Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 1.258
Filtrar
1.
Rev. Ciênc. Méd. Biol. (Impr.) ; 21(1): 46-52, maio 05,2022. fig, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1370569

RESUMO

Introdução: a avaliação e intervenção motora possibilitam minimizar os atrasos no desenvolvimento motor de crianças prematuras. Objetivo: o objetivo deste estudo foi avaliar o desenvolvimento motor de crianças prematuras, de 0 a 12 meses de idade corrigida, após intervenção baseada em orientações aos pais. Metodologia: a amostra foi composta por 43 bebês nascidos prematuros e para avaliação do desempenho motor foi utilizada a Alberta Infant Motor Scale (AIMS), além de dois questionários qualitativos para identificação e controle dos fatores de risco. Foi utilizada estatística descritiva e os testes de Wilcoxon e McNemar para analisar as mudanças ao longo do tempo (p < 0,05). Resultados: através do follow-up, após as orientações aos pais, o número de bebês que apresentavam desempenho motor abaixo do esperado foi reduzido. Os percentis obtidos no desempenho motor nos dois momentos avaliativos indicam que houve melhora ao longo do tempo (p = 0,05), assim como os dados referentes à categorização (p = 0,04). Conclusões: é importante o acompanhamento e identificação da influência dos fatores de risco sobre os bebês para que medidas interventivas possam ser implementadas precocemente, sendo o modelo baseado em orientações um método de baixo custo e de fácil aplicabilidade em serviços públicos de saúde.


AbstractIntroduction: motor assessment and intervention makes it possible to minimize delays in motor development of premature children. Objective: the aim of this study was to evaluate the motor development of premature children, from 0 to 12 months of corrected age, after an intervention based on guidance to parents. Methodology: The sample consisted of 43 babies born prematurely and to assess motor performance, the Alberta Infant Motor Scale (AIMS) was used, in addition to two qualitative questionnaires to identify and control risk factors. Descriptive statistics were used and the Wilcoxon and McNemar tests to analyze changes over time (p < 0.05). Results: through the follow-up, after the guidance to the parents, the number of babies that presented motor performance below the expected was reduced, with statistical significance. The percentiles obtained in the motor performance in the two evaluation moments indicate that there was an improvement over time (p = 0.05), as well as the data related to the categorization (p = 0.04). Conclusion:it is important to monitor and identify the influence of risk factors on babies so that interventional measures can be implemented early, and the model based on guidelines is a low-cost and easily applicable method in public health services.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Recém-Nascido Prematuro , Criança , Desenvolvimento Infantil , Fatores de Risco , Seguimentos , Modelos de Assistência à Saúde
2.
Acta fisiátrica ; 29(1): 18-24, mar. 2022.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1358910

RESUMO

A avaliação da postura corporal estática de crianças permite identificar e prevenir desordens musculoesqueléticas no estágio inicial. Objetivo: Avaliar a postura estática de alunos de uma escola pública, comparando a postura entre as faixas etárias e entre os sexos. Métodos: A amostra foi composta por 130 escolares (62 do sexo masculino e 68 do sexo feminino), os quais tinham entre 6 e 10 anos de idade. Cada escolar foi fotografado nas vistas anterior, posterior e lateral direita, e o registro fotográfico foi analisado por meio do Software de Avaliação Postural (SAPo). Resultados: Somente foi encontrada diferença entre os sexos no ângulo do tornozelo, além de interação entre sexo e faixa etária. Em relação à idade, o alinhamento horizontal dos acrômios e o alinhamento horizontal da cabeça foram diferentes entre 6-7 e 9 anos. O alinhamento horizontal da cabeça, o alinhamento horizontal das espinhas ilíacas ântero-superior (EIAS) e o alinhamento sagital do membro inferior também apresentaram interação significativa entre sexo e idade. Conclusão: Em média, a maioria dos resultados demonstra que há um alinhamento vertical e uma simetria horizontal nos ângulos analisados, com exceção do alinhamento sagital do membro inferior, do ângulo do tornozelo e do alinhamento sagital do corpo que não demostraram um alinhamento próximo do ideal. Logo, os escolares avaliados apresentam uma boa saúde musculoesquelética.


Static postural evaluation of children allows for identifying and preventing musculoskeletal disorders in the early stages. Objective:To evaluate the static posture of students at a public school, comparing age groups and sex. Methods:The sample consisted of 130 schoolchildren (62 males and 68 females) who were 6-10 years old. Each student was photographed at the anterior, posterior, and right lateral views, and the photographic records were analyzed with the Software Postural Assessment (SAPo). Results:The ankle angle was different between sexes, presenting interaction between sex and age group. Regarding age groups, the horizontal alignment of acromion processes and horizontal alignment of the head were different between 6-7 and 9 years. The horizontal alignment of the head, the horizontal alignment of the anterior superior iliac spines, and the sagittal alignment of the lower limb also showed a significant interaction between sex and age group. Conclusion:On average, most results show a vertical alignment and a horizontal symmetry in the analyzed angles. However, the sagittal alignment of the lower limb, ankle angle, and sagittal alignment of the body did not maintain satisfactory alignment. The participants of our study presented good musculoskeletal health.

3.
Ciênc. Saúde Colet ; 27(3): 1097-1106, mar. 2022. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1364675

RESUMO

Resumo O Denver II tem como objetivo avaliar o desenvolvimento de crianças entre 0 e 6 anos de idade. O objetivo deste estudo foi verificar a confiabilidade intra e interexaminadores, validade concorrente, sensibilidade e especificidade da versão brasileira do Denver II. Estudo metodológico transversal. Participaram 254 crianças, entre 0 e 72 meses, com risco para atraso no desenvolvimento. Dois examinadores verificaram a confiabilidade intra e interexaminadores do Denver II. Validade concorrente, sensibilidade e especificidade foram verificadas com relação à versão brasileira do Ages & Stages Questionnaires como teste de critério. Análise estatística utilizou o Intraclass Correlation Coeficiente, Teste de Correlação de Spearman e Tabela de Contingência, nível de significância α=0.05. Os resultados identificaram que a confiabilidade intra e interexaminadores foi excelente em toda a amostra. A validade concorrente apresentou índices moderados a muito fortes entre 13 e 60 meses. Índices de sensibilidade e especificidade variaram de 73-99% e 58-92%, respectivamente. A versão brasileira do Denver II apresenta bons índices de propriedades psicométricas sendo um instrumento confiável e válido para ser aplicado em crianças brasileiras sob risco de atraso no desenvolvimento.


Abstract The scope of the Denver II Developmental Screening Test is to assess the development of children between 0 and 6 years of age. The aim of this study was to verify evidence of intra- and inter-examiner reliability, concurrent validity, sensitivity and specificity of the Brazilian version of Denver II. It involved a cross-sectional methodological study. A total of 254 children, between 0 and 72 months with risk of developmental delay, participated in the study. Two examiners verified the Denver II intra- and inter-examiner reliability. Concurrent validity, sensitivity and specificity were checked against the Brazilian version of the Ages & Stages Questionnaires as a criterion-referenced test. Statistical analysis used the Intraclass Correlation Coefficient, Spearman's Correlation Test and Contingency Table, the level of significance being α=0.05. The results identified that intra and inter examiner reliability was excellent in all age groups. Concurrent validity showed moderate to very strong rates in the 13-to-60-month age group. The sensitivity and specificity indices ranged from 73-99% and 58-92%, respectively. The Brazilian version of Denver II has good rates of psychometric properties and is a reliable and valid instrument to be applied to Brazilian children at risk of developmental delay.


Assuntos
Humanos , Criança , Psicometria , Brasil , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários , Reprodutibilidade dos Testes
4.
Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.) ; 88(1): 112-117, Jan.-Feb. 2022. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1364566

RESUMO

Abstract Introduction Microcephaly is recognized as one of the main consequences of congenital Zika syndrome, but other serious problems such as global hypertonia, irritability, excessive crying, swallowing disorders, seizures, visual impairment and sensorineural hearing loss have been identified as associated with the syndrome. Objective Describe the developmental characteristics of hearing and language skills in the first year of life of children with normal hearing thresholds' and congenital Zika syndrome. Methods This is a cross-sectional study that evaluated hearing and language skills in the first year of life of 88 children with normal peripheral hearing and confirmed congenital Zika syndrome. All children were submitted to a behavioral auditory test and a validated questionnaire addressed to parents or caregivers, which was used as an instrument for assessing hearing and communicative skills. Results The delay in communicative skills was present in 87.5% of the children, while 44.3% of them demonstrated a delay in hearing acuity. Only the alteration of cervical motor control presented as a statistically significant association with delays in both skills (p-value = 0.006 and <.001 for hearing and communicative skills, respectively), while the presence of microcephaly and the degree of its severity were only associated with delayed development of communicative skills. Conclusion Despite a normal peripheral auditory system, children with congenital Zika syndrome may demonstrate delayed language development by having neurological damage at the center of auditory processing, requiring more specific studies to clarify language acquisition in this population.


Resumo Introdução A microcefalia é reconhecida como uma das principais consequências da síndrome congênita do Zika, mas outros problemas graves, como hipertonia global, irritabilidade, choro excessivo, distúrbios da deglutição, convulsões, deficiência visual e perda auditiva neurossensorial, foram identificados como associados à síndrome. Objetivo Descrever as características do desenvolvimento das habilidades auditivas e de linguagem no primeiro ano de vida de crianças com limiares auditivos normais e síndrome congênita do Zika. Método Estudo transversal que avaliou habilidades auditivas e de linguagem no primeiro ano de vida de 88 crianças com audição periférica normal e síndrome congênita do Zika confirmada. Todas as crianças foram submetidas a um teste auditivo comportamental e um questionário validado foi endereçado aos pais ou cuidadores e usado como instrumento para avaliar as habilidades auditivas e de comunicação. Resultados O atraso nas habilidades de comunicação estava presente em 87,5% das crianças, enquanto 44,3% delas apresentaram atraso nas habilidades auditivas. Somente a alteração do controle motor cervical apresentou associação estatisticamente significante com atrasos nas duas habilidades (valor de p = 0,006 e < 0,001 para habilidades auditivas e de comunicação, respectivamente), enquanto a presença de microcefalia e o grau de sua gravidade foram associados apenas ao atraso no desenvolvimento das habilidades de comunicação. Conclusão Apesar de um sistema auditivo periférico normal, crianças com síndrome congênita do Zika podem apresentar atraso no desenvolvimento da linguagem por apresentarem danos neurológicos no centro do processamento auditivo, exige estudos mais específicos para esclarecer a aquisição da linguagem nessa população.

5.
Porto; s.n; 20220222. tab..
Tese em Português | BDENF - Enfermagem, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1370095

RESUMO

Em Portugal, para os Cuidados de Saúde Primários em geral e para as unidades de cuidados às famílias em particular, é imperativo a definição de dotação segura no sentido de contribuir para se atingir os índices de segurança e de qualidade dos cuidados de enfermagem correspondentes às reais necessidades dos seus clientes. O Enfermeiro Especialista em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica tem um conhecimento aprofundado do desenvolvimento da criança e adolescente, neste sentido é o profissional mais adequado para o cálculo da carga de trabalho do enfermeiro na consulta de saúde infantil e juvenil. Com o objetivo de identificar as intervenções que os enfermeiros realizam durante as consultas de saúde infantil e juvenil, determinar o tempo gasto com cada uma delas e analisar a relação entre a idade da criança ou adolescente e o tempo gasto nas intervenções desenvolvidas realizou-se um estudo quantitativo, descritivo-correlacional. A amostra compreendeu 170 crianças e adolescentes em idades correspondentes às consultas preconizadas no Programa Nacional de Saúde Infantil e Juvenil. Os dados foram colhidos através de um formulário eletrónico durante o período compreendido entre maio e julho de 2021. A consulta ao recém-nascido foi a que se realizou mais vezes (11,2%), seguida da consulta dos 15 meses (7,6%). Verificou-se que em média, foram necessários 34,27 minutos por consulta para os enfermeiros realizarem um conjunto de intervenções do âmbito da consulta de saúde infantil e juvenil. As intervenções em que os enfermeiros despendem mais tempo são dos domínios do "Desenvolvimento humano" com uma média de 12,35 minutos e "Atividades não assistenciais" com uma média de 10,13 minutos por consulta. Constatou-se ainda que à medida que aumenta a idade das crianças o tempo gasto pelos enfermeiros nas intervenções dos domínios "Adesão à vacinação", "Papel parental", "Papel segurança" e "Vinculação" diminui e nas intervenções que integram o domínio "Autocontrolo" aumenta. O tema das dotações seguras dos enfermeiros em Cuidados de Saúde Primários tem sido pouco estudado e os resultados deste estudo evidenciam a necessidade de dar continuidade à investigação sobre a temática, no sentido de contribuir para a organização das Unidades de Saúde Familiar e Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados e uma prática clínica adequada às reais necessidades das crianças, adolescentes e famílias.


In Portugal, for Primary Health Care in general and for family care units, it is imperative to define a safe endowment to contribute to achieving the safety and quality of nursing care rates corresponding to the real needs of its clients. The Nurse Specialist in Child and Pediatric Health Nursing has an in-depth knowledge of the development of children and adolescents, in this sense it is the most appropriate professional for calculating the workload of nurses in the consultation of child and youth health. To identify the interventions that nurses perform during child and juvenile health consultations, to determine the time spent with each of them and to analyze the relationship between the age of the child or adolescent and the time spent in the interventions developed, a quantitative, descriptive-correlational study. The sample comprised 170 children and adolescents at ages corresponding to the consultations recommended in the National Program for Child and Youth Health. Data were collected using an electronic form during the period from May to July 2021. The consultation with the newborn was the one that was the one that was the most often (11.2%), followed by the 15-month consultation (7.6%). It was found, on average, it took 34.27 minutes per consultation for nurses to perform a set of interventions within the scope of the child and juvenile health consultation. The interventions in which nurses consume the most time are from the domains of "Human Development" with an average of 12.35 minutes and "non-care activities" with an average of 10.13 minutes per consultation. It was also found that as the age of children increases, the time spent by nurses in the interventions of the domains "Vaccination adhering", "Parental role", "Safety paper" and "Linking" decreases and in the interventions that integrate the domain "Self-control" increases. The theme of the safe appropriations of nurses in Primary Health Care has been little studied and these results show the need to continue this study, to contribute to the organization of Family Health Units and Personalized Health Care Unit and a clinical practice appropriate to the real needs of children, adolescents and families.


Assuntos
Enfermagem no Consultório , Atenção Primária à Saúde , Desenvolvimento Infantil , Desenvolvimento do Adolescente
6.
Rev. psicol. (Fortaleza, Online) ; 13(1): 112-125, 01/01/2022.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1357993

RESUMO

Esta revisão integrativa de literatura visa mapear artigos brasileiros a partir do referencial da sensibilidade materna, por meio de busca nas bases de dados do Portal CAPES, de modo mais específico, na BVS Brasil e SciELO, realizada em 2019, e atualizada no primeiro semestre de 2020, utilizando os descritores "sensibilidade materna", "maternal sensitivity and brazil" e "sensibilidade materna and vulnerabilidade". Os critérios de inclusão foram artigos empíricos realizados no Brasil, publicados nos últimos 10 anos (2010-2020) em português, com acesso irrestrito em texto completo. Encontrou-se 685 referências e somente 14 estudos foram analisados na íntegra por atenderem aos critérios estabelecidos nesta pesquisa. Percebe-se que alguns fatores impactam negativamente na sensibilidade materna, como a vivência em situação de vulnerabilidade socioeconômica; a saúde mental da mãe e a fragilidade da rede de suporte. Evidencia-se escassez de produções brasileiras sobre essa temática e de pesquisas interventivas com a díade mãe-bebê, demonstrando a relevância deste trabalho.


This integrative literature review aims to map Brazilian articles from the maternal sensitivity perspective, based on a search in the CAPES Portal databases, more specifically in BVS Brasil and SciELO, carried out in 2019, and updated in the first half of 2020, using the descriptors "maternal sensitivity", "maternal sensitivity and brazil" and "maternal sensitivity and vulnerability". The inclusion criteria were empirical articles carried out in Brazil, published in the last 10 years (2010-2020) in Portuguese, with unrestricted access in full text. 685 references were found and only 14 studies were analyzed in full because they met the criteria established in this research. It is noticed that some factors have a negative impact on maternal sensitivity, such as living in a situation of socioeconomic vulnerability; the mother's mental health and the fragility of her support network. There is a shortage of Brazilian productions on this theme and of interventional research with the mother-baby dyad, demonstrating the relevance of this article.


Assuntos
Desenvolvimento Infantil , Vulnerabilidade Social , Emoções , Saúde Materna , Comportamento Materno
7.
CoDAS ; 34(1): e20190282, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1356141

RESUMO

RESUMO Objetivo Analisar o perfil sensorial de crianças com TPAC, de acordo com o Child Sensory Profile 2 e verificar possíveis associações entre o PAC e o PS. Método Foram avaliadas 60 crianças em idade escolar de duas escolas públicas de João Pessoa, PB. Todas realizaram triagem cognitiva, tiveram suas informações socioeconômicas colhidas e foram submetidas às avaliações audiológica, do processamento auditivo central e do processamento sensorial. A análise dos dados foi feita com o SPSS Statistics, versão 25.0, e o valor de significância adotado foi de 0,05. Foi realizada a análise descritiva com medidas de tendência central. A associação entre as variáveis foi medida pelos testes t de Student e U de Mann-Whitney. O tamanho do efeito da diferença entre os grupos foi medido pelo coeficiente d de Cohen ou r de Rosenthal. Resultados As crianças com TPAC tinham idade média de 8,4 anos, e suas famílias apresentaram renda e escolaridade inferior aquelas sem alteração do processamento auditivo. Foi observado que crianças com TPAC apresentam mais diferenças sensoriais que seus pares com PAC normal. Os resultados do Child Sensory Profile 2 não mostrou associação estatística com o processamento auditivo e a magnitude do tamanho do efeito entre as variáveis foi moderada para o sistema visual. Conclusão Crianças com TPAC tem mais diferenças sensoriais que seus pares de acordo com o resultado normativo do Child Sensory Profile 2. Não foi observada associação entre o processamento sensorial e auditivo central, com exceção do sistema visual.


ABSTRACT Purpose To analyze the sensory profile of children with auditory sensory processing disorder according to the Child Sensory Profile 2 and to verify potential associations between central auditory processing and sensory processing. Methods Sixty children from two public schools in the city of João Pessoa, state of Paraíba, were evaluated. All children had their cognitive skills tested and their socioeconomic and demographic information collected. The children's hearing, central auditory processing, and sensory processing were evaluated. SPSS Statistics version 25.0 was used for data analysis and the significant value adopted was 0.05. Descriptive analysis was performed using the central tendency method. The similarities among the test variables were measured by Student's t-test and Mann-Whitney U test. The effect size (ES) between the groups was measured by Cohen's d or Rosenthal's r coefficient. Results The average age of children with CAPD was 8.4 years, and their families had lower levels of income and education when compared to those without the disorder. Children with CAPD present more sensory differences than their peers with normative CAP. The Child Sensory Processing 2 results didn't show any statistic associations with central auditory processing, and the effect size was of moderate magnitude for the visual system. Conclusion Children with CAPD have more sensory differences than their peers according to the normative results of the Child Sensory Profile 2. An association between sensory and central auditory processing was not observed, except for the visual system.

8.
CoDAS ; 34(2): e20200252, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1356151

RESUMO

RESUMO Objetivo Analisar a validade de conteúdo e de construto de sinais enunciativos de aquisição da linguagem para crianças de 13 a 24 meses. Método Os sinais criados foram submetidos à avaliação de clareza e pertinência por seis juízes experts em aquisição da linguagem na perspectiva enunciativa. A partir do seu julgamento foi produzida uma versão experimental que foi aplicada na análise de vídeos de interações mãe-bebê/examinador, com duração de 15 minutos, de 77 díades mãe-bebê na faixa etária de 13 a 18 meses e 89 díades na faixa etária de 19 a 24 meses. A validação de fidedignidade e consistência interna foi realizada pela análise de 10% da mostra por dois juízes fonoaudiólogos. A validação do construto foi realiza pela análise fatorial efetivada sobre a amostra total. Os dados foram analisados no Statistica 9.1 e PASW 17.0. Resultados Todos os sinais foram considerados claros e pertinentes pelos juízes experts. A análise de fidedignidade apontou a concordância quase perfeita (0,8 ≤ Kappa ≥ 1,0) para a maior parte dos sinais. A consistência interna para a Fase 3 apresentou alpha=0,771 considerada alta e Fase 4 apresentou alpha=0,917 limítrofe a muita alta. A análise fatorial da fase 3 revelou 2 fatores, explicando 59,1% da variância total e a fase 4 revelou 1 fator, explicando 75,7%. Conclusão Observou-se validade de conteúdo e de construto para cinco dos doze sinais na Fase 3 e para todos sinais na fase 4.


ABSTRACT Purpose To analyze the content and construct validity of enunciative signs of language acquisition for children aged 13 to 24 months. Methods The signs created were subjected to an assessment of clarity and relevance by six expert judges in language acquisition from an enunciative perspective. Based on their judgment, an experimental version was produced that was applied to the analysis of videos of mother-baby / examiner interactions, lasting 15 minutes, of 77 mother-baby dyads aged 13 to 18 months and 89 dyads in the age range aged between 19 and 24 months. The validity of reliability and internal consistency was performed by analyzing 10% of the sample by two speech therapists. The construct validation was carried out by the factorial analysis carried out on the total sample. The data were analyzed in Statistica 9.1 and PASW 17.0. Results All signs were considered clear and relevant by the expert judges. The reliability analysis showed an almost perfect agreement (0.8 ≤ Kappa ≥ 1.0) for most signs. The internal consistency for Phase 3 showed alpha = 0.771 considered high and Phase 4 presented alpha = 0.917 bordering on very high. The factor analysis of phase 3 revealed 2 factors, explaining 59.1% of the total variance and phase 4 revealed 1 factor, explaining 75.7%. Conclusion Content and construct validity were observed for five of the twelve signs in Phase 3 and for all signs in Phase 4.

9.
CoDAS ; 34(2): e20200048, 2022. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1356152

RESUMO

RESUMO Objetivo identificar o desempenho linguístico (vocabulário expressivo, fonologia e discurso) e cognitivo (memória de curto prazo verbal) de pré-escolares residentes de uma comunidade quilombola. Método Vinte e quatro pré-escolares quilombolas de 4 e 5 anos sem queixas no desenvolvimento da linguagem participaram do estudo. A maioria das famílias era da classe D-E e a escolaridade materna e paterna era inferior ao Ensino Médio. Seus responsáveis responderam a um questionário sobre seu desenvolvimento prévio, práticas familiares e aspectos socioeconômicos, enquanto a avaliação incluiu testes de vocabulário expressivo, fonologia, discurso e memória de curto prazo verbal. Os dados coletados foram submetidos à análise estatística descritiva para caracterizar as práticas familiares, os aspectos socioeconômicos e o desempenho linguístico e cognitivo. A análise inferencial utilizou o teste exato de Fisher para comparar o desempenho entre os sujeitos de 4 e 5 anos, além de comparar o desempenho de acordo com as práticas familiares. Resultados Maior parte dos pré-escolares apresentou desempenho adequado no vocabulário (78,3%) e na fonologia (79,2%); e 63,6% tiveram o discurso classificado como descritivo. 82,6% apresentaram desempenho em tarefa de memória de curto prazo verbal abaixo do esperado para idade. Conclusão Ainda que os pré-escolares deste estudo apresentem comunicação funcional, seu perfil de desenvolvimento da linguagem e de habilidades cognitivas demonstrou ser mais vulnerável, o que poderá repercutir em sua trajetória escolar.


ABSTRACT Purpose to identify linguistic performance (expressive vocabulary, phonology and narrative) and cognitive performance (Verbal Short-Term Memory (VSTM)) of preschoolers living in a quilombola community. Methods Twenty-four quilombola preschoolers aged four (4) and five (5) years with no complaints in language development participated in the study. Most families were in the D-E class and maternal and paternal education was lower than high school. Their guardians answered a questionnaire about their previous development, family practices and socioeconomic aspects, while the assessment included tests of expressive vocabulary, phonology, narrative and verbal short-term memory. The data collected were subjected to descriptive statistical analysis to characterize family practices, socioeconomic aspects and linguistic and cognitive performance, inferential analysis used Fisher's exact test to compare performance between subjects aged 4 and 5 years and also to compare performance according to family practices. Results 78.3% of preschoolers performed adequately in vocabulary and 79.2% in phonology; and 63.6% had the narrative classified as descriptive. 82.6% had a VSTM task performance below the expected for age. Conclusion Although the preschoolers in this study had functional communication, their profile of language development and cognitive skills was more vulnerable and may have an impact on their school trajectory.

10.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1356759

RESUMO

Abstract Objective: Verify whether the practice of physical activity, before the social distancing imposed by COVID-19, influences children's routines during this period, in children of different ages. Methods: Descriptive cross-sectional study carried out with an online questionnaire from LimeSurvey and disseminated for four months during social distancing. The questionnaire contained questions about family composition, household characteristics, household and children's routines, including habits such as sleeping, physical activity, intellectual activity, playing with and without physical activity, and screen time. The final sample consisted of 916 participating families that answered about the physical activity habits of their respective children before the pandemic. Children were divided into three age groups (three to five years, six to nine years, and ten to twelve years). Independent Student's t-tests were performed to investigate whether the previous practice of scheduled physical activity group and the no physical activity group differed as to the time dedicated to children's activities and routines (intellectual activity, sleeping, screen time, playing with and without physical activity), by age groups, during social distancing. Results: There was a decrease in the levels of physical activity undertaken by Brazilian children during social distancing. There was no difference when both groups. The children with previous practice of scheduled physical activity did not display different habits from the children who did not adopt this practice. Conclusions: The practice of physical activity before social distancing did not influence the level of physical activity and other habits during social distancing. Healthy habits should be encouraged and targeted for all children during the pandemic. These findings can contribute to the formulation of public policies for children during pandemic times.


Resumo Objetivo: Verificar se a prática de atividade física antes do distanciamento social imposto pela COVID-19 influencia a rotina de crianças de diferentes faixas etárias durante esse período. Métodos: Estudo transversal descritivo realizado com base em um questionário online do LimeSurvey e divulgado por quatro meses durante o distanciamento social. O questionário continha perguntas sobre a composição familiar, características domiciliares, rotinas domésticas e infantis, incluindo hábitos como sono, atividade física, atividade intelectual, lazer com e sem atividade física e tempo de tela. Participaram da amostra final 916 famílias, as quais responderam sobre os hábitos de atividade física de seus filhos antes da pandemia. As crianças foram divididas em 3 faixas etárias (3-5 anos, 6-9 anos e 10-12 anos). Testes t de Student independentes foram realizados para investigar se os grupos que praticavam e não praticavam atividade física programada anteriormente diferiam quanto ao tempo dedicado às atividades e rotinas infantis (atividade intelectual, sono, tempo de tela, lazer com e sem atividade física), por faixa etária, durante o distanciamento social. Resultados: Houve diminuição da atividade física de crianças brasileiras durante o distanciamento social. Não houve diferença entre os grupos. Crianças que praticavam atividade física programada anteriormente não apresentaram hábitos diferentes daquelas que não adotavam essa prática. Conclusões: A prática de atividade física antes do distanciamento social não influenciou o nível de atividade física e outros hábitos das crianças durante esse período. Hábitos saudáveis devem ser estimulados e direcionados a todas as crianças ao longo da pandemia. Esses achados podem contribuir para a elaboração de políticas públicas para crianças em períodos de pandemia.

11.
Rev. bras. enferm ; 75(3): e20210296, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1357031

RESUMO

ABSTRACT Objectives: to describe the development of a technological innovation designed to identify needs, parental practices, and disseminate information on social-emotional skills and development of infants from the perspective of family members of infants on the social-emotional development of children. Methods: a report on the development of an innovation consisting of an educational group and a card game on social-emotional skills and development of infants. A spider-web concept map, content analysis and the Bioecological Theory of Human Development as a theoretical reference were used for data analysis. Results: the educational group and card game enabled the identification of information needs on child behavior and playing, and parenting practices focused on affectionate interactions, responsive caregiving, and socialization. Conversation with experienced parents, educational groups, apps, and health consultations were desirable dissemination strategies. Conclusions: the educational group and the card game represent an innovative, low-cost technology with potential for large-scale application in primary healthcare services.


RESUMEN Objetivos: describir el desarrollo de una innovación tecnológica, para identificar necesidades, prácticas paternales y difundir información sobre el desarrollo infantil y socioemocional del lactante, a partir de la percepción de los familiares de los bebés, relacionado al desarrollo socioemocional del niño. Métodos: describir el desarrollo de una innovación compuesta por un grupo educativo y un juego de cartas referente al desarrollo infantil y socioemocional. En el análisis de datos utilizamos un mapa conceptual tipo tela de araña, análisis del contenido y la Teoría Bioecológica del Desarrollo Humano como marco teórico. Resultados: el grupo educativo y el juego de cartas, permitieron identificar las necesidades de información sobre el comportamiento y los juegos del niño, las prácticas paternales orientadas a las interacciones afectivas, cuidado receptivo y socialización. Las conversaciones con padres experimentados, grupos educativos, aplicaciones y consultas de salud, figuraron como estrategias de difusión deseables. Conclusiones: el grupo educativo y el juego de cartas desarrollado, representan una tecnología innovadora y de bajo costo con potencial de aplicación en escala en los servicios de atención primaria.


RESUMO Objetivos: relatar o desenvolvimento de uma inovação tecnológica para identificar necessidades, práticas parentais e disseminar informação sobre desenvolvimento infantil e socioemocional do lactente a partir da percepção de familiares de lactentes sobre o desenvolvimento socioemocional da criança. Métodos: relato sobre o desenvolvimento de uma inovação composta por grupo educativo e jogo de cartas sobre desenvolvimento infantil e socioemocional do lactente. Na análise dos dados, utilizou-se mapa conceitual do tipo teia de aranha, análise de conteúdo e a Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano como referencial teórico. Resultados: o grupo educativo e o jogo de cartas permitiram identificar necessidades de informação sobre o comportamento infantil e brincadeiras, e práticas parentais voltadas às interações afetuosas, cuidado responsivo e socialização. A conversa com pais experientes, grupos educativos, aplicativos e consultas de saúde figuraram como estratégias de disseminação desejáveis. Conclusões: o grupo educativo e o jogo de cartas desenvolvidos representam uma tecnologia inovadora, de baixo custo e com potencial de aplicação em escala nos serviços de atenção básica.

12.
Saúde Soc ; 31(1): e210287, 2022.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1366024

RESUMO

Resumo Este estudo explora o cotidiano das famílias com filhos de 0 a 6 anos, residentes em Fortaleza, no Ceará, durante o período de distanciamento físico, estipulado pelo Governo do Estado do Ceará. Esta pesquisa qualitativa se utilizou do referencial da teoria de formação de vínculos na adversidade. Foram entrevistadas 30 mães, entre os meses de julho e agosto de 2020, utilizando videochamadas ou telefonemas. Para análise do material empírico, recorreu-se à análise de conteúdo de Bardin, possibilitando a criação de duas categorias temáticas: (1) o exercício do cuidado parental em tempos de covid-19; (2) o cotidiano das crianças diante da pandemia. A interpretação das narrativas revelou que alguns cuidadores buscaram realizar brincadeiras e atividades manuais com os filhos, e explicavam o que estava acontecendo no cenário mundial, exercendo a parentalidade positiva. Ademais, o distanciamento físico favoreceu o aumento da tolerância dos pais no tempo em que os filhos ficaram expostos às telas. Percebeu-se que os pais influenciaram a prática de hábitos alimentares não saudáveis entre as crianças e a manifestação de mudanças no comportamento dos filhos. Como conclusão, destaca-se a necessidade de um acompanhamento contínuo dos aspectos referentes ao desenvolvimento dessas crianças e do retorno delas às atividades presenciais.


Abstract This study sought to explore the daily life of families with children aged 0 - 6 years old, living in Fortaleza, Ceará - Brazil, during the period of social distancing stipulated by the State Government. This qualitative research was conducted with data collected by means of video or phone interviews with thirty mothers, between July and August 2020. The empirical material was analyzed in the light of Bardin's content analysis, generating two thematic categories: (1) the exercise of parental care in Covid-19 times; and (2) the daily life of children in the face of the pandemic. The narratives revealed that some caregivers tried to play games and practice arts and crafts with their children, besides explaining what was happening in the world scenario - thus exercising positive parenting. Moreover, the social distancing measures promoted parental tolerance during the time children were exposed to screens, and parents showed to influence the practice of unhealthy eating habits and the manifestation of behavior changes in their children. These findings highlight the need for a continuous monitoring of aspects related to these children's development, as well as for their return to face-to-face activities.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Desenvolvimento Infantil , Poder Familiar , Pesquisa Qualitativa , COVID-19
13.
Acta Paul. Enferm. (Online) ; 35: eAPE003652, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1364237

RESUMO

Resumo Objetivo Identificar e analisar as evidências científicas sobre visita domiciliar (VD) à crianças menores de seis anos de idade, na perspectiva da promoção da saúde e do desenvolvimento na primeira infância. Métodos Revisão integrativa da literatura, nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature, Scopus, Web of Science, PubMed e PsycINFO. Foram incluídos estudos científicos originais quantitativos, qualitativos e método misto, publicados entre 2016 e 2019, idiomas português e inglês, foco central de VD na primeira infância, e excluídos estudos de revisão, teses, dissertações, livros e capítulos de livros, resumos e editoriais publicados. Análise dos dados pautada na estratégia do mapa conceitual em teia de aranha, com síntese integrativa de 19 estudos selecionados. Resultados As evidências científicas mostram a importância da estratégia de VD na primeira infância, com características das ações oferecidas nessa abordagem. Os conteúdos e abordagens das VD foram identificados como criadores de condições propícias para retratar temas, situações e necessidades da primeira infância, essenciais à vitalidade da saúde e estímulo ao bom desenvolvimento nos primeiros anos de vida. Conclusão A síntese integrativa identificou que a VD é uma valiosa estratégia para a primeira infância, indicando os benefícios ao desenvolvimento da criança e de seus cuidadores, para promover saúde e prevenir agravos. O Mapa Conceitual elaborado sugere uma gama de elementos relevantes que qualifica a VD na primeira infância com contribuições à atenção integral à saúde da criança e às boas práticas parentais.


Resumen Objetivo Identificar y analizar las evidencias científicas sobre la visita domiciliaria (VD) a los niños menores de seis años de edad, en la perspectiva de la promoción de la salud y del desarrollo en la primera infancia. Métodos Revisión integradora de la literatura en las bases de datos Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature, Scopus, Web of Science, PubMed y PsycINFO. Se incluyeron estudios científicos originales, cuantitativos, cualitativos y método mixto, publicados entre 2016 y 2019, idiomas portugués e inglés, enfoque central de VD en la primera infancia, y excluidos estudios de revisión, tesis, disertaciones, libros y capítulos de libros, resúmenes y editoriales publicados. Análisis de los datos orientado en la estrategia del mapa conceptual de telaraña, con síntesis integrativos de 19 estudios seleccionados. Resultados Las evidencias científicas muestran la importancia de la estrategia de VD en la primera infancia, con características de las acciones que se ofrecen en ese enfoque. Los contenidos y enfoques de las VD fueron identificados como los creadores de condiciones adecuadas para retratar temas, situaciones y necesidades de la primera infancia, esenciales para la vitalidad de la salud y el estímulo al buen desarrollo en los primeros años de vida. Conclusión La síntesis integrativa identificó que la VD es una estrategia valiosa para la primera infancia, indicando los beneficios para el desarrollo del niño y de sus cuidadores, para promover la salud y prevenir agravamientos. El Mapa Conceptual elaborado sugiere una gama de elementos relevantes que califica a VD en la primera infancia con contribuciones a la atención integral a la salud del niño y a las buenas prácticas parentales.


Abstract Objective To identify and analyze the scientific evidence on home visits (HV) to children under six years of age, from the perspective of promoting health and early childhood development. Methods This is an integrative literature review, in the Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences, Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature, Scopus, Web of Science, PubMed and PsycINFO databases. Quantitative, qualitative and mixed method original scientific studies, published between 2016 and 2019, in Portuguese and English, central focus of HV in early childhood, were included, and review studies, theses, dissertations, books and book chapters, abstracts and editorials were excluded published. Data analysis based on the concept map strategy in a spider's web, with an integrative synthesis of 19 selected studies. Results Scientific evidence shows the importance of the HV strategy in early childhood, with characteristics of the actions offered in this approach. The contents and approaches of HV were identified as creating favorable conditions to portray themes, situations and needs of early childhood, essential to health vitality and encourage good development in the first years of life. Conclusion The integrative synthesis identified that HV is a valuable strategy for early childhood, indicating the benefits to child development and their caregivers to promote health and prevent injuries. The conceptual map developed suggests a range of relevant elements that qualify HV in early childhood with contributions to comprehensive child health care and good parenting practices.


Assuntos
Humanos , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Desenvolvimento Infantil , Assistência Integral à Saúde , Promoção da Saúde , Assistência Domiciliar , Visita Domiciliar , Atenção Primária à Saúde
14.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 38(2): e00316920, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1360286

RESUMO

Resumo: O objetivo deste artigo foi avaliar os fatores socioeconômicos, familiares e individuais associados ao desenvolvimento infantil no primeiro ano de vida, entre famílias em vulnerabilidade social. Trata-se de uma análise transversal, com dados da linha de base de um ensaio randomizado. O estudo incluiu 3.242 crianças < 12 meses de idade, residentes em 30 municípios de cinco regiões do Brasil. A escolha de estados e municípios foi intencional, tendo como base a implementação do Programa Criança Feliz. A amostra foi selecionada a partir de crianças elegíveis para o Programa Criança Feliz, cujo objetivo é promover a estimulação e o desenvolvimento infantil. O Ages and Stages Questionnaire (ASQ) foi utilizado para avaliação do desenvolvimento infantil. Um modelo de análise multinível em três níveis (estado, município e indivíduos), usando teste de Wald para heterogeneidade e tendência linear, estimou a média do ASQ-3 e intervalo de 95% de confiança (IC95%). Análises foram ajustadas para potenciais confundidores. Foram analisadas informações de 3.061 (94,4%) crianças com dados disponíveis para ASQ-3. Escores de desenvolvimento infantil (total e em todos os domínios) foram cerca de 12% menores em crianças nascidas pré-termo e com restrição do crescimento intrauterino (pequenas para idade gestacional). Observou-se menores escores em filhos de mães com baixa escolaridade, com sintomas de depressão, com duas ou mais crianças menores de sete anos residindo no domicílio e que não relataram autopercepção de apoio/ajuda durante a gestação. Conclui-se que características potencialmente modificáveis (escolaridade, depressão materna e prematuridade/restrição do crescimento intrauterino) apresentaram maior impacto na redução do escore de desenvolvimento em todos os domínios avaliados.


Abstract: The study aimed to assess socioeconomic, family, and individual factors associated with infant development (i.e., in the first year of life) among families with social vulnerability. This was a cross-sectional analysis of baseline data from a randomized trial. The study included 3,242 children < 12 months of age living in 30 municipalities from five regions of Brazil. The choice of states and municipalities was intentional, based on the implementation of the Brazilian Happy Child Program. The sample was selected among eligible children for the Brazilian Happy Child Program, and the objective was the promotion of infant development. The Ages and Stages Questionnaire (ASQ) was used to assess infant development. A three-level analytical model (state, municipality, and individuals), using the Wald test for heterogeneity and linear trend, estimated the mean ASQ-3 and 95% confidence interval (95%CI). The analyses were adjusted for potential confounders. Information was analyzed for 3,061 (94.4%) children with available data for ASQ-3. Infant development scores (total and in all the domains) were some 12% lower in preterm children and those with intrauterine growth restriction (small for gestational age). Lower scores were seen in children of mothers with low schooling, depressive symptoms, two or more children under seven years of age living in the household, and who did not report self-perceived support or help during the pregnancy. In conclusion, potentially modifiable characteristics (schooling, maternal depression, and prematurity/intrauterine growth restriction) showed greater impact on reducing the infant development score in all the target domains.


Resumen: El objetivo fue evaluar los factores socioeconómicos, familiares e individuales, asociados al desarrollo infantil en el primer año de vida, entre familias con vulnerabilidad social. Se trata de un análisis transversal, con datos de la base de referencia de un ensayo aleatorio. El estudio incluyó a 3.242 niños < 12 meses de edad, residentes en 30 municipios de cinco regiones de Brasil. La elección de estados y municipios fue intencional, considerando como base la implementación del Programa Niño Feliz. La muestra se seleccionó a partir de niños elegibles para el Programa Niño Feliz, cuyo objetivo es promover la estimulación y el desarrollo infantil. Se utilizó el Ages and Stages Questionnaire (ASQ) para la evaluación del desarrollo infantil. Un modelo de análisis multinivel en tres niveles (estado, municipio e individuos), usando el test de Wald para la heterogeneidad y tendencia lineal, estimó la media del ASQ-3 y el intervalo de 95% de confianza (IC95%). Los análisis se ajustaron para potenciales factores de confusión. Se analizó información de 3.061 (94,4%) niños con datos disponibles para ASQ-3. Las puntuaciones de desarrollo infantil (total y en todos los dominios) fueron cerca de un 12% menores en niños nacidos pretérmino y con restricción del crecimiento intrauterino (pequeños para la edad gestacional). Se observaron menores puntuaciones en hijos de madres con baja escolaridad, con síntomas de depresión, con dos o más niños menores de siete años residiendo en el domicilio y que no informaron autopercepción de apoyo/ayuda durante la gestación. Se concluye que las características potencialmente modificables (escolaridad, depresión materna y prematuridad/restricción del crecimiento intrauterino) presentaron un mayor impacto en la reducción de la puntuación de desarrollo en todos los dominios evaluados.


Assuntos
Humanos , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Desenvolvimento Infantil , Fatores Socioeconômicos , Brasil , Recém-Nascido de Baixo Peso , Avaliação de Programas e Projetos de Saúde , Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto , Estudos Transversais , Mães
15.
Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online) ; 40: e2020335, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1288038

RESUMO

ABSTRACT Objective: To identify scientific knowledge about the attention to health surveillance and development of Brazilian children under the age of three years involving the Congenital Zika virus (ZIKV) Syndrome. Data sources: This is an integrative literature review of primary studies with Brazilian children under three years of age from 2015 to 2019. The searches were carried out in the databases Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences (LILACS), US National Library of Medicine (PubMed), Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature (CINAHL), SCOPUS and Web of Science. It was carried out by crossing the keywords in English (child, child development and Zika virus) and in Portuguese (criança, desenvolvimento infantil e Zika vírus), with the combination of the Boolean operator "AND". Data synthesis: The knowledge produced is related to the specific health and development problems of children affected by the Congenital ZIKV Syndrome, with clinical characteristics, care demands, multiprofessional performance, health monitoring and surveillance needs. Conclusions: This integrative review synthesized scientific knowledge by adding aspects that reinforce the relevance of appropriate approaches to assess and care for children, linked to the engagement of caregivers, the need to document, evaluate and track the situations of children in early childhood and long-term, management coordination of care and its challenges in the context of primary health care.


RESUMO Objetivo: Identificar os conhecimentos científicos sobre a atenção à vigilância à saúde e o desenvolvimento de crianças brasileiras menores de três anos envolvendo a síndrome congênita do Zika vírus. Fontes de dados: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, do período de 2015 a 2019, de estudos primários com crianças brasileiras menores de três anos de idade. As buscas foram realizadas nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, National Library of Medicine, Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature, Scopus e Web of Science. Foi realizado cruzamento das palavras-chave em inglês (child, child development e Zika virus) e em português (criança, desenvolvimento infantil e Zika vírus), com a combinação do operador booleano and. Síntese dos dados: Os conhecimentos produzidos estão relacionados aos problemas específicos de saúde e desenvolvimento das crianças afetadas pela síndrome congênita do Zika vírus, com características clínicas, demandas de cuidados, atuação multiprofissional, necessidades de monitoramento e vigilância à saúde. Conclusões: Esta revisão integrativa sintetizou conhecimentos científicos adicionando aspectos que reforçam a relevância de abordagens adequadas para avaliar as crianças e cuidar delas, articulado ao engajamento dos cuidadores, à necessidade de documentar, avaliar e rastrear as situações das crianças na primeira infância e em longo alcance, à gestão coordenada do cuidado e aos seus desafios no contexto da atenção primária à saúde.

16.
Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online) ; 40: e2020385, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1340804

RESUMO

ABSTRACT Objective: This study aims to analyze the effects of social isolation on children's and teenagers' development, with emphasis on the possible impacts over their physical and mental health. Data source: Review of the literature following the standards of PRISMA using the SciELO, LILACS and PubMed databases. The following key-words were used: "social isolation" and "child development", "quarantine" and "adolescent development" according to the Medical Subject Headings (MESH) and their translation to the Portuguese. Studies in English, Portuguese and Spanish from inception were included. Data synthesis: 519 studies were screened and 12 were included in the systematic review. Five of those focused the psychology and social issues, two of them the effects of pandemics on these issues; four studies reported on impacts on general health and two consequences over the hypothalamus- hypophysis - adrenal axis and the cognitive and social development. Conclusions: The review shows a strong association between social isolation and anxiety and depression in children and adolescents. Social isolation leads to higher levels of cortisol and worse cognitive development. Therefore, the mental and physical health of children and adolescents need a careful follow up by health professionals during and after the COVID-19 pandemic.


RESUMO Objetivo: Analisar os efeitos do isolamento social para o desenvolvimento de crianças e adolescentes, considerando consequências em médio e longo prazos, e entender possíveis impactos sobre a saúde mental e física. Fontes de dados: Revisão sistemática da literatura seguindo os parâmetros da lista Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analysis (PRISMA) nas bases de dados Scientific Electronic Library Online (SciELO), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e PubMed. Os descritores utilizados foram "social isolation" AND "child development", "quarantine" AND "child development", "social isolation" AND "adolescent development", "quarantine" AND "adolescent development" de acordo com o Medical Subject Headings (MeSH) e seus equivalentes para a língua portuguesa, conforme os Descritores em Ciências da Saúde (DeCS). Incluíram-se artigos originais em inglês, português e espanhol, sem delimitação temporal. Síntese dos dados: Identificaram-se 519 referências, e, após critérios de inclusão e exclusão, 12 artigos foram analisados. Cinco abordaram a questão psicossocial (sendo dois sobre os efeitos das pandemias), quatro sobre os impactos na saúde em geral, dois sobre consequências no eixo hipotálamo-hipófise-adrenal e um sobre o desenvolvimento cognitivo e social. Conclusões: Os artigos revisados evidenciaram forte relação entre isolamento social e maior incidência de sentimentos como ansiedade e depressão na população de crianças e adolescentes. Além disso, identificaram-se aumento nos níveis de cortisol e piora no desenvolvimento cognitivo dessa faixa etária. Logo, o acompanhamento da saúde mental e física desses jovens por profissionais da saúde deve estar presente durante e após a pandemia.

17.
Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online) ; 40: e2020172, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1250813

RESUMO

ABSTRACT Objective: To screen children under 24 months of age for neuropsychomotor and social-emotional development in a municipality of the Brazilian semi-arid region, using the Survey of Well-Being of Young Children (SWYC) scale. Methods: This is a quantitative cross-sectional study with a non-probabilistic sample, involving children aged 1 to 24 months and their respective mothers, recruited from primary care services in the municipality of Picos, Piauí, Northeastern Brazil. The screening for neuropsychomotor and social-emotional development using the SWYC scale also provided information about the family context. In addition, we administered a questionnaire to assess the children's demographic and socioeconomic factors. Descriptive data analysis was performed. Results: The sample consisted mostly of adult mothers (84.0%), with more than 8 years of schooling (83.3%), belonging to the C, D, and E socioeconomic classes (75.3%). The prevalence of suspected cases of delayed neuropsychomotor development and social-emotional changes was 12.7 and 42.2%, respectively. Conclusions: The results point to the existence of children at risk of delayed development, particularly in the social-emotional domain, reaffirming the need to adopt child development screening as a health service routine, with the implementation of appropriate intervention programs.


RESUMO Objetivo: Realizar a triagem para desenvolvimento neuropsicomotor e socioemocional em crianças menores de 24 meses, em município da região do semiárido brasileiro, utilizando a escala Survey of Wellbeing of Young Children (SWYC). Métodos: Estudo transversal, com abordagem quantitativa, amostra não proba­bilística, envolvendo crianças entre 1 e 24 meses e suas respectivas mães, selecionadas em serviços de saúde da atenção básica do município de Picos, Piauí. A triagem do desenvolvimento neuropsicomotor e socioemocional com uso da escala SWYC também forneceu informações sobre o contexto familiar. Além disso, utilizou-se questionário para avaliar fatores demográficos e socioeconômicos das crianças. Realizou-se a análise descritiva dos dados. Resultados: A amostra foi constituída de mães em sua maioria adultas (84,0%), com mais de oito anos de estudo (83,3%), pertencentes às classes socioeconômicas C, D e E (75,3%). A prevalência de casos suspeitos de atraso no desenvolvimento neuropsicomotor e de alterações socioemocionais foi de 12,7 e 42,2%, respectivamente. Conclusões: Os resultados apontam a existência de crianças em risco de desenvolvimento, sobretudo socioemocional, reafirmando a necessidade da adoção da triagem para desenvolvimento infantil como rotina nos serviços de saúde, com a implantação de programas de intervenção apropriados.

18.
Psicopedagogia ; 38(117): 346-363, set.-dez. 2021. graf, tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1356658

RESUMO

A Secretaria de Educação do município do Rio de Janeiro aplicou, em 2010, 2011 e 2012, nas 468 creches públicas, o instrumento "Ages & Stages Questionnaire", Terceira Edição, em sua versão adaptada e contextualizada ao Brasil (ASQ3-BR). Esta aplicação teve objetivo de fazer um rastreio do desenvolvimento de 109.758 crianças atendidas pelas creches, com idade entre 10 e 54 meses, especificamente em domínios relacionados à Comunicação, Coordenação Motora Ampla, Coordenação Motora Fina, Resolução de Problemas e Pessoal-Social. Os dados obtidos foram analisados visando o desenvolvimento de normas de interpretação do instrumento para população específica de crianças em creches brasileira. Isto foi realizado através do cálculo das médias e desvios-padrão dos escores, bem como pelos respectivos pontos de corte inferiores, considerados por dois desvios-padrão abaixo da média, e percentis de 5% e 10%. A partir deste procedimento, os resultados obtidos pelas crianças brasileiras foram comparados com os valores normativos estabelecidos pelo instrumento em seu original tanto para confirmar suas características psicométricas como para identificar possíveis diferenças nos resultados das crianças. Observou-se que os resultados obtidos nas creches públicas do Rio de Janeiro são inferiores àqueles observados no contexto norte-americano. Entretanto, eles tendem a se equiparar com o norte-americano no decorrer do amadurecimento da criança, especialmente quando elas ultrapassam os 24 meses de idade. Neste sentido, é possível sugerir que a estimulação oferecida pelas creches contribui para o desenvolvimento das crianças atendidas.


The Rio de Janeiro municipality Education Secretary applied in 2010, 2011, and 2012 the Portuguese-BR version (ASQ3-BR) of the Ages & Stages Questionnaire, Third Edition, in 468 public kindergartens to assess the development of 109,758 children aged 10 to 54 months. This endeavour was carried out to get information about the development of Communication, Gross Motor Coordination, Fine Motor Coordination, Problem Solving, and Personal-Social. The results were analysed, identifying the instrument's norms to its interpretation, as well as the respective cut-offs considering two standard deviations below the mean. In addition, the 5% and 10% percentiles based on the obtained scores were calculated. Also, the results were compared with normative values established by the original instrument to confirm its psychometric characteristics and to identify differences in the obtained data. It was observed that the results obtained in Rio de Janeiro's public daycare centers, although they started with results lower than those observed by the author of the instrument in the United States, after the age of 36 months, and with 24 months of living with other children, the results are matched with the American results, from which it can be concluded that the stimulation by living in daycare centers is effective for the psychomotor development of the children attended.

19.
Estud. Interdiscip. Psicol ; 12(3): 119-136, set-dez.2021. Tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1359133

RESUMO

Empatia é uma resposta emocional que se assemelha à emoção sentida pelo outro. Baixos níveis de empatia repercutem nas relações sociais, associando-se a problemas emocionais e de comportamento. Objetivou-se comparar grupos de crianças com e sem indicadores clínicos de problemas internalizantes, externalizantes e escalas sindrômicas relacionadas quanto a empatia. Participaram do estudo 106 crianças matriculadas do 1° ao 3° anos do ensino fundamental e seus responsáveis, que responderam aos instrumentos: Escala de Empatia Infanto-juvenil, Questionário de Dados Sociodemográficos e Inventário dos Comportamentos de Crianças e Adolescentes. Testes de comparação (tstudent e Mann-Whitney) indicaram que crianças com problemas externalizantes apresentaram maior média de preocupação com o outro, crianças com comportamentos de quebrar as regras e sintomas internalizantes exibiram índices mais altos de envolvimento emocional com o outro. Os resultados sugerem que altos níveis de empatia afetiva podem aumentar a vulnerabilidade ao desenvolvimento de problemas emocionais e de comportamento neste período de desenvolvimento da criança (AU).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Comportamento Infantil , Desenvolvimento Infantil , Empatia , Comportamento Problema , Relações Interpessoais
20.
Enferm. foco (Brasília) ; 12(3): 422-428, dez. 2021.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1352535

RESUMO

Objetivo: Investigar a percepção das mães de crianças de zero a dois anos sobre a vigilância do desenvolvimento infantil na Estratégia de Saúde da Família em município do estado da Paraíba. Método: Pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa, realizada no período de setembro a de outubro de 2019, por meio de entrevista individual com 21 mães de crianças acompanhadas em puericultura. Resultados: Identificaram-se, a partir da análise, três principais categorias: O conhecimentos das mães acerca da puericultura, na qual observou-se que cerca de 57,14% das mães desconheciam o termo; Baixa adesão das mães as consultas de puericultura, decorrente da dificuldade do cumprimento frente ao estabelecido pelo Ministério da Saúde; e a Dificuldade em identificar o profissional responsável por realizar as consultas de puericultura na estratégia da saúde da família, com 57,14% da amostra apresentando problemas no reconhecimento deste profissional. Conclusões: Evidencia um número preocupante de mães que desconhecem os aspectos da vigilância do desenvolvimento infantil, não realizam o acompanhamento de seus filhos ou mesmo desconhecem o profissional. (AU)


Objective: To investigate the perception of mothers of children aged zero to two about child development surveillance in the Family Health Strategy in a municipality in the state of Paraíba. Methods: Exploratory research, with a qualitative approach, carried out from September to October 2019, through an individual interview with 21 mothers of children monitored in childcare. Results: From the analysis, three main categories were identified: The mothers' knowledge about childcare, in which it was observed that about 57.14% of the mothers did not know the term; Low adherence of mothers to childcare consultations, due to the difficulty of complying with the established by the Ministry of Health; and Difficulty in identifying the professional responsible for carrying out childcare consultations in the family health strategy, with 57.14% of the sample showing problems in recognizing this professional. Conclusion: It shows a worrying number of mothers who are unaware of aspects of child development surveillance, do not monitor their children or even ignore the professional. (AU)


Objetivo: Investigar la percepción de las madres de niños de cero a dos años sobre la vigilancia del desarrollo infantil en la Estrategia de Salud Familiar en un municipio del estado de Paraíba. Métodos: Investigación exploratoria, con un enfoque cualitativo, realizada de septiembre a octubre de 2019, a través de una entrevista individual con 21 madres de niños monitoreadas en guarderías. Resultados: A partir del análisis, se identificaron tres categorías principales: el conocimiento de las madres sobre el cuidado de los niños, en el que se observó que aproximadamente el 57.14% de las madres no conocía el término; Baja adherencia de las madres a las consultas de cuidado de niños, debido a la dificultad de cumplir con lo establecido por el Ministerio de Salud; y Dificultad para identificar al profesional responsable de llevar a cabo consultas de cuidado infantil en la estrategia de salud familiar, con 57.14% de la muestra mostrando problemas para reconocer a este profesional. Conclusion: Muestra un número preocupante de madres que desconocen aspectos de la vigilancia del desarrollo infantil, no vigilan a sus hijos ni ignoran al profesional. (AU)


Assuntos
Enfermagem , Enfermagem Pediátrica , Atenção Primária à Saúde , Desenvolvimento Infantil , Saúde da Criança
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...