Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(6): 2049-2056, Nov.-Dec. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1055135

RESUMO

This study was carried out to evaluate the effect of nitrogen fertilization on tillering dynamics of Alexandergrass (Urochloa plantaginea (Link) Hitch) grazed by beef heifers in a rotational stocking grazing method. The experiment was conducted in a completely randomized design following a repeated measure arrangement, three levels of nitrogen (Zero, 150 and 300kg ha-1) and two area repetition. The classification of tillers into categories (basal and axillary) showed a greater number of basal tillers, due to their higher appearance rate, in the absence of nitrogen fertilization. Nitrogen fertilization promoted higher axillary tiller density. The use of nitrogen promotes the renewal of axillary tillers of Alexandergrass, without compromising the stability of the tiller population.(AU)


Esse estudo foi conduzido para avaliar o efeito da fertilização nitrogenada no perfilhamento do Papuã (Urochloa plantaginea (Link) Hitch) pastejado por novilhas de corte em um método de lotação rotacionada. O delineamento foi inteiramente casualizado com arranjo de medidas repetidas, três níveis de nitrogênio (Zero, 150 e 300kg ha -1 ) e duas repetições de área. A classificação dos perfilhos em categorias (basais e axilares) mostrou um maior número de perfilhos basais, devido à sua maior taxa de aparecimento, na ausência de adubação nitrogenada. A fertilização nitrogenada promoveu maior densidade de perfilhos axilares. O uso de nitrogênio promove renovação dos perfilhos axilares no Papuã, sem comprometer a estabilidade da população de plantas.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Pastagens/métodos , Fertilizantes/análise , Poaceae/química , Nitrogênio/administração & dosagem
2.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(4): 1403-1410, jul.-ago. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038626

RESUMO

Objetivou-se avaliar a economicidade, o desempenho produtivo e o desenvolvimento das estruturas corporais relacionadas ao trato reprodutivo de bezerras de corte mantidas exclusivamente em pastagem de azevém (Lolium multiflorum Lam.) ou em pastagem de azevém recebendo 0,5 e 1,0% do peso corporal (PC) de farelo de arroz integral (FAI) como suplemento. O método de pastejo foi o rotativo, e o intervalo entre pastejos foi estabelecido considerando-se a soma térmica necessária para a emissão de 1,5 folha de azevém (187,5ºC). O delineamento experimental foi o inteiramente ao acaso, com medidas repetidas no tempo. O ganho médio diário das bezerras não diferiu entre os sistemas alimentares. A taxa de lotação e o ganho de peso por área foram maiores quando as bezerras receberam 1,0% do PC de farelo de arroz integral. A maior margem bruta foi observada quando as bezerras receberam 0,5% de FAI. O custo variável obtido para os diferentes sistemas alimentares apresentou comportamento crescente em função dos níveis de FAI, superando o uso exclusivo do azevém em 49,4% e 81,8%. O peso corporal final, o escore de condição corporal e o escore do trato reprodutivo não diferiram entre os sistemas alimentares. Considerando-se um animal adulto com peso corporal médio de 450kg, as bezerras ao início do experimento apresentaram 34% do peso corporal adulto e peso corporal final médio de 56% do peso adulto. A utilização de níveis de farelo de arroz integral (FAI) na recria de bezerras de corte sob pastejo rotativo em azevém não modifica o ganho médio diário e o escore do trato reprodutivo. O fornecimento de 1% de FAI mostrou efeito substitutivo, proporcionando um incremento de 31,2% na taxa de lotação e de 38,3% no ganho por área. O sistema alimentar AZ0,5 permitiu uma maior margem bruta; já o retorno financeiro direto foi positivo em todos os sistemas alimentares, com melhor retorno calculado para o uso exclusivo do azevém.(AU)


The experiment was carried out with the objective of evaluating the gross margin, the productive and reproductive performance of beef heifers kept exclusively on ryegrass pasture (Lolium multiflorum Lam.) or ryegrass receiving 0.5 and 1.0% of body weight (BW) of whole rice bran as supplement. The grazing method was the rotational and the interval between grazings was set by the thermal sum required for the appearing of 1.5 ryegrass leaf (187.5ºC). The experimental design was completely randomized with repeated measures. Heifers average daily gain did not differ between the feeding systems. The stocking rate and weight gain per area were higher when heifers received 1.0% BW of whole rice bran. The higher gross margin was observed when heifers received 0.5% BW. The variable cost obtained for the different feeding systems showed increasing behavior depending on the WRB levels, surpassing the exclusive use of ryegrass in 49.4% and 81.8%. The final body weight, body condition score and reproductive tract score did not differ between the feeding systems. Considering an adult animal with an average body weight of 450kg, the heifers at the beginning of the experiment showed 34% of mature body weight and final average body weight of 56% of adult weight. The use of rice bran levels (FAZ) in the rearing of beef heifers under rotational grazing on ryegrass does not change the average daily gain and the reproductive tract score. The supply of 1% FAI showed substitutive effect, providing an increase in capacity of 31,2% and 38.3% rate of the gain per area. The food system AZ0,5 allowed a higher gross margin, as the economic return was positive in all food systems, with better return calculated for the exclusive use of ryegrass.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Oryza/efeitos adversos , Lolium , Ganho de Peso , Genitália Feminina/crescimento & desenvolvimento , Ração Animal/economia , Suplementos Nutricionais/economia , Suplementos Nutricionais/efeitos adversos
3.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 70(5): 1577-1585, set.-out. 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-947428

RESUMO

he study was carried out to evaluate the forage intake and performance of beef heifers from 15 to 18 months of age, grazing on Alexandergrass (Urochloaplantaginea (Link) Hitch) fed rice bran (RB; 0, 0.5 and 1.0% body weight (BW)). The experiment consisted of a completely randomized design with repeated measurement arrangement. Rice bran increased the total dry matter (DM) intake, total crude protein intake and total digestible nutrients intake. Heifers that received 1.0% BW of RB reduced forage DM intake, increasing by 18% stocking rate (SR) and by 27% BW gain per area in comparison with the system exclusively on pasture. In the system in which the heifers were fed 0.5% BW of RB, SR and gain per area were similar to other systems. In this feeding system, we observed average daily gain 18% higher than when heifers were exclusively on pasture and gain similar to that observed when using 1.0% BW of RB. In Alexandergrass pasture it is recommended to supply 0.5% BW of RB for beef heifers from 15 to 18 months of age, to promote better productive responses compared to heifers exclusively on pasture and similar to those observed when supplying 1.0% BW of RB.(AU)


O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar o consumo de forragem e o desempenho de novilhas de corte dos 15 aos 18 meses de idade, em pastejo em papuã (Urochloaplantaginea(Link) Hitch), recebendo farelo de arroz integral (FAI) como suplemento (0, 0,5 e 1,0% do peso corporal (PC)). O delineamento experimental foi o inteiramente ao acaso, com medidas repetidas no tempo. O uso de FAI aumentou o consumo total de matéria seca (MS), o consumo total de proteína bruta e de nutrientes digestíveis totais em relação às novilhas exclusivamente em pastejo. As novilhas que receberam 1,0% do PC de FAI reduziram o consumo de MS da forragem, aumentando em 18% a taxa de lotação (TxLot) e em 27% o ganho de PC por hectare (GPA) em comparação com o sistema exclusivamente a pasto. No sistema em que as novilhas receberam 0,5% do PC de FAI, a TxLot e o GPA foram similares aos demais sistemas. Nesse sistema alimentar, foi observado GDM 18% superior em relação às novilhas exclusivamente em pastejo e ganho similar ao uso de 1,0% do PC de FAI. Em pastagem de papuã, é recomendado o uso de 0,5% do PC de FAI para novilhas de corte dos 15 aos 18 meses de idade, por promover respostas produtivas superiores em relação às novilhas exclusivamente em pastejo e semelhantes às observadas quando fornecido 1,0% do PC de FAI.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Bovinos/metabolismo , Suplementos Nutricionais/estatística & dados numéricos , Pastagens/análise
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA