Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 19 de 19
Filtrar
1.
Arq Bras Cardiol ; 111(3): 436-539, 2018 09.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-30379264
2.
Rev Bras Ter Intensiva ; 26(3): 253-62, 2014.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-25295819

RESUMO

OBJECTIVE: To analyze the cost-utility of using extracorporeal oxygenation for patients with severe acute respiratory distress syndrome in Brazil. METHODS: A decision tree was constructed using databases from previously published studies. Costs were taken from the average price paid by the Brazilian Unified Health System (Sistema Único de Saúde; SUS) over three months in 2011. Using the data of 10,000,000 simulated patients with predetermined outcomes and costs, an analysis was performed of the ratio between cost increase and years of life gained, adjusted for quality (cost-utility), with survival rates of 40 and 60% for patients using extracorporeal membrane oxygenation. RESULTS: The decision tree resulted in 16 outcomes with different life support techniques. With survival rates of 40 and 60%, respectively, the increased costs were R$=-301.00/-14.00, with a cost of R$=-30,913.00/-1,752.00 paid per six-month quality-adjusted life-year gained and R$=-2,386.00/-90.00 per quality-adjusted life-year gained until the end of life, when all patients with severe ARDS were analyzed. Analyzing only patients with severe hypoxemia (i.e., a ratio of partial oxygen pressure in the blood to the fraction of inspired oxygen <100 mmHg), the increased cost was R$=-5,714.00/272.00, with a cost per six-month quality-adjusted life-year gained of R$=-9,521.00/293.00 and a cost of R$=-280.00/7.00 per quality-adjusted life-year gained. CONCLUSION: The cost-utility ratio associated with the use of extracorporeal membrane oxygenation in Brazil is potentially acceptable according to this hypothetical study.


Assuntos
Oxigenação por Membrana Extracorpórea/métodos , Oxigênio/sangue , Anos de Vida Ajustados por Qualidade de Vida , Síndrome do Desconforto Respiratório do Adulto/terapia , Adulto , Brasil , Bases de Dados Factuais , Árvores de Decisões , Oxigenação por Membrana Extracorpórea/economia , Humanos , Pressão Parcial , Síndrome do Desconforto Respiratório do Adulto/economia , Síndrome do Desconforto Respiratório do Adulto/fisiopatologia , Índice de Gravidade de Doença , Taxa de Sobrevida
3.
Rev. bras. ter. intensiva ; 26(3): 253-262, Jul-Sep/2014. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-723285

RESUMO

Objetivo: Analisar o custo-utilidade do uso da oxigenação extracorpórea para pacientes com síndrome da angústia respiratória aguda grave no Brasil. Métodos: Com bancos de dados de estudos previamente publicados, foi construída uma árvore encadeada de decisões. Os custos foram extraídos da média de 3 meses do preço pago pelo Sistema Único de Saúde em 2011. Com 10 milhões de pacientes simulados com desfechos e custos predeterminados, uma análise da relação de incremento de custo e de anos de vida ganhos ajustados pela qualidade (custo-utilidade) foi realizada com sobrevida de 40 e 60% dos pacientes que usaram oxigenação extracorpórea. Resultados: A árvore de decisões resultou em 16 desfechos com técnicas diferentes de suporte à vida. Com a sobrevida de 40/60%, respectivamente, o incremento de custos foi de R$ -301,00/-14,00, com o preço pago de R$ -30.913,00/-1.752,00 por ano de vida ganho ajustado pela qualidade para 6 meses e de R$ -2.386,00/-90,00 por ano de vida ganho ajustado pela qualidade até o fim de vida, quando se analisaram todos os pacientes com síndrome da angústia respiratória aguda grave. Analisando somente os pacientes com hipoxemia grave (relação da pressão parcial de oxigênio no sangue sobre a fração inspirada de oxigênio <100mmHg), o incremento de custos foi de R$ -5.714,00/272,00, com preço por ano de vida ganho ajustado pela qualidade em 6 meses de R$ -9.521,00/293,00, e com o custo de R$ -280,00/7,00 por ano de vida ganho ajustado pela qualidade. Conclusão: A relação de custo-utilidade do uso da oxigenação extracorpórea no Brasil foi potencialmente aceitável neste estudo hipotético. .


Objective: To analyze the cost-utility of using extracorporeal oxygenation for patients with severe acute respiratory distress syndrome in Brazil. Methods: A decision tree was constructed using databases from previously published studies. Costs were taken from the average price paid by the Brazilian Unified Health System (Sistema Único de Saúde; SUS) over three months in 2011. Using the data of 10,000,000 simulated patients with predetermined outcomes and costs, an analysis was performed of the ratio between cost increase and years of life gained, adjusted for quality (cost-utility), with survival rates of 40 and 60% for patients using extracorporeal membrane oxygenation. Results: The decision tree resulted in 16 outcomes with different life support techniques. With survival rates of 40 and 60%, respectively, the increased costs were R$=-301.00/-14.00, with a cost of R$=-30,913.00/-1,752.00 paid per six-month quality-adjusted life-year gained and R$=-2,386.00/-90.00 per quality-adjusted life-year gained until the end of life, when all patients with severe ARDS were analyzed. Analyzing only patients with severe hypoxemia (i.e., a ratio of partial oxygen pressure in the blood to the fraction of inspired oxygen <100mmHg), the increased cost was R$=-5,714.00/272.00, with a cost per six-month quality-adjusted life-year gained of R$=-9,521.00/293.00 and a cost of R$=-280.00/7.00 per quality-adjusted life-year gained. Conclusion: The cost-utility ratio associated with the use of extracorporeal membrane oxygenation in Brazil is potentially acceptable according to this hypothetical study. .


Assuntos
Adulto , Humanos , Oxigenação por Membrana Extracorpórea/métodos , Oxigênio/sangue , Anos de Vida Ajustados por Qualidade de Vida , Síndrome do Desconforto Respiratório do Adulto/terapia , Brasil , Bases de Dados Factuais , Árvores de Decisões , Oxigenação por Membrana Extracorpórea/economia , Pressão Parcial , Síndrome do Desconforto Respiratório do Adulto/economia , Síndrome do Desconforto Respiratório do Adulto/fisiopatologia , Índice de Gravidade de Doença , Taxa de Sobrevida
4.
Rev. bras. cir. cardiovasc ; 27(3): 362-369, jul.-set. 2012. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-660806

RESUMO

OBJETIVO: Avaliar a função pulmonar e força da musculatura respiratória no período pós-operatório e verificar o efeito do treinamento muscular inspiratório sobre as medidas de desempenho da musculatura respiratória em pacientes submetidos à revascularização do miocárdio. MÉTODOS: Estudo randomizado, incluindo 47 pacientes submetidos à revascularização do miocárdio com circulação extracorpórea. Os pacientes foram divididos em grupo controle (GC), 24 pacientes, e grupo estudo (GE) 23 pacientes, com idade média de 66,33 ± 10,20 anos e 61,83 ± 8,61 anos, respectivamente. O GE foi submetido à fisioterapia convencional e ao treinamento muscular inspiratório com threshold® IMT e o GC à fisioterapia convencional. Foram comparadas as pressões respiratórias máximas (Pimáx e Pemáx), volume corrente (VC), capacidade vital (CV) e pico de fluxo expiratório (Peak Flow) no pré-operatório (Pré-OP), 1º e 3º dias de pós-operatório (PO1) e (PO3). RESULTADOS: Observou-se redução significativa em todas as variáveis mensuradas no PO1, quando comparadas ao pré-operatório, nos dois grupos estudados, Pimáx (P<0,0001), Pemáx (P<0,0001), VC: GE (P<0,0004) e GC: (P< 0,0001) e CV GE: (P<0,0001) e GC: (P<0,0001) e peak flow (P<0,0001). No PO3, o GE apresentou em comparação ao GC, maior valor de CV, GE 1230,4 ± 477,86 ml vs. GC 919,17 ± 394,47 ml (P= 0,0222) e VC GE 608,09 ± 178,24 ml vs. GC 506,96 ± 168,31 ml (P=0,0490). CONCLUSÃO: Pacientes submetidos à cirurgia cardíaca sofrem redução da CV e da força muscular respiratória após a cirurgia. O treinamento muscular realizado foi eficaz em recuperar o VC e a CV no PO3, no grupo treinado.


OBJECTIVE: To evaluate lung function and respiratory muscle strength in the postoperative period and investigate the effect of inspiratory muscle training on measures of respiratory muscle performance in patients undergoing coronary artery bypass grafting. METHODS: A randomized study with 47 patients undergoing coronary artery bypass grafting with cardiopulmonary bypass. They were divided into study group (SG) 23 patients and control group (CG) 24 patients, mean age 61.83 ± 8.61 and 66.33 ± 10.20 years, EuroSCORE SG 0.71 ± 0.0018 and CG 0.76 ± 0.0029, respectively. The study group underwent physical therapy and inspiratory muscle training with threshold IMT® and CG underwent conventional physiotherapy. We compared the maximal respiratory pressures (MIP and MEP), tidal volume (TV), vital capacity (VC) and peak expiratory flow (peak flow) preoperatively (Pre-OP), 1st (PO1) and 3rd (PO3) postoperative day. RESULTS: There was a significant reduction in all variables measured on PO1 compared to preoperative values in both groups, MIP (P <0.0001), MEP (P <0.0001), TV SG (P <0.0004) and CG (P <0.0001) and VC SG (P <0.0001) and CG (P <0.0001) and peak flow (P <0.0001). At PO3, SG presented higher value of VC, GE 1230.4 ± 477.86 ml vs. GC 919.17 ± 394.47 ml (P=0.0222) and TV SG 608.09 ± 178.24 ml vs. CG 506.96 ± 168.31 ml (P= 0.0490). CONCLUSION: Patients undergoing cardiac surgery experience reduced ventilatory capacity and respiratory muscle strength after surgery. Muscle training was performed to retrieve TV and VC in the PO3, in the trained group.


Assuntos
Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Exercícios Respiratórios , Ponte de Artéria Coronária/reabilitação , Músculos Respiratórios/fisiologia , Capacidade Vital/fisiologia , Análise de Variância , Tempo de Internação , Força Muscular , Período Pós-Operatório , Pico do Fluxo Expiratório/fisiologia , Estatísticas não Paramétricas , Fatores de Tempo , Resultado do Tratamento , Volume de Ventilação Pulmonar/fisiologia
5.
Rev Bras Cir Cardiovasc ; 27(3): 362-9, 2012.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-23288176

RESUMO

OBJECTIVE: To evaluate lung function and respiratory muscle strength in the postoperative period and investigate the effect of inspiratory muscle training on measures of respiratory muscle performance in patients undergoing coronary artery bypass grafting. METHODS: A randomized study with 47 patients undergoing coronary artery bypass grafting with cardiopulmonary bypass. They were divided into study group (SG) 23 patients and control group (CG) 24 patients, mean age 61.83 ± 8.61 and 66.33 ± 10.20 years, EuroSCORE SG 0.71 ± 0.0018 and CG 0.76 ± 0.0029, respectively. The study group underwent physical therapy and inspiratory muscle training with threshold IMT® and CG underwent conventional physiotherapy. We compared the maximal respiratory pressures (MIP and MEP), tidal volume (TV), vital capacity (VC) and peak expiratory flow (peak flow) preoperatively (Pre-OP), 1st (PO1) and 3rd (PO3) postoperative day. RESULTS: There was a significant reduction in all variables measured on PO1 compared to preoperative values in both groups, MIP (P <0.0001), MEP (P <0.0001), TV SG (P <0.0004) and CG (P <0.0001) and VC SG (P <0.0001) and CG (P <0.0001) and peak flow (P <0.0001). At PO3, SG presented higher value of VC, GE 1230.4 ± 477.86 ml vs. GC 919.17 ± 394.47 ml (P=0.0222) and TV SG 608.09 ± 178.24 ml vs. CG 506.96 ± 168.31 ml (P= 0.0490). CONCLUSION: Patients undergoing cardiac surgery experience reduced ventilatory capacity and respiratory muscle strength after surgery. Muscle training was performed to retrieve TV and VC in the PO3, in the trained group.


Assuntos
Exercícios Respiratórios , Ponte de Artéria Coronária/reabilitação , Músculos Respiratórios/fisiologia , Capacidade Vital/fisiologia , Idoso , Análise de Variância , Feminino , Humanos , Tempo de Internação , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Força Muscular , Pico do Fluxo Expiratório/fisiologia , Período Pós-Operatório , Estatísticas não Paramétricas , Volume de Ventilação Pulmonar/fisiologia , Fatores de Tempo , Resultado do Tratamento
6.
Rev Bras Cir Cardiovasc ; 26(3): 447-54, 2011.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-22086583

RESUMO

When atrial fibrillation (AF) is present in pre-operative open heart surgeries, including coronary artery bypass grafting and valve operations, it represents an independent risk factor for cardiac events and reduced survival. Due to the complexity of the subject, especially when evaluating success rates (reversion and maintenance of normal sinus rhythm), a consensus statement was recently proposed by the International Society of Minimally Invasive Cardiothoracic Surgery (ISMICS), in order to determine whether the intraoperative ablation of AF promotes favorable clinical outcomes in patients undergoing other cardiac operations in comparison with individual operations without ablation. The aim of this paper is to present published data which has contributed to consensus statement and can be useful as update source. The integrative review was the methodology that provides synthesis of knowledge and applicability of results of significant studies about presented topic.


Assuntos
Técnicas de Ablação/efeitos adversos , Fibrilação Atrial/cirurgia , Técnicas de Ablação/métodos , Conferências de Consenso como Assunto , Humanos
7.
Rev. bras. cir. cardiovasc ; 26(3): 447-454, jul.-set. 2011.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-624528

RESUMO

A fibrilação atrial (FA) no pré-operatório de operações cardíacas abertas, incluindo revascularização cirúrgica do miocárdio (RCM) e operações valvares, representa fator de risco independente para eventos cardíacos maiores e redução de sobrevida. Devido à complexidade do assunto, principalmente na avaliação das taxas de sucesso, foi proposta recentemente uma declaração de consenso pela International Society of Minimally Invasive Cardiothoracic Surgery (ISMICS), com o intuito de determinar se a ablação operatória da FA promove resultados clínicos favoráveis em pacientes submetidos a outras operações cardíacas na comparação com operações isoladas sem ablação. O objetivo deste trabalho é apresentar dados da literatura que possam contribuir para o consenso sobre o tratamento operatório da FA e ser utilizado como fonte de atualização. A metodologia envolveu revisão integrativa da literatura, com análise e síntese dos dados obtidos de forma descritiva, apresentando o conhecimento atual sobre o tema apresentado.


When atrial fibrillation (AF) is present in pre-operative open heart surgeries, including coronary artery bypass grafting and valve operations, it represents an independent risk factor for cardiac events and reduced survival. Due to the complexity of the subject, especially when evaluating success rates (reversion and maintenance of normal sinus rhythm), a consensus statement was recently proposed by the International Society of Minimally Invasive Cardiothoracic Surgery (ISMICS), in order to determine whether the intraoperative ablation of AF promotes favorable clinical outcomes in patients undergoing other cardiac operations in comparison with individual operations without ablation. The aim of this paper is to present published data which has contributed to consensus statement and can be useful as update source. The integrative review was the methodology that provides synthesis of knowledge and applicability of results of significant studies about presented topic.


Assuntos
Humanos , Técnicas de Ablação/efeitos adversos , Fibrilação Atrial/cirurgia , Técnicas de Ablação/métodos , Conferências de Consenso como Assunto
8.
Arq Bras Cardiol ; 95(2): e38-9, 2010 Aug.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-20857048

RESUMO

This study reports a rare case of late diagnosis of atrial septal defect (ASD) with pulmonary hypertension (PH) through two-dimensional echocardiography (ECHO) in a professional soccer player who resumed high-performance sports activity after surgery.


Assuntos
Comunicação Interatrial/diagnóstico por imagem , Hipertensão Pulmonar/diagnóstico por imagem , Futebol , Diagnóstico Tardio , Ecocardiografia Doppler/métodos , Comunicação Interatrial/cirurgia , Humanos , Masculino , Sístole , Adulto Jovem
9.
Arq. bras. cardiol ; 95(2): 38-39, ago. 2010.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-557840

RESUMO

Relatamos um caso raro de diagnóstico tardio de comunicação interatrial (CIA) com hipertensão pulmonar (HP), através da ecocardiografia Doppler bidimensional (ECO), em atleta profissional de futebol que após correção cirúrgica retornou ao esporte competitivo de alto rendimento.


This study reports a rare case of late diagnosis of atrial septal defect (ASD) with pulmonary hypertension (PH) through two-dimensional echocardiography (ECHO) in a professional soccer player who resumed high-performance sports activity after surgery.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto Jovem , Comunicação Interatrial , Hipertensão Pulmonar , Futebol , Diagnóstico Tardio , Ecocardiografia Doppler/métodos , Comunicação Interatrial/cirurgia , Sístole
10.
Arq. bras. cardiol ; 93(6): 610-616, dez. 2009. graf, tab
Artigo em Inglês, Espanhol, Português | LILACS | ID: lil-542742

RESUMO

Fundamento: Embora se reconheça que a cirurgia de reconstrução ventricular (CRV) promova remodelamento reverso, são necessários novos estudos para definir a influência da área de fibrose do ventrículo esquerdo (VE). Objetivo: Avaliar se a extensão da área de fibrose do VE é importante na recuperação funcional ventricular após CRV e correlacionar com fatores clínicos. Método: Análise prospectiva de 82 pacientes com disfunção ventricular submetidos à CRV. Analisou-se a importância das características clínicas e foram avaliadas as quantidades de fibrose, mensuradas por ressonância magnética em pequena, média e grande. Resultados: Todos os pacientes foram acompanhados por 36 meses, com mortalidade de 6 por cento. A quantidade de fibrose média foi de 25,8 por cento ± 13,6 por cento. Houve melhora da fração de ejeção do VE (FEVE), de 36,9 por cento ± 6,8 por cento para 48,2 por cento ± 8,2 por cento (p < 0,001). Houve relação inversa entre a quantidade de fibrose o incremento da FEVE (r = -0,83, p < 0,0001). Houve diminuição do volume sistólico final do VE de 43,3 ± 8,2ml/m² (p < 0,001). Houve melhora dos sintomas de insuficiência cardíaca, exceto nos pacientes com grande área de fibrose (p = 0,45). Os preditores independentes para eventos foram: área fibrótica (p = 0,01), idade (p = 0,01), volume sistólico final do VE (p = 0,03) e fração de ejeção (p = 0,02). O seguimento livre de evento foi diferente em relação à área de fibrose (p < 0,01). Conclusão: Em pacientes com disfunção ventricular, a extensão da área fibrótica foi um preditor independente da recuperação funcional do VE após CRV. A combinação de RMC e parâmetros clínicos podem auxiliar na indicação para CRV.


Background: Although it is acknowledged that the ventricular reconstruction surgery (VRS) can promote reverse remodeling, new studies are necessary to define the influence of the left ventricular (LV) area of fibrosis. Objective: To evaluate whether the extension of the area of fibrosis of the LV is important in the LV functional recovery after the surgery and correlate it with clinical factors. Methods: Prospective analysis of 82 patients with ventricular dysfunction submitted to VRS. We analyzed the importance of the clinical characteristics and the amount of fibrosis was assessed, measured by cardiac magnetic resonance (CMR) as small, medium and large. Results: All patients were followed for 36 months, with a mortality of 6 percent. The amount of medium fibrosis was 25.8 percent ± 13.6 percent. There was improvement in the left ventricular ejection fraction (LVEF), from 36.9 percent ± 6.8 percent to 48.2 percent ± 8.2 percent (p < 0.001). There was an inverse association between the amount of fibrosis and the increase in LVEF (r = -0.83, p < 0.0001). There was a decrease in the LV end-systolic volume of 43.3 ± 8.2ml/m² (p < 0.001). There was an improvement in heart failure symptoms, except in patients with large areas of fibrosis (p = 0.45). The independent predictors for events were: fibrotic area (p = 0.01), age (p = 0.01), LV end-systolic volume (p = 0.03) and LVEF (p = 0.02). The event-free follow-up was different in relation to the area of fibrosis (p < 0.01). Conclusion: In patients with ventricular dysfunction, the extension of the area of fibrosis was an independent predictor of the LV functional recovery after the VRS. The combination of cardiac MRI and clinical parameters can help in the indication for VRS.


Fundamento: Si bien se reconoce que la cirugía de reconstrucción ventricular (CRV) promueve remodelación reversa, son necesarios nuevos estudios para definir la influencia del área de fibrosis del ventrículo izquierdo (VE). Objetivo: Evaluar si la extensión del área de fibrosis del VI es importante en la recuperación funcional ventricular tras la CRV y correlacionarlo con factores clínicos. Método: Análisis prospectivo de 82 pacientes con disfunción ventricular sometidos a CRV. Se analizó la importancia de las características clínicas y se evaluaron las áreas de fibrosis, medidas por resonancia magnética y ponderadas como pequeña, mediana y grande. Resultados: Se realizó un seguimiento de 36 meses a todos los pacientes, con mortalidad del 6 por ciento. La cantidad de fibrosis promedio fue del 25,8 por ciento ± 13,6 por ciento. Existió una mejora de la fracción de eyección del VI (FEVI), del 36,9 por ciento ± 6,8 por ciento al 48,2 por ciento ± 8,2 por ciento (p < 0,001). Existió relación inversa entre la cantidad de fibrosis y el incremento de la FEVI (r = -0,83, p < 0,0001). Hubo una disminución del volumen de fin de sístole del VI de 43,3 ± 8,2ml/m² (p < 0,001). Se produjo una mejoría en los síntomas de insuficiencia cardiaca, excepto en los pacientes con gran área de fibrosis (p = 0,45). Los predictores independientes para eventos fueron: área de fibrosis (p = 0,01), edad (p = 0,01), volumen de fin de sístole del VI (p = 0,03) y fracción de eyección (p = 0,02). El seguimiento libre de eventos fue diferente en relación con el área de fibrosis (p < 0,01). Conclusión: En pacientes con disfunción ventricular, la extensión del área de fibrosis fue un predictor independiente de la recuperación funcional del VI luego de la CRV. La combinación de RMC y parámetros clínicos puede auxiliar en la indicación de CRV.


Assuntos
Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Fibrose Endomiocárdica/patologia , Recuperação de Função Fisiológica/fisiologia , Volume Sistólico/fisiologia , Disfunção Ventricular Esquerda/cirurgia , Remodelação Ventricular/fisiologia , Métodos Epidemiológicos , Imagem por Ressonância Magnética , Resultado do Tratamento , Disfunção Ventricular Esquerda/patologia , Disfunção Ventricular Esquerda/fisiopatologia
11.
RELAMPA, Rev. Lat.-Am. Marcapasso Arritm ; 22(1): 19-22, jan.-mar. 2009. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-516432

RESUMO

A terapia de ressincronização cardíaca (TRC) ainda é pouco utilizada no tratamento da miocardiopatia dilatada chagásica. As referências na literatura são escassas e as evidências disponíveis ainda são insuficientes. Neste estudo, são analisadas as indicações clássicas para a TRC, comuns em muitos pacientes portadores da Doença de Chagas, como o bloqueio de ramo direito associado a bloqueio divisional ântero-superior do ramo esquerdo...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Cardiomiopatia Chagásica/sangue , Hospitalização/economia , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/sangue , Ecocardiografia Doppler , Eletrocardiografia , Seguimentos
12.
Arq Bras Cardiol ; 93(6): 564-70, 611-6, 2009 Dec.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-20379634

RESUMO

BACKGROUND: Although it is acknowledged that the ventricular reconstruction surgery (VRS) can promote reverse remodeling, new studies are necessary to define the influence of the left ventricular (LV) area of fibrosis. OBJECTIVE: To evaluate whether the extension of the area of fibrosis of the LV is important in the LV functional recovery after the surgery and correlate it with clinical factors. METHODS: Prospective analysis of 82 patients with ventricular dysfunction submitted to VRS. We analyzed the importance of the clinical characteristics and the amount of fibrosis was assessed, measured by cardiac magnetic resonance (CMR) as small, medium and large. RESULTS: All patients were followed for 36 months, with a mortality of 6%. The amount of medium fibrosis was 25.8% +/- 13.6%. There was improvement in the left ventricular ejection fraction (LVEF), from 36.9% +/- 6.8% to 48.2% +/- 8.2% (p < 0.001). There was an inverse association between the amount of fibrosis and the increase in LVEF (r = -0.83, p < 0.0001). There was a decrease in the LV end-systolic volume of 43.3 +/- 8.2 ml/m(2) (p < 0.001). There was an improvement in heart failure symptoms, except in patients with large areas of fibrosis (p = 0.45). The independent predictors for events were: fibrotic area (p = 0.01), age (p = 0.01), LV end-systolic volume (p = 0.03) and LVEF (p = 0.02). The event-free follow-up was different in relation to the area of fibrosis (p < 0.01). CONCLUSION: In patients with ventricular dysfunction, the extension of the area of fibrosis was an independent predictor of the LV functional recovery after the VRS. The combination of cardiac MRI and clinical parameters can help in the indication for VRS.


Assuntos
Fibrose Endomiocárdica/patologia , Recuperação de Função Fisiológica/fisiologia , Volume Sistólico/fisiologia , Disfunção Ventricular Esquerda/cirurgia , Remodelação Ventricular/fisiologia , Idoso , Métodos Epidemiológicos , Feminino , Humanos , Imagem por Ressonância Magnética , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Resultado do Tratamento , Disfunção Ventricular Esquerda/patologia , Disfunção Ventricular Esquerda/fisiopatologia
14.
Rev. bras. cir. cardiovasc ; 22(4): 393-399, out.-dez. 2007. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-483094

RESUMO

OBJETIVO: Determinar a proporção existente entre os segmentos do anel da valva tricúspide (VT) normal e aplicála na realização da anuloplastia tricúspidea "in vitro" e "in vivo". MÉTODOS: Imagens digitais do anel tricuspídeo de 30 corações de cadáveres humanos, sem formolização e sem insuficiência tricúspide (IT), foram analisadas e a proporção entre os segmentos ântero-posterior e septal foi determinada. Esta proporção foi utilizada na anuloplastia da VT com anel maleável de pericárdio bovino (PB), em 15 corações de cadáveres com IT e dilatação do anel valvar. A mesma proporção e técnica foi utilizada na realização de anuloplastia tricuspídea, em 11 pacientes com IT funcional, entre os quais, sete possuíam IT importante e quatro, moderada; cinco apresentavam insuficiência cardíaca (IC) classe IV (NYHA) e seis, classe III. RESULTADOS: Nas valvas continentes de cadáveres, a razão média entre o segmento ântero-posterior e septal foi 2,43±0,212. O tamanho médio dos anéis maleáveis PB utilizados "in vitro" foi 71,5±5,2mm e mediana 70mm. Todas as valvas ficaram continentes após a anuloplastia tricuspídea "in vitro". O tamanho médio do anel maleável PB utilizado "in vivo" foi 73,4±6,5mm e mediana 72mm. Ocorreu um (9,1 por cento) óbito. Na avaliação com 6 meses de pós-operatório, sete pacientes não possuíam IT e três possuíam IT leve; seis pacientes apresentavam IC classe I, três, classe II e um, classe III. CONCLUSÃO: O uso da proporção de 2,43:1 entre os segmentos ântero-posterior e septal, como um parâmetro na anuloplastia da VT, utilizando anel maleável de pericárdio bovino, demonstrou resultados iniciais favoráveis.


OBJECTIVE: To determine the proportion between the segments of the normal human tricuspid valve (TV) annulus and its use as a parameter for ring annuloplasty "in vitro" and "in vivo". METHODS: Digital images of the tricuspid ring of 30 human cadaveric hearts, without fixation and without tricuspid regurgitation (TR), were analyzed and the proportion between the antero-posterior and septal segments was determined. This proportion was used for TV annuloplasty with bovine pericardium (BP) flexible rings on 15 hearts from adult cadavers with TR and ring dilatation. The same proportion and technique were used for TV repair on 11 patients with functional TR. Preoperatively, seven patients had severe and four moderate TR; five patients were class IV and six class III (NYHA). RESULTS:The mean ratio between the antero-posterior and septal segments was 2.43±0.212 in the 30 hearts without TR. The mean size of the BP flexible ring used for "in vitro" surgical procedure was 71.5±5.2 mm, median 70 mm, and there was no TR after that in all 15 hearts. The mean size of the orthesis used on the patients was 73.4±6.5 mm, median 72 mm. There was 1 hospital death. Six months after surgery, 7 patients had no TR and 3 had mild TR; 6 patients were in NYHA class I, 3 in class II and 1 in class III. CONCLUSION: The use of the ratio 2.43:1 between the anterior-posterior and septal segments as a parameter in tricuspid valve annuloplasty with a bovine pericardium flexible ring leads to satisfactory results.


Assuntos
Animais , Bovinos , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Implante de Prótese de Valva Cardíaca/métodos , Insuficiência da Valva Tricúspide/cirurgia , Valva Tricúspide/patologia , Valva Tricúspide/cirurgia , Cadáver , Seguimentos , Próteses Valvulares Cardíacas , Implante de Prótese de Valva Cardíaca/instrumentação , Modelos Estatísticos , Índice de Gravidade de Doença , Resultado do Tratamento , Insuficiência da Valva Tricúspide
15.
Rev Bras Cir Cardiovasc ; 22(4): 393-9, 2007.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-18488105

RESUMO

OBJECTIVE: To determine the proportion between the segments of the normal human tricuspid valve (TV) annulus and its use as a parameter for ring annuloplasty "in vitro" and "in vivo". METHODS: Digital images of the tricuspid ring of 30 human cadaveric hearts, without fixation and without tricuspid regurgitation (TR), were analyzed and the proportion between the antero-posterior and septal segments was determined. This proportion was used for TV annuloplasty with bovine pericardium (BP) flexible rings on 15 hearts from adult cadavers with TR and ring dilatation. The same proportion and technique were used for TV repair on 11 patients with functional TR. Preoperatively, seven patients had severe and four moderate TR; five patients were class IV and six class III (NYHA). RESULTS: The mean ratio between the antero-posterior and septal segments was 2.43+/-0.212 in the 30 hearts without TR. The mean size of the BP flexible ring used for "in vitro" surgical procedure was 71.5+/-5.2 mm, median 70 mm, and there was no TR after that in all 15 hearts. The mean size of the orthesis used on the patients was 73.4+/-6.5 mm, median 72 mm. There was 1 hospital death. Six months after surgery, 7 patients had no TR and 3 had mild TR; 6 patients were in NYHA class I, 3 in class II and 1 in class III. CONCLUSION: The use of the ratio 2.43:1 between the anterior-posterior and septal segments as a parameter in tricuspid valve annuloplasty with a bovine pericardium flexible ring leads to satisfactory results.


Assuntos
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/métodos , Insuficiência da Valva Tricúspide/cirurgia , Valva Tricúspide/patologia , Valva Tricúspide/cirurgia , Animais , Cadáver , Bovinos , Feminino , Seguimentos , Próteses Valvulares Cardíacas , Implante de Prótese de Valva Cardíaca/instrumentação , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Modelos Estatísticos , Índice de Gravidade de Doença , Resultado do Tratamento , Insuficiência da Valva Tricúspide/diagnóstico por imagem , Ultrassonografia
16.
Rev. bras. cir. cardiovasc ; 21(3): 262-271, jul.-set. 2006. ilus, graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-447737

RESUMO

OBJETIVO: Determinar a proporção existente entre os segmentos do anel da valva tricúspide normal em humanos. MÉTODO: Foram estudados 30 corações de cadáveres humanos não formolizados, com menos de 6h de período post-mortem, sem lesões congênitas ou adquiridas e com valvas tricúspides continentes. A continência valvar foi confirmada por injeção de água sob pressão no interior do ventrículo direito estando a valva pulmonar fechada. Fotos digitais da valva tricúspide com o anel valvar íntegro, e após secção e retificação, foram avaliadas por programa de computador. Compararam-se as medidas médias e as razões entre elas nas condições de anel íntegro e retificado. RESULTADOS: Com o anel valvar íntegro, os valores médios do perímetro, segmento septal e ântero-posterior foram 105mm (±12,7), 30,6mm (±3,7) e 74mm (±9,4), respectivamente. Com o anel valvar retificado, os valores médios foram 117,5mm (±13,3), 32mm (±3,7), 46,3mm (±8,3) e 39,1mm (±8,5), respectivamente para perímetro, segmento septal, anterior e posterior. As razões médias entre o segmento ântero-posterior e o septal foram 2,43 (±0,212) e 2,67 (±0,304), respectivamente, em anéis íntegros e retificados. Houve diferenças significantes nas medidas do perímetro (p<0,0001), do segmento septal (p=0,003) e do segmento ântero-posterior (p<0,0001) entre anéis íntegros e retificados. As razões entre segmento ântero-posterior e septal também apresentaram diferença significante (p=0,0005). CONCLUSÃO: A proporção entre o segmento septal e o segmento ântero-posterior, do anel da valva tricúspide normal em humanos, é igual a 1: 2,43. A secção e retificação do anel tricuspídeo altera as medidas de seus segmentos e suas relações.


OBJECTIVE: The purpose of this study was to determine the proportions among the segments of the human tricuspid valve annulus. METHODS: A descriptive autopsy study was made of 30 human hearts without fixation, within six hours of death, without congenital or acquired lesions and without tricuspid regurgitation. Tricuspid valve insufficiency was excluded by the infusion of pressurized water in the right ventricle with the pulmonary valve closed. Digital images of the tricuspid ring in its anatomical position and after flattening were analyzed by specific software. The mean measurements and ratios were compared in the two different situations. RESULTS: The mean measurements of the perimeter, septal and antero-posterior segments of the tricuspid ring in the anatomical position were: 105mm (±12.7), 30.6mm (±3.7) and 74mm (±9.4), respectively. When flattened, the mean measurement of the perimeter was 117.5mm (±13.3) and sizes of the septal, anterior and posterior segments were 32mm (±3.7), 46.3mm (±8.3) and 39.1mm (±8.5), respectively. The mean ratio between the antero-posterior and septal segments was 2.43 (±0.212) in the anatomical position and when flattened it was 2.67 (±0.304). Statistical differences were observed in the measurements of perimeter (p<0.0001), septal segment (p=0.003) and antero-posterior segment (p<0.0001) in both situations. Statistical differences also occurred in the ratios between the antero-posterior and septal segments (p=0.0005). CONCLUSION: The proportion between the septal and antero-posterior segments of the normal human tricuspid valve is 1:2.43. Flattening the tricuspid ring to measure the segments, changes the values and the ratios between them.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Valva Tricúspide/anatomia & histologia , Cadáver , Coração/anatomia & histologia
17.
Rev. bras. cir. cardiovasc ; 20(4): 382-391, set.-dez. 2005. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-423290

RESUMO

OBJETIVO: Avaliar o impacto de novas medidas de prevencão e tratamento para infeccões incisionais em cirurgia de revascularizacão do miocárdio (RM). MÉTODO: Estudo retrospectivo incluindo 468 pacientes submetidos a RM com circulacão extracorpórea, distribuídos em Grupo A (n=224) e Grupo B (n=244), de pacientes operados antes e após a adocão do novo protocolo, respectivamente. Análise comparativa entre os grupos procurou detectar a incidência de infeccões superficiais e profundas na incisão para esternotomia, de recorrências e reinternacões. RESULTADOS: Quanto aos fatores de risco relacionados a hábitos e doencas dos pacientes, aspectos cirúrgicos e hospitalares, ocorreram diferencas entre os grupos quanto a maior utilizacão da artéria mamária (p=0,003) e menor tempo de intubacão orotraqueal (p=0,001) no Grupo B. Infeccões incisionais - no Grupo A foram 44 (19,6 por cento) casos, sendo 33 (14,7 por cento) superficiais e 11 (4,9 por cento) profundas; no Grupo B foram 13 (5,3 por cento) casos com 10 (4,1 por cento) superficiais e três (1,2 por cento) profundas, sendo significativa a diferenca quanto ao número total de infeccões incisionais (p<0,001), superficiais (p<0,001) e profundas (p=0,037). As recorrências foram de 36,3 por cento e 7,7 por cento, respectivamente para os Grupos A e B (p=0,102). Ocorreram 21 reinternacões relacionadas à infeccão incisional no Grupo A e 3, no Grupo B (p<0,001). CONCLUSAO: Para este grupo de pacientes, as mudancas adotadas resultaram em reducão nas infeccões incisionais e também diminuíram as reinternacões relacionadas a este aspecto.


Assuntos
Humanos , Infecção da Ferida Cirúrgica/diagnóstico , Revascularização Miocárdica , Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos/classificação , Protocolos Clínicos/classificação
18.
Rev. bras. cir. cardiovasc ; 20(2): 117-122, abr.-jun. 2005. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-413755

RESUMO

OBJETIVO: Analisar a importância da viabilidade do miocárdio e parâmetros clínicos na melhora da função ventricular, sintomas e prognóstico, como reversão do remodelamento. MÉTODO: Cento e quinze pacientes submetidos a revascularização do miocárdio com análise prévia da viabilidade do miocárdio com thallium-201. Fração de ejeção, volumes sistólicos e diastólicos do ventrículo esquerdo e classe funcional foram determinados, antes da cirurgia e a cada seis meses por 3 anos. RESULTADOS: Pacientes com > 4 segmentos viáveis demonstraram melhora da fração de ejeção de 34±6 para 44±4 por cento (p<0,001), o volume diastólico foi de 113±31 para 91±22 ml/m² (p<0,001) e o volume sistólico foi 78,3±11 para 57±17 ml/m² (p<0,001). No grupo com < 4 segmentos viáveis, foi de 33,4±4 vs. 35,1±5 por cento (p=0,19), o volume diastólico foi de 112±24 para 118±16 ml/m² (p=0,34), volume sistólico de 72±23 para 73±12 ml/m² (p= 0,81). Análise multivariada apontou fatores clínicos relacionados com evolução desfavorável (diabetes mellitus, mais que um infarto e longo intervalo de tempo entre infarto e operação). Melhora da classe funcional (NYHA) no grupo com mais segmentos viáveis e menor quantidade de eventos (log rank test, p = 0,0053). CONCLUSAO: O benefício da revascularização, em pacientes com músculo viável, além da melhora função ventricular, proporciona remodelamento reverso, atenua a dilatação e reduz eventos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Criança , Adolescente , Adulto , Idoso , Insuficiência Cardíaca/diagnóstico , Revascularização Miocárdica/métodos , Ecocardiografia , Cardiopatias , Estudos Prospectivos
19.
Rev. bras. cir. cardiovasc ; 17(1): 13-18, jan.-mar. 2002. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-314578

RESUMO

OBJETIVO: Verificar a eficiência da técnica de plastia endoventricular com patch circular nos casos com grande área acinética causada por infarto agudo do miocárdio prévio no ventrículo esquerdo e com severa depressão da função ventricular. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Este estudo evoluiu resultados hemodinâmicos da plastia endoventricular com patch circular em pacientes com grande área acinética (9 casos) e grande área discinética (11 casos) e ambos apresentando severa depressão ventricular (fração de ejeção < 35por cento). A distinção destes dois grupos foi feita através de ventriculografia dioisotópica.Os grupos foram comparados por ecocardiografia e estudo hemodinâmico através de cateter de Swan-Ganz no pré e pós-operatório. RESULTADOS: Os resultados mostraram uma imediata melhora na classe funcional, melhora estatisticamente significativa (teste T de Student) na fração de ejeção (de 25 ± 0,8por cento para 39 1,6por cento nos acinéticos e de 27 ± 0,7por cento para 41 ± 1,6por cento nos discinéticos), diminuição do capilarpulmonar (20 ± 1,2 mmHg para 12 ± 1,2 mmHg nos acinéticos e de 17 ± 0,5 mmHg para 11 ± 0,9 mmHg nos discinéticos), diminuição dos índices volumes sistólico (de 176 ± 9,2 ml para 77 ± 6,2 ml no acinéticos e de 160 ± 10 ml para 66 ± 2ml nos discinéticos) e diastólico (de 226 ± 11 ml para 115 ± 8 ml no acinéticos e de 209 ± 11 ml para 96 ± 5,0 ml nos discinéticos) final do ventrículo esquerdo. A pressão arterial pulmonar também diminuiu, embora não significativa. A mortalidade global foi de 10por cento, sendo 2 óbitos no grupo acinesia (22,2por cento) e nenhum no outro grupo. CONCLUSÃO: Os resultados imediatos obtidos são comparáveis aos descritos na literatura. Acreditamos que a técnica de reconstrução endoventricular com patch circular seja efetiva e possa ser usada como opção cirúrgica para casos de extensa disfunção cardíaca e grande área acinética


Assuntos
Humanos , Aneurisma Cardíaco , Infarto do Miocárdio/complicações , Ventrículos do Coração , Função Ventricular
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA