Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Ciênc. rural (Online) ; 48(4): e20170579, 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1045105

RESUMO

ABSTRACT: This study aimed to evaluate the effects of the co-feeding period (C) on the survival and growth of larvae of nishikigoi Cyprinus carpio, during the weaning period from live to inert food. A total of 1680 larvae with initial weight of 1.33 ± 0.12mg and initial length of 6.0 ± 0.33mm were used. The inert diet used was a commercial ration with 55% crude protein and the live food was the newly hatched nauplii of Artemia franciscana. The experiment was conducted following a completely randomized design with six treatments and four replications. Treatments constituted of: a) LF = supply of live food throughout the experimental period; b) C4 = 6 days of live food + 4 days of co-feeding (inert diet and live food) + 16 days of inert diet; c) C8 = 6 days of live food + 8 days of co-feeding + 12 days of inert diet; d) C12 = 6 days of live food + 12 days of co-feeding + 8 days of inert diet; e) IF = supply with inert diet throughout the experimental period; and f) F = fasting. Our results showed that the co-feeding period influences the survival and growth of the larvae. Survival in the treatment with the longest co-feeding period showed an improvement of over 70% when compared to the shortest period. Further, we noted a doubling of the juvenile weight after 26 days of age. There was a quadratic effect for all parameters, with maximum points ranging between 19.4 and 22.6 days of supply of live food. We concluded that the supply of commercial feed as exclusive food is unworkable in nishikigoi larviculture.


RESUMO: Com o objetivo de avaliar os efeitos do período de co-alimentação (C) na sobrevivência e crescimento de larvas de nishikigoi Cyprinus carpio, durante o período de transição de alimentos vivos (AV) para dieta inerte (DI), foram utilizados um total de 1680 larvas com peso inicial de 1,33 ± 0,12mg e comprimento inicial de 6,0 ± 0,33mm. Para a dieta inerte foi utilizada uma ração comercial com 55% de proteína bruta e como alimento vivo, nauplios recém eclodidos de Artemia franciscana. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado com seis tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos por: LF = suprimento de alimento vivo ao longo de todo período experimental; C4 = 6 dias de alimento vivo + 4 dias de co-alimentação (dieta inerte e alimento vivo) + 16 dias de dieta inerte; C8 = 6 dias de alimento vivo + 8 dias de co-alimentação + 12 dias de dieta inerte; C12 = 6 dias de alimento vivo + 12 dias de co-alimentação + 8 dias de dieta inerte; ID = dieta inerte durante todo o período experimental, J = jejum. O período de co-alimentação influencia a sobrevivência e o crescimento das larvas melhorando mais de 70% a sobrevida entre os períodos de co-alimentação mais longos e curtos testados. Além disso, foi verificado um aumento de duas vezes o peso juvenil após 26 dias de idade. Houve um efeito quadrático para todos os parâmetros, com pontos máximos variando entre 19,4 e 22,6 dias de suprimento de alimentos vivos. Também é possível concluir que o fornecimento de alimentação comercial, como alimento exclusivo, é inviável na larvicultura de nishikigoi.

2.
Zygote ; 24(5): 733-41, 2016 Oct.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-27140665

RESUMO

Temperature is an environmental factor that influences the development of fish, and when changed abruptly can lead to high mortality. Some species of fish are influenced by this factor, exhibiting a longer time for embryonic development and time to first feeding. This study aims to evaluate the effect of water temperature on embryonic and larval development up to first feeding, to describe the time in hours post fertilization (hpf) of the emergence of different structures and to determine the best hatching rate and survival of animals under different treatments. Five different egg incubation temperatures were used (24, 26, 28, 30 or 32°C, respectively). The eggs were observed at regular intervals of 30 min up to 24 h, every 2 h until 48 h and every 4 h until the display of first feeding in all treatments. Embryonic development was longer for eggs incubated at 24°C and the best results for hatching rate and survival of spawning efficiency were at 28°C. We recommend that incubation of Trichogaster leeri eggs is carried out at 28°C up to the first feeding of larvae.


Assuntos
Larva , Perciformes/embriologia , Nadadeiras de Animais/crescimento & desenvolvimento , Animais , Embrião não Mamífero/fisiologia , Feminino , Concentração de Íons de Hidrogênio , Larva/crescimento & desenvolvimento , Masculino , Perciformes/crescimento & desenvolvimento , Temperatura , Água/química
3.
Neotrop. ichthyol ; 10(1): 197-203, 2012. ilus, mapas, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-624081

RESUMO

In the present study we analysed the proximate-composition and caloric values of the preferred prey consumed by ribbonfish, Trichiurus lepturus L. 1758 (adult females), that are distributed in the inner continental shelf from northern Rio de Janeiro State, southeastern Brazil (~22ºS), assessing the potential of nutritional and energetic approach as a tool to understand the feeding selective pattern of this marine top carnivore. The preferred prey of this predator composed of fish co-specifics, Pellona harroweri, Chirocentrodon bleekerianus, Lycengraulis grossidens, Peprilus paru, squid Doryteuthis plei, and shrimp Xiphopenaeus kroyeri were collected from 2007 to 2010 for proximate-composition (water, protein, lipid, ash, and carbohydrate) and caloric value analyses. The correspondence analysis showed that protein is the main component in the prey species (61.32% of variance explained), standing out from the other nutrients. Lipid has the highest percentage related to L. grossidens, ash to X. kroyeri and carbohydrate to D. plei. The strong correlations between protein and caloric value (positive) and lipid and caloric value (negative) indicated that T. lepturus is attending its energy demand through the prey protein content. This work elucidated the feeding preference of adult females of T. lepturus in relation to nutritional and caloric content of their preferred prey. The species showed food selectivity to prey that provide more energy per ingested biomass, so that the feeding events can maximize the predator's caloric gain, which is obtained by a protein-based diet.


No presente estudo foram analisadas a composição centesimal e o valor calórico das presas preferenciais consumidas pelo peixe-espada, Trichiurus lepturus L. 1758 (fêmeas adultas), que se distribuem na plataforma continental interna do norte do estado do Rio de Janeiro, sudeste do Brasil (~ 22ºS). O objetivo foi avaliar o potencial da abordagem nutricional e energética como ferramenta para compreender o padrão de seletividade alimentar deste carnívoro marinho. As presas preferenciais deste predador, compostas por co-específicos e pelos peixes Pellona harroweri, Chirocentrodon bleekerianus, Lycengraulis grossidens e Peprilus paru, pela lula Doryteuthis plei e pelo camarão Xiphopenaeus kroyeri, foram coletadas entre 2007 e 2010 para análise da composição centesimal (água, proteína, lipídio, cinzas e carboidratos) e do valor calórico. A análise de correspondência mostrou que a proteína é o principal componente nas espécies de presa (61,32% da variância explicada), destacando-se dos outros nutrientes. Para o lipídio a maior porcentagem esteve relacionada com L. grossidens, cinzas com X. kroyeri e carboidratos com D. plei. As fortes correlações entre proteína e valor calórico (positiva) e lipídio e valor calórico (negativa) indicaram que T. lepturus está atendendo sua demanda de energia através do teor de proteína das presas. Este trabalho elucidou a preferência alimentar de fêmeas adultas de T. lepturus em relação ao conteúdo nutricional e calórico das presas preferenciais. A espécie apresentou seletividade alimentar por presas que fornecem mais energia por biomassa ingerida, de modo que os eventos de alimentação maximizem o ganho calórico do predador, que é obtido por uma dieta à base de proteínas.


Assuntos
Animais , Feminino , Cadeia Alimentar , Composição de Alimentos , Peixes/crescimento & desenvolvimento , Preferências Alimentares/fisiologia , Comportamento Alimentar/fisiologia , Valor Nutritivo/fisiologia
4.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 44(supl): 19-24, 2007.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-508416

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi verificar a viabilidade da utilização doespermatócrito para estimar a concentração espermática do sêmen depiabanha. Os exemplares (n=29) de piabanha Brycon insignis foramhipofisados, sendo posteriormente realizada a coleta de sêmen. Oespermatócrito foi determinado utilizando-se micro-centrífuga detubos capilares. A concentração espermática foi verificada por contagemem câmara de Neubauer, após diluição. A concentração espermáticaverificada (média±desvio padrão) foi de 24,38 ± 3,84 x 109espermatozóides / mL, e o espermatócrito foi de 16,14±5,20 %. Aequação de regressão: = 14,01.109 + 0,6428.109.X foi significativa(P<0,01) e apresentou R2 ajustado = 0,75. Deste modo, é possívelestimar a concentração através da determinação do espermatócrito.


Assuntos
Contagem de Espermatozoides/métodos , Espécies em Perigo de Extinção , Peixes
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...