Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Biosci. j. (Online) ; 30(5 Supplement 2): 737-745, 2014. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-947966

RESUMO

Schinopsis brasiliensis Engl. (Anacardiaceae) is a typical "Caatinga" (savanna) tree, whose seed germination occurs in a slow and irregular. The ideal conditions for seed germination of many tree species are still unknown. The present study objective was to evaluate different temperatures and substrates to establish a protocol for seed germination Schinopsis brasiliensis, conducted at the Federal University of Paraiba, Areia, Paraiba State (PB), Brazil. Therefore, different temperatures (25, 30, 35 and 20-30 ºC) and substrates (including sand, vermiculite between, on paper, between paper and paper roll) were used. To assess the effect of treatments for germination (%), first germination count (%), germination velocity index (GSI), lengths of the principal root and of the aerial portion of the seedlings and dry weights of the root system and of the aerial portion of the seedlings. The experimental design was completely randomized with treatments arranged in a 4 x 5 factorial arrangement (temperature and substrate), four replicates of 25 diaspores for each treatment. The means were compared by Tukey test at 1% probability and orthogonal contrasts between temperatures (35 vs 30 º C, 30 vs 25 º C and 20-30 vs 30 º C). The germination tests of S. brasiliensis should analyze the numbers of seedlings germinated 10 (first count) and 20 days (final evaluation) after sowing; The combination of a vermiculite substrate and alternating temperature (20-30 ºC) was best for stimulating the germination of S. brasiliensis diaspores.


Schinopsis brasiliensis Engl. (Anacardiaceae) é uma árvore típica da caatinga, cuja germinação das sementes ocorre de forma lenta e irregular. As condições ideais de germinação das sementes de muitas espécies ainda não são bem conhecidas. O presente estudo teve como objetivo avaliar diferentes temperaturas e substratos para o estabelecimento de um protocolo de germinação para sementes de Schinopsis brasiliensis, conduzido na Universidade Federal da Paraíba, em Areia-PB. Para tanto, foram utilizados diferentes temperaturas (25, 30, 35 e 20-30 ºC) e substratos (entre areia, entre vermiculita, sobre papel, entre papel e rolo de papel). Para avaliação do efeito dos tratamentos foram realizados testes de germinação (%), primeira contagem de germinação (%), índice de velocidade de germinação (IVG), comprimento da raiz principal e da parte aérea das plântulas e massa seca do sistema radicular e da parte aérea das plântulas. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente ao acaso, com os tratamentos distribuídos em arranjo fatorial 4 x 5 (temperaturas e substratos), em quatro repetições de 25 diásporos para cada tratamento. As médias foram comparadas pelo teste de Tukey, ao nível de 1% de probabilidade e por contrastes ortogonais entre temperaturas (35 vs 30 ºC, 30 vs 25 ºC e 20-30 vs 30 ºC). Para o teste de germinação de S. brasiliensis, as plântulas devem ser analisadas aos 10 (primeira contagem) e 20 dias (avaliação final) do semeio; O substrato vermiculita e a temperatura alternada 20-30 ºC são mais indicados para a germinação dos diásporos e o desenvolvimento inicial de plântulas de S. brasiliensis. A temperatura constante de 35 ºC é prejudicial à germinação dos diásporos de S. brasiliensis.


Assuntos
Sementes , Substratos , Germinação , Anacardiaceae
2.
Biosci. j. (Online) ; 29(1): 216-223, jan./feb. 2013. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-914381

RESUMO

Clitoria fairchildiana Howard, nativa da região amazônica é bastante utilizada em programas de reflorestamento, na arborização de ruas, praças públicas, rodovias e estacionamentos devido à sua copa larga e frondosa e ao seu rápido crescimento. Diante de sua importância realizou o trabalho com o objetivo de estudar a influência da coloração do tegumento e da temperatura na germinação e vigor de sementes de C. fairchildiana. A pesquisa foi conduzida no Laboratório de Análise de Sementes, do Centro de Ciências Agrárias, da Universidade Federal da Paraíba, em Areia - PB. Avaliou-se a germinação das sementes marrons e pretas em temperaturas constantes (25, 30 e 35 °C) e alternada (20- 30 °C). O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 2 x 4 (coloração e temperaturas), em quatro repetições. As variáveis analisadas foram: germinação, índice de velocidade de germinação (IVG), comprimento e massa seca de plântulas. A qualidade fisiológica das sementes de Clitoria fairchildiana de coloração preta é inferior comparativamente à de coloração marrom, independentemente da temperatura utilizada para sua avaliação.


Clitoria fairchildiana Howard, a native of the Amazon region is widely used in programs of reforestation, afforestation, streets, public squares, roads and parking lots due to its large and leafy cup and its rapid growth. Before its significance was the work with the goal of studying the influence of coloured tegument and temperature on the germination and vigor of seeds of C. fairchildiana. The survey was conducted in the laboratory of analysis of seed from the center of Agrarian Sciences, Federal University of Paraíba, in Areia-PB. Assessed the germination of seeds and brownish black in constant temperatures (25, 30 and 35 °C) and alternating (20-30 °C). The experimental design was entirely at random, in schema factorial 2 x 4 (staining and temperatures), four repetitions. The variables analyzed were: sprouting, germination speed index (IVG), length and mass seedling drought. The physiological quality of seeds of Clitoria fairchildiana black staining is less compared to Brown in colour, regardless of the temperature used for their assessment.


Assuntos
Sementes , Germinação , Tegumento Comum , Clitoria
3.
Ciênc. rural ; 42(12): 2199-2205, dez. 2012. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-658057

RESUMO

Clitoria fairchildiana Howard, nativa da região amazônica, é bastante utilizada em programas de reflorestamento, na arborização de ruas, praças públicas, rodovias e estacionamentos, devido à sua copa larga e frondosa e ao seu rápido crescimento. Dessa forma, o objetivo neste trabalho foi estudar a influência de regimes de luz e temperaturas na germinação e no vigor de sementes de C. fairchildiana. Avaliou-se o potencial fisiológico das sementes sob temperaturas constantes (25 e 30°C) e alternada (20-30°C) em diferentes regimes de luz: branca, verde, vermelho-distante, vermelha e ausência de luz. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3x5, em quatro repetições. As variáveis analisadas foram: porcentagem de germinação, primeira contagem e índice de velocidade de germinação (IVG), bem como comprimento e massa seca de parte aérea e raízes das plântulas. As sementes de C. fairchildiana germinam no escuro e em todos os regimes de luz, independente da temperatura utilizada, sendo consideradas fotoblásticas neutras. Para avaliação do vigor dessas sementes, recomenda-se a temperatura de 30°C no regime de luz branca.


Clitoria fairchildiana Howard, a native of the Amazon region is widely used in reforestation programs, planting trees in the streets, public squares, roads and parking lots because of its broad and leafy canopy and its rapid growth. Thus, the objective was to study the influence of light and temperature regimes on germination and vigor of C. fairchildiana seeds. We evaluated the physiological potential of seeds under constant temperatures (25 and 30°C) and alternating (20-30°C) in different light regimes: white, green, far-red, red and darkness. The experimental design was completely randomized in a factorial 3x5, with four replications. The variables analyzed were: germination percentage, first count and germination speed index (GSI), as well as length and dry mass of shoots and primary roots of seedlings. C. fairchildiana seeds germinate in the dark and in all light regimes, regardless of the temperature used and are considered neutral photoblastic. To evaluate the effect of these seeds is recommended temperature of 30°C in the regime of white light, except for the test seedling dry weight, which indicated the green light, far-red or dark.

4.
Ciênc. rural ; 42(4): 638-644, abr. 2012. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-623081

RESUMO

Sapindus saponaria L. é uma árvore de grande porte distribuída especialmente na região Amazônica, sendo de grande importância para o reflorestamento de áreas degradadas, na construção civil e confecção de brinquedos. O objetivo dessa pesquisa foi testar tratamentos pré-germinativos para superar a dormência e avaliar o efeito da temperatura e do substrato na germinação das sementes de S. saponaria. O experimento foi conduzido em ambiente protegido e no Laboratório de Análise de Sementes (LAS) da Universidade Federal da Paraíba. Dois ensaios foram desenvolvidos, sendo no primeiro testados os seguintes tratamentos: imersão das sementes em ácido sulfúrico (H2SO4) por 0, 15, 30, 45 e 60 minutos, analisando-se as variáveis: emergência e índice de velocidade de emergência, comprimento e massa seca de plântulas. No segundo ensaio foi avaliado o efeito das temperaturas (25, 20-30, 30 e 35°C) e substratos (areia, vermiculita e pó-de-coco) na germinação e no vigor das sementes. Pelos resultados constata-se que a imersão das sementes de S. saponaria em ácido sulfúrico por 60 minutos é suficiente para superar a dormência acelerando e uniformizando a emergência das plântulas. A melhor condição para executar o teste de germinação é empregando temperatura constante de 30°C ou alternada de 20-30°C em substrato vermiculita ou apenas 30°C combinado com o substrato areia.


Sapindus saponaria L. is a large tree distributed especially in the Amazon region is of great importance for the reforestation of degraded areas, construction and manufacture of toys. The aim of this study was to test pre-germination treatments to overcome dormancy and to evaluate the effect of temperature and substrate on seed germination of S. saponaria. The experiment was conducted in a protected ambient and the Seed Analysis Laboratory (SAL), Universidade Federal da Paraíba. Two tests were developed, and tested first in the following treatments: seeds immersion in sulfuric acid (H2SO4) for 0, 15, 30, 45 and 60 minutes, analyzing the variables: emergence and emergence speed index, length and dry mass of seedlings. In the second test, was evaluated the effect of temperatures (25, 20-30, 30 and 35°C) and substrates (sand, vermiculite and coconut dust) on the germination and seed vigor. From the results it appears that the immersion of seeds of S. saponaria in sulfuric acid for 60 minutes is sufficient to overcome dormancy accelerating and standardizing the seedling emergency. The best conditions for testing germination using constant temperature of 30°C or alternating 20-30°C in vermiculite or only 30°C combined with the sand.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA