Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 43
Filtrar
1.
Cien Saude Colet ; 26(6): 2119-2130, 2021 Jun.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-34231724

RESUMO

The training, recruitment and retention of primary care professionals is a constant challenge in Brazil. The recent expansion of family and community medicine residency programs in the country coexists with gaps in the literature on the effects of this process. This article explores municipal health managers' understanding of these programs and the role they play in professional training and improving the quality of health care. We conducted a quantitative and qualitative analysis of the responses to questionnaires answered by 48 health managers working in municipal health services affiliated to residency programs. A descriptive statistical analysis of the quantitative data was performed and the qualitative data were analyzed using thematic analysis. The findings show that efforts were made to incorporate family and community doctors into the health care network and that managers recognized the potential residency program have to improve the quality of care and enhance professional training. Weaknesses were found in actions to improve infrastructure and facilities and the organization of the services affiliated to the programs. This study highlights the potential of residency programs for addressing longstanding problems in primary health care in Brazil when combined with actions to strengthen services, human resources and the programs.


Assuntos
Medicina Comunitária , Internato e Residência , Brasil , Medicina Comunitária/educação , Mão de Obra em Saúde , Humanos , Atenção Primária à Saúde
2.
Ciênc. Saúde Colet ; 26(6): 2119-2130, jun. 2021. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1278710

RESUMO

Resumo Treinamento especializado, provimento e fixação de profissionais na Atenção Primária à Saúde são desafios prementes no Brasil. A recente expansão dos Programas de Residência em Medicina de Família e Comunidade coexiste com lacunas na literatura sobre o efeito deste processo. O objetivo do trabalho é explorar a perspectiva do gestor municipal de saúde acerca das estratégias para o fortalecimento das residências e do papel destas na formação profissional e na qualificação da atenção. Trata-se de um estudo de análise quantitativa e qualitativa, com aplicação de questionário a gestores de municípios cenários destes programas. As respostas de 48 sujeitos foram submetidas a estatística descritiva e análise de conteúdo. Os resultados revelam um esforço em incorporar o Médico de Família e Comunidade na rede de atenção à saúde, uma percepção do potencial das residências no incremento da qualidade da atenção e da formação profissional e fragilidades nas ações para melhoria da estrutura e organização dos serviços com residentes. Vislumbra-se assim o potencial das residências para a superação de problemas históricos da Atenção Primária à Saúde brasileira, se atrelada a ações de fortalecimento do serviço, dos recursos humanos e do próprio programa.


Abstract The training, recruitment and retention of primary care professionals is a constant challenge in Brazil. The recent expansion of family and community medicine residency programs in the country coexists with gaps in the literature on the effects of this process. This article explores municipal health managers' understanding of these programs and the role they play in professional training and improving the quality of health care. We conducted a quantitative and qualitative analysis of the responses to questionnaires answered by 48 health managers working in municipal health services affiliated to residency programs. A descriptive statistical analysis of the quantitative data was performed and the qualitative data were analyzed using thematic analysis. The findings show that efforts were made to incorporate family and community doctors into the health care network and that managers recognized the potential residency program have to improve the quality of care and enhance professional training. Weaknesses were found in actions to improve infrastructure and facilities and the organization of the services affiliated to the programs. This study highlights the potential of residency programs for addressing longstanding problems in primary health care in Brazil when combined with actions to strengthen services, human resources and the programs.

3.
Ciênc. Saúde Colet ; 26(6): 2119-2130, jun. 2021. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1278749

RESUMO

Resumo Treinamento especializado, provimento e fixação de profissionais na Atenção Primária à Saúde são desafios prementes no Brasil. A recente expansão dos Programas de Residência em Medicina de Família e Comunidade coexiste com lacunas na literatura sobre o efeito deste processo. O objetivo do trabalho é explorar a perspectiva do gestor municipal de saúde acerca das estratégias para o fortalecimento das residências e do papel destas na formação profissional e na qualificação da atenção. Trata-se de um estudo de análise quantitativa e qualitativa, com aplicação de questionário a gestores de municípios cenários destes programas. As respostas de 48 sujeitos foram submetidas a estatística descritiva e análise de conteúdo. Os resultados revelam um esforço em incorporar o Médico de Família e Comunidade na rede de atenção à saúde, uma percepção do potencial das residências no incremento da qualidade da atenção e da formação profissional e fragilidades nas ações para melhoria da estrutura e organização dos serviços com residentes. Vislumbra-se assim o potencial das residências para a superação de problemas históricos da Atenção Primária à Saúde brasileira, se atrelada a ações de fortalecimento do serviço, dos recursos humanos e do próprio programa.


Abstract The training, recruitment and retention of primary care professionals is a constant challenge in Brazil. The recent expansion of family and community medicine residency programs in the country coexists with gaps in the literature on the effects of this process. This article explores municipal health managers' understanding of these programs and the role they play in professional training and improving the quality of health care. We conducted a quantitative and qualitative analysis of the responses to questionnaires answered by 48 health managers working in municipal health services affiliated to residency programs. A descriptive statistical analysis of the quantitative data was performed and the qualitative data were analyzed using thematic analysis. The findings show that efforts were made to incorporate family and community doctors into the health care network and that managers recognized the potential residency program have to improve the quality of care and enhance professional training. Weaknesses were found in actions to improve infrastructure and facilities and the organization of the services affiliated to the programs. This study highlights the potential of residency programs for addressing longstanding problems in primary health care in Brazil when combined with actions to strengthen services, human resources and the programs.

4.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 16(43): 2589, 20210126. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1282028

RESUMO

Introduction: Authors choose scholarly journals not only to advance their careers but also to interact with their respective scholarly communities. Objective: To describe the journals where family and community physicians in Brazil publish their work. Methods: In late 2018, we compiled a nationwide list of family and community physicians, and downloaded their curricula from the Lattes Platform. We extracted data on their complete journal articles from their curricula, completed these data with queries to CrossRef, VHL/LILACS, and PubMed/MEDLINE, and obtained data on the journals with queries to the United States NLM Catalog. Results: We found 3558 unique articles, published by 1011 journals. The most productive journal was RBMFC (Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade), which published 347 (9.8%) of these articles. About one in six articles were published in journals on family practice or primary health care. The proportion of articles published in journals in Brazil decreased during the study period from 83.8% to 58.4%. Conclusion: As in other countries, family and community physicians in Brazil usually publish in the national journal dedicated to their scholarly community, while also publishing extensively in journals from other disciplines. The increasing proportion of articles published in journals outside Brazil suggests primary care research in Brazil is increasingly of international relevance.


Introdução: Os autores escolhem periódicos acadêmicos não apenas para avançar em suas carreiras, mas também para interagir com suas respectivas comunidades acadêmicas. Objetivo: Descrever as revistas onde médicos de família e comunidade do Brail publicam seus trabalhos. Métodos: No final de 2018, compilamos uma lista nacional de médicos de família e comunidade e baixamos seus currículos da Plataforma Lattes. Extraímos dados de seus artigos completos de periódicos de seus currículos, completamos esses dados com consultas a CrossRef, BVS/LILACS e PubMed/MEDLINE, e obtivemos dados dos periódicos com consultas ao NLM Catalog, dos Estados Unidos. Resultados: foram encontrados 3558 artigos únicos, publicados por 1011 periódicos. O periódico mais produtivo foi a RBMFC (Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade), que publicou 347 (9,8%) desses artigos. Cerca de um em cada seis artigos foram publicados em periódicos sobre medicina de família e comunidade ou atenção primária à saúde. A proporção de artigos publicados em periódicos no Brasil diminuiu no período do estudo de 83,8% para 58,4%. Conclusão: Como em outros países, os médicos de família e comunidade no Brasil costumam publicar em periódico nacional dedicado à sua comunidade acadêmica, ao mesmo tempo que publicam extensivamente em periódicos de outras disciplinas. A crescente proporção de artigos publicados em periódicos fora do Brasil sugere que a pesquisa em atenção primária no Brasil é cada vez mais de relevância internacional.


Introducción: Los autores eligen revistas académicas no solo para avanzar en sus carreras, sino también para interactuar con sus respectivas comunidades académicas. Objetivo: Describir las revistas donde los médicos de familia y comunidad en Brasil publican su trabajo. Métodos: a fines de 2018, compilamos una lista nacional de médicos de familia y comunidad y descargamos sus currículos de la Plataforma Lattes. Extrajimos datos sobre sus artículos completos de revistas de su currículos, completamos estos datos con consultas a CrossRef, BVS/LILACS y PubMed/MEDLINE, y obtuvimos datos sobre las revistas con consultas al NLM Catalog, de Estados Unidos. Resultados: se encontraron 3558 artículos únicos, publicados por 1011 revistas. La revista más productiva fue RBMFC (Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade), que publicó 347 (9,8%) de estos artículos. Aproximadamente uno de cada seis artículos se publicó en revistas de medicina familiar o atención primaria de salud. La proporción de artículos publicados en revistas en Brasil disminuyó durante el período de estudio del 83,8% al 58,4%. Conclusión: Al igual que en otros países, los médicos de familia y comunidad en Brasil suelen publicar en la revista nacional dedicada a su comunidad académica, mientras que también publican extensamente en revistas de otras disciplinas. La creciente proporción de artículos publicados en revistas fuera de Brasil sugiere que la investigación en atención primaria en Brasil es cada vez más de relevancia internacional.


Assuntos
Publicações Periódicas como Assunto , Editoração , Medicina Comunitária , Medicina de Família e Comunidade , Brasil
5.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 16(43): 2655, 20210126. ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1281928

RESUMO

Introdution: The world is experiencing one of the greatest public health emergencies in history with the global spread of COVID-19. Health systems, including Primary Health Care (PHC) services, are pillars of pandemic coping strategies. Objective: To systematically review the literature analyzing the effectiveness of PHC organization strategies in the context of epidemics. Methods: We performed a rapid systematic literature review on MEDLINE (via PubMed), EMBASE and LILACS (via VHL), in order to analyze empirical studies on the effectiveness of PHC organization strategies in the context of epidemics to improve access and reduce morbidity and mortality. There was no assessment of risk of bias, and the synthesis was narrative. PROSPERO CRD42020178310.Results: We selected seven articles, which studied the responses to different epidemics in different parts of the world. In terms of access, the studies suggest positive results with the adoption of adjustments of work processes of the teams and the structure of the services, combined with diversification of actions (including call center), adequate provision of inputs and personal protective equipment, adequate action plans and communication strategies, and effective integration with public health services and other levels of care. No study analyzed population morbidity and mortality. The included studies suggest also that community-oriented PHC is more effective in crisis scenarios, indicating the necessity of strengthening of the Family Health Strategy in the Brazilian context. Conclusion: PHC can be effective in coping with public health emergencies. Action plans should be built with broad participation by the actors involved in coping with the epidemic. Emphasis is placed on the importance of empowering the link between the healthcare service and its registered population.


Introdução: O mundo está vivenciando uma das maiores emergências de saúde pública da história com a disseminação global da COVID-19. Os sistemas de saúde, incluindo os serviços de Atenção Primária à Saúde (PHC), são pilares das estratégias de enfrentamento de pandemias. Objetivo: Revisar sistematicamente a literatura que analisa a eficácia das estratégias de organização da APS no contexto de epidemias. Métodos: Realizamos uma rápida revisão sistemática da literatura sobre MEDLINE (via PubMed), EMBASE e LILACS (via BVS), a fim de analisar estudos empíricos sobre a eficácia das estratégias de organização da APS no contexto de epidemias para melhorar o acesso e reduzir a morbidade e mortalidade. Não houve avaliação de risco de viés, e a síntese foi narrativa. PROSPERO CRD42020178310. Resultados: Selecionamos sete artigos, que estudaram as respostas a diferentes epidemias em diferentes partes do mundo. Em termos de acesso, os estudos sugerem resultados positivos com a adoção de ajustes nos processos de trabalho das equipes e na estrutura dos serviços, combinados com a diversificação de ações (incluindo call center), fornecimento adequado de insumos e equipamentos de proteção individual, planos de ação e estratégias de comunicação adequados e integração efetiva com os serviços de saúde pública e outros níveis de atendimento. Nenhum estudo analisou a morbidade e mortalidade da população. Os estudos incluídos também sugerem que a APS comunitária é mais eficaz em cenários de crise, indicando a necessidade de fortalecimento da Estratégia de Saúde da Família no contexto brasileiro. Conclusão: A APS pode ser eficaz para lidar com emergências de saúde pública. Os planos de ação devem ser construídos com ampla participação dos atores envolvidos em lidar com a epidemia. A ênfase é dada à importância de fortalecer a ligação entre o serviço de saúde e sua população registrada.


Introducción: El mundo está viviendo una de las mayores emergencias de salud pública de la historia con la propagación global del COVID-19. Los sistemas de salud, incluidos los servicios de Atención Primaria de Salud (APS), son pilares de las estrategias para hacer frente a la pandemia. Objetivo: Revisar sistemáticamente la literatura que analiza la eficacia de las estrategias de organización de la APS en el contexto de las epidemias. Métodos: Se realizó una rápida revisión sistemática de la literatura en MEDLINE (vía PubMed), EMBASE y LILACS (vía BVS), con el fin de analizar los estudios empíricos sobre la efectividad de las estrategias de organización de la APS en el contexto de las epidemias para mejorar el acceso y reducir la morbilidad y la mortalidad. No se evaluó el riesgo de sesgo y la síntesis fue narrativa. PROSPERO CRD42020178310. Resultados: Se seleccionaron siete artículos, que estudiaron las respuestas a diferentes epidemias en distintas partes del mundo. En términos de acceso, los estudios sugieren resultados positivos con la adopción de ajustes de los procesos de trabajo de los equipos y de la estructura de los servicios, combinados con la diversificación de las acciones (incluyendo el call center), la provisión adecuada de insumos y equipos de protección personal, planes de acción y estrategias de comunicación adecuadas, y la integración efectiva con los servicios de salud pública y otros niveles de atención. Ningún estudio analizó la morbilidad y mortalidad de la población. Los estudios incluidos sugieren también que la APS orientada a la comunidad es más efectiva en escenarios de crisis, indicando la necesidad de fortalecer la Estrategia de Salud de la Familia en el contexto brasileño. Conclusión: La APS puede ser eficaz para enfrentar emergencias de salud pública. Los planes de acción deben ser construidos con amplia participación de los actores involucrados en el enfrentamiento de la epidemia. Se destaca la importancia de potenciar el vínculo entre el servicio de salud y su población registrada.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Organizações de Planejamento e Atendimento a Desastres , Epidemias , Pandemias , Revisão Sistemática , COVID-19 , Acesso aos Serviços de Saúde
6.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 16(43): 2626, 20210126. ilus, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1282026

RESUMO

Se sabe poco sobre las características de la graduación médica en Medicina Familiar y Comunitaria en Brasil. Objetivo: caracterizar las instituciones de educación superior (IES) donde los médicos especializados en medicina familiar y comunitaria en Brasil se graduaron hasta 2018. Métodos:estudio descriptivo basado en datos secundarios de los currículos Lattes de todos los MFCs que operan en Brasil, que incluye información sobre el lugar y el año de graduación del médico. Resultados: se ubicaron los planes de estudio de 4,065 (65,2%) de los 6,238 MFCs identificados. 3,889 (62,3%) registraron la IES en el que se graduaron en medicina. 3,769 (96.9%) MFCs se graduaron de 169 IES brasileñas y 120 (3.1%) se graduaron de 48 IES extranjeras. La mayoría de los MFCs se graduaron de IES públicas (n = 2,396; 63.8%), ubicadas en ciudades con más de 100,000 habitantes (n=3,446; 96.7%) y en las regiones Sur y Sureste del país. La región sudeste concentró las IES responsables de la graduación de más del 45.0% del MFCs. Todos los estados del Noreste, Medio Oeste y Norte del país representan cada uno menos del 4.5% del total de MFCs de Brasil. Las IES privadas han ganado mayor importancia en la graduación de MFCs desde 2008. Conclusión: La mayoría de los MFCs que obtuvieron sus títulos de especialidad en Brasil se graduaron en medicina en su propio país, en IES públicas ubicadas en los grandes centros urbanos de las dos regiones Sur y Sureste del país, un patrón que se asemeja al de la educación médica en general


Little is known about the characteristics of medical graduation in Family and Community Medicine in Brazil. Purpose: to characterize the higher education institutions (HEIs) where physicians who specialized in family and community medicine in Brazil graduated by 2018. Methods: A descriptive study based on secondary data from Lattes platform of all family physicians (FP) operating in Brazil, including information about the place and year of physician's graduation. Results: 4,065 (65.2%) curricula of the 6,238 FPs identified were located. 3,889 (62.3%) registered the HEI in which they graduated in medicine. 3,769 (96.9%) FPs graduated from 169 Brazilian HEIs and 120 (3.1%) graduated from 48 foreign HEIs. Most FPs graduated from public HEIs (n = 2,396; 63.8%), located in cities with more than 100,000 inhabitants (n = 3,446; 96.7%) and in South and Southeast regions of the country. The Southeast region concentrated the HEIs responsible for the graduation of more than 45.0% of the FPs. All states in the Northeast, Midwest and North regions of the country account for less than 4.5% of Brazil's total FPs. Private HEIs have gained greater importance in FP graduation from 2008. Conclusion: Most FPs who obtained their specialty titles in Brazil were graduated in medicine in their own country, in public HEIs located in the large urban centers of the South and Southeast regions of the country, a pattern that resembles that of global medical education in Brazil


Pouco se sabe sobre as características da graduação médica dos Médicos de Família e Comunidade do Brasil. Objetivo: caracterizar as instituições de ensino superior (IES) onde se graduaram os médicos que se especializaram em medicina de família e comunidade no Brasil até 2018. Métodos: estudo descritivo baseado em dados secundários dos currículos Lattes de todos os MFCs que atuam no Brasil, compreendendo informações sobre o local e ano de graduação do médico. Resultados:foram localizados os currículos de 4.065 (65,2%) dos 6.238 MFCs identificados, sendo que 3.889 (62,3%) registraram a IES na qual se graduaram em medicina. 3.769 (96,9%) MFCs se formaram em 169 IES brasileiras e 120 (3,1%) se formaram em 48 IES estrangeiras. A maioria dos MFC se graduaram em IES públicas (n=2.396; 63,8%), localizadas em cidades com mais de 100 mil habitantes (n=3.446; 96,7%) e nas regiões sul e sudeste do país. A região Sudeste concentrou as IES responsáveis pela graduação de mais de 45,0% dos MFCs. Todos os estados das regiões Nordeste, Centro-Oeste e Norte respondem, cada um, pela graduação de menos de 4,5% do total de MFCs do Brasil. As IES privadas ganharam maior importância na graduação de MFC a partir de 2008. Conclusão: a maior parte dos MFC que obtiveram seus títulos da especialidade no Brasil foram graduados em medicina no próprio país, em IES públicas localizadas nos grandes centros urbanos das regiões sul e sudeste do país, padrão que se assemelha ao da formação médica em geral


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Faculdades de Medicina , Educação de Graduação em Medicina , Medicina de Família e Comunidade
7.
Rev. bras. educ. méd ; 45(1): e034, 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1155916

RESUMO

Abstract: Introduction: The scarcity and inequalities in the geographical distribution of physicians challenge the consolidation of the right to health and create migratory flows that increase health inequities. Due to their complex and multidimensional characteristics, they demand multisectoral political approaches, considering several factors related to the availability and area of ​​practice of medical doctors, as well as the social vulnerability of local populations. Objective: This study aimed at analysing results of the "Mais Médicos" (More Doctors) Program Educational Axis in Brazil. Methodology: A documental research was conducted, highlighting the location and the public or private nature of new undergraduate medical school vacancies between the years 2013 until 2017, which were then compared to the goals and strategies outlined in the official Program documents. Results: The Educational Axis reached important milestones despite the resistance of some institutional actors. The Program extended its undergraduate vacancies by 7696 places, 22.48% of that in public institutions and 77.52% in private ones. Vacancy distribution prioritized cities in rural areas of Brazil, at the same instance bringing forward significant regulatory changes for undergraduate medical courses. However, political disputes with representatives of medical societies and stakeholders interested in favouring the private educational and healthcare sectors surface in the official discourses and documents. These factors weakened the program normative body, creating a hiatus between its core objectives and respective implementation. Evidence related to the concentration of vacancies in the Southeast regions allow the maintenance of a known unequal workforce distribution, despite a proportionally bigger increase in the Midwest, North and Northeast regions. Conclusion: The predominance of vacancies in private institutions and the weakening of the new undergraduate courses monitoring instruments can compromise changes in the graduate students' profiles, which are necessary for the fixation of physicians in strategic geographic areas to promote Primary Healthcare.


Resumo: Introdução: A carência e as desigualdades na distribuição geográfica de médicos desafiam a consolidação do direito à saúde e criam fluxos migratórios que acirram iniquidades em saúde. Devido ao seu caráter complexo e multidimensional, demandam abordagens políticas multissetoriais, considerando vários fatores relativos à disponibilidade e à área de atuação de médicos, bem como à vulnerabilidade social das populações consideradas. Objetivo: Este estudo teve como objetivo analisar os resultados do eixo Formação do Programa Mais Médicos no Brasil. Métodos: Realizou-se uma pesquisa documental, especificamente relativa à localização e à natureza pública ou privada das novas vagas de graduação em Medicina, no período de 2013 a 2017, em que se confrontaram os resultados obtidos com as metas e estratégias pactuadas nos documentos oficiais do programa. Resultados: O eixo Formação alcançou resultados importantes, apesar da resistência de alguns atores institucionais. O programa expandiu em 7.696 vagas de graduação, sendo 22,48% em instituições públicas e 77,52% em instituições privadas. A distribuição das novas vagas priorizou cidades do interior do Brasil e aprovou mudanças regulatórias importantes para os cursos de Medicina. No entanto, as disputas políticas com atores sociais representativos da classe médica e aqueles interessados no favorecimento do setor privado na educação e assistência à saúde ficaram expressas nos discursos e documentos oficiais. Tais aspectos fragilizaram o corpo normativo do programa e criaram um hiato entre os seus objetivos e a implementação. Evidências referentes à concentração de vagas no Sudeste do país favorecem a manutenção das desigualdades, a despeito de um crescimento proporcionalmente maior nas Regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte. Conclusão: A prevalência de vagas em instituições privadas e a fragilização de instrumentos de monitoramento dos novos cursos podem comprometer a mudança no perfil dos egressos, necessária para a fixação de médicos em áreas estratégicas e na atenção primária à saúde.


Assuntos
Humanos , Médicos/provisão & distribuição , Faculdades de Medicina/provisão & distribuição , Consórcios de Saúde , Brasil
8.
Saúde Soc ; 30(1): e190747, 2021. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1290061

RESUMO

Resumo O Banco Mundial tem influenciado os rumos do Sistema Único de Saúde ao longo desses quase 30 anos. Coube a este estudo analisar os projetos financiados pelo Banco Mundial para o setor saúde no Brasil entre 2003 e 2014. Empregou-se, aqui, a técnica da análise documental sobre os projetos financiados pelo Banco Mundial para o setor saúde brasileiro nas três esferas de governo, categorizados à luz da análise de conteúdo. Dos 174 projetos financiados no país, 31 contemplaram o setor saúde em sua composição, sendo 64,53% desses assinados com os governos estaduais. A maior parte dos projetos da saúde foram assinados no segundo governo Lula e os principais temas estruturantes foram: desenvolvimento humano e gênero, gestão do setor público e desenvolvimento do setor privado. Evidenciou-se o deslocamento estratégico do Banco Mundial, que se aproximou dos governos estaduais e municipais sobretudo a partir da segunda gestão do governo Lula. Esse movimento denota a habilidade do Banco Mundial de identificar as mudanças globais em andamento, sobretudo em relação ao cenário geopolítico e econômico. Conclui-se que o Banco Mundial aumentou seu interesse pelo setor de saúde brasileiro e que as propostas contribuíram para impulsionar os princípios da reforma do Estado no país.


Abstract The World Bank has been influencing the direction of the Brazilian National Health System over the last 30 years. This study analyzed the projects funded by the World Bank for the health sector in Brazil between 2003 and 2014. A documentary analysis was conducted on projects financed by the World Bank for the Brazilian health sector in the three government spheres, categorized according to content analysis. Of the 174 projects financed in the country, 31 contemplated the health sector in their composition, with 64.53% of these being signed with the state governments. Most of the health projects were signed in the second Lula government and the main structuring themes were: Human Development and Gender, Public Sector Management and Private Sector Development. The strategic displacement of the World Bank, which approached the state and municipal governments, was evident since the second administration of the Lula government. This movement denoted the World Bank's ability to identify global changes in progress, especially regarding the geopolitical and economic scenario. The results show that the World Bank increased its interest in the Brazilian health sector and that the proposals contributed to boost the principles of state reform in the country.

9.
Saúde Soc ; 30(1): e190747, 2021. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1252189

RESUMO

Resumo O Banco Mundial tem influenciado os rumos do Sistema Único de Saúde ao longo desses quase 30 anos. Coube a este estudo analisar os projetos financiados pelo Banco Mundial para o setor saúde no Brasil entre 2003 e 2014. Empregou-se, aqui, a técnica da análise documental sobre os projetos financiados pelo Banco Mundial para o setor saúde brasileiro nas três esferas de governo, categorizados à luz da análise de conteúdo. Dos 174 projetos financiados no país, 31 contemplaram o setor saúde em sua composição, sendo 64,53% desses assinados com os governos estaduais. A maior parte dos projetos da saúde foram assinados no segundo governo Lula e os principais temas estruturantes foram: desenvolvimento humano e gênero, gestão do setor público e desenvolvimento do setor privado. Evidenciou-se o deslocamento estratégico do Banco Mundial, que se aproximou dos governos estaduais e municipais sobretudo a partir da segunda gestão do governo Lula. Esse movimento denota a habilidade do Banco Mundial de identificar as mudanças globais em andamento, sobretudo em relação ao cenário geopolítico e econômico. Conclui-se que o Banco Mundial aumentou seu interesse pelo setor de saúde brasileiro e que as propostas contribuíram para impulsionar os princípios da reforma do Estado no país.


Abstract The World Bank has been influencing the direction of the Brazilian National Health System over the last 30 years. This study analyzed the projects funded by the World Bank for the health sector in Brazil between 2003 and 2014. A documentary analysis was conducted on projects financed by the World Bank for the Brazilian health sector in the three government spheres, categorized according to content analysis. Of the 174 projects financed in the country, 31 contemplated the health sector in their composition, with 64.53% of these being signed with the state governments. Most of the health projects were signed in the second Lula government and the main structuring themes were: Human Development and Gender, Public Sector Management and Private Sector Development. The strategic displacement of the World Bank, which approached the state and municipal governments, was evident since the second administration of the Lula government. This movement denoted the World Bank's ability to identify global changes in progress, especially regarding the geopolitical and economic scenario. The results show that the World Bank increased its interest in the Brazilian health sector and that the proposals contributed to boost the principles of state reform in the country.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Sistema Único de Saúde , Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento , Financiamento dos Sistemas de Saúde , Governo , Política de Saúde
10.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-32933944

RESUMO

OBJECTIVE: Our objective was to describe the postgraduate education trajectories of family and community physicians in Brazil, where neither primary healthcare nor family and community medicine is recognised as a knowledge area for the purpose of research and postgraduate education (master's and PhD degrees). DESIGN: An observational, exploratory study, using administrative data. A nationwide list of family and community physicians as of late November 2018 was compiled from multiple sources. Data on the mode of specialisation was obtained from the same sources and were correlated with data on master's and PhD degrees, obtained from the curricula vitae on the Lattes Platform. SETTING: This study was set in Brazil. PARTICIPANTS: 6238 family and community physicians (58.3% female), of whom 2795 had earned a specialist certificate (identified from the list of physicians certified by Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade) and 3957 had completed medical residency (identified from SisCNRM, the national information system for medical residency). RESULTS: A master's degree was held by 747 (12.0%) family and community physicians, and a PhD by 170 (2.7%); most degrees were in collective health (47.0% and 42%, respectively). Men were more likely than women to hold a master's degree (adjusted odds ratio (aOR) 1.24, 95% uncertainty interval (UI) 1.07-1.45) and even more likely to a hold PhD (aOR 1.86, 95% UI 1.35-2.59). Family and community physicians were also less likely to hold a PhD degree if their master's degree was professional (oriented towards jobs outside academia) instead of academic (aOR 0.15, 95% UI 0.05-0.39) or in some area other than collective health or medicine (aOR 0.41, 95% UI 0.21-0.78, compared with a master's degree in collective health). The postgraduate degree was more likely to precede specialisation for family and community physicians specialising through certification (master's degree 39.9%, PhD 33%) than through medical residency (master's degree 9.1%, PhD 6%). CONCLUSION: Family and community physicians in Brazil increasingly earn academic and professional master's and PhD degrees, with an emphasis on collective health, even though women seemingly face barriers to advance their education. The consequences of different postgraduate trajectories should be critically examined.


Assuntos
Educação de Pós-Graduação em Medicina , Médicos de Atenção Primária/educação , Brasil , Bases de Dados Factuais , Educação de Pós-Graduação em Medicina/estatística & dados numéricos , Educação de Pós-Graduação em Medicina/tendências , Feminino , Humanos , Masculino
11.
Preprint em Inglês | SciELO Preprints | ID: pps-1236

RESUMO

Scholarly journals should consider the attitudes of their communities before adopting any of the seven traits of open peer review. Unfortunately, surveys from the Global North might not generalize to the Global South, where double-blind peer review is commonplace even among journals on natural sciences and medicine. This paper reports the findings of a survey on attitudes to open peer review among four stakeholder groups of a scholarly-led medical journal in Brazil: society members and journal readers, authors, and reviewers. Compared to a previous survey recruiting mostly researchers on natural sciences from Europe, this survey found similar support to open peer review in general and for most of its traits. One important exception was open identities, which were considered detrimental by most participants, even more so in this survey than in the previous one. Interestingly, participants were not so dismissive of open identities when expressing whether they agreed with statements about its specific consequences. Because preprints are increasingly popular but incompatible with double-blind review, future research should examine the effects of transitioning from double-blind to open identities, especially on gender bias. Meanwhile, scholarly journals with double-blind review might prefer to begin by adopting other traits of open review or to make open identities optional at first.


Periódicos científicos deveriam considerar as atitudes de suas comunidades antes de adotar qualquer um dos sete traços da revisão por pares aberta. Infelizmente, inquéritos do Norte Global podem não generalizar para o Sul Global, onde a revisão por pares duplo-cega é comum mesmo entre periódicos das ciências naturais e medicina. Este artigo relata os achados de um inquérito sobre as atitudes perante a revisão por pares aberta em quatro grupos de partes interessadas em um periódico médico no Brasil: membros da associação, e leitores, autores e revisores do periódico. Em comparação a um inquérito prévio recrutando principalmente pesquisadores em ciências naturais da Europa, este inquérito encontrou suporte semelhante à revisão por pares em geral e à maioria de seus traços. Uma importante exceção foram as identidades abertas, um traço que foi considerado prejudicial pela maioria dos participantes, neste inquérito ainda mais do que no prévio. É digno de nota que as identidades abertas não tenham sido tão rejeitadas assim quando os participantes expressaram se concordavam ou não com assertivas sobre as consequências específicas desse traço. Uma vez que os preprints são crescentemente populares, mas incompatíveis com a revisão duplo-cega, pesquisas futuras deveriam examinar os efeitos de uma transição da revisão duplo-cega para identidades abertas, especialmente sobre o viés de gênero. Enquanto isso, periódicos científicos com revisão duplo-cega podem preferir adotar outros traços de revisão aberta, ou tornar as identidades abertas inicialmente opcionais.

12.
Cien Saude Colet ; 25(4): 1281-1292, 2020 Mar.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-32267431

RESUMO

While Primary Health Care (PHC) and Family and Community Medicine (FCM) have expanded their space and relevance in health care and undergraduate medical courses, Brazil has no stricto sensu FCM postgraduate programs. In this paper, we analyze some aspects of the Brazilian public health field and the national stricto sensu postgraduate system that can help to explain this scenario. As a contribution to the debate on this topic, we also gathered information from international postgraduate and research experiences in FCM and devised a curriculum proposal for future national FCM master's courses. In the end, we discussed some key strategies for the emergence of stricto sensu postgraduate courses in this discipline in Brazil, highlighting the potential of these programs for evaluation and qualification of primary care services, especially the Family Health Strategy, and the training of PHC specialists required for the consolidation of the Unified Health System (SUS) as an accessible, comprehensive and equitable health system for the Brazilian population.


Assuntos
Medicina Comunitária/educação , Educação de Pós-Graduação em Medicina/organização & administração , Medicina de Família e Comunidade/educação , Desenvolvimento de Programas , Brasil , Currículo , Humanos , Atenção Primária à Saúde
14.
Ciênc. Saúde Colet ; 25(4): 1281-1292, abr. 2020. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1089533

RESUMO

Resumo Embora a atenção primária à saúde (APS) e a medicina de família e comunidade (MFC) tenham aumentado seu espaço e relevância no cenário assistencial e nos cursos de graduação médica, não há cursos de pós-graduação "stricto sensu" em MFC no Brasil. Neste artigo, analisamos alguns aspectos do campo da saúde pública brasileira e da própria estruturação da pós-graduação "stricto sensu" nacional que podem ajudar a explicar este panorama. Como uma contribuição para o debate neste tema, também reunimos informações de experiências internacionais em pós-graduação e pesquisa em MFC e elaboramos uma proposta de currículo para futuros cursos nacionais de mestrado em MFC. Ao final discutimos algumas estratégias fundamentais para o surgimento de cursos de pós-graduação "stricto sensu" nesta área no Brasil, destacando o potencial desses cursos para a avaliação e a qualificação dos serviços de atenção primária, em especial a Estratégia Saúde da Família, e para a formação de profissionais especializados em APS necessários para a consolidação do Sistema Único de Saúde como sistema acessível, abrangente e equitativo para a população brasileira.


Abstract While Primary Health Care (PHC) and Family and Community Medicine (FCM) have expanded their space and relevance in health care and undergraduate medical courses, Brazil has no stricto sensu FCM postgraduate programs. In this paper, we analyze some aspects of the Brazilian public health field and the national stricto sensu postgraduate system that can help to explain this scenario. As a contribution to the debate on this topic, we also gathered information from international postgraduate and research experiences in FCM and devised a curriculum proposal for future national FCM master's courses. In the end, we discussed some key strategies for the emergence of stricto sensu postgraduate courses in this discipline in Brazil, highlighting the potential of these programs for evaluation and qualification of primary care services, especially the Family Health Strategy, and the training of PHC specialists required for the consolidation of the Unified Health System (SUS) as an accessible, comprehensive and equitable health system for the Brazilian population.


Assuntos
Humanos , Desenvolvimento de Programas , Medicina Comunitária/educação , Educação de Pós-Graduação em Medicina/organização & administração , Medicina de Família e Comunidade/educação , Atenção Primária à Saúde , Brasil , Currículo
15.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 15(42): 2149-2149, 20200210.
Artigo em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-1095971

RESUMO

Rev Bras Med Fam Comunidade. Rio de Janeiro, 2020 Jan-Dez; 15(42):21491Programa Mais Médicos: contribuições aos processos de trabalho e desafios para a integralidade do cuidado na Estratégia Saúde da FamíliaPablo de Almeida Boiteux1, Thiago Dias Sarti1, Rita de Cássia Duarte Lima1Mais Médicos (More Doctors) Program: contributions to the work processes and challenges for a comprehensive health care in Family Health StrategyEste artigo analisa os efeitos da inserção de uma médica cubana do Programa Mais Médicos nos processos de trabalho de uma equipe de Saúde da Família, discutindo suas contribuições e desafios à integralidade do cuidado em saúde. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritivo-exploratória, do tipo estudo de caso, realizada em município do estado do Espírito Santo, Brasil, mediante utilização de observação participante, complementada com entrevistas em profundidade e um grupo focal. A análise dos dados foi fundamentada nas teorias do processo de trabalho e da produção intersubjetiva do cuidado em saúde. Os resultados indicam contribuições na ampliação de ações assistenciais e no fortalecimento dos vínculos entre equipe e usuários. Entre os desafios, a persistência de práticas segmentadas por categorias profissionais, subordinadas à figura e aos saberes (bio)médicos, com limitada interação interprofissional e equipe-comunidade na construção de projetos comuns de cuidado.


This article analyzes the effects of the insertion of a Cuban doctor from the Mais Médicos (More Doctors) Program into the work processes of a Family Health Strategy team, discussing its contributions and challenges to the comprehensiveness of health care. This is a qualitative, descriptive-exploratory research, of the case study type, carried out in a city of the state of Espírito Santo, Brazil, using participant observation, in-depth interviews and focus group. The analysis was based on theories of the work process and the intersubjective production of health care. Results indicate contributions in the expansion of assistance actions and in the strengthening of the links between team and users. Among the challenges, the persistence of practices segmented by professional categories, subordinate to the (bio)medical figure and knowledge, with limited interprofessional and team-community interactions in the construction of common projects of care.


Este artículo analiza los efectos de la inserción de una médica cubana del Programa Mais Médicos en los procesos de trabajo de un equipo de Salud de la Familia, discutiendo sus contribuciones y desafíos a la integralidad del cuidado en salud. Es una investigación descriptiva-exploratoria, del tipo estudio de caso, realizada en municipio del estado de Espírito Santo, Brasil, mediante utilización de observación participante, complementada con entrevistas en profundidad y un grupo focal. El análisis fue fundamentado en teorías del proceso de trabajo y de la producción intersubjetiva del cuidado en salud. Los resultados indican contribuciones en la ampliación de y en el fortalecimiento de vínculos entre equipo y usuarios. Entre los desafíos, la persistencia de prácticas profesionales segmentadas, subordinadas al médico y sus saberes, con limitada interacción interprofesional y equipo-comunidad en la construcción de proyectos comunes de cuidado.


Assuntos
Avaliação de Processos em Cuidados de Saúde , Assistência Integral à Saúde , Estratégia Saúde da Família , Consórcios de Saúde
16.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 15(42): 2319, 20200210.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1049876

RESUMO

Para contribuir com a atenção primária à saúde, a pesquisa em medicina de família e comunidade precisa evitar quatro fatores que têm levado ao desperdício da pesquisa biomédica em nível mundial: questões de pesquisa irrelevantes; métodos inadequados para alcançar os objetivos da pesquisa; lentidão e inadequação da publicação dos resultados; relato da pesquisa obscuro e pouco transparente. Neste editorial, introduzimos medidas para os autores garantirem o impacto de sua pesquisa, e apresentamos novas políticas editoriais da RBMFC.


To contribute to primary health care, research in family and community medicine needs to avoid four factors that have led to wasted biomedical research worldwide: irrelevant research questions; inadequate methods to achieve the research objectives; slow and inadequate publication of results; obscure and not transparent reporting. In this editorial, we introduce measures for authors to ensure the impact of their research, and new editorial policies from RBMFC.


Para contribuir a la atención primaria de salud, la investigación en medicina familiar y comunitaria debe evitar cuatro factores que han llevado a la pérdida de investigación biomédica en todo el mundo: preguntas de investigación irrelevantes; métodos inadecuados para lograr los objetivos de investigación; lentitud y publicación inadecuada de resultados; oscuridad e falta de transparencia del informe de investigación. En este editorial, presentamos medidas para que los autores garanticen el impacto de su investigación, y presentamos nuevas políticas editoriales de RBMFC.

17.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 15(42): 2671, 20200210.
Artigo em Inglês, Espanhol, Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1147173

RESUMO

Acesso aberto aos artigos, dados e materiais de pesquisa são alguns elementos-chave da ciência aberta, um movimento plural que visa a transformar a criação e a comunicação do conhecimento científico. Graças à publicação de artigos em acesso aberto e à adoção de boas práticas editoriais, a RBMFC tem seus artigos indexados na LILACS e, mais recentemente, no DOAJ. A RBMFC também adota as diretrizes Transparency and Openness Promotion do Center for Open Science, e disponibiliza suas referências na CrossRef em domínio público, graças ao que a revista foi incluída no índice de citações OpenCitations. Com isso, a RBMFC espera tornar mais acessível, democrática e eficiente a pesquisa em medicina de família e comunidade e atenção primária à saúde.


Open access to research articles, data and materials are some key elements of open science, a plural movement that aims to transform the creation and communication of scientific knowledge. Thanks to the publication of articles in open access and the adoption of good editorial practices, RBMFC has its articles indexed in LILACS and, more recently, in DOAJ. RBMFC also adopts the Transparency and Openness Promotion guidelines from the Center for Open Science, and makes its references in CrossRef available in the public domain, thanks to which the journal was included in the OpenCitations citation index. With this, RBMFC hopes to make research in family and community medicine and primary health care more accessible, democratic and efficient


El acceso abierto a artículos, datos y materiales de investigación son algunos de los elementos clave de la ciencia abierta, un movimiento plural que tiene como objetivo transformar la creación y comunicación del conocimiento científico. Gracias a la publicación de artículos en acceso abierto y la adopción de buenas prácticas editoriales, RBMFC tiene sus artículos indexados en LILACS y, más recientemente, en DOAJ. RBMFC también adopta las directrices Transparency and Openness Promotion del Center for Open Science, y hace que sus referencias en CrossRef estén disponibles en el dominio público, gracias a lo cual la revista fue incluida en el índice de citas de OpenCitations. Con esto, RBMFC espera que la investigación en medicina familiar y comunitaria y atención primaria de salud sea más accesible, democrática y eficiente.

18.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 15(42): 2861, 20200210.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1147169

RESUMO

A Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (RBMFC) agradece aos Avaliadores listados abaixo que atuaram como revisores ad hoc durante o ano de 2020, dedicando horas voluntariamente para a emissão de pareceres técnicos sobre manuscritos submhttps://fi-admin.bvsalud.org/utils/field_assist/abstract/#etidos a esta revista.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...