Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. SOCERJ ; 21(5): 297-304, set.-out. 2008. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-503503

RESUMO

A insuficiência cardíaca descompensada (ICD) é uma síndrome clínica multissistêmica que pode produzir em outros órgãos, dentre eles o fígado, alterações estruturais e funcionais...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Fígado/anormalidades , Biomarcadores/análise , Isquemia Miocárdica/complicações , Isquemia Miocárdica/diagnóstico
3.
Arq. bras. med ; 65(6): 559-71, nov.-dez. 1991. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-113019

RESUMO

Os autores apresentam e discutem 20 observaçöes (1983-1991) de endocardite infecciosa (E.i.) com manifestaçöes clínicas neurológicas conseqüentes, principalmente, a fenômenos tromboembólicos cerebrais, muitos deles com formaçäo de aneurisma(s), que se romperam ou näo. Hemorragia subaracnóidea, conseqüente ou näo à ruptura de aneurisma micótico, foi outro achado importante. Outras lesöes neurológicas foram assinaladas no estudo clínico e na correlaçäo clínicop-patológica desta série. Sobreviveram apenas sete destes 20, dentre os quais, os quatro operados de aneurisma micótico intracraniano (casos 1 a 4). de 13 pacientes que foram a óbito, oito foram necropsiados, possibilitando uma correlaçäo entre achados clínicos e anatomopatológicos. Nestes oito casos necropsiados, a ruptura de aneurisma micótico com hemorragia foi a causa mortis. cefaléia persistente, manifestaçöes maníngeas, meningite piogênica, "meningite asséptica", hemorragia subacnóidea micro-ou macroscópica, além de sinais neurológicos de localizaçäo, representaram os sinais clínicos mais importantes na denúncia da presença de aneurisma(s) micótico(s). Em vários casos (no. 6, 9, 10, 11, 14, 16 e 20), a formaçäo de aneurisma(s) micótico(s) foi precedida de fenômeno tromboembólico cerebral, evento que indica, sempre, o estudo angiográfico cerebral completo na E.i. Fenômenos tromboembólicos em outras áreas levam-nos à suspeita de aneurisma(s) micótico(s) intracranianos), mesmo que o paciente näo tenha queixa neurológica alguma; observaçäo referida na literatura e constatada no presente estudo (casos 5, 7 e 19). O potencial traiçoeirao, imprevísivel e de alta gravidade do(s) aneurisma(s) micótico(s) e da hemorragia subaracnóidea pode bem ser avaliado na revisäo clínica patológica. Estes fatos recebem bastante ênfase na literatura internacional,onde há controvérsias sobre os aspectos da prevalência das lesöes vasculares, da sua patologenia e até mesmo sobre qual a melhor abordagem terapêutica diante delas...


Assuntos
Gravidez , Recém-Nascido , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Masculino , Feminino , Aneurisma Infectado/complicações , Aneurisma/lesões , Endocardite Bacteriana/patologia , Hemorragia Subaracnóidea/complicações , Edema Encefálico/mortalidade , Angiografia Cerebral , Endocardite Bacteriana/diagnóstico , Endocardite Bacteriana/etiologia , Endocardite Bacteriana/mortalidade , Manifestações Neurológicas , Ruptura
4.
Revista Brasileira de Neurologia ; 5(27): 165-178, set./out. 1991.
Artigo | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-7880

RESUMO

Os autores apresentam e discutem 20 observacoes (1983-1991) de endocardite infecciosa (E.i) com manifestacoes clinicas neurologicas consequentes, principalmente, a fenomenos tromboembolicos cerebrais, muitos deles com formacao de aneurisma(s), que se romperam ou nao. Hemorragia subaracnoidea, consequente ou nao a ruptura de aneurisma micotico, foi outro achado importante. Outras lesoes neurologicas foram assinaladas no estudo clinico e na correlacao clinico-patologicas desta serie. Sobreviveram apenas sete destes 20, dentre os quais, os quatro operadores de aneurisma micotico intracraniano (casos 1 a 4). De 13 pacientes que foram a obito, oito foram necropsiados, possibilitando uma correlacao entre achados clinicos e anatomopatologicos. Nestes oito casos necropsiados, a ruptura de aneurisma micotico com hemorragia foi a causa mortis. Cefaleia persistente, manifestacoes meningeas, meningite piogenica, meningite asseptica, hemorragia subaracnoidea micro-ou-macroscopica, alem de sinais neurologicos de localizacao, representaram os sinais clinicos mais importantes da denuncia da presenca de aneurisma(s) micotico(s). Em varios casos, a formacao de aneurisma(s) micotico(s) foi precedida de fenomeno tromboembolico cerebral, evento que indica, sempre, o estudo angiografico cerebral completo na E.i. Fenomenos tromboembolicos em outras areas levam-nos a suspeita de aneurisma(s) micotico(s) intracraniano(s), mesmo que o paciente nao tenha queixa neurologica alguma; observacao referida na literatura e constatada no presente estudo. O potencial traicoeiro, imprevisivel e de alta gravidade do(s) aneurisma(s) micotico(s) e da hemorragia subaracnoidea pode bem ser avaliado na revisao clinica patologica. Estes fatos recebem bastante enfase na literatura internacional, onde ha controversias sobre os aspectos da prevalencia das lesoes vasculares, da sua patogenia e ate mesmo sobre qual a melhor abordagem terapeutica diante delas. O registro de comprometimento de estruturas nervosas intracranianas em 25 das 35 necropsias (1982-1989), tambem mostradas neste estudo, comprova a importancia das lesoes neurologicas na E.i. Atualmente, com o controle da insuficiencia cardiaca, principal causa de morte na E.i, e sendo a infeccao melhor controlada atraves do uso de antimicrobianos eficazes, os aneurismas micoticos tem-se tornado uma importante causa de morte nesta patologia. Sera entao valido, nos pacientes com E.i, um estudo angiografico completo antecedendo a alta? Pensamos que na ausencia de manifestacoes clinicas, a rotina do estudo angiografico sera certamente mais malefica do que benefica. No entanto, o papel da ressonancia das lesoes vasculares, em substituicao ou acoplada a tomografia computadorizada cerebral (TCC) e a angiografia digital de subtracao, sera sem duvida de inestimavel valia.


Assuntos
Manifestações Neurológicas , Endocardite , Aneurisma , Hemorragia Subaracnóidea , Manifestações Neurológicas , Endocardite , Aneurisma , Hemorragia Subaracnóidea
5.
Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo ; 31(3): 158-68, maio-jun. 1989. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-97859

RESUMO

O propósito da presente investigaçäo foi padronizar a reaçäo de imunofluorescência indireta para Pênfigo Foliáceo Endêmico (Fogo Selvagem). Verificamos que a pele humana normal é o substrato ideal e que pode proceder de prupúcio, cabeça, pescoço ou da parede abdominal anterior. A lavagem prévia da pele precedendo a incubaçäo com o soro deve ser evitada pois a antigenicidade pode ser diminuída. O TAS-cálcio preserva as propriedades antigênicas da pele e deve ser preferido como diluente para os soros. Lâminas cobertas com albumina säo úteis porque aumentam a aderência dos cortes de pele. A diluiçäo apropriada do conjugado é convenientemente determinada pelo teste de imunodifusäo radial (método de Ouchterlony). Com referência à correlaçäo entre título de anticorpos e atividade clínica, concluímos que um título igual ou maior do que 160 era de mau prognóstico pois estava asociado à forma generalizada da doença ou à casos de forma localizada refratários à terapêutica usual. Contudo, esta observaçäo requer confirmaçäo através de estudos que envolvam uma abordagem clínica apropriada


Assuntos
Humanos , Autoanticorpos , Imunofluorescência , Pênfigo/imunologia , Imunodifusão , Pele/imunologia
7.
Mednews ; 5(11): 12-23, nov. 1987.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-54950

RESUMO

O autor discorre sobre as principais funçöes dos elementos celulares sangüíneos da série branca, procurando descrever seu aumento e diminuiçäo em número nas várias moléstias, assim como o mecanismo interpretativo dessas variaçöes


Assuntos
Contagem de Leucócitos , Leucocitose/sangue , Leucopenia/sangue , Linfopenia/sangue , Neutrófilos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA