Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. enferm. UFPE on line ; 11(supl.5): 2046-2055, maio 2017. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1032449

RESUMO

Objetivos: caracterizar os erros no processo de medicação notificados por meio do sistema eletrônico de um hospital geral de grande porte e propor uma estratégia educativa e problematizadora com o intuito de minimizar a ocorrência deste tipo de evento adverso. Método: estudo descritivo, de abordagem quantitativa. Os dados foram coletados a partir das fichas de notificação de erros no processo de medicação. Resultados: a amostra foi composta por 214 notificações. Os eventos adversos foram, em sua maioria, erros (n = 204,95,3%), ocorreram no plantão da manhã (n = 106, 49,4%) e foram classificados como erros de prescrição (n =164, 76,6%). Conclusão: este estudo encontrou, como principais erros, os relacionados à prescrição de medicamentos que, muitas vezes, foram identificados precocemente e, em poucos casos, causaram dano ao paciente.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Erros de Medicação , Notificação , Segurança do Paciente , Sistemas de Informação em Saúde , Sistemas de Medicação no Hospital , Epidemiologia Descritiva , Equipe de Enfermagem , Qualidade da Assistência à Saúde
2.
Rev. bras. cancerol ; 60(1): 51-58, jan.-mar. 2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-726078

RESUMO

Introdução: Os profissionais que atuam na Oncologia lidam com sofrimento, dor e muitas vezes com a morte. Objetivos: Identificar os fatores que influenciam a atuação dos profissionais de enfermagem em unidades oncológicase estratégias que favoreçam a assistência ao paciente oncológico na literatura. Método: Trata-se de uma revisão integrativa, com busca nas bases de dados Lilacs e Medline com os descritores: enfermagem oncológica, burnout, estresse, profissionais de saúde e Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Resultado: A análise de dados revelou dois temas: “o contexto de cuidado do paciente oncológico na UTI”, no qual evidenciaram-se os vários fatores que podem influenciarnegativamente o trabalho da equipe multiprofissional na UTI oncológica, tanto fatores físicos como psicológicos; e o “os sentimentos dos profissionais na assistência ao paciente oncológico na UTI”, no qual revela o conflito entre o dever de manter a vida versus o processo de finitude. Há estratégias para minimizar os fatores estressantes como melhorar as condições de trabalho e suporte psicológico. Conclusão: Futuros estudos devem ser realizados para melhorar o relacionamento profissional na UTI, pois a melhoria da qualidade de vida de toda a equipe, que cuida do paciente oncológico e de sua família, influencia na qualidade e humanização da assistência prestada


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Esgotamento Profissional , Pessoal de Saúde , Unidades de Terapia Intensiva , Cuidados de Enfermagem , Enfermagem Oncológica
3.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-691785

RESUMO

As infecções relacionadas à assistência a saúde (IRAS) constituem um problema grave e um desafio, exigindo ações efetivas de prevenção e controle. O objetivo deste estudo foi avaliar, in vitro, a atividade da clorexidina a 2% contra 29 cepas hospitalares de Staphylococcus aureus por meio de duas diferentes técnicas microbiológicas: 1) Poço-difusão em camada dupla de ágar e 2) Diluição em ágar - Diluição Inibitória Máxima (DIM) / Concentração Inibitória Mínima (CIM). De acordo com a técnica do poço-difusão em camada dupla de ágar, as cepas de S. aureus foram sensíveis à clorexidina (média dos diâmetros dos halos de inibição de crescimento de 17,8mm). E, na técnica de diluição em ágar, as cepas de S. aureus exibiram sensibilidade a clorexidina (DIM de 1/81.920 e CIM de 0,24μg/mL). Em conclusão, ambas as técnicas microbiológicas empregadas in vitro foram consideradas adequadas para a avaliação da atividade antibacteriana da clorexidina contra cepas de S. aureus . Além disso, estudos adicionais são necessários, considerando que o uso da clorexidina in vivo pode resultar em reações adversas e consequentemente alterar ou não sua atividade antimicrobiana.


Healthcare-associated infections constitute a serious challenge and require effective prevention and control actions. The aim of the present study was to evaluate the in vitro activity of 2% chlorhexidine against 29 hospital strains of Staphylococcus aureus using two microbiological methods: 1) well-diffusion in double-layer agar and 2) agar dilution – maximum inhibitory dilution (MID)/minimum inhibitory concentration (MIC). The well-diffusion in double-layer agar revealed that the strains of S. aureus were susceptible to chlorhexidine (mean diameter of growth inhibition zone: 17.8 mm). The agar dilution method also demonstrated that the strains of S. aureus were susceptible to chlorhexidine (MID: 1/81,920; MIC: 0.24 μg/mL). Based on the present findings, both in vitro microbiological methods are adequate for the evaluation of the antibacterial activity of chlorhexidine against strains of S. aureus . Additional studies are needed, as the use of chlorhexidine in vivo may result in adverse reactions, with a possible change in antimicrobial activity.


Assuntos
Humanos , Anti-Infecciosos , Clorexidina , Infecção Hospitalar , Staphylococcus aureus
4.
Rev. RENE ; 14(5): 1022-1030, 2013.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-706475

RESUMO

O uso de sacarose na terapêutica de feridas é uma prática comum que parece favorecer a cicatrização tissular e reduzir a carga microbiana. Objetivou-se, desta forma analisar as evidências científicas por meio da revisão integrativa a fim de determinar a indicação e contraindicação do uso da sacarose (nas apresentações de açúcar cristal, mascavo e/ou refinado) em feridas infectadas e assim auxiliar o profissional na tomada de decisão clínica. Selecionaram-se 10 estudos publicados na íntegra, no período de 2002 a 2012 e indexados no PubMed, Cinahl, Lilacs e Cochrane. Considerando a análise dos estudos, em sua maioria experimentais no modelo animal, verificou-se a efetividade do açúcar na reparação tecidual e modulagem positiva na resposta inflamatória. Com vistas a elucidar os mecanismos ou ação da sacarose na ferida, recomendam-se ensaios clínicos adicionais para padronizar a concentração, volume e periodicidade da sacarose nas trocas de coberturas.


Assuntos
Açúcares , Sacarose , Sacarose/uso terapêutico , Cicatriz
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA