Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 16 de 16
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Fac. Odontol. Bauru ; 2(1): 1-6, jan.-mar. 1994. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-222471

RESUMO

Testou-se a resistência mecânica de sete cimentos dentários nas idades de 7 minutos, 30 minutos e 24 horas. Os testes selecionados foram de resistência ao cisalhamento por puncionamento, compressäo e traçäo diametral. Em linhas gerais o melhor comportamento foi alcançado pelo cimento Fosfato de Zinco, seguido pelo Policarboxilato, Oxido de Zinco e Eugenol e Hidróxido de Cálcio


Assuntos
Cimento de Óxido de Zinco e Eugenol/análise , Hidróxido de Cálcio/análise , Cimento de Policarboxilato/análise , Cimento de Fosfato de Zinco , Cimentos Dentários/análise , Materiais Dentários/análise , Resistência à Tração
2.
Rev. paul. odontol ; 14(1): 6-11, jan.-fev. 1992. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-858774

RESUMO

A presente pesquisa foi elaborada para avaliar três diferentes preparos cavitários Classe II em primeiros molares decíduos superior e/ou inferior (preparo proximal - "slot", preparo próximo-oclusal, preparo extenso com remoção de cúspide - tipo Castaldi), através de ensaios de resistência à compressão de "restaurações" de amálgama executadas em troquéis de níquel-cromo


Assuntos
Amálgama Dentário , Má Oclusão de Angle Classe II/reabilitação , Dente Molar , Preparo da Cavidade Dentária/métodos , Resistência à Tração , Dente Decíduo , Técnicas In Vitro
3.
Rev. odontol. Univ. Säo Paulo ; 4(4): 293-8, out.-dez. 1990. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-858630

RESUMO

Corrosão por perda de massa de corpos de prova de ligas convencionais (New True Dentalloy e Velvalloy) e ricas em cobre (Dispersalloy, Rezzizt II, Novaloy e Novaloy Plus), em solução de NaCl a 1//. Os corpos de prova foram: a) esculpidos e brunidos e b) esculpidos, brunidos e polidos. Após, foram pesados e montados num aparelho que propiciava a imersão alternada. Ao fim de 30, 60 e 90 dias, respectivamente, foram escovados e pesados. Os corpos de prova polidos apresentaram perda de massa significativamente menor que os brunidos. A perda de massa foi significativamente diferente nos três tempos e processou-se de modo contínuo. Houve ainda diferença de comportamento para as ligas, quer quanto à composição, quer quanto ao tratamento superficial


Assuntos
Corrosão , Amálgama Dentário
4.
Rev. odontol. Univ. Säo Paulo ; 4(3): 177-81, jul.-set. 1990. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-858607

RESUMO

O escopo desse trabalho foi avaliar a resistência à fratura de seis ligas para amálgama, condensadas em dois tipos de cavidade exclusivamente proximais, propostas por Elderton e Almquist et alii. Além da resistência à fratura, calculou-se o volume de material contido nos dois tipos de cavidade. Os preparos, a partir do molar superior, foram posteriormente reproduzidos em troquéis de níquel-cromo, onde as "restaurações" foram executadas. A carga foi feita, através de uma esfera de aço, até se verificar a ruptura. A análise estatística demonstrou não haver diferença significante tanto para a variável ligas como para os dois tipos de preparo, apesar de que o volume da cavidade de Elderton é 18,35 por cento menor que o de Almquist


Assuntos
Amálgama Dentário/análise , Preparo da Cavidade Dentária , Restauração Dentária Permanente/instrumentação , Amálgama Dentário/uso terapêutico
5.
Rev. bras. odontol ; 46(3): 26-34, maio-jun. 1989. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-857348

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi verificar a contração de fundição e desajuste de coroas totais fundidas em função de técnicas de inclusão e tipos de revestimento empregados. Utilizaram-se ligas comerciais à base de prata-estanho, prata-paládio, níquel-cromo, cobre-zinco e cobre-alumínio e 4 tipos de revestimentos: Cristobalite, Hi-temp, Goldent e Termocast, encontrados no comércio odontológico. Constatou-se que a liga de Ag/Sn (Superalloy) apresentou menores valores de contração, a de Ni/Cr (Nicrocast) maiores valores e as de Cu/Al (Duracast MS) e Cu/Zn (Goldent LA) ficaram numa posição intermediária. Utilizaram-se duas técnicas de inclusão, uma referida como "convencional" e outra como "compensação". As leituras dos desajustes foram realizadas através de um microscópio comparador. Cada coroa foi medida 3 vezes em 4 pontos (A, B, C e D), num total de 12 leituras. Assim, para um total de 120 coroas, foram realizadas 1440 leituras. Conclui-se que a liga de Ag/Sn (Superalloy) apresentou menores desajustes, seguida da Ag/Pd (Palliag), Cu/Al (Duracast MS), Cu/Zn (Goldent LA) e Ni/Cr (Nicrocast), independentemente do tipo de revestimento e técnica de inclusão empregada


Assuntos
Coroas , Ligas Dentárias , Revestimento para Fundição Odontológica , Técnica de Fundição Odontológica
6.
RGO (Porto Alegre) ; 37(2): 109-14, mar.-abr. 1989.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-854586

RESUMO

Este trabalho objetiva avaliar o efeito da adição de 20//e 50//de amálgama de cobre aos amálgamas tradicionais, sobre a redução da fase ç2 dos amálgamas resultantes. O método espectrofotométrico foi empregado por KROPP para a análise quantitativa do estanho, em quatro "idades" (1, 7, 14 e 30 dias). Como conclusões, podemos afirmar que a adição de 20//de amálgama de cobre (em peso) só aparece eficiente após o 14º dia. Os amálgamas resultantes da mistura de 50//de amálgamas de cobre apresentaram, após 30 dias, teor e fase ç2 semelhante ao fornecido pelos amálgamas comerciais de alto teor de cobre, sendo manifesta essa eficiência após o sétimo dia, enquanto outras, no décimo-quarto dia em diante


Assuntos
Amálgama Dentário/química , Cobre
7.
Rev. bras. odontol ; 46(2): 26-38, mar.-abr. 1989. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-138665

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi verificar a contraçäo de fundiçäo e desajuste de coroas totais fundidas em funçäo de técnicas de inclusäo e tipos de revestimento empregados. Utilizaram-se ligas comerciais à base de prata-estanho, prata-paládio, níquel-cromo, cobre-zinco e cobre-alumínio e 4 tipos de revestimentos: Cristobalte, Hi-temp, Goldent e Termocast, encontrados no comércio odontológico. Constatou-se que a liga de Ag/As (Superalloy) apresentou menores valores de contraçäo, a de Ni/Cr (Nitrocast Ms) e Cu/Zn (Goldent LA) ficaram numa posiçäo intermediária. Utilizaram-se duas técnicas de inclusäo, uma referida como "convencional" e outra como "compensaçäo". As leituras dos desajustes foram realizadas através de um microscópio comparador. Cada coroa foi medida 3 vezes em 4 pontos (A, B, C e D), num total de 12 leituras. Assim, para um total de 120 coroas, foram realizadas 1.440 leituras. Conclui-se que a liga Ag/Sn (Superalloy) apresentou menores desajustes, seguida de Ag/Pd (Palliag), Cu/Al (Duracast MS), Cu/Zn (Goldent LA) e Ni/CR (Nicrocast), independentemente do tipo de revestimento e técnica de inclusäo empregada


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Coroas , Ligas Dentárias , Revestimento para Fundição Odontológica , Técnica de Fundição Odontológica
8.
Rev. odontol. Univ. Säo Paulo ; 3(1): 289-93, jan.-mar. 1989. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-88054

RESUMO

Nesse estudo, em ensaios de laboratório (resistência à fratura, através de aplicaçäo de uma força oblíqua a 45 graus), compararam-se 2 tipos de pinos: a) metálicos, rosqueáveis TMS (Whaledent) e b) Amalgamapinos: usando o número múltiplo desses elementos, com ou sem ciclagem térmica. A análise estatística indicou alta significância entre esses pinos; e o amalgamapino superou a resistência de 3 ou 4 amalgamapinos é semelhante, fica a critério do profissional a sua indicaçäo. Notou-se também que 2 ou 3 pinos de aço promoveram resultados iguais. Todos os valores de resistência mecânica obtidos nos experimentos estäo acima do valor da força máxima de mordida que incide sobre a dentiçäo humana


Assuntos
Amálgama Dentário , Pinos Dentários , Restauração Dentária Permanente
9.
Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent ; 42(5): 311-3, set.-out. 1988. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-70853

RESUMO

A avaliaçäo da emissäo de vapor de Hg, dos corpos de prova de amálgama, pela técnica do sulfeto de selênio, é possível graças a reaçäo destas substâncias, resultando num manchamento, devido a precipitaçäo do sulfeto de mercúrio. Verificamos que o exame visual é puramente subjetivo e procuramos entäo relacionar a proporçäo de Hg utilizado e a área do halo, através de equaçäo matemática, tornando o exame da mancha objetivo e, portanto, o método mais constante.


Assuntos
Amálgama Dentário , Mercúrio , Sulfetos , Ligas Dentárias
10.
Rev. paul. odontol ; 10(4): 22-3, 26-8, 30, jul.-ago. 1988.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-73154

RESUMO

Este trabalho visa, numa revista da literatura, ao enfoque das tendências atuais de preparos cavitários classe II para amálgama. A evoluçäo tecnológica desses materiais e a conscientizaçäo da profissäo quanto aos aspectos preventivos criaram uma posiçäo muito mais conservadora. A importância dessa conservaçäo, que imediatamente se traduz pelo grande respeito à estrutura dental sadia, que jamais é substituída por qualquer material restaurador, se associa às mudanças conceituais no enfoque primário da prevençäo. Os resultados destes conceitos säo patentes na técnica dessas restauraçöes, que impuseram mudanças significativas à técnica tradicional definida por Black


Assuntos
Amálgama Dentário/uso terapêutico , Preparo da Cavidade Dentária
11.
Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent ; 42(4): 256-9, jul.-ago. 1988. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-80499

RESUMO

Pela revista de literatura, verificamos a importância da quantidade de mercúrio, quer seja em relaçäo as propriedades mecânicas do amálgama, quer também em relaçäo a toxidez provocada pelo contato direto ou pela inalaçäo do vapor de mercúrio. Vários säo os métodos para sua detecçäo. Neste trabalho, utilizando a técnica do sulfeto de selênio, verificamos a concordância entre a avaliaçäo visual dos examinadores e concluímos ser este um método subjetivo e, portanto sujeito a influência do estado físico-emocional do indivíduo, explicando os diferentes resultados obtidos


Assuntos
Amálgama Dentário/metabolismo , Mercúrio/metabolismo , Sulfetos/metabolismo
12.
RGO (Porto Alegre) ; 36(2): 154-8, mar.-abr. 1988. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-854530

RESUMO

Soluções condicionadoras de ácido fosfórico de 50 por cento, 37 por cento e 16 por cento obtidas nas diluições peso/peso, volume/volume e suas respectivas molaridades foram aplicadas no esmalte, visando a dirimir as dúvidas sucitadas na literatura, ao citarem essas soluções. As marcas comerciais de resinas compostas submetidas ao ensaio de arrancamento - por cisalhamento - foram: M1 (Adaptic), M2 (Silar), M3 (Simulate) e M4 (Super C). Usamos dentes recém-extraídos (faixa etária de 20-35 anos), e os ensaios seguiram a técnica de MUENCH (9). Estatisticamente, o efeito marcas foi significante (p<0,001) e concentração do ácido, ídem, (p<0,05), enquanto a interação não o foi (p>0,05). A solução 6,5M apresentou maior resistência ao cisalhamento (Tukey<0,05) do que a resistência das outras soluções (3,1M, 2,8M, 1,6M). O contraste entre as médias das soluções 6,5M, 8,7M, 5,1M, 3,8M e 5,2M não foram significantes. Os materiais, quando foram utilizadas as resina fluidas como agente de ligação, ofereceram maior resistência ao cisalhamento do que quando não foram usados esses agentes


Assuntos
Condicionamento Ácido do Dente , Resinas Compostas , Adesivos Dentinários , Técnicas In Vitro
13.
Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent ; 42(2): 151-2, mar.-abr. 1988.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-59230

RESUMO

O objetivo desse trabalho é estudar "in vitro" o efeito de certas bebidas (chá, café e Coca-cola) na mudança de cor do cimento de silicato, observado longitudinalmente (6 idades), em duas marcas de cimento de silicato. A diferença de cor (delta E) foi obtida, de acordo com a norma CIE lab 76, e calculada a partir da reflectância fotométrica dos corpos de prova, na faixa de comprimento de onda da luz visível (400 e 740 nanômetros). Foi analisada ainda a importância da proteçäo inicial, com verniz nos corpos de prova, na sua estabilidade de cor. Pelos dados analisados, concluímos pela importância da proteçäo inicial na estabilidade de cor do cimento de silicato e influência dos fatores marca e tempo


Assuntos
Café/efeitos adversos , Bebidas Gaseificadas/efeitos adversos , Chá/efeitos adversos , Técnicas In Vitro , Cimento de Silicato/análise , Espectrofotometria
14.
Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent ; 41(4): 194-6, jul.-ago. 1987. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-108664

RESUMO

Estudo "in vitro", comparando as porcentagens de solubilidade dos cimentos de hidróxido de cálcio das marcas comerciais Dycal, Life e Renew, em ácido fosfórico (soluçäo e gel) e em soluçäo de ácido cítrico. Verificou-se que os cimentos citados apresentam diferentes solubilidades nos ácidos empregados


Assuntos
Ácidos Fosfóricos/farmacologia , Hidróxido de Cálcio , Citratos/farmacologia , Técnicas In Vitro
15.
Rev. paul. odontol ; 8(4): 18-37, jul.-ago. 1986. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-108642

RESUMO

Este trabalho visa à avaliaçäo ®in vitro" do a.c.s. de cavidades para amálgama. Cinco professores de Dentística, com vivência profissional variando de cinco a trinta e cinco anos, prepararam cavidades do tipo proposto por Mondelli e colab., em dentes extraídos, montados em manequins, com instrumentos 56 e 330. Depois de preparados, os dentes foram moldados e os troquéis vasados em gesso especial. Estes eram seccionados nos sentidos vestíbulo-lingual, mésio-distal e, a seguir, horizontal. Os fragmentos eram montados e depois projetados, desenhando-se os perfis das cavidades para mediçäo dos a.c.s. Os resultados, após serem submetidos à análise de variância e ao teste de Tukey, mostraram que as variáveis instrumento e regiäo do preparo cavitário näo foram significantes, mas sim a variável operador. Concluiu-se que a magnitude do ângulo independe do instrumento, mas näo do operador


Assuntos
Amálgama Dentário , Preparo da Cavidade Dentária , Instrumentos Odontológicos
16.
Rev. paul. odontol ; 8(1): 26-39, jan.-fev. 1986.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-108624

RESUMO

Neste trabalho, os autores fazem uma análise do poder irritante do cimento de silicato à polpa dental. Enfocam aspectos inerentes ao material e enfatizam aspectos relativos à interface de restauraçäo com o dente. Concluem que sem dúvida este poder irritante existe, porém pode ser compensado näo só por defesas que o dente e o tecido pulpar possuem naturalmente, como também por critérios no preparo da cavidade e a colocaçäo de uma proteçäo pulpar adequada. Desta forma justificam seu emprego de maneira racional e segura


Assuntos
Polpa Dentária , Cimento de Silicato
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA