Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 23(2): e20180303, 2019.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-989809

RESUMO

ABSTRACT Objective: To identify the challenges faced by professionals to add resoluteness to actions in mental health developed in the context of Primary Care. Method: Qualitative study with 30 professionals, including 17 nurses, four doctors, five psychologists and four social workers. Data were collected in three municipalities of Rio Grande do Sul, Brazil, in April 2018, through a semi-structured interview, later submitted to thematic analysis. Results: Challenges pointed out by professionals to add resoluteness to actions in mental health are related to the lack of specific knowledge to support the actions professionals perform; with the organization of services and participation of managers; and with the ambivalence of people with mental disorders regarding acceptance and continuity of treatment. Conclusion: The construction of shared practices among professionals, people with mental disorders and their families is necessary. Implications for practice: The study allows theoretical-practical articulations capable of generating transformations in mental health care model.


RESUMEN Objetivo: Identificar los desafíos enfrentados por profesionales para agregar solución a las acciones en el campo de la salud mental en la Atención Básica. Método: Estudio cualitativo realizado con 30 profesionales, siendo 17 enfermeros, cuatro médicos, cinco psicólogos y cuatro asistentes sociales. Datos colectados en tres ciudades de Rio Grande do Sul, Brasil, en abril de 2018. Entrevista semiestructurada, posteriormente sometida al análisis temático. Resultados: Los desafíos indicados por los profesionales están relacionados con la falta de conocimientos específicos para sostener dichas acciones; con la organización de servicios y participación de los gestores; y con la ambivalencia de las personas con trastorno mental con relación a la aceptación y continuidad del tratamiento. Conclusiones: Se necesita la construcción de prácticas compartidas entre profesionales, personas con trastornos mentales y sus familias. Implicaciones para la práctica: El estudio permite articulaciones teórico-prácticas capaces de generar transformaciones en el modelo de atención en salud mental.


RESUMO Objetivo: Identificar os desafios enfrentados pelos profissionais para agregar resolutividade às ações de saúde mental desenvolvidas no âmbito da Atenção Primária. Método: Estudo qualitativo realizado com 30 profissionais, sendo 17 enfermeiras, quatro médicos, cinco psicólogos e quatro assistentes sociais. Dados coletados em três municípios do Rio Grande do Sul, Brasil, em abril de 2018 através de entrevistas semiestruturadas, posteriormente submetidos à análise temática. Resultados: Os desafios apontados para agregar resolutividade às ações estão relacionados com a lacuna de conhecimentos específicos para sustentar o que os profissionais desenvolvem; com a organização dos serviços e a participação dos gestores; e com a ambivalência da pessoa com transtorno mental em relação à aceitação e continuidade do tratamento. Conclusões: Necessária a construção de práticas compartilhadas entre profissionais, pessoas com transtornos mentais e suas famílias. Implicações para a prática: O estudo permite articulações teórico-práticas capazes de gerar transformações no modelo de atenção em saúde mental.

2.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 10(4): 926-931, out.-dez. 2018.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-915531

RESUMO

Objetivo: Conhecer as percepções dos pacientes hemodialíticos acerca das mudanças e limitações da doença e do tratamento na sua vida. Métodos: Pesquisa qualitativa, com 12 pacientes que hemodializam em um centro de hemodiálise na região noroeste do Rio Grande do Sul, Brasil, em 2014. Os dados foram coletados por entrevista semiestruturada submetidos à análise de conteúdo. Resultados: Evidenciam que os sentimentos de indignação e negação se modificam, enquanto os pacientes se fortalecem para o enfrentamento da doença e tratamento. Restrições alimentares e hídricas, bem como limitação das atividades de trabalho foram as dificuldades identificadas. Entretanto, ocorre o fortalecimento de vínculos familiares, de amizades e uma proximidade com a religião. Conclusão: As percepções negativas devido às restrições impostas pela situação deste adoecimento. Aponta-se a necessidade de apoio e fortalecimento da rede de relações destes pacientes, que lhes facilite o convívio com as limitações impostas pela doença e tratamento visando à melhor qualidade de vida


Objective: To know the perceptions of hemodialytic patients about the changes and limitations of the disease and treatment in their life. Methods: Qualitative research with 12 patients who hemodialised at a hemodialysis center in the Northwest region of RS, Brazil, in 2014. Data were collected through semi-structured interviews submitted to Content Analysis. Results: They show that the feelings of indignation and denial change, while patients are strengthened to cope with the disease and treatment. Food and water restrictions, limitation of work activities were identified difficulties. However, there is the strengthening of familyties, of friendships and a closeness to religion. Conclusion: The negative perceptions due to the restrictions imposed by the situation of this illness. It is necessary to support and strengthen the network of relationships of these patients, which facilitates them to live with the limitations imposed by the disease and treatment aiming at a better quality of life


Objetivo: Conocer las percepciones de los pacientes de hemodiálisis sobre los cambios y las limitaciones de la enfermedad y el tratamiento em su vida. Métodos: estudio cualitativo con 12 pacientes hemodializam em un centro de hemodiálisis en el noroeste de RS, Brasil, en 2014. Los datos se recogieron mediante entrevista semiestructurada sometido a análisis de contenido. Resultados: Este estudio evidencia que los sentimientos de indignación y la negación del cambio, mientras que los pacientes están fortalecidos para hacer frente a la enfermedad y el tratamiento. restricciones de comida y agua, lo que limita las actividades de trabajo eran las dificultades identificadas. Sin embargo, no es el fortalecimiento de los lazos familiares, amistades y la cercanía a la religión. Conclusión: Las percepciones negativas debido a las restricciones impuestas por la situación de esta enfermedad. Apunta a la necesidad de apoyar y fortalecer la red de relaciones de estos pacientes, lo que facilita la vida con las limitaciones impuestas por la enfermedad y el tratamiento de la mejor calidad de vida


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Diálise Renal/enfermagem , Diálise Renal/psicologia , Insuficiência Renal Crônica/terapia , Unidades Hospitalares de Hemodiálise , Insuficiência Renal Crônica/enfermagem
3.
Rev. enferm. UFSM ; 7(4): 1-12, out.-dez. 2017.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-34333

RESUMO

Objetivo: conhecer as concepções e práticas de Educação Permanente em Saúdedos enfermeiros nas Estratégias de Saúde da Família de um município da Região Noroeste doEstado do Rio Grande do Sul, bem como identificar os fatores que favorecem e os quedificultam estas práticas. Método: pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória, realizada nosegundo semestre de 2015. Os dados foram coletados por meio de entrevistassemiestruturadas com quatro enfermeiros e analisadas pela Análise Temática. Resultados:emergiram três categorias: Concepções dos enfermeiros de Estratégia de Saúde da Famíliasobre Educação Permanente em Saúde; Práticas de Educação Permanente em Saúderealizadas pelos enfermeiros na Estratégia de Saúde da Família: articulando a equipemultiprofissional; Fatores que favorecem e que dificultam a realização de EducaçãoPermanente em Saúde na Estratégia de Saúde da Família. Considerações Finais: a análisemostrou que há uma concepção arraigada de conceitos de Educação Continuada e Educaçãoem Saúde ao de Educação Permanente em Saúde. Há necessidade de maiores discussõesacerca da Educação Permanente em Saúde no município, com vistas à implementação destapolítica, qualificando as equipes e os seus processos de trabalho.(AU)


Aim: to know the Permanent Health Education concepts and practices of theFamily Health Strategies nurses of a municipality in the North Western Region of Rio Grande doSul and identify the factors that favor and hinder these practices. Method: qualitative, descriptiveand exploratory research conducted in the second semester of 2015. Data were collected throughsemi-structured interviews with four nurses and analyzed by the Thematic Analysis. Results: threecategories emerged: Family Health Strategies nurses’ conceptions about Permanent HealthEducation; Permanent Health Education practices performed by the nurses in the Family HealthStrategies: articulating the multiprofessional team; Factors that favor and hinder theperformance of Permanent Health Education in the Family Health Strategies. Final Considerations: the analysis showed that there is a deep-rooted connection among the conceptsof Continuing Education and Health Education to that of Permanent Health Education. There isneed for further discussions about the Permanent Health Education in the city, with a view ofimplementing this policy, qualifying the teams and their work processes.(AU)


Objetivo: conocer las concepciones y prácticas de la Educación Permanente enSalud de los enfermeros de la Estrategia de Salud de la Familia, de una ciudad de la RegiónNoroeste del Estado de Rio Grande do Sul, e identificar los factores que contribuyen y los quedificultan estas prácticas. Método: investigación cualitativa, descriptiva y exploratoriadesarrollada en la segunda mitad de 2015. Los datos fueron recolectados por medio deentrevistas semiestructuradas con cuatro enfermeros y analizados con base en Análisis Temática.Resultados: surgieron tres categorías: las concepciones de los enfermeros de la Estrategia deSalud de la Familia sobre Educación Permanente en Salud; las prácticas de EducaciónPermanente en Salud realizadas por los enfermeros en la Estrategia de Salud de la Familia:articulando el equipo multiprofesional; factores que contribuyen y dificultan la realización deEducación Permanente en Salud, en la Estrategia de Salud de la Familia. ConsideracionesFinales: el análisis evidenció que hay concepciones arraigadas sobre conceptos de EducaciónContinuada y Educación en Salud al de Educación Permanente en Salud. Hay necesidad de másdiscusiones sobre la Educación Permanente en Salud en la ciudad, con el objetivo deimplementar esta política, calificando los equipos y sus procesos de trabajo.(AU)


Assuntos
Educação Continuada , Estratégia Saúde da Família , Enfermagem
4.
Index enferm ; 21(4): 229-233, oct.-dic. 2012.
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-112115

RESUMO

Este trabajo tiene como objetivo describir el uso del Grupo Operativo como estrategia para el cuidado de enfermería en un Centro de Atención Psicosocial (CAPS). Cinco reuniones se realizaron con los usuarios de un CAPS de la región norte del Rio Grande do Sul, en el primer semestre de 2010. Los recursos utilizados fueron dinámicas de grupo, mensajes y materiales audiovisuales. Los grupos operativos constituyen estrategias de cuidado de enfermería que pueden ayudar la rehabilitación psicosocial de los pacientes adictos a las drogas y etílicos. La experiencia contribuye a una discusión más amplia sobre el tema, ofreciendo apoyo para la práctica de los enfermeros en el desarrollo de acciones en Salud Mental utilizando como instrumento el Grupo Operativo (AU)


This study aimed to report the use of operative group as a strategy for nursing care in a Center for Psychosocial Care (CAPS). Five meetings were conducted with users of CAPS in a town in the Northern Region of the state of Rio Grande do Sul, in the first half of 2010. The resources used were dynamic group messaging and audio-visual materials. The operative groups constitute nursing care strategies that can assist in psychosocial rehabilitation of drug addicts and ethyl. The report aims to contribute to broader discussions about the theme, offering support for the practice of nurses in the development of actions in Mental Health as a work tool using the Operative Group (AU)


Assuntos
Humanos , Transtornos Mentais/enfermagem , Serviços de Saúde Mental/organização & administração , Cuidados de Enfermagem/métodos , Equipe de Enfermagem/organização & administração
5.
Porto Alegre; s.n; 2007. 117 f p.
Tese em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-17919

RESUMO

A forma atual da organização local dos serviços de saúde motiva o desenvolvimento de estudos que explicitem a busca de cuidados terapêuticos, permitindo, assim, pensar a organização e funcionamento da rede de serviços de saúde com mais dinamismo, à qual as pessoas possam optar, ou outras formas de cuidado, que melhor resolvam seus problemas de saúde. A temática do presente estudo visa a estabelecer relações entre a rede de serviços de saúde disponíveis e as práticas e trajetórias terapêuticas de pacientes portadores de câncer,em um Município da região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. O presente estudo tem por objetivo conhecer e caracterizar essa rede, bem como a utilização de serviços e as trajetórias e práticas terapêuticas dos usuários portadores de câncer, no Município referido. É um estudo exploratório, descritivo, de abordagem qualitativa, com uso de entrevistas a 13 sujeitos cadastrados na Liga Feminina de Combate ao Câncer do Município. As entrevistas identificaram problemas em relação ao modelo de atenção e de gestão da saúde, revelados pelas dificuldades que os sujeitos apresentam em suas trajetórias terapêuticas, com vários caminhos traçados para encontrar o tratamento adequado. (Continua)pt(Continuação) Desta forma, também foram muitas as práticas terapêuticas procuradas pelos sujeitos, devido às dificuldades de atendimento na rede de assistência à saúde do Município. Os resultados apontaram para a necessidade de problematizar junto aos gestores, trabalhadores de saúde, prestadores de serviço e instâncias de controle social do Sistema Único de Saúde, a oferta de serviços de saúde tanto no âmbito municipal, quanto regional. Para a efetivação de um atendimento integral, é importante que os serviços de saúde se organizem para atender às necessidades definidas pelos sujeitos, no sentido de minimizar as assimetrias no atendimento à atenção oncológica, como também a outras especialidadesAU


Assuntos
Humanos , Acesso aos Serviços de Saúde , Sistema Único de Saúde , Neoplasias , Serviços de Saúde
6.
Porto Alegre; s.n; 2007. 117 p.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-551324

RESUMO

A forma atual da organização local dos serviços de saúde motiva o desenvolvimento de estudos que explicitem a busca de cuidados terapêuticos, permitindo, assim, pensar a organização e funcionamento da rede de serviços de saúde com mais dinamismo, à qual as pessoas possam optar, ou outras formas de cuidado, que melhor resolvam seus problemas de saúde. A temática do presente estudo visa a estabelecer relações entre a rede de serviços de saúde disponíveis e as práticas e trajetórias terapêuticas de pacientes portadores de câncer, em um Município da região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. O presente estudo tem por objetivo conhecer e caracterizar essa rede, bem como a utilização de serviços e as trajetórias e práticas terapêuticas dos usuários portadores de câncer, no Município referido. É um estudo exploratório, descritivo, de abordagem qualitativa, com uso de entrevistas a 13 sujeitos cadastrados na Liga Feminina de Combate ao Câncer do Município. As entrevistas identificaram problemas em relação ao modelo de atenção e de gestão da saúde, revelados pelas dificuldades que os sujeitos apresentam em suas trajetórias terapêuticas, com vários caminhos traçados para encontrar o tratamento adequado. Desta forma, também foram muitas as práticas terapêuticas procuradas pelos sujeitos, devido às dificuldades de atendimento na rede de assistência à saúde do Município. Os resultados apontaram para a necessidade de problematizar junto aos gestores, trabalhadores de saúde, prestadores de serviço e instâncias de controle social do Sistema Único de Saúde, a oferta de serviços de saúde tanto no âmbito municipal, quanto regional. Para a efetivação de um atendimento integral, é importante que os serviços de saúde se organizem para atender às necessidades definidas pelos sujeitos, no sentido de minimizar as assimetrias no atendimento à atenção oncológica, como também a outras especialidades.


Assuntos
Humanos , Acesso aos Serviços de Saúde , Neoplasias , Sistema Único de Saúde , Serviços de Saúde
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA