Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1047782

RESUMO

Objetivo: desvelar a produção acerca da assistência de enfermagem prestada às crianças/adolescentes vítimas de violência. Método: trata-se de uma revisão sistematizada realizada com consulta nas bases de dados: LILACS, Scielo e BDENF. Foram selecionados 19 artigos para compor este trabalho. A análise de dados deu-se por meio da proposta de Mendes, Silveira e Galvão. Resultados: os dados foram discutidos através dos tópicos: despreparo dos profissionais frente aos casos de violência infantil; sentimentos dos profissionais envolvidos no cuidado à criança/adolescente vítima de violência; notificação, protocolos e rotinas na assistência à criança/ adolescente vítima de violência; estratégias de assistência à criança/adolescente vítima de violência. Conclusão: os profissionais de enfermagem não se sentem preparados para atuarem frente aos casos de violência infantil. Identificou-se a necessidade de protocolos assistenciais que respaldem a assistência profissional. Ademais, é importante o fortalecimento da rede de atenção intersetorial que garanta a assistência adequada às vítimas e suas famílias


Objective: to explore the literature regarding the nursing care provided to children/adolescents victims of violence. Method: it consists of a systematic review performed on databases such as, LILACS, Scielo and BDENF. 19 articles have been selected to compose this study. The data analysis was developed throughout Mendes, Silveira and Galvão's proposal. Results: the data discussion occurred throughout the following topics: professional unpreparedness to deal with cases of child violence; the feelings of professionals involved on the care provided to a child/adolescent victim of violence; notification, protocols and routines regarding the assistance of children/adolescents victims of violence. Conclusion: nursing professionals do not feel prepared to deal with situations of children violence. It was identified the need of protocols that support the nursing assistance. Furthermore, it is important to enhance the intersectoral attention network in order to ensure the appropriate care to the victims and their families


Objetivo: desvelar la producción acerca de la asistencia de enfermería a los niños/adolescentes víctimas de violencia. Método: se trata de una revisión sistematizada realizada con consulta en las bases de datos: LILACS, Scielo y BDENF. Se seleccionaron 19 artículos para componer este trabajo. El análisis de datos se dio através de la propuesta de Mendes, Silveira y Galvão. Resultados: los datos fueron discutidos através de los tópicos: despreparo de los profesionales frente a los casos de violencia infantil; sentimientos de los profesionales envolvidos en el cuidado al niño/ adolescente víctima de violencia; notificación, protocolos y rutinas en la asistencia al niño/adolescente víctima de violencia; estrategias de asistencia al niño/adolescente víctima de violencia. Conclusión: los profesionales de enfermería no se sienten preparados para actuar frente a los casos de violencia infantil. Se identificó la necesidad de protocolos asistenciales que soporten la asistencia profesional. Además, es importante el fortalecimiento de la red de atención intersectorial que promueva la asistencia adecuada a las víctimas y sus familia


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Maus-Tratos Infantis/psicologia , Violência Doméstica , Cuidados de Enfermagem , Maus-Tratos Infantis/terapia , Saúde da Criança , Saúde do Adolescente , Exposição à Violência
2.
REME rev. min. enferm ; 23: e-1187, jan.2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1010345

RESUMO

OBJETIVO: conhecer as reações da família à revelação do diagnóstico de paralisia cerebral do filho. METODOLOGIA: pesquisa com abordagem qualitativa, exploratório-descritiva, desenvolvida com 10 participantes na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de uma cidade localizada ao sul do estado do Rio Grande do Sul. Para a coleta de dados, utilizou-se a entrevista semiestruturada e para a interpretação, a análise de conteúdo. Obteve-se aprovação pelo Comitê de Ética em pesquisa sob o número 1.992.988. RESULTADOS: a pesquisa mostra que há uma falha na comunicação entre os profissionais de saúde e a família. CONCLUSÃO: é fundamental a criação do vínculo, bem como a comunicação entre os profissionais de saúde e os familiares da criança com paralisia cerebral para auxiliar desde a revelação à compreensão do diagnóstico, até a aceitação da condição para a efetivação do cuidado ofertado pela família à criança, auxiliando na formação de redes sociais de apoio.(AU)


Objective: To learn the reactions of the family when their child is diagnosed with cerebral palsy. Methodology: It is a research with a qualitative, exploratory-descriptive approach, developed with 10 participants in the Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) of a city located in the southern part of the State of Rio Grande do Sul. A semi-structured interview and content analysis were used for data collection and interpretation, respectively. The research was approved by the Research Ethics Committee under number 1.992.988. Results: The research shows that there is lack of communication between health professionals and families. Conclusion: It is essential to create a bond, as well as to open a communication channel between health professionals and family members of the child with cerebral palsy, to assist them from the disclosure and understanding of the diagnosis until the acceptance of the condition to ensure the family's effective care for the child, in order to create social support networks.(AU)


Objetivo: conocer la reacción de la familia ante la revelación del diagnóstico de parálisis cerebral del hijo. Metodología: investigación de enfoque cualitativo, exploratorio decriptivo, realizada con 10 participantes de la asociación APAE (asociación de padres y amigos de deficientes mentales) de una pequeña ciudad del sur del estado de Rio Grande do Sul. Los datos se recogieron en entrevistas semiestructuradas y se analizaron según su contenido, con la aprobación del comité de ética en investigación bajo el número 1.992.988. Resultados: la investigación muestra fallas de comunicación entre los profesionales de salud y la familia. Conclusión: es imprescindible crear vínculos y establecer comunicación entre los profesionales de salud y los familiares del niño con parálisis cerebral. De este modo se podría ayudar en la revelación y comprensión del diagnóstico, en la aceptación de la condición, en efectivar los cuidados de la familia al niño y en la formación de redes de apoyo social. (AU)


Assuntos
Humanos , Paralisia Cerebral , Cuidado da Criança , Saúde da Criança , Diagnóstico , Relações Pais-Filho
3.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 23(2): e20180215, 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1001966

RESUMO

ABSTRACT Objective: to unveil the feelings experienced by health professionals working at a Child and Adolescent Psychosocial Care Center (Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil) in the care for children and adolescents victims of violence. Methodology: qualitative, descriptive and exploratory research, carried out in a Child and Adolescent Psychosocial Care Center (Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil). Data were collected through a semi-structured interview with ten professionals from the multidisciplinary team between May and June 2017. Data interpretation was based on the thematic analysis. Results: there were two themes: Contact with violence: feelings that emerge; and Between reason and emotion: contact with the perpetrator of violence. It was evidenced a multiplicity of feelings that affect the professionals involved in the care for children/adolescents victims. Conclusion and implications for practice: from the results, it is identified that professionals have difficulties in caring for children/adolescents victims of violence, with a need to devise strategies to deal with the range of feelings that emerge when performing this. In order to do so, it is believed that it is necessary to improve attention in the care network in order to reduce emotional levels overload and improve quality of life of victims and professionals, in order to solve problems for a healthier working process.


RESUMEN Objetivo: desvelar los sentimientos vivenciados por los profesionales de salud, actuando en un Centro de Atención Psicosocial Infantojuvenil (Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil) en el cuidado a niños y adolescentes víctimas de violencia. Metodología: pesquisa cualitativa, descriptiva y exploratoria, realizada en un Centro de Atención Psicosocial Infantojuvenil (Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil). Los datos fueron recolectados por medio de una entrevista semiestructurada con diez profesionales del equipo multidisciplinario, entre mayo y junio 2017. La interpretación de los datos ocurrió con base en el análisis temático. Resultados: se presentaron en dos temas: El contacto con la violencia: sentimientos que emergen; y Entre la razón y la emoción: el contacto con el autor de la violencia. Se evidenció una multiplicidad de sentimientos que acomete a los profesionales involucrados en el cuidado de niños/adolescentes victimizados. Conclusión e implicaciones para la práctica: a partir de los resultados, se identifican que los profesionales tienen dificultades en la asistencia a los niños/adolescentes víctimas de violencia, necesitando elaborar estrategias para lidiar con la gama de sentimientos que emergen durante su realización. Para ello, es necesario mejorar la atención en la red de asistencia con el fin de disminuir los niveles de sobrecarga emocional y mejorar la calidad de vida de las víctimas y los profesionales, en favor de la resolución de los casos y de un proceso de trabajo más sano.


RESUMO Objetivo: desvelar os sentimentos vivenciados pelos profissionais de saúde, atuantes em um Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil, no cuidado à criança e ao adolescente vítima de violência. Metodologia: pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória, realizada em um Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, com dez profissionais da equipe multidisciplinar, entre maio e junho de 2017. A intepretação dos dados ocorreu com base na análise temática. Resultados: apresentados em dois temas: O contato com a violência: sentimentos que emergem; e Entre a razão e a emoção: o contato com oautor da violência. Evidenciou-se uma multiplicidade de sentimentos que acometem os profissionais envolvidos no cuidado à criança/adolescente vitimizada. Conclusão e implicações para a prática: a partir dos resultados, identifica-se que os profissionais possuem dificuldades na assistência à criança/adolescente vítima de violência, necessitando elaborar estratégias para lidar com a gama de sentimentos que emerge ao realizar esse. Para tanto, acredita-se ser preciso melhorar a atenção na rede de assistência, visando diminuir os níveis de sobrecarga emocional e melhorar a qualidade de vida das vítimas e dos profissionais, em prol da resolutividade dos casos e de um processo de trabalho mais saudável.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA