Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 17 de 17
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Ars pharm ; 60(3): 185-192, jul.-sept. 2019. tab, ilus
Artigo em Inglês | IBECS | ID: ibc-186764

RESUMO

Objective: Carry out a bibliographical survey about the use of nanoparticles in the delivery of natural products for the treatment of lung cancer. Methods: A bibliographic review was made using the descriptors "Nanoparticles", "Biological Products" and "Lung Neoplasms", through the databases ScienceDirect, PubMed and SciELO, in the period from 2009 to 2018. Results: After analyzing the articles according to the inclusion criteria, we obtained 31 articles, of which 25.81% refer to natural products in the treatment of lung cancer, 29.03% to nanoparticles in the treatment of lung cancer and 45.16 % to nanoparticles as carriers of natural products for the treatment of lung cancer. Conclusion: The use of nanoparticles allows the delivery of natural products, increasing their therapeutic properties against lung cancer cells, and decreasing the side effects of these highly toxic agents


Objetivo: Realizar un estudio bibliográfico sobre el uso de nanopartículas en el transporte de productos naturales para el tratamiento del cáncer de pulmón. Métodos: Se realizó una revisión bibliográfica utilizando los descriptores "Nanoparticles", "Biological Products" y "Lung Neoplasms", a través de las bases de datos ScienceDirect, PubMed y SciELO, en el período comprendido entre 2009 y 2018. Resultados: Después del análisis de los artículos de acuerdo con los criterios de inclusión, obtuvimos 31 artículos, de los cuales 25.81% hacían referencia a productos naturales en el tratamiento del cáncer de pulmón, el 29.03% a nanopartículas en el tratamiento del cáncer de pulmón y un 45.16 % a nanopartículas como agentes transportadores de productos naturales para el tratamiento del cáncer de pulmón. Conclusión: El uso de nanopartículas permite el transporte de productos naturales, aumentando sus propiedades terapéuticas contra las células de cáncer de pulmón, además de disminuir los efectos secundarios de estos agentes altamente tóxicos


Assuntos
Humanos , Nanopartículas/administração & dosagem , Neoplasias Pulmonares/tratamento farmacológico , Produtos Biológicos/administração & dosagem , Antineoplásicos Fitogênicos/administração & dosagem
2.
J. Bras. Patol. Med. Lab. (Online) ; 54(5): 279-287, Sept.-Oct. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-975855

RESUMO

ABSTRACT INTRODUCTION: β-lapachone (β-LAP), a potent antitumor agent, has limited therapeutic use due to its low solubility and high toxicity. A possible strategy to overcome these drawbacks may be the use of adjuvants such as chitosan (CS), a cationic polysaccharide with biological properties of biocompatibility and biodegradability. OBJECTIVE: Evaluate the adjuvant action of CS as a cytoprotectant associated with β-LAP, through acute toxicity studies, evaluating histopathological changes in organs such as liver and kidneys. METHODS: The β-LAP-CS conjugate was prepared in a 1:1 ratio, administered orally, with a single dose of β-LAP of 80 mg/kg, in Swiss mice. Histomorphological and histomorphometric analyses of the kidneys and liver were performed. RESULTS: In the histomorphological studies of the tested groups, we observed that the hepatocytes of animals treated with the free drug presented morphological alterations, such as cytoplasmic vacuolization, cellular extravasation, atypical and pyknotic nuclei. In this same group, the kidneys presented granular aspects suggestive of glomerulonephritis. These changes were not found in the control group and in animals treated with CS-conjugated β-LAP. There was no statistical difference in the histomorphometric analyses of the distal tubules and the renal glomeruli between the three groups analyzed, even with evident histomorphological alterations. After histomorphometric studies, it was observed that the area of hepatocytes and their cell nuclei presented a statistically significant difference between the animals treated with free β-LAP and the β-LAP-CS. CONCLUSION: The decrease in β-LAP toxicity after conjugation may be related to the hepatoprotective property of CS.


RESUMO INTRODUÇÃO: A β-lapachona (β-LAP), um potente agente antitumoral, tem uso terapêutico limitado devido a sua baixa solubilidade e elevada toxicidade. Uma possível estratégia para contornar esses inconvenientes pode ser a utilização de adjuvantes como a quitosana (QS), um polissacarídeo catiônico com propriedades biológicas, como biocompatibilidade e biodegradabilidade. OBJETIVO: Avaliar a ação adjuvante da QS como citoprotetor associada à β-LAP por meio de estudos de toxicidade aguda, verificando as alterações histopatológicas em órgãos como fígado e rins. MÉTODOS: Um conjugado da β-LAP-QS foi preparado na proporção 1:1, administrado por via oral, com dose única da β-LAP de 80 mg/kg, em camundongos Swiss. Foram realizadas análises histomorfológicas e histomorfométricas dos rins e do fígado desses animais. RESULTADOS: Nos estudos histomorfológicos dos grupos testados, observamos que os hepatócitos dos animais tratados com a droga livre apresentaram alterações morfológicas, como vacuolização do citoplasma, extravasamento celular, núcleos atípicos e picnóticos. Nesse mesmo grupo, os rins apresentaram aspectos granulosos sugestivos de glomerulonefrite. Essas alterações não foram encontradas no grupo-controle e nos animais tratados com a β-LAP conjugada com QS. Não houve diferença estatística nas análises histomorfométricas dos túbulos distais e dos glomérulos renais entre os três grupos analisados, mesmo com alterações histomorfológicas evidentes. Após estudos histomorfométricos, foi observado que a área dos hepatócitos e seus núcleos celulares apresentaram diferença estatística significativa entre os animais tratados com a β-LAP livre e o conjugado β-LAP-QS. CONCLUSÃO: A diminuição da toxicidade da β-LAP, após ser conjugada, pode estar relacionada com a propriedade hepatoprotetora da QS.

3.
J Ethnopharmacol ; 194: 162-168, 2016 Dec 24.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-27596329

RESUMO

ETHNOPHARMACOLOGICAL RELEVANCE: Morus alba L. (white mulberry) is used in traditional medicine worldwide, including Brazil. The leaves of this plant are used to treat inflammatory disorders. Universal interest in this plant necessitates studies on the toxicological safety and scientific substantiation of the medicinal properties of M. alba. In previous work, we investigated the acute toxicity of orally administered M. alba ethanol extract in mice. AIM OF THE STUDY: This work was designed to investigate the ethanol extract obtained from M. alba leaves for acute toxicity when intraperitoneally administered, in vivo genotoxicity, and potential to reduce acute inflammation. In order to further investigate the constituents of the extract, we also obtained the high-performance liquid chromatography (HPLC) fingerprint of the extract. MATERIALS AND METHODS: Phytochemical analysis by thin layer chromatography (TLC) was performed and the results were used to obtain the HPLC fingerprint. Acute toxicity of 300 and 2000mg/kg b.w. i.p. doses administered to mice for 14 days was evaluated. Genotoxicity was evaluated by counting the number of micronucleated polychromatic erythrocytes in the blood of mice that either received or did not receive the extract at 75, 150 and 300mg/kg b.w. per os. The anti-inflammatory effect of the same doses administered per os was investigated using the carrageenan air pouch model. RESULTS: The TLC analysis of the extract revealed the presence of a remarkable amount of flavonoids and cinnamic acids. The HPLC fingerprint showed the presence of one major peak corresponding to chlorogenic acid and two smaller peaks corresponding to flavonoids. In the toxicity assays, there were no deaths or deviations in behavior of treated mice as compared to the control at any dose. However, biochemical, hematological, and histological analyses showed that intraperitoneal injection caused several forms of damage to the mice, which were not observed in case of oral administration, studied in our previous work. Oral administration of the extract did not result in genotoxicity and considerably reduced (58.6-65.6% inhibition) leukocyte migration in all doses evaluated, in comparison with the negative control. CONCLUSIONS: The ethanol extract from M. alba leaves administered intraperitoneally possesses a greater degree of toxicity in mice when compared to per os administration. The extract was not genotoxic when ingested by mice and exhibited a highly inhibitory effect against acute inflammation, which is probably linked to the presence of chlorogenic acid and flavonoids in the composition. This work contributes to the determination of safety of the medicinal use of M. alba leaves.


Assuntos
Inflamação/prevenção & controle , Morus/química , Extratos Vegetais/farmacologia , Animais , Cromatografia Líquida de Alta Pressão , Cromatografia em Camada Delgada , Etanol/química , Feminino , Masculino , Camundongos , Testes de Mutagenicidade , Extratos Vegetais/toxicidade , Testes de Toxicidade Aguda
4.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-655389

RESUMO

Phyllanthus tenellus Roxb. é nativa do Brasil, mais frequentemente em ambientes úmidos, e usada para o tratamento de litíase urinária, doença inflamatória intestinal, diabetes e hepatite B. Neste trabalho objetiva-se determinar a toxicidade aguda e DL50 do extrato aquoso de P. tenellus em animais de laboratório e avaliar o seu comportamento. A DL50 por via intraperitoneal foi calculada pelo método de Karber e Behrens (1964), em que o extrato alcoólico a 96% foi concentrado em evaporador rotativo. Utilizou-se camundongos albinos (Mus musculus) machos, divididos em 3 lotes de seis animais. Eles foram observados por 24 horas a partir da administração do extrato diluído em solução fisiológica a 0,9% nas dosagens de 500; 1000; 1500; 2000; 2500 mg/kg. Estudos de curto prazo têm demonstrado que esta planta não é considerada tóxica, porém, constatamos que esta espécie provoca agitação nos animais por movimentos estereotipados, espasmos, e um aumento da frequência respiratória, bem como ações de depressão, tais como: sonolência, prostração, dispneia e diminuição da frequência respiratória.


Phyllanthus tenellus Roxb. is a herbaceous plant native to Brazil and appears frequently in humid environments. This plant is used to treat urolithiasis, inflammatory bowel disease, diabetes and hepatitis B. The acute toxicity and LD50 of an aqueous extract of P. tenellus were determined in laboratory mice and their behavior was analyzed. The intraperitoneal LD50 was calculated by the Karber & Behrens (1964) method, for which a 96% alcoholic extract was concentrated in a rotary evaporator. Male albino mice (Mus musculus) were divided into three batches of six animals and observed for 24 hours after administration of the extract, diluted in 0.9% saline, at doses of 500, 1000, 1500, 2000 and 2500 mg / kg. Short-term studies have demonstrated this plant to be non-toxic; however, we found that this species induced agitation in animals, with stereotyped movements, spasms and increased respiratory frequency, as well as signs of depression, such as sleepiness, prostration, dyspnea and a reduction in respiratory frequency.


Assuntos
Animais , Masculino , Camundongos , Extratos Vegetais/farmacologia , Extratos Vegetais/uso terapêutico , Phyllanthus , Camundongos
5.
Odontol. clín.-cient ; 9(4): 331-335, out.-dez. 2010. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874289

RESUMO

O biofilme dental é o fator de maior importancia na etiologia da cárie e das doenças periodontais. Diversos produtos de origem vegetal mostraram ser potencialmente interessantes no que se refere a sua atividade antimicrobiana. O objetivo do estudo foi o de avaliar a atividade antibacteriana e antiaderente do Pithecellobium cochliocarpum (Gomez) Macbr. (babatenon) frente Streptococcus mutans, S. sanguinis, S. salivarius, S. mitis, S. oralis e Lactobacillus casei. Para a determinação da Concentraçao Inibitória Mínima (CIM), os ensaios foram realizados em triplicata, em meio sólido, através da técnica de Ágar-Difusão em placas de Petri. Em relação à determinação da Concentração Inibitória Mínima de Aderência (CIMA) da bactéria ao vidro na presença de sacarose a 5%, utilizou-se a técnica dos tubos inclinados. Em estudo comparativo, foi determinada a CIM e a CIMA do digluconato de clorexidina a 0,12%. Quanto a CIM, o Pithecellobium cochliocarpum apresentou atividade antibacteriana similar ao digluconato de clorexidina frente a todas as linhagens ensaiadas. Os halos variaram entre 10 a 30mm com resultado destacado (até a diluição 1:512) frente a S. sanguinis, S. oralis e L. casei. Já a CIMA frente ao babatenon mostrou-se efetivo na inibição da aderência até a última diluição considerada (1:512) para S. sanguinis, S. mitis e S. oralis, apresentando desempenho médio superior à clorexidina. Conclui-se que o Pithecellobium cochliocarpum apresentou potencial atividade antimicrobiana e antiaderente, ressaltando a importância de se avaliar um agente fitoterápico mais acessivel à população com perspectiva da prescrição nos serviços de Atenção Básica, estando em consonância com as novas diretrizes do Ministério da Saúde.


The dental biofilm is the major factor in the etiology of caries and periodontal diseases. Several plant products have shown to be potentially interesting with regard to its antimicrobial activity. The aim of this study was to evaluate the antibacterial and adherent the ethanol extract of Pithecellobium cochliocarpum (Gomez) Macbr (babatenon) front Streptococcus mutans, Streptococcus sanguinis, Streptococcus salivarius, Streptococcus mitis, Streptococcus oralis and Lactobacillus casei. To determine the minimum inhibitory concentration (MIC) tests were perfomed in triplicate on solid medium, using the technique of Agar Diffusion in petri dishes relation to determining the minimum inhibitory concentration of adherence (CIMA) of the bacteria to glass in the presence of sucrose at 5%, we used the technique of inclined tubes. In a comparative study, it was determined the CIM and CIMA values of chlorhexidine 0.12%. As for CIM, Pithecellobium cochliocarpum showed antibacterial activity similar to chlorhexidine gluconate against all strains tested. The zones ranged from 10 to 30 mm with outstanding results (up to dilution 1:512) against S. sanguinis, S. oralis and L. casei. Already the CIMA in relation the babatenon was effective in inhibiting adhesion to the last dilution was considered (1:512) for S. sanguinis, S.oralis and S. mitis, showing average performance than chlorhexidine. It is concluded that Pithecellobium cochliocarpum showed significant antimicrobial activity and antiadherent emphasizing the importance of evaluating an agent herbal medicine more accessible to people with perspective of the prescription in primary care services, and in line with new guidelines from the Ministry of Health.


Assuntos
Humanos , Placa Dentária , Atenção à Saúde , Medicamentos Fitoterápicos , Fitoterapia
6.
Odontol. clín.-cient ; 9(4)out.-dez. 2010. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-573338

RESUMO

O biofilme dental é o fator de maior importancia na etiologia da cárie e das doenças periodontais. Diversos produtos de origem vegetal mostraram ser potencialmente interessantes no que se refere a sua atividade antimicrobiana. O objetivo do estudo foi o de avaliar a atividade antibacteriana e antiaderente do Pithecellobium cochliocarpum (Gomez) Macbr. (babatenon) frente Streptococcus mutans, S. sanguinis, S. salivarius, S. mitis, S. oralis e Lactobacillus casei. Para a determinação da Concentraçao Inibitória Mínima (CIM), os ensaios foram realizados em triplicata, em meio sólido, através da técnica de Ágar-Difusão em placas de Petri. Em relação à determinação da Concentração Inibitória Mínima de Aderência (CIMA) da bactéria ao vidro na presença de sacarose a 5%, utilizou-se a técnica dos tubos inclinados. Em estudo comparativo, foi determinada a CIM e a CIMA do digluconato de clorexidina a 0,12%. Quanto a CIM, o Pithecellobium cochliocarpum apresentou atividade antibacteriana similar ao digluconato de clorexidina frente a todas as linhagens ensaiadas. Os halos variaram entre 10 a 30mm com resultado destacado (até a diluição 1:512) frente a S. sanguinis, S. oralis e L. casei. Já a CIMA frente ao babatenon mostrou-se efetivo na inibição da aderência até a última diluição considerada (1:512) para S. sanguinis, S. mitis e S. oralis, apresentando desempenho médio superior à clorexidina. Conclui-se que o Pithecellobium cochliocarpum apresentou potencial atividade antimicrobiana e antiaderente, ressaltando a importância de se avaliar um agente fitoterápico mais acessivel à população com perspectiva da prescrição nos serviços de Atenção Básica, estando em consonância com as novas diretrizes do Ministério da Saúde.


The dental biofilm is the major factor in the etiology of caries and periodontal diseases. Several plant products have shown to be potentially interesting with regard to its antimicrobial activity. The aim of this study was to evaluate the antibacterial and adherent the ethanol extract of Pithecellobium cochliocarpum (Gomez) Macbr (babatenon) front Streptococcus mutans, Streptococcus sanguinis, Streptococcus salivarius, Streptococcus mitis, Streptococcus oralis and Lactobacillus casei. To determine the minimum inhibitory concentration (MIC) tests were perfomed in triplicate on solid medium, using the technique of Agar Diffusion in petri dishes relation to determining the minimum inhibitory concentration of adherence (CIMA) of the bacteria to glass in the presence of sucrose at 5%, we used the technique of inclined tubes. In a comparative study, it was determined the CIM and CIMA values of chlorhexidine 0.12%. As for CIM, Pithecellobium cochliocarpum showed antibacterial activity similar to chlorhexidine gluconate against all strains tested. The zones ranged from 10 to 30 mm with outstanding results (up to dilution 1:512) against S. sanguinis, S. oralis and L. casei. Already the CIMA in relation the babatenon was effective in inhibiting adhesion to the last dilution was considered (1:512) for S. sanguinis, S.oralis and S. mitis, showing average performance than chlorhexidine. It is concluded that Pithecellobium cochliocarpum showed significant antimicrobial activity and antiadherent emphasizing the importance of evaluating an agent herbal medicine more accessible to people with perspective of the prescription in primary care services, and in line with new guidelines from the Ministry of Health.


Assuntos
Humanos , Placa Dentária , Atenção à Saúde , Medicamentos Fitoterápicos , Fitoterapia
7.
Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac ; 10(1)jan.-mar. 2010. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-550984

RESUMO

A Momordica charantia L., conhecida popularmente como Melão de São Caetano, pertencente àfamília das Cucurbitaceae, é uma planta tropical, de crescimento rápido, comum em terrenos abandonados e que apresenta efeito medicinal, comprovado para o tratamento de várias afecções de origem microbiana...


The Momordica charantia L., a member of the Cucurbitaceae plant family, is a fast-growing tropicalplant, commonly found on abandoned land, which has proven medicinal effects for the treatment of variousdiseases of microbial origin...

8.
Braz. j. pharm. sci ; 46(2): 199-203, Apr.-June 2010. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-564885

RESUMO

Himatanthus drasticus, also known as janaguba, is used popularly in Brazil's Northeastern region in the treatment of cancer. However, no scientific reports are available. The present study is the first investigation on the antitumor activity of crude methanolic extract from Himatanthus drasticus leaves against Sarcoma 180 tumor and on its side effects including acute oral toxicity. The OECD 423 methodology was used to study acute oral toxicity, and the STOCK methodology to assess antitumor activity. The crude extract showed low toxicity at the tested doses (50, 300 and 2000 mg/kg) administered orally. The histopathological analyses demonstrated alterations in liver lung, spleen and kidney. It also showed activity against Sarcoma 180 tumor in male Swiss albino mice, evidencing tumor growth inhibition of 67.7 percent and 68 percent at 300 mg/kg and 400 mg/kg doses, respectively.


Himatanthus drasticus, conhecida popularmente como janaguba, tem uma longa história de emprego na cura do câncer no nordeste brasileiro, porém quase sem registro na literatura. O objetivo desse trabalho foi investigar a atividade antitumoral do extrato bruto metanólico das folhas de Himatanthus drasticus frente ao modelo experimental Sarcoma 180 e avaliar sua toxicidade aguda. A determinação da toxicidade aguda foi realizada segundo a metodologia da OECD 423 e o transplante do tumor sólido de sarcoma 180 foi realizado seguindo a metodologia de Stock. O extrato apresentou baixa toxicidade nas doses testadas (50, 300 e 2000 mg/kg) por via oral. A análise histopatológica apresentou alterações em nível hepático, pulmonar, baço e renal. A atividade antineoplásica apresentou inibição tumoral significativa em relação ao grupo controle nas doses de 300 mg/kg e 400 mg/kg de peso do animal com um percentual de inibição de 67.7 por cento e 68 por cento respectivamente. Na menor dose analisada, 200 mg/kg, o percentual de inibição tumoral foi apenas de 32.8 por cento.


Assuntos
Animais , Ratos , Apocynaceae/ultraestrutura , Ensaios de Seleção de Medicamentos Antitumorais , Fenômenos Químicos , Extratos Vegetais/análise , Extratos Vegetais/uso terapêutico
9.
Braz. arch. biol. technol ; 51(6): 1139-1146, Nov.-Dec. 2008. ilus, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: lil-504035

RESUMO

The aim of this study was to evaluate the influence of the proteic extract of R. communis on the cell physiology by the osmotic fragility, labeling of the blood elements with the 99mTc and cell morphology. To evaluate the osmotic fragility, the blood samples of the Wistar rats were incubated with the concentrations of R. communis and with the solutions of NaCl (0.4; 0.7; 0.9 percent). In the labeling of the blood elements procedure, the rat blood was treated with a solution of Tc-99m and TCA at 5 percent, determining the rate of radioactivity ( percentATI) in the plasma (P) and in the red blood cells (RBC). The soluble and insoluble fractions of the plasma were also evaluated. The cells morphology submitted to the extract was evaluated by the optical microscopy (x40). The results indicated that the rate of the hemolysis increased in the presence of 0.125 mg/mL of the extract. There was a decay of 49.69 percent in the rate of ATI in the insoluble fraction of the cells, with the morphological alterations in the red blood cells. These results suggested that the extract changed the capability of binding of the red blood cells due to the stannous ion oxidation, modifying the cells structure.


Produtos naturais são usados freqüentemente por muitas pessoas no tratamento do câncer. O Ricinus communis L é uma Euforbiaceae que apresenta propriedades laxativas, purgativas e antitumorais. O objetivo deste trabalho é estudar a influência da fração protéica do extrato hidroalcoólico de R. communis L. na fisiologia celular através da fragilidade osmótica, da marcação de elementos sanguíneo com 99mTc e da morfologia celular. Para avaliar a fragilidade osmótica, amostras de sangue de ratos Wistar foram incubadas com concentrações de R. communis e com soluções de NaCl (0,4; 0,7; 0,9 por cento). No procedimento de marcação de elementos sanguíneos, as amostras de sangue foram tratadas com solução de Tc-99m e TCA à 5 por cento, determinando o percentual de radioatividade ( por centoATI) no plasma (P) e nas células vermelhas (RBC); as frações solúvel e insolúvel do plasma também foram avaliadas. A morfologia das células submetidas ao extrato foi avaliada por microscopia óptica (x40). Os resultados indicam que o extrato na concentração de 0,125 mg/mL provoca hemólise de 49,69 por cento , no por cento ATI na fração insolúvel das células, ocorrendo alterações morfológicas das células sangüíneas. Esses resultados sugerem que o extrato radiomodifica a ligação do 99mTc às células vermelhas. Isto pode ser devido à oxidação do íon estanoso, a um processo de competição com os sítios de ligação do 99mTc ou por modificação das estruturas da membrana.

10.
Rev. enferm. UFPE on line ; 2(1): 17-22, jan.-mar. 2008. ilus
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1032592

RESUMO

Tendo em vista a ausência de estudos que suportem um controle toxicológico satisfatório da espécie Phyllanthus tenellusRoxb, este estudo teve como objetivo avaliar as alterações comportamentais em camundongos, a partir de estudos datoxicidade subcrônica do extrato hidroalcoólico de Phyllanthus tenellus Roxb. Foram realizadas exposições diárias aoextrato de Phyllanthus tenellus por via intraperitoneal, durante 60 dias, em três grupos de cinco camundongospreviamente marcados, pesados e mantidos os cuidados de alimentação, iluminação e acomodação. Os grupos foramdivididos em G1 (administrado o extrato a 125mg/kg do animal), G2 (administrado o extrato a 250mg/kg do animal) e G3(grupo controle, administrado apenas solução fisiológica 0,9% de NaCl), avaliando diariamente os camundongos comrelação aos sinais de toxicidade. Foram observadas alterações comportamentais para as duas doses estabelecidas, noentanto, o grupo que recebeu a maior dose sofreu maiores alterações sendo as mais importantes: diminuição dafreqüência respiratória, prostração, piloereção, edema de focinho, hidrocele e óbito, considerando assim a planta tóxicapara uso subcrônico dependendo da sua concentração utilizada.


Assuntos
Camundongos , Phyllanthus/toxicidade , Plantas Medicinais
12.
An. Fac. Med. Univ. Fed. Pernamb ; 52(2): 112-115, 2007. ilus, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-495348

RESUMO

Objetivo: Avaliar a atividade antitumoral de extratos aquosos por infusão e maceração de folhas de Indigofera suffruticosa (Fabaceae) em camundongos albinos suíços. Materiais e Métodos: Em trinta camundongos albinos suíços foram injetados via i.p. 0,3 ml de células do Sarcoma 180 (aproximadamente 3x106 células). Após 48 horas do implante, a quimioterapia foi iniciada com o uso do extrato aquoso de folhas de I. suffruticosa por infusão e maceração em concentrações diárias de 50mg/kg i.p. por 7 dias consecutivos. Para o grupo controle, 0,2 ml/Kg i.p. de solução salina foi administrada. No oitavo dia, os camundongos foram sacrificados para estudos tumorais. Os dados foram analisados utilizando-se Análise de Variância (ANOVA) ou o teste de Kruskal-Wallis. P<0,001 foi usado para rejeição da hipótese de nulidade. Resultados: A atividade antitumoral dos extratos aquosos por infusão (64,5%) e maceração (62,6%) sob Sarcoma 180 em camundongos na dose de 50 mg/kg i.p., baseada na baixa ordem de toxicidade, foi comparada com o grupo controle que mostrou desenvolvimento tumoral de 100% Conclusão: O extrato aquoso de folhas de I. suffruticosa apresenta propriedade antitumoral.


Assuntos
Animais , Camundongos , Ensaios de Seleção de Medicamentos Antitumorais , Indigofera , Preparações de Plantas/uso terapêutico , Sarcoma/tratamento farmacológico , Camundongos , Modelos Animais , Fitoterapia , Extratos Vegetais
13.
Rev. bras. ciênc. saúde ; 7(3): 241-250, set.-dez. 2003. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-400893

RESUMO

Objetivo: Comprovar a atividade inibitória do extrato hidroalcoólico do caule de Jatropha Molissima (EHA) sobre os efeitos mais relevantes da peçonha de Bothrops erythromelas (PBe). Material e Métodos: A peçonha liofilizada foi obtida da Fundação Ezequiel Dias (FUNED), Minas Gerais, Brasil. O extrato hidroalcoólico foi obtido do Laboratório de Produtos Naturais (UFPE), Recife, Pernambuco, Brasil. Foram usados camundongos, adultos, albinos Swiss pesando 25-30g. Várias concentrações do EHA foram incubadas, por 30 min. a 37°C, com doses fixas da PBe (2 doses mínimas), com exceção da permeabilidade vascular, na qual foi utilizada 0,05mg/Kg da PBe. O EHA nas doses de 50 a 400 mg/Kg, via intradérmica, não inibiu o aumento da permeabilidade vascular, pelo contrário, o mesmo potencializou o referido efeito. Por outro lado, a atividade hemorrágica da PBe, via intradérmica, foi parcialmente inibida nas doses de 20 a 160 mg/Kg e abolida com 320 mg/Kg. A atividade necrosante foi completamente inibida com 290,9 mg/Kg, e parcialmente inibida nas doses de 18,2 a 145,4 mg/Kg. A atividade defibrinogenante foi parcialmente inibida pelo EHA, via intravenosa, nas doses de 125 a 220 mg/Kg, enquanto com 285 mg/Kg foi abolida. Com relação à atividade coagulante da PBe, a mesma foi parcialmente inibida nas concentrações de 20,0 a 26,6 mg/ml e abolida com 29,2 mg/ml do EHA. Resultados: A atividade fosfolipásica foi parcialmente diminuída nas concentrações de 10,0 a 80,0 mg/ml, enquanto com 160 mg/ml foi abolida. Conclusão: Os resultados sugerem que o extrato de Jatropha molissima (POHL) Baill apresenta potencial para ser utilizado no tratamento de picadas de serpentes no Nordeste do Brasil.


Assuntos
Jatropha , Plantas Medicinais
14.
Rev. bras. ciênc. saúde ; 6(1): 43-50, 2002. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-313997

RESUMO

Objetivo: O presente estudo teve como objetivo determinar a toxicidade aguda e a Dose LetaL 50 do extrato hidroalcoólico do caule e da folha de Psidium guajava L. Material e Métodos: O extrato hidroalcoólico foi obtido através de etanol (70 por cento) e concentrado em rota-vapor. Para o estudo toxicológico, trinta e seis camundongos Mus musculus (todos previamente marcados e pesados) foram selecionados em seis grupos. Os animais permaneceram em jejum por dezoito horas antes de serem submetidos ao experimento. A via de administração utilizada foi a intra-peritonial. Resultados: Os resultados sugerem que a atividade tóxica do extrato hidroalcoólico de Psidium guajava L. não foi relevante: 779,17mg/Kg. Conclusões: Diante das doses tóxicas observadas, nesse estudo, conclui-se que existe uma relativa margem de segurança para o uso dessa planta como agente terapêutico


Assuntos
Animais , Plantas Medicinais
15.
Rev. bras. ciênc. saúde ; 9(3): 272-282, set.-dez. 2005. ilus
Artigo em Português, Inglês | LILACS | ID: lil-448242

RESUMO

Objetivos: Avaliar a toxicidade aguda de uma nova classe de 2-isoxazolinas 1, derivadas de enamidas endocíclicas de 6 membros. Material e Métodos: O estudo toxocológico foi realizado em camundongos Mus Musculus, machos, divididos em grupos de 6 animais, que permaneceram em jejum por 12 horas antes de serem submetidos aos experimentos. A via de administração utilizada foi a intra-peritoneal. Resultados: Os estudos preliminares destes inéditos heterociclos, revelaram substâncias muito ativas no organismo dos animais. Nas doses testadas, 1000, 500 e 250 mg/Kg, houve alto índice de mortalidade para a maior dose, porém com as demais doses testadas foi possível observar a presença de atividade analgésica/anestésica, revelada pela intensa sonolência com que os animais foram acometidos. Conclusão: As substâncias apresentaram respostas desencadeadoras de estímulos com funções autônomas simpáticas e parassimpáticos, pois houve vasoconstricção e vasodilatação (vasos sangüineos periféricos e vísceras) e também aumento e diminuição da freqüência cardiaca


Assuntos
Animais , Toxicidade Aguda , Amidas , Relação Estrutura-Atividade
16.
Rev. Inst. Antibiot ; 22(1/2): 3-9, dez. 1984-1985. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-34433

RESUMO

Quatro glicosídeos isolados de Ipomoea bahiensis, derivados dos ácidos 11 hidroxihexadecanóico e 11-hidroxitetradecanóico, apresentam boa atividade contra representantes de microrganismos Gram-positivos. O composto (la) também inibe significativamente o crescimento do Sarcoma 180 a doses entre 7,5 e 10,0 mg/kg


Assuntos
Camundongos , Animais , Bactérias/efeitos dos fármacos , Glicosídeos/isolamento & purificação , Plantas Medicinais , Sarcoma 180/tratamento farmacológico , Glicosídeos/farmacologia
17.
Rev. Inst. Antibiot ; 22(1/2): 145-56, dez. 1984-1985. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-34468

RESUMO

Apresenta-se o estudo taxonômico do Streptomyces violaceus isolado de uma amostra de solo proveniente da praia do Pina, Recife-PE. Relata-se também a produçäo de um antibiótico e antitumoral, um complexo antraciclínico produzido pelo referido Streptomyces. Säo apresentadas algumas informaçöes adicionais sobre as propriedades biológicas do complexo


Assuntos
Antibióticos Antineoplásicos/biossíntese , Streptomyces antibioticus/isolamento & purificação
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA