Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 5 de 5
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 29: e2136, 2021.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1249392

RESUMO

Resumo O presente texto é resultado de um seminário do Grupo de Pesquisa "Cidadania, Ação Social, Educação e Terapia Ocupacional", ocorrido em 2019, entre os integrantes da linha "Escola, Terapia Ocupacional e Inclusão Radical", que se debruçaram sobre o livro "Best practices of Occupational Therapy in Schools". Editado em 2013, esse livro teve grande circulação nos Estados Unidos da América, compondo parte dos esforços da American Occupational Therapy Association para ofertar e ampliar subsídios teórico-práticos que garantissem tanto a inserção como a qualificação da atuação dos terapeutas ocupacionais em serviços e ações junto ao setor da educação. Consideramos que compartilhar uma síntese desse material, bem como as reflexões críticas que foram fomentadas pelo seu estudo, em diálogo contextualizado no cenário brasileiro, possa inspirar novas proposições para terapeutas ocupacionais que têm se dedicado a esse setor, mas também colocar em debate os riscos que transposições lineares podem causar, uma vez que determinados modelos e abordagens respondem a contextos situados, histórica e politicamente. Explicitadas nossas diferenças, que a circulação das propostas desse livro possa, sobretudo, contribuir para alavancar novas e eficientes estratégias para ampliarmos o número de profissionais envolvidos com o setor da educação.


Abstract This text is the result of a seminar by the Research Group "Citizenship, Social Action, Education and Occupational Therapy", which took place in 2019, among the members of the "School, Occupational Therapy and Radical Inclusion" line, who have investigated the book "Best Practices of Occupational Therapy in Schools". Published in 2013, this book was widely read in the United States of America, as part of the efforts of the American Occupational Therapy Association to offer and expand theoretical and practical subsidies that would guarantee both the insertion and the qualification of performance of the occupational therapists in services and actions tied to the education sector. We believe that sharing a synthesis of this material, as well as critical reflections that were fostered by your study, in a contextualized dialogue in the Brazilian scenario, may inspire new proposals for occupational therapists who have dedicated themselves to this sector, but also discuss the risks that model transpositions can cause, since certain models and approaches respond to historically and politically situated contexts. With our differences explained, we wish that the circulation of the proposals in this book may, above all, contribute to leverage new and efficient strategies to expand the number of professionals involved in the education sector.

2.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 28(2): 467-484, abr.-jun. 2020. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1132796

RESUMO

Resumo Introdução Os Estados Unidos da América (EUA) destacam-se pela quantidade expressiva de terapeutas ocupacionais atuando profissionalmente em escolas e pela produção de regulamentações específicas dessa ação profissional. Este artigo deriva de uma revisão sistemática de mapeamento, por meio da qual reunimos 190 textos em torno da temática "terapia ocupacional e escolas". Destes, 10 eram textos (ensaios teóricos, artigos de reflexão, um documento oficial e um artigo "informativo") que se voltavam para a atuação dos "school-based occupational therapists" (SBOTs). Objetivo Conhecer os caminhos pelos quais a regulamentação dessa atuação profissional ocorreu nos EUA, tomando-se legislações, documentos e publicações. Método Realizou-se uma análise compreensiva das publicações selecionadas (10) e da legislação relacionada reunida (5), consideradas como documentos a serem também descritos, produzindo-se um panorama geral sobre o tema e uma historicização da regulamentação da atuação dos SBOTs no país. Resultados Desde 1986, publicam-se artigos para o debate teórico e a reflexão acerca do desenvolvimento da terapia ocupacional estadunidense nas escolas. A essas, somam-se publicações na direção de constituir fundamentos teórico-práticos, compondo consensos operativos com vistas a viabilizar a contratação do serviço terapêutico-ocupacional nesse setor. Evidenciou-se o papel da associação profissional nacional estadunidense (AOTA), perpassando toda essa construção. Contudo, ao criarem-se determinados consensos, delimitou-se a ação profissional ao campo da deficiência, notadamente voltada a crianças e adolescentes. Conclusão Compreender essa trajetória pode nos inspirar quanto às estratégias eficientes criadas pelos terapeutas ocupacionais nos EUA, não obstante, seja necessário apreender nossas singularidades e construir formas orgânicas de ampliarmos esse campo no Brasil.


Abstract Introduction United States of America (USA) stands out for the expressive number of occupational therapists working in schools and for the production of specific regulations for this professional action. This article derives from a systematic mapping review, in which we collected 190 texts on the theme 'occupational therapy and schools.' Ten of them were related to the SBOTs practice (theoretical essays, reflection papers, one official document, and one 'informative' paper). Objective To know how this professional regulation took place in the USA, taking laws, documents, and publications. Method A comprehensive analysis of the selected publications (10) and the related legislation (5) was carried out, resulting in a general overview of the subject and a historicization of the regulation of the SBOTs in that country. Results Since 1986, articles have been published for the theoretical debate and reflection on the development of USA occupational therapy practices in schools. Also, publications aimed to constitute theoretical-practical foundations, composing operational consensuses to make feasible the contracting of that service in this sector. The role of the American Occupational Therapy Association (AOTA) was evident, passing through all this construction. However, when certain consensuses were created, professional action was limited to the field of disability, especially focus on children and adolescents. Conclusion Understanding this trajectory may inspire us about the efficient strategies created by occupational therapists in the USA, nevertheless, it is necessary to apprehend our singularities and to construct organic ways of expanding this field in Brazil.

3.
Arq Neuropsiquiatr ; 70(2): 140-4, 2012 Feb.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-22311220

RESUMO

Epilepsy causes restrictions in the performance of various daily activities. The aiming of this study was to investigate whether these restrictions affect the perceived quality of life. The assessments Quality of Life in Epilepsy-31 (QOLIE-31) and Canadian Occupational Performance Measure (COPM) were applied in a sample that consisted of a single group of 34 subjects with at least two years of uncontrolled seizures. The results indicated that the most affected domains of QOLIE-31 were seizure worry, 29.77 (±21.72), and effects of drugs, 49.75 (±28.58), and for the COPM, the average of performance and satisfaction were respectively 3.10 (±3.07) and 4.45 (±3.29), and performance limitations most frequently cited were maintain employment (18), left home alone (15) and courses (15). The application of the Spearman correlation coefficient showed that the three main performance limitations posed by the COPM, especially regarding the level of satisfaction, influence the perception of quality of life. Thus, occupational performance proves to be an important area of intervention with subjects with epilepsy.


Assuntos
Atividades Cotidianas/psicologia , Epilepsia/psicologia , Qualidade de Vida/psicologia , Trabalho/psicologia , Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Convulsões/psicologia , Comportamento Social , Fatores Socioeconômicos , Análise e Desempenho de Tarefas
4.
Arq. neuropsiquiatr ; 70(2): 140-144, Feb. 2012. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-612696

RESUMO

Epilepsy causes restrictions in the performance of various daily activities. The aiming of this study was to investigate whether these restrictions affect the perceived quality of life. The assessments Quality of Life in Epilepsy-31 (QOLIE-31) and Canadian Occupational Performance Measure (COPM) were applied in a sample that consisted of a single group of 34 subjects with at least two years of uncontrolled seizures. The results indicated that the most affected domains of QOLIE-31 were seizure worry, 29.77 (±21.72), and effects of drugs, 49.75 (±28.58), and for the COPM, the average of performance and satisfaction were respectively 3.10 (±3.07) and 4.45 (±3.29), and performance limitations most frequently cited were maintain employment (18), left home alone (15) and courses (15). The application of the Spearman correlation coefficient showed that the three main performance limitations posed by the COPM, especially regarding the level of satisfaction, influence the perception of quality of life. Thus, occupational performance proves to be an important area of intervention with subjects with epilepsy.


A epilepsia causa limitações quanto ao desempenho de várias atividades diárias. Este estudo procurou investigar se essas limitações afetam a percepção da qualidade de vida (QV) do sujeito com epilepsia. Foram estudados 34 sujeitos com crises epiléticas não controladas há pelo menos dois anos, para os quais foram aplicadas, dentre outras, as avaliações QOLIE-31 para QV e Medida Canadense de Desempenho Ocupacional (COPM) para análise das limitações no desempenho ocupacional. Os resultados indicaram que os domínios da QOLIE-31 mais afetados foram preocupação com as crises (29,8±21,7) e efeitos dos medicamentos (49,7±28,6). Em relação à COPM, as médias de desempenho e satisfação foram, respectivamente, 3,10±3,07 e 4,45±3,29, sendo as limitações no desempenho mais frequentes a manutenção do emprego (18), ser capaz de sair de casa sozinho (15) e poder frequentar cursos (15). A aplicação do coeficiente de correlação de Spearman evidenciou que as três principais limitações no desempenho levantadas pela COPM, principalmente em relação ao nível de satisfação, influenciam na percepção da qualidade de vida do sujeito com epilepsia. Dessa forma, o desempenho ocupacional provou ser uma importante área de intervenção com sujeitos epiléticos.


Assuntos
Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Atividades Cotidianas/psicologia , Epilepsia/psicologia , Qualidade de Vida/psicologia , Trabalho/psicologia , Comportamento Social , Fatores Socioeconômicos , Convulsões/psicologia , Análise e Desempenho de Tarefas
5.
Acta fisiátrica ; 18(2)jun. 2011.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-663353

RESUMO

A literatura mostra que os sujeitos com Epilepsia apresentam dificuldadespara o engajamento no desempenho de atividades em todos ou quase todos os aspectos da vida. Visando melhor compreender os problemas de desempenho ocupacional do sujeito comepilepsia, os objetivos desta pesquisa foram: avaliar e classificar, de acordo com a CIF, quais os problemas de desempenho ocupacional apresentados por sujeitos com Epilepsia e discutir os dados levantados de acordo com a literatura. Foram entrevistados 34 sujeitos, onde os principais problemas de desempenho relatados foram:Manter um emprego (d8451) com 18 queixas, Treinamento profissional(d825) e Deslocar-se por diferentes locais (d460), ambos com 15 queixas. Observou-se que os fatores determinantes para os problemasde desempenho encontrados são facilmente classificados na CIF e, suas limitações para atividades e restrições para participação estão em acordo com o modelo de saúde apresentado pelaclassificação, onde além das deficiências relacionadas às funções docorpo também os fatores ambientais e pessoais interferem na vida desses sujeitos.


The literature shows that subjects with epilepsy have difficulties performingactivities in all or nearly all aspects of life. Searching for a better understanding of the problems of occupational performance in subjects with epilepsy, this research sought to evaluate and classify these problems according to the ICF experienced by subjects with Epilepsy and to discuss the data gleaned from the literature. Thirty-four individuals were interviewed, where the main performance problems reported were: maintaining a job (d8451) with 18 complaints, vocational training (d825) with 15 complaints, and moving around in different locations (d460), also with 15 complaints. It was observed that thedetermining factors for these performance problems were easily classified according to the ICF, and their limitations to activities and restrictionsto participation were in accord with the biopsychosocial model of health given by the classification where, apart from deficiencies related to the body functions, the environmental and personal factors also interfere with the lives of these individuals.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Atividades Cotidianas , Epilepsia/epidemiologia , Epilepsia/reabilitação , Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde , Saúde do Trabalhador , Análise e Desempenho de Tarefas , Epidemiologia Descritiva , Terapia Ocupacional
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...