Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 23
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev Saude Publica ; 53: 61, 2019 Aug 01.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-31390430

RESUMO

OBJECTIVE: To analyze the temporal trend of leprosy indicators in a hyperendemic state of Brazil, from 2001-2015. METHODS: This is a time-series study of leprosy indicators in the state of Maranhão, Northeastern region of Brazil. The study used data from the Brazilian National System of Reportable Diseases, for the period between 2001 and 2015. The following indicators were evaluated: (i) detection coefficient in the general population; (ii) detection coefficient in people under 15 years old; (iii) rate of cases with grade 2 physical disability in the diagnosis; (iv) rate of examined contacts, and (v) proportion of healing . The Prais-Winsten regression model was used for trend analysis. Analyses were performed for the state and by each health region. RESULTS: 77,697 leprosy cases were analyzed in the general population and 7,599 in individuals under 15 years old. The detection coefficient in the general population ranged from 80.7/100 thousand inhabitants in 2001 to 51.2/100 thousand inhabitants in 2015. The coefficient in the general population presented a downward trend (annual percentage variation [APV] = -2.98; 95%CI -4.15- -1.79). For the population under 15 years old, the rate was 24.9/100 thousand inhabitants in 2001, and 19.9/100 thousand inhabitants in 2015, with downward trend (APV = -3.07; 95%CI -4.95- -1.15). It was observed upward trend in rate of contacts examined (APV = 2.35; 95%CI 0.58-4.15) and rate of cases with grade 2 disability (APV = 2.19; 95%CI 0.23-4.19). Stationary trend was observed in the proportion of healing (APV = -0.10; 95%CI -0.50-0.30). Regional differences were found in the performance of the indicators. CONCLUSIONS: A downward trend for the detection coefficients in the general population and in individuals under 15 years old was found in Maranhão. Despite this result, the rates are still very high, demanding efforts from all spheres of public administration and health professionals to reduce the burden of the disease in the state.


Assuntos
Doenças Endêmicas/estatística & dados numéricos , Indicadores Básicos de Saúde , Hanseníase/epidemiologia , Doenças Negligenciadas/epidemiologia , Adolescente , Adulto , Idoso , Brasil/epidemiologia , Feminino , Geografia , Humanos , Hanseníase/diagnóstico , Hanseníase/prevenção & controle , Hanseníase/transmissão , Modelos Lineares , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Vigilância da População , Fatores de Tempo , Adulto Jovem
2.
Rev Saude Publica ; 53: 12, 2019 Jan 31.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-30726493

RESUMO

OBJECTIVE: To establish a historical series of fetal mortality in Brazil and regions between 1996 and 2015, identifying its behavior and trend. METHODS: A descriptive study on cases of fetal deaths in Brazil and in each region reported from 1996 to 2015, registered in DATASUS and classified by ICD-10. Maternal age and schooling, duration of gestation and type of delivery were considered. We calculated the fetal mortality rate between 1996 and 2015 to build historical series. RESULTS: The time series shows a steady chart of the fetal mortality rate (FMR) from 2000 in Brazil and in all regions. The country's fetal mortality rate rose from 8.19 in 1996 to 9.50 per 1,000 births in 2015. There was an increasing trend in fetal deaths whose root cause appears in chapter XVII of ICD-10 in Brazil and in all regions. Deaths from Chapter XVI causes showed a trend of increase only in the Northeast region, while other basic causes showed a trend of increase in the Southeast and South regions. In the Brazilian scope, there was an increasing trend of fetal deaths in mothers in the 10-14 and 25-44 years age groups. In Brazil and in all regions, there was an increase of the FMR in women with more than 8 years of schooling. Fetal deaths predominated between 28 and 36 weeks of gestation, with a growing trend in Brazil and all regions, except in the South (steady). Vaginal delivery prevailed, with a steady trend, while cesarean sections showed an increasing trend in Brazil and in all regions. CONCLUSIONS: The quality of information about fetal deaths, investments in research committees, and improvement in the quality of prenatal care should be prioritized to enable more effective coping and to reduce the fetal mortality rate in Brazil.


Assuntos
Mortalidade Fetal , Idade Materna , Cuidado Pré-Natal , Serviços de Saúde da Mulher/tendências , Adolescente , Adulto , Brasil , Criança , Escolaridade , Feminino , Humanos , Recém-Nascido , Pessoa de Meia-Idade , Gravidez , Estudos Retrospectivos , Adulto Jovem
3.
Rev. saúde pública (Online) ; 53: 12, jan. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-985830

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE: To establish a historical series of fetal mortality in Brazil and regions between 1996 and 2015, identifying its behavior and trend. METHODS: A descriptive study on cases of fetal deaths in Brazil and in each region reported from 1996 to 2015, registered in DATASUS and classified by ICD-10. Maternal age and schooling, duration of gestation and type of delivery were considered. We calculated the fetal mortality rate between 1996 and 2015 to build historical series. RESULTS: The time series shows a steady chart of the fetal mortality rate (FMR) from 2000 in Brazil and in all regions. The country's fetal mortality rate rose from 8.19 in 1996 to 9.50 per 1,000 births in 2015. There was an increasing trend in fetal deaths whose root cause appears in chapter XVII of ICD-10 in Brazil and in all regions. Deaths from Chapter XVI causes showed a trend of increase only in the Northeast region, while other basic causes showed a trend of increase in the Southeast and South regions. In the Brazilian scope, there was an increasing trend of fetal deaths in mothers in the 10-14 and 25-44 years age groups. In Brazil and in all regions, there was an increase of the FMR in women with more than 8 years of schooling. Fetal deaths predominated between 28 and 36 weeks of gestation, with a growing trend in Brazil and all regions, except in the South (steady). Vaginal delivery prevailed, with a steady trend, while cesarean sections showed an increasing trend in Brazil and in all regions. CONCLUSIONS: The quality of information about fetal deaths, investments in research committees, and improvement in the quality of prenatal care should be prioritized to enable more effective coping and to reduce the fetal mortality rate in Brazil.


RESUMO OBJETIVO: Traçar uma série histórica da mortalidade fetal no Brasil e regiões entre 1996 e 2015, identificando seu comportamento e tendência. MÉTODOS: Estudo descritivo sobre casos de óbitos fetais no Brasil e em cada região notificados de 1996 a 2015, registrados no Datasus e classificados pela CID-10. A idade e escolaridade da mãe, duração da gestação e tipo de parto foram considerados. Foi realizado o cálculo da taxa de mortalidade fetal entre 1996 e 2015 para construção das séries históricas. RESULTADOS: A série temporal apresenta um quadro estacionário na taxa de mortalidade fetal a partir de 2000 no Brasil e em todas as regiões. A taxa de mortalidade fetal do país passou de 8,19 em 1996 para 9,50 por 1.000 nascimentos em 2015. Houve tendência crescente dos óbitos fetais cuja causa básica consta no capítulo XVII da CID-10 no Brasil e em todas as regiões. Óbitos por causas do capítulo XVI apresentaram tendência de aumento somente na região Nordeste, enquanto outras causas básicas mostraram tendência de aumento nas regiões Sudeste e Sul. No âmbito brasileiro, houve tendência crescente de óbitos fetais em mães nas faixas etárias de 10-14 anos e 25-44 anos. No Brasil e em todas as regiões, houve aumento nas mulheres com mais de oito anos de escolaridade. Os óbitos fetais predominaram entre a 28ª e a 36ª semana de gestação, com tendência crescente no Brasil e todas as regiões, exceto no Sul (estacionário). O tipo de parto predominante foi vaginal, com tendência estacionária, enquanto as cesarianas apresentaram tendência crescente no Brasil e em todas as regiões. CONCLUSÕES: A qualidade da informação sobre os óbitos fetais, investimentos nos comitês de investigação e melhora na qualidade do pré-natal devem ser priorizados para possibilitar um enfrentamento mais efetivo e diminuir a taxa de mortalidade fetal no Brasil.

4.
Rev. saúde pública (Online) ; 53: 61, jan. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1014533

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE To analyze the temporal trend of leprosy indicators in a hyperendemic state of Brazil, from 2001-2015. METHODS This is a time-series study of leprosy indicators in the state of Maranhão, Northeastern region of Brazil. The study used data from the Brazilian National System of Reportable Diseases, for the period between 2001 and 2015. The following indicators were evaluated: (i) detection coefficient in the general population; (ii) detection coefficient in people under 15 years old; (iii) rate of cases with grade 2 physical disability in the diagnosis; (iv) rate of examined contacts, and (v) proportion of healing . The Prais-Winsten regression model was used for trend analysis. Analyses were performed for the state and by each health region. RESULTS 77,697 leprosy cases were analyzed in the general population and 7,599 in individuals under 15 years old. The detection coefficient in the general population ranged from 80.7/100 thousand inhabitants in 2001 to 51.2/100 thousand inhabitants in 2015. The coefficient in the general population presented a downward trend (annual percentage variation [APV] = -2.98; 95%CI -4.15- -1.79). For the population under 15 years old, the rate was 24.9/100 thousand inhabitants in 2001, and 19.9/100 thousand inhabitants in 2015, with downward trend (APV = -3.07; 95%CI -4.95- -1.15). It was observed upward trend in rate of contacts examined (APV = 2.35; 95%CI 0.58-4.15) and rate of cases with grade 2 disability (APV = 2.19; 95%CI 0.23-4.19). Stationary trend was observed in the proportion of healing (APV = -0.10; 95%CI -0.50-0.30). Regional differences were found in the performance of the indicators. CONCLUSIONS A downward trend for the detection coefficients in the general population and in individuals under 15 years old was found in Maranhão. Despite this result, the rates are still very high, demanding efforts from all spheres of public administration and health professionals to reduce the burden of the disease in the state.


RESUMO OBJETIVO Analisar a tendência temporal dos indicadores da hanseníase em estado brasileiro hiperendêmico, no período de 2011 a 2015. MÉTODOS Trata-se de um estudo de série temporal dos indicadores de hanseníase no estado do Maranhão, região Nordeste, que utilizou dados do Sistema Nacional de Agravos de Notificação, no período de 2001 a 2015. Foram avaliados os seguintes indicadores: (i) coeficiente de detecção na população em geral; (ii) coeficiente de detecção em menores de 15 anos; (iii) proporção de casos com grau 2 de incapacidade física no diagnóstico; (iv) proporção de contatos examinados e (v) proporção de cura. Para análise da tendência foi utilizado o modelo de regressão de Prais Winsten . As análises foram realizadas para o Estado e por região de saúde. RESULTADOS Foram analisados 77.697 casos de hanseníase na população geral e 7.599 em menores de 15 anos. O coeficiente de detecção na população geral variou de 80,7/100 mil habitantes em 2001 para 51,2/100 mil habitantes em 2015. Verificou-se tendência decrescente do coeficiente na população geral (variação percentual anual [VPA] = -2,98; IC95% -4,15- -1,79). Na população menor de 15 anos, o coeficiente foi de 24,9/100 mil habitantes em 2001 para 19,9/100 mil habitantes em 2015, com tendência decrescente (VPA = -3,07; IC95% -4,95- -1,15). Observou-se tendência crescente na proporção de contatos examinados (VPA = 2,35; IC95%: 0,58-4,15) e na proporção de casos com grau 2 de incapacidade (VPA = 2,19; IC95% 0,23-4,19). Verificou-se tendência estacionária na proporção de cura de hanseníase (VPA = -0,10; IC95% -0,50-0,30). Observaram-se diferenças regionais no desempenho dos indicadores. CONCLUSÕES A tendência dos coeficientes de detecção na população geral e em menores de 15 anos mostrou-se decrescente no Maranhão. Apesar disso, as taxas ainda são muito elevadas, o que exige esforços de todas as esferas de gestão e profissionais da saúde para redução da carga da doença no estado.

5.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-30585233

RESUMO

Objective: To estimate the prevalence and risk factors for self-reported diabetes mellitus (DM) in adults from the State of Maranhão, Northeastern Brazil. Methods: A cross-sectional study was carried out with 1774 individuals aged ≥18 years participating in the National Health Survey of 2013 in Maranhão. The adults were selected by probabilistic sampling and interviewed face-to-face by in-home visits. The Poisson regression model was used to verify the factors associated with DM. Results: The prevalence of DM was 5.39% (95% confidence interval [95% CI]: 3.73⁻7.73). After adjustment of the regression model for age, gender, smoking, education, hypertension, and hypercholesterolemia, DM was statistically associated with age ≥60 years, female sex, low educational level, and self-report hypertension. Conclusion: The present study found the prevalence of self-reported DM similar to that estimated in the general population of Brazil. Public policies for prevention and control should intensify control, especially in the subgroups most vulnerable to DM.


Assuntos
Diabetes Mellitus/epidemiologia , Inquéritos Epidemiológicos , Adolescente , Adulto , Idoso , Brasil/epidemiologia , Estudos Transversais , Complicações do Diabetes/complicações , Escolaridade , Feminino , Humanos , Hipercolesterolemia/complicações , Hipertensão/complicações , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Prevalência , Fatores de Risco , Autorrelato , Fumar , Adulto Jovem
6.
Rev. bras. promoç. saúde (Impr.) ; 31(3): 1-9, 31/10/2018.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-996884

RESUMO

OBJETIVO: Analisar a distribuição da mortalidade de jovens por violência no Brasil de acordo com indicadores socioeconômicos. MÉTODOS: Trata-se de um estudo ecológico, cujas unidades de análise foram as 482 Regiões Imediatas de Articulação Urbana (RIAU) do Brasil. A variável dependente foi a Taxa de Mortalidade Padronizada (TMP) por violência em jovens (15-29 anos). Realizou-se a análise bivariada para avaliação da correlação espacial entre a variável desfecho e as variáveis independentes e a significância dos clusters. Também se aplicou o teste de correlação de Pearson, entre as variáveis. Obteve-se o número de óbitos por meio do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) e os dados da população por meio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). RESULTADOS: Constatou-se fraca dependência espacial entre as variáveis contextuais e a TMP nas RIAU, com valores de Moran próximos de zero. Constatou-se fraca correlação de Pearson (r<0,3). Entretanto, observou-se a formação de clusters de altas taxas de mortalidade e piores condições socioeconômicas na Região Norte e no litoral do Nordeste. CONCLUSÃO: Foi observada uma distribuição desigual da mortalidade por violência no Brasil, mesmo com fraca correlação com as variáveis socioeconômicas selecionadas.


OBJECTIVE: To analyze the distribution of violence-related deaths among young people in Brazil according to socioeconomic indicators. METHODS: This is an ecological study that analyzed 482 Immediate Regions of Urban Articulation in Brazil (Regiões Imediatas de Articulação Urbana ­ RIAU). The dependent variable was the Standardized Mortality Ratio (SMR) for violence among young people (15-29 years old). We carried out a bivariate analysis to assess the spatial correlation between the outcome variable and the independent variables and the significance of the clusters. Pearson's test was used to check for correlations between the variables. The number of deaths was obtained from the Mortality Information System (Sistema de Informação sobre Mortalidade ­ SIM) and the population data were retrieved from the Brazilian Institute of Geography and Statistics (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ­ IBGE). RESULTS: There was a weak spatial correlation between the contextual variables and SMR across the RIAU, with Moran values ​​close to zero. Pearson's test found a weak correlation (r<0.3). However, there were clusters of high mortality rates and worse socioeconomic conditions in the North region in the Northeastern Coastal region. CONCLUSION: There was an unequal distribution of violence-related mortality in Brazil despite the weak correlation to the selected socioeconomic variables.


OBJETIVO: Analizar la distribución de la mortalidad de jóvenes por violencia en Brasil según los indicadores socioeconómicos. MÉTODOS: Se trata de un estudio ecológico cuyas las unidades de análisis fueron las 482 Regiones Inmediatas de Articulación Urbana (RIAU) de Brasil. La variable dependiente fue la Tasa de Mortalidad Estandarizada (TME) por violencia en jóvenes (15-29 años). Se realizó un análisis bivariado para evaluar la relación espacial entre la variable desfecho y las variables independientes y la significación de los clusters. También se aplicó el test de correlación de Pearson entre las variables. Se obtuvo el número de óbitos a través del Sistema de Información de Mortalidad (SIM) y los datos de la población a través del Instituto Brasileño de Geografía y Estadística (IBGE). RESULTADOS: Se constató una dependencia espacial débil entre las variables contextuales y la TME en las RIAU con los valores de Moran cerca de cero. Se constató correlación de Pearson (r<0,3) débil. Sin embargo, se observó la formación de clusters con altas tasas de mortalidad y peores condiciones socioeconómicas en la Región Norte y en la costa del Noreste. CONCLUSIÓN: Ha sido observada una distribución desigual de la mortalidad por violencia en Brasil aunque con correlación débil con las variables socioeconómicas elegidas.


Assuntos
Violência , Mortalidade , Determinantes Sociais da Saúde
7.
Fisioter. Mov. (Online) ; 30(2): 227-235, Apr.-June 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-891970

RESUMO

Abstract Introduction: The increase of life expectancy and the decrease in mortality rate have resulted in changes in the epidemiological profile with predominance of non-communicable chronic diseases and global changes in the care system. This scenario has generated increased demands for caregivers, which in Brazilian reality, tends to arise in the family environment. Objective: This study aimed to know and reflect on the caregivers' profiles of public home care in the city of Goiânia, Goiás. Methods: The data were collected through the application of a caregiver characterization tool and presented descriptively. Results: The caregiver's profile of this study corroborates the ones described in the specific literature. Most of them are females, married, patient's spouse or daughter, having health problems, dedicating twelve or more hours to caring and informal exercise of this activity. Conclusion: The results show the significance of family caregivers within the family care and lead to the reflection about this role in the care sphere and the need for public policies that offer a support social network and that are tuned with this reality.


Resumo Introdução: O aumento da expectativa de vida e a diminuição da taxa de mortalidade têm resultado em mudanças no perfil epidemiológico com o predomínio de doenças crônicas não transmissíveis e mudanças no sistema de cuidados mundialmente. Esse cenário tem gerado o aumento da demanda de cuidadores, que na realidade brasileira, tende a surgir no próprio ambiente familiar. Objetivo: O presente estudo buscou conhecer e refletir acerca do perfil de cuidadores da rede pública de assistência domiciliar do município de Goiânia, Goiás. Métodos: Os dados foram coletados por meio da aplicação de um instrumento de caracterização do cuidador e apresentados de forma descritiva. Resultados: O perfil do cuidador deste estudo corrobora com o descrito na literatura, sendo a maioria do sexo feminino, casado, cônjuge ou filho do usuário do serviço, com problemas de saúde, dedicação de mais de 12 horas ao cuidado e exercício informal desta atividade. Conclusão: Os resultados evidenciam a importância do cuidador familiar no âmbito da atenção domiciliar e remetem à reflexão sobre esse papel na esfera do cuidado, bem como a necessidade de políticas públicas que ofereçam uma rede social de apoio e que estejam afinadas com essa realidade.

8.
J Ambul Care Manage ; 40 Suppl 2 Supplement, The Brazilian National Program for Improving Primary Care Access and Quality (PMAQ): S24-S34, 2017.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-28252500

RESUMO

Cervical cancer is a common neoplasm that is responsible for nearly 230 000 deaths annually in Brazil. Despite this burden, cervical cancer is considered preventable with appropriate care. We conducted a longitudinal ecological study from 2002 to 2012 to examine the relationship between the delivery of preventive primary care and cervical cancer mortality rates in Brazil. Brazilian states and the federal district were the unit of analysis (N = 27). Results suggest that primary health care has contributed to reducing cervical cancer mortality rates in Brazil; however, the full potential of preventive care has yet to be realized.


Assuntos
Mortalidade/tendências , Atenção Primária à Saúde , Neoplasias do Colo do Útero/mortalidade , Brasil/epidemiologia , Feminino , Humanos , Estudos Longitudinais , Programas de Rastreamento , Medicina Preventiva , Qualidade da Assistência à Saúde
9.
Rev. enferm. UFPE on line ; 11(supl.1): 254-263, jan.2017. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-30571

RESUMO

Objetivo: analisar a qualidade de vida relacionada à saúde de usuários do Serviço de Atenção Domiciliar. Método: estudo transversal analítico, realizado com 95 cuidadores nos domicílios de usuários do Serviço de Atenção Domiciliar por meio do instrumento SF-36. Foi realizada análise descritiva, regressão linear múltipla e correlação de Pearson. Resultados: a menor média de escore do SF-36 encontrada foi para a dimensão Vitalidade (39,2), os principais fatores associados à diminuição da QVRS dos cuidadores foram a idade, os problemas de saúde como de coluna, ansiedade e depressão e o tempo de exercício na função de cuidar. Conclusão: os achados desse estudo ressaltam a necessidade de maior atuação das equipes de atenção domiciliar, por meio de ações integrais à saúde junto aos cuidadores, com vistas a diminuir o impacto do cuidar sobre sua saúde e qualidade de vida. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Qualidade de Vida , Cuidadores , Serviços de Assistência Domiciliar , Estudos Transversais , Promoção da Saúde
10.
Epidemiol Serv Saude ; 25(3): 607-616, 2016.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-27869931

RESUMO

OBJECTIVE: to describe the profile of victims with injuries caused by firearm projectiles and the cost of treatment at a referral hospital in Midwestern Brazil belonging to the Viva Sentinela Network. METHODS: a descriptive study with convenience samplie was conducted from January to March 2013; data sources were interviews, patients' medical records, and the hospital statistics department. RESULTS: the 150 victims who participated were predominantly male (94.7%), young (67.3%), and drug/alcohol users (80.0%); the main reason of these incidents was drug trafficking/drug debt (45.3%); average health care costs were R$1,291.93 per case. CONCLUSION: the majority of victims were young male users of alcohol/drugs, and involvement with trafficking was the most frequent reason for victimization; average health care costs for these patients were high.


Assuntos
Custos de Cuidados de Saúde , Ferimentos por Arma de Fogo/epidemiologia , Adolescente , Adulto , Distribuição por Idade , Consumo de Bebidas Alcoólicas/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Usuários de Drogas/estatística & dados numéricos , Feminino , Armas de Fogo , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Distribuição por Sexo , Fatores Socioeconômicos , Ferimentos por Arma de Fogo/classificação , Ferimentos por Arma de Fogo/economia , Ferimentos por Arma de Fogo/terapia , Adulto Jovem
11.
Epidemiol. serv. saúde ; 25(3): 607-616, jul.-set. 2016. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-795340

RESUMO

OBJETIVO: descrever o perfil das vítimas com ferimentos causados por projéteis de armas de fogo (PAF) e o custo dos atendimentos em uma instituição de referência no Centro-Oeste brasileiro pertencente à Rede Viva Sentinela. MÉTODOS: foi realizado estudo descritivo, com amostra por conveniência, no período de janeiro a março de 2013; as fontes de dados foram entrevista, prontuários dos participantes e o departamento de estatística do hospital. RESULTADOS: participaram 150 vítimas, entre as quais predominaram indivíduos do sexo masculino (94,7%), jovens (67,3%) e usuários de álcool/drogas (80,0%); o principal motivo desses incidentes foi o tráfico/dívidas de drogas (45,3%); o custo médio foi de R$1.291,93 por atendimento. CONCLUSÃO: a maioria das vítimas por PAF eram homens jovens, usuários de álcool/drogas, e o envolvimento com o tráfico foi o motivo mais frequente da vitimização; o custo médio assistencial desses pacientes foi elevado.


OBJECTIVE: to describe the profile of victims with injuries caused by firearm projectiles and the cost of treatment at a referral hospital in Midwestern Brazil belonging to the Viva Sentinela Network. METHODS: a descriptive study with convenience samplie was conducted from January to March 2013; data sources were interviews, patients' medical records, and the hospital statistics department. RESULTS: the 150 victims who participated were predominantly male (94.7%), young (67.3%), and drug/alcohol users (80.0%); the main reason of these incidents was drug trafficking/drug debt (45.3%); average health care costs were R$1,291.93 per case. CONCLUSION: the majority of victims were young male users of alcohol/drugs, and involvement with trafficking was the most frequent reason for victimization; average health care costs for these patients were high.


OBJETIVO: describir el perfil de las víctimas con heridas causadas por Proyectiles de Arma de Fuego (PAF) y el costo de la atención en una institución de referencia del Centro-Este brasileño perteneciente a la Red Viva Centinela. MÉTODOS: se realizó un estudio descriptivo, con muestreo por conveniencia, en el periodo de enero a marzo de 2013; las fuentes de datos fueron entrevistas, registros de participantes y el departamento de estadística del hospital. RESULTADOS: participaron 150 individuos, predominaron víctimas del sexo masculino (94,7%), jóvenes (67,3%) y usuarios de drogas/alcohol (80,0%); la principal causa fue el tráfico/deudas de drogas (45,3%); el costo médico-asistencial promedio fue de R$1.291,93 por atención. CONCLUSIÓN: la mayoría de víctimas por PAF, eran hombres jóvenes, usuarios de alcohol/drogas y el tráfico fue el motivo más frecuente de victimización; el promedio del costo médico-asistencial con esos pacientes fue superior al de otros atendidos en el hospital.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Custos de Cuidados de Saúde , Violência/estatística & dados numéricos , Ferimentos por Arma de Fogo , Epidemiologia Descritiva , Causas Externas , Hospitais Públicos
12.
Rev. eletrônica enferm ; 18: 1-9, 20160331. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-832863

RESUMO

Estudo transversal analítico que objetivou analisar a prevalência e os fatores associados ao fluxo assistencial nos três níveis de atenção à saúde exclusivamente no Sistema Único de Saúde (SUS) de usuárias com câncer de mama. Entrevistaram-se 92 mulheres com câncer de mama, entre 29 e 82 anos, em tratamento ambulatorial em nível terciário de atenção à saúde do SUS. A prevalência de utilização do fluxo realizado exclusivamente no SUS, nos três níveis de atenção à saúde, foi de 43,5% (IC95% 33,6-53,7). Cerca de um terço das mulheres realizou consultas ou exames na rede privada, principalmente a mamografia. Os fatores associados à utilização do fluxo exclusivamente SUS, nos três níveis, foi idade ≤20 anos na primeira consulta ginecológica (OR=2,55) e estar sem trabalho remunerado (OR=3,28). Estes resultados sugerem a necessidade de melhoria de acesso na rede pública de atenção à saúde para mulheres com câncer de mama


A cross-sectional, analytical study with the aim to analyze the prevalence and factors associated to the care flow of breast cancer patients at the three levels of health care exclusively in the UnifiedHealth System (SUS - Sistema Único de Saúde). Ninety-two women with breast cancer aged between 29 and 82 years in outpatient care at tertiary level of health care in SUS were interviewed. The prevalence of use of the flow performed exclusively in SUS at the three levels of health care was 43.5% (95% CI 33.6-53.7). About a third of women had consultations or exams performed in the private network, especially mammography. The factors associated with use of the flow exclusively in SUS at the three levels were age ≤20 years at first gynecological visit (OR = 2.55), and not having paid work (OR = 3.28). These results suggest the need for improved access to the public health care network for women with breast cancer.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Neoplasias da Mama/epidemiologia , Acesso aos Serviços de Saúde , Serviços de Saúde da Mulher
13.
BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) ; 16(2): 81-87, Dez. 2015.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1025788

RESUMO

Este artigo tem por objetivo estimar a prevalência do HIV e da sífilis em gestantes do estado de Mato Grosso. É uma pesquisa quantitativa, descritiva e de cunho exploratório, realizada através da aplicação de um formulário padronizado, desenvolvida em 13 maternidades do SUS ou conveniadas, localizadas em 11 municípios do estado.


Assuntos
Humanos , Cuidado Pré-Natal , Sífilis , HIV , Gestantes
14.
BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) ; 14(3): 296-302, ago. 2013.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1046950

RESUMO

A violência é um fenômeno que, além da inquietude social, vem apresentando todos os anos um crescimento no contingente de suas vítimas. Este estudo de caráter descritivo e exploratório utilizou as informações contidas no banco de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) no período compreendido entre os anos de 2009 e 2011. Os dados revelaram no período analisado um total de 65 notificações de violência. Dentre essas, em 70% a vítima era do sexo feminino, com a faixa etária de 20-29 anos apresentando os maiores números; o local de ocorrência foi majoritariamente a própria residência; a força corporal/espancamento foi o meio de agressão mais notificado. Em 40% dos casos, foi o próprio cônjuge o praticante da agressão; 38 casos tiveram encaminhamento ambulatorial, 17 encaminhamento hospitalar, todos obtiveram alta e não houve óbito por violência. Uma informação importante quando se pensa em estratégias de enfrentamento da violência foi verificar que em 43% dos casos analisados a vítima já havia sido agredida anteriormente. Outro resultado relevante foi detectar a importância do Sinan na visibilização dessa temática em nosso país e a importância da formação e sensibilização dos profissionais da saúde no preenchimento desse sistema de informação.


Assuntos
Humanos , Delitos Sexuais , Epidemiologia , Violência Doméstica
15.
Texto & contexto enferm ; 21(4): 819-827, out.-dez. 2012.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-661128

RESUMO

Estudo descritivo de abordagem qualitativa com o objetivo de analisar as perspectivas de dor do parto normal de primigestas e suas relações com o contexto sociocultural e de assistência pré-natal. Primigestas de uma maternidade pública de Goiânia-GO, Brasil foram entrevistadas no terceiro trimestre de gestação, e suas falas, analisadas pelo Método de Interpretação de Sentidos. As dez participantes apresentaram-se com faixa etária entre 18 e 31 anos e gestação normal. Por meio da retratação social da dor do parto normal, ora como fenômeno natural inerente ao parto, ora como fenômeno de sofrimento para a mulher, as primigestas construíram percepções e sentimentos ambíguos. Mesmo assim, elas sustentaram suas expectativas no sentido da dor como fenômeno natural inerente ao parto, com a perspectiva de ter uma vivência parturitiva saudável e satisfatória. Estes resultados podem subsidiar ações educativas no pré-natal que favoreçam um olhar direcionado à integralidade da mulher como agente do parto.


This qualitative and descriptive study aims at analyzing perspectives on normal labor pain of primigravid and their relationships with the social-cultural context, as well as the antenatal care. Primigravid from a Public Maternity Hospital in Goiânia-Goiás, Brazil, were interviewed during the third quarter of pregnancy and their speeches were assessed through the use of the Method of Interpretation of Meanings. The ten participants presented normal pregnancy and they were between 18 and 31 years old. From the primigravid interviews emerged ambiguous perceptions and feelings, either as a natural phenomenon inherent to childbirth or as a suffering phenomenon. Notwithstanding, they supported their expectations concerning pain as a natural phenomenon regarding labor, with the perspective of having a healthy and satisfactory childbirth experience. These outcomes can subsidize educating actions in the antenatal period favoring a view towards women´s integrality as childbirth agents.


Estudio descriptivo de abordaje cualitativo con el objetivo de analizar las perspectivas de dolor del parto normal de primerizas y sus relaciones con el contexto socio-cultural y de asistencia prenatal. Las primerizas de una maternidad pública de Goiânia-GO, Brasil fueron entrevistadas en el tercer trimestre de gestación y sus declaraciones fueron analizadas por el Método de Interpretación de Sentidos. Las diez participantes se presentaron con edad entre 18 y 31 años en gestación normal. Por medio de la retractación social del dolor del parto normal, ya sea como fenómeno natural inherente al parto, o como fenómeno de sufrimiento para la mujer, las primerizas construyeron percepciones y sentimientos ambiguos. Mismo así, ellas han sustentado sus expectativas en el sentido del dolor como fenómeno natural inherente al parto, con la perspectiva de tener una vivencia durante el parto saludable y satisfactoria. Estos resultados pueden subsidiar acciones educativas en el prenatal que favorezcan una mirada hacia la integralidad de la mujer como agente del parto.

16.
REME rev. min. enferm ; 16(2): 241-250, abr.-jun. 2012.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-653221

RESUMO

Estudo descritivo com abordagem qualitativa, cujo objetivofoicompreenderossentidosdadordopartonormal,construídosporumgrupode mulheres usuáriasdoSistemaÚnico de Saúde (SUS), atendidasemumamaternidade pública deGoiânia-GO, Brasil, com base em suas perspectivas durante a primeira gestação e de suas vivências de dor no primeiro parto.Primigestas voluntárias foramentrevistadas, anteseapósoparto normal, comperguntas norteadoras sobre a temática dador do parto normal. As falas foramanalisadas peloMétodo de Interpretação de Sentidos. Asdez participantesestavamnafaixa etária entre18e31anos, fizermaopré-natal completoeaevolução da gravidezedoparto foi normal. Daanálise dasfalas emergiramas categorias temáticas: Construindo os sentidos da dor do parto normal a partir das perspectivas de dor noperíodopré-nataleConstruindoossentidosdadordopartonormalapartirdavivênciaparturitivainstitucionalizada.Noperíodopré-natal, foramconstruídos sentidosambíguosdador, ora comofenômenonatural inerenteaoparto, ora comofenômenode sofrimento para a mulher, conformeretratado no meio sociocultural e na assistência pré-natal. Baseando-se na vivênciaparturitiva, como protagonista do parto, a maioria construiu sentidos de dor como fenômeno inerente ao parto naturale de domínio feminino. Esses resultados configuram relevante instrumento para os profissionais da saúde, no sentido deplanejar ações educativasnopré-natal e estratégiasdemanejodadorquepromovamconforto e satisfação às parturientes,na perspectiva de assistência obstétrica humanizada, preconizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Dor do Parto , Saúde Materno-Infantil , Parto Normal , Enfermagem Obstétrica , Cuidado Pré-Natal , Sistema Único de Saúde
17.
REME rev. min. enferm ; 16(2): 241-250, abr.-jun. 2012.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-22709

RESUMO

Estudodescritivocomabordagemqualitativa, cujo objetivofoicompreenderossentidosdadordopartonormal,construídosporumgrupode mulheres usuáriasdoSistemaÚnico de Saúde (SUS), atendidasemumamaternidade pública deGoiânia-GO, Brasil, com base em suas perspectivas durante a primeira gestação e de suas vivências de dor no primeiro parto.Primigestas voluntárias foramentrevistadas, anteseapósoparto normal, comperguntas norteadoras sobre a temática dador do parto normal. As falas foramanalisadas peloMétodo de Interpretação de Sentidos. Asdez participantesestavamnafaixa etária entre18e31anos, fizermaopré-natal completoeaevolução da gravidezedoparto foi normal. Daanálise dasfalas emergiramas categorias temáticas: Construindo os sentidos da dor do parto normal a partir das perspectivas de dor noperíodopré-nataleConstruindoossentidosdadordopartonormalapartirdavivênciaparturitivainstitucionalizada.Noperíodopré-natal, foramconstruídos sentidosambíguosdador, ora comofenômenonatural inerenteaoparto, ora comofenômenode sofrimento para a mulher, conformeretratado no meio sociocultural e na assistência pré-natal. Baseando-se na vivênciaparturitiva, como protagonista do parto, a maioria construiu sentidos de dor como fenômeno inerente ao parto naturale de domínio feminino. Esses resultados configuram relevante instrumento para os profissionais da saúde, no sentido deplanejar ações educativasnopré-natal e estratégiasdemanejodadorquepromovamconforto e satisfação às parturientes,na perspectiva de assistência obstétrica humanizada, preconizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Parto Normal , Dor do Parto , Cuidado Pré-Natal , Enfermagem Obstétrica , Saúde Materno-Infantil , Sistema Único de Saúde
18.
Ciênc. saúde coletiva ; 15(6): 2887-2898, set. 2010. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-559820

RESUMO

O envelhecimento populacional é um desafio para os profissionais de saúde. Este estudo objetivou avaliar a capacidade funcional e identificar os fatores associados à dependência para as atividades de vida diária (AVD) e instrumentais de vida diária (AIVD) e descrever o perfil socioeconômico, demográfico e de saúde de idosos. Trata-se de pesquisa transversal realizada com idosos atendidos pelas equipes de Saúde da Família do Distrito Sanitário Leste de Goiânia (GO). Aplicou-se questionário para obtenção de dados socioeconômicos e demográficos, fatores relacionados à saúde e escalas de avaliação funcional. Para análise, utilizou-se o teste Qui-Quadrado, considerando o nível de significância de 5 por cento. A amostra foi composta por 388 idosos, sendo 57,5 por cento entre 60 e 69 anos, 58,5 por cento do sexo feminino, 39,7 por cento analfabetos, 77,3 por cento com renda < 2 salários mínimos; 70,9 por cento referiram doenças crônicas. Verificou-se que 34,8 por cento necessitavam de ajuda em uma ou mais AVD e 60,6 por cento nas AIVD. Os fatores mais frequentemente associados a essa dependência em ambas as atividades foram: equilíbrio e mobilidade prejudicados, depressão, déficit cognitivo e idade > 80 anos. Esses resultados denotam que os idosos estão vivenciando envelhecimento caracterizado por comorbidades e dependência para realizar as atividades diárias.


The population ageing is a challenge for health professionals. This study seek to evaluate the functional capacity and to identify the factors associated to the dependence for the activities of daily life (ADL) and activities instrumental of daily life (AIDL), and also to describe the socioeconomic, demographic and health profile of the elderly. A transverse study was carried out with seniors assisted by Family Health teams of the District East Sanitary of Goiania (GO). A questionnaire was applied to obtain socioeconomic and demographic date, factors related to the health and scales of the functional evaluation. For analyses it was used Square-Qui Test considering the level of significance of 5 percent. The sample was composed by 388 elderly, 57,5 percent with age varying from 60 to 69 years, 58,5 percent female, 39,7 percent illiterate, 77,3 percent with income < 2 minimum wages and 70,9 percent bearers of chronic diseases. It was verified that 34,8 percent needed help in one or more ADL and 60,6 percent in AIDL. The factors more frequently associated at dependence in both activities were: balance and mobility debilitated, depression, cognitive deficit and age > 80 years. These results denote that the elderly are living aging characterized by comorbidities and dependence to accomplish daily activities.


Assuntos
Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Atividades Cotidianas , Geriatria , Nível de Saúde , Brasil , Estudos Transversais , Saúde da Família , Fatores Socioeconômicos
19.
Brasília, DF; FLACSO; nov. 2007. 69 p.
Não convencional em Português | Coleciona SUS | ID: biblio-930845

RESUMO

Estudo exploratório que tem como objetivos a caracterização do mercado de saúde suplementar na região centro-oeste e a identificação das estratégias e mecanismos de microrregulação adotados pelas operadoras de planos de saúde da região, envolvendo as relações entre operadoras e prestadores de serviços, relacionados ao controle e disciplinamento da provisão de serviços hospitalares e aos mecanismos de controle e disciplinamento da disponibilização desses serviços aos beneficiários


Assuntos
Brasil , Saúde Suplementar
20.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-7873

RESUMO

Aborda o envelhecimento da população, apresentando neste material conhecimentos básicos de demografia com intuito de analisar o processo de envelhecimento da população brasileira, e as consequências desse fator para a saúde pública em sentido geral e de modo específico para esta população. Estudos mostram que o número de pessoas idosas cresce em ritmo maior do que o número de pessoas que nascem, acarretando um conjunto de situações que modificam a estrutura de gastos dos países em uma série de áreas importantes. A taxa de fecundidade abaixo do nível de reposição populacional, combinada ainda com outros fatores, tais como os avanços da tecnologia, especialmente na área da saúde, faz com que atualmente o grupo de idosos ocupe um espaço significativo na sociedade brasileira.


Assuntos
Dinâmica Populacional
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA