Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 32
Filtrar
1.
Arq Bras Cardiol ; 113(4): 787-891, 2019 Nov 04.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-31691761
2.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-909208

RESUMO

O diabetes mellitus é uma doença epidêmica. Os adultos portadores de diabetes têm taxas de doenças cardiovasculares duas a três vezes maiores do que aquelas observadas em adultos não diabéticos. O reconhecimento de que o diabetes é uma doença heterogênea em relação ao risco cardiovascular foi fundamental para a identificação correta dos indivíduos sob maior risco, os quais necessitam de tratamento farmacológico mais intensivo, e daqueles cujo risco é menor, em que o uso de medidas não farmacológicas isoladamente em uma fase inicial é opcional. Ferramentas para estratificação de risco mais precisas, uso apropriado de métodos de rastreamento de isquemia no paciente assintomático e indicação dos métodos de imagem são brevemente revisados neste capítulo. O tratamento de todos os fatores de risco inclui a moderna abordagem do paciente com diabetes, visando a redução de eventos macro e microvasculares. Descritores: Diabetes mellitus; Doença da artéria coronariana; Infarto do miocárdio; Acidente vascular cerebral.


Diabetes mellitus can be considered an epidemic disease. Adults with diabetes have two to three times higher rates of cardiovascular disease than those observed in non-diabetic adults. The recognition that diabetes is a heterogeneous disease in relation to cardiovascular risk was fundamental for the correct identification of individuals at higher risk, who require more intensive pharmacological intervention, and those at lower risk, where the use of non-pharmacological strategies alone in an initial phase is optional. More precise risk stratification tools, the appropriate use of screening methods for tracking ischemia in the asymptomatic patient, and the indication of imaging tests will be summarized in this review. Treatment based on global risk factor control includes the modern approach for the patient with diabetes, aiming at reducing both macro- and microvascular events.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Doença da Artéria Coronariana/complicações , Diabetes Mellitus/epidemiologia , Dislipidemias/epidemiologia , Infarto do Miocárdio/patologia , Fatores de Risco
4.
Arq Bras Cardiol ; 109(2 Supl 1): 1-76, 2017 Jul.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-28813069
5.
Faludi, André Arpad; Izar, Maria Cristina de Oliveira; Saraiva, José Francisco Kerr; Chacra, Ana Paula Marte; Bianco, Henrique Tria; Afiune Neto, Abrahão; Bertolami, Adriana; Pereira, Alexandre C.; Lottenberg, Ana Maria; Sposito, Andrei C.; Chagas, Antonio Carlos Palandri; Casella Filho, Antonio; Simão, Antônio Felipe; Alencar Filho, Aristóteles Comte de; Caramelli, Bruno; Magalhães, Carlos Costa; Negrão, Carlos Eduardo; Ferreira, Carlos Eduardo dos Santos; Scherr, Carlos; Feio, Claudine Maria Alves; Kovacs, Cristiane; Araújo, Daniel Branco de; Magnoni, Daniel; Calderaro, Daniela; Gualandro, Danielle Menosi; Mello Junior, Edgard Pessoa de; Alexandre, Elizabeth Regina Giunco; Sato, Emília Inoue; Moriguchi, Emilio Hideyuki; Rached, Fabiana Hanna; Santos, Fábio César dos; Cesena, Fernando Henpin Yue; Fonseca, Francisco Antonio Helfenstein; Fonseca, Henrique Andrade Rodrigues da; Xavier, Hermes Toros; Mota, Isabela Cardoso Pimentel; Giuliano, Isabela de Carlos Back; Issa, Jaqueline Scholz; Diament, Jayme; Pesquero, João Bosco; Santos, José Ernesto dos; Faria Neto, José Rocha; Melo Filho, José Xavier de; Kato, Juliana Tieko; Torres, Kerginaldo Paulo; Bertolami, Marcelo Chiara; Assad, Marcelo Heitor Vieira; Miname, Márcio Hiroshi; Scartezini, Marileia; Forti, Neusa Assumpta; Coelho, Otávio Rizzi; Maranhão, Raul Cavalcante; Santos Filho, Raul Dias dos; Alves, Renato Jorge; Cassani, Roberta Lara; Betti, Roberto Tadeu Barcellos; Carvalho, Tales de; Martinez, Tânia Leme da Rocha; Giraldez, Viviane Zorzanelli Rocha; Salgado Filho, Wilson.
Arq. bras. cardiol ; 109(2,supl.1): 1-76, ago. 2017. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-887919
6.
Int J Endocrinol ; 2015: 146816, 2015.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-26089875

RESUMO

We investigated the potential of a panel of 22 biomarkers to predict the presence of coronary artery disease (CAD) in type 2 diabetes mellitus (DM2) patients. The study enrolled 96 DM2 patients with (n = 75) and without (n = 21) evidence of CAD. We assessed a biochemical profile that included 22 biomarkers: total cholesterol, LDL, HDL, LDL/HDL, triglycerides, glucose, glycated hemoglobin, fructosamine, homocysteine, cysteine, methionine, reduced glutathione, oxidized glutathione, reduced glutathione/oxidized glutathione, L-arginine, asymmetric dimethyl-L-arginine, symmetric dimethyl-L-arginine, asymmetric dimethyl-L-arginine/L-arginine, nitrate plus nitrite, S-nitrosothiols, nitrotyrosine, and n-acetyl-ß-glucosaminidase. Prediction models were built using logistic regression models. We found that eight biomarkers (methionine, nitratate plus nitrite, n-acetyl-ß-glucosaminidase, BMI, LDL, HDL, reduced glutathione, and L-arginine/asymmetric dimethyl-L-arginine) along with gender and BMI were significantly associated with the odds of CAD in DM2. These preliminary findings support the notion that emerging biochemical markers might be used for CAD prediction in patients with DM2. Our findings warrant further investigation with large, well-designed studies.

7.
Artigo em Inglês | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: ses-31190

RESUMO

We investigated the potential of a panel of 22 biomarkers to predict the presence of coronary artery disease (CAD) in type 2diabetes mellitus (DM2) patients. The study enrolled 96 DM2 patients with (n = 75) and without (n = 21) evidence of CAD.We assessed a biochemical profile that included 22 biomarkers: total cholesterol, LDL, HDL, LDL/HDL, triglycerides, glucose,glycated hemoglobin, fructosamine, homocysteine, cysteine, methionine, reduced glutathione, oxidized glutathione, reducedglutathione/oxidized glutathione, L-arginine, asymmetric dimethyl-L-arginine, symmetric dimethyl-L-arginine, asymmetricdimethyl-L-arginine/L-arginine, nitrate plus nitrite, S-nitrosothiols, nitrotyrosine, and n-acetyl-𝛽-glucosaminidase. Predictionmodels were built using logistic regression models.We found that eight biomarkers (methionine, nitratate plus nitrite, n-acetyl-𝛽-glucosaminidase, BMI, LDL, HDL, reduced glutathione, and L-arginine/asymmetric dimethyl-L-arginine) along with gender andBMI were significantly associated with the odds of CAD in DM2. These preliminary findings support the notion that emergingbiochemical markers might be used for CAD prediction in patients with DM2. Our findings warrant further investigation withlarge, well-designed studies. (AU)


Assuntos
Doença da Artéria Coronariana , Diabetes Mellitus , Infarto
8.
Artigo em Inglês | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: ses-31195

RESUMO

We investigated the potential of a panel of 22 biomarkers to predict the presence of coronary artery disease (CAD) in type 2diabetes mellitus (DM2) patients. The study enrolled 96 DM2 patients with (n = 75) and without (n = 21) evidence of CAD.We assessed a biochemical profile that included 22 biomarkers: total cholesterol, LDL, HDL, LDL/HDL, triglycerides, glucose,glycated hemoglobin, fructosamine, homocysteine, cysteine, methionine, reduced glutathione, oxidized glutathione, reducedglutathione/oxidized glutathione, L-arginine, asymmetric dimethyl-L-arginine, symmetric dimethyl-L-arginine, asymmetricdimethyl-L-arginine/L-arginine, nitrate plus nitrite, S-nitrosothiols, nitrotyrosine, and n-acetyl-𝛽-glucosaminidase. Predictionmodels were built using logistic regression models.We found that eight biomarkers (methionine, nitratate plus nitrite, n-acetyl-𝛽-glucosaminidase, BMI, LDL, HDL, reduced glutathione, and L-arginine/asymmetric dimethyl-L-arginine) along with gender andBMI were significantly associated with the odds of CAD in DM2. These preliminary findings support the notion that emergingbiochemical markers might be used for CAD prediction in patients with DM2. Our findings warrant further investigation withlarge, well-designed studies. (AU)


Assuntos
Biomarcadores Farmacológicos , Doença da Artéria Coronariana , Diabetes Mellitus
9.
Arq. bras. cardiol ; 103(4): 272-281, 10/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-725321

RESUMO

Background: Patients with diabetes are in extract higher risk for fatal cardiovascular events. Objective: To evaluate major predictors of mortality in subjects with type 2 diabetes. Methods: A cohort of 323 individuals with type 2 diabetes from several regions of Brazil was followed for a long period. Baseline electrocardiograms, clinical and laboratory data obtained were used to determine hazard ratios (HR) and confidence interval (CI) related to cardiovascular and total mortality. Results: After 9.2 years of follow-up (median), 33 subjects died (17 from cardiovascular causes). Cardiovascular mortality was associated with male gender; smoking; prior myocardial infarction; long QTc interval; left ventricular hypertrophy; and eGFR <60 mL/min. These factors, in addition to obesity, were predictors of total mortality. Cardiovascular mortality was adjusted for age and gender, but remained associated with: smoking (HR = 3.8; 95% CI 1.3-11.8; p = 0.019); prior myocardial infarction (HR = 8.5; 95% CI 1.8-39.9; p = 0.007); eGFR < 60 mL/min (HR = 9.5; 95% CI 2.7-33.7; p = 0.001); long QTc interval (HR = 5.1; 95% CI 1.7-15.2; p = 0.004); and left ventricular hypertrophy (HR = 3.5; 95% CI 1.3-9.7; p = 0.002). Total mortality was associated with obesity (HR = 2.3; 95% CI 1.1-5.1; p = 0.030); smoking (HR = 2.5; 95% CI 1.0-6.1; p = 0.046); prior myocardial infarction (HR = 3.1; 95% CI 1.4-6.1; p = 0.005), and long QTc interval (HR = 3.1; 95% CI 1.4-6.1; p = 0.017). Conclusions: Biomarkers of simple measurement, particularly those related to target-organ lesions, were predictors of mortality in subjects with type 2 diabetes. .


Fundamento: Pacientes com diabetes apresentam-se em extrato de maior risco para eventos cardiovasculares fatais. Objetivo: Avaliar os principais preditores associados às taxas de mortalidade em pacientes com diabetes tipo 2. Métodos: Estudo de coorte composto por 323 indivíduos com diabetes mellitus do tipo 2, de várias regiões do Brasil, acompanhados em longo prazo. Dados clínicos, laboratoriais e eletrocardiográficos foram obtidos no período basal e aplicados no modelo Cox de regressão, para examinar a associação dessas variáveis com as taxas de mortalidade e determinação de hazard ratio (HR) e intervalo de confiança (IC). Resultados: Após 9,2 anos (mediana) de seguimento, 33 pacientes morreram (sendo 17 por causas cardiovasculares). A mortalidade cardiovascular foi associada a gênero masculino, tabagismo, infarto do miocárdio prévio, intervalo QTc longo, hipertrofia ventricular esquerda e taxa de filtração glomerular (TFG) <60 mL/min. Esses biomarcadores, além da obesidade, também foram preditores para mortalidade total. Após ajustes para idade e gênero, a mortalidade cardiovascular, manteve-se associada a tabagismo (HR = 3,8; IC 95% 1,3-11,8; p = 0,019), infarto prévio do miocárdio (HR = 8,5; IC 95% 1,8-39,9; p = 0,007), TFG < 60 mL/min (HR = 9,5; IC 95% 2,7-33,7; p = 0,001), intervalo QTc longo (HR = 5,1; IC 95% 1,7-15,2; p = 0,004), hipertrofia ventricular esquerda (HR = 3,5; IC 95% 1,3-9,7; p = 0,002). A mortalidade total foi associada com obesidade (HR = 2,3; IC 95% 1,1-5,1; p = 0,030), tabagismo (HR = 2,5; IC 95% 1,0-6,1; p = 0,046), infarto prévio do miocárdio (HR = 3,1; 95% CI 1,4-6,1; p = 0,005) e intervalo QTc longo (HR = 3,1; 95% CI 1,4-6,1; p = 0,017). Conclusões: Biomarcadores de simples mensuração, particularmente os que traduzem lesões de ...


Assuntos
Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Doenças Cardiovasculares/mortalidade , /mortalidade , Brasil , Estudos de Coortes , Doenças Cardiovasculares/etiologia , /complicações , Eletrocardiografia , Taxa de Filtração Glomerular , Estimativa de Kaplan-Meier , Obesidade/complicações , Obesidade/mortalidade , Valor Preditivo dos Testes , Prognóstico , Medição de Risco , Fatores de Risco , Insuficiência Renal/mortalidade , Estatísticas não Paramétricas
10.
Arq Bras Cardiol ; 103(4): 272-81, 2014 Oct.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-25098376

RESUMO

BACKGROUND: Patients with diabetes are in extract higher risk for fatal cardiovascular events. OBJECTIVE: To evaluate major predictors of mortality in subjects with type 2 diabetes. METHODS: A cohort of 323 individuals with type 2 diabetes from several regions of Brazil was followed for a long period. Baseline electrocardiograms, clinical and laboratory data obtained were used to determine hazard ratios (HR) and confidence interval (CI) related to cardiovascular and total mortality. RESULTS: After 9.2 years of follow-up (median), 33 subjects died (17 from cardiovascular causes). Cardiovascular mortality was associated with male gender; smoking; prior myocardial infarction; long QTc interval; left ventricular hypertrophy; and eGFR <60 mL/min. These factors, in addition to obesity, were predictors of total mortality. Cardiovascular mortality was adjusted for age and gender, but remained associated with: smoking (HR = 3.8; 95% CI 1.3-11.8; p = 0.019); prior myocardial infarction (HR = 8.5; 95% CI 1.8-39.9; p = 0.007); eGFR < 60 mL/min (HR = 9.5; 95% CI 2.7-33.7; p = 0.001); long QTc interval (HR = 5.1; 95% CI 1.7-15.2; p = 0.004); and left ventricular hypertrophy (HR = 3.5; 95% CI 1.3-9.7; p = 0.002). Total mortality was associated with obesity (HR = 2.3; 95% CI 1.1-5.1; p = 0.030); smoking (HR = 2.5; 95% CI 1.0-6.1; p = 0.046); prior myocardial infarction (HR = 3.1; 95% CI 1.4-6.1; p = 0.005), and long QTc interval (HR = 3.1; 95% CI 1.4-6.1; p = 0.017). CONCLUSIONS: Biomarkers of simple measurement, particularly those related to target-organ lesions, were predictors of mortality in subjects with type 2 diabetes.


Assuntos
Doenças Cardiovasculares/mortalidade , Diabetes Mellitus Tipo 2/mortalidade , Idoso , Brasil , Doenças Cardiovasculares/etiologia , Estudos de Coortes , Diabetes Mellitus Tipo 2/complicações , Eletrocardiografia , Feminino , Taxa de Filtração Glomerular , Humanos , Estimativa de Kaplan-Meier , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Obesidade/complicações , Obesidade/mortalidade , Valor Preditivo dos Testes , Prognóstico , Insuficiência Renal/mortalidade , Medição de Risco , Fatores de Risco , Estatísticas não Paramétricas
11.
Arq. bras. cardiol ; 112(1): 1-10, 2014.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: ses-29981

RESUMO

Fundamento: Pacientes com diabetes apresentam-se em extrato de maior risco para eventos cardiovasculares fatais.Objetivo: Avaliar os principais preditores associados às taxas de mortalidade em pacientes com diabetes tipo 2.Métodos: Estudo de coorte composto por 323 indivíduos com diabetes mellitus do tipo 2, de várias regiões do Brasil,acompanhados em longo prazo. Dados clínicos, laboratoriais e eletrocardiográficos foram obtidos no período basale aplicados no modelo Cox de regressão, para examinar a associação dessas variáveis com as taxas de mortalidade edeterminação de hazard ratio (HR) e intervalo de confiança (IC).Resultados: Após 9,2 anos (mediana) de seguimento, 33 pacientes morreram (sendo 17 por causas cardiovasculares).A mortalidade cardiovascular foi associada a gênero masculino, tabagismo, infarto do miocárdio prévio, intervaloQTc longo, hipertrofia ventricular esquerda e taxa de filtração glomerular (TFG) <60 mL/min. Esses biomarcadores,além da obesidade, também foram preditores para mortalidade total. Após ajustes para idade e gênero, a mortalidadecardiovascular, manteve-se associada a tabagismo (HR = 3,8; IC 95% 1,3-11,8; p = 0,019), infarto prévio do miocárdio(HR = 8,5; IC 95% 1,8-39,9; p = 0,007), TFG < 60 mL/min (HR = 9,5; IC 95% 2,7-33,7; p = 0,001), intervalo QTclongo (HR = 5,1; IC 95% 1,7-15,2; p = 0,004), hipertrofia ventricular esquerda (HR = 3,5; IC 95% 1,3-9,7; p = 0,002).A mortalidade total foi associada com obesidade (HR = 2,3; IC 95% 1,1-5,1; p = 0,030), tabagismo (HR = 2,5;IC 95% 1,0-6,1; p = 0,046), infarto prévio do miocárdio (HR = 3,1; 95% CI 1,4-6,1; p = 0,005) e intervalo QTc longo(HR = 3,1; 95% CI 1,4-6,1; p = 0,017).Conclusões: Biomarcadores de simples mensuração, particularmente os que traduzem lesões de órgãos-alvo, forampreditores de mortalidade em pacientes com diabetes tipo 2. (AU)


Assuntos
Diabetes Mellitus Tipo 2 , Epidemiologia , Hipertensão
12.
Arq. bras. cardiol ; 103(04): 272-281, 2014. ilus
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: ses-30146

RESUMO

Fundamento: Pacientes com diabetes apresentam-se em extrato de maior risco para eventos cardiovasculares fatais.Objetivo: Avaliar os principais preditores associados às taxas de mortalidade em pacientes com diabetes tipo 2.Métodos: Estudo de coorte composto por 323 indivíduos com diabetes mellitus do tipo 2, de várias regiões do Brasil,acompanhados em longo prazo. Dados clínicos, laboratoriais e eletrocardiográficos foram obtidos no período basale aplicados no modelo Cox de regressão, para examinar a associação dessas variáveis com as taxas de mortalidade edeterminação de hazard ratio (HR) e intervalo de confiança (IC).Resultados: Após 9,2 anos (mediana) de seguimento, 33 pacientes morreram (sendo 17 por causas cardiovasculares).A mortalidade cardiovascular foi associada a gênero masculino, tabagismo, infarto do miocárdio prévio, intervaloQTc longo, hipertrofia ventricular esquerda e taxa de filtração glomerular (TFG) <60 mL/min. Esses biomarcadores,além da obesidade, também foram preditores para mortalidade total. Após ajustes para idade e gênero, a mortalidadecardiovascular, manteve-se associada a tabagismo (HR = 3,8; IC 95% 1,3-11,8; p = 0,019), infarto prévio do miocárdio(HR = 8,5; IC 95% 1,8-39,9; p = 0,007), TFG < 60 mL/min (HR = 9,5; IC 95% 2,7-33,7; p = 0,001), intervalo QTclongo (HR = 5,1; IC 95% 1,7-15,2; p = 0,004), hipertrofia ventricular esquerda (HR = 3,5; IC 95% 1,3-9,7; p = 0,002).A mortalidade total foi associada com obesidade (HR = 2,3; IC 95% 1,1-5,1; p = 0,030), tabagismo (HR = 2,5;IC 95% 1,0-6,1; p = 0,046), infarto prévio do miocárdio (HR = 3,1; 95% CI 1,4-6,1; p = 0,005) e intervalo QTc longo(HR = 3,1; 95% CI 1,4-6,1; p = 0,017).Conclusões: Biomarcadores de simples mensuração, particularmente os que traduzem lesões de órgãos-alvo, forampreditores de mortalidade em pacientes com diabetes tipo 2. (AU)


Assuntos
Diabetes Mellitus , Mortalidade , Epidemiologia
13.
Clin Biochem ; 41(18): 1454-60, 2008 Dec.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-18793627

RESUMO

OBJECTIVES: To evaluate biomarkers of endothelial dysfunction and oxidative stress in glucose intolerance (GI) compared to overt diabetes (DM2). DESIGN AND METHODS: 140 volunteers including 96 with DM2, 32 with GI and 12 controls (C) were studied. (*)NO metabolites, (*)NO synthase inhibitors, thiols and N-acetyl-beta-glucosaminidase (NAGase) activity were analyzed by chemiluminescence, capillary electrophoresis, ELISA and colorimetric assay, respectively. RESULTS: (*)NO metabolites were higher in GI (NOx: p=0.03; S-nitrosothiols: p=0.001) and DM2 (p=0.006; p=0.0006) groups in relation to group C, while nitrotyrosine was higher only in the DM2 group in comparison to the other groups. NAGase activity was elevated in GI (p=0.003) and DM2 (p=0.0004) groups in relation to group C, as well as, ADMA (p=0.01; p=0.003) and GSSG (p=0.01; p=0.002). CONCLUSIONS: (*)NO metabolites, (*)NO synthase inhibitors, thiols and NAGase are biomarkers suitable to indicate endothelial dysfunction and oxidative stress in the early stages of impaired response to insulin.


Assuntos
Biomarcadores/sangue , Diabetes Mellitus Tipo 2/metabolismo , Endotélio/metabolismo , Intolerância à Glucose/metabolismo , Estresse Oxidativo , Arginina/análogos & derivados , Arginina/sangue , Arginina/química , Índice de Massa Corporal , Diabetes Mellitus Tipo 2/fisiopatologia , Feminino , Intolerância à Glucose/fisiopatologia , Glutationa/química , Glutationa/metabolismo , Hexosaminidases/metabolismo , Humanos , Lipídeos/sangue , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Nitratos/metabolismo , Óxido Nítrico/metabolismo , Nitritos/metabolismo
14.
Arq Bras Cardiol ; 88 Suppl 1: 2-19, 2007 Apr.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-17515982
15.
Arq. bras. cardiol ; 88(supl.1): 2-19, abr. 2007. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-451704
16.
Arq. bras. cardiol ; 88(supl.1): 2-19, abr. 2007. tab
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: ses-7747
17.
São Paulo-SP; Atha Comunicação e Editoras; 2007. 9 p.
Monografia em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-937728
18.
Arq Bras Cardiol ; 86(3): 219-22, 2006 Mar.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-16612450

RESUMO

OBJECTIVE: To investigate the prevalence and multiplicity of additional risk factors (RF) in a population sample of hypertensive smokers, diagnosed and enrolled at the Hiperdia Program of the Ministry of Health, in the city of Brusque, SC, Brazil. METHODS: Determination of the anthropometrical parameters and laboratory variables recognized as cardiovascular risk factors. RESULTS: Elevated prevalence of RF in addition to systemic arterial hypertension (SAH) and smoking, configuring the multiplicity that concurs with a marked elevation of the risk of cardiovascular events in this population sample. CONCLUSION: In hypertensive populations, the prevention, identification and RF control measures must be implemented; computerized programs such as the Hiperdia/MS can help in patients follow-up, allowing a more stringent multidisciplinary approach, especially regarding the analysis of the attainment of treatment goals and the subsequent decrease of cardiovascular risk.


Assuntos
Hipertensão/epidemiologia , Fumar/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Doenças Cardiovasculares/epidemiologia , Doenças Cardiovasculares/etiologia , Feminino , Humanos , Hipertensão/complicações , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Sobrepeso , Prevalência , Fatores de Risco , Fumar/efeitos adversos , Estatísticas não Paramétricas
19.
Arq. bras. cardiol ; 86(3): 219-222, mar. 2006. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-424265

RESUMO

OBJETIVO: Investigar a prevalência e a multiplicidade de fatores de risco (FR) adicionais em uma amostra populacional de indivíduos hipertensos e tabagistas, diagnosticados e inscritos no Programa Hipertensos e Diabéticos do MS (HIPERDIA/Ministério da Saúde), no Município de Brusque, SC, Brasil. MÉTODOS: Determinação de parâmetros antropométricos e variáveis laboratoriais reconhecidas como fatores de risco cardiovascular. RESULTADO: Elevada prevalência de FR adicionais à hipertensão arterial (HAS) e ao tabagismo, configurando a multiplicidade que concorre com uma elevação acentuada do risco de eventos cardiovasculares nessa amostra populacional. CONCLUSÃO: Em populações de hipertensos, medidas de prevenção, identificação e controle de FR devem ser implementadas e programas informatizados, como o Hiperdia/MS, podem auxiliar no seguimento dos pacientes, possibilitando uma abordagem multidisciplinar mais criteriosa, sobretudo na análise do alcance das metas de tratamento e conseqüente redução de risco cardiovascular.


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Hipertensão/epidemiologia , Fumar/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Doenças Cardiovasculares/epidemiologia , Doenças Cardiovasculares/etiologia , Hipertensão/complicações , Sobrepeso , Prevalência , Fatores de Risco , Estatísticas não Paramétricas , Fumar/efeitos adversos
20.
Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo ; 15(6): 538-540, nov.-dez. 2005.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-434609

RESUMO

A aterosclerose é hoje reconhecida como uma condição mais complexa do que simplesmente um depósito lipídico na parede arterial, inflamação e imunidade estão presentes em todos os estágios evolutivos e são responsáveis pelo agravamento do processo aterioslerótico e pela instabilização da placa. O tratamento com estatinas pode reduzir o risco cardiovascular por mecanismos independentes de sua ação hipolipemiante, capazes de modular a composição e a biologia da placa, contribuindo para sua estabilização. Efeitos dependentes e independentes da redução do LDL-colesterol pelas estatinas parecem ser responsáveis pelas suas funções antiinflamatórias. Embora reconhecido, o papel dos efeitos pleiotrópicos das estatinas ainda não foi testado adequadamente sobre desfechos clínicos.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Anti-Inflamatórios , Arteriosclerose/complicações , Arteriosclerose/diagnóstico , Inibidores de Hidroximetilglutaril-CoA Redutases/administração & dosagem
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA