revisão sistemática da literatura, com o objetivo de identificar e analisar estudos sobre a temática. Foram identificados 26 estudos que contemplaram os critérios de inclusão. A revisão revelou um aumento significativo das pesquisas com este foco, na última década, revelando características do paciente, do terapeuta e da família que possuem relação com a qualidade da aliança estabelecida entre terapeuta e paciente. Evidenciou-se, também, a forte associação da aliança terapêutica aos resultados efetivos dos tratamentos. Salienta-se a necessidade de uma melhor conceitualização do fenômeno para a população infantil, como também sua integração com instrumentos que mensurem a aliança terapêutica em toda sua complexidade.


The present study focused on the alliance therapeutic in child psychotherapy. The literature emphasizes the importance of the therapeutic alliance in psychotherapy process, considering it a fundamental element for the success of treatment. This study systematically reviewed the research literature with aim to identify and analyze studies about this research focus. It was identified 26 separate studies that met criteria for inclusion. The review revealed a significant increase in research with this focus in the last decade, revealing characteristics of the patient, the therapist and the family that are related to the quality of the alliance between therapist and patient. It was also evidenced the strong association of the therapeutic alliance to effective treatment outcomes. We emphasize the need for better conceptualization of the phenomenon for the children, as well as its integration with instruments that measure the therapeutic alliance’s complexity.


Este estudio se centró en la alianza terapéutica en la psicoterapia de niños. La literatura que apunta a la importancia de la alianza terapéutica en el proceso de la psicoterapia, teniendo en cuenta que un elemento fundamental para el éxito del tratamiento. Una revisión sistemática de la literatura, con el objetivo de identificar y analizar los estudios sobre el tema se llevó a cabo. Se identificaron 26 estudios que contemplan los criterios de inclusión. El examen reveló un aumento significativo en la investigación con este enfoque en la última década, revelando características del paciente, el terapeuta y la familia que están relacionados con la calidad de la alianza entre el terapeuta y el paciente. Además, se reveló la fuerte asociación de la alianza terapéutica con los resultados efectivos de tratamiento. Hacemos hincapié en la necesidad de una mejor conceptualización del fenómeno para la población pediátrica, así como su integración con instrumentos que miden la alianza terapéutica en toda su complejidad.


Assuntos
Psicologia da Criança , Psicoterapia
13.
Agora (Rio J.) ; 18(2): 225-240, jul.-dez. 2015.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-762066

RESUMO

Analisa-se o conceito de imagem do corpo e sua alteração na bulimia sustentado no aporte psicanalítico. A partir do estudo da constituição da imagem do corpo e sua perturbação na bulimia, identificou-se uma importante articulação entre ambas, que se dá em pontos fundamentais do psiquismo, destacando-se o narcisismo, as relações objetais e a identificação. Assim, os fatores que participam da construção da imagem do corpo e estão comprometidos quando há uma patologia da mesma coincidem com os que estão implicados na bulimia. Portanto, esses fatores psíquicos podem ser pensados como perspectivas relevantes na clínica da bulimia.


Body image and bulimia. This article analyzes the concept of body image and its change in bulimia and it is supported by the psychoanalytical approach. From the study of the constitution of body image and its disturbance on bulimia, an important articulation was identified between both, and it takes place in fundamental aspects of the psyche, with emphasis on narcissism, object relations and identification. Thus, those factors that are part of the construction of the body image and that are compromised when there is some kind of pathology, coincide with the factors implied in bulimia. Therefore, these psychic factors can be thought of as relevant perspectives in the clinic of bulimia.


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Adulto , Bulimia/psicologia , Psicanálise , Patologia/tendências
14.
Agora (Rio J.) ; 18(2): 225-240, jul.-dez. 2015.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-64696

RESUMO

Analisa-se o conceito de imagem do corpo e sua alteração na bulimia sustentado no aporte psicanalítico. A partir do estudo da constituição da imagem do corpo e sua perturbação na bulimia, identificou-se uma importante articulação entre ambas, que se dá em pontos fundamentais do psiquismo, destacando-se o narcisismo, as relações objetais e a identificação. Assim, os fatores que participam da construção da imagem do corpo e estão comprometidos quando há uma patologia da mesma coincidem com os que estão implicados na bulimia. Portanto, esses fatores psíquicos podem ser pensados como perspectivas relevantes na clínica da bulimia(AU)


Body image and bulimia. This article analyzes the concept of body image and its change in bulimia and it is supported by the psychoanalytical approach. From the study of the constitution of body image and its disturbance on bulimia, an important articulation was identified between both, and it takes place in fundamental aspects of the psyche, with emphasis on narcissism, object relations and identification. Thus, those factors that are part of the construction of the body image and that are compromised when there is some kind of pathology, coincide with the factors implied in bulimia. Therefore, these psychic factors can be thought of as relevant perspectives in the clinic of bulimia(AU)


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Adulto , Bulimia/psicologia , Psicanálise , Patologia/tendências
15.
Psicol. teor. prát ; 15(2): 46-61, ago. 2013. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-717652

RESUMO

Este estudo teve como foco o processo do brincar em crianças com indicadores de depressão ou cujas mães apresentavam depressão. A literatura vem demonstrando a importância do brincar para o desenvolvimento infantil, bem como ressaltando a incapacidade ou a impossibilidade dessa capacidade como um sintoma de problemas na criança. Foi realizada uma revisão sistemática de literatura, com o objetivo de visualizar estudos sobre o foco desta pesquisa. Foram identificados 16 estudos que contemplaram os critérios de inclusão. A revisão revelou evidências que apoiam a utilização do brincar como um recurso importante na avaliação psicológica de sintomas depressivos na infância, com diferenças encontradas no comportamento lúdico de crianças que apresentavam esse quadro. Verificou-se um aumento de pesquisas nos últimos anos, tendo os estudos mais recentes se dedicado a avaliar a eficácia do tratamento para crianças com indicadores de depressão, utilizando o brincar como recurso terapêutico.


The present study focused the play's process in children with depression indicators or whose mothers had depression. The literature has demonstrated the importance of play to children's development, as well as highlighting the inability or failure of this ability as a symptom of problems in the child. This study systematically reviewed the research literature with aim to identify studies about this researches focus. It was identified 16 separate studies that met criteria for inclusion. The review revealed evidence to support play's relevance as an important resource in the psychology evaluation of depressive symptoms in childhood, with differences found in the behavior of depressed and nondepressed children in play situations. The review indicates there has been an growth in research in recent years, so that recent studies has been devoted to evaluating the effectiveness of treatment for children with indicators of depression, using play as a therapeutic resource.


Este estudio se centró en el proceso de juego en los niños con indicadores de depresión o de madres con depresión. La literatura ha demostrado la importancia del juego para el desarrollo del niño, así como poner de relieve la incapacidad o la falta de esta habilidad como un síntoma de problemas en el niño. Se realizó una revisión sistemática de la literatura, con el objetivo de visualizar los estudios sobre el enfoque de esta investigación. Se identificaron 16 estudios que contemplen los criterios de inclusión. El examen reveló evidencia que apoya el uso del juego como un recurso importante en la evaluación psicológica de los síntomas depresivos en la infancia, con diferencias en el comportamiento de juego de los niños que poseían esta imagen. Hubo un aumento de la investigación en los últimos años, con estudios más recientes están dedicados a evaluar la eficacia del tratamiento para los niños con indicadores de depresión, utilizando el juego como recurso terapéutico.

16.
Estud. psicol. (Campinas) ; 29(supl.1): 841-849, out.-dez. 2012. tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-60188

RESUMO

O foco deste estudo foi a capacidade de mentalização de pré-adolescentes, no contexto dos rompimentos de vínculos resultantes da separação conjugal altamente conflitiva, bem como a possibilidade de desenvolvimento da capacidade de mentalização no processo terapêutico. Esses conceitos vêm sendo elaborados com base na vertente psicanalítica da teoria do apego, nas contribuições de alguns teóricos das relações objetais, especialmente Bion e Winnicott, e na Psicologia Cognitiva. Foi realizado um estudo de abordagem qualitativa, baseado no procedimento de Estudos de Casos Múltiplos. Os participantes - dois pré-adolescentes e seus pais - foram atendidos em uma clínica-escola na Região Sul do Brasil. A capacidade de mentalização desses participantes foi avaliada antes e depois de cinco meses de psicoterapia. Os principais resultados apontaram a capacidade de mentalização limitada ou ausente no início da psicoterapia, e mudanças na função reflexiva e capacidade de mentalização após os primeiros cinco meses de atendimento.(AU)


The focus of this study was the mentalization capacity of preteens, in the context of a break in ties due to highly conflictive marital separation, and the possibility of developing the capacity of mentalization during the therapeutic process of these youths. These concepts have been conceived, based on the psychoanalytical branch of the attachment theory, contributions of certain object relations theories, especially those of Bion and Winnicott, and on Cognitive Psychology. A study with qualitative research approach was conducted, based on the procedure of Multiple Case Studies. The participants - two preteens and their parents - were treated at a clinic-school in the Southern region of Brazil. The mentalization capacity of these youths was evaluated before and after five months of psychotherapy. The main results pointed out to a limited or absent mentalization capacity at the beginning of psychotherapy and changes in the reflective function and mentalization capacity after the first five months of treatment.(AU)


Assuntos
Humanos , Adolescente , Divórcio , Psicoterapia , Teoria da Mente
17.
Psicol. estud ; 17(1): 83-91, jan.-mar. 2012.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-644597

RESUMO

Este artigo discute a problemática da depressão na adolescência com base na vertente psicanalítica da Teoria do Apego. Primeiramente são estacadas as especificidades da adolescência e sua relação com o surgimento da depressão. A partir daí, são apresentados os conceitos de função reflexiva e de capacidade de mentalização, objetivando pensar o fenômeno depressivo na adolescência como uma problemática dos vínculos afetivos. Conclui-se que há uma associação importante entre o estabelecimento de um padrão de apego inseguro na infância e o desenvolvimento da depressão na adolescência. A utilização dos conceitos de função reflexiva e capacidade de mentalização permite reconhecer a importância da dimensão representacional para essa problemática, proporcionando uma nova perspectiva para a compreensão e abordagem terapêutica da depressão na adolescência.


This article discusses the issue of depression in adolescence based on the psychoanalytic aspects of attachment theory. Firstly, we highlight specificities of adolescence and its relationship to the onset of depression. Then, we discuss the concepts of reflective function and mentalization capacity, aiming think the depression in adolescence as an issue of bonds. We conclude that there is a significant correlation between the establishment of a pattern of insecure attachment in infancy and the development of depression in adolescence. The use of the concepts of reflective function and mentalization capacity for recognizing the importance of the representational dimension to this problem, providing a new perspective for understanding and therapeutic approach to depression in adolescence.


Este artículo aborda el tema de la depresión en la adolescencia sobre la base de los aspectos psicoanalíticos de la teoría del apego. En primer lugar, discute detalles de la adolescencia y su relación con el inicio de la depresión. A partir de este análisis, se tienen los conceptos de la función reflexiva y la capacidad de mentalización, para pensar acerca de la depresión en la adolescencia como un problema de los vínculos afectivos. Llegamos a la conclusión de que existe una correlación significativa entre el establecimiento de un patrón de apego inseguro en la infancia y el desarrollo de la depresión en la adolescencia. El uso de los conceptos de la función reflexiva y la capacidad de mentalización para el reconocimiento de la importancia de la dimensión de representación a este problema, ofreciendo una nueva perspectiva para la comprensión y abordaje terapéutico de la depresión en la adolescencia.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adolescente , Depressão , Psicanálise
18.
Psicol. estud ; 17(1): 83-91, jan.-mar. 2012.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-52251

RESUMO

Este artigo discute a problemática da depressão na adolescência com base na vertente psicanalítica da Teoria do Apego. Primeiramente são estacadas as especificidades da adolescência e sua relação com o surgimento da depressão. A partir daí, são apresentados os conceitos de função reflexiva e de capacidade de mentalização, objetivando pensar o fenômeno depressivo na adolescência como uma problemática dos vínculos afetivos. Conclui-se que há uma associação importante entre o estabelecimento de um padrão de apego inseguro na infância e o desenvolvimento da depressão na adolescência. A utilização dos conceitos de função reflexiva e capacidade de mentalização permite reconhecer a importância da dimensão representacional para essa problemática, proporcionando uma nova perspectiva para a compreensão e abordagem terapêutica da depressão na adolescência.(AU)


This article discusses the issue of depression in adolescence based on the psychoanalytic aspects of attachment theory. Firstly, we highlight specificities of adolescence and its relationship to the onset of depression. Then, we discuss the concepts of reflective function and mentalization capacity, aiming think the depression in adolescence as an issue of bonds. We conclude that there is a significant correlation between the establishment of a pattern of insecure attachment in infancy and the development of depression in adolescence. The use of the concepts of reflective function and mentalization capacity for recognizing the importance of the representational dimension to this problem, providing a new perspective for understanding and therapeutic approach to depression in adolescence.(AU)


Este artículo aborda el tema de la depresión en la adolescencia sobre la base de los aspectos psicoanalíticos de la teoría del apego. En primer lugar, discute detalles de la adolescencia y su relación con el inicio de la depresión. A partir de este análisis, se tienen los conceptos de la función reflexiva y la capacidad de mentalización, para pensar acerca de la depresión en la adolescencia como un problema de los vínculos afectivos. Llegamos a la conclusión de que existe una correlación significativa entre el establecimiento de un patrón de apego inseguro en la infancia y el desarrollo de la depresión en la adolescencia. El uso de los conceptos de la función reflexiva y la capacidad de mentalización para el reconocimiento de la importancia de la dimensión de representación a este problema, ofreciendo una nueva perspectiva para la comprensión y abordaje terapéutico de la depresión en la adolescencia.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Psicanálise , Depressão , Adolescente
19.
Psicol. argum ; 29(67): 457-468, out.-dez. 2011.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-640976

RESUMO

O quadro depressivo tem sido apontado, por diferentes autores, como sendo grave e comum a muitas crianças e adolescentes. Pode se caracterizar como um estado afetivo normal, um conjunto de sintomas ou até mesmo compreender uma síndrome ou doença específica. Com o objetivo de realizar uma revisão não sistemática de literatura sobre o tema da depressão em crianças, foram consultadas as principais bases de dados disponíveis on line, no período compreendido entre 2000 a 2010. Foram selecionados artigos que abordavam tópicos como: “aspectos epidemiológicos e sintomáticos”, “comorbidades”, “avaliação, diagnóstico e intervenções”, “aspectos psicodinâmicos” e, ainda, “depressão e acolhimento institucional”. Foi possível constatar que diferentes autores concordam acerca da gravidade da depressão na infância e apontam a importância de se desenvolverem estudos que contribuam com intervenções adequadas a essa população. Também foi identificada a concentração de diferentes produções científicas que buscam identificar a sintomatologia da depressão na infância e sua prevalência, mas ainda são raros os estudos que se voltam às intervenções, sobretudo, àquelas psicanaliticamente orientadas. De igual forma, são raros os estudos que buscam investigar a eficácia dos tratamentos para a depressão em crianças e adolescentes.


The depression has been suggested by different authors as being serious and common to many children and adolescents. Can be characterized as a normal affective state, a set of symptoms or even understand a specific disease or syndrome. Aiming to achieve a non-systematic review of literature on the topic of depression in children have been consulted major databases available online, in the period 2000-2010. We selected articles that addressed topics such as “symptomatic and epidemiological aspects”, “comorbidities”, “evaluation, diagnosis and interventions” “psychodynamic”, and “depression and residential care”. It was noted that different authors agree about the severity of depression in childhood and highlight the importance of developing studies that contribute to appropriate interventions for this population. They also identified the concentration of various scientific studies that seek to identify the symptoms of depression in childhood and its prevalence, but there are few studies that focus on the interventions, especially those psychoanalytically oriented. Similary, there are few studies that attempt to investigate the efficacy of treatments for depression in children and adolescents.


Assuntos
Criança , Adolescente , Criança , Depressão , Docentes , Psicoterapia
20.
Psicol. argum ; 29(67): 457-468, out.-dez. 2011.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-51438

RESUMO

O quadro depressivo tem sido apontado, por diferentes autores, como sendo grave e comum a muitas crianças e adolescentes. Pode se caracterizar como um estado afetivo normal, um conjunto de sintomas ou até mesmo compreender uma síndrome ou doença específica. Com o objetivo de realizar uma revisão não sistemática de literatura sobre o tema da depressão em crianças, foram consultadas as principais bases de dados disponíveis on line, no período compreendido entre 2000 a 2010. Foram selecionados artigos que abordavam tópicos como: “aspectos epidemiológicos e sintomáticos”, “comorbidades”, “avaliação, diagnóstico e intervenções”, “aspectos psicodinâmicos” e, ainda, “depressão e acolhimento institucional”. Foi possível constatar que diferentes autores concordam acerca da gravidade da depressão na infância e apontam a importância de se desenvolverem estudos que contribuam com intervenções adequadas a essa população. Também foi identificada a concentração de diferentes produções científicas que buscam identificar a sintomatologia da depressão na infância e sua prevalência, mas ainda são raros os estudos que se voltam às intervenções, sobretudo, àquelas psicanaliticamente orientadas. De igual forma, são raros os estudos que buscam investigar a eficácia dos tratamentos para a depressão em crianças e adolescentes.(AU)


The depression has been suggested by different authors as being serious and common to many children and adolescents. Can be characterized as a normal affective state, a set of symptoms or even understand a specific disease or syndrome. Aiming to achieve a non-systematic review of literature on the topic of depression in children have been consulted major databases available online, in the period 2000-2010. We selected articles that addressed topics such as “symptomatic and epidemiological aspects”, “comorbidities”, “evaluation, diagnosis and interventions” “psychodynamic”, and “depression and residential care”. It was noted that different authors agree about the severity of depression in childhood and highlight the importance of developing studies that contribute to appropriate interventions for this population. They also identified the concentration of various scientific studies that seek to identify the symptoms of depression in childhood and its prevalence, but there are few studies that focus on the interventions, especially those psychoanalytically oriented. Similary, there are few studies that attempt to investigate the efficacy of treatments for depression in children and adolescents.(AU)


Assuntos
Criança , Adolescente , Criança , Depressão , Docentes , Psicoterapia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA