Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Diagn. tratamento ; 23(4): [160-169], out-dez 2018. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-987493

RESUMO

Contexto: A pancreatite aguda é uma inflamação aguda do pâncreas, na qual as enzimas digestivas pancreáticas são ativadas no parênquima do próprio órgão e na circulação sanguínea, levando a uma resposta inflamatória sistêmica. Diversos testes diagnósticos e intervenções terapêuticas são opções no manejo desses participantes. Objetivo: avaliar as evidências de revisões sistemáticas Cochrane sobre acurácia, efetividade e segurança no manejo da pancreatite aguda. Métodos: Foram incluídas revisões sistemáticas a partir de busca sistematizada na Biblioteca Cochrane. Dois autores avaliaram a concordância com os critérios de inclusão das revisões encontradas e apresentaram uma síntese qualitativa de seus achados. Resultados: Foram incluídas 11 revisões sistemáticas Cochrane que encontraram evidências de qualidade variada sobre testes diagnósticos e intervenções terapêuticas para pancreatite aguda. Nenhuma evidência atual é de alta qualidade. Nenhuma análise comparativa de acurácia foi realizada entre os testes diagnósticos. Evidência de qualidade moderada demonstrou superioridade da dieta enteral sobre a parenteral, e não houve evidência de benefícios da colangiopancreatografia retrógrada endoscópica precoce para casos em que não haja colangite ou coledocolitíase associada à pancreatite aguda. Conclusão: A única evidência de moderada qualidade (e, portanto, que pode ser modificada após a inclusão de novos estudos) é referente à maior efetividade e segurança da dieta enteral quando comparada à parenteral na pancreatite aguda.


Assuntos
Pancreatite , Revisão , Medicina Baseada em Evidências , Prática Clínica Baseada em Evidências , Tomada de Decisão Clínica
3.
J Gastrointest Oncol ; 5(6): E100-2, 2014 Dec.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-25436130

RESUMO

The association between gastric cancer and muscle metastasis is extremely rare. Few cases have been reported in the literature. We report a case of a 68-year-old man, with a diagnosis of gastric adenocarcinoma by endoscopy and biopsy. A painful nodule on the right thigh became noticeable during chemotherapy sessions, where positron emission tomography and percutaneous biopsy diagnosed a muscle metastasis of gastric adenocarcinoma. This report demonstrates the importance of further investigation of muscle lesion in patients with gastrointestinal cancer and how we can diagnose and treat these lesions.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA