Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. ciênc. saúde ; v.21(n.4): 307-312, 2017. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1006860

RESUMO

Objetivo: Avaliar o nível de estresse em alunos do quarto (último) ano de graduação, na fase de elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso. Material e Métodos: Foram incluídos 51 alunos dos cursos de Graduação em Fisioterapia, Biologia e Sistemas de Informação de uma universidade de São Paulo - SP, que foram avaliados por meio de questionário de coleta de dados e pelo Inventário para Sintomas de Estresse em Adultos de Lipp. Resultados: Observou-se que o grupo Fisioterapia referiu com maior frequência (n= 10, 76,9%) que tem que fazer as atividades com muita rapidez e 69,2% (n= 9) do mesmo grupo afirmou que o trabalho exige frequentemente habilidades ou conhecimentos especializados (p = 0,002 e p = 0,02, respectivamente, Teste de Kruskal-Wallis). O grupo Biologia pareceu ter o pior relacionamento com os chefes e o melhor com os colegas e também referiu o maior número de sintomas associados ao estresse em 24 horas, uma semana e um mês (p < 0,0001, p < 0,0001 e p = 0,009, respectivamente, Teste de KruskalWallis). Conclusão: O grupo Sistemas de Informação apresentou menor número de sintomas associados ao estresse, sugerindo maior adaptabilidade às exigências e problemas do dia-a-dia por esse grupo, comparado à Fisioterapia e Biologia.(AU)


Objective: To evaluate the level of stress among fourthyear undergraduate students in preparation of their course term projects. Materials and Methods: 51 students of Physiotherapy, Biology and Information Systems from a university in São Paulo were included. The student were evaluated using a questionnaire and the Lipp's Stress Symptoms Inventory for adults. Results: The Physiotherapy group reported most frequently having to do the activities very quickly (n= 10, 76.9%). Of these, 69.2% (n=9) reported that the work often requires skill or specialized knowledge (p=0.002 and p=0.02, respectively, Kruskal-Wallis Test). The Biology group seemed to have the worst relationship with the bosses and the best with colleagues and also reported the highest number of symptoms associated with stress in 24 hours, one week and one month (p<0.0001, p<0.0001 and p=0.009 respectively, Kruskal-Wallis Test). Conclusion: The Information Systems group presented a lower number of symptoms related to stress, suggesting more adaptability to the demands and day-by-day problems as compared to Physiotherapy and Biology.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Esgotamento Profissional , Transtornos de Estresse Traumático , Estudantes , Universidades , Monografia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...