Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 16 de 16
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-35126482

RESUMO

The present report describes the implementation of an emergency operations center to coordinate the response to the COVID-19 pandemic in the municipality of Rio de Janeiro, Brazil. Following the public health emergency management framework proposed by the World Health Organization (WHO), this temporary center (COE COVID-19 RIO) started operating in January 2021. The report is organized along five themes: legal framework; structure, planning, and procedures; institutional articulation; health information for decision-making; and risk communication. Major advances obtained with the initiative include improvements in governance for the management of COVID-19, increase in the synergy among sectors and institutions, improved information sharing in relation to COVID-19 prevention and control measures, innovation in epidemiologic analyses, and gains in transparency and decision-making opportunities. In conclusion, even if conceived at an advanced stage of the pandemic in the municipality of Rio de Janeiro, the COE COVID-19 RIO has played a relevant role in shaping the city's responses to the pandemic. Also, despite its temporary character, the experience will leave a lasting legacy for the management of future public health emergencies in the municipality of Rio de Janeiro.


En el presente artículo se describe la experiencia al establecerse un centro de operaciones de emergencia (COE) para coordinar la respuesta a la pandemia de COVID-19 en el municipio de Rio de Janeiro (Brasil). Siguiendo el modelo de gestión de emergencias de salud pública promovido por la Organización Mundial de la Salud (OMS), este centro temporal se activó en enero del 2021. El informe se estructuró con base en cinco ejes temáticos: marco legal; estructura, planes y procedimientos; articulaciones institucionales; información en materia de salud para sustentar las decisiones; y comunicación sobre riesgos. Entre los principales avances relacionados con esta iniciativa cabe destacar los adelantos en cuanto a la gobernanza para organizar la forma de enfrentar la COVID-19, el aumento de la sinergia entre los sectores y las instituciones correspondientes, un mayor intercambio de información sobre las medidas de prevención y control de la enfermedad, innovación en los análisis epidemiológicos, mayor transparencia en la toma de decisiones y decisiones tomadas de manera más oportuna. Se llegó a la conclusión de que este COE, a pesar de que había sido establecido en una fase avanzada de la pandemia en la ciudad, tuvo un papel importante en la estructuración de la respuesta. Sin embargo, a pesar de su carácter temporal, la experiencia demostró ser un importante legado para enfrentar futuras emergencias de salud pública en el municipio de Rio de Janeiro.

2.
Artigo em Português | PAHO-IRIS | ID: phr-55669

RESUMO

[RESUMO]. O presente artigo descreve a experiência de implantação de um centro de operações de emergência (COE) para coordenação da resposta à pandemia de COVID-19 no município do Rio de Janeiro, Brasil. Seguindo o modelo de gestão de emergências em saúde pública preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), este centro de caráter temporário (COE COVID-19 RIO) foi ativado em janeiro de 2021. O relato foi estruturado com base em cinco eixos temáticos: arcabouço legal; estrutura, planos e procedimentos; articulações institucionais; informações em saúde para apoio decisório; e comunicação de risco. Entre os avanços importantes relacionados ao estabelecimento desta iniciativa, destacaram-se ganhos em governança para a organização do enfrentamento à COVID-19, aumento da sinergia entre setores e instituições, maior compartilhamento de informações em relação às medidas de prevenção e controle da doença, inovação nas análises epidemiológicas e ganhos na transparência e oportunidade na tomada de decisões. Concluiu-se que, mesmo sendo concebido em estágio avançado da pandemia na cidade, o COE COVID-19 RIO teve papel relevante na estruturação da resposta. Ainda, apesar do caráter temporário do COE, a experiência mostrou-se como importante legado para a condução de futuras emergências em saúde pública no município do Rio de Janeiro.


[ABSTRACT]. The present report describes the implementation of an emergency operations center to coordinate the response to the COVID-19 pandemic in the municipality of Rio de Janeiro, Brazil. Following the public health emergency management framework proposed by the World Health Organization (WHO), this temporary center (COE COVID-19 RIO) started operating in January 2021. The report is organized along five themes: legal framework; structure, planning, and procedures; institutional articulation; health information for decision-making; and risk communication. Major advances obtained with the initiative include improvements in governance for the management of COVID-19, increase in the synergy among sectors and institutions, improved information sharing in relation to COVID-19 prevention and control measures, innovation in epidemiologic analyses, and gains in transparency and decision-making opportunities. In conclusion, even if conceived at an advanced stage of the pandemic in the municipality of Rio de Janeiro, the COE COVID-19 RIO has played a relevant role in shaping the city’s responses to the pandemic. Also, despite its temporary character, the experience will leave a lasting legacy for the management of future public health emergencies in the municipality of Rio de Janeiro.


[RESUMEN]. En el presente artículo se describe la experiencia al establecerse un centro de operaciones de emergencia (COE) para coordinar la respuesta a la pandemia de COVID-19 en el municipio de Rio de Janeiro (Brasil). Siguiendo el modelo de gestión de emergencias de salud pública promovido por la Organización Mundial de la Salud (OMS), este centro temporal se activó en enero del 2021. El informe se estructuró con base en cinco ejes temáticos: marco legal; estructura, planes y procedimientos; articulaciones institucionales; información en materia de salud para sustentar las decisiones; y comunicación sobre riesgos. Entre los principales avances relacionados con esta iniciativa cabe destacar los adelantos en cuanto a la gobernanza para organizar la forma de enfrentar la COVID-19, el aumento de la sinergia entre los sectores y las instituciones correspondientes, un mayor intercambio de información sobre las medidas de prevención y control de la enfermedad, innovación en los análisis epidemiológicos, mayor transparencia en la toma de decisiones y decisiones tomadas de manera más oportuna. Se llegó a la conclusión de que este COE, a pesar de que había sido establecido en una fase avanzada de la pandemia en la ciudad, tuvo un papel importante en la estructuración de la respuesta. Sin embargo, a pesar de su carácter temporal, la experiencia demostró ser un importante legado para enfrentar futuras emergencias de salud pública en el municipio de Rio de Janeiro.


Assuntos
Centro de Operações de Emergência , COVID-19 , Capacidade de Resposta ante Emergências , Centro de Operações de Emergência , Capacidade de Resposta ante Emergências , Centro de Operações de Emergência , Capacidade de Resposta ante Emergências
3.
Cien Saude Colet ; 26(6): 1999-2011, 2021 Jun.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-34231714

RESUMO

This article presents and problematizes innovation actions aimed at improving the quality of Primary Health Care (PHC), describing an experience that can be adapted to different contexts, considering diverse sociodemographic, economic, cultural and epidemiological realities. We conducted an exploratory study using documentary sources referring to the implementation of the Campo Grande Laboratory for Innovation in Primary Health Care (INOVAAPS). The project proposes the reorientation of the care model adopted in the municipality's public primary care services, redefining work processes and improving the quality of practice. We identified product, process and organizational innovations that have the potential to transform and tailor health care practices to the population's health needs. It is concluded that the proposals implemented by the project focus on the consolidation and expansion of access to primary care, recruitment and training of adequately qualified health professionals, adoption of resolutive technologies, regulatory improvement, and strengthening the mediating role of primary health care.


O objetivo do estudo foi apresentar e problematizar as ações de inovação para a qualificação da Atenção Primária à Saúde (APS), evidenciando experiência que pode ser adaptada e implementada em diversos contextos, considerando as diferentes realidades sociodemográficas, econômicas, culturais e epidemiológicas. Trata-se de um estudo exploratório realizado a partir de fontes documentais sobre a implementação do Laboratório de Inovação na Atenção Primária à Saúde (INOVAAPS) no município de Campo Grande-MS, que propõe a reorientação do modelo assistencial, com ressignificação dos processos de trabalho na APS, qualificando as práticas. Foram identificadas ações inovadoras organizacionais, processuais e de produto que são potentes para a transformação e readequação de práticas do fazer em saúde. Concluiu-se que as propostas já executadas estão pautadas na expansão, consolidação e ampliação de acesso à APS, à provisão e formação profissionais adequadas, à alocação de tecnologias resolutivas, ao aprimoramento da regulação e à efetivação do papel mediador da APS.


Assuntos
Laboratórios , Atenção Primária à Saúde , Atenção à Saúde , Humanos , Inovação Organizacional
5.
Cien Saude Colet ; 26(6): 2065-2074, 2021 Jun.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-34231719

RESUMO

Data management tools, called Business Intelligence (BI), can be important to provide complete and customizable information for the demands of health management. The objective of the article is to present the evaluation of the applicability and potential of a BI tool in the planning of management actions of Primary Health Care. Exploratory study, with a quantitative approach, using the dimensions of efficiency and optimization as attributes of quality. A Family Clinic was selected in the city of Rio de Janeiro. Data from the territory, from the Bolsa Família Program register and some "Care Lines" were inserted in the BI, in order to explore the possibilities of combining and generating indicators. In this article, we present the use of Form A and the pregnant woman's Care Line. As a result, greater range of detailed indicators compared to a common tab, and optimization in obtaining lists and perform monitoring tasks by the teams and the manager. Regarding efficiency, its low cost and easy handling reduces the costs of creation and necessary professionals. As a conclusion, the BI tool enables greater organization and planning, facilitating the Family Health Clinic management, mainly for the monitoring of indicators and evaluation processes.


As ferramentas de gestão de dados, denominadas Business Intelligence (BI), podem ser importantes para fornecer informações completas e personalizáveis para as demandas da gestão em saúde. O objetivo é apresentar a avaliação da aplicabilidade e potencialidade do uso de uma ferramenta de BI no planejamento das ações de gestão da Atenção Primária em Saúde. Estudo exploratório, de abordagem quantitativa, tendo as dimensões de eficiência e otimização como atributos da qualidade. Seleção de uma Clínica da Família, da cidade do Rio de Janeiro, sendo inseridos no BI dados do território, do cadastro do Programa Bolsa Família e de linhas de cuidado, para explorar as possibilidades de combinação e de geração de indicadores. Neste artigo, apresentamos a Ficha A e a Linha de cuidado da gestante. Como resultados a ampliação de indicadores detalhados em relação à um tabulador comum e otimização na obtenção de listas e do monitoramento por parte das equipes e do gestor. Quanto à eficiência, seu baixo custo e fácil manuseio reduz custos de criação e de profissionais necessários. Conclui-se que a ferramenta viabiliza uma maior organização e planejamento, facilitando a gestão da Clínica da Família, sobretudo no monitoramento dos indicadores e processos avaliativos.


Assuntos
Saúde da Família , Atenção Primária à Saúde , Instituições de Assistência Ambulatorial , Brasil , Feminino , Humanos , Inteligência
6.
Ciênc. Saúde Colet ; 26(6): 1999-2011, jun. 2021. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1278680

RESUMO

Resumo O objetivo do estudo foi apresentar e problematizar as ações de inovação para a qualificação da Atenção Primária à Saúde (APS), evidenciando experiência que pode ser adaptada e implementada em diversos contextos, considerando as diferentes realidades sociodemográficas, econômicas, culturais e epidemiológicas. Trata-se de um estudo exploratório realizado a partir de fontes documentais sobre a implementação do Laboratório de Inovação na Atenção Primária à Saúde (INOVAAPS) no município de Campo Grande-MS, que propõe a reorientação do modelo assistencial, com ressignificação dos processos de trabalho na APS, qualificando as práticas. Foram identificadas ações inovadoras organizacionais, processuais e de produto que são potentes para a transformação e readequação de práticas do fazer em saúde. Concluiu-se que as propostas já executadas estão pautadas na expansão, consolidação e ampliação de acesso à APS, à provisão e formação profissionais adequadas, à alocação de tecnologias resolutivas, ao aprimoramento da regulação e à efetivação do papel mediador da APS.


Abstract This article presents and problematizes innovation actions aimed at improving the quality of Primary Health Care (PHC), describing an experience that can be adapted to different contexts, considering diverse sociodemographic, economic, cultural and epidemiological realities. We conducted an exploratory study using documentary sources referring to the implementation of the Campo Grande Laboratory for Innovation in Primary Health Care (INOVAAPS). The project proposes the reorientation of the care model adopted in the municipality's public primary care services, redefining work processes and improving the quality of practice. We identified product, process and organizational innovations that have the potential to transform and tailor health care practices to the population's health needs. It is concluded that the proposals implemented by the project focus on the consolidation and expansion of access to primary care, recruitment and training of adequately qualified health professionals, adoption of resolutive technologies, regulatory improvement, and strengthening the mediating role of primary health care.


Assuntos
Humanos , Atenção Primária à Saúde , Laboratórios , Inovação Organizacional , Atenção à Saúde
7.
Ciênc. Saúde Colet ; 26(6): 2065-2074, jun. 2021. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1278686

RESUMO

Resumo As ferramentas de gestão de dados, denominadas Business Intelligence (BI), podem ser importantes para fornecer informações completas e personalizáveis para as demandas da gestão em saúde. O objetivo é apresentar a avaliação da aplicabilidade e potencialidade do uso de uma ferramenta de BI no planejamento das ações de gestão da Atenção Primária em Saúde. Estudo exploratório, de abordagem quantitativa, tendo as dimensões de eficiência e otimização como atributos da qualidade. Seleção de uma Clínica da Família, da cidade do Rio de Janeiro, sendo inseridos no BI dados do território, do cadastro do Programa Bolsa Família e de linhas de cuidado, para explorar as possibilidades de combinação e de geração de indicadores. Neste artigo, apresentamos a Ficha A e a Linha de cuidado da gestante. Como resultados a ampliação de indicadores detalhados em relação à um tabulador comum e otimização na obtenção de listas e do monitoramento por parte das equipes e do gestor. Quanto à eficiência, seu baixo custo e fácil manuseio reduz custos de criação e de profissionais necessários. Conclui-se que a ferramenta viabiliza uma maior organização e planejamento, facilitando a gestão da Clínica da Família, sobretudo no monitoramento dos indicadores e processos avaliativos.


Abstract Data management tools, called Business Intelligence (BI), can be important to provide complete and customizable information for the demands of health management. The objective of the article is to present the evaluation of the applicability and potential of a BI tool in the planning of management actions of Primary Health Care. Exploratory study, with a quantitative approach, using the dimensions of efficiency and optimization as attributes of quality. A Family Clinic was selected in the city of Rio de Janeiro. Data from the territory, from the Bolsa Família Program register and some "Care Lines" were inserted in the BI, in order to explore the possibilities of combining and generating indicators. In this article, we present the use of Form A and the pregnant woman's Care Line. As a result, greater range of detailed indicators compared to a common tab, and optimization in obtaining lists and perform monitoring tasks by the teams and the manager. Regarding efficiency, its low cost and easy handling reduces the costs of creation and necessary professionals. As a conclusion, the BI tool enables greater organization and planning, facilitating the Family Health Clinic management, mainly for the monitoring of indicators and evaluation processes.


Assuntos
Humanos , Feminino , Atenção Primária à Saúde , Saúde da Família , Brasil , Instituições de Assistência Ambulatorial , Inteligência
10.
Ciênc. saúde coletiva ; 10(1): 205-213, jan.-mar. 2005. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-397798

RESUMO

Estudo descritivo de mulheres gestantes, com o objetivo de caracterizar as mulheres em relação às condições sociais e à assistência à gestação. As observações pertencem a um estudo transversal, a partir de uma amostra de 69 gestantes, inscritas nas unidades de saúde da família de Beira Linha, Araras e Rosário, residentes em Teresópolis (RJ). A análise comparativa entre gestantes adolescentes x não adolescentes considerou o teste exato de Fisher para mensurar possíveis significâncias estatísticas. No período considerado, 31,9 por cento eram mães adolescentes. Entre essas, 72,7 por cento estavam em sua primeira gestação, e 31,9 por cento das não adolescentes encontravam-se nessa situação (p-valor < 0,01). O papel da família na orientação quanto ao sexo é mais marcante entre as gestantes adolescentes (59,1 por cento) do que entre as não adolescentes (25,5 por cento) (p-valor <0,01). Cerca de 70 por cento das mulheres engravidaram do primeiro parceiro sexual, apesar de não ter planejado a gravidez, e de 25 por cento estar utilizando algum método contraceptivo. Embora a mãe das gestantes adolescentes possuam, em média, um número superior de filhos, quando comparadas às mães das gestantes não adolescentes, essa tendência não se repetiu entre suas filhas, o que pode estar relacionado a melhores condições sociais observadas na população estudada.


Assuntos
Saúde da Família , Bem-Estar Materno , Gravidez na Adolescência
11.
Rio de Janeiro; Associação Brasileira de Educação Médica; 2005. 88 p.
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-431396

RESUMO

Apresenta informações históricas sobre a ciração de escolas médicas no Brasil e uma série de dados, referentes ao período 1982-2003. Mostra como têm ocorrido o aumento e a distribuição das escolas médicas em âmbito nacional e nas grandes regiões, o acréscimo da oferta de matrículas iniciais, o aumento do número e a distribuição dos médicos formados por instituições de diferentes naturezas jurídicas e a feminização na profissão médica.


Assuntos
Educação Médica/história , Faculdades de Medicina/história , Médicos/história , Brasil
12.
Rio de Janeiro; Associação Brasileira de Educação Médica; 2005. 85 p. tab, graf.
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-426075

RESUMO

O estudo exploratório realizado consolida os dados de duas décadas (1982-2003) e apresenta o número de Escolas Médicas que foram criadas no início do século XXI, o que vem gerando um grande incremento anual no número de médicos formados no Brasil. Das 113 Escolas Médicas analisadas até 2003, utilizadas como base para o estudo, em outubro de 2005, evolui-se para 150 instituições com Curso de Graduação em Medicina, segundo dados recentes do INEP/MEC, isto é, em menos de dois anos, um acréscimo de 33 por cento com concentração na Região Sudeste


Assuntos
Distribuição de Médicos/estatística & dados numéricos , Educação Médica , Médicos/estatística & dados numéricos , Brasil
13.
Rio de Janeiro; Associaçäo Brasileira de Educaçäo Médica; 2005. 88 p.
Monografia em Português | HISA - História da Saúde | ID: his-7236

RESUMO

Apresenta informações históricas sobre a ciraçäo de escolas médicas no Brasil e uma série de dados, referentes ao período 1982-2003. Mostra como têm ocorrido o aumento e a distribuiçäo das escolas médicas em âmbito nacional e nas grandes regiões, o acréscimo da oferta de matrículas iniciais, o aumento do número e a distribuiçäo dos médicos formados por instituições de diferentes naturezas jurídicas e a feminizaçäo na profissäo médica.(AU)


Assuntos
Educação Médica/história , Médicos/história , Faculdades de Medicina/história , Brasil
14.
Ciênc. saúde coletiva ; 9(4): 1033-1046, out.-dez. 2004. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-392434

RESUMO

O aumento da população idosa exige mudanças nos modelos de assistência e previsão das doenças que acometem os idosos. Trata-se de um grupo etário cujos cuidados com a saúde devem ser maiores, uma vez que 80 por cento de seus integrantes apresentam pelo menos uma enfermidade crônica. Em busca de uma assistência adequada à saúde do idoso, este estudo de natureza exploratória e corte transversal optou por aplicar um questionário a uma amostra intencional de 103 idosos que utilizaram os serviços numa semana típica de duas unidades de saúde do município de João Neiva (ES). Uma das unidades está na área rural, que possui uma equipe de saúde da família, e a outra na área urbana, que desenvolve atendimento com demanda espontânea e agendada. Este protocolo permite avaliar o quadro físico do paciente em diferentes grupos de riscos e grau de fragilização a que estão sujeitos. O alto risco de fragilização da população idosa de João Neiva é superior na área rural (54,6 por cento) quando comparado à área urbana (42,4 por cento). Os fatores de risco observados mais importantes para a previsibilidade de agravos foram gênero, faixa etária, autopercepção de saúde, e internação nos últimos 12 meses anteriores à entrevista. Sugere-se testar a validade do método em um estudo prospectivo, com uma amostra de tamanho maior.


Assuntos
Dinâmica Populacional , Saúde do Idoso , Serviços de Saúde para Idosos
15.
Ciênc. saúde coletiva ; 9(1): 85-98, 2004. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-358916

RESUMO

Foram utilizados o Cadastro de Beneficiários da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE) para descrever o perfil da cobertura dos serviços por planos privados de saúde. Apesar da regulação pela ANS, não se deve perder de vista que o acesso, a utilização e a cobertura populacional em planos de saúde precisam ser periodicamente monitorados, principalmente na região Sudeste, que concentra 70 por cento da população coberta por planos de saúde. Também são necessários estudos mais detalhados sobre as capitais brasileiras, que constituem grandes centros de concentração de clientela; e investigações para os subgrupos etários que mais utilizam os serviços de saúde: crianças menores de 5 anos, mulheres em idade fértil e idosos. Os resultados do estudo indicam que, no Sistema de Saúde Brasileiro, os planos privados de assistência à saúde se configuram como mais um fator de geração de desigualdades sociais no acesso e na utilização de serviços de saúde, pois cobrem apenas uma parcela específica da população brasileira: pessoas de maior renda familiar, de cor branca, com maior nível de escolaridade, inseridas em determinados ramos de atividade do mercado de trabalho, moradores das capitais/regiões metropolitanas.


Assuntos
Acesso aos Serviços de Saúde , Cobertura de Serviços Privados de Saúde
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...