Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Interface (Botucatu, Online) ; 25(supl.1): e200881, 2021. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1350864

RESUMO

Apresentamos aqui as Cartas da Pandemia, proposição do Grupo de Experimentações Poéticas e Políticas do Sensível (GEPPS) que, desde março de 2020, mantém um espaço de trocas e expressão em seu site, acompanhado de um convite para receber e publicar colaborações anônimas criadas sob o mote da pandemia de Covid-19. O objetivo, agora, é produzir uma dobra naquela proposição olhando algumas questões disparadas pelo gesto colaborativo original, de acordo com seus aspectos estéticos, políticos, clínicos e sociais, entre outros, e organizando-as em formato de verbetes. Tal exercício busca provocar reflexões, tensionar perspectivas e incitar outras leituras possíveis por meio das contribuições recebidas.(AU)


Grupo de Experimentações Poéticas e Políticas do Sensível. Cartas da pandemia [Internet]. 2020 [citado 30 Nov 2020]. Disponível em: http://www.gepps.com.br>This paper presents Letters from the pandemic, a proposal from the Group of Poetic and Political Experiments of the Sensible (GEPPS), which in March 2020 created a space on its website for sharing and expression, accompanied by an invitation to submit and publish anonymous collaborations on the theme of the Covid-19 pandemic. This article looks at some of the questions raised by this collaborative gesture, based on its aesthetic, political, clinical and social aspects, among others, and organizing these questions in the form of notes. This exercise aims to promote reflection, stretch perspectives and prompt other possible interpretations based on the contributions received.(AU)


Presentamos aquí las Cartas de la pandemia, propuesta del Grupo de Experimentaciones Poéticas y Políticas de lo Sensible (GEPPS) que, desde marzo de 2020, mantiene un espacio de intercambios y expresión en su página web, acompañado de una invitación para recibir y publicar colaboraciones anónimas creadas bajo el tema de la pandemia de Covid-19. Ahora, el objetivo es producir un doblez en aquella propuesta, considerando algunas preguntas disparadas por el gesto colaborativo original, de acuerdo con sus aspectos estéticos, políticos, clínicos y sociales, entre otros, y organizándolas en la forma de entradas. Tal ejercicio busca provocar reflexiones, tensar perspectivas e incitar otras lecturas posibles a partir de las contribuciones recibidas.(AU)


Assuntos
Humanos , Arte , Narrativa Pessoal , Curadoria de Dados , COVID-19 , Mídias Sociais
2.
Interface (Botucatu, Online) ; 22(65): 649-662, abr.-jun. 2018. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-893473

RESUMO

Este trabalho apresenta imagens disparadas por modos de olhar e habitar a cidade de São Paulo, Brasil, desenvolvidos a partir da experiência do Projeto Encontrar-te entre os anos de 2005 e 2014. O projeto realizava saídas na cidade com um grupo formado a partir de uma composição heterogênea. A circulação por lugares da arte e da cultura em uma prática conectada com a invenção de formas de vida, de estar com o outro e de habitar a cidade compôs artifícios que favoreceram expressões poéticas, criativas e sensíveis; e a inauguração de gestos singulares.(AU)


This study presents images resulting from ways of looking at and living in the city of São Paulo, Brazil, based on the experiences of the Encontrar-te project between 2005 and 2014. Heterogeneous groups moved around the city as a routine activity in the project. The circulation in art and culture-related places in a practice connected to the invention of forms of living, being with other people and inhabiting the city originated skills that favored poetic, creative and sensitive expressions and the initiation of singular gestures.(AU)


Este trabajo presenta imágenes disparadas por modos de mirar y habitar la ciudad de São Paulo, Brasil, desarrollados a partir de la experiencia del Proyecto Encontrarte entre los años 2005 y 2014. El proyecto realizaba recorridos por la ciudad con un grupo formado a partir de una composición heterogénea. La circulación por lugares del arte y de la cultura en una práctica conectada con la invención de formas de vida, de estar con el otro y de habitar la ciudad compuso artificios que favorecieron expresiones poéticas, creativas y sensibles y la inauguración de gestos singulares.(AU)


Assuntos
Humanos , Arte , Terapia Ocupacional
3.
Fractal rev. psicol ; 29(2): 110-117, maio-ago. 2017.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-892272

RESUMO

Resumo O desenvolvimento de pesquisas e metodologias na interface arte, corpo, saúde e cultura é uma experiência de multiplicidade, produção de corporeidade e cooperação com o território e implica o cultivo de práticas que proponham soluções inventivas para a população envolvida. A experiência aqui apresentada investe em estratégias de atenção e formação em Terapia Ocupacional, pautadas nos conceitos e práticas do corpo, das artes, da produção de subjetividade e da participação social; em diálogo com as políticas públicas de saúde e cultura, a partir da construção de redes, agenciamentos territoriais e circulação de estudantes e da população atendida pela cidade.(AU)


Abstract The development of studies and methodologies in the interface of arts, body, health and culture is an experience of multiplicity, production of corporeity and cooperation with the territory. It implies the promotion of practices that propose inventive solutions for the people involved. The experience presented here invests in strategies of attention and training in Occupational Therapy, based on the concepts and practices of the body, the arts, the production of subjectivity and social participation; in dialogue with public policies on health and culture, based on the construction of networks, territorial assemblages and transit of students and the population assisted throughout the city.(AU)


Assuntos
Humanos , Arte , Cultura , Terapia Ocupacional , Política Pública
4.
Artigo em Português, Inglês, Espanhol | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1398073

RESUMO

Colagem fotográfica de registro de ação anônima do público na intervenção "É de dentro e de fora", onde participantes do Ponto de Cultura É de Lei em colaboração com o INSIDE OUT Project, colaram seus próprios retratos em formato gigante na Câmara dos Vereadores da cidade de São Paulo em 2012. Após alguns dias expostos à deriva, rasgam-se seus olhos. O objetivo é estético. Através das diferenças físicas de cada retratado, revela-se uma multiplicidade cultural e individual, problematizando o tema da identidade dos indivíduos envolvidos no coletivo. Mas carrega também significados sociais e políticos, relacionados à cidadania, à democracia e à igualdade. A ação ocorreu no Viaduto do Chá e na Câmara dos Vereadores de São Paulo.

5.
Cad. Ter. Ocup. UFSCar (Impr.) ; 24(4)out.-dez. 2016.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-832140

RESUMO

Este artigo tece reflexões sobre os desafios de instauração de práticas na interface da terapia ocupacional e da cultura, e toma como referência estudos de um campo problemático, definido pela biopolítica enquanto regime de poder hegemônico, que compõe os domínios dessas áreas de atuação. Aponta, assim, questões para a construção de estratégias de participação social e cultural de pessoas que, por múltiplas razões, vivem situações de vulnerabilidades. Essas populações, tradicionalmente atendidas no campo da terapia ocupacional, vivem de forma singular a circulação nos diferentes espaços da cidade e desafiam a criação de ações inovadoras e transversais, que afirmem encontros e projetos de vida coletiva. As práticas artísticas engendradas numa determinada perspectiva crítica destacam-se enquanto alternativas para ativar experimentações que possibilitam a produção de subjetividades a partir da heterogênese. São contribuições ao conjunto de estudos interdisciplinares que dão sustentação às ações complexas e intersetoriais, que operam a produção da autonomia e a efetuação das políticas culturais.


This work discusses the challenge of establishing practices on the interface of occupational therapy and culture. It is based on studies on the problematic field defined by biopolitcs as a regime of hegemonic power composed by the domains of both these areas. It points out topics for the construction of social and cultural participation strategies for people who, for several reasons, live in vulnerable situations. These populations, traditionally received in the field of occupational therapy, circulate differently in the city and challenge the creation of innovative and transversal actions that affirm collective encounters and projects. The artistic practices engendered in certain critical perspective, appear as alternatives to activate experiments that make possible the production of subjectivities from heterogenesis. They are contributions to the set of interdisciplinary studies supporting complex and intersectorial actions which produce autonomy and cultural policies.

6.
Cad. Ter. Ocup. UFSCar (Impr.) ; 24(1): [3-12], jan.-mar. 2016.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-2382

RESUMO

Neste artigo apresenta-se um panorama de ações territoriais marcado pelos movimentos sociais em torno da desinstitucionalização da loucura e da construção dos direitos das pessoas com deficiência, que configuram um novo campo de práticas de Terapia Ocupacional voltadas às complexas demandas das populações atendidas com o objetivo de ampliação da participação sociocultural. São ações e estratégias desenvolvidas pelos participantes do Laboratório de Estudos e Pesquisa Arte, Corpo e Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo, que estão articuladas às políticas públicas de saúde mental, humanização e cultura, instauradas no Brasil a partir dos anos 2000, desenvolvidas na cidade de São Paulo. Elas integram ensino, pesquisa e extensão, contribuem para a qualidade de serviços ofertados à comunidade e fortalecem as redes de atenção e participação social. Os principais métodos de acompanhamento e avaliação das intervenções estão relacionados à pesquisa qualitativa, à construção de uma reflexão intensiva que busca construir um conhecimento local em Terapia Ocupacional orientado por ações criativas e pela conjunção de referenciais clínicos, artísticos e culturais. Os projetos desenvolvidos ampliam o acesso da população atendida às experiências artísticas e culturais do território, contribuem para a construção de políticas da vida, dinamizando formas de participação, convivência e produção de subjetividade. Configuram-se, assim, tecnologias socioculturais consonantes à importância de fortalecer e sustentar novas propostas para populações expropriadas de suas redes de vida sustentadas pela significativa intervenção de terapeutas ocupacionais.


This article presents a view of territorial actions marked by social movements related to the de-institutionalization of insanity and the development of rights of physically-and mentally handicapped people, which configures a new field of occupational therapy practices oriented towards the complex demands of assisted population and targeted on increasing sociocultural participation. Those are actions and strategies, implemented by the participants of the Laboratory of Studies and Research Art, Body and Occupational Therapy of the University of São Paulo, which are articulated with the public policies of mental health, humanization and culture set up in in Brazil as of 2000. They involve teaching, research and extension; contribute to the quality of services offered to the community and strengthen the assistance and social participation networks. The main follow up and interventions assessment methods are related to qualitative research, development of an intensive reflection in that seek to build up local knowledge of occupational therapy guided by creative actions and by crossed clinical, artistic and cultural references. The projects implemented have broaden the access of the population assisted to artistic and cultural experiments in the territory, they have contributed to the construction of life policies enabling ways of participation, of living together and subjectivity producing. Thus, sociocultural technologies are configured in agreement with the importance of strengthening and supporting new proposals for populations expropriated from their life networks, supported by significant intervention of occupational therapists.

8.
Rev. ter. ocup ; 20(3): 199-204, set.-dez. 2009.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-657233

RESUMO

Este artigo relata a experiência do Coral Cênico Cidadãos Cantantes, criado em 1992 como desdobramento das atividades dos Centros de Convivência e Cooperativa da Secretaria de Saúde do Município de São Paulo, com apoio da Associação SOS Saúde Mental, Ecologia e Cultura. O Coral possui uma composição heterogênea, reunindo portadores de sofrimento mental, pessoas em situação de vulnerabilidade e pessoas da população em geral, interessados na construção artística, tendo como local de trabalho as dependências da Galeria Olido da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. Desde 2006 o Coral estabelece parceria com o Laboratório de Estudos e Pesquisa Arte e Corpo em Terapia Ocupacional. A prática do Coral recupera o sentido da arte como um atributo humano capaz de transformar atitudes, lugares de saber, lugares de existência e, por conseqüência, capaz de alterar a qualidade de vida. A ferramenta de trabalho dos Cidadãos Cantantes é a promoção de encontros nos quais se possa cantar buscando a harmonização das dissonâncias para afinar diferenças e sustentando uma experimentação na interface entre canto coral, arte e saúde na contemporaneidade. A prática musical em grupos que apresentam esse perfil mostra-se, não só possível, como instigadora, para se pensar novas possibilidades para o canto coral, além de propor novos agenciamentos relacionais e territoriais.


This article presents the experience of the Theatrical Choral Singing Citizens, created in 1992 as an extension of the activities developed at the Convivence and Cooperative Centers of the Health Secretary of São Paulo, and supported by the NGO "SOS Mental Health, Ecology and Culture". The Choral is a heterogeneous group formed by interest on artistic construction, which gather people suffering from mental illness, people in vulnerability, and others from general population, having been established as a workplace Galeria Olido, in São Paulo. From 2006, the Choral has worked in a partnership with the Laboratory of Studies and Research in Art, Body and Occupational Therapy. This practice recovers the sense of art as a human attribute capable of transforming attitudes, knowledge spaces, and existential spaces in orther to alter one's quality of life. The Coral's tool is the promotion of encounters in which the singers could harmonize dissonances and tune differences, supporting an experience on the interface between choral singing, art and health on contemporaneity. Musical practice in groups who present this profile installs itself, therefore, not only as possible, but instigative in fomenting new possibilities for choral music, new establishment of relations and territories.


Assuntos
Arte , Cultura , Saúde Mental , Música , Terapia Ocupacional , Política Pública , Qualidade de Vida , Vulnerabilidade Social
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...