Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 12: 468-475, jan.-dez. 2020. ilus, tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1087433

RESUMO

Objetivo: a avaliação da cultura de segurança do paciente permite aos hospitais identificar e gerir prospectivamente questões relevantes de segurança em suas rotinas de trabalho. Método: estudo quantitativo, transversal e descritivo, ocorrida no ano de 2017 na Unidade de Terapia Intensiva Adulta em um hospital privado, localizado em Niterói/RJ. A população foram os profissionais médicos e equipe de enfermagem, utilizando análise estatística por meio de programa R, com a interface Rcmdr. Resultados: baseados nas respostas às perguntas sobre notificação de eventos aplicada com a Pesquisa de Cultura de Segurança do Paciente a 97 profissionais, com uma taxa de resposta de 85,6%, correspondendo a 83 profissionais. Menos de 45% dos participantes da pesquisa sempre notificam um erro, engano ou falha, que afete ou não o paciente, 59,0% não fizeram nenhuma notificação nos últimos 12 meses antecedentes à pesquisa e não houve diferença significativa na quantidade de notificação que destacasse uma categoria profissional, graduados ou não. Discussão: houve maior adesão à notificação de eventos pelos com maior tempo de hospital e com maior tempo naquela terapia intensiva. Não se encontrou correlação do número de notificações relatadas com o tempo de profissão e com a carga horária de trabalho. Conclusão: no que tange à conscientização de incrementar a adesão à notificação de eventos, a análise realizada contribuiu para a melhoria da segurança do paciente


Objective: ealuating the patient's safety culture allows hospitals to identify and manage relevant safety issues prospectively in their work routines. Method: a quantitative, transversal and descriptive study, carried out in 2017 at the Adult Intensive Care Unit in a private hospital, located in Niterói / RJ. The population were medical professionals and nursing staff, using statistical analysis through program R, with the Rcmdr interface. Results: based on responses to questions about event notification applied with the Patient Safety Culture Survey to 97 professionals, with a response rate of 85.6%, corresponding to 83 professionals. Less than 45% of respondents report an error, deception, or failure, affecting the patient, 59.0% did not report in the last 12 months prior to the survey, and there was no significant difference in the amount of notification that stood out a professional category, graduates or not. Discussion: there was greater adherence to the notification of events by those with longer hospital time and with more time in that intensive therapy. There was no correlation between the number of reports reported with the time of profession and the workload. Conclusion: with regard to the awareness of increasing adherence to event notification, the analysis performed contributed to the improvement of patient safety


Objetivo: la evaluación de la cultura de seguridad del paciente permite a los hospitales identificar y gestionar prospectivamente cuestiones relevantes de seguridad en sus rutinas de trabajo. Método: estudio cuantitativo, transversal y descriptivo, ocurrido en el año 2017 en la Unidad de Terapia Intensiva Adulta en un hospital privado, ubicado en Niterói / RJ. La población fueron los profesionales médicos y equipo de enfermería, utilizando análisis estadístico por medio del programa R, con la interfaz Rcmdr. Resultados: basados en las respuestas a las preguntas sobre notificación de eventos aplicada con la Encuesta de Cultura de Seguridad del Paciente a 97 profesionales, con una tasa de respuesta del 85,6%, correspondiendo a 83 profesionales. En la mayoría de los casos, la mayoría de las personas que sufren de la enfermedad de Alzheimer, una categoría profesional, graduados o no. Discusión: hubo mayor adhesión a la notificación de eventos por los con mayor tiempo de hospital y con mayor tiempo en aquella terapia intensiva. No se encontró correlación del número de notificaciones relatadas con el tiempo de profesión y con la carga horaria de trabajo. Conclusión: en lo que concierne a la concientización de incrementar la adhesión a la notificación de eventos, el análisis realizado contribuyó a la mejora de la seguridad del paciente


Assuntos
Humanos , Monitoramento de Medicamentos/instrumentação , Segurança do Paciente/estatística & dados numéricos , Estudos Transversais , Fatores de Risco , Sistemas de Notificação de Reações Adversas a Medicamentos/tendências , Medição de Risco , Unidades de Terapia Intensiva
2.
Rio de Janeiro; s.n; 20190000. 131 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1026619

RESUMO

Objetivo: Desenvolver uma proposta educativa sobre segurança do paciente no uso de medicamentos de alta vigilância (MAV) para profissionais de saúde de unidades de terapia intensiva. Método: Estudo quantitativo, descritivo, quase-experimental, do tipo antes e depois, que foi realizado em um hospital privado de grande porte localizado em Niterói/RJ. Foi utilizada amostragem não-probabilística por conveniência. Participaram do estudo médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Analisaram-se as variáveis utilizando o teste do Qui quadrado para avaliar os resultados. Resultados: A pesquisa antes e depois da proposta educativa apresentou aumento estatisticamente significativo de respostas com conotação negativa em 29,5% das perguntas. A notificação de incidentes relacionados a medicamento aumentou 28%, sendo que a classe dos opioides apresentou um incremento de 50%. Discussão: Atribui-se ao resultado da pesquisa a melhoria na compreensão dos aspectos sobre segurança do paciente, à falta de divulgação das ações promotoras da segurança do paciente incentivadas pela direção da instituição, e as ações de capacitação pontuais que são insuficientes aos profissionais. O aumento das notificações sobre medicamentos é bastante esperado, tendo em vista que erros os envolvendo são frequentes em pacientes internados, que quando em terapia intensiva utilizam rotineiramente opioides. Conclusão: Houve contribuição no aprimoramento do senso crítico relacionado à segurança do paciente e no aumento das notificações relativas ao tema abordado


Assuntos
Humanos , Serviços de Informação sobre Medicamentos , Serviço Hospitalar de Educação , Segurança do Paciente , Medicamentos de Controle Especial , Lista de Medicamentos Potencialmente Inapropriados
3.
Rio de Janeiro; s.n; 20190000. 131 p. tab, graf, ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1025709

RESUMO

Objetivo: Desenvolver uma proposta educativa sobre segurança do paciente no uso de medicamentos de alta vigilância (MAV) para profissionais de saúde de unidades de terapia intensiva. Método: Estudo quantitativo, descritivo, quase-experimental, do tipo antes e depois, que foi realizado em um hospital privado de grande porte localizado em Niterói/RJ. Foi utilizada amostragem não-probabilística por conveniência. Participaram do estudo médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Analisaram-se as variáveis utilizando o teste do Qui-quadrado para avaliar os resultados. Resultados: A pesquisa antes e depois da proposta educativa apresentou aumento estatisticamente significativo de respostas com conotação negativa em 29,5% das perguntas. A notificação de incidentes relacionados a medicamento aumentou 28%, sendo que a classe dos opioides apresentou um incremento de 50%. Discussão: Atribui-se ao resultado da pesquisa a melhoria na compreensão dos aspectos sobre segurança do paciente, à falta de divulgação das ações promotoras da segurança do paciente incentivadas pela direção da instituição, e as ações de capacitação pontuais que são insuficientes aos profissionais. O aumento das notificações sobre medicamentos é bastante esperado, tendo em vista que erros os envolvendo são frequentes em pacientes internados, que quando em terapia intensiva utilizam rotineiramente opioides. Conclusão: Houve contribuição no aprimoramento do senso crítico relacionado à segurança do paciente e no aumento das notificações relativas ao tema abordado


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Sistemas de Notificação de Reações Adversas a Medicamentos/instrumentação , Materiais Educativos e de Divulgação , Segurança do Paciente , Pessoal de Saúde/educação , Unidades de Terapia Intensiva , Erros de Medicação/prevenção & controle
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA