Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 115
Filtrar
1.
BrJP ; 5(2): 178-182, Apr.-June 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1383942

RESUMO

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: The design of research with monozygotic twins discordant for the disease has emerged as a powerful tool for the detection of phenotypic risk factors. The aim of this study is to report a clinical case of monozygotic twins discordant for pain-related temporomandibular joint disorder (TMD) from a cognitive-behavioral-emotional phenotypic analysis, from the comparison of clinical variables of pain, history of exposure to painful procedures in early childhood, and coping with pain. CASE REPORT: TMD-Twin presented a diagnosis of painful (myofascial pain with referral) and joint (disk displacement with reduction) TMD according to the criteria of the DC/TMD. Control-Twin did not show TMD, however she presented other chronic pains. TMD-Twin showed reduced pressure pain threshold, hyperalgesia in trigeminal and extra-trigeminal regions compared to the Control-Twin. TMD-Twin was more exposed to painful procedures and emotional events due to congenital heart problems. Both had central sensitization based on the Central Sensitization Inventory, although TMD-Twin had more catastrophic thoughts about pain. TMD-Twin presented an internal locus of control. CONCLUSION: Both monozygotic twins presented a chronic pain phenotype, although they were discordant with the TMD-related pain. The main differences were the lower pressure pain threshold and higher hyperalgesia locally presented by TMD-Twin. The internal locus of control indicates greater pain sensitivity, with better coping of the painful experience for the TMD-Twin. One possible explanation for this clinical condition can be that painful experiences in early childhood have shaped a phenotype of greater sensitivity with better coping and resilience to the painful condition.


RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O desenho da pesquisa com gêmeos monozigóticos discordantes para a doença surgiu como uma ferramenta poderosa para a detecção de fatores de risco fenotípicos. O objetivo deste estudo foi relatar um caso clínico de gêmeas monozigóticas discordantes para disfunção temporomandibular (DTM) dolorosa a partir de análise fenotípica cognitivo-comportamental-emocional entre elas, por meio de comparação de variáveis clínicas de dor, histórico de exposição a procedimentos dolorosos na primeira infância e enfrentamento de dor (autoeficácia e lócus de controle). RELATO DO CASO: A gêmea-DTM apresentou diagnóstico de DTM dolorosa (dor miofascial com referência) e articular (deslocamento do disco com redução) segundo os critérios do Critérios de Diagnóstico para Distúrbios Temporomandibulares. A gêmea--controle não apresentou DTM, contudo apresentou manifestação clínica de outras dores crônicas. A gêmea-DTM apresentou limiar de dor à pressão reduzido, hiperalgesia em regiões trigeminais/extra-trigeminais quando comparados à gêmea-controle, que na primeira infância foi mais exposta a procedimentos dolorosos devido a problemas cardíacos congênitos. Ambas apresentaram sensibilização central de acordo com o Inventário de Sensibilização Central, embora a gêmea-DTM apresentou mais pensamentos catastróficos sobre a dor. A gêmea-DTM apresentou lócus de controle interno. CONCLUSÃO: Ambas as gêmeas apresentaram fenótipo de dor crônica, apesar do fato de serem discordantes para a DTM. Dentre as avaliações, as que mais diferiram entre o par foram o baixo limiar de dor à pressão e hiperalgesia local presentes na gêmea com DTM. O lócus de controle interno associado à maior sensibilidade indicou melhor enfrentamento da experiência dolorosa para a gêmea-DTM. Uma possível explicação para esta manifestação clínica está pautada na hipótese de que experiências dolorosas na primeira infância vivenciadas por ela tenham moldado um fenótipo de maior sensibilidade com melhor enfrentamento e resiliência frente à condição dolorosa.

2.
Dental press j. orthod. (Impr.) ; 27(3): e2220422, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1384696

RESUMO

ABSTRACT Objective: This study aimed to evaluate and compare pain intensity and Oral Health-related Quality of Life (OHRQoL) in women with temporomandibular disorder (TMD) before (T1) and during (T2) COVID-19 pandemic. Materials and Methods: Sample was composed of forty-one female participants with painful TMD, who presented for TMD treatment. Subjects were asked to indicate their pain intensity and to answer the Oral Health Impact Profile-14 (OHIP-14). Participants data were collected twice: T1 (evaluation of medical records fulfilled before COVID-19 pandemic) and T2 (by means of an online form). Socio-demographic data were assessed in T1. Statistical analysis was performed with a significance level of 5% (Wilcoxon, chi-square or Fisher's exact tests, multiple linear regressions). Results: No difference was found in pain intensity (p=0.26) and OHIP-14 global scores (p=0.53). Physical pain (p=0.03) and social disability (p=0.05) domains improved. In T1, subject's occupation was associated with OHIP-14 global score, physical pain, and physical disability domains. In T2, age was associated with OHIP-14 global scores as well as physical pain, psychological discomfort, and psychological disability domains. Conclusion: COVID-19 pandemic did not worsen pain intensity and OHRQoL in women with painful TMD, and it is suggested that socio-demographic characteristics influenced TMD patients coping skills during pandemic.


RESUMO Objetivo: O presente estudo objetivou avaliar e comparar a intensidade da dor e a Qualidade de Vida Relacionada à Saúde Bucal (QVRSB) de mulheres com disfunção temporomandibular (DTM), antes (T1) e durante (T2) a pandemia de COVID-19. Métodos: A amostra foi composta por quarenta e uma mulheres com DTM dolorosa, que se apresentaram para manejo da DTM. As participantes informaram a intensidade da dor por meio de escala numérica, e responderam ao questionário Perfil de Impacto na Saúde Oral - 14 (Oral Health Impact Profile, OHIP-14). Os dados das participantes foram coletados duas vezes: T1 (avaliação de prontuários odontológicos preenchidos previamente à pandemia de COVID-19) e T2 (por meio de formulário on-line). Dados sociodemográficos foram coletados em T1. A análise estatística foi realizada com nível de significância de 5% (testes de Wilcoxon, qui-quadrado ou exato de Fisher, e regressões lineares múltiplas). Resultados: Nenhuma diferença foi encontrada para a intensidade da dor (p = 0,26) e o escore global do OHIP-14 (p = 0,53). Os domínios relativos à dor física (p = 0,03) e incapacidade social (p = 0,05) melhoraram. Em T1, a ocupação das participantes foi associada ao escore global do OHIP-14 e aos domínios de dor e incapacidade física. Em T2, a idade foi associada aos escores globais do OHIP-14, bem como aos domínios dor física, desconforto psicológico e incapacidade psicológica. Conclusão: A pandemia de COVID-19 não piorou a sensibilidade à dor e a QVRSB das mulheres com DTM dolorosa, e as características sociodemográficas influenciaram suas habilidades de enfrentamento.

3.
Audiol., Commun. res ; 27: e2583, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1374476

RESUMO

RESUMO Objetivo investigar o impacto da dor orofacial na qualidade de vida de portadores de câncer de boca e orofaringe. Métodos trata-se de um estudo de corte transversal, observacional, descritivo, com amostra de conveniência. Participaram da pesquisa 30 pacientes de ambos os sexos, na faixa etária de 35 a 75 anos. Para a coleta de dados, foi utilizado questionário sociodemográfico elaborado pelos pesquisadores e o Questionário de Dor McGill. Resultados Os achados experimentais apresentaram resultados relevantes em diversos níveis classificatórios para dor orofacial. As maiores repercussões foram encontradas nos aspectos sociais, como em relação ao sono (40%), apetite/alimentação (78%), higiene pessoal (55%) e lazer (40%), que foram os subitens que tiveram maior impacto da dor na qualidade de vida dos portadores de câncer de boca e orofaringe. Conclusão Portadores de câncer de boca e orofaringe apresentam variados níveis de dor orofacial e sofrem impactos em suas vidas, principalmente nos quesitos relacionados a atividades simples do cotidiano.


ABSTRACT Purpose To investigate the impact of orofacial pain on the quality of life of patients with oral and oropharyngeal cancer. Methods This is a cross-sectional, observational, descriptive study with a convenience sample. Thirty patients of both sexes participated in the research, aged between 35 and 75 years. For data collection, a sociodemographic questionnaire prepared by the researchers, the McGuill pain protocol, was used. Results The experimental findings show us relevant results at different classification levels for orofacial pain. The greatest repercussions were found in social aspects, such as sleep (40%), appetite/food (78%), personal hygiene (55%) and leisure (40%), which were the sub-items that had the greatest impact on pain (or which were the sub-items mostly affected by pain), affecting the the quality of life of patients with oral and oropharyngeal cancer. Conclusion Under these experimental conditions, it is concluded that patients with oral and oropharyngeal cancer present different levels of orofacial pain, and suffer impacts on their lives, especially in matters related to simple daily activities.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Medição da Dor/métodos , Dor Facial/etiologia , Neoplasias Bucais , Neoplasias Orofaríngeas , Perfil de Impacto da Doença , Estudos Transversais
4.
Audiol., Commun. res ; 27: e2631, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1374480

RESUMO

RESUMO Objetivos Verificar o efeito da aplicação da bandagem elástica sobre músculos mastigatórios no alívio da dor, em comparação com outras intervenções, em indivíduos com disfunções temporomandibulares. Estratégia de pesquisa Busca nas bases de dados LILACS, IBECS, CINAHL, Scopus, Web of Science, Cochrane, Embase e MEDLINE. A pergunta norteadora, utilizando-se os elementos da estratégia PICOT (população, intervenção, comparador, outcome/desfecho, tipo de estudo) foi: "A bandagem elástica promove alívio da dor em indivíduos com disfunção temporomandibular?". Critérios de seleção Foram incluídos ensaios clínicos que fizeram uso da bandagem elástica em músculos mastigatórios de indivíduos com disfunção temporomandibular, publicados em português, inglês ou espanhol. Foram excluídos os artigos que não abordavam o método de aplicação e o desfecho "intensidade da dor". A avaliação da elegibilidade foi realizada pela leitura dos títulos e resumos, bem como pela leitura dos estudos na íntegra. Foram extraídas informações sobre ano de publicação, país de condução do estudo, idade e condição clínica da amostra, tratamento e resultados da avaliação da dor. Na metanálise, realizada por meio do método do inverso da variância, a média do valor indicado na escala visual analógica foi considerada como medida de efeito da intervenção. Resultados Foram localizadas, inicialmente, 344 referências, das quais, 3 foram selecionadas. Foram identificados resultados significativamente superiores na redução da dor, em uma semana de uso da bandagem, na comparação com outras abordagens conservadoras analisadas. Conclusão Considerando os artigos incluídos, a bandagem elástica apresentou resultados significativos para maior redução da dor na primeira semana. Porém, o número reduzido de estudos e a presença de vieses limitam os achados.


ABSTRACT Purpose To verify the effects on pain relief by applying kinesiology tape on the masticatory muscles, in comparison with other interventions, in people with temporomandibular disorders. Research strategy Search in LILACS, IBECS, CINAHL, Scopus, Web of Science, Cochrane, EMBASE, and MEDLINE. The research question, based on the PICOT components, was: "Does kinesiology tape applied on to masticatory muscles relieve the pain in people with temporomandibular disorders?". Selection criteria The included articles were clinical trials using kinesiology tape on masticatory muscles in people with temporomandibular disorders, published in Portuguese, English, or Spanish. Articles whose authors had not adopted this application method and pain intensity as an outcome were excluded. Eligibility was assessed by reading their titles, abstracts, and full texts. The following information was extracted: year of publication, the country where the study was conducted, age and clinical condition of the sample, treatment, and pain assessment results. The meta-analysis, using the inverse variance method, considered the mean value indicated in the visual analog scale as the intervention effect measure. Results Initially, 344 references were retrieved, of which three were selected. Significantly better pain relief results were identified after 1 week of using the tape, in comparison with the other conservative approaches analyzed. Conclusion Considering the included articles, the kinesiology tape had significant results with greater pain relief in the first week. However, small number of studies and their biases limit the findings.


Assuntos
Humanos , Dor Facial , Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular/terapia , Fita Atlética , Músculos da Mastigação
5.
BrJP ; 4(2): 184-187, June 2021.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1285502

RESUMO

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: The presence of neoplasms, chronic and oral diseases may require surgical treatment for its resolution, although it may consequently cause chronic pain. Chronic postoperative orofacial pain remains even after tissue healing and its causes are not defined. Although neuropathic etiology is the most reported, it represents 30% of cases; the other 70% are still unclear and the main risk factors involved in the development of this chronic pain condition remains on discussion. The aim of the study was to report three clinical cases of different postoperative orofacial pain etiologies. CASE REPORTS: Case 1: Female patient, 39-year-old, history of osteoblastoma exeresis in the mandibular body, presenting continuous postoperative shock pain, with intra and extraoral allodynia in the area. Diagnosis: post-traumatic trigeminal neuropathic pain. Case 2: Female patient, 30-year-old, diagnosed with refractory epilepsy and neurocysticercosis, complained of orofacial pain and bitemporal headache worse after craniotomy that treated the reported diseases. Diagnosis: post-craniotomy headache and orofacial pain. Case 3: Female patient, 49-year-old, with hereditary hemorrhagic telangiectasia, complained of pulsing in the alveolar ridge after extraction of three teeth, performed at different times. Diagnosis: Perception of orofacial pain secondary to systemic vascular disease. CONCLUSION: Different surgical procedures, intra and extraoral, led to the development of orofacial postoperative pain in the reported cases, whose etiology is not only neuropathic. Prospective multidisciplinary studies are necessary in order to clarify the causes of orofacial postoperative pain.


RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A presença de neoplasias, doenças crônicas e doenças bucais pode exigir tratamento cirúrgico para sua resolução, embora possa ocasionar dor crônica. A dor orofacial pós-operatória crônica permanece mesmo após a cicatrização tecidual e suas causas não estão claramente descritas. A etiologia neuropática, embora seja a mais relatada, representa 30% dos casos; os outros 70% não estão elucidados e ainda são discutidos quais os principais fatores de risco envolvidos no desenvolvimento desta condição de dor crônica. O objetivo deste estudo foi relatar três casos clínicos de indivíduos com diferentes etiologias de dor orofacial pós-operatória crônica. RELATO DOS CASOS: Caso 1: Paciente do sexo feminino, 39 anos, com histórico de exérese de osteoblastoma em corpo mandibular, apresentou dor pós-operatória em choque, contínua, com alodínia intra e extraoral na área abordada. Diagnóstico: dor neuropática trigeminal pós-traumática. Caso 2: Paciente do sexo feminino, 30 anos, com diagnóstico de epilepsia refratária e neurocisticercose, queixou-se de dor orofacial e cefaleia bitemporal com piora após craniotomia para tratamento das doenças relatadas. Diagnóstico: cefaleia e dor orofacial pós-craniotomia. Caso 3: Paciente do sexo feminino, 49 anos, com telangiectasia hemorrágica hereditária, queixou-se de pulsar em rebordo alveolar após exodontia de três dentes, realizada em momentos distintos. Diagnóstico: percepção de dor orofacial secundária à doença vascular sistêmica. CONCLUSÃO: Diferentes procedimentos cirúrgicos, intra e extraorais, levaram ao desenvolvimento da dor orofacial pós-operatória crônica nos casos relatados, de etiologia não apenas neuropática. Estudos prospectivos multidisciplinares serão necessários para esclarecer as causas desse quadro doloroso.

6.
Odontol. Clín.-Cient ; 20(3): 36-40, jul.-set. 2021. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1372314

RESUMO

Disfunção Temporomandibular (DTM) apresenta-se como principal causa de dores orofaciais de origem não dentária. A acupuntura é indicada para o alívio de da dor em casos de DTM muscular, baseada em propriedades anti-inflamatórias com efeitos neuro-hormonais. Objetivou-se nesta pesquisa a avaliação da eficácia da acupuntura como um método válido para redução imediata da sintomatologia dolorosa e limitação de abertura bucal nos casos de DTM. Realizou-se terapia acupuntural em 30 pacientes com DTM, avaliando-se a dor, a partir da Escala Verbal (EV) e da Escala Analógica Visual (EAV) e a limitação de abertura bucal com o auxílio de paquímetro digital antes e após a terapia para registro da análise. O aumento da média de abertura bucal foi de 9,2% no total de participantes. Quanto à sintomatologia dolorosa, apresentou redução média em 63%. Na EV, 27 dos pacientes tiveram resposta "moderada" e "intensa" para sensação dolorosa. Contudo, após a terapia, observou-se ausência de sensação dolorosa intensa. Os dados apontaram significância da terapia acupuntural para redução dor e limitação de abertura bucal, de forma imediata, em pacientes com DTM... (AU)


Temporomandibular Disorder (TMD) is the main cause of orofacial pain of non-dental origin. Acupuncture is indicated for pain relief in cases of muscle TMD, based on anti-inflammatory properties with neuro hormonal effects. The aim of this research was to evaluate the effectiveness of the acupuncture as a valid method for immediate reduction of painful symptoms and mouth opening limitation in TMD cases. Acupuncture therapy was performed in 30 patients with TMD, evaluating pain from the Verbal Scale (VE) and Visual Analog Scale (VAS) and mouth opening limitation with the aid of a digital caliper before and after therapy to record the analysis. The increase in the average mouth opening was 9.2% in the total number of participants. As for painful symptoms, an average reduction of 63%. In IV, 27 of the patients had "moderate" and "intense" responses to painful sensation. However, after therapy, the absence of intense painful sensation was observed. The data showed the significance of acupuncture therapy for immediate pain reduction and mouth opening limitation in patients with TMD... (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Dor Facial , Transtornos da Articulação Temporomandibular , Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular , Analgesia por Acupuntura , Terapia por Acupuntura , Acupuntura , Medicina Tradicional Chinesa , Boca , Músculos
7.
BrJP ; 4(1): 15-19, Jan.-Mar. 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1249138

RESUMO

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES Use of Integrative and Complementary Health Practices (ICHP) in pain management has increased, mainly due to the biopsychosocial nature of pain. The objective of this work is to evaluate the knowledge and use of ICHP in patients with orofacial pain and describe the sociodemographic profile of patients that use these therapies. METHODS This is a cross-sectional study and data collection was performed through a questionnaire about knowledge, use and interest in ICHP in a sample of patients with orofacial pain. Adult patients of both sexes under treatment from August 2018 to July 2019 at orofacial pain specialized services were included. RESULTS Fifty-six patients (84.8%) were female and among those 97% had previous knowledge of complementary practices, with acupuncture being the most known (89.6%). In addition, 59% of participants used therapies for orofacial pain, mainly phytotherapy (28.8%). Ninety-seven percent showed interest in knowledge and use of complementary therapies. Among users, the majority was female. CONCLUSION The patients know and use ICHP to relieve orofacial pain and show great interest in the field which justifies inclusion of complementary practices for management of orofacial pain.


RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS A utilização de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) no tratamento da dor tem aumentado, sobretudo em função da natureza biopsicossocial da dor. O objetivo foi avaliar o conhecimento e uso das PICS em pacientes com dor orofacial e conhecer o perfil sociodemográfico dos pacientes que utilizam essas terapias. MÉTODOS Estudo do tipo transversal, com pacientes atendidos de agosto de 2018 a julho de 2019 nas clínicas de dor orofacial. A coleta de dados foi feita por meio de um questionário sobre conhecimento, uso e interesse a respeito das PICS. RESULTADOS Dos 66 pacientes, 56 (84,8%) eram mulheres. Desses, 97% conheciam as práticas integrativas, sendo a acupuntura a mais conhecida (89,6%). Ademais, 59% dos participantes fizeram uso de alguma terapia para dor orofacial, sendo a fitoterapia a mais utilizada (28,8%), e 97% tinham interesse em conhecer e utilizar as práticas. CONCLUSÃO Pacientes com dor orofacial conhecem e utilizam as PICS para alívio da dor e promoção do bem-estar. Há grande interesse pelas práticas, fato que estimula a inclusão no tratamento complementar da dor orofacial.

8.
São José dos Campos; s.n; 2021. 92 p. ilus, tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1362008

RESUMO

Investigar a presença de dor orofacial em pacientes com síndrome de Down (SD) e verificar sua influência na disfunção mastigatória (hipotonia muscular/frouxidão ligamentar) e nos distúrbios do sono nesses indivíduos. Vinte e três voluntários, jovens e adultos, de ambos os sexos, foram submetidos ao eixo I dos Critérios de Diagnóstico para Desordens Temporomandibulares (DC/TMD) para identificar a dor ou ausência de dor orofacial nos músculos masseter e temporal e na ATM (articulação temporomandibular). Na avaliação da função biomecânica, a hipotonia dos músculos mastigatórios (HPm) foi identificada a partir de eletromiografia de superfície (EMGs) dos músculos temporal (porção anterior) e masseter (porção superficial) em situação de contração voluntária máxima (CVM) e de força de mordida máxima (FMM), usando um transdutor de força e a frouxidão ligamentar identificada por meio da máxima abertura bucal (ABM) com auxílio de um paquímetro analógico. Os distúrbios do sono foram avaliados por exame de polissonografia tipo II (PSGII): apneia obstrutiva do sono (AOS), índice de ronco (IR) e índice de bruxismo do sono (IBS). Foram aplicados pré-testes estatísticos de Shapiro-Wilke de Bartlett, e para análise comparativa, os testes de Mann-Whitney e o teste T não-pareado para detectar diferenças entre os grupos comparados. Não houve diferenças significativas entre a dor muscular e na ATM entre os sexos; entretanto, a dor no músculo masseter esquerdo foi mais frequente em homens (69% dos pacientes) do que em mulheres (40% dos pacientes). As atividades elétricas dos músculos temporais direitos (p-valor 0,004) e esquerdos (p-valor 0,002) e no músculo masseter esquerdo (p-valor 0,008) foram estatisticamente menores nos homens que nas mulheres. Mulheres e homens apresentaram respectivamente: AOS grave (20% e 38,5%), IBS grave (40% e 54%), em variação de eventos/h, IBS (0 a 264 e 0 a 155) e o IR (4 a 45 e 6 a 53). A frouxidão ligamentar foi ligeiramente elevada em homens. Concluímos que a dor muscular mastigatória e artralgia foram encontradas. Provavelmente a dor influenciou no aumento da HPm pelo desuso dos músculos com dor, principalmente em ME dos homens. Não houve correlações entre a dor e os distúrbios do sono.


To investigate the presence of orofacial pain in patients with Down syndrome-DS and to verify its influence on the masticatory dysfunction (muscle hypotonia (MMH)/ligament hyperlaxity) and on the sleep disorders in these individuals. Twenty-three patients with DS were underwent a standardized clinical examination using the Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders, axis I, to diagnose pain on masseter and temporal muscles and temporomandibular joint-TMJ. The MMH was proven by electromyographic records of the temporal and masseter muscles and by maximum bite force-MBF intensity using a force transducer, while the ligament hyperlaxity was identified through the maximum mouth opening-MMO, using an analog caliper. Sleep disorder (obstructive sleep apnea- OSA; snoring index-SI; and sleep bruxism index-SBI), were assessed through type II polysomnography home sleep test. Statistical analysis was done using Shapiro-Wilk and Bartlett statistical pre-tests, and for comparative analysis, the Mann-Whitney test and the unpaired t-test. Non-significant differences was verified between muscle and TMJ pains according to the sexes; however, the pain on the left masseter muscle was more frequent in men (69% of patients) than in women (40% of patients). The electrical activities of the temporal (left:p = 0.002; right:p= 0.004) and masseter (left:p= 0.008) muscles were statistically lower in men than in women. The MBF ranges were lower in men than in women. Women and men presented, respectively, severe OSA (20% and 38.5%), severe SBI (40% and 54%), and in events/h, SBI (0 to 264 and 0 to 155) and SI ( 4 to 45 and 6 to 53). Ligament hyperlaxity was slightly greater in men. We concluded that muscle and TMJ pains were found in some patients with DS, mainly in men. The pain on the temporal and masseter muscles may have influenced on the MMH severity in men, particularly in the left side. No correlation was found between the orofacial pain and sleep disorders.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Articulação Temporomandibular , Dor Facial , Síndrome de Down , Transtornos do Sono do Ritmo Circadiano , Músculos da Mastigação
9.
RGO (Porto Alegre) ; 69: e20210024, 2021. graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1287734

RESUMO

ABSTRACT Neuropathic pain occurs when there is damage to nervous system structures, particularly as a result of direct injury or disease. It can occur in the orofacial territory after dental implants placement. Oral rehabilitation is often performed with dental implant placement for older adults. However, the general health status should be considered, requiring a careful assessment of the patient and the identification of geriatric conditions that could lead to predictable failures. The purpose of this case report is to present the diagnosis and treatment of neuropathic pain after dental implant placement in an older adult with dementia due to Alzheimer's disease.


RESUMO A dor neuropática ocorre quando há dano às estruturas do sistema nervoso, particularmente como resultado de injúria direta ou doença. Pode ocorrer no território orofacial após colocação de implantes dentários. A reabilitação oral é frequentemente realizada por meio da colocação de implantes dentários em pessoas idosas. Entretanto, o estado de saúde geral deve ser considerado, o que requer avaliação cuidadosa do paciente e identificação de condições geriátricas que podem levar a falhas previstas. O objetivo do relato desse caso clínico é apresentar o diagnóstico e o tratamento da dor neuropática após colocação de implante dentário em um idoso com demência em função de doença de Alzheimer.

10.
CoDAS ; 33(3): e20190218, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1249620

RESUMO

ABSTRACT Purpose The aim of the study was to investigate the electroneurophysiological aspects of volunteers with temporomandibular disorders before and after performing isotonic exercises for pain relief and self-care guidelines. Methods The study was a parallel controlled randomized controlled trial under protocol 1,680,920. The inclusion criteria were age between 18 and 60 years, muscle temporomandibular dysfunction with or without limitation of mouth opening and self-reported pain with scores between 4 and 10. The individuals were randomized into experimental group and control. Twenty-three volunteers participated in the study, most of then were female. Control group had 11 and experimental group 12 individuals. Dropouts occurred in both groups, two in the experimental group and three in the control group. Since there were an intergroup imbalance the power density was analysed just in experimental group. Electroencephalographic recording was performed before and after the interventions, using the 32-channel apparatus, with sample frequency of 600 Hz and impedance of 5 kΩ. The data were processed through the MATLAB computer program. The individual records filtered off-line, using bandpass between 0.5 and 50 Hz. Epochs of 1,710 ms were created and the calculation of the absolute power density calculated by means of the fast Fourier transform. The statistical approach was inferential and quantitative. Results The alpha power density analyzed presented a difference, but not significant, when compared in the two moments. Conclusion According to this study, isotonic exercises performed to reduce pain provided a small increase in alpha power density in the left temporal, parietal and occipital regions.


RESUMO Objetivo O objetivo do estudo foi investigar os aspectos eletroneurofisiológicos de voluntários com disfunção temporomandibular antes e após realização de exercícios para redução de dor e orientações de autocuidado. Método Foi realizado ensaio clínico randomizado controlado paralelo, aprovado por um Comitê de Ética. Os critérios de inclusão foram idade de 18 a 60 anos, disfunção temporomandibular muscular, com ou sem limitação de abertura de boca, e dor autorreferida com escores entre 4 e 10. Os indivíduos foram distribuídos, por sorteio, em grupo experimental ou controle. Participaram do estudo 23 voluntários,11 controles e 12 do grupo experimental sendo a maioria do sexo feminino. Desistências ocorreram, sendo duas no grupo experimental e três no controle. Houve desbalanceamento entre grupos e apenas o experimental foi analisado. Foi realizado registro eletroencefalográfico antes e depois das intervenções, por meio de aparelho com 32 canais, frequência amostral de 600 Hz e impedância de 5 kΩ. Os dados foram processados por meio do programa computacional MATLAB. Os registros individuais filtrados off-line, utilizando passa banda entre 0,5 e 50 Hz. Épocas de 1,710 ms foram criadas e o cálculo da densidade de potência absoluta calculada por meio da transformada rápida de Fourier. A abordagem estatística foi inferencial e quantitativa. Resultados A densidade de potência alfa analisada apresentou diferença, porém não significativa, quando comparada nos dois momentos. Conclusão Pode-se concluir que, com base nesse estudo, os exercícios isotônicos realizados para redução de dor proporcionaram pequeno aumento na densidade de potência alfa nas regiões temporal, parietal e occipital esquerdas.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Adulto Jovem , Transtornos da Articulação Temporomandibular/terapia , Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular , Dor , Articulação Temporomandibular , Resultado do Tratamento , Terapia por Exercício , Pessoa de Meia-Idade
11.
Rev. CEFAC ; 23(2): e11220, 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1155332

RESUMO

ABSTRACT Purpose: to analyze the predictors of temporomandibular disorder in people with Parkinson's disease, verifying their associations with sociodemographic aspects and stages of the disease. Methods: a study based on secondary data from research conducted in 2017 with 110 people with Parkinson's disease. They were assessed with the Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders and the Parkinson's disease staging scale. The studied predictive variables for temporomandibular disorder were pain, crepitation, clicking, nighttime and daytime clenching/gnashing, uncomfortable/non-habitual bite, morning rigidity, and tinnitus. The sociodemographic aspects assessed were age, sex, schooling level, marital status, income, and stages 1 to 3 of the disease. The chi-squared odds ratio was used with a 95% confidence interval and significance level at p < 0.05. Results: an association was verified between nighttime clenching/gnashing and income (p = 0.006); tinnitus and income range from ½ to 3 (p = 0.003) and from 4 to 10 minimum wages (p = 0.004); and between tinnitus and stage 1 (p = 0.02). Conclusion: this study verified that the predictors associated with temporomandibular disorder in people with Parkinson's disease were pain, clicking, crepitation, uncomfortable/non-habitual bite, and morning rigidity. It was verified that income and stage 1 of the disease had an association with nighttime clenching/gnashing and tinnitus.


RESUMO Objetivo: analisar os preditores de disfunção temporomandibular em pessoas com doença de Parkinson (DP) verificando suas associações com aspectos sociodemográficos e estágios da doença. Métodos: estudo que utilizou fonte de dados secundários de uma pesquisa realizada em 2017, com 110 pessoas com DP que foram avaliadas pelo questionário para Pesquisa em Disfunção Temporomandibular (RDC/TMD) e pela escala de estadiamento da DP. As variáveis preditoras de DTM estudadas foram: dor, crepitação, estalido, apertamento/rangido noturno e diurno, mordida desconfortável/não habitual, rigidez matinal e zumbido. Os aspectos sociodemográficos avaliados foram: idade, sexo, escolaridade, estado civil, renda e estágios da doença de 1 a 3. Utilizou-se o Odds ratio do Qui-quadrado com intervalo de confiança de 95% e nível de significância de p<0,05. Resultados: verificou-se associação entre os preditores: apertamento/rangido noturno e renda (p=0,006); zumbido e grupos de renda ½ a 3 (p=0,003) e de 4 a 10 salários mínimos (p=0,004). Além da associação do zumbido e estágio 1 (p=0,02). Conclusão: nesse estudo verificou-se que os preditores associados com a DTM em pessoas com DP foram: dor, estalido, crepitação, mordida desconfortável/não habitual e rigidez matinal. E destes verificou-se associação entre renda e estágio 1 da doença com apertamento/rangido noturno e zumbido.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Doença de Parkinson/fisiopatologia , Transtornos da Articulação Temporomandibular/fisiopatologia , Fatores Socioeconômicos , Estudos Transversais
12.
Dent. press endod ; 10(3): 56-62, Sept-Dec.2020. Tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1347968

RESUMO

Objetivo: Identificar as principais causas de dor odontogênica que levam à busca pelo atendimento no Serviço de Pronto Atendimento Odontológico (SPAO) da Faculdade de Odontologia da Universidade de Passo Fundo (UPF), que funciona junto ao Hospital São Vicente de Paulo e está ligado ao Sistema Único de Saúde (SUS). Métodos: Realizou-se um estudo epidemiológico transversal e retrospectivo, baseado em dados de prontuários odontológicos de pacientes atendidos entre novembro de 2016 e outubro de 2017. Os dados foram analisados buscando-se a prevalência das diversas origens de dor odontogênica dos pacientes atendidos no período: pulpar (pulpite reversível, pulpite irreversível, necrose); periapical (pericementite, abscesso periapical); ou periodontal (periodontite, abscesso periodontal). Além disso, foi catalogada a conduta realizada durante os atendimentos de urgência. Resultados: Ao todo, foram analisados 1.275 prontuários. Desses, 868 pacientes (68,1%) apresentavam dor ao atendimento. Dos pacientes que relataram dor, 62,3% apresentavam dor odontogênica pulpar; 11,1%, dor periapical; e 12,2%, dor periodontal. A conduta mais adotada para tratamento da dor foi a terapia com analgésicos e/ou antibióticos (21,0% dos casos), seguida por acessos endodônticos (18,7%) e exodontias (17,9%). Conclusão: No serviço de pronto atendimento analisado, prevaleceram os casos de dor de origem pulpar. Os resultados obtidos contribuem para o desenvolvimento de estratégias de controle da dor odontogênica, bem como para a melhoria dos protocolos clínicos adotados na faculdade em questão (AU).


Objective: To identify the main causes of odontogenic pain that lead to people search for care in the Urgency Service of the School of Dentistry of University, Passo Fundo/RS/Brazil (SPAOH), localized in the Hospital São Vicente de Paulo. Methodology: A cross-sectional and retrospective study, carried out between the period from November 1, 2016 to October 31, 2017, when data from dental care records were collected and tabulated. The data were analyzed looking for the prevalence of several causes of odontogenic pain, with pulp origin (reversible, irreversible pulpitis, necrosis); periapical (pericementitis, abscess); periodontal (periodontitis); and others, in addition to the conduct performed in attendance. Results: A total of 1,275 dental records were analyzed, involving 868 patients, of which 68.1% reported the presence of pulp (62.3%), periapical (11.1%) and periodontal (12.2%) odontogenic pains. Analgesic or antibiotic therapies were the most common approaches, totaling 21.0% of cases, followed by endodontic accesses (18.7%) and extractions (17.9%). Conclusion: In the studied dental urgency service, cases of pulp pain prevail. The results obtained contribute to the development of strategies to control odontogenic pain, as well as to the improvement of clinical protocols (AU).


Assuntos
Humanos , Dor , Abscesso Periapical , Pulpite , Prevalência , Emergências
13.
BrJP ; 3(4): 366-373, Oct.-Dec. 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1153249

RESUMO

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Botulinum neurotoxin type A has been an interesting therapeutic complement to the conventional treatment of trigeminal neuralgia, especially in patients without satisfactory response to pharmacotherapy and/or surgical procedures. A detailed and comprehensive literature review its important for the description of the available evidence, allowing for a critical view on the topic. Therefore, this study's objective was to describe the scientific evidence on the use of botulinum toxin type A in the trigeminal neuralgia treatment. CONTENTS: Pubmed and Scielo databases were searched using the descriptors: "trigeminal neuralgia and botulinum toxin". Inclusion criteria were human studies (open-label, double-blind, randomized, and placebo-controlled trials) and reviews of the use of botulinum toxin type A in trigeminal neuralgia treatment, published in English, Spanish or Portuguese from January 2008 to March 2020. Twenty-one articles met the inclusion criteria. Overall, studies demonstrated that botulinum toxin type A significantly reduced pain intensity and paroxysmal episodes, as well as improved quality of life. CONCLUSION: Use of botulinum toxin type A in treatment of refractory trigeminal neuralgia shows promising results, but further studies are needed to increase the knowledge and consolidation of this therapeutic alternative.


RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A neurotoxina botulínica do tipo A tem se mostrado interessante como opção terapêutica complementar ao tratamento convencional da neuralgia trigeminal, sobretudo em pacientes sem resposta satisfatória à farmacoterapia e/ou procedimentos cirúrgicos. Uma revisão da literatura detalhada e abrangente se faz importante para descrever as evidências disponíveis e permitir uma visão crítica sobre o tema. Sendo assim, este estudo teve como objetivo apresentar as evidências científicas disponíveis na literatura sobre o uso da neurotoxina botulínica do tipo A no tratamento da neuralgia trigeminal. CONTEÚDO: Foi realizada uma busca nas bases de dados Pubmed e Scielo utilizando-se os seguintes descritores "trigeminal neuralgia and botulinum toxin". Os critérios de inclusão foram estudos em humanos (estudos abertos e ensaios clínicos duplamente encobertos, randomizados e controlados por placebo) e revisões sobre o uso da neurotoxina botulínica do tipo A no tratamento da neuralgia trigeminal nos idiomas inglês, espanhol ou português durante o período de janeiro de 2008 a março de 2020. Apenas 21 artigos preencheram os critérios de inclusão. De um modo geral, os trabalhos demonstraram efeitos significativos da neurotoxina botulínica do tipo A na diminuição da intensidade da dor e no número de episódios paroxísticos, assim como na melhoria da qualidade de vida. CONCLUSÃO: O uso da neurotoxina botulínica do tipo A no tratamento da neuralgia trigeminal refratária apresenta resultados promissores, mas são necessários novos estudos para ampliação do conhecimento e consolidação dessa alternativa terapêutica.

14.
Arq. neuropsiquiatr ; 78(7): 397-402, July 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1131726

RESUMO

ABSTRACT Background: The relationship of bidirectional comorbidity between chronic migraine and pain in the cephalic segment led us to evaluate the improvement in reducing the pain in patients diagnosed with chronic migraine headache and awake bruxism, when undergoing treatment with a partial posterior interocclusal device designed for the management and control of awake bruxism through biofeedback. Methods: Seventy-four patients were evaluated during the following periods: pretreatment, seven, thirty, ninety, one hundred and eighty days, and one year. The evaluation was carried out by measuring the pain in the pretreatment period and pain reduction after awake bruxism treatment, using clinical evaluation and numerical scales for pain. Results: Most of the patients who complained of headache migraine pain, masticatory myofascial pain, temporomandibular joint and neck pain experienced a significant reduction in overall pain, including headaches, between t0 and t30 (p<0.0001). After 30 days of using the device, it was observed that the improvement remained at the same level without any recurrence of pain up to t90. At t180 and t360, it was observed that even with the device withdrawal (at t90) the improvement remained at the same level. Conclusion: The utilization of a posterior interocclusal device designed for the management and control of awake bruxism through biofeedback seems to contribute to the reduction of pain (including migraine headache) in the majority of patients, and, even with the device withdrawal (at t90), the improvement remained at the same level, suggesting the patients succeeded in controlling their awake bruxism and consequently the pains.


RESUMO Introdução: A relação de comorbidade bidirecional entre enxaqueca crônica e dor no segmento cefálico nos levou a avaliar a melhora na redução da dor em pacientes diagnosticados com cefaleia crônica de enxaqueca e bruxismo de vigília, quando submetidos a tratamento com dispositivo interoclusal posterior parcial projetado para o manejo e o controle do bruxismo acordado através de biorretroalimentação (biofeedback). Métodos: Setenta e quatro pacientes foram avaliados durante os seguintes períodos: pré-tratamento, sete, trinta, noventa e cento e oitenta dias, e um ano. A avaliação foi realizada por meio da avaliação da dor no período pré-tratamento e redução da dor após o tratamento do bruxismo de vigília, através de avaliação clínica e escalas numéricas de dor. Resultados: A maioria dos pacientes que se queixou de dor de cabeça com enxaqueca, dor miofascial mastigatória, articulação temporomandibular e dor no pescoço sofreu uma redução significativa na dor geral, incluindo dores de cabeça, entre t0 e t30 (p<0,0001). Após 30 dias de uso do dispositivo, observou-se que a melhora permaneceu no mesmo nível, sem recorrência da dor até t90. Em t180 e t360, observou-se que, mesmo com a retirada do dispositivo (em t90), a melhoria permaneceu no mesmo nível. Conclusão: A utilização de um dispositivo interoclusal posterior projetado para o controle do bruxismo de vigília através de biofeedback parece contribuir para a redução da dor (incluindo enxaqueca) na maioria dos pacientes, e, mesmo com a retirada do dispositivo (t90), a melhora manteve-se no mesmo nível, sugerindo que os pacientes conseguiram controlar o seu bruxismo de vigília e a dor associada a esse hábito.


Assuntos
Humanos , Vigília/fisiologia , Dor Facial/complicações , Bruxismo/complicações , Transtornos da Articulação Temporomandibular/complicações , Transtornos de Enxaqueca/complicações , Biorretroalimentação Psicológica , Bruxismo/diagnóstico , Transtornos da Articulação Temporomandibular/diagnóstico
15.
Arq. neuropsiquiatr ; 78(6): 321-330, June 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1131719

RESUMO

ABSTRACT Background: Diagnostic tools are necessary for the anamnesis and examination of orofacial pain, in order to fulfill diagnostic criteria and to screen potential causes of pain. Objective: To evaluate the Orofacial Pain Clinic Questionnaire (EDOF-HC) in the assessment and diagnosis of orofacial pain. Methods: Overall, 142 patients were evaluated and classified according to the criteria of the International Headache Society and International Association for the Study of Pain. All of them were evaluated with the EDOF-HC questionnaire, which consists of the orofacial and medical history, as well as the orofacial examination. Data were statistically analyzed with chi-square test and Bonferroni correction, one-way ANOVA with Tukey post hoc test, the two-step cluster and decision tree methods. Results: There were diferences in pain descriptors, pain in maximum mouth opening, number of trigger points, and history of previous surgery between the groups, which were classified into trigeminal neuralgia, burning mouth syndrome, temporomandibular disorders and trigeminal posttraumatic neuropathic pain with classification analysis. Conclusions: The EDOF-HC is a clinical supportive tool for the assessment of orofacial pain. The instrument may be used to support data collection from anamnesis and examination of patients according to the diagnostic criteria of most common orofacial conditions. It is also useful in the investigation of local and systemic abnormalities and contributes for the diagnosis of conditions that depend on exclusion criteria.


RESUMO Introdução: Instrumentos diagnósticos são necessários para a anamnese e exame da dor orofacial, auxiliando na identificação das causas potenciais de dor. Objetivo: Avaliar o Questionário da Equipe de Dor Orofacial (EDOF-HC) na abordagem e diagnóstico da dor orofacial. Métodos: Ao todo, 142 pacientes foram avaliados e classificados de acordo com os critérios da Sociedade Internacional de Cefaleias e da Associação Internacional para o Estudo da Dor. Todos foram avaliados com o questionário EDOF-HC, que consiste na anamnese orofacial e médica, além do exame físico orofacial. Os dados foram analisados estatisticamente com os testes qui-quadrado com correção de Bonferroni, ANOVA de um fator e post hoc de Tukey, além dos métodos de classificação em cluster e árvore decisória. Resultados: Houve diferenças entre os diagnósticos quanto aos descritores da dor, dor na abertura bucal máxima, número de pontos-gatilho mastigatórios e história prévia de cirurgia, o que esteve de acordo com a classificação nos diagnósticos de neuralgia do trigêmeo, síndrome da ardência bucal, disfunção temporomandibular e dor neuropática pós-traumática trigeminal. Conclusões: O Questionário da Equipe de Dor Orofacial (EDOF-HC) mostrou ser um instrumento de apoio para a avaliação da dor orofacial, útil na coleta de dados de anamnese e exame clínico dos pacientes, observando os principais sinais e sintomas relacionados aos critérios diagnósticos das condições orofaciais dolorosas mais comuns. Também é útil na avaliação de comorbidades locais e sistêmicas e contribui para o diagnóstico de condições que dependem em critérios de exclusão.


Assuntos
Humanos , Neuralgia do Trigêmeo/diagnóstico , Transtornos da Articulação Temporomandibular/diagnóstico , Dor Facial/diagnóstico , Dor Facial/etiologia , Dor Facial/fisiopatologia , Inquéritos e Questionários , Cefaleia
16.
BrJP ; 3(2): 189-193, Jan.-Mar. 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1131991

RESUMO

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Orofacial pain is a major diagnostic challenge for the most experienced clinicians. Due to the complexity regarding the trigeminal-cervical joint, orofacial pain with the same etiology may present different symptoms, and pain with similar symptomatology may have different causes. The objective of this study was to alert health professionals about the importance of differential diagnosis in the hypothesis of trigeminal neuralgia, where the inclusion of the dentist in the medical-hospital team is of paramount importance in establishing the correct diagnosis. CASE REPORT: Twenty-nine-year-old female patient complained of electric shock and pulsatile orofacial pain that covered the third division of the fifth cranial nerve on the right side. Magnetic resonance imaging revealed the presence of trigeminal Schwannoma, causing neuralgia due to its neural compressive nature. Two different neurosurgery departments suggested tumor resection. However, after the evaluation by a third neurosurgery department, in which a dentist, specialized in orofacial pain was part of the team, the complete evaluation established the final diagnosis of right lower first molar odontalgia, with irreversible acute pulpitis as the cause of the symptoms and the expansive lesion was only a radiological finding. CONCLUSION: Interdisciplinary evaluation among physicians and dental surgeons is necessary to obtain the correct diagnosis when considering the hypothesis of trigeminal neuralgia.


RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As dores orofaciais representam grande desafio diagnóstico ao mais experiente clínico. Devido à complexidade do conjunto trigeminocervical, as dores orofaciais com a mesma etiologia podem apresentar sintomas diferentes, e dores com o mesmo sintoma podem ter etiologias diferentes. O objetivo foi alertar o profissional da saúde sobre a importância do diagnóstico diferencial quando aventada a hipótese diagnóstica de neuralgia trigeminal, e a presença do cirurgião-dentista na equipe médico-hospitalar é de suma importância para o estabelecimento do diagnóstico. RELATO DO CASO: Paciente do sexo feminino, 29 anos, apresentou dor orofacial em choque elétrico e pulsátil que percorria o trajeto da terceira divisão do V par craniano, do lado direito. A ressonância nuclear magnética evidenciou Schwannoma trigeminal, sendo diagnosticada neuralgia trigeminal secundária à essa lesão expansiva. Foi sugerida ressecção tumoral em dois serviços de neurocirurgia. Contudo, após a avaliação de um terceiro serviço de neurocirurgia, com a participação de cirurgião-dentista especialista em dor orofacial, foi estabelecido o diagnóstico de odontalgia do primeiro molar inferior direito, com pulpite aguda irreversível, sendo essa a causa do quadro sintomático, e a lesão expansiva, apenas um achado radiológico. CONCLUSÃO: A avaliação interdisciplinar entre médicos e cirurgiões-dentistas é necessária para o diagnóstico correto quando a hipótese diagnóstica for neuralgia trigeminal.

17.
BrJP ; 3(1): 48-52, Jan.-Mar. 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1089151

RESUMO

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: This cross-sectional observational study was conducted due to the uncertainties that still exist about the role of playing wind instruments in musculoskeletal complaints. Therefore, the objective was to assess the prevalence of temporomandibular dysfunction and associated factors in wind instrument players. METHODS: Wind instrument players from the School of Music of Fine Arts of Paraná were evaluated for nine-months. Axes I and II of the Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders was used to obtain the variables of interest. The statistical analyses were performed using the SPSS 2.0 software, using the Fishers Exact test, with a significance level of 5%. RESULTS: Thirty-five musicians were examined, 85.7% were male, and 14.3% were female. The temporomandibular dysfunction prevalence was 51.4% being more commonly found in the group II (disc displacements) 34.2%. This result was statistically meaningful when associated with females (p=0,052). Group I disorders (muscle disorders) were diagnosed in 5 patients (14.2%) and group III disorders (joint disorders) were diagnosed in 3 patients (8.5%). Gender also influenced the presence of chronic pain, being more frequent in females (p=0.019). CONCLUSION: In this research, we found a high prevalence of individuals affected by temporomandibular dysfunction. Therefore, studies with expanded samples are necessary, as well as educational and preventive measures. Temporomandibular dysfunction specialists should devote more attention to this group of people.


RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Estudo observacional transversal foi conduzido devido às incertezas que ainda existem sobre o papel de tocar instrumentos musicais de sopro nas queixas musculoesqueléticas. Portanto, o objetivo foi avaliar a prevalência de disfunção temporomandibular e fatores associados em músicos de instrumento de sopro. MÉTODOS: Foram avaliados músicos de instrumento de sopro da Escola de Música Belas Artes do Paraná, durante o período de nove meses. Para obtenção das variáveis de interesse, os eixos I e II do instrumento Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders foi utilizado. As análises estatísticas foram realizadas com o software SPSS 2.0, utilizando-se o teste Exato de Fisher, com nível de significância 5%. RESULTADOS: Foram avaliados 35 músicos, 85,7% do sexo masculino e 14,3% do sexo feminino. A prevalência de disfunção temporomandibular foi de 51,4%, sendo mais comumente encontrado no grupo II (deslocamentos do disco) 34,2%. Esse resultado apresentou-se estatisticamente significante quando associado ao sexo feminino (p=0,052). Distúrbios do grupo I (distúrbios musculares) foram diagnosticados em 5 pacientes (14,2%) e distúrbios do grupo III (distúrbios articulares) foram diagnosticados em 3 pacientes (8,5%). O sexo também influenciou na presença de dor crônica, sendo mais frequente no sexo feminino (p=0,019). CONCLUSÃO: Nesta pesquisa encontrou-se grande prevalência de indivíduos acometidos por disfunção temporomandibular. Portanto, é necessário o desenvolvimento de estudos com amostras ampliadas, bem como propagar medidas educativas e preventivas, sendo esse um público para o qual o especialista em dor e disfunção temporomandibular deve dedicar maiores cuidados.

18.
Rev. CEFAC ; 22(4): e1020, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1136487

RESUMO

ABSTRACT Purpose: to identify the occurrence of a difference in skin sensitivity between analogous points on the face in individuals with temporomandibular disorder. Methods: a total of 60 individuals of both genders, aged 18 to 73 years, participated in the study. People classified with TMD signs and symptoms with the Fonseca Anamnestic Questionnaire were included. The skin sensitivity was evaluated with a Semmes-Weinstein esthesiometer. Sensitivity change was defined in this study as the occurrence of a difference between analogous points on both hemifaces. The localization of the points followed the regional block anatomical description and was confirmed with a neuromuscular electrostimulation device. The collected data were analyzed statistically with a 5% significance level. Results: the occurrence of a difference in sensitivity between the analogous points had a significant association with age group and severity of TMD. However, no association was perceived between sensitivity change and gender. Conclusion: in the population studied, the more severe the temporomandibular disorder, the greater the skin sensitivity change on the face. Also, the older the person, the higher the number of analogous points with a difference in sensitivity.


RESUMO Objetivo: identificar a ocorrência de diferença da sensibilidade cutânea entre pontos análogos da face em indivíduos com disfunção temporomandibular. Métodos: participaram do estudo 60 indivíduos, de ambos os sexos, com idades entre 18 e 73 anos. Foram incluídas pessoas classificadas com sinais e sintomas de DTM pelo Questionário Anamnésico de Fonseca. A avaliação da sensibilidade cutânea ocorreu com o auxílio de um estesiômetro Semmes-Weinstein. Para esse estudo, definiu-se alteração da sensibilidade a ocorrência de diferença entre pontos análogos das duas hemifaces. A localização dos pontos seguiu a descrição anatômica de bloqueio regional e foram confirmados com a utilização do aparelho de eletroestimulação neuromuscular. Foi realizada análise estatística dos dados coletados com nível de significância de 5%. Resultados: a ocorrência de diferença de sensibilidade entre os pontos análogos teve associação significante com as variáveis faixa etária e severidade da disfunção temporomandibular. Contudo, não foi percebida entre a alteração da sensibilidade e o sexo. Conclusão: na população estudada, quanto mais severa a disfunção temporomandibular, maior a alteração de sensibilidade cutânea ao longo da face, assim como, quanto maior a idade, maior a quantidade de pontos análogos com diferença de sensibilidade.

19.
Fisioter. Mov. (Online) ; 33: e003320, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1090397

RESUMO

Abstract Introduction: Temporomandibular dysfunction (TMD) may have a major impact on quality of life. Objective: Thus, this integrative review assessed the impact of TMD on quality of life. Method: An electronic and manual search was conducted to identify studies that evaluated the impact of TMD on an individual's quality of life. After the inclusion and exclusion criteria were met, seven articles were included and evaluated according to the quality of evidence using the Newcastle-Ottawa assessment. Results: The selected studies used different instruments to diagnose temporomandibular joint disorders and measure the quality of life. Only three studies used the RDC/TMD. As for quality of life, the most used instrument was the SF-36, followed by Br-MPQ and WHOQOL-Bref. Conclusion: The findings show that there is a negative impact of temporomandibular dysfunction on quality of life, especially regarding its severity. However, further studies are needed to confirm these results.


Resumo Introdução: A disfunção temporomandibular (DTM) pode ter um grande impacto na qualidade de vida das pessoas. Objetivo: Esta revisão integrativa avaliou o impacto da DTM na qualidade de vida da população. Método: Uma busca eletrônica e manual foi realizada para identificar estudos que avaliaram o impacto da DTM na qualidade de vida. Após os critérios de inclusão e exclusão serem estabelecidos, seis artigos foram incluídos e avaliados de acordo com a qualidade de evidências utilizando o Newcastle-Ottawa. Resultados: Os estudos selecionados utilizaram instrumentos distintos para diagnóstico da DTM e da mensuração da qualidade de vida. Os instrumentos de diagnóstico de DTM foram o Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD), índice Anamnético de Fonseca, índice de Helkimo e índice Anamnético de Fonseca juntamente com RDC/TMD. Quanto à qualidade de vida, o instrumento mais utilizado foi o SF-36, seguido de Br-MPQ e WHOQOL-Bref. Conclusão: Os achados mostram que existe um impacto negativo da DTM na qualidade de vida, principalmente quanto a sua gravidade. Entretanto, futuras pesquisas são necessárias para confirmar esses resultados.


Resumen Introducción: La disfunción temporomandibular (DTM) puede tener un gran impacto en la calidad de vida de las personas. Objetivo: Esta revisión integrativa evaluó el impacto de la DTM en la calidad de vida de la población. Método: Se realizó una búsqueda electrónica y manual para encontrar estudios que evalúen el impacto de la DTM en la calidad de vida. Después de establecer los criterios de inclusión y exclusión, seis artículos fueron incluidos y evaluados según la calidad de evidencias utilizando la escala Newcastle - Ottawa. Resultados: Los estudios seleccionados utilizaron diversos instrumentos para el diagnóstico de la DTM y para medir la calidad de vida. Los instrumentos de diagnóstico de la DTM fueron Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD), índice Anamnésico simplificado de Fonseca, índice de Helkimo e índice Anamnésico simplificado de Fonseca con RDC/TMD. Respecto a la calidad de vida, el instrumento más utilizado fue el SF-36, seguido de Br-MPQ y WHOQOL-Bref. Conclusión: Los resultados mostraron que existe un impacto negativo de la disfunción temporomandibular en la calidad de vida, principalmente respecto a su gravedad. No obstante, futuras investigaciones son necesarias para confirmar esos resultados.


Assuntos
Dor Facial , Transtornos da Articulação Temporomandibular , Qualidade de Vida , Indicadores (Estatística)
20.
BrJP ; 2(2): 204-207, Apr.-June 2019.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1038994

RESUMO

ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: The chikungunya virus is a human pathogen responsible for a disease characterized by fever, headache, myalgia, skin rash and acute and persistent arthralgia. The purpose of this case report was to describe the orofacial manifestations of a patient infected with the chikungunya virus. CASE REPORT: A female patient was referred to the Universidade Federal de Juiz de Fora, MG dental clinic due to severe facial pain. Two weeks earlier, she had been diagnosed with chikungunya virus infection by ELISA. After the febrile period and skin rash, the patient presented severe pain in the shoulders, knees, and face, which make it difficult to move and perform daily activities. She was diagnosed with temporomandibular disorders (arthralgia and myofascial pain in the masseter muscle on the right side). The patient was counseled about diet free of pain, hot packs and massages in the painful region. She was already self-medicated with corticosteroids. In addition, she was instructed to seek a specialist for her body pain. The manifestations caused by infection were healed after 10 days of the beginning of the use of corticosteroids and counseling. CONCLUSION: To date, no reports have been published in the literature about the orofacial manifestation of chikungunya virus, which could serve as a basis to aid in diagnosis temporomandibular joint disorders secondary to chikungunya virus or resulting from possible psychological alteration due to constant generalized pain) and treatment. The detailed anamnesis provided information about a probable temporomandibular joint disorder secondary to Chikungunya virus infection, and it was remarkable as improvement of the systemic factors resulted in the remission of orofacial symptomatology.


RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O vírus chikungunya é um patógeno humano responsável por uma doença caracterizada por febre, dor de cabeça, mialgia, erupção cutânea e artralgia aguda e persistente. O objetivo deste relato de caso foi descrever as manifestações orofaciais de uma paciente infectada pelo vírus chikungunya. RELATO DO CASO: Paciente do sexo feminino foi encaminhada para a clínica odontológica da Universidade Federal de Juiz de Fora, MG, devido à dor orofacial grave. Duas semanas antes, ela havia sido diagnosticada com infecção por vírus chikungunya. Após período febril e erupção cutânea, a paciente apresentou dor intensa nos ombros, joelhos e face, que dificultava a movimentação e realização das atividades diárias. Foi diagnosticada com desordens temporomandibulares (artralgia e dor miofascial com referência do músculo masseter no lado direito). A paciente foi orientada sobre dieta livre de dor, compressas quentes e massagens na região dolorosa. Ela já se automedicava com corticosteróides. Foi instruída a procurar especialista para suas dores no corpo. As manifestações provocadas pela infecção foram curadas após 10 dias do início do uso de corticosteroides e aconselhamento. CONCLUSÃO: Até o momento, nenhum relato foi publicado na literatura sobre a manifestação orofacial do vírus chikungunya, que poderia servir de base para auxiliar no diagnóstico de disfunção temporomandibular secundária ao vírus chikungunya ou resultante de possível alteração psicológica por dor generalizada constante) e tratamento. A anamnese detalhada forneceu informações sobre uma provável disfunção temporomandibular secundária à infecção pelo vírus chikungunya e foi notável, pois a melhora dos fatores sistêmicos resultou na remissão do sintoma orofacial.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...