Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 9 de 9
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. educ. méd ; 42(3): 78-86, July-Sept. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-958611

RESUMO

RESUMO Introdução Cuidados paliativos são ações que buscam atuar na qualidade de vida de pessoas doentes e de seus familiares, aliviando e prevenindo o sofrimento diante de uma doença terminal. A inserção da temática dos cuidados paliativos no currículo da graduação em Medicina auxiliaria futuros médicos a enfrentar as limitações/implicações a que serão submetidos em sua vida profissional e até mesmo durante a graduação. Objetivo Identificar a importância da temática dos cuidados paliativos para discentes da graduação em Medicina. Metodologia Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e transversal. Foi utilizada uma versão adaptada do instrumento PEAS - Physicians' End-of-Life Care Attitude Scale. Foram usadas 37 questões do tipo Likert, buscando atender às finalidades do estudo. A coleta ocorreu em 2015, em amostra aleatória, não probabilística, composta por 134 estudantes que cursavam os dois últimos anos (internato) da graduação de Medicina de uma universidade federal brasileira. Os dados foram analisados pelo programa SPSS. Resultados Dos 134 participantes, 59,7% eram do sexo feminino, com idades entre 22 e 37 anos. Os resultados apontam que 85,84% dos estudantes necessitam de alguma supervisão ou instrução básica para discutir a respeito de cuidados paliativos e sobre a retirada de tratamento com pacientes e familiares. Com relação ao manejo clínico do paciente terminal, 78,35% se consideram capazes de manejar sozinhos, ou sob supervisão mínima, sintomas como constipação ou vômitos, entretanto apenas 19,05% se consideram capazes de manejar sintomas como delirium ou dispneia terminais. Apesar de 41,8% dos estudantes não se preocuparem com sua própria morte, 88,1% se sentem ansiosos ou desconfortáveis diante da morte do seu paciente. A inclusão, no currículo de Medicina, de habilidades de comunicação em cuidados paliativos e em ética sobre o fim da vida foi considerada importante ou muito importante por 95,5% dos estudantes entrevistados. Conclusão Os dados demonstraram que os discentes identificam as deficiências ocasionadas pela ausência ou limitação do ensino de cuidados paliativos na graduação e têm interesse em ver a temática incluída como disciplina no currículo médico, o que sugere a realização de mais estudos sobre o tema.


ABSTRACT Introduction Palliative care are actions that seek to act on the quality of life of sick people and their families, alleviating and preventing suffering in the face of a terminal illness. The insertion of the palliative care theme in the undergraduate medical curriculum offers possibilities for future physicians to face the limitations / implications that they will undergo in their professional life and even during graduation. Objective To identify the importance of the Palliative Care theme for undergraduate students in Medicine. Methodology This is a quantitative, descriptive and cross-sectional study. An adapted version of the Instrument "PEAS - Physicians' End-of-Life Care Attitude Scale" was used as instrument. 37 Likert-type questions were used to meet the aims of the study. The collection was made in 2015, in a random, non-probabilistic sample, composed of 134 students who were attending the last two years (internship) of Medicine School of a Brazilian Federal University. Data were analyzed in the SPSS program. Results Of the 134 participants, 59.7% were female, aged between 22 and 37 years. The results indicate that 85.84% of students need some supervision or basic instruction to discuss palliative care and withdrawal of treatment with patients and their families. Regarding the clinical management of the terminal patient, 78.35% consider themselves capable of handling alone or under minimal supervision, symptoms such as constipation or vomiting, but only 19.05% consider themselves capable of handling symptoms such as terminal delirium or dyspnea. Although 41.8% of students do not care about their own death, 88.1% feel anxious or uncomfortable about the death of their patient. The inclusion in the medical curriculum of communication skills in Palliative Care and end-of-life ethics was considered important or very important by 95.5% of the students interviewed. Conclusion Data showed that the students identify the deficiencies caused by the absence or limitation of the Palliative Care teaching during graduation and are interested in seeing the theme included as a discipline in the medical curriculum, which suggests further studies on the topic.

2.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 20(1): 167-175, jan.-mar. 2016.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-775728

RESUMO

Objetivo: Analisar os comportamentos relacionados à saúde sexual de pessoas com Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) segundo o modelo de promoção da saúde. Objetivos específicos: Identificar as características individuais e comportamentos da saúde sexual dos participantes, prévios à pesquisa; descrever sentimentos, autoeficácia, barreiras, benefícios e influências em relação aos comportamentos importantes de ser modificados; construir um plano de ação acordado com o indivíduo em relação aos comportamentos. Métodos: Estudo qualitativo realizado em 2014 com 14 pessoas por meio de entrevista semiestruturada em um serviço especializado de Maceió/AL. O Modelo de Pender foi utilizado como referencial teórico-metodológico. Resultados: Quatro categorias apontaram aspectos comportamentais sexuais-afetivos-relacionais - o (não) uso do preservativo nas relações sexuais e a responsabilidade voltada para si e para o outro; a suspensão/restrição da vida sexual e a ausência de relacionamentos afetivos; o gênero, as relações de poder e a saúde sexual de mulheres com HIV; o fortalecimento da vida sexual e do afeto relacional. Conclusão: A soropositividade se mostrou como uma situação em que comportamentos são repensados; contudo os desejos de mudança comportamental aparecem permeados pelo estigma e pela falta de apoio para a tomada de decisões. Este estudo sinaliza o modelo aplicado como mais uma ferramenta útil para enfermeiros e demais profissionais.


Objective: To analyze the behaviors related to sexual health of people living with the Human Immunodeficiency Virus (HIV)according to the health promotion model. Specific aims: to identify the individual characteristics and behaviors of the subjectsprevious to the time of the survey; describe the feelings, self-efficacy, barriers, benefits and personal influences in relationto important behaviors to be modified; build an agreed plan of action together with the individual in relation to their behavior.Methods: This is a qualitative study held in 2014 with 14 participants through semi-structured interview in a specialized healthservice in Maceió-Alagoas. Pender's model was used as theoretical and methodological framework. Results: Four categoriespointed to changes in the sexual-affective-relational life of the subjects: the use or non-use of condoms in sexual relations andthe responsibility related to themselves and to each other; suspension/restriction of sex life and lack of romantic relationships; thegender, the power relationships and the sexual health of women with HIV; the strengthening of sex life and relationship affection.Conclusion: Seropositivity proved to be a situation in which behaviors are rethought; however the behavioral change desiresarise pervaded by the stigma and the lack of support for decision-making. This study showed the model applied as anotheruseful tool for nurses and other professionals.


Objetivo: Analizar las conductas relacionadas con la salud sexual de personas con VIH de acuerdo con el Modelo de Promociónde la Salud. Objetivos específicos: Identificar características y comportamientos anterior de los sujetos; describir sentimientos,autoeficacia, barreras, beneficios y influencias relacionadas con comportamientos importantes para ser modificados; construirun plan de acción acordado con el individuo en estas conductas. Métodos: Estudio cualitativo realizado em 2014 con 14participantes através de entrevista semi-estructurada en una clínica especializada en Maceió/AL. El Modelo de Pender se utilizócomo marco teórico-metodológico. Resultados: Cuatro categorías se señalaron los cambios en la vida sexual-afectiva-relacionalde los sujetos: El uso (no) de preservativos durante las relaciones sexuales y la responsabilidad por sí mismos y a otros; Lasuspensión/restricción de la vida sexual y la falta de relaciones sentimentales; Géneros, relaciones de poder y la salud sexualde las mujeres con VIH; El fortalecimiento de la vida sexual y afecto relacional. Conclusión: La seropositividad parecía mostrarcómo situación en que se reconsideran comportamientos, sin embargo, los deseos de cambio de comportamiento aparecenpermeado por estigma y falta de apoyo para toma de decisiones. Este estudio indica el modelo aplicado como una herramientaútil para enfermeras y otros profesionales.


Assuntos
Humanos , Promoção da Saúde , HIV , Equipe de Assistência ao Paciente , Comportamento Sexual , Saúde Sexual
3.
Rev Esc Enferm USP ; 49(2): 193-200, 2015 Apr.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-25992816

RESUMO

OBJECTIVE: To know the structure and functioning of healthcare services from the perspective of women who have suffered rape. METHOD: A qualitative study conducted with 11 women who experienced rape, monitored in a maternity in the state of Alagoas, Brazil. Data were systematically based on content analysis. RESULTS: It allowed for understanding the path taken by women in search of support from health services, as well as the limitations and capabilities of these services. CONCLUSION : The assistance received in healthcare services leans towards a revictimization process of women who already carry trauma from the rape. It is necessary to reflect about care practices aimed at sexually victimized women.


Assuntos
Aceitação pelo Paciente de Cuidados de Saúde , Satisfação do Paciente , Estupro , Feminino , Humanos , Estupro/psicologia
4.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 49(2): 193-200, Mar-Apr/2015.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-746218

RESUMO

OBJECTIVE To know the structure and functioning of healthcare services from the perspective of women who have suffered rape. METHOD A qualitative study conducted with 11 women who experienced rape, monitored in a maternity in the state of Alagoas, Brazil. Data were systematically based on content analysis. RESULTS It allowed for understanding the path taken by women in search of support from health services, as well as the limitations and capabilities of these services. CONCLUSION The assistance received in healthcare services leans towards a revictimization process of women who already carry trauma from the rape. It is necessary to reflect about care practices aimed at sexually victimized women. .


OBJETIVO Conocer la estructura y el funcionamiento de los servicios de salud a partir del relato de mujeres que sufrieron estupro. MÉTODO Estudio cualitativo realizado con 11 mujeres con historia de estupro, acompañadas en una maternidad del Estado de Alagoas, Brasil. Los datos fueron sistematizados con base en el análisis de contenido. RESULTADOS Permitieron comprender el camino recorrido por la mujer en la búsqueda de apoyo junto a los servicios de salud, así como las limitaciones y potencialidades de esos. CONCLUSIÓN La atención recibida en los servicios de salud favorece un proceso de revictimización de la mujer, quien ya carga los traumas provenientes del estupro. Es necesario hacer una reflexión acerca de las prácticas de cuidado dirigidas a las mujeres victimadas sexualmente. .


OBJETIVO Conhecer a estrutura e o funcionamento dos serviços de saúde a partir da fala de mulheres que vivenciaram o estupro. MÉTODO Estudo qualitativo realizado com 11 mulheres com história de estupro, acompanhadas em uma maternidade no estado de Alagoas, Brasil. Os dados foram sistematizados com base na análise de conteúdo. RESULTADOS Permitiram compreender o caminho percorrido pela mulher na busca de apoio junto aos serviços de saúde, bem como as limitações e potencialidades destes. CONCLUSÃO O atendimento recebido nos serviços de saúde favorece um processo de revitimização da mulher, que já carrega os traumas provenientes do estupro. Faz-se necessário refletir acerca das práticas de cuidado direcionadas às mulheres vitimadas sexualmente. .


Assuntos
Feminino , Humanos , Aceitação pelo Paciente de Cuidados de Saúde , Satisfação do Paciente , Estupro , Estupro/psicologia
5.
Cien Saude Colet ; 19(1): 165-72, 2014 Jan.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-24473614

RESUMO

The article seeks to analyze the specific literature about the male body and its relationship to the field of health. Based on this analysis, it is hoped that hypotheses or presuppositions can be established as a starting point for future interventions and research on the subject. Methodologically, the study is a literature review of a qualitative nature focusing on articles available in the Virtual Health Library (VHL). In terms of results, three themes were established that summarize the analysis of the sources: gendered bodies, male bodies in the midst of transgression and marginalization, and the reductions of the male body and self care. The concluded reached is that the standpoint of health on male bodies can promote enhanced self care in which masculinity can be constructed and reconstructed, superseding exclusionary, monolithic and reductive models that govern the male being and the female being.


Assuntos
Corpo Humano , Literatura de Revisão como Assunto , Saúde , Humanos , Masculino
6.
Ciênc. saúde coletiva ; 19(1): 165-172, 01/2014.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-702679

RESUMO

O artigo objetiva analisar a literatura específica acerca do corpo masculino e suas relações com o campo da saúde. Espera-se que, a partir desta análise, possam ser estabelecidas hipóteses ou pressupostos como ponto de partida para futuras intervenções e pesquisas acerca do assunto. Metodologicamente, o estudo consiste numa revisão bibliográfica de cunho qualitativo, focalizando artigos disponíveis na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). Em termos de resultados, destacam-se três temas que sintetizam a análise das fontes: Corpos generificados; Corpos masculinos em meio a transgressões e marginalização, e As reduções do corpo masculino e do cuidar de si. Conclui-se que o olhar da saúde sobre os corpos dos homens pode promover um melhor cuidar de si quando consegue construir e reconstruir o masculino, superando modelos excludentes, monolíticos e redutores que regem o ser homem e o ser mulher. .


The article seeks to analyze the specific literature about the male body and its relationship to the field of health. Based on this analysis, it is hoped that hypotheses or presuppositions can be established as a starting point for future interventions and research on the subject. Methodologically, the study is a literature review of a qualitative nature focusing on articles available in the Virtual Health Library (VHL). In terms of results, three themes were established that summarize the analysis of the sources: gendered bodies, male bodies in the midst of transgression and marginalization, and the reductions of the male body and self care. The concluded reached is that the standpoint of health on male bodies can promote enhanced self care in which masculinity can be constructed and reconstructed, superseding exclusionary, monolithic and reductive models that govern the male being and the female being.


Assuntos
Humanos , Masculino , Corpo Humano , Literatura de Revisão como Assunto , Saúde
7.
Rio de Janeiro; s.n; 2013. 120 p.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-695521

RESUMO

O objetivo do estudo foi analisar as representações sobre a sexualidade e Aids de homens jovens com HIV/Aids. Visa ainda contribuir com subsídios para políticas públicas de saúde de enfrentamento da epidemia da Aids. A pesquisa de natureza qualitativa foi desenvolvida no Serviço de Atendimento Especializado (SAE) de DST/HIV/Aids da Secretaria de Saúde de Maceió, com pacientes entre 18 e 26 anos diagnosticados há mais de um ano com HIV. Numa perspectiva de pesquisa qualitativa, os dados foram produzidos através das técnicas de entrevistas semiestruturadas e observação participante. O método de análise adotado foi interpretação de sentidos. Os marcos conceituais são juventude, masculinidade e Aids. Os resultados apontaram para as representações da Aids, revelaram os contextos de vulnerabilidades à Aids que homens jovens estão expostos, as dificuldades enfrentadas após o diagnóstico e perspectivas de vida. As principais conclusões do estudo assinalam que as marcas identitárias de gênero masculino podem oferecer maiores resistências dos homens a cuidarem de sua saúde e às práticas de sexo protegido. Recomenda-se a incorporação das questões de gênero no masculino da juventude nas diversas esferas dos programas governamentais de educação e saúde.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Vulnerabilidade em Saúde , Infecções por HIV/prevenção & controle , Sexualidade , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/prevenção & controle
8.
Saúde Soc ; 19(supl.2): 96-108, dez. 2010.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-574954

RESUMO

OBJETIVO: Analisar as formas de violência racial e de gênero e o comportamento das mulheres quilombolas diante das DST/aids em Comunidades Remanescentes de Quilombos em Alagoas. MÉTODOS: Abordagem qualitativa, a partir de 10 grupos focais, constituídos de 12 a 18 mulheres, com idade variável entre 16 a 55 anos, em que foram abordadas as temáticas gênero, racismo, violência doméstica, exame ginecológico preventivo, uso das Unidades Básicas de Saúde (USB) e do Programa Saúde da Família (PSF), doenças sexuais transmissíveis, parcerias sexuais, uso de camisinha, uso de drogas. O aporte teórico foi da fenomenologia de base existencialista proposta por Merleau-Ponty e o referencial foucaultiano. RESULTADOS: A análise dos depoimentos apontou que um acentuado contingente de mulheres padece de violência doméstica em níveis físico, sexual, psicológico, patrimonial e moral. Quanto ao racismo, as mulheres quilombolas disseram ser vítimas de preconceito racial, com expressões de subestimação, humilhação na rua, na escola, em festas, em atendimento em postos de saúde. Evidenciou-se um grau alto de vulnerabilidade à infecção por DST/aids e outros agravos, pela ausência de uma política de saúde mais efetiva e de um trabalho educativo nessas comunidades. CONCLUSÕES: Os dados obtidos revelaram as precárias condições de vida, as dificuldades de acesso aos serviços de saúde, a falta de prática preventiva para as doenças sexualmente transmissíveis. Faz-se necessária uma intervenção efetiva e perene dos organismos do Estado na área da educação, da saúde, visando à promoção da equidade, racial e de gênero e à saúde das mulheres quilombolas.


OBJECTIVE: To analyze the forms of racial and gender violence, quilombola women's behavior regarding STD/AIDS, in Quilombos Remaining Communities in Alagoas. METHODS: Qualitative approach from 10 focus groups, comprising 12 to 18 women, with age ranging from 16 to 55, which permeated the themes of gender, racism, domestic violence, gynecological preventive exam, HBU (Health Base Unit)/FHP (Family Health Program) use, sexually transmitted diseases, sexual partnerships, condom use, drugs. The theoretical framework reference is based on phenomenology, proposed by existentialist Merleau-Ponty, and on the theoretical contribution of Foucault. RESULTS: The statements indicated that a strong contingent of women suffering from domestic violence in physical, sexual, psychological, and moral heritage. As for racism, the quilombola women expressed that they are victims of racial prejudice, with underestimating expressions, humiliations in the street, at school, at parties, in attendance at public health clinics. In the speech, it became clear that they are very vulnerable to infection of STD/AIDS and other health problems, lack of a more effective health policy and educational work in these communities. CONCLUSIONS: These data revealed the precarious living conditions of this population, poor access to health services, lack of preventive practice for sexually transmitted diseases. It is necessary a long-term effective intervention of the state agencies in education and health, aimed at promoting racial and gender equity of the Quilombola women and their health.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA