Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Arq Bras Cardiol ; 111(3): 436-539, 2018 Sep.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-30379264
2.
São Paulo; s.n; 2015. [85] p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-871578

RESUMO

Introdução: O exercício físico pode reverter o prejuízo funcional causado pela insuficiência cardíaca (IC). No entanto, os mecanismos implicados na melhora funcional e o efeito do exercício em outros biomarcadores de gravidade, incluindo microRNAs e marcadores de inflamação, são apenas parcialmente compreendidos.Objetivos: Avaliar o efeito do exercício nos níveis séricos da adiponectina, interleucina-6 (IL-6), fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa), galectina-3, microRNAs miR-423-5p, -221 e -155 em pacientes com IC. Analisar a associação entre estes biomarcadores e a melhora da capacidade funcional após 12 semanas de exercício em pacientes com IC. Métodos: Foram incluídos pacientes com IC, FEVE <= 40%, terapia clínica otimizada e randomizados em três grupos: exercício intervalado, exercício contínuo ou controle. Foi realizado teste de esforço cardiopulmonar (TECP) e dosados os níveis séricos de adiponectina, IL-6, TNF-alfa, galectina-3, microRNAs miR-423-5p, -221 e -155 antes e após a intervenção, com duração de 12 semanas. Resultados: Quarenta pacientes, 49±7 anos, 53% homens, FEVE 30±6%, 25% com cardiopatia isquêmica foram incluídos na análise (intervalado-12, continuo-14, controle-14). O exercício, especialmente intervalado, aumentou o tempo de tolerância ao esforço no TECP em relação ao grupo controle (intervalado - 13 ± 3 min vs contínuo - 12 ± 3 min vs controle - 11±2 min, p = 0,034), mas não teve efeito no VO2 pico. Ambas modalidades de exercício, intervalado e contínuo, tiveram efeito neutro em todos os biomarcadores séricos dosados, incluindo os microRNAs. Os parâmetros basais associados com mudança na capacidade funcional foram o tempo de tolerância ao esforço no TECP e o nível sérico de IL-6. Na análise multivariada, somente o nível sérico de IL-6 (após conversão logarítmica) foi significativamente associado com mudança no VO2 pico com o exercício [Coeficiente beta =-0,35 ± 0,11, p = 0,005]. Conclusões: Doze semanas de exercício aeróbico,...


Background: Exercise training can revert the functional impairment caused by heart failure (HF). Nevertheless, the mechanisms underlying the improvement in functional capacity and the effect of the exercise on other biomarkers of severity, including microRNAs and inflammatory biomarkers, are only partially understood. Aims: To evaluate the effect of exercise on serum levels of adiponectin, interleucina-6 (IL-6), tumor necrosis fator-alpha (TNF-alpha), galectina-3, microRNAs miR-423-5p, -221 and -155 in patients with HF. To assess the association between these biomarkers and improvement in functional capacity after 12 weeks of exercise in patients with HF. Methods: We included patients with HF, LVEF <= 40%, under optimized clinical therapy, and randomized into three groups: interval exercise, continuous exercise and control. We performed cardiopulmonary exercise testing (CPET) and determined the serum levels of adiponectin, IL-6, TNF-alpha, galectina-3, microRNAs miR-423-5p, -221 and -155 before and after the intervention, which lasted 12 weeks. Results: Forty patients, 49±7 years old, 53% men, LVEF 30 ± 6%, 25% with ischemic cardiomyopathy were included in the analysis (interval-12, continuous-14, control-14). The exercise, particularly the interval training, increased the CPET exercise time, when compared with the control group (interval - 13 ± 3 min vs continuous - 12 ± 3 min vs control - 11±2 min, p = 0.034), but had no effect on peak VO2. Both modalities of exercise, interval and continuous, had neutral effect on all analyzed serum biomarkers, including the microRNAs. Baseline parameters associated with change in functional capacity with exercise were CPET exercise time and IL-6 serum level. In multivariate analysis, only IL-6 serum level (log-transformed) was significantly associated with modification in peak VO2 with exercise [? coefficient =-0.35 ± 0.11, p = 0.005]. Conclusions: Twelve weeks of aerobic exercise, both interval...


Assuntos
Humanos , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Adiponectina , Exercício , Tolerância ao Exercício , Insuficiência Cardíaca , Inflamação , MicroRNAs , Fator de Necrose Tumoral alfa
4.
In. Sousa, Amanda GMR; Piegas, Leopoldo S; Sousa, J Eduardo MR; Sousa, Amanda GMR, d. Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. BrasilPiegas, Leopoldo S, d. Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. BrasilSousa, J Eduardo MR, d. Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. Brasil. Série monografias Dante Pazzanese. Rio de Janeiro, Revinter, 2004. p.1-49, ilus, ilus.
Não convencional em Português, Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: ses-5300

RESUMO

A doença arterial coronária é a maior causa de morte no mundo, e a aterosclerose é o principal fator em seu desenvolvimento. Após grandes avanços no esclarecimento da sua fisiopatologia, mecanismos inflamatórios surgem como fator de importância incontestável nesta doença. Em vista destas descobertas, marcadores de inflamação têm sido estudados exaustivamente nas síndromes coronárias, avaliando sua correlação com o risco, o prognóstico e a efetividade do tratamento. Entre eles, a proteína C-reativa (PCR) tem-se mostrado promissora. Diversos estudos epidemiológicos demonstraram associação positiva e independente entre níveis de proteína C-reativa e eventos cardiovasculares, podendo predizer o infarto do miocárdio, acidente vascular encefálico, doença arterial periférica e morte súbita cardíaca...(AU)


Assuntos
Humanos , Proteína C-Reativa/administração & dosagem , Doença da Artéria Coronariana/fisiopatologia , Reação de Fase Aguda , Biomarcadores
6.
São Paulo; IDPC; 2003. 70 p.
Monografia em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: ses-23793

RESUMO

Doença arterial coronária é a maior causa de morte no mundo e a aterosclerose é o principal fator no desenvolvimento da mesma...(AU)


Assuntos
Proteína C-Reativa , Doença da Artéria Coronariana , Aterosclerose
7.
Semina ; 17(ed.esp): 45-7, nov. 1996.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-218348

RESUMO

Considerando o anseio da populaçäo do bairro Cafezal,baseado no resultado do questionário aplicado às gestantes do referido local, e da equipe de saúde do posto, os alunos do PEEPIN/GIM 06 se propuseram a formar o grupo de gestantes dessa comunidade, elaborar um manual de assitência às gestantes, bem como orientá-las quanto aos métodos contraceptivos, amamentaçäo, higiene, vacinas, desconfortos na gravidez, exercícios físicos, cuidados com os dentes, complicaçöes na gravidez e no parto. As orientaçöes educacionais foram realizadas em forma de palestras, folhetos e filmes, sempre estimulando a participaçäo ativa das gestantes


Assuntos
Aleitamento Materno , Nutrição Materna , Gravidez , Cuidado Pré-Natal
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA