Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Saúde Soc ; 19(1): 159-169, jan.-mar. 2010.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-544721

RESUMO

Analisou-se como o médico do Programa de Saúde da Família (PSF) de Duque de Caxias percebe sua atuação. Foram feitas entrevistas semiestruturadas com 15 médicos que trabalham no primeiro, terceiro e quarto distritos, sendo o primeiro urbano e os demais rurais. Aplicou-se aos dados a análise de conteúdo, na modalidade temática. Os núcleos de sentidos referiram-se à motivação e ao preparo para ingressar na equipe, e a oportunidade que o PSF oferece para estabelecer vínculos com o paciente, reforçando o acolhimento, a escuta e a responsabilidade. Estabeleceram-se: a) a maioria se ressente da opinião que os colegas fazem dela; b) a preparação ofertada é eminentemente teórica; c) vínculo, escuta e responsabilidade são avanços conquistados na realização profissional, e d) as bases da racionalidade médica formatam a organização das práticas, traduzindo uma concepção de saúde que se define pela ausência das doenças. Consubstancia-se uma lacuna entre a realidade e a proposta do governo de fazer do PSF uma via de reorganização da atenção básica.


Assuntos
Humanos , Assistência Integral à Saúde , Saúde da Família , Relações Médico-Paciente , Médicos de Família , Estratégias de Saúde Nacionais
2.
Saúde Soc ; 19(1): 159-169, jan.-mar. 2010.
Artigo em Português | LILACS-Express | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-61900

RESUMO

Analisou-se como o médico do Programa de Saúde da Família (PSF) de Duque de Caxias percebe sua atuação. Foram feitas entrevistas semiestruturadas com 15 médicos que trabalham no primeiro, terceiro e quarto distritos, sendo o primeiro urbano e os demais rurais. Aplicou-se aos dados a análise de conteúdo, na modalidade temática. Os núcleos de sentidos referiram-se à motivação e ao preparo para ingressar na equipe, e a oportunidade que o PSF oferece para estabelecer vínculos com o paciente, reforçando o acolhimento, a escuta e a responsabilidade. Estabeleceram-se: a) a maioria se ressente da opinião que os colegas fazem dela; b) a preparação ofertada é eminentemente teórica; c) vínculo, escuta e responsabilidade são avanços conquistados na realização profissional, e d) as bases da racionalidade médica formatam a organização das práticas, traduzindo uma concepção de saúde que se define pela ausência das doenças. Consubstancia-se uma lacuna entre a realidade e a proposta do governo de fazer do PSF uma via de reorganização da atenção básica.(AU)


Assuntos
Humanos , 36397 , Relações Médico-Paciente , Médicos de Família , Assistência Integral à Saúde , Saúde da Família
3.
Cad. saúde pública ; 25(2): 349-358, fev. 2009.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-505495

RESUMO

Objetivou-se compreender como médicos de uma equipe do Programa Saúde da Família (PSF) percebem sua atuação na área da saúde da criança, em contraponto com os princípios norteadores do programa aliados ao da Agenda de Compromissos para a Saúde Integral da Criança e Redução da Mortalidade Infantil, do Ministério da Saúde. Considerou-se como pano de fundo a estratégia de implementação da atenção primária no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas. O material obtido foi analisado via análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram que, de um modo geral, a Agenda está sendo cumprida. Entretanto há dificuldades para a referência e contra-referência; as ações propostas pelo PSF exigem competência médica e sociológica esbarrando com problemas inerentes à formação biomédica; a infra-estrutura é precária, assim como os insumos, e o treinamento oferecido não capacita suficientemente os médicos para uma abordagem mais global. Conclui-se que o modelo de assistência básica no Brasil precisa de ajustes para se adequar à realidade do país e que parcerias, transcendentes ao sistema, necessitam ser feitas.


The aim of this study was to understand how physicians from a team in the Brazilian Family Health Program perceive their work in child health, as compared to the program's principles outlined in the Agenda for Commitment to Comprehensive Child Health and Reduction of Infant Mortality, under the Ministry of Health. The backdrop was the strategy for implementation of primary care under the Unified National Health System (SUS). Semi-structured interviews were held, and the material was submitted to content analysis. According to the findings, in general the Agenda is being met. However, there are difficulties with referral and counter-referral; the measures proposed by the Family Health Program require medical and sociological competence and face problems inherent to biomedical training; the infrastructure and inputs are precarious; and the training provided does not prepare physicians sufficiently for a more comprehensive approach. In conclusion, the primary care model in Brazil requires adjustments to the country's reality, and partnerships that transcend the system are necessary.


Assuntos
Criança , Humanos , Lactente , Proteção da Criança , Saúde da Família , Prioridades em Saúde , Programas Nacionais de Saúde , Padrões de Prática Médica/estatística & dados numéricos , Brasil , Mortalidade Infantil , Entrevistas como Assunto
4.
Rio de Janeiro; s.n; 2006. ix,132 p. tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-441385

RESUMO

O Programa de Saúde da Família vem sendo proposto como uma nova forma de organizar a atenção básica no Brasil. No ano de 2004, o Ministério da Saúde lançou a Agenda de Compromissos para a Saúde Integral e Redução da Mortalidade Infantil que traz os princípios norteadores do cuidado à saúde da criança e define quatro linhas de cuidado como prioritárias (nascimento saudável, crescimento e desenvolvimento, distúrbios nutricionais e doenças prevalentes na infância). Analisar como os médicos do PSF percebem sua atuação em relação à saúde da criança foi o nosso principal objetivo. Realizamos um estudo de caso no PSF do município de Duque de Caxias/RJ. Para a identificação do perfil dos médicos e seleção da amostra que seria entrevistada, aplicamos um questionário para todos os profissionais do programa. Realizamos quinze entrevistas semi-estruturadas e as analisamos utilizando uma adaptação da técnica de Análise de Conteúdo proposta por Bardin. Como resultados, evidenciamos que a proximidade com o cotidiano da comunidade aliada ao maior tempo de consulta vem propiciando uma maior percepção dos determinantes do processo saúde doença. Os vários treinamentos oferecidos pelo município proporcionaram o desenvolvimento das linhas de cuidado, mas o isolamento em relação à rede de referência vem dificultando a integralidade da assistência.


Assuntos
Criança , Cuidado da Criança , Assistência Integral à Saúde , Médicos de Família , Estratégias de Saúde Nacionais , Participação da Comunidade
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...