Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev Bras Ortop ; 52(6): 699-704, 2017.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-29234654

RESUMO

Objective: To study use of the medial plantar flap for reconstruction of the heel and foot. Method: The authors share their clinical experience with the use of the medial plantar artery flap for coverage of tissue defects around the foot and heel after trauma. Twelve cases of medial plantar artery flap performed from January 2001 to December 2013 were included. Results: Of the 12 patients, ten were male and two were female. The indications were traumatic loss of the heel pad in ten cases and the dorsal foot in two cases. All the flaps healed uneventfully without major complications, except one case with partial flap loss. The donor site was covered with a split-thickness skin graft. The flaps had slightly inferior protective sensation compared with the normal side. Conclusion: From these results, the authors suggest that the medial plantar artery flap is a good addition to the existing armamentarium for coverage of the foot and heel. It is versatile flap that can cover defects on the heel, over the Achilles tendon and plantar surface, as well as the dorsal foot. It provides tissue to the plantar skin with a similar texture and intact protective sensation.

2.
Rev. bras. cir. plást ; 32(4): 603-607, out.-dez. 2017. ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-878791

RESUMO

Introdução: As reconstruções complexas da região do pé são planejadas com base nas subunidades anatômicas acometidas e pelo fator etiológico da lesão. Para coberturas de defeitos de dorso de pé, temos várias opções, desde as mais simples como enxertia local e retalhos locais ao acaso e retalhos pediculados locorregionais e as complexas com retalhos livres. Este trabalho tem por objetivo relatar um caso, cuja tática cirúrgica inédita na literatura utilizou um retalho plantar medial de fluxo retrógrado na reconstrução dorso-distais do pé. Sua originalidade consiste na passagem do retalho da planta para o dorso através do primeiro espaço intermetatársico. Métodos: Paciente 20 anos, sexo feminino, vítima de acidente de moto com trauma no pé, com perda de substância de dorso ao nível de 1 ao 5 metatarso, com exposição de osso e tendão. Foi utilizado um retalho plantar medial de fluxo retrógrado, com transposição para o dorso do pé. Resultados: A reconstrução da região distal do antepé e dedos são desafios. Os enxertos não são ideais para defeitos profundos e com exposição de estruturas nobres. Retalhos locais não são acessíveis para defeitos de dedos. E os retalhos livres são bem indicados para defeitos grandes. Os retalhos de fluxo reverso da artéria plantar medial está indicado e consagrado para a região do antepé e alguns autores modificaram para região de dorso do primeiro metatarso. Conclusão: Este retalho se mostra útil também para lesões de dorso de pé por meio dessa nova tática cirúrgica inédita na literatura, com a originalidade da passagem do pedículo da planta para o dorso através do primeiro espaço intermetatársico.


Introduction: Complex reconstructions of the foot region are planned based on the anatomical subunits affected by the etiological factors of lesions. We have several options for covering defects of the back of the feet, from the simpler ones, such as local graft and local flap at random and locoregional pedicled flaps, to the more complex ones, such as free flaps. Here, we report a case in which an unpublished technique using a retrograde flow medial plantar flap in the reconstruction of dorso-distal structures of the foot was used. Its originality consisted in the passage of the flap of the plant to the back through the first intermetatarsal space. Methods: The patient was a 20-year-old woman who had a motorcycle accident, wherein she sustained foot trauma with loss of back substance at the first to fifth metatarsal level, with bone and tendon exposure, and retrograde flow medial plantar flap was used, with transposition to the back of the foot. Results: The reconstruction of the distal region of the forefoot and fingers is a challenge. Grafts are not ideal for deep defects and exposure of noble structures. Local flaps are inaccessible for finger defects. Furthermore, the free flaps are well indicated for large defects. The flaps of the medial plantar artery are indicated and consecrated to the forefoot region, and some authors have modified to the dorsum region of the first metatarsal. Conclusion: This flap is useful for reconstruction of feet with dorsal lesions through this new technique that is unpublished in the literature, with the originality of the passage of the pedicle from the plant to the back through the first intermetatarsal space.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , História do Século XXI , Retalhos Cirúrgicos , Traumatismos do Pé , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos , Retalho Perfurante , Retalhos Cirúrgicos/cirurgia , Traumatismos do Pé/cirurgia , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/instrumentação , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos , Retalho Perfurante/cirurgia
3.
Rev. bras. ortop ; 52(6): 699-704, Nov.-Dec. 2017. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-899203

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE: To study use of the medial plantar flap for reconstruction of the heel and foot. METHOD: The authors share their clinical experience with the use of the medial plantar artery flap for coverage of tissue defects around the foot and heel after trauma. Twelve cases of medial plantar artery flap performed from January 2001 to December 2013 were included. RESULTS: Of the 12 patients, ten were male and two were female. The indications were traumatic loss of the heel pad in ten cases and the dorsal foot in two cases. All the flaps healed uneventfully without major complications, except one case with partial flap loss. The donor site was covered with a split-thickness skin graft. The flaps had slightly inferior protective sensation compared with the normal side. CONCLUSION: From these results, the authors suggest that the medial plantar artery flap is a good addition to the existing armamentarium for coverage of the foot and heel. It is versatile flap that can cover defects on the heel, over the Achilles tendon and plantar surface, as well as the dorsal foot. It provides tissue to the plantar skin with a similar texture and intact protective sensation.


RESUMO OBJETIVO: Estudar casos de retalho plantar medial na reconstrução do calcanhar e do pé. MÉTODO: Os autores apresentam sua experiência com o uso do retalho baseado na artéria plantar medial para cobertura de defeitos teciduais no pé, especialmente do calcanhar. Doze retalhos da artéria plantar medial, feitos entre janeiro de 2001 e dezembro de 2013, foram incluídos. RESULTADOS: Dos 12 pacientes, dez eram homens e duas mulheres. As indicações foram perda traumática do coxim do calcanhar em dez pacientes e dorso do pé em dois casos. Todos os retalhos cicatrizaram sem maiores complicações, exceto um caso com perda parcial. A área doadora foi coberta com enxerto de pele parcial. Os retalhos apresentaram uma sensibilidade protetora levemente inferior ao lado normal. CONCLUSÃO: De acordo com os resultados, o retalho plantar medial é uma boa opção para cobertura do pé, especialmente da região do calcanhar. A versatilidade do retalho permite a cobertura de defeitos no calcanhar, sobre o tendão de Aquiles e apoio plantar, assim como o dorso do pé. Esse retalho confere para região plantar uma pele de textura similar e sensibilidade protetora intacta.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Traumatismos do Pé , Calcanhar , Reconstrução Pós-Desastre , Ferimentos e Lesões
4.
Rev. bras. cir. plást ; 32(2): 256-261, 2017. ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-847385

RESUMO

Introdução: A cobertura do pé e especialmente da região do calcâneo são desafios técnicos para o cirurgião devido ao alto grau de especialização dos tecidos envolvidos e à relativa imobilidade dos tecidos próximos. Métodos: No presente estudo, apresentamos nossa experiência com uso do retalho baseado na artéria plantar medial para cobertura de defeitos teciduais no pé, especialmente na região de apoio plantar no calcâneo. Doze retalhos da artéria plantar medial feitos de 2001 a 2013 no Hospital Regional da Asa Norte, Brasília, DF, foram incluídos. Resultados: Dos 12 pacientes, 10 eram homens e dois eram mulheres. As indicações foram perda traumática do coxim do calcâneo em 10 pacientes e dorso do pé em dois casos. Todos os retalhos foram elevados como retalhos pediculados fasciocutâneos baseados na artéria plantar medial. Todos os retalhos cicatrizaram sem maiores complicações, exceto um caso com perda parcial. A área doadora foi coberta com enxerto de pele parcial e houve um caso de perda parcial do enxerto. Os retalhos apresentaram uma sensibilidade protetora levemente inferior ao lado normal. Conclusão: De acordo com os resultados, o retalho plantar medial é uma boa opção para cobertura do pé, especialmente do calcâneo. A versatilidade do retalho permite a cobertura de defeitos no calcâneo sobre o tendão de Aquiles e apoio plantar, assim como o dorso do pé. A cobertura da região de apoio plantar com pele de textura similar e sensibilidade protetora confere a esse retalho uma grande vantagem sobre outros retalhos para reconstrução dessa região.


Introduction: Reconstructive coverage of foot defects, especially those of the calcaneus region, is a unique technical challenge for the surgeon due to the high degree of specialization of the tissues involved and the relative immobility of the proximal tissues. Methods: In the present study, we present our experience with the use of the flap based on the medial plantar artery to cover tissue defects in the foot, especially in the region of the calcaneal fat pad. Twelve medial plantar artery flaps constructed from 2001 to 2013 at the As a Norte Regional Hospital, Brasília, DF, were included. Results: Of the 12 patients with the medial plantar artery flaps, 10 were men and 2 were women. The indications were traumatic tissue loss of the plantar fat pad in 10 patients and of the dorsum of the foot in two cases. All flaps were elevated as fasciocutaneous pedicle flaps based on the medial plantar artery. All the flaps healed without major complications, except one case that involved partial loss . The donor area was covered with a partial skin graft and there was one case of partial graft loss. The flap displayed a slightly lower protective sensitivity than the normal side. Conclusion: According to the results, the medial plantar flap is a good option for covering traumatic foot defects, especially those affecting the calcaneus. The versatility of the flap allows the coverage of defects of the calcaneus (e.g., the Achilles tendon and plantar fat pad regions), as well as those affecting the dorsum of the foot. The coverage of the plantar fat pad region with skin of similar texture and protective sensitivity confers to the medial plantar flap a large advantage over other flaps for reconstruction of this region.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Retalhos Cirúrgicos , Transplante , Ferimentos e Lesões , Calcâneo , Estudos Retrospectivos , Traumatismos do Pé , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos , Retalhos de Tecido Biológico , Transplante/métodos , Ferimentos e Lesões/cirurgia , Ferimentos e Lesões/terapia , Calcâneo/cirurgia , Calcâneo/lesões , Traumatismos do Pé/cirurgia , Traumatismos do Pé/terapia , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos , Retalhos de Tecido Biológico/cirurgia
5.
Rev. bras. cir. plást ; 31(4): 527-533, 2016. tab, ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-827442

RESUMO

Introduction: Covering complex lower limb wounds is a major challenge. The medial gastrocnemius muscle flap is usually indicated for reconstruction of loss of substance of the knee and proximal third of the leg. The objective of this study was to evaluate the results using gastrocnemius muscle flaps in lower limb wounds. Methods: A total of 28 patients with loss of substance in the lower limbs were treated with medial gastrocnemius muscle flaps. Data were obtained from clinical records of patients who underwent surgery from 2003 to 2012. Results: In 28 patients who underwent surgery, the age range was 4 to 57 years, with a mean of 30.6 years. The etiology of the lesions was a motorcycle accident in 16 cases (57.1%), being run over in 8 cases (28.6%), car crash in 2 cases (7.2%), meningococcemia in 1 case (3.6%), and snake bite in 1 case (3.6%). After an average follow-up of 15 months (range: 6 to 26 months), all patients had stable coverage. The mean number of preoperative debridements was 2.4 (range: 1 to 8). In 22 patients, the flaps were made without the release of the muscle origin and in 6 patients the muscle flaps were separated from their origin in the femur. Conclusions: Transfer of a gastrocnemius muscle flap is a simple and safe procedure in the treatment of lower limb injuries. The application of the medial gastrocnemius muscle flap was demonstrated in different situations, with satisfactory results and easy reproducibility.


Introdução: A cobertura de feridas complexas de membros inferiores é um grande desafio. O retalho muscular do gastrocnêmio medial é comumente indicado para reconstrução de perdas de substância do joelho e terço proximal da perna. O objetivo desse trabalho é avaliar os resultados da utilização do retalho muscular do gastrocnêmio nos casos de ferida em membros inferiores. Métodos: Um total de 28 pacientes com perda de substância de membros inferiores foi tratado com retalho muscular do gastrocnêmio medial. Os dados foram obtidos em registros clínicos dos pacientes operados no período de 2003 a 2012. Resultados: Vinte e oito pacientes foram operados, com idades variando de 4 a 57 anos, e média de 30,6 anos. A etiologia das lesões foi acidente por motocicleta em 16 casos (57,1%), atropelamentos em oito casos (28,6%), acidente automobilístico em dois casos (7,2%), meningococcemia em um caso (3,6%) e acidente ofídico em um caso (3,6%). Depois de um seguimento médio de 15 meses (variação de 6 a 26 meses), todos pacientes mostraram cobertura estável. O número médio de desbridamentos pré-operatórios foi 2,4 (variação de 1 a 8). Em 22 pacientes, os retalhos foram confeccionados sem a liberação da origem muscular e em seis pacientes os retalhos musculares foram separados de sua origem no fêmur. Conclusões: A transferência do retalho muscular do gastrocnêmio é um procedimento simples e seguro no tratamento de lesões de membros inferiores. Foi demonstrada a aplicação do retalho muscular do gastrocnêmio medial em diferentes situações, com resultados satisfatórios e fácil reprodução.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , História do Século XXI , Retalhos Cirúrgicos , Ferimentos e Lesões , Acidentes por Quedas , Estudos Retrospectivos , Músculo Esquelético , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos , Extremidade Inferior , Desbridamento , Perna (Organismo) , Amputação Traumática , Traumatismos da Perna , Retalhos Cirúrgicos/cirurgia , Ferimentos e Lesões/cirurgia , Ferimentos e Lesões/complicações , Músculo Esquelético/cirurgia , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos , Extremidade Inferior/cirurgia , Desbridamento/métodos , Amputação Traumática/cirurgia , Amputação Traumática/terapia , Traumatismos da Perna/cirurgia , Traumatismos da Perna/terapia
6.
Rev. Col. Bras. Cir ; 27(5): 316-320, set.-out. 2000. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-508320

RESUMO

As mordeduras representam uma lesão comum geralmente vista nas emergências dos hospitais, correspondendo a cerca de 1% dos atendimentos. Os autores conduziram um estudo para avaliar a conduta de fechamento primário das mordeduras na face dos pacientes atendidos na emergência do Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN, Brasília-DF) de janeiro a dezembro de 1999. O estudo compreendeu 42 pacientes, com média de idade de 17 anos (variação de um a 50 anos) e 29 (69,0%) dos pacientes eram homens. As mordeduras caninas foram as mais freqüentes (71,4%), seguidas pelas mordeduras humanas (26,2%). O tempo médio entre a agressão e o atendimento no Serviço de Cirurgia Plástica do HRAN foi de 16 horas. A orelha foi o sítio principal (40,0%), seguido pelo lábio. O tratamento utilizado foi a sutura direta em 28 (66,7%) pacientes, retalhos locais em 12 (28,6%) pacientes e enxerto em dois casos. Não houve infecção nos casos estudados. Os achados sugerem que o fechamento imediato das lesões na face é seguro, até em casos após várias horas da lesão.


Mammalian bite wounds represent a common type of injury usually seen in the emergency room, constitutingapproximately 1% of visits to emergency departments. The aim of this study was to evaluate the management of the bites injuries to the face presenting to Department of Plastic Surgery, Regional Hospital of North Wing, Brasília, Brazil, from January to December, 1999. There were 42 patients, with a mean age of 17 years, ranging between 1 and 50 years: 29 (69,0%) patients were males. Dog bites were responsible for 71,4% of all bite wounds, following by human bites (26,2%). The mean duration of injury before presentation was 16 hours. The ear was the most common site of injury (40,0%), followed by the lips. Surgical treatment consisted of primary closure, either by direct suturing (66,7%), local flap (28,6%) or skin grafting (4,7%). There was no infection in this study. The results indicate that immediate closure ofbite injuries is safe, even with older injuries.

7.
Brasília méd ; 37(1/2): 19-23, 2000. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-301113

RESUMO

Objetivo: Descrever e analisar as lesões por fogos de artifício em pacientes atendidos no Hospital Regional da Asa Norte, Brasília, Distrito Federal. Material e métodos: Os autores realizaram um estudo descritivo das lesões por fogos de artifício, em acidentados atendidos no Serviço de Emergência da Unidade de Cirurgia Plástica do Hospital Regional da Asa Norte, no período de junho de 1998 a janeiro de 1999, em uma série consecutiva de casos. Resultados: Foram atendidos 78 casos, dos quais 73 do sexo masculino; a média de idade foi de 29 anos (variando de 4 a 72 anos). Sessenta e quatro pacientes foram atendidos nas primeiras seis horas. Cinquenta e seis pacientes receberam alta imediatamente após o tratamento. Quanto ao local das lesões, 73 pacientes apresentaram comprometimento de uma ou ambas as mãos, 12 da face, 11 do tronco, sete dos membros inferiores e 23 mostraram lesões associadas. Quanto ao tipo de lesão, 32 pacientes apresentaram apenas queimaduras, 27 perda de substância e ou fratura do segmento acometido e 19 amputação parcial ou total dos dedos. A ingestão alcoólica, o baixo nível de instrução e a idade superior a 13 anos, foram fatores associados aos acidentes significativamente mais graves. Não houve mortes de pacientes objeto do estudo. Conclusão: Os acidentes com fogos de artifício estão associados a lesões variadas e, algumas vezes, muito graves, levando a sequelas irreparáveis


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Amputação , Traumatismos por Explosões , Queimaduras , Substâncias Explosivas , Traumatismos da Mão , Fraturas Orbitárias
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA