Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 35
Filtrar
Filtros adicionais











País/Região como assunto
Intervalo de ano
1.
Rev. bras. ginecol. obstet ; 41(3): 155-163, Mar. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1003546

RESUMO

Abstract Objective To evaluate the clinical epidemiological state of women with suspected post partum depression (PPD) in a public maternity hospital in Salvador, state of Bahia, Brazil. Methods A cross-sectional research was performed with puerperal patients attended at a public maternity hospital in Salvador, Bahia. Data collection was performed from June to September 2017. The Edinburgh Postnatal Depression Scale was used as a screening instrument, and, subsequently, women with positive scores answered a questionnaire to identify their clinical and epidemiological status. Results Out of 151 postpartum women from the research, 30 (19.8%) presented suspicion of PPD. There was a prevalence of single mothers 13 (43.3%), women with complete fundamental education 15 (50.0%), women with black skin color 14 (46.7%), and those with a monthly family income of up to one minimum wage 18 (40.0%). Conclusion Although PPD is an underdiagnosed disease, a high prevalence of the condition was found in our research. It is, then, considered that these results reinforce its significance as a public health problem, requiring prevention strategies, early diagnosis and effective treatment.


Resumo Objetivo Avaliar o perfil clínico epidemiológico de mulheres com suspeita de Depressão Pós-Parto em uma maternidade pública de referência de Salvador, no estado da BA. Métodos Estudo transversal, realizado com puérperas atendidas em uma maternidade pública de referência de Salvador, BA. A coleta de dados foi realizada de junho até setembro de 2017. Utilizou-sea escala de Edimburgo como instrumento, e, posteriormente, as mulheres com escore positivo responderam a um questionário para a identificação do seu perfil clínico e epidemiológico. Resultados Das 151 puérperas pesquisadas, 30 (19,8%) apresentaram suspeita de depressão pós-parto. Predominaram as puérperas solteiras 13 (43,3%), com ensino médio completo 15 (50,0%), cor da pele preta 14 (46,7%), e aquelas com renda familiar mensal de até um salário mínimo 18 (40,0%). Conclusão Ainda que a depressão pós-parto seja uma enfermidade subdiagnosticada, neste estudo verificou-se uma elevada prevalência da condição. Considera-se, então que estes resultados reforçam o seu significado como problema de saúde pública, exigindo estratégias de prevenção, diagnóstico precoce e tratamento efetivo.

2.
Rev Bras Ginecol Obstet ; 41(3): 155-163, 2019 Mar.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-30822806

RESUMO

OBJECTIVE: To evaluate the clinical epidemiological state of women with suspected postpartum depression (PPD) in a public maternity hospital in Salvador, state of Bahia, Brazil. METHODS: A cross-sectional research was performed with puerperal patients attended at a public maternity hospital in Salvador, Bahia. Data collection was performed from June to September 2017. The Edinburgh Postnatal Depression Scale was used as a screening instrument, and, subsequently, women with positive scores answered a questionnaire to identify their clinical and epidemiological status. RESULTS: Out of 151 postpartum women from the research, 30 (19.8%) presented suspicion of PPD. There was a prevalence of single mothers 13 (43.3%), women with complete fundamental education 15 (50.0%), women with black skin color 14 (46.7%), and those with a monthly family income of up to one minimum wage 18 (40.0%). CONCLUSION: Although PPD is an underdiagnosed disease, a high prevalence of the condition was found in our research. It is, then, considered that these results reinforce its significance as a public health problem, requiring prevention strategies, early diagnosis and effective treatment.

3.
Artigo em Português | PAHO-IRIS | ID: phr-49452

RESUMO

[RESUMO]. Objetivo. Sintetizar e criticar a produção científica sobre as intervenções desenvolvidas para reverter a sobrecarga de cuidado e os fatores associados em cuidadores de sobreviventes de acidente vascular cerebral (AVC). Método. Revisão sistemática desenvolvida nas bases de dados PubMed e SciELO, Portal CAPES e Biblioteca Virtual em Saúde, utilizando as palavras-chave Stroke AND Caregivers AND Intervention e Stroke AND Caregivers AND Clinical trial. Foram selecionados para a revisão oito artigos de ensaios clínicos randomizados (ECR) e controlados publicados no período de 2008 a 2017 nos idiomas inglês, português e espanhol. Resultados. Os estudos foram desenvolvidos na Suécia, Taiwan, Alemanha, China, Índia e Estados Unidos. Intervenções psicoeducativas, apoio e aquisição de habilidades tiveram implicações positivas para cuidadores – nos âmbitos psicológico, físico e social, na qualidade dos cuidados e na aquisição dos conhecimentos dos cuidadores – e para sobreviventes – por exemplo, redução da utilização dos serviços de saúde e maior capacidade de autocuidado. A avaliação crítica dos artigos mostrou que nenhum atendeu todas as recomendações metodológicas para ECR. As principais limitações foram a incompletude dos dados e a heterogeneidade das intervenções. Conclusão. As intervenções tiveram resultados positivos para cuidadores e sobreviventes. Contudo, estudos futuros devem considerar uma avaliação de longo prazo dos desfechos analisados, com descrição detalhada sobre o levantamento prévio das necessidades de cuidado que guiaram o estudo e disponibilização do material de apoio utilizado nas intervenções para permitir a reprodução da intervenção.


[ABSTRACT]. Objective. To synthesize and critically review the literature on interventions aimed at decreasing the burden of stroke survivor caregivers and other associated factors. Method. The literature search for the present systematic review was performed in PubMed, SciELO, Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel (CAPES) website, and the Virtual Health Library using the following search terms: Stroke AND Caregivers AND Intervention; and Stroke AND Caregivers AND clinical trial. Eight randomized controlled clinical trials (RCT) published between 2008 and 2017 were selected. Results. The selected studies were performed in Sweden, Taiwan, Germany, China, India, and the United States. Psychoeducational, support, and skill acquisition interventions produced positive results for caregivers – in the psychological, physical, and social domains, in the quality of the care provided, and in the acquisition of knowledge by caregivers – and for stroke survivors – for example, decreased use of health care services and improved capacity for self-care. The critical evaluation of the studies showed that none met all the methodological requirements for RCTs. The main limitations were missing data and the heterogeneity of interventions. Conclusion. The interventions had positive results for caregivers and survivors. However, future studies should consider long term assessments of the outcomes, with detailed description of the baseline needs that guided the study and the sharing of the support materials used to allow the intervention to be reproduced.


[RESUMEN]. Objetivo. Sintetizar y evaluar de manera crítica la producción científica sobre las intervenciones realizadas para revertir la sobrecarga del cuidado y los factores relacionados que afectan a los cuidadores de los sobrevivientes de un accidente cerebrovascular (ACV). Método. Revisión sistemática efectuada en las bases de datos PubMed y SciELO, el Portal CAPES y la Biblioteca Virtual en Salud, con empleo de los grupos de palabras clave stroke AND caregivers AND intervention y stroke AND caregivers AND clinical trial. Se seleccionaron ocho estudios de ensayos clínicos aleatorizados y controlados que se publicaron del 2008 al 2017 en español, inglés y portugués. Resultados. Los estudios se realizaron en Alemania, China, Estados Unidos, India, Suecia y Taiwán. Las intervenciones psicoeducativas, el apoyo y la adquisición de habilidades tuvieron repercusiones favorables para los cuidadores (en los aspectos psicológico, físico y social, en la calidad del cuidado y en la adquisición de conocimientos de los cuidadores) y para los sobrevivientes (por ejemplo, en el descenso de la utilización de los servicios de salud y el aumento de la capacidad de autocuidado). La evaluación crítica de los artículos mostró que en ninguno se tuvieron en cuenta todas las recomendaciones metodológicas para los ensayos clínicos aleatorizados. Las principales limitaciones fueron el carácter incompleto de los datos y la heterogeneidad de las intervenciones. Conclusión. Las intervenciones tuvieron resultados positivos para los cuidadores y los sobrevivientes. Sin embargo, en estudios futuros se debe considerar la posibilidad de hacer una evaluación a largo plazo de los resultados analizados, con una descripción detallada de la determinación previa de las necesidades de cuidado que guiaron el estudio y de la disponibilidad del material de apoyo utilizado en las intervenciones para poder reproducirlas.


Assuntos
Sobreviventes , Acidente Vascular Cerebral , Cuidadores , Ensaio Clínico , Sobreviventes , Acidente Vascular Cerebral , Cuidadores , Ensaio Clínico , Sobreviventes , Acidente Vascular Cerebral , Ensaio Clínico
4.
Rev. panam. salud pública ; 42: e114, 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-961790

RESUMO

RESUMO Objetivo Sintetizar e criticar a produção científica sobre as intervenções desenvolvidas para reverter a sobrecarga de cuidado e os fatores associados em cuidadores de sobreviventes de acidente vascular cerebral (AVC). Método Revisão sistemática desenvolvida nas bases de dados PubMed e SciELO, Portal CAPES e Biblioteca Virtual em Saúde, utilizando as palavras-chave Stroke AND Caregivers AND Intervention e Stroke AND Caregivers AND Clinical trial. Foram selecionados para a revisão oito artigos de ensaios clínicos randomizados (ECR) e controlados publicados no período de 2008 a 2017 nos idiomas inglês, português e espanhol. Resultados Os estudos foram desenvolvidos na Suécia, Taiwan, Alemanha, China, Índia e Estados Unidos. Intervenções psicoeducativas, apoio e aquisição de habilidades tiveram implicações positivas para cuidadores - nos âmbitos psicológico, físico e social, na qualidade dos cuidados e na aquisição dos conhecimentos dos cuidadores - e para sobreviventes - por exemplo, redução da utilização dos serviços de saúde e maior capacidade de autocuidado. A avaliação crítica dos artigos mostrou que nenhum atendeu todas as recomendações metodológicas para ECR. As principais limitações foram a incompletude dos dados e a heterogeneidade das intervenções. Conclusão As intervenções tiveram resultados positivos para cuidadores e sobreviventes. Contudo, estudos futuros devem considerar uma avaliação de longo prazo dos desfechos analisados, com descrição detalhada sobre o levantamento prévio das necessidades de cuidado que guiaram o estudo e disponibilização do material de apoio utilizado nas intervenções para permitir a reprodução da intervenção.


ABSTRACT Objective To synthesize and critically review the literature on interventions aimed at decreasing the burden of stroke survivor caregivers and other associated factors. Method The literature search for the present systematic review was performed in PubMed, SciELO, Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel (CAPES) website, and the Virtual Health Library using the following search terms: Stroke AND Caregivers AND Intervention; and Stroke AND Caregivers AND clinical trial. Eight randomized controlled clinical trials (RCT) published between 2008 and 2017 were selected. Results The selected studies were performed in Sweden, Taiwan, Germany, China, India, and the United States. Psychoeducational, support, and skill acquisition interventions produced positive results for caregivers - in the psychological, physical, and social domains, in the quality of the care provided, and in the acquisition of knowledge by caregivers - and for stroke survivors - for example, decreased use of health care services and improved capacity for self-care. The critical evaluation of the studies showed that none met all the methodological requirements for RCTs. The main limitations were missing data and the heterogeneity of interventions. Conclusion The interventions had positive results for caregivers and survivors. However, future studies should consider long term assessments of the outcomes, with detailed description of the baseline needs that guided the study and the sharing of the support materials used to allow the intervention to be reproduced.


RESUMEN Objetivo Sintetizar y evaluar de manera crítica la producción científica sobre las intervenciones realizadas para revertir la sobrecarga del cuidado y los factores relacionados que afectan a los cuidadores de los sobrevivientes de un accidente cerebrovascular (ACV). Método Revisión sistemática efectuada en las bases de datos PubMed y SciELO, el Portal CAPES y la Biblioteca Virtual en Salud, con empleo de los grupos de palabras clave stroke AND caregivers AND intervention y stroke AND caregivers AND clinical trial. Se seleccionaron ocho estudios de ensayos clínicos aleatorizados y controlados que se publicaron del 2008 al 2017 en español, inglés y portugués. Resultados Los estudios se realizaron en Alemania, China, Estados Unidos, India, Suecia y Taiwán. Las intervenciones psicoeducativas, el apoyo y la adquisición de habilidades tuvieron repercusiones favorables para los cuidadores (en los aspectos psicológico, físico y social, en la calidad del cuidado y en la adquisición de conocimientos de los cuidadores) y para los sobrevivientes (por ejemplo, en el descenso de la utilización de los servicios de salud y el aumento de la capacidad de autocuidado). La evaluación crítica de los artículos mostró que en ninguno se tuvieron en cuenta todas las recomendaciones metodológicas para los ensayos clínicos aleatorizados. Las principales limitaciones fueron el carácter incompleto de los datos y la heterogeneidad de las intervenciones. Conclusión Las intervenciones tuvieron resultados positivos para los cuidadores y los sobrevivientes. Sin embargo, en estudios futuros se debe considerar la posibilidad de hacer una evaluación a largo plazo de los resultados analizados, con una descripción detallada de la determinación previa de las necesidades de cuidado que guiaron el estudio y de la disponibilidad del material de apoyo utilizado en las intervenciones para poder reproducirlas.


Assuntos
Humanos , Cuidadores , Sobreviventes/estatística & dados numéricos , Acidente Vascular Cerebral/diagnóstico , Ensaio Clínico
5.
Rev. baiana saúde pública ; 40(1): https://doi.org/10.22278/2318-2660.2016.v40.n1.a1881, 12 de Setembro 2017.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-859629

RESUMO

O estudo objetivou identificar a prevalência de violência física contra mulheres grávidas e a associação com fatores sociodemográficos de gestantes e companheiros, condições de saúde reprodutiva, comportamentos de risco e história de violência. Pesquisa epidemiológica, descritiva, do tipo seccional, realizada com 105 gestantes acompanhadas em quatro Unidades de Saúde da Família de Jequié, Bahia, com base no instrumento Abuse Assessment Screen e o teste exato de Fisher. Os resultados apontam, entre os fatores associados à violência física, o consumo frequente (uso abusivo) de bebida alcoólica pelo companheiro (p = 0,044) e pela mulher antes da gestação (p = 0,002) e o histórico de agressão física vivenciada pela gestante antes dos quinze anos (p = 0,019). Concluiu-se que a violência física durante a gestação foi prevalente entre as mulheres investigadas; o consumo abusivo de bebida alcoólica pelo companheiro e pela mulher antes da gestação e o histórico de agressão física vivenciada pela gestante antes dos 15 anos foram os fatores associados à violência física durante a gestação.


The study aimed to identify the prevalence of physical violence against pregnant women and the association with sociodemographic factors of pregnant women and companions, reproductive health conditions, risk behavior and history of violence. Epidemiological, descriptive, sectional research, conducted with 105 pregnant women assisted in four Unidades de Saúde da Família of Jequié-BA, based on the Abuse Assessment Screen tool and Fisher's exact test. Among the factors associated with physical violence, there are the frequent use (abuse) of alcohol by the partner (p = 0.044) and the women herself before pregnancy (p = 0.002) and physical aggression history experienced by the pregnant before the age of fifteen (p = 0.019). In conclusion, physical violence during pregnancy was prevalent among the subjects, the abuse of alcohol by the partner and by the woman before the pregnancy and physical aggression history before the age of 15 were the factors associated with physical violence during pregnancy.


El estudio tuvo como objetivo identificar la prevalencia de la violencia física contra las mujeres embarazadas y la asociación con factores sociodemográficos de las mujeres embarazadas y los compañeros, las condiciones de salud reproductiva, el comportamiento de riesgo y la historia de la violencia. Investigación epidemiológica, descriptiva, de tipo seccional, realizada con 105 mujeres embarazadas asistidas en cuatro Unidades de Salud de la Familia de Jequié-BA, basada en la herramienta Abuse Assessment Screen y el test exacto de Fisher. Entre los factores asociados a la violencia física, se observó el uso frecuente (abusivo) de alcohol por el compañero (p = 0,044) y por la mujer antes del embarazo (p = 0,002) y el historial de agresión física experimentada por la embarazada antes de cumplir quince años (p = 0,019). Se concluye que la violencia física durante la gestación fue prevalente entre las mujeres investigadas; el consumo abusivo de bebidas alcohólicas por el compañero y la mujer antes de la gestación y el historial de agresión física vivida por la gestante antes de los 15 años fueron los factores asociados a la violencia física durante la gestación.

6.
Saude e pesqui. (Impr.) ; 10(2): 317-324, May-Aug. 2017.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-859712

RESUMO

O envelhecimento populacional tem produzido demandas às famílias, como o cuidado do idoso acometido por alguma doença no domicílio. Esse artigo visa descrever o cuidado de homem cuidador familiar de idosa com doença de Alzheimer. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de caso único, realizada com um único homem cuidador de idosa. Os resultados evidenciam que o cuidador dedica-se integralmente ao cuidado da idosa e não recebe orientações de profissionais de saúde para apoiá-lo no desenvolvimento dessa atividade. A decisão de cuidar é influenciada pelo (con)viver de filho e mãe e por não ter outra pessoa disponível, e sua continuidade fudamenta-se no reconhecimento de que outras pessoas também vivenciam situações semelhantes. Emergem sentimentos relacionados a essa atividade, como amor, satisfação, obrigação e convivência com a doença de Alzheimer. Conclui-se que a assunção da responsabilidade pelo cuidado da idosa resulta implicações, como as econômicas, no cotidiano do homem cuidador e da idosa cuidada.


Population aging has brought demands on families, such as home care of the elderly affected by a disease. This paper aims to describe the care by a man who is family caregiver of an elderly with Alzheimer's disease. It is a qualitative research, of single case study, carried out with a man who is caregiver of na elderly woman. The results show that the caregiver fully dedicates to the care to the elderly, and he does not receive guidelines of health professionals to help him in this activity. The decision to take care is influenced by the (co)living of son and mother and because there is no other person available. Its continuity is based on acknowledgment that other people live similar situations. Feelings, like love, satisfaction, obligation and coexistence emerge with Alzheimer's disease. These are influenced by the recognition that other people also experience similar situations. It is concluded that the assumption of responsibility for the care of the elderly causes implications, such as economic, in the daily care of the caregiver and the elderly.

7.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 9(2): 401-407, abr.-jun. 2017. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-836356

RESUMO

Objective: to identify the prevalence and the profile of pregnant women victims of physical violence. Methods: Quantitative, cross-sectional study, conducted with 105 pregnant women followed in four Family Health Units at the city of Jequié/BA. The data were collected through questionnaires Abuse Assessment Screen (AAS); Tolerance, Annoyed, Cut down and eye opener (T-ACE) and sociodemographic. Results:The prevalence of pregnant women who suffered physical violence was 2.9%. These were 21-26 years of age, race/skin color black (black and brown) and suffered aggression on the head predominantly by the partner who used alcohol. Conclusion: The prevalence of pregnant women victims of violence was not high, but it is an issue that causes many negative impacts on the woman’s and baby’s health. Thus, from the profile of the women surveyed, it is recommended that specific actions could be carried out in order to at least minimize the occurrence of this problem.


Objetivo: identificar a prevalência e o perfil de mulheres grávidas vítimas de violência física. Métodos:Estudo quantitativo, transversal, realizado com 105 gestantes acompanhadas em quatro Unidades de Saúde da Família do município de Jequié/BA. A coleta de dados ocorreu por meio dos questionários de Abuse Assessment Screen (AAS); Tolerance, Annoyed, Cutdown e Eyeopener (T-ACE) e sociodemográfico. Resultados: A prevalência de mulheres grávidas que sofreram violência física foi de 2,9%. Essas tinham de 21 a 26 anos de idade, raça/cor da pele negra (preta e parda) e sofreram agressões na cabeça predominantemente pelo companheiro que usava álcool. Conclusão: A prevalência de gestantes vítimas de violência não foi elevada, entretanto trata-se de um problema que causa vários impactos negativos à saúde da mulher e do seu bebê. Logo, a partir do perfil das gestantes pesquisadas, recomenda-se que ações específicas sejam realizadas com o intuito de ao menos minimizar a ocorrência deste problema.


Objetivo: identificar la prevalencia y el perfil de las mujeres embarazadas víctimas de violencia física. Métodos: Estudio transversal cuantitativo, realizado con 105 mujeres embarazadas seguidas en cuatro Unidades de Salud municipio de Jequié Familia/BA. Los datos fueronre colectados a través de la pantalla de Evaluación de cuestionarios Abuso (AAS); La tolerancia, molesta, cortado y eye opener (T-ACE) y sociodemográficos. Resultados: La prevalencia de mujeres embarazadas que sufrieron violencia física fue del 2,9%. Estos fueron 21-26 años de edad, raza/color de lapiel negro (negro y marrón) y sufrieron la agresión en la cabeza en su mayor parte por el compañero que utiliza el alcohol. Conclusión: La prevalencia de la víctima de violencia de las mujeres embarazadas no era alta, pero es un problema que hace muchos impactos negativos en susalud de lamujer y su bebé. Por lo tanto, a partir del perfil de las mujeres encuestadas, se recomienda que las acciones específicas se llevan a cabo con el fin de minimizar al menos la aparición de este problema.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Violência Doméstica , Gestantes , Violência contra a Mulher , Saúde da Mulher , Brasil
8.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 9(2): 401-407, abr.-jun. 2017.
Artigo em Inglês, Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-30370

RESUMO

Objective: To identify the prevalence and the profile of pregnant women victims of physical violence. Methods: Quantitative, cross-sectional study, conducted with 105 pregnant women followed in four Family Health Units at the city of Jequié/BA. The data were collected through questionnaires Abuse Assessment Screen (AAS); Tolerance, Annoyed, Cut down and eye opener (T-ACE) and sociodemographic. Results:The prevalence of pregnant women who suffered physical violence was 2.9%. These were 21-26 years of age, race/skin color black (black and brown) and suffered aggression on the head predominantly by the partner who used alcohol. Conclusion: The prevalence of pregnant women victims of violence was not high, but it is an issue that causes many negative impacts on the woman’s and baby’s health. Thus, from the profile of the women surveyed, it is recommended that specific actions could be carried out in order to at least minimize the occurrence of this problem.(AU)


Objetivo:Identificar a prevalência e o perfil de mulheres grávidas vítimas de violência física. Métodos:Estudo quantitativo, transversal, realizado com 105 gestantes acompanhadas em quatro Unidades de Saúde da Família do município de Jequié/BA. A coleta de dados ocorreu por meio dos questionários de Abuse Assessment Screen (AAS); Tolerance, Annoyed, Cutdown e Eyeopener (T-ACE) e sociodemográfico. Resultados: A prevalência de mulheres grávidas que sofreram violência física foi de 2,9%. Essas tinham de 21 a 26 anos de idade, raça/cor da pele negra (preta e parda) e sofreram agressões na cabeça predominantemente pelo companheiro que usava álcool. Conclusão: A prevalência de gestantes vítimas de violência não foi elevada, entretanto trata-se de um problema que causa vários impactos negativos à saúde da mulher e do seu bebê. Logo, a partir do perfil das gestantes pesquisadas, recomenda-se que ações específicas sejam realizadas com o intuito de ao menos minimizar a ocorrência deste problema.(AU)


Objetivo: Identificar la prevalencia y el perfil de las mujeres embarazadas víctimas de violencia física. Métodos: Estudio transversal cuantitativo, realizado con 105 mujeres embarazadas seguidas en cuatro Unidades de Salud municipio de Jequié Familia/BA. Los datos fueronre colectados a través de la pantalla de Evaluación de cuestionarios Abuso (AAS); La tolerancia, molesta, cortado y eye opener (T-ACE) y sociodemográficos. Resultados: La prevalencia de mujeres embarazadas que sufrieron violencia física fue del 2,9%. Estos fueron 21-26 años de edad, raza/color de lapiel negro (negro y marrón) y sufrieron la agresión en la cabeza en su mayor parte por el compañero que utiliza el alcohol. Conclusión: La prevalencia de la víctima de violencia de las mujeres embarazadas no era alta, pero es un problema que hace muchos impactos negativos en susalud de lamujer y su bebé. Por lo tanto, a partir del perfil de las mujeres encuestadas, se recomienda que las acciones específicas se llevan a cabo con el fin de minimizar al menos la aparición de este problema. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Violência Doméstica , Violência contra a Mulher , Saúde da Mulher , Gestantes , Brasil
9.
Epidemiol. serv. saúde ; 26(1): 39-49, jan.-mar. 2017. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-953303

RESUMO

Objetivo: analisar a evolução das internações e da mortalidade hospitalar de idosos por transtornos mentais e comportamentais no Brasil, no período 2008-2014. Métodos: estudo ecológico de séries temporais, com dados do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH/SUS) analisados mediante regressão de Prais-Winsten. Resultados: registraram-se 139.941 internações e 2.962 óbitos no período; o coeficiente de internação hospitalar por transtornos mentais e comportamentais reduziu-se no Brasil, de 122,3 para 84,2 por 100 mil habitantes (-0,14%; IC95% -0,25;-0,03), e em suas grandes regiões - exceto o Sul, que apresentou tendência estacionária (0,08%; IC95% -0,11;0,27) ; os coeficientes de mortalidade hospitalar no país, em 2008 e 2014, foram, respectivamente, de 1,73 e 2,38 por 100 mil hab.; demência foi o principal diagnóstico nas internações que registraram óbitos (32,3%). Conclusão: apesar da redução do coeficiente de internação por transtornos mentais e comportamentais no período estudado, o coeficiente de mortalidade hospitalar aumentou.


Objetivo: describir la evolución de las internaciones y mortalidad de personas mayores con trastornos mentales y del comportamiento en Brasil, entre 2008 y 2014. Métodos: estudio observacional de series temporales con datos recogidos del Sistema de Información Hospitalaria (SIH/SUS), analizados mediante regresión de Prais-Winsten. Resultados: durante el período de estudio, se registraron 139.941 hospitalizaciones y 2.962 muertes, el coeficiente de hospitalización por trastornos mentales y del comportamiento disminuyeron en Brasil (122,3 por 100 a la miles de 84,2 habitantes (-0,14% - IC95% -0,25;-0,03) y sus regiones, con excepción el Sur, el cual tuvo una tendencia estacionaria (0,08% - IC95%: -0,11;0,27); los coeficientes de mortalidad hospitalaria en Brasil en 2008 y 2014 fueron, respectivamente 1,73 y 2,38 por cada 100 mil habitantes; la demencia fue el principal diagnóstico en las internaciones que registraron muertes (32,3%). Conclusión: a pesar de la reducción en el coeficiente de hospitalización por trastornos mentales y del comportamiento durante el período de estudio, el coeficiente de mortalidad hospitalaria aumentó.


Objective: to analyze the evolution of hospitalizations and hospital mortality of elderly people with mental and behavioral disorders in Brazil, from 2008 to 2014. Methods: this is a time series ecological study, with data from the Hospital Information System of the Brazilian National Health System (SIH/SUS), and analyzed through Prais-Winsten regression. Results: during the studied period, 139,941 hospitalizations and 2,962 deaths were recorded; the hospitalization coefficient for mental and behavioral disorders decreased in Brazil, from 122.3 to 84.2 per 100 thousand inhabitants (-0.14%; 95%CI -0.25;-0.03), and its macroregions, except the South, which presented stationary trend (0.08%; 95%CI -0.11;0.27); the hospital mortality coefficients in Brazil, in 2008 and 2014, were, respectively, 1.73 and 2.38 per 100 thousand inhabitants; dementia was the main diagnosis in hospitalizations that registered deaths (32.3%). Conclusion: despite the reduction in hospitalization coefficient for mental and behavioral disorders during the studied period, the hospital mortality coefficient has increased.


Assuntos
Humanos , Masculino , Idoso , Idoso/estatística & dados numéricos , Mortalidade Hospitalar , Hospitalização , Transtornos Mentais , Sistema Único de Saúde , Estudos de Séries Temporais
10.
Rev. enferm. UFPE on line ; 11(3): 1146-1155, mar.2017. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-30914

RESUMO

Objetivo: descrever características de idosos e seus cuidadores familiares no domicílio. Método: estudo descritivo, realizado com 71 idosos e seus cuidadores familiares, cadastrados em Estratégia Saúde da Família. Os dados foram coletados a partir do Katz, Mini Exame do Estado Mental, sociodemográfico, Zarit e WHOQOLbrefe analisados por meio da estatística descritiva. Resultados: dos idosos cuidados, prevaleceram mulheres, acometidas por doenças e dependentes. Entre os cuidadores, houve predominância de mulheres, com idade avançada, reduzida escolaridade, condições econômicas desfavoráveis e coabitando com o idoso. A sobrecarga e a menor qualidade de vida foram mais acentuadas em cuidadores de idosos dependentes. Conclusão: notou-se que idosos independentes necessitam de cuidadores para apoiá-los na execução de suas atividades. E, entre os cuidadores, o apoio formal é inexistente, o que torna fundamental profissionais de saúde adotarem medidas preventivas de agravos à saúde e de sobrecarga relacionadas ao cuidado, com enfoque na família. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Idoso Fragilizado , Cuidadores , Família , Apoio Social , Qualidade de Vida , Epidemiologia Descritiva , Estratégia Saúde da Família
11.
Epidemiol Serv Saude ; 26(1): 39-49, 2017 Jan-Mar.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-28226007

RESUMO

OBJECTIVE: to analyze the evolution of hospitalizations and hospital mortality of elderly people with mental and behavioral disorders in Brazil, from 2008 to 2014. METHODS: this is a time series ecological study, with data from the Hospital Information System of the Brazilian National Health System (SIH/SUS), and analyzed through Prais-Winsten regression. RESULTS: during the studied period, 139,941 hospitalizations and 2,962 deaths were recorded; the hospitalization coefficient for mental and behavioral disorders decreased in Brazil, from 122.3 to 84.2 per 100 thousand inhabitants (-0.14%; 95%CI -0.25;-0.03), and its macroregions, except the South, which presented stationary trend (0.08%; 95%CI -0.11;0.27); the hospital mortality coefficients in Brazil, in 2008 and 2014, were, respectively, 1.73 and 2.38 per 100 thousand inhabitants; dementia was the main diagnosis in hospitalizations that registered deaths (32.3%). CONCLUSION: despite the reduction in hospitalization coefficient for mental and behavioral disorders during the studied period, the hospital mortality coefficient has increased.

12.
Rev. enferm. UFPE on line ; 11(2): 559-566, fev. 2017. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-30510

RESUMO

Objetivo: investigar associação de transtornos mentais comuns, aspectos do trabalho e estilo de vida com a qualidade de vida de trabalhadores. Método: estudo epidemiológico, transversal, de abordagem quantitativa, com amostra aleatória simples, realizado com 112 trabalhadores de uma universidade pública, a partir dos questionários SRQ-20, QUEST e WHOQOL-bref. Realizou estatística descritiva e de correlação de Spearman. Resultados: as variáveis associadas negativamente e em níveis de significância estatística à qualidade de vidados trabalhadores foram o humor depressivo-ansioso, sintomas somáticos, decréscimo de energia vital, pensamentos depressivos, tipo do vínculo de trabalho, idade que começou a trabalhar, dor nas últimas semanas e realização de atividades físicas. Conclusão: os transtornos mentais comuns impactaram mais na qualidade de vida dos trabalhadores do que as outras variáveis analisadas, merecendo assim a implementação de ações no ambiente de trabalho que priorizem a promoção à saúde mental desses trabalhadores. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Qualidade de Vida , Saúde Mental , Saúde do Trabalhador , Estilo de Vida , Trabalhadores , Transtornos Mentais , Estudos Epidemiológicos , Ambiente de Trabalho
13.
Cad. saúde colet., (Rio J.) ; 24(3): 368-375, jul.-set. 2016. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-828383

RESUMO

Resumo Introdução O álcool, apesar de ser uma substância psicoativa, é amplamente experimentado e consumido por adolescentes em vários países do mundo, como no Brasil. Por isso é essencial a identificação de fatores que possam estar contribuindo na ocorrência desse problema. Logo, o objetivo deste estudo é identificar a prevalência e os fatores associados à experimentação e ao consumo de bebidas alcoólicas entre adolescentes escolares. Métodos Pesquisa epidemiológica, transversal, realizada com 834 adolescentes do ensino médio de escolas públicas das áreas urbana e rural do município de Jequié, no Estado da Bahia. A coleta de dados ocorreu de julho a setembro de 2012 a partir de questionário autoaplicável. A amostra foi aleatória sistemática. Os dados foram analisados a partir da estatística descritiva e da regressão logística. Resultados A prevalência de experimentação (80,75%) e de consumo de bebida alcoólica (37,75%) foi mais elevada no sexo masculino, com 57,91 e 59,66%, respectivamente. Dos fatores que tiveram associação positiva estatisticamente significante, a experimentação de tabaco teve maior impacto na experimentação de bebidas alcoólicas (RP=1,31; IC95%=1,25-1,37) e no consumo delas (RP=2,08; IC95%=1,75-2,47). Conclusão Entre os adolescentes pesquisados, a prevalência da experimentação e do consumo de bebidas alcoólicas é elevada, por isso são necessárias ações que minimizem os principais fatores associados a essa droga.


Abstract Introduction Alcohol, despite being a psychoactive substance, is widely experienced and consumed by adolescents in several countries, including Brazil. Therefore, it is essential to identify the contributing factors to the occurrence of this problem. Therefore, this study aimed to identify the prevalence and factors associated with experimentation and consumption of alcoholic drinks among adolescent students. Method It is an epidemiological research, cross-sectional, held with 834 High School adolescents from public schools in urban and rural areas of the city of Jequié, Bahia. The data collection took place from self-administered questionnaire. The sample was a systematic random. Data were analyzed from descriptive statistics and regression logistics. Results The prevalence of experimentation of alcohol (80.75%) and alcohol consumption (37.75) was higher in males 57.91% and 59.66%, respectively. Of the factors with statistically significant positive association, the tobacco experience had greater impact on experiencing (PR=1.31; 95% CI=1.25-1.37) and consumption (PR=2.08; CI95=1.75 to 2.47%) of alcoholic beverages. Conclusion among the adolescents surveyed, the prevalence of alcohol experiencing and consumption is high, requiring actions to minimize especially the main associated factors.

14.
Texto & contexto enferm ; 25(2): e1300015, 2016. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-962802

RESUMO

ABSTRACT This study aimed to identify the socioeconomic and health conditions associated with quality of life of elderly quilombolas. Cross-sectional, epidemiological and census study, conducted with 427 elderly individuals of a quilombola population enrolled in Family Health Strategies of 17 quilombas communities in Vitória da Conquista, Bahia, four districts of the region. Data collection was performed using tools and analyzed based on descriptive statistics and Spearman correlation (rsp). The factors associated with some areas of Quality of Life and the General Quality of Life Index included the per capita income, the self-assessment of health status and the classification of depression cases, which most strongly affected the quality of life of the elderly quilombolas investigated. The expanded access to health services and the integrality of health care for this group are essential, particularly involving Family Health Teams.


RESUMEN Este estudio tuvo como objetivo identificar las condiciones socioeconómicas y de salud relacionadas con la calidad de vida de ancianos quilombolas. Estudio epidemiológico, con censo, y transversal, efectuado con 427 ancianos quilombolas, registrados en Estrategias Salud de la Familia de 17 comunidades quilombolas de Vitória da Conquista, Bahía, cuatro distritos de la región. La recogida de datos se realizó con los instrumentos, analizados por estadística descriptiva y correlación de Spearman (rsp). Entre los factores asociados con algunas áreas de la Calidad de Vida y con el Índice General de la Calidad de Vida, se encontraron renta per capita, autoevaluación del estado de salud y clasificación de los casos de depresión, que más afectó a la calidad de vida de los ancianos quilombolas investigados, por lo que se hace imprescindible ampliar el acceso a servicios de salud y haber integralidad en la asistencia ofrecida a este grupo, especialmente por los Equipos de Salud de la Familia.


RESUMO Este estudo objetivou identificar as condições socioeconômicas e de saúde associadas à qualidade de vida de idosos quilombolas. Estudo epidemiológico, censitário e transversal, realizado com 427 idosos quilombolas, cadastrados na Estratégia Saúde da Família de 17 comunidades quilombolas de Vitória da Conquista - Bahia, e em quatro distritos da região. A coleta de dados foi realizada com os dois instrumentos, analisados a partir da estatística descritiva e de correlação de Spearman(rsp). Entre os fatores associados com alguns domínios da Qualidade de Vida e com o Índice Geral de Qualidade de Vida, estiveram a renda per capita, a autoavaliação do estado de saúde e a classificação dos casos de depressão, condições de saúde que mais impactaram na qualidade de vida dos idosos quilombolas pesquisados. É essencial a ampliação do acesso aos serviços de saúde e integralidade da assistência oferecida a esse grupo, em especial pelas Equipes de Saúde da Família.

15.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-29937

RESUMO

Objetivo: avaliar o uso de álcool, tabaco e outras drogas por estudantes universitários e sua qualidade de vida. Método:estudo descritivo, transversal realizado com 97 universitários do Curso de Educação Física de uma UniversidadeEstadual da Bahia, Brasil. Resultados: a prevalência do uso de álcool foi de 81,4% e do tabaco de 23,7%; dentre assubstâncias ilícitas, a maconha mostrou uso mais prevalente (22,6%). A qualidade de vida apresentou mediana de75,0 para ambos os sexos; o domínio meio ambiente obteve a pior avaliação, com mediana de 56,2. Conclusão: aprevalência do uso do álcool foi maior em relação às outras drogas e o seu uso e o da maconha representou maiorpercentual de risco moderado e elevado para os estudantes. A maioria dos estudantes avaliou como boa ou muitoboa a própria qualidade de vida e a satisfação com a própria saúde. (AU)


Objective: to evaluate the use of alcohol, tobacco and other drugs among university students and their quality oflife. Method: a descriptive, cross-sectional study was carried out among 97 physical education students at the StateUniversity of Bahia, Brazil. Results: the prevalence of alcohol use was 81.4% and of tobacco 23.7%; among illicitsubstances, marijuana was the most prevalent (22.6%). The average score for quality of life for both sexes was 75.0;the environmental domain scored the worst evaluation, with an average score of 56.2. Conclusion: the prevalence ofalcohol use was greater than that of other drugs and its use, along with the use of marijuana, represented the greatestpercentage for moderate and high risk among students. The majority of students evaluated their quality of life andsatisfaction with their own health as either good or very good. (AU)


Objetivo: evaluar el uso de alcohol, tabaco y otras drogas por estudiantes universitarios y su calidad de vida. Método:estudio descriptivo, transversal, realizado con 97 universitarios del Curso de Educación Física de la UniversidadeEstadual da Bahia, Brasil. Resultados: la prevalencia del uso de alcohol fue del 81,4% y del tabaco, del 23,7%;entre las substancias ilícitas, la marihuana tenía un consumo más prevalente (22,6%). La calidad de vida presentópromedia de 75,0 para ambos los sexos; el dominio medio ambiente obtuvo la peor evaluación, con promedio de 56,2.Conclusión: la prevalencia del uso de alcohol ha sido más expresiva comparado a otros tipos de drogas y su consumoy lo de la marihuana ha presentado un mayor porcentual de riesgo moderado y elevado para los estudiantes. Lamayoría de ellos ha clasificado como buena o muy buena la propia calidad de vida y la satisfacción con la propiasalud. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Alcoolismo , Tabaco , Tabagismo , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias , Estudantes , Qualidade de Vida
16.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 7(2): 2569-2581, abr.-jun. 2015. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: lil-755391

RESUMO

Objective: to analyze patterns of change on human health in the period 2006 to 2010 through demographic and epidemiological indicators. Method: an epidemiological study, descriptive subsidized on data from the Department of Computer Science of SUS (DATASUS) of the Ministry of Health, Brazilian Institute of Geography and Statistics and Integrated System of Penitentiary Information, in the period 2006 to 2010. For the tables and data analysis tools developed by DATASUS were used - TabWin and TabNet, besides the program Microsoft Office Excel 2007. Results: among the indicators of morbidity and mortality, the result from external causes in all kinds were growing in the studied years and higher in males population compared to female. Conclusion: the health problems most prevalent in the male population are preventable, then, health education can contribute in changing the behavioral and cultural profile of this population, which has negative consequences to their health.


Objetivo: analisar padrões de mudanças na saúde do homem no período de 2006 a 2010 por meio dos indicadores demográficos e epidemiológicos. Método: estudo epidemiológico, descritivo, subsidiado em dados do Departamento de Informática do SUS (DATASUS) do Ministério da Saúde, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e Sistema Integrado de Informações Penitenciárias, referentes ao período de 2006 a 2010. Para a tabulação e análise dos dados, foram utilizadas ferramentas desenvolvidas pelo DATASUS – TabWin e TabNet, além do programa Microsoft Office Excel 2007. Resultados: entre os indicadores de morbimortalidade, os decorrentes de causas externas, em todos os tipos, foram crescentes nos anos estudados e mais elevados na população masculina em relação à feminina. Conclusão: os agravos de saúde mais recorrentes na população masculina são preveníveis, logo, a educação em saúde poderá contribuir na alteração do perfil comportamental e cultural dessa população quem, por sua vez, acarreta consequências negativas à sua saúde.


Objetivo: analizar los modelos de cambio en la salud humana en el período 2006-2010 a través de indicadores demográficos y epidemiológicos. Método: estudio epidemiológico, descriptivo, subsidiado en datos del Departamento de Informática del SUS (DATASUS) del Ministerio de la Salud, Instituto Brasileño de Geografía y Estadística y Sistema Integrado de Informaciones Penitenciarias, referentes al período de 2006 a 2010. Para las tablas y análisis de los datos fueron utilizadas herramientas desarrolladas por el DATASUS – TabWin y TabNet, del programa Microsoft Office Excel 2007. Resultados: entre los indicadores de morbilidad y mortalidad, los decurrentes de causas externas, en todos los tipos, fueron crecientes en los años estudiados y más elevados en la población masculina en relación a la femenina. Conclusión: los problemas de salud más prevalentes en la población masculina, son prevenibles, por lo que la educación en salud, puede contribuir para cambiar el perfil conductual y cultural de esta población, que a su vez tiene consecuencias negativas para su salud.


Assuntos
Humanos , Masculino , Educação em Saúde , Gênero e Saúde , Promoção da Saúde , Saúde do Homem/estatística & dados numéricos , Brasil
17.
Rev. enferm. UFPE on line ; 9(5): 7766-7772, maio 2015.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-28254

RESUMO

Objetivo:compreender como os profissionais de saúde de uma instituição hospitalar pública lidam com o processo de cuidar do idoso hospitalizado considerando as legislações relacionadas à saúde da pessoa idosa. Método:estudo descritivo-exploratório, com abordagem qualitativa, realizado com 14 profissionais de saúde. Utilizou-se formulário sociodemográfico e roteiro para entrevista e, para sua análise, optou-se pela técnica de Análise de Conteúdo. Este estudo teve o projeto aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, protocolonº 221/2008. Resultados:quatro profissionais não conhecem as leis e as políticas públicas de amparo à pessoa idosa, mas reconhecem sua importância, percebendo deficiências para aplicabilidade destas nos serviços, além de já terem presenciado maus tratos a idosos. Conclusão:alguns profissionais de saúde não estão devidamente capacitados para prestar cuidados de qualidade ao idoso hospitalizado, conforme estabelecido pelas Políticas Públicas de Saúde voltadas à pessoa idosa, além disso, não dispõem de condições de trabalho adequadas para o cumprimento dessas(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Serviços de Saúde , Saúde do Idoso , Hospitalização , Políticas Públicas de Saúde
18.
Cien Saude Colet ; 20(5): 1321-30, 2015 May.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-26017935

RESUMO

OBJECTIVE: to ascertain the association between the social support and the quality of life of relative caregivers of elderly dependents at home. METHOD: a cross-sectional study conducted with 58 relative caregivers of elderly dependents, registered in the Family Health Strategy. Data were collected from the Katz instrument, sociodemographic, Zarit Burden Interview, WHOQOL-bref, and analyzed using descriptive statistics and multiple linear regression. RESULTS: the majority of caregivers were women, who took care full-time and presented moderate to severe burden. Most caregivers are satisfied with their social relationships and the social support received. It is found that the burden and the time of care correlated with the social relationships domain, which is associated with social support, and consequently, reduced quality of life. CONCLUSION: social support for caregivers is important to prevent health implications, burden, biopsychosocial stress, and provide favorable conditions for quality of life, by allowing greater freedom to develop their daily activities.


Assuntos
Cuidadores , Qualidade de Vida , Apoio Social , Adolescente , Adulto , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Estudos Transversais , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem
19.
Ciênc. saúde coletiva ; 20(5): 1321-1330, 05/2015. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-747202

RESUMO

Objective: to ascertain the association between the social support and the quality of life of relative caregivers of elderly dependents at home. Method: a cross-sectional study conducted with 58 relative caregivers of elderly dependents, registered in the Family Health Strategy. Data were collected from the Katz instrument, sociodemographic, Zarit Burden Interview, WHOQOL-bref, and analyzed using descriptive statistics and multiple linear regression. Results: the majority of caregivers were women, who took care full-time and presented moderate to severe burden. Most caregivers are satisfied with their social relationships and the social support received. It is found that the burden and the time of care correlated with the social relationships domain, which is associated with social support, and consequently, reduced quality of life. Conclusion: social support for caregivers is important to prevent health implications, burden, biopsychosocial stress, and provide favorable conditions for quality of life, by allowing greater freedom to develop their daily activities. .


Objetivo: averiguar a associação entre o apoio social e a qualidade de vida de cuidadores familiares de idosos dependentes no domicilio. Método: estudo transversal, realizado com 58 cuidadores familiares de idosos dependentes, cadastrados na Estratégia Saúde da Família. Foram coletados dados a partir dos instrumentos de Katz, sociodemográfico, Zarit Burden Interview, WHOQOL-bref e analisados por meio da estatística descritiva e de regressão linear múltipla. Resultados: a maioria dos cuidadores foi de mulheres, cuidava em tempo integral e apresentava sobrecarga moderada a severa. A maioria dos cuidadores está satisfeita com as relações sociais e o apoio social recebido. Verifica-se que a sobrecarga e o tempo de cuidado correlacionaram com o domínio relações sociais, que associa-se ao apoio social e, consequentemente, à redução da qualidade de vida. Conclusão: o apoio social aos cuidadores é importante para prevenir implicações à saúde, sobrecarga, desgaste biopsicossocial e proporcionar condições favoráveis à qualidade de vida desses, ao permitir maior liberdade para desenvolver suas atividades cotidianas. .


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Adulto Jovem , Cuidadores , Qualidade de Vida , Apoio Social , Estudos Transversais
20.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 7(2): 2569-2581, abr.-jun. 2015. tab
Artigo em Inglês, Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-26842

RESUMO

Objective: to analyze patterns of change on human health in the period 2006 to 2010 through demographic and epidemiological indicators. Method: an epidemiological study, descriptive subsidized on data from the Department of Computer Science of SUS (DATASUS) of the Ministry of Health, Brazilian Institute of Geography and Statistics and Integrated System of Penitentiary Information, in the period 2006 to 2010. For the tables and data analysis tools developed by DATASUS were used - TabWin and TabNet, besides the program Microsoft Office Excel 2007. Results: among the indicators of morbidity and mortality, the result from external causes in all kinds were growing in the studied years and higher in males population compared to female. Conclusion: the health problems most prevalent in the male population are preventable, then, health education can contribute in changing the behavioral and cultural profile of this population, which has negative consequences to their health.(AU)


Objetivo: analisar padrões de mudanças na saúde do homem no período de 2006 a 2010 por meio dos indicadores demográficos e epidemiológicos. Método: estudo epidemiológico, descritivo, subsidiado em dados do Departamento de Informática do SUS (DATASUS) do Ministério da Saúde, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e Sistema Integrado de Informações Penitenciárias, referentes ao período de 2006 a 2010. Para a tabulação e análise dos dados, foram utilizadas ferramentas desenvolvidas pelo DATASUS – TabWin e TabNet, além do programa Microsoft Office Excel 2007. Resultados: entre os indicadores de morbimortalidade, os decorrentes de causas externas, em todos os tipos, foram crescentes nos anos estudados e mais elevados na população masculina em relação à feminina. Conclusão: os agravos de saúde mais recorrentes na população masculina são preveníveis, logo, a educação em saúde poderá contribuir na alteração do perfil comportamental e cultural dessa população quem, por sua vez, acarreta consequências negativas à sua saúde.(AU)


Objetivo: analizar los modelos de cambio en la salud humana en el período 2006-2010 a través de indicadores demográficos y epidemiológicos. Método: estudio epidemiológico, descriptivo, subsidiado en datos del Departamento de Informática del SUS (DATASUS) del Ministerio de la Salud, Instituto Brasileño de Geografía y Estadística y Sistema Integrado de Informaciones Penitenciarias, referentes al período de 2006 a 2010. Para las tablas y análisis de los datos fueron utilizadas herramientas desarrolladas por el DATASUS – TabWin y TabNet, del programa Microsoft Office Excel 2007. Resultados: entre los indicadores de morbilidad y mortalidad, los decurrentes de causas externas, en todos los tipos, fueron crecientes en los años estudiados y más elevados en la población masculina en relación a la femenina. Conclusión: los problemas de salud más prevalentes en la población masculina, son prevenibles, por lo que la educación en salud, puede contribuir para cambiar el perfil conductual y cultural de esta población, que a su vez tiene consecuencias negativas para su salud.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Saúde do Homem/estatística & dados numéricos , Educação em Saúde , Promoção da Saúde , Gênero e Saúde , Brasil
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA