Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 10 de 10
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. educ. méd ; 41(1): 12-21, jan.-mar. 2017. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-843577

RESUMO

RESUMO Esta pesquisa avalia como o currículo de uma faculdade do interior paulista contribui para a compreensão da integralidade pelos estudantes das duas primeiras séries dos cursos de Enfermagem e Medicina, estruturados conforme as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN). Esta compreensão é importante desde as séries iniciais para avançar do modelo biomédico para o biopsicossocial. Trata-se de um estudo de caso educacional qualitativo, realizado por meio de entrevista com quatro perguntas abertas: 1.Qual a sua compreensão sobre integralidade e necessidades de saúde?2.Como você entende o ser humano após um/dois ano(s) de experiência na Famema?3. Como as atividades das Unidades, Educacional Sistematizada (UES) e de Prática Profissional (UPP) têm contribuído para sua compreensão do que são necessidades de saúde?4. Como as atividades das UES e UPP têm contribuído para o seu entendimento de cuidado à pessoa na perspectiva da integralidade? A interpretação dos resultados foi realizada pela técnica de Análise de Conteúdo, na modalidade temática. Essa análise possibilitou a organização de cinco categorias temáticas: compreensão parcial de integralidade e Necessidade de Saúde (NS)- compreendem integralidade como um dos princípios do SUS e um conceito importante para abordar na faculdade e na pesquisa; compreensão de integralidade além do princípio do Sistema Único de Saúde- referem aos aspectos biológicos, psicológicos e sociais da pessoa e à influência do meio ambiente como promotor do processo saúde-doença; entendimento biopsicossocial do ser humano- que aborda o entendimento do ser humano após o tempo de experiência na Famema, tanto da Problematização quanto da ABP; entendimento fragmentado do ser humano- evidencia que eles não entendem o ser humano na sua totalidade, de acordo com o esperado para um profissional de saúde; e contribuição teórica das atividades desenvolvidas na Unidade Educacional Sistematizada e prática das atividades da Unidade de Prática Profissional- revelaram também o que apreenderam na articulação e na complementaridade entre os cenários e descreveram que a UES contribui prioritariamente com a teoria e a UPP da mesma maneira com a prática do cuidado a partir das NS da população. Esse resultado indica que a organização curricular propicia a formação de profissionais segundo o perfil preconizado pelas Diretrizes Curriculares Nacionais, mas, demonstra também dificuldades de entendimento sobre integralidade, NS e ser humano, resultado perfeitamente compreensível, visto que a população estudada se encontra nas séries iniciais dos cursos.


ABSTRACT This research evaluates how the curriculum of a university in the interior of São Paulo contributes to the comprehension of integrality by the students of the first and two series of Nursing and Medicine courses, structured according to the National Curricular Guidelines (DCN). This understanding is important since the initial series to advance from the biomedical model to the biopsychosocial. This is a qualitative educational case study, carried out through an interview with four open questions: 1. What is your understanding of integrality and health needs? 2. How do you understand the human being after one / two year (s) experience in Famema? 3. How have Unit, Systematized Educational (UES) and Professional Practice (UPP) activities contributed to their understanding of what health needs are? 4. How have the activities of the UES and UPP contributed to their understanding of care for the person in the perspective of integrality? The interpretation of the results was performed by the Content Analysis technique, in the thematic modality. This analysis allowed the organization of five thematic categories: partial comprehension of integrality and Health Need (NS) — comprehend integrality as one of the SUS principles and an important concept to approach in the faculty and research; Comprehension of integrality beyond the principle of the Unified Health System — refer to the biological, psychological and social aspects of the person and to the influence of the environment as promoter of the health-disease process; Biopsychosocial understanding of the human being — that approaches the understanding of the human being after the time of experience in Famema, of both Problematization and PBL; Fragmented understanding of the human being — shows that they do not understand the whole human being, as expected for a health professional; And theoretical contribution of the activities developed in the Systematized Educational Unit and practice of the activities of the Professional Practice Unit — also revealed what they learned in the articulation and complementarity between the scenarios and described that the UES contributes primarily to theory and UPP in the same way with The practice of care from the NS of the population. This result indicates that the curricular organization provides the training of professionals according to the profile recommended by the National Curricular Guidelines, but also demonstrates difficulties of comprehension about integrality, NS and human being, a perfectly understandable result, since the studied population is in the initial series of Courses.

2.
Rev. bras. educ. méd ; 39(2): 276-285, Apr-Jun/2015.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-755153

RESUMO

A Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) contribui para a busca ativa de informações e habilidades necessárias à formação profissional no internato. Frequentemente, a postura passiva de internos e a conduta de preceptores não contribuem satisfatoriamente para a construção ativa do conhecimento. Este estudo avaliou a percepção dos estudantes de Medicina da Famema e seus preceptores sobre a continuidade do processo ativo de aprendizagem na construção do conhecimento nas atividades do internato. Efetuou-se uma pesquisa qualitativa, sendo realizados grupos focais com internos e entrevistas com preceptores do internato para obtenção de dados, analisados pela técnica de análise de conteúdo. Obtiveram-se três categorias empíricas comuns entre estudantes e preceptores – a ação pedagógica dos preceptores na construção dos conhecimentos dos internos: do comprometimento à interlocução com os sujeitos; a influência dos cenários, dos pacientes e das ações pedagógicas na construção do processo de ensino e aprendizagem no internato; e a ABP e o internato na Famema: o reflexo do processo pedagógico ativo na construção dos conhecimentos e na formação dos estudantes –, que demonstraram a dificuldade de continuar o processo ativo de aprendizagem.


Problem-Based Learning (PBL) contributes to the active search for necessary information and skills for professional internship training. This study aimed to estimate how Famema medical students and their preceptors understand the active learning process in the construction of knowledge in internship activities. A qualitative study was conducted with groups of interns and preceptors, who were interviewed for data collection. Content analysis was applied and three empirical categories common to students and preceptors were found as a result: a) the preceptors’ pedagogical action in constructing the interns’ knowledge – their commitment to maintaining dialogue; b) the influence of setting, the patients and pedagogical actions on the teaching and learning processes in the preceptorship; and c) PBL and the Famema internship – the reflection of the active pedagogical process in knowledge construction and student training. These categories demonstrated the difficulty in continuing the active learning process.

3.
Arq. bras. endocrinol. metab ; 48(4): 535-543, ago. 2004. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-393702

RESUMO

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS: Este trabalho relata a experiência da Unidade Educacional do Sistema Endocrinológico (UESE), que acontece durante a 2ª série do curso médico da FAMEMA. Ela foi construída por uma equipe transdisciplinar com perspectiva de ensino/aprendizagem de forma integrada, contribuindo para a formação de médicos que levem em consideração o ser humano nas três dimensões de sua existência biopsicossocial. METODOLOGIA: Foi utilizada a UESE e as avaliações (campos abertos e fechados) realizadas por estudantes e tutores com critérios de satisfatório (S) e insatisfatório (I) para o desenvolvimento da unidade, conferências, objetivos de aprendizagem e problemas. RESULTADOS: O desenvolvimento da unidade: foi S para 92 por cento dos estudantes e I para 8 por cento. Para tutores, 66 por cento consideraram S e 33 por cento não responderam. As conferências foram avaliadas somente pelos estudantes e foram S para 97 por cento deles. Os objetivos educacionais foram avaliados como S por 88 por cento dos tutores e 96 por cento dos estudantes, e os problemas foram S para 80 por cento dos tutores e 88 por cento de estudantes. CONCLUSÕES: As avaliações corroboraram o trabalho da equipe transdisciplinar na integração das dimensões biopsicossocias e da articulação básico-clínica na construção da unidade. Apesar disto, os comentários feitos nos campos abertos das avaliações demonstraram a necessidade de maiores reflexões sobre os passos do processo tutorial por parte dos estudantes e tutores.


Assuntos
Currículo , Endocrinologia/educação , Aprendizagem Baseada em Problemas , Brasil , Faculdades de Medicina
4.
Arq Bras Endocrinol Metabol ; 48(4): 535-43, 2004 Aug.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-15761518

RESUMO

INTRODUCTION AND OBJECTIVES: This paper reports the experience with the Endocrine System Educational Unit (ESEU), built by a transdisciplinar team, carried out in the 2nd grade of Famema medical course. The aim was to integrate teaching and learning in order to graduate medical doctors who would approach the human being from the social, psychological and biological aspects. METHOD: The ESEU was used, and the evaluations (closed and open fields) were carried out by students and tutors based on two criteria: satisfactory (S) and unsatisfactory (U) for the unit development, conferences, learning objectives and problems. RESULTS: 92% of the students found the unit development S and 8% found it U. The unit development was considered S by 66% tutors, and 33% did not answer. Conferences were evaluated by students only and were considered S by 97%. The educational objectives were considered S by 88% of the tutors and 96% of the students; the problems were considered S by 80% of the tutors and 88% of the students. CONCLUSION: Evaluations corroborate the transdisciplinar teamwork in integrating biological, psychological and social dimensions and in articulating basic and clinical disciplines in the unit building up. In spite of that, the comments made in the evaluation open fields show the need for both students and tutors to think deeper on each step of the tutorial process.


Assuntos
Currículo , Endocrinologia/educação , Aprendizagem Baseada em Problemas , Brasil , Faculdades de Medicina
5.
Botucatu; s.n; 1995. 153 p. tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-302751

RESUMO

O trauma resulta invariavelmente, em desnutriçäo pelo hipercatabolismo que impöe aos pacientes. Imagina-se que os mediadores hormonais desse hipercatabolismo possam ser diferentes no trauma com (TCE) ou sem (PT) lesäo cranioencefálica. A fim de evitar ou atenuar as conseqüências nutricionais do trauma, recomenda-se o suporte nutricional precoce desses pacientes. Assim, estudou-se a resposta metabólico-hormonal desses pacientes que receberam hiperalimentaçäo enteral suplementada ou näo com glicose hipertônica endovenosa. Foram estudados 12 pacientes, 6 com TCE (escala de Glasgow 4-6) e 6 com PT (ISS 30-42), adultos (21-39 anos), no período 4-11 dias pós-trauma. As avaliaçöes foram feitas em três momentos consecutivos (M1, M2, M3) coincidentes com três períodos dietéticos de três dias cada. M1 e M3 corresponderam à oferta de dieta enteral contendo 1,9g de proteína/kg/dia e 47 kcal/kg/dia e M2 a mesma dieta suplementada com glicose 50 por cento endovenosa (17,6 kcall/kg/dia). Amostras de sangue e urina (24 horas) foram colhidas no 3§ dia de cada regime dietético e utilizadas para dosagens de proteínas da fase aguda (proteína C reativa,alfa1-antitripsina, ceruloplasmina, transferrina, transtiretina e proteína ligadora do retinol), substratos energéticos (glicose, ácidos graxos livres e nitrogênio amínico) e triacilgliceróis, hormônios (insulina, peptídeo C, glucagon, cortisol, dopamina, epinefrina e norepinefrina) e uréia urinária. A partir da relaçäo entre proteínas positivas e negativas (da fase aguda) calculou-se o índice inflamatório e, da diferença entre N-ingerido e N-uréico excretado o índice catabólico. Em M1, o PT diferenciou-se do TCE por apresentar maiores níveis de glicemia e do índice inflamatório enquanto que o TCE houve maiores cortisolemias e índice catabólico. No transcorrer do estudo, ambos os grupos se assemelharam por apresentarem alto índice catabólico e elevados níveis de epinefrina e dopamina. Elevaçöes mais acentuadas da glicemia, insulinemia e peptídeo C foram mais característicos do PT denotando maior resistência insulínica, enquanto maiores elevaçöes do cortisol, glucagon, epinefrina e norepinefrina, sugestivos de maior descarga adrenérgica, foram observados no TCE. Esses padröes metabólicos dos grupos foram minimamente alterados pela suplementaçäo de glicose ou pelo curso da doença, demonstrando que essas individualidades dos tipos de trauma...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Nutrição Enteral , Ferimentos e Lesões/metabolismo , Ferimentos e Lesões/terapia , Hormônios/metabolismo , Inflamação , Doença Aguda , Antropometria , Protocolos Clínicos , Crânio , Escala de Coma de Glasgow , Escala de Gravidade do Ferimento , Solução Hipertônica de Glucose/administração & dosagem
6.
Rev. bras. patol. clín ; 29(3): 83-6, jul.-set. 1993. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-154144

RESUMO

O efeito de sexo, idade e atividade física extenuamente sobre os níveis séricos da vitamina C foi avaliado em indivíduos sadios. Para o estudo do sexo e da idade foram investigados 149 voluntários classificados como jovens (18-30 anos), adultos (31-50 anos) e idosos (acima de 50 anos) para ambos os sexos. O efeito do estresse físico foi investigado em 91 indivíduos classificados como sedentários, ativos e atletas de acordo com a carga mensal de atividade física. Estes foram estudados na situaçåo de repouso e imediatamente após um teste extenuamente em esteira ergométrica. A análise estatística mostrou valores maiores de vitamina C sérica para o sexo feminino sem influência significativa das faixas etárias estudadas. A carga semanal de atividade física nåo influenciou os níveis de vitamina C na situaçåo de repouso, enquanto que os mesmos se elevaram significativamente após o teste físico extenuante, o que pode ser atribuído à redistribuiçäo desta vitamina pelos tecidos do corpo. Assim, paarece que, independentemente do estado dietético e fisiopatológico do indíviduo, os níveis séricos de vitamina C sofrem a influência de outros fatores a serem considerados, nocaso sexo e estresse físico


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Ácido Ascórbico/sangue , Ácido Ascórbico/metabolismo , Fatores Etários , Exercício Físico , Estresse Fisiológico
7.
Rev. bras. ciênc. mov ; 7(2): 35-41, abr. 1993. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-186216

RESUMO

As variaçöes dos parâmetros cardiovasculares (PA e Fc), substratos energéticos: glicose, lactato e ácido graxos livres (AGL) e hormônios (insulina, glicagon, cortisol, hGH, PRL, TSH, T3 e T4) sangüíneos foram estudados em 14 nadadores (10 M e 4 F), 15,3 + 2,3 anos, fisicamente treinados e saudáveis. As avaliaçöes foram feitas antes, durante (5,15, 60 e l20 min.) e após (30 min.) uma sessäo de treinamento aquático com exercícios predominantemente moderados, com picos de intensidade máxima aos 30 e 95-100 min. O treinamento aquático foi precedido de 60 min. de exercícios terrestres para aquecimento, cujo término correspondeu ao tempo zero do treinamento aquático. A análise estatística mostrou que, na fase aquática, houve elevaçäo significativa dos valores de PA Sist., Fc e lactato até os 30 min., declinando a seguir. Os valores da PA diast. apresentaram comportamento inverso. A glicemia mostrou queda, nos primeiros 15 min. da fase aquática, normalizando-se a seguir. Os AGL mostraram niveis gradativamente crescentes. Paralelamente, houve reduçäo da insulinemia e do T3 e elevaçäo do glucagon, cortisol e hGH. Tomando como referência o momento correspondente ao pico de exercício de intensidade máxima (5,12 mM lactato), tem-se que as elevaçöes do glucagon e do cortisol foram precedentes e que a do hGH foi subseqüente a este momento. A elevaçäo do glucagon e do cortisol foram acompanhadas da queda da glicemia e dos hormônios insulina e T3. A elevaçäo do hGH ocorreu simultaneamente à elevaçäo máxima dos níveis de AGL. Com exceçäo da pressäo sangüínea, as demais alteraçöes verificadas foram biologicamente discretas devido, provavelmente, ao fato de os nadadores se apresentarem fisicamente bem condicionados àquele tipo de treinamento. Conclui-se, portanto, que a intensidade máxima do exercício exerce influência mais significativa dentre as variáveis sob maior controle neural, enquanto que as variaçöes hormonais sofrem controle de mecanismos diversos, alguns independentes da carga de trabalho fisico


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Adolescente , Esforço Físico/fisiologia , Natação/fisiologia , Glicemia/metabolismo , Ácidos Graxos não Esterificados/sangue , Hemodinâmica/fisiologia , Hormônios/sangue , Lactatos/sangue
8.
Rev. bras. ciênc. mov ; 6(3): 11-3, jul. 1992. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-191357

RESUMO

A influência do exercício físico sobre os níveis séricos de zinco foi estudada antes, durante e após uma sessao de treinamento físico em 14 indivíduos (10 homens e 4 mulheres), de idade variando entre 14 a 17 anos, nadadores amadores em preparaçao para competiçao interestadual. Os atletas foram submetidos a sessoes regulares de 150 minutos de treino, envolvendo 30 minutos de aquecimento prévio e 120 minutos de treino aquático. As amostras de sangue foram coletadas em diferentes momentos do treino: basal (antes do aquecimento), zero, 5, 15, 30, 60, 120 do treinamento aquático e 30 minutos após o treinamento. As médias dos níveis plasmáticos de zinco, nos tempos estudados, foram, respectivamente: 18,8; 16,6; 17,1; 17,6; 17,3; 17,3 e 14,6 mM/1. Os níveis de zinco sérico foram considerados dentro dos limites normais no período que antecedeu o exercício e decresceram significativamente durante o período de treinamento, diminuindo ainda mais no pós-exercício (p<0,05). Comportamento de certa forma inverso foi observado para a albuminemia, excluindo, portanto, a possibilidade de a queda da zincemia ser devida à hemodiluiçao ou déficit do seu principal transportador plasmático. Estes achados indicam que os níveis de zinco sérico sao efetivamente afetados pelo treinamento físico em nataçao. O significado desta diminuiçao ainda nao pode ser suficientemente definido, podendo ser conseqüente apenas à redistribuiçao passageira deste mineral, dentre os compartimentos orgânicos, em decorrência da atividade muscular intensa.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Educação Física e Treinamento , Natação , Zinco/sangue , Albuminas/análise
9.
Rev. bras. ciênc. mov ; 4(4): 35-42, out. 1990. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-96341

RESUMO

Este trabalho discute os possíveis envolvimentos dos peptídeos opióides, mais especificamente a beta-endorfina, nos processos metabólicos adaptativos ao exercício físico mediados por alteraçöes hormonais. A beta endorfina origina-se a partir da pro-opio-melanocorticotropina em resposta ao estresse (fisiológico, psicológico e farmacológico) e age, via receptores de membrana, influindo na condutância do cálcio e do potássio e na inibiçäo da adenilciclase. Sua açäo sobre os hormônios tem sido constatada como sendo de inibiçäo da secreçäo de insulina; inibiçöes de liberaçäo de epinefrina (induzida pelo exercício) e aumento das secreçöes de renina e da aldosterona. Por outro lado, parece näo afetar a secreçäo de tireotropina. Em relaçäo à sua atuaçäo sobre os niveis dos hormônios de crescimento, prolactina e cortisol, näo säo necessários melhores esclarecimentos, uma vez que os dados existentes ainda säo conflitantes. Nos atletas a beta-endorfina parece afetar a pulsatilidade do hormônio luteinizante, fato ainda näo confirmado por todos os pesquisadores. Além disso, a beta-endorfina inibe a ventilaçäo pulmonar, participando também na termorregulaçäo, analgesia, aumento da sensaçäo de bem-estar e diminuiçäo da ansiedade. Entretanto, näo parece exercer papel importante na resposta circulatória. Por tanto, de um modo geral, a beta-endorfina parece mediar algumas das alteraçöes hormonais adaptativas à atividade física assim como outras alteraçöes dela decorrentes como analgesia e humor


Assuntos
Humanos , Endorfinas/metabolismo , Insulina/metabolismo , Esforço Físico , Endorfinas/fisiologia
10.
Rev. bras. ciênc. mov ; 3(3): 51-9, jul. 1989. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-78668

RESUMO

Na situaçäo de repouso säo produzidos, diariamente, cerca de 120g de lactato dos quais apenas 1/3 säo provenientes dos tecidos de metabolismo virtualmente anaeróbico. Nestas condiçöes a maior parte do lactato circulante é removida pelo fígado (53%) que o utiliza na neoglicogênese e, em menor parte, para oxidaçäo ou na formaçäo de triglicerídeos. A neoglicogênese hepática do lactato tem importância na homeostase glicêmia (ciclo de Cori e no equilibrio ácido básico pois consome grande parte dos 1,29M de H+ gerados diariamente pelo ácido láctico. A outra via de utilizaçäo do lactato sangüíneo é a oxidaçäo completa para produçäo de energia. Este processo é ativo no fígado, córtex renal, pulmäo e fibras músculares oxidativas (tipo I e IIA). A produçäo ou utilizaçäo do lactato depende da concentraçäo intracelular do piruvato e no NADH ambos dependentes do sistema redoxi, ou seja, aerobiose citosólica. Durante o exercício físico o músuclo esquelético é o principal produtor de lactato. As respostas respiratórias e circulatórias näo säo instantâneas de modo que nos primeiros segundos o trabalho muscular é sustentado pela energia produzida anerobicamente. Nestas condiçöes, os estoques musculares de creatina fosfato (17uM/g) säo rapidamente depletados pela rápida demanda de ATP (3 uM/seg/g), o que faz com que o trabalho muscular, nesta fase, seja sustentado fundamentalmente, pela glicólise anaeróbica gerando grande quantidade de lactato. Além, de substrato neoglicogenético, o lactato, pela sua açäo vasodilatadora muscular e estimuladora da freqüência cardíaca e da ventilaçäo pulmonar, facilita a instalaçäo do trabalho muscular aeróbico...


Assuntos
Humanos , Lactatos/metabolismo , Esforço Físico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...