Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. odontol ; 68(1): 39-43, jan.-jun. 2011. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-642771

RESUMO

O cirurgião-dentista comumente em sua prática clínica depara-se com pacientes sistemicamente comprometidos. O presente estudo fez uma análise da pressão arterial e dos fatores de risco para procedimentos odontológicos em 174 pacientes atendidos nas clínicas de cirurgia das Faculdades Integradas São Pedro – Faesa (ES). Os resultados mostraram que, aproximadamente, 2/3 da população analisada estava hipertensa sendo que destes, 47,29% não sabiam desse seu estado de saúde. Os fatores de risco mais observados foram obesidade, sedentarismo e diabetes mellitus, enfatizando a necessidade de correlacionar a história médica e os hábitos do paciente para se chegar a um diagnóstico diferencial e direcionar a melhor conduta.


Assuntos
Adulto Jovem , Assistência à Saúde , Hipertensão/diagnóstico , Hipertensão/epidemiologia , Cirrose Hepática , Fatores de Risco
2.
Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac ; 10(1)jan.-mar. 2010. ilus
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-550981

RESUMO

O ameloblastoma é, segundo a OMS, um tumor odontogênico de origem epitelial, benigno, que apresenta características de infiltração local e elevado índice de recidiva. Considerando a sua frequência, agressividade, diversidade histopatológica, capacidade de recidiva e controvérsia quanto às formas de tratamento, muitos têm sido os motivos para que esse tumor seja constantemente citado na literatura médica e odontológica. O ameloblastoma unicístico é uma variante do ameloblastoma que apresenta melhor prognóstico com baixo índice de recidiva, mesmo se tratado por cirurgias conservadoras, como enucleação e/ou curetagem da lesão. Clínica e radiograficamente pode se assemelhar a uma lesão cística, como um cisto folicular, sendo fundamental o diagnóstico preciso para que o tratamento adequado seja instituído com menor risco de recidiva da lesão. O caso clínico relatado é de uma paciente do gênero feminino, 20 anos, com aumento volumétrico na face, em região posterior de mandíbula. A punção aspirativa seguida de biópsia excisional e análise histopatológica confirmaram o diagnóstico de ameloblastoma unicístico...


According to the World Health Organization, ameloblastomas are benign odontogenic tumors of epithelial origin that present characteristics of local infiltration and a high rate of recurrence. Considering their frequency, aggressiveness, histopathological diversity, capacity of recurrence and the controversy regarding forms of treatment, there are many reasons why they have been frequently mentioned in dental and medical literature. Unicystic ameloblastoma is a variant form that presents a favorable prognosis and low rate of recurrence, even when treated by conservative procedures such as enucleation or curettage. Clinically and radiographically, it may resemble a cystic lesion, such as a follicular cyst, demanding a precise diagnosis in order to ensure the correct treatment and prevent recurrence. The case reported here is that of a 20-year-old female with an increase in facial volume in the posterior region of the jaw. A diagnosis of unicystic ameblastoma was confirmed by aspiratory puncture, followed by an excisional biopsy and histopathological analysis.

3.
Araçatuba; s.n; 2009. 114 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-671256

RESUMO

Este estudo teve como objetivo avaliar o reparo ósseo em defeitos periimplatares experimentais utilizando enxerto autógeno e implante de matriz óssea bovina desmineralizada em tíbias de coelhos. Foram instalados 30 implantes de titânio diâmetro de 3,75 mm plataforma regular (4,1 mm) e altura de 10 mm, no qual cada animal recebeu dois implantes na face lateral da porção mediana da tíbia. Ao redor dos implantes foi confeccionado defeito ósseo de 6,0 mm de diâmetro através da trefina e enxertado no local osso autógeno ou matriz óssea heterógena desmineralizada. As lâminas obtidas foram submetidas à análise histológica e histométrica com contagem das áreas de osso neoformado, matriz óssea bovina, medula e enxerto de osso autógeno. Como resultado observou-se diferença significativa entre a formação de novo osso no período de 15 dias quando comparado o grupo de implante de matriz óssea bovina desmineralizada e enxerto autógeno, demonstrando maior formação óssea neste último; e diferença significativa entre a permanência do tecido implantado em relação ao enxerto autógeno, demonstrado pela permanência da matriz no período de 60 dias. Avaliando os dados obtidos nesta pesquisa concluímos que o processo de reparo periimplantar ocorreu com maior neoformação óssea no grupo tratado por enxerto de osso autógeno e a matriz óssea bovina desmineralizada se comportou como um condutor ósseo de lenta absorção sem demonstrar reação inflamatória aguda ou crônica


This study aimed to evaluate the bone healing in experimental periimplatar defects using autogenous graft and implantation of bovine demineralized bone matrix in the tibia of rabbits. Were installed 30 titanium implants of 3.75 mm diameter regular platform (4.1 mm) and height of 10 mm, in which each animal received two implants in the median portion of the tibial. Around the implants was made bone defect of 6.0 mm in diameter through the trephine and grafted in place autogenous bone or demineralized bone matrix heterogenous. The slides obtained were subjected to histological and histometric count with areas of newly formed bone, bovine bone matrix, bone marrow and bone graft. Results revealed a significant difference between the formation of new bone within 15 days when compared to the group of implant bovine demineralized bone matrix and autogenous graft, showing a higher bone formation in the latter, and a significant difference between the permanence of the implanted tissue in compared to autograft, demonstrated by the permanence of the matrix within 60 days. Evaluating the data obtained in this study concluded that the repair process was better in periimplant bone formation than in the group treated with autogenous bone graft and demineralized bovine bone matrix acted as a conductor low absorption without showing acute inflammatory reaction or chronic


Assuntos
Animais , Coelhos , Transplante Ósseo , Implantação Dentária Endo-Óssea , Osseointegração
4.
Araçatuba; s.n; 2009. 114 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-866157

RESUMO

Este estudo teve como objetivo avaliar o reparo ósseo em defeitos periimplatares experimentais utilizando enxerto autógeno e implante de matriz óssea bovina desmineralizada em tíbias de coelhos. Foram instalados 30 implantes de titânio diâmetro de 3,75 mm plataforma regular (4,1 mm) e altura de 10 mm, no qual cada animal recebeu dois implantes na face lateral da porção mediana da tíbia. Ao redor dos implantes foi confeccionado defeito ósseo de 6,0 mm de diâmetro através da trefina e enxertado no local osso autógeno ou matriz óssea heterógena desmineralizada. As lâminas obtidas foram submetidas à análise histológica e histométrica com contagem das áreas de osso neoformado, matriz óssea bovina, medula e enxerto de osso autógeno. Como resultado observou-se diferença significativa entre a formação de novo osso no período de 15 dias quando comparado o grupo de implante de matriz óssea bovina desmineralizada e enxerto autógeno, demonstrando maior formação óssea neste último; e diferença significativa entre a permanência do tecido implantado em relação ao enxerto autógeno, demonstrado pela permanência da matriz no período de 60 dias. Avaliando os dados obtidos nesta pesquisa concluímos que o processo de reparo periimplantar ocorreu com maior neoformação óssea no grupo tratado por enxerto de osso autógeno e a matriz óssea bovina desmineralizada se comportou como um condutor ósseo de lenta absorção sem demonstrar reação inflamatória aguda ou crônica


This study aimed to evaluate the bone healing in experimental periimplatar defects using autogenous graft and implantation of bovine demineralized bone matrix in the tibia of rabbits. Were installed 30 titanium implants of 3.75 mm diameter regular platform (4.1 mm) and height of 10 mm, in which each animal received two implants in the median portion of the tibial. Around the implants was made bone defect of 6.0 mm in diameter through the trephine and grafted in place autogenous bone or demineralized bone matrix heterogenous. The slides obtained were subjected to histological and histometric count with areas of newly formed bone, bovine bone matrix, bone marrow and bone graft. Results revealed a significant difference between the formation of new bone within 15 days when compared to the group of implant bovine demineralized bone matrix and autogenous graft, showing a higher bone formation in the latter, and a significant difference between the permanence of the implanted tissue in compared to autograft, demonstrated by the permanence of the matrix within 60 days. Evaluating the data obtained in this study concluded that the repair process was better in periimplant bone formation than in the group treated with autogenous bone graft and demineralized bovine bone matrix acted as a conductor low absorption without showing acute inflammatory reaction or chronic


Assuntos
Animais , Coelhos , Transplante Ósseo , Implantação Dentária Endo-Óssea , Osseointegração
5.
Rev. bras. odontol ; 65(1): 101-105, jan.-jun. 2008. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-541708

RESUMO

A fístula buco-sinusal representa uma complicação frequente em extrações dentárias, que ocorre devido à íntima relação das raízes dos dentes superiores posteriores com o assoalho do seio maxilar. Este artigo tem como objetivo revisar os métodos cirúrgicos para o fechamento de fístula buco-sinusal usando diversos tipos de retalhos intrabucais e descrever em um relato de caso clínico a técnica que utiliza retalho rotatório palatino.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Fístula Bucal/terapia , Retalhos Cirúrgicos , Literatura de Revisão como Assunto
7.
Rev. bras. odontol ; 61(3/4): 195-198, 2004. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-412348

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito imediato e residual da água e do sabão bactericida, do PVP-I degermante, do PVP-I tópico e da clorexidina na degermação das mãos de graduandos da Faesa-Vitória, em procedimentos críticos. A coleta microbiológica foi realizada antes da degermação, após a degermação e uma hora após o uso de luvas. Foi possível concluir que: houve diferença significante entre o grupo água e sabão e os demais; a lavagem das mãos com água e sabão não inibiu o crescimento de Staphylococcus sp imediatamente; o PVP-I degermante e o PVP-I tópico e a clorexidina impediram o crescimento de qualquer micro-organismo no ato de seu uso e 1 hora depois


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Anti-Infecciosos Locais , Clorexidina/normas , Desinfetantes/normas , Iodóforos/normas , Desinfecção das Mãos/normas , Povidona-Iodo/normas , Estudantes de Odontologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA