Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. ginecol. obstet ; 1(1): 47-54, jan. 1990. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-100045

RESUMO

Foram praticadas biópsias renais em 49 pacientes nulíparas com o diagnóstico de doença hipertensiva específica da gestaçäo. Este diagnóstico foi feito com base na presença de hipertensäo, edema e/ou proteinúria, conforme as recomendaçöes do Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas. As biópsias, executadas na primeira semana de puerpério, permitiram a obtençäo de fragmentos representativos em 47 casos. As amostras de tecido renal foram analisadas em microscopia óptica, de imunofluorescência de eletrônica. Os resultados histopatológicos verificados foram: endoteliose glomerular em 91,5% dos casos, sendo 80,8% na sua forma pura e 10,6% em associaçäo com glomerulonefrites ou alteraçöes vasculares renais; alteraçöes vasculares secundárias a hipertensäo crônica em 4,2% e rim normal em 4,2%. Estes resultados indicam que o diagnóstico clínico de doença hipertensiva específica da gestaçäo pode ser confirmado na grande maioria das pacientes, mas em alguns casos ele omite a associaçäo com outras patologias renais


Assuntos
Gravidez , Humanos , Feminino , Complicações Cardiovasculares na Gravidez/fisiopatologia , Hipertensão/fisiopatologia , Complicações Cardiovasculares na Gravidez/diagnóstico , Rim/patologia , Rim/fisiopatologia , Pré-Eclâmpsia/fisiopatologia
2.
Rev. ginecol. obstet ; 1(1): 60-7, jan. 1990. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-100047

RESUMO

De julho de 1987 a setembro de 1989, foram submetidas à ecodopplercardiografia fetal 182 gestantes entre 18 a 42 semanas. As indicaçöes mais frequentes para o exame foram diabetes materno (25,8%) seguida de arritmia fetal (19,2%), cardiopatia congênita materna (8,2%) filho anterior cardiopata (7,6%), polidrâmnio-oligâmnio (5,4%), retardo de crescimento intra-uterino (4,3%), hidropsia fetal näo imune (3,8%), isoimunizaçäo (3,8%), gemealidade (3,8%), rubéola (3,2%), malformaçöes fetais ao ultra-som (3,2%), LES(2,7%), ingestäo materna de drogas (2,1%), outros (6,0%). Anormalidades estruturais isoladas foram encontradas em seis casos e associadas com bradiarritmia em cinco casos (total 6,0%). O diagnóstico foi confirmado pelo ecocardiograma pós-natal, cateterismo ou necropsia. Arritmias fetais foram encontradas acompanhadas de anatomia cardíaca normal em 34 casos (18,6%) sendo a extrassistolia atrial a mais frequente (50,0%) com retorno para ritmo sinusal em todos os casos. Os achados deste estudo indicam que a anatomia funçäo cardíaca fetal avaliadas com precisäo através da ecodopplercardiografia convencional e colorida, teräo um forte impacto no campo do tratamento do feto e recém-nascido portadores de cardiopatia congênita


Assuntos
Gravidez , Humanos , Feminino , Arritmias Cardíacas/diagnóstico , Cardiopatias Congênitas/diagnóstico , Coração Fetal/fisiopatologia , Diagnóstico Pré-Natal/métodos , Ecocardiografia Doppler
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA