Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Epidemiol Serv Saude ; 29(2): e2018258, 2020.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-32401909

RESUMO

OBJECTIVE: to analyze the results of the National Census of Primary Health Care Centers with regard to architectural and communication barriers in Primary Health Care throughout Brazil. METHODS: this was a cross-sectional study based on data from the first National Census of Primary Health Care Centers conducted between May and October 2012. RESULTS: the Northern region had the lowest rates of adequacy; although the Southeast region had the best rates when compared to the country's other regions, they were nevertheless unsatisfactory, since for many items adequacy was still below 50%; the items relating to accessibility by people with disabilities (5.7 to 34.2%) and/or the illiterate (0.1 to 27.4%) had very low scores. CONCLUSION: the majority of services evaluated had architectural and communication barriers, hindering access to health services by disabled, illiterate or elderly people; the importance of allocating resources to reduce iniquities and improve access is stressed.


Assuntos
Acessibilidade Arquitetônica/estatística & dados numéricos , Barreiras de Comunicação , Acesso aos Serviços de Saúde/estatística & dados numéricos , Atenção Primária à Saúde/estatística & dados numéricos , Idoso , Brasil , Estudos Transversais , Pessoas com Deficiência , Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde/estatística & dados numéricos , Disparidades em Assistência à Saúde/estatística & dados numéricos , Humanos , Alfabetização , Atenção Primária à Saúde/normas , Alocação de Recursos/estatística & dados numéricos
2.
Epidemiol. serv. saúde ; 29(2): e2018258, 2020. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1101121

RESUMO

Resumo Objetivo: analisar os resultados do Censo Nacional das Unidades Básicas de Saúde no que se refere às barreiras arquitetônicas e de comunicação na Atenção Básica em Saúde em todo o território brasileiro. Métodos: estudo transversal com base nos dados do primeiro Censo Nacional das Unidades Básicas de Saúde, coletados de maio a outubro de 2012. Resultados: a região Norte apresentou menores índices de adequação, enquanto a Sudeste apresentou os melhores índices, comparados às demais regiões, porém insatisfatórios, pois muitos itens permaneceram abaixo de 50%; itens sobre acessibilidade por pessoas com deficiência (5,7 a 34,2%) e não alfabetizadas (0,1 a 27,4%) apresentaram pontuação muito baixa. Conclusão: a maioria das unidades avaliadas possuem barreiras arquitetônicas e de comunicação, prejudicando a acessibilidade aos serviços de saúde prestados às pessoas com deficiência, não alfabetizadas ou idosas; destaca-se a importância da alocação de recursos para redução de iniquidades e melhoria do acesso.


Resumen Objetivo: analizar la accesibilidad de los usuarios al Censo Nacional de las Unidades Básicas de Salud en lo referente a barreras arquitectónicas y de comunicaciones en todo Brasil. Métodos: estudio descriptivo analítico con base en los datos del primer Censo Nacional de las Unidades Básicas de Salud; la encuesta se realizó entre mayo y octubre de 2012. Resultados: la región Norte presentó menores índices de adecuación, mientras que el Sudeste presentó mejores índices comparados a las demás regiones, pero insatisfactorios, pues muchos ítems permanecieron por debajo del 50%; los ítems sobre accesibilidad por personas con discapacidad (5,7 a 34,2%) y no alfabetizadas (0,1 a 27,4%) presentaron una puntuación muy baja. Conclusión: los datos demuestran que la mayoría de los servicios evaluados poseen barreras arquitectónicas y de comunicación, perjudicando la accesibilidad a los servicios de salud prestados a las personas con discapacidad, no alfabetizadas o ancianas, y exalta la importancia de asignación de recursos para la reducción de iniquidades y mejoría del acceso.


Abstract Objective: to analyze the results of the National Census of Primary Health Care Centers with regard to architectural and communication barriers in Primary Health Care throughout Brazil. Methods: this was a cross-sectional study based on data from the first National Census of Primary Health Care Centers conducted between May and October 2012. Results: the Northern region had the lowest rates of adequacy; although the Southeast region had the best rates when compared to the country's other regions, they were nevertheless unsatisfactory, since for many items adequacy was still below 50%; the items relating to accessibility by people with disabilities (5.7 to 34.2%) and/or the illiterate (0.1 to 27.4%) had very low scores. Conclusion: the majority of services evaluated had architectural and communication barriers, hindering access to health services by disabled, illiterate or elderly people; the importance of allocating resources to reduce iniquities and improve access is stressed.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Atenção Primária à Saúde , Sistema Único de Saúde , Pessoas com Deficiência , Barreiras de Comunicação , Serviços de Saúde , Acesso aos Serviços de Saúde , Acessibilidade Arquitetônica/estatística & dados numéricos , Centros de Saúde , Estudos Transversais , Comunicação em Saúde
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...