Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Conscientiae saúde (Impr.) ; 15(4): 679-685, 30 dez. 2016.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-846769

RESUMO

Introdução: Existe evidência para diversos recursos fisioterapêuticos utilizados para tratamento da osteoartrite de joelho e, atualmente, na área médica tem-se usado o ácido hialurônico. Objetivos: Identificar estudos que compararam o uso do ácido hialurônico com as intervenções fisioterapêuticas para tratamento da osteoartrite de joelho. Métodos: Realizou-se uma revisão sistemática consultando as bases de dados PubMed, CINAHL, SPORTDiscus, PEDro, LILACS e ACP Journal Club, utilizando os descritores "hyaluronic acid", "osteoarthritis" e "physical therapy". Foram incluídos ensaios clínicos, ensaios clínicos randomizados e/ou controlados, publicados em inglês, espanhol e português que comparavam o uso do ácido hialurônico com alguma intervenção fisioterapêutica para tratamento da osteoartrite de joelho. A qualidade metodológica foi avaliada pelas escalas de Jadad e PEDro. Resultados: Foram encontrados 81 estudos, destes, 7 foram incluídos nesta revisão. Conclusões: Embora existam poucos trabalhos comparando a eficácia de um tratamento ou recurso fisioterapêutico com a aplicação de ácido hialurônico pode-se observar que ambos os tratamentos apresentaram resultados positivos no tratamento da osteoartrite de joelho.


Introduction: There is evidence for various physical therapy interventions used for the knee osteoarthritis treatment, and currently in medicine has been used hyaluronic acid. Aims: The objective of this review was to identify studies that compared the use of hyaluronic acid with the physical therapy interventions for treatment of knee osteoarthritis. Methods: A systematic review was carried out by consulting the databases PubMed, CINAHL, SPORTDiscus, PEDro, LILACS and ACP Journal Club, using the keywords "hyaluronic acid", "osteoarthritis" and "physical therapy". Clinical trials, controlled and/or randomized clinical trials published in English, Spanish and Portuguese that compared the use of hyaluronic acid with some physical therapy intervention for the treatment of knee osteoarthritis were included. The study quality was evaluated using the Jadad and PEDro scale. Results: Were identified 81 studies, of these, 7 were included in this review. Conclusions: Although few studies have compared the efficacy of physical therapy treatment with the application of hyaluronic acid was observed that both treatments showed positive results in the knee osteoarthritis management.

2.
Fisioter. mov ; 29(1): 113-120, Jan.-Mar. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: lil-779092

RESUMO

Abstract Introduction: Environmental factors have also been recognized to be a component of a multidimensional gait assessment of people living with disabilities, like persons following an amputation. Objective: To investigated whether the environmental factors outlined by the International Classification of Functioning, Disability, and Health (ICF) are considered when evaluating gait following lower limb amputations. Materials and methods: A literature search of the PubMed, EMBASE, CINAHL, and SPORTDiscus databases was performed. The keywords "amputation" and "gait" were combined with the keywords "barriers", "facilitators", and "environmental factors". Searches were performed without language restrictions. All articles containing data about environmental influences on gait functionality after lower limb amputations published during or after 2002, were included. Manuscripts that did not study adults and literature reviews were excluded. Two researchers identified potentially eligible articles and the methods used to assess gait. To make comparisons between scales, the 2 researchers selected the categories from the ICF chapter on environmental factors. Results: Fourteen studies were obtained from the search. Seven studies were duplicates and 4 were excluded. The remaining 3 articles were evaluated. We identified a total of 74 possibilities for categorization according to the ICF environmental factors, but only 7 ICF categories (9.45%) were considered in the studies analyzed. Conclusions: The influence of environmental factors is frequently not considered in the evaluation of gait following a lower limb amputation. Thorough evaluation of gait after lower limb amputation should reflect the complex nature of gait changes, including environmental factors.


Resumo Introdução: Fatores ambientais fazem parte da avaliação multidimensional da marcha de pessoas que vivem com deficiência, como as que possuem uma amputação. Objetivo: Investigar se os fatores ambientais definidos pela Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) são considerados quando se avalia a marcha de indivíduos com amputação de membros inferiores. Materiais e métodos: Foi realizada uma revisão consultando as bases de dados PubMed, EMBASE, CINAHL, e SPORTDiscus. Utilizaram-se os termos "amputação" e "marcha" combinados com os termos "facilitadores", "barreiras" e "fatores ambientais". As pesquisas foram realizadas sem restrições de idioma. Foram incluídos os artigos publicados no ano de 2002 e a partir dele, que continham dados sobre a influência dos fatores ambientais sobre a funcionalidade da marcha em indivíduos com amputação de membros inferiores. Dois pesquisadores identificaram, selecionaram os artigos, identificaram os métodos e instrumentos usados para avaliar a marcha. Para comparar as escalas dois pesquisadores selecionaram as categorias dos capítulos fatores ambientais da CIF. Resultados: Foram identificados 14 estudos, destes sete eram duplicatas e quatro não tinham relação com os objetivos estudados. Dos três artigos restantes foram identificadas 74 possibilidades de categorização com os fatores ambientais das CIF, porém apenas 7 categorias (9,45%) puderam ser correlacionadas. Conclusões: Os fatores ambientais não são comumente considerados na avaliação da marcha de indivíduos com amputação de membros inferiores. Uma avaliação após uma amputação de membros inferiores reflete a complexidade das alterações da marcha, as quais incluem os fatores ambientais.

3.
Conscientiae saúde (Impr.) ; 15(1): 154-160, 31 mar. 2016.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-2239

RESUMO

Introdução: A fisioterapia atua na reabilitação de pacientes com amputação transtibial, como também pode intervir na prevenção e tratamento das complicações decorrentes da amputação. Objetivo: Investigar a intervenção da fisioterapia em pacientes com amputação transtibial. Métodos: Foi realizada uma revisão sistemática da literatura, consultando as bases de dados: PubMed, CINAHL, EMBASE, SPORTDiscus, PEDro, LILACS e SciELO. Utilizaram-se os descritores "amputação" e "transtibial" combinados com os descritores "fisioterapia" ou "terapia física". A busca foi realizada na segunda quinzena de fevereiro de 2013. Foram incluídos ensaios clínicos controlados e randomizados, sem restrição de idioma ou período de publicação, que versavam sobre a intervenção fisioterapêutica em pacientes com amputação transtibial. Para avaliação da qualidade metodológica dos estudos foram utilizadas a Escala de Qualidade de Jadad e a Escala PEDro. Resultados: Pela estratégia de busca retornaram 23 artigos, dos quais três foram incluídos na revisão. Um utilizou a técnica de aprendizagem sem erros para a colocação da prótese, outro investigou os efeitos de um programa de treinamento de força e o terceiro comparou os efeitos da aplicação da bandagem convencional e a fisioterapia descongestiva na redução do edema no pós-operatório. Somente um estudo foi considerado de alta ou boa qualidade metodológica pelas Escala PEDro e Jadad, os outros dois estudos foram classificados de baixa qualidade metodológica pelas duas escalas. Conclusões: Observou-se evidência limitada para as modalidades de fisioterapia utilizadas.


Introduction: Physical therapy contributes to the rehabilitation of persons following a transtibial amputation, but may also intervene in prevention and complications treatment. Objective: To investigate the physical therapy intervention in persons following a transtibial amputation. Methods: A systematic review of the PubMed, CINAHL, EMBASE, SPORTDiscus, PEDro, LILACS and SciELO databases was performed. The keywords "amputation" and "transtibial" were combined with the keywords "physiotherapy" or "physical therapy". The search was conducted in February 2013 without language restrictions. We included randomized controlled trials that focused on physical therapy intervention in persons following a transtibial amputation. The Jadad score and the PEDro score were used to assess the methodological quality. Results: Twenty-three studies were obtained from the search. Three were included in the review. One used errorless learning to fit a prosthetic limb, another investigated the effects of a strength training program, and the third study compared the conventional banding and decongestive physiotherapy to reduce edema postoperatively. Only one was considered of high or good methodological quality by Jadad and PEDro scales. The other two studies were rated low methodological quality by two scales. Conclusion: There was limited evidence for physiotherapy modalities used.

5.
Rev. dor ; 15(1): 9-12, Jan-Mar/2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-705352

RESUMO

Justificativa e objetivos: A crioterapia é uma modalidade de tratamento com inúmeros efeitos terapêuticos, de baixo custo, de fácil aplicação e acesso. Os objetivos deste estudo foram verificar se existe alteração na sensibilidade de acordo com o tempo de aplicação da crioterapia além do comportamento da sensibilidade cutânea pós-aplicação. Métodos: Vinte e um sujeitos (14 mulheres e 7 homens, idade média 23,8±4 anos) foram divididos aleatoriamente em 3 grupos, com 7 sujeitos cada, tendo recebido aplicação da crioterapia por 10, 20 ou 30 minutos, denominados respectivamente grupos C10, C20 e C30. Todos foram previamente submetidos à avaliação da sensibilidade cutânea com monofilamento de Semmes-Weinstein, e avaliados imediatamente ao término da aplicação da crioterapia, 5, 10 e 15 minutos após a aplicação. Para análise dos dados foi utilizado o teste de Friedman complementado pelo pós-teste de comparação múltipla (post hoc de Dunn). Resultados: Na avaliação imediatamente após a aplicação da crioterapia todos os sujeitos apresentaram hipoestesia. Observou-se diferença significativa no retorno da sensibilidade do grupo C20 em relação aos demais, após 10 minutos da intervenção (p=0,0498). Para os grupos C10 e C30, o retorno da sensibilidade ocorreu após 15 minutos do término da aplicação. Conclusão: Cinco minutos depois do término da aplicação da crioterapia observou-se ausência de sensibilidade tátil, independentemente do tempo de intervenção. O retorno da sensibilidade normal foi observado depois de 10 minutos quando se aplicou o frio por 20 minutos, e depois de 15 minutos quando aplicado por 10 ou 30 minutos.


Background and objectives: Cryotherapy is a treatment modality with several therapeutic effects, of low cost and easy to apply and access. This study aimed to observing whether there are changes in sensitivity according to cryotherapy application time, in addition to skin sensitivity behavior after treatment. Methods: Participated in the study 21 individuals (14 females and 7 males, mean age 23.8±4 years) who were randomly distributed in three groups with 7 individuals each. Groups received cryotherapy application for 10, 20 or 30 minutes and were called groups C10, C20 and C30, respectively. All participants were previously submitted to skin sensitivity evaluation by Semmes-Weinstein monofilament and were evaluated immediately after cryotherapy application, 5, 10 and 15 minutes after application. Data were analyzed with Friedman's test complemented by multiple comparisons post-test (Dunn's post hoc). Results: All individuals had hypoesthesia in the evaluation immediately after cryotherapy application. There has been significant difference in sensitivity recovery of group C20 as compared to C10 and C30 10 minutes after the intervention (p=0.0498). For groups C10 and C30, sensitivity has returned 15 minutes after the end of application. Conclusion: There has been lack of tactile sensitivity five minutes after the end of application, regardless of intervention time. Normal sensitivity recovery was observed after 10 minutes when cold was applied for 20 minutes, and after 15 minutes when cold was applied for 10 or 30 minutes.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Crioterapia , Dermatite de Contato/terapia , Hipestesia , Dor , Tato
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA