Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 24
Filtrar
1.
Rev. enferm. UERJ ; 29: e61926, jan.-dez. 2021. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1365818

RESUMO

RESUMO Objetivo analisar o gerenciamento do tempo dispensado por enfermeiros em intervenções de cuidados diretos e indiretos, em atividades associadas ao trabalho e atividades pessoais. Método estudo quantitativo, transversal, realizado em Unidade de Terapia Intensiva de um hospital universitário no Rio de Janeiro em janeiro de 2017. Foram realizadas observações diretas das atividades realizadas pelos enfermeiros em 18 plantões, totalizando 216 horas. O "Instrumento para mensuração da carga de trabalho" foi utilizado para estruturar a observação. Resultados os resultados mostraram que 21,5% do tempo dos enfermeiros foram dedicados às intervenções de cuidados diretos 44,7% aos cuidados indiretos, 6,1% às atividades associadas e 27,7% às atividades pessoais. Conclusão os enfermeiros utilizam maior parte do tempo em atividades não relacionadas ao cuidado direto ao paciente. Os achados podem ser utilizados pelos gestores para revisão e adequação do dimensionamento de profissionais na assistência direta e indireta e do processo de trabalho na Unidade.


RESUMEN Objetivo analizar la gestión del tiempo que brindan los enfermeros en las intervenciones asistenciales directas e indirectas, en actividades asociadas al trabajo y actividades personales. Método estudio cuantitativo, transversal, realizado en la Unidad de Cuidados Intensivos de un hospital universitario de Rio de Janeiro en enero de 2017. Se realizaron observaciones directas de las actividades realizadas por enfermeras en 18 turnos, totalizando 216 horas. Se utilizó la "Herramienta de medición de la carga de trabajo" para estructurar la observación. Resultados los resultados mostraron que el 21,5% del tiempo de los enfermeros se dedicó a intervenciones de cuidados directos, el 44,7% a cuidados indirectos, el 6,1% a actividades asociadas y el 27,7% a actividades personales. Conclusión los enfermeros dedican la mayor parte de su tiempo a actividades no relacionadas con la atención directa al paciente. Los hallazgos pueden ser utilizados por los gestores para revisar y adecuar el dimensionamiento de profesionales en la atención directa e indirecta y el proceso de trabajo en la Unidad.


ABSTRACT Objective to analyze time management by nurses in direct and indirect care interventions, in work-related and personal activities. Method this quantitative, cross-sectional study was conducted in the Intensive Care Unit of a university hospital in Rio de Janeiro in January 2017. Direct observations were made of nurses' activities in 18 shifts, totaling 216 hours. Mello's "Workload Measuring Tool" was used to structure the observations. Results 21.5% of nurses' time was devoted to direct care, 44.7% to indirect care, 6.1% to work-related activities and 27.7% to personal activities. Conclusion nurses spend most of their time on activities unrelated to direct patient care. These findings can be useful to managers in reviewing and adjusting both staffing in direct and indirect care and the unit's work process.

2.
Rev. enferm. UERJ ; 29: e61926, jan.-dez. 2021.
Artigo em Inglês, Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1354059

RESUMO

Objetivo: analisar o gerenciamento do tempo dispensado por enfermeiros em intervenções de cuidados diretos e indiretos, em atividades associadas ao trabalho e atividades pessoais. Método: estudo quantitativo, transversal, realizado em Unidade de Terapia Intensiva de um hospital universitário no Rio de Janeiro em janeiro de 2017. Foram realizadas observações diretas das atividades realizadas pelos enfermeiros em 18 plantões, totalizando 216 horas. O "Instrumento para mensuração da carga de trabalho" foi utilizado para estruturar a observação. Resultados: os resultados mostraram que 21,5% do tempo dos enfermeiros foram dedicados às intervenções de cuidados diretos 44,7% aos cuidados indiretos, 6,1% às atividades associadas e 27,7% às atividades pessoais. Conclusão: os enfermeiros utilizam maior parte do tempo em atividades não relacionadas ao cuidado direto ao paciente. Os achados podem ser utilizados pelos gestores para revisão e adequação do dimensionamento de profissionais na assistência direta e indireta e do processo de trabalho na Unidade.


Objective: to analyze time management by nurses in direct and indirect care interventions, in work-related and personal activities. Method: this quantitative, cross-sectional study was conducted in the Intensive Care Unit of a university hospital in Rio de Janeiro in January 2017. Direct observations were made of nurses' activities in 18 shifts, totaling 216 hours. Mello's "Workload Measuring Tool" was used to structure the observations. Results: 21.5% of nurses' time was devoted to direct care, 44.7% to indirect care, 6.1% to work-related activities and 27.7% to personal activities. Conclusion: nurses spend most of their time on activities unrelated to direct patient care. These findings can be useful to managers in reviewing and adjusting both staffing in direct and indirect care and the unit's work process.


Objetivo: analizar la gestión del tiempo que brindan los enfermeros en las intervenciones asistenciales directas e indirectas, en actividades asociadas al trabajo y actividades personales. Método: estudio cuantitativo, transversal, realizado en la Unidad de Cuidados Intensivos de un hospital universitario de Rio de Janeiro en enero de 2017. Se realizaron observaciones directas de las actividades realizadas por enfermeras en 18 turnos, totalizando 216 horas. Se utilizó la "Herramienta de medición de la carga de trabajo" para estructurar la observación. Resultados: los resultados mostraron que el 21,5% del tiempo de los enfermeros se dedicó a intervenciones de cuidados directos, el 44,7% a cuidados indirectos, el 6,1% a actividades asociadas y el 27,7% a actividades personales. Conclusión: los enfermeros dedican la mayor parte de su tiempo a actividades no relacionadas con la atención directa al paciente. Los hallazgos pueden ser utilizados por los gestores para revisar y adecuar el dimensionamiento de profesionales en la atención directa e indirecta y el proceso de trabajo en la Unidad.

3.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 55: e0327, 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1279629

RESUMO

ABSTRACT Objective: To measure the average time spent by the nursing team in transferring patients; to compare the activities observed during the performance of this intervention with those described by the Nursing Interventions Classification and to investigate the intensity of its influence on the workload. Method: Observational study using timekeeping software conducted in two hospitals in the northwest region of the State of São Paulo. 200 patient transfers were monitored by the team using two validated instruments. Results: The average time spent by nurses on transfers ranged from 9.3 (standard deviation = 3.5) to 12.2 (standard deviation = 2.5) minutes and by assistants/ technicians between 7.1 (standard deviation = 2,8) and 11.0 (standard deviation = 2.2) minutes. 63 transfers made by nurses and 87 by assistants/technicians were considered qualified (>70% of the score). The team expended 19.3 to 29% of the working day time in this intervention. Conclusion: The transfer of patients has an impact on the workload of the team and needs to be considered in the measurement of nursing activities for the calculation and distribution of personnel to improve the quality and continuity of care.


RESUMEN Objetivo: Medir el tiempo medio empleado por el equipo de enfermeria en el traslado de pacientes, comparar las actividades observadas durante esta intervencion con las descritas por la Clasificacion de Intervenciones de Enfermeria e investigar la intensidad de su influencia en la carga de trabajo. Método: Se trata de un estudio observacional realizado con un software para el registro de los tiempos y llevado a cabo en dos hospitales de la region noroeste del estado de Sao Paulo. El plantel realizo 200 traslados de pacientes, supervisado por dos instrumentos validados. Resultados: El tiempo medio empleado por el personal de enfermeria en los traslados oscilo entre 9,3 (desviacion estandar=3,5) y 12,2 (desviacion estandar=2,5) minutos y el de los auxiliares/tecnicos entre 7,1 (desviacion estandar=2,8) y 11,0 (desviacion estandar=2,2) minutos. Se consideraron cualificados 63 traslados realizados por enfermeros y 87 por auxiliares/tecnicos (≥70% de la puntuacion). El equipo consumio del 19,3 al 29% del tiempo de la jornada laboral en esta intervencion. Conclusión: El traslado de pacientes repercute en la carga de trabajo del plantel de enfermeria y debe tenerse en cuenta en la medicion de las actividades de enfermeria para el dimensionamiento y la distribucion del personal, con el objetivo de mejorar la calidad y la continuidad de los cuidados.


RESUMO Objetivo: Mensurar o tempo medio despendido pela equipe de enfermagem na transferencia de pacientes; comparar as atividades observadas, durante a realizacao desta intervencao, com as descritas pela Classificacao das Intervencoes de Enfermagem e investigar a intensidade de sua influencia sobre a carga de trabalho. Método: Estudo observacional com utilizacao de software para cronometragem de tempo conduzido em dois hospitais da regiao noroeste do Estado de Sao Paulo. Foram acompanhadas 200 transferencias de pacientes realizadas pela equipe mediante uso de dois instrumentos validados. Resultados: O tempo medio dedicado pelos enfermeiros nas transferencias variou de 9,3(desvio padrao=3,5) a 12,2(desvio padrao=2,5) minutos e pelos auxiliares/tecnicos entre 7,1(desvio padrao=2,8) e 11,0(desvio padrao=2,2) minutos. Considerou-se qualificadas (≥70% do escore) 63 transferencias realizadas por enfermeiros e 87 por auxiliares/tecnicos. A equipe consumiu de 19,3 a 29% do tempo da jornada de trabalho nesta intervencao. Conclusão: A transferencia de pacientes gera impacto sobre a carga de trabalho da equipe e precisa ser contemplada na mensuracao das atividades de enfermagem para dimensionamento e distribuicao de pessoal visando melhoraria da qualidade e continuidade do cuidado.


Assuntos
Carga de Trabalho , Recursos Humanos de Enfermagem , Avaliação de Processos em Cuidados de Saúde , Gerenciamento do Tempo , Fluxo de Trabalho
4.
Rev. bras. enferm ; 73(5): e20190267, 2020. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1115363

RESUMO

ABSTRACT Objectives: to measure the average time spent by the nursing staff during patient admission and investigate their compliance with the activities described by the Nursing Interventions Classification; evaluate the degree of interference in the workload of the team. Methods: observational with time measurement through software. We followed 199 admissions made by the nursing staff in seven units, using two validated instruments. Total scores ≥ 70% and 50% validated the process. Results: the average time of nurses ranged from 5.5 (standard deviation = 2.3) to 13 (standard deviation = 1.1) minutes; and the auxiliary / technician, between 4.7 (standard deviation = 2.1) and 6.8 (standard deviation = 2.0) minutes (p ≤ 0.01). We qualified six admissions made by nurses and 33 by assistants/technicians. The intervention spent 16.3% to 31.5% of the working hours of the team. Conclusions: admission impacts nursing workload and needs to be considered both in the measurement of activities and in the sizing of the nursing staff.


RESUMEN Objetivos: mensurar el tiempo medio ha gastado por el equipo de enfermería durante la admisión de pacientes e investigar su conformidad en relación a las actividades descriptas por la Clasificación de las Intervenciones de Enfermería; evaluar el grado de interferencia sobre la carga de trabajo del equipo. Métodos: observacional con cronometraje de tiempo por medio de un software. Se acompañaron 199 admisiones realizadas por el equipo de enfermería en siete unidades utilizándose dos instrumentos validados. Apuntalados el total ≥ 70% y 50% calificaban el proceso. Resultados: el tiempo medio de los enfermeros varió de 5,5 (desviación típica = 2,3) a 13 (desviación típica = 1,1) minutos; y de los auxiliares/técnicos, entre 4,7 (desviación típica = 2,1) y 6,8 (desviación típica = 2,0) minutos (p ≤ 0,01). Seis admisiones realizadas por enfermeros y 33 por auxiliares/técnicos se mostraron calificadas. La intervención ha gastado de 16,3% a 31,5% del tiempo de la jornada de trabajo del equipo. Conclusiones: la admisión impacta sobre la carga de trabajo y precisa ser considerada tanto en la medición de las actividades como en el dimensionamiento del equipo de enfermería.


RESUMO Objetivos: mensurar o tempo médio despendido pela equipe de enfermagem durante a admissão de pacientes e investigar sua conformidade em relação às atividades descritas pela Classificação das Intervenções de Enfermagem; avaliar o grau de interferência sobre a carga de trabalho da equipe. Métodos: observacional com cronometragem de tempo por meio de um software. Acompanharam-se 199 admissões realizadas pela equipe de enfermagem em sete unidades utilizando-se dois instrumentos validados. Escores total ≥ 70% e 50% qualificavam o processo. Resultados: o tempo médio dos enfermeiros variou de 5,5 (desvio padrão = 2,3) a 13 (desvio padrão = 1,1) minutos; e dos auxiliares/técnicos, entre 4,7 (desvio padrão = 2,1) e 6,8 (desvio padrão = 2,0) minutos (p ≤ 0,01). Seis admissões realizadas por enfermeiros e 33 por auxiliares/técnicos mostraram-se qualificadas. A intervenção despendeu de 16,3% a 31,5% do tempo da jornada de trabalho da equipe. Conclusões: a admissão impacta a carga de trabalho e precisa ser considerada tanto na mensuração das atividades como no dimensionamento da equipe de enfermagem.

5.
Rev. Assoc. Med. Bras. (1992) ; 65(8): 1048-1054, Aug. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1041050

RESUMO

SUMMARY INTRODUCTION Medical Residency is a recognized form of professional qualification, but there are criticisms regarding the overload of work activities. Given the length of the daily and weekly workdays, residents develop practices that enable them to reconcile the Residency with their personal life. AIM To describe time management strategies in the daily routine of Internal Medicine Medical Residents of a university hospital in São Paulo, Brasil. METHODS Eight interviews were conducted with resident physicians of the second year, addressing aspects of personal and family life, theoretical study, practical activities, and work bonds. Content analysis was carried out using the MaxQDA software. RESULTS Six thematic categories emerged from the reports: work organization at the Medical Residency; learning and/or professional activities; housing, financial planning, and household activities; time for leisure and interpersonal relationship; family planning/children; rest/sleep. DISCUSSION Several strategies are adopted for time management: residing near the hospital, domestic activities helped by housekeepers, postponement of maternity leave, and social support centered on interacting with other residents. There are paid activities not associated with the Residency, which lead to reduced time for rest, study, and leisure, with a greater loss during work at night shifts. CONCLUSIONS Residents experience a period of intense learning, which requires a high workload and complex work. The evaluation of the work organization of medical residents should include not only time for rest but also time management strategies for daily activities, which can reduce the negative outcomes associated with long working hours.


RESUMO INTRODUÇÃO A Residência Médica é uma forma reconhecida de capacitação profissional, mas há críticas em relação à sobrecarga de trabalho. Dada a extensão das jornadas de trabalho diária e semanal, os residentes desenvolvem práticas para poder conciliar a Residência com sua vida pessoal. OBJETIVOS Descrever estratégias de gestão do tempo no cotidiano de médicos residentes de Clínica Médica em hospital universitário de São Paulo, Brasil. MÉTODOS Realizadas oito entrevistas com médicos residentes do 2o ano, abordando aspectos da vida pessoal, familiar, estudo teórico, atividades práticas e vínculos de trabalho. Realizada análise de conteúdo com auxílio do programa MaxQDA. RESULTADOS Seis categorias temáticas emergiram dos relatos: organização do trabalho na Residência Médica; atividade para aprendizado ou atividade profissional?; moradia, planejamento financeiro e atividades domésticas; tempo para lazer e relacionamentos interpessoais; planejamento familiar∕filhos; repouso∕sono. DISCUSSÃO Diversas estratégias são adotadas para gestão do tempo: residir próximo ao hospital, auxílio das atividades domésticas por diaristas, adiamento da maternidade e apoio social centrado no convívio com outros residentes. Há realização de atividades remuneradas não vinculadas à Residência, o que leva à redução do tempo previsto para repouso, estudo e lazer, com maior prejuízo nos períodos de plantões noturnos. CONCLUSÕES Os residentes vivenciam um período de aprendizado intenso, mas que exige uma carga horária elevada e trabalho complexo. A avaliação da organização do trabalho de médicos residentes deve incluir não somente tempo para repouso, mas também estratégias de gestão do tempo para atividades cotidianas. Estas podem reduzir o prejuízo associado às longas jornadas de trabalho.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Carga de Trabalho/estatística & dados numéricos , Gerenciamento do Tempo , Medicina Interna/educação , Internato e Residência/estatística & dados numéricos , Brasil , Entrevistas como Assunto , Carga de Trabalho/psicologia , Pesquisa Qualitativa , Hospitais Universitários , Medicina Interna/estatística & dados numéricos
6.
Rev. bras. enferm ; 72(4): 1001-1006, Jul.-Aug. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1020554

RESUMO

ABSTRACT Objective: To investigate the sources and causes of interruptions during the medication administration process performed by a nursing team and measure its frequency, duration and impact on the team's workload. Métodos: This is an observational study that timed 121 medication rounds (preparation, administration and documentation) performed by 15 nurses and nine nursing technicians in a Neonatal Intensive Care Unit in the countryside of the state of São Paulo. Resultados: 63 (52.1%) interruptions were observed. In each round, the number of interruptions that happened ranged from 1-7, for 127 in total; these occurred mainly during the preparation phase, 97 (76.4%). The main interruption sources were: nursing staff - 48 (37.8%) − and self-interruptions - 29 (22.8%). The main causes were: information exchanges - 54 (42.5%) − and parallel conversations - 28 (22%). The increase in the mean time ranged from 53.7 to 64.3% (preparation) and from 18.3 to 19.2% (administration) - p≤0.05. Conclusão: Interruptions in the medication process are frequent, interfere in the workload of the nursing team and may reflect on the safety of care.


RESUMEN Objetivo: Examinar las fuentes y las causas de interrupciones durante el proceso de administración de medicamentos realizado por el personal de enfermería y también medir su frecuencia, duración e impacto sobre la carga de trabajo de estos. Métodos: Estudio observacional con tiempos cronometrados durante 121 rondas de medicación (preparación, administración y documentación) realizadas por 15 enfermeros y 9 técnicos de enfermería en una Unidad de Cuidado Intensivo Neonatal en el interior de São Paulo. Resultados: Se observaron 63 (52,1%) interrupciones. En cada ronda, ocurrieron de 1-7, totalizando 127, principalmente en la fase de preparación, 97 (76,4%). Las principales fuentes fueron: el personal de enfermería -48 (37,8%)-, y las autointerrupciones -29 (22,8%)-. Ya las principales causas fueron: el intercambio de información -54 (42,5%)- y la conversación paralela -28 (22%)-. El incremento del promedio del tiempo varió del 53,7% al 64,3% (preparación) y del 18,3% al 19,2% (administración) p≤0,05. Conclusión: Las interrupciones en el proceso medicamentoso son frecuentes, interfieren en la carga de trabajo de la enfermería y pueden comprometer la seguridad del cuidado.


RESUMO Objetivo: Investigar fontes e causas das interrupções durante o processo de administração de medicamentos realizado pela equipe de enfermagem e mensurar sua frequência, duração e impacto sobre a carga de trabalho. Métodos: Observacional com tempos cronometrados durante 121 rodadas de medicação (preparo, administração e documentação) realizadas por 15 enfermeiros e nove técnicos de enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal no interior de São Paulo. Resultados: Foram observadas 63 (52,1%) interrupções. Em cada rodada, ocorreram de 1-7totalizando 127, principalmente na fase de preparo, 97 (76,4%). As principais fontes constituíram-se em: equipe de enfermagem − 48 (37,8%) − e autointerrupções − 29(22,8%). Já as principais causas: troca de informações - 54 (42,5%) − e conversa paralela - 28 (22%). O aumento do tempo médio variou de 53,7 a 64,3% (preparo) e de 18,3 a 19,2% (administração) p≤0,05. Conclusão: Interrupções no processo medicamentoso são frequentes, interferem na carga de trabalho da enfermagem e podem refletir na segurança do cuidado.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Carga de Trabalho/normas , Sistemas de Medicação/normas , Cuidados de Enfermagem/normas , Cuidados de Enfermagem/psicologia , Estudos de Tempo e Movimento , Fatores de Tempo , Brasil , Unidades de Terapia Intensiva Neonatal/organização & administração , Unidades de Terapia Intensiva Neonatal/estatística & dados numéricos , Estudos Transversais , Carga de Trabalho/psicologia , Carga de Trabalho/estatística & dados numéricos , Gestão da Segurança/métodos , Gestão da Segurança/normas , Gestão da Segurança/estatística & dados numéricos , Erros de Medicação/enfermagem , Erros de Medicação/prevenção & controle , Sistemas de Medicação/estatística & dados numéricos , Pessoa de Meia-Idade
7.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-11], 2019. ilus, tab, graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1052193

RESUMO

Objetivo: identificar os efeitos das interrupções na rotina de trabalho do enfermeiro e na segurança do paciente. Método: trata-se de estudo bibliográfico, descritivo, tipo revisão integrativa de literatura, com a coleta de dados nas bases de dados MEDLINE, CINAHL, Web of Science e LILACS, em artigos indexados de 2013 a 2017, analisando-os de forma descritva, após a apresentação em figuras. Resultados: encontraram-se 17 artigos e se percebeu que revelaram aspectos negativos em relação à interrupção na rotina de trabalho do enfermeiro e na segurança do paciente e 76,5% mostraram, também, pontos positivos. Salienta-se que os resultados analisados não apoiaram consistentemente a relação negativa entre as interrupções e as suas implicações na rotina de trabalho do enfermeiro e na segurança do paciente. Conclusão: evidenciaram-se aspectos que favorecem a ocorrência de interrupções na prática do enfermeiro, entretanto, há poucos estudos que descrevem o impacto das interrupções na prática e na segurança do paciente. Fazse necessária uma ampla compreensão dos fatores que ocasionam as interrupções e colocam em risco a segurança do paciente.(AU)


Objective: to identify the effects of disruptions on the nurse's work routine and patient safety. Method: this is a bibliographical, descriptive, type-integrative review of literature, with the collection of data in the MEDLINE, CINAHL, Web of Science and LILACS databases, in indexed articles from 2013 to 2017, analyzing them in a descriptive way, after the presentation in figures. Results: 17 articles were found and it was noticed that they revealed negative aspects regarding interruption in the nurse's work routine and patient safety, and 76.5% also showed positive points. It should be noted that the results analyzed did not consistently support the negative relationship between the interruptions and their implications in the nurse's work routine and patient safety. Conclusion: aspects that favor the occurrence of interruptions in nurses' practice were evidenced, however, there are few studies that describe the impact of interruptions on the practice and safety of the patient. There is a need for a broad understanding of the factors that cause disruption and jeopardize patient safety. (AU)


Objetivo: identificar los efectos de las interrupciones en la rutina de trabajo del enfermero y en la seguridad del paciente. Método: se trata de un estudio bibliográfico, descriptivo, tipo revisión integradora de literatura, con la recolección de datos en las bases de datos MEDLINE, CINAHL, Web of Science y LILACS, en artículos indexados de 2013 a 2017, analizándolos de manera descriptiva, después de la presentación en figuras. Resultados: se encontraron 17 artículos y se observó que revelaron aspectos negativos relacionados con la interrupción en la rutina de trabajo del enfermero y en la seguridad del paciente, y el 76.5% mostraron también puntos positivos. Cabe señalar que los resultados analizados no apoyaron de manera consistente la relación negativa entre las interrupciones y sus implicaciones en la rutina de trabajo del enfermero y en la seguridad del paciente. Conclusión: se evidenciaron aspectos que favorecen la ocurrencia de interrupciones en la práctica del enfermero, sin embargo, existen pocos estudios que describan el impacto de las interrupciones en la práctica y en la seguridad del paciente. Se hace necesaria una amplia comprensión de los factores que causan las interrupciones y ponen en riesgo la seguridad del paciente.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Qualidade da Assistência à Saúde , Gerenciamento do Tempo , Fluxo de Trabalho , Padrões de Prática em Enfermagem , Segurança do Paciente , Enfermeiras e Enfermeiros , Cuidados de Enfermagem , Equipe de Enfermagem , Epidemiologia Descritiva , MEDLINE , LILACS
8.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 53: e03440, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1003100

RESUMO

ABSTRACT Objective: To evaluate nurses' perception of the degree of interference of indirect care interventions on the team's workload and to verify the association between these interventions and the professional and institutional variables. Method: A research survey through e-mail conducted with clinical nurses, unit managers and service managers from eight Brazilian states. A questionnaire containing 28 indirect care interventions and their definitions proposed by the Nursing Interventions Classification was applied. Results: A total of 151 clinical nurses participated, and a response rate of 14.8% was obtained. The indirect care interventions reported as those which most increase the workload were: Preceptor: employee (M = 3.2), Employee Development (M = 3.1), Physician Support (M = 3.0) and Conflict mediation (M = 3.0). Statistically significant associations between the investigated interventions and the institutional variables (legal nature and size) were evidenced. Conclusion: Nurses in different practice scenarios perceive that indirect care interventions influence the workload in a differentiated way, with emphasis on the demands related to the monitoring and qualification of employees.


RESUMEN Objetivo: Evaluar la percepción de enfermeros acerca del grado de interferencia de intervenciones de cuidados indirectos sobre la carga laboral del equipo y verificar la asociación entre dichas intervenciones y las variables profesionales e institucionales. Método: Investigación survey por vía correo electrónico, conducida con enfermeros clínicos, gerentes de unidades y de servicio de ocho estados brasileños. Se aplicó un cuestionario conteniendo 28 intervenciones de cuidados indirectos y sus definiciones, propuestas por la Clasificación de las Intervenciones de Enfermería. Resultados: Participaron 151 enfermeros clínicos. Se obtuvo índice de respuesta del 14,8%. Las intervenciones de cuidados indirectos relatadas como las que más aumentan la carga de trabajo fueron: Preceptor: funcionario (M=3,2), Desarrollo de funcionarios (M=3,1), Apoyo al Médico (M=3,0) y Mediación de conflictos (M=3,0). Asociaciones estadísticamente significativas entre las intervenciones investigadas y las variables institucionales (naturaleza jurídica y porte) fueron evidenciadas. Conclusión: Enfermeros en distintos escenarios de práctica se dan cuenta de que las intervenciones de cuidados indirectos influencian la carga laboral de modo distintivo, con énfasis para las demandas relativas al acompañamiento y calificación de funcionarios.


RESUMO Objetivo: Avaliar a percepção de enfermeiros acerca do grau de interferência de intervenções de cuidados indiretos sobre a carga de trabalho da equipe e verificar a associação entre essas intervenções e as variáveis profissionais e institucionais. Método: Pesquisa survey por meio de correio eletrônico, conduzida junto a enfermeiros clínicos, gerentes de unidades e de serviço de oito estados brasileiros. Foi aplicado um questionário contendo 28 intervenções de cuidados indiretos e suas definições, propostas pela Classificação das Intervenções de Enfermagem. Resultados: Participaram 151 enfermeiros clínicos. Obteve-se taxa de resposta de 14,8%. As intervenções de cuidados indiretos relatadas como as que mais aumentam a carga de trabalho foram: Preceptor: funcionário (M=3,2), Desenvolvimento de funcionários (M=3,1), Apoio ao Médico (M=3,0) e Mediação de conflitos (M=3,0). Associações estatisticamente significantes entre as intervenções investigadas e as variáveis institucionais (natureza jurídica e porte) foram evidenciadas. Conclusão: Enfermeiros em distintos cenários de prática percebem que as intervenções de cuidados indiretos influenciam a carga de trabalho de forma diferenciada, com destaque para as demandas relativas ao acompanhamento e qualificação de funcionários.


Assuntos
Humanos , Carga de Trabalho , Gerenciamento do Tempo , Fluxo de Trabalho , Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital , Inquéritos e Questionários
9.
Ciênc. Saúde Colet ; 23(7): 2393-2402, jul. 2018. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-952698

RESUMO

Resumo O presente estudo visou desenvolver um dispositivo que conjuga um instrumento quantitativo sobre o uso do tempo, com uma técnica qualitativa de entrevista, buscando revelar possíveis relações entre o tempo e a saúde. Foi realizada pesquisa de campo com enfermeiros de um hospital na região metropolitana do Rio de Janeiro. Através do uso de uma caderneta de atividades adaptada de diários de uso do tempo, os sujeitos registraram os horários das atividades ao longo de uma semana. As entrevistas se inspiraram na autoconfrontação, no sentido de os trabalhadores observarem uma imagem colorida que descrevia o próprio tempo a partir do registro das atividades. O dispositivo permitiu investigar como os trabalhadores percebem esse tempo e como o relacionam à saúde, considerada em sentido amplo. Entre as questões trazidas pelo grupo como fonte de desconforto e mal estar físico e mental, encontram-se a sobrecarga de trabalho profissional e a constatação de um tempo em demasia para os outros que se articula ao pouco tempo para si com forte componente das relações de gênero. A potência desse dispositivo como caminho investigativo das relações entre o tempo e a saúde indica sua adequabilidade em estudos com outros grupos de trabalhadores.


Abstract Sociological studies point out a malaise resulting from the use of time in contemporary societies. The present study aimed at developing a device that combines a quantitative instrument on the use of time, with a qualitative interview technique, seeking to reveal possible relations between time and health. A field research was conducted with nurses of a hospital in the metropolitan area of Rio de Janeiro. The subjects registered the length of time activities took to be carried out during an entire week in an activity notebook adapted from time use diaries. Interviews were inspired in self-confrontation, as workers observed a coloured image that describes time taken from the register of activities. The device allowed investigate how workers perceive this time and how they relate it to health, considered in an ample sense. Among the issues brought up by the group as source of discomfort and physical malaise, are the overcharge of professional work and acknowledgement of too much time for the others that are linked to too little time for oneself with a strong component in gender relations. The strength of this device as investigative path of relations of time and health indicates its adequacy in studies with other groups of workers.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Atitude do Pessoal de Saúde , Nível de Saúde , Saúde do Trabalhador , Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital/psicologia , Fatores de Tempo , Brasil , Entrevistas como Assunto , Relações Interpessoais , Pessoa de Meia-Idade , Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital/organização & administração
10.
Rev. bras. enferm ; 71(2): 297-305, Mar.-Apr. 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-898424

RESUMO

ABSTRACT Objective: Observe the workflow of nurses in hospitalization units identifying indirect care activities/interventions; measure the frequency and average time spent in performing them; and to verify the associations between average time of the activities interventions grouped into categories and per hospitalization unit. Method: Observational exploratory study using the timed technique. It was conducted in medical, surgical and specialized clinic units of a teaching hospital in the northwest of São Paulo Brazil, with 16 attending nurses as participants. Results: 90 hours of observation were performed, of which 58% (52 hours and 10 minutes) were related to indirect care activities of the patients. The most frequent activities/interventions were: "Communication" - 1,852 (44.1%), mean 34.6 (SD = 54); "Walking" - 1,023 (24.3%), mean 22 (SD = 49.2); and "Documentation" - 663 (15.8%), mean 82.7 (SD = 144.4). Conclusion: These findings favor a redesign of the work process and foster the need to update and refine the current workload measurement instruments.


RESUMEN Objetivo: Observar el flujo de trabajo de enfermeros en unidades de internación identificando actividades/intervenciones de cuidado indirecto; medir frecuencia y tiempo promedio empleado en realizar dichas tareas; y verificar las asociaciones entre tiempo promedio de actividades/intervenciones agrupadas en categorías y por unidad de internación. Método: Estudio exploratorio, observacional, utilizando técnica de tiempos cronometrados. Realizada en unidades de clínica médica, quirúrgica y especializada de hospital de enseñanza del noroeste paulista, habiendo participado 16 enfermeros asistenciales. Resultados: Totalizadas 90 horas de observación, siendo 58% (52 horas 10 minutos) referentes a las actividades de cuidado indirecto al paciente. Las actividades/intervenciones más ejecutadas resultaron: "Comunicación" - 1.852 (44,1%), media 34,6 (SD=54); "Traslado" - 1.023 (24,3%), media 22 (SD=49,2) y "Documentación" - 663 (15,8%), media 82,7 (SD=144,4). Conclusión: Los hallazgos favorecen el rediseño del proceso de trabajo y promueven la necesidad de actualización y redefinición de los instrumentos de medición de carga de trabajo actuales.


RESUMO Objetivos: Observar o fluxo de trabalho de enfermeiros em unidades de internação identificando atividades/intervenções de cuidado indireto; mensurar a frequência e o tempo médio despendido na realização das mesmas; e verificar as associações entre o tempo médio das atividades/intervenções agrupadas em categorias e por unidade de internação. Método: Estudo exploratório observacional utilizando a técnica de tempos cronometrados. Foi conduzido em unidades de clínica médica, cirúrgica e especializada de um hospital de ensino do noroeste paulista, tendo como participantes 16 enfermeiros assistenciais. Resultados: Foram realizadas 90 horas de observação, sendo 58% (52 horas e 10 minutos) referentes às atividades de cuidado indireto ao paciente. As atividades/intervenções mais executadas constituíram-se em: "Comunicação" - 1.852 (44,1%), média 34,6 (DP=54); "Deslocamento" - 1.023 (24,3%), média 22 (DP=49,2); e "Documentação" - 663 (15,8%), média 82,7 (DP=144,4). Conclusão: Esses achados favorecem o redesenho do processo de trabalho e fomentam a necessidade de atualização e refinamento dos instrumentos de mensuração de carga de trabalho atuais.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Carga de Trabalho , Enfermeiras e Enfermeiros/psicologia , Cuidados de Enfermagem/métodos , Brasil , Análise de Variância , Carga de Trabalho/psicologia , Hospitais de Ensino/organização & administração , Pessoa de Meia-Idade
11.
Einstein (Säo Paulo) ; 15(2): 200-205, Apr.-June 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-891367

RESUMO

ABSTRACT Objective To evaluate the indicators duration of anesthesia, operative time and time patients stay in the operating rooms of different surgical specialties at a public university hospital. Methods It was done by a descriptive cross-sectional study based on the operating room database. The following stages were measured: duration of anesthesia, procedure time and patient length of stay in the room of the various specialties. We included surgeries carried out in sequence in the same room, between 7:00 a.m. and 5 p.m., either elective or emergency. We calculated the 80th percentile of the stages, where 80% of procedures were below this value. Results The study measured 8,337 operations of 12 surgical specialties performed within one year. The overall mean duration of anesthesia of all specialties was 178.12±110.46 minutes, and the 80th percentile was 252 minutes. The mean operative time was 130.45±97.23 minutes, and the 80th percentile was 195 minutes. The mean total time of the patient in the operating room was 197.30±113.71 minutes, and the 80th percentile was 285 minutes. Thus, the variation of the overall mean compared to the 80th percentile was 41% for anesthesia, 49% for surgeries and 44% for operating room time. In average, anesthesia took up 88% of the operating room period, and surgery, 61%. Conclusion This study identified patterns in the duration of surgery stages. The mean values of the specialties can assist with operating room planning and reduce delays.


RESUMO Objetivo Avaliar os indicadores de tempo da anestesia, da operação e da permanência do paciente em sala de diversas especialidades do centro cirúrgico de um hospital universitário. Métodos Foi realizado em estudo descritivo transversal a partir da base de dados do centro cirúrgico e mensuradas as seguintes etapas: duração de anestesia, tempo do procedimento e tempo de permanência do paciente em sala das diversas especialidades. Foram incluídas as operações realizadas em sequência na mesma sala, das 7h às 17h, eletivas ou de urgências. Realizamos o calculo do percentil 80 da duração das etapas, onde 80% dos procedimentos ficaram abaixo deste valor obtido. Resultados O estudo incluiu 8.337 operações realizadas no período de 1 ano de 12 especialidades cirúrgicas. A média geral da duração da anestesia de todas as especialidades foi de 178,12±110,46 minutos, e o percentil 80 foi de 252 minutos. A média do tempo operatório foi 130,45±97,23 minutos, e o percentil 80 foi de 195 minutos. A média do tempo total do paciente em sala operatória foi de 197,30±113,71 minutos, e o percentil 80 foi de 285 minutos. A variação da média geral em relação ao percentil 80 foi de 41% na anestesia, 49% nas operações e 44% no tempo de sala. Na média geral, a anestesia ocupou 88% do tempo de sala e a operação, 61%. Conclusão Este estudo identificou padrões nas durações das etapas das operações. A informação das médias históricas das especialidades pode auxiliar no planejamento do centro cirúrgico e diminuir os atrasos.


Assuntos
Humanos , Especialidades Cirúrgicas/estatística & dados numéricos , Duração da Cirurgia , Hospitais Públicos/estatística & dados numéricos , Hospitais Universitários/estatística & dados numéricos , Salas Cirúrgicas/estatística & dados numéricos , Brasil , Estudos Transversais , Gerenciamento do Tempo/organização & administração , Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde/organização & administração , Anestesia/estatística & dados numéricos
12.
Rev. gaúch. enferm ; 38(2): e67284, 2017. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-901599

RESUMO

RESUMO Objetivos Investigar a percepção de enfermeiros sobre as interrupções durante a dinâmica de trabalho e suas implicações no ambiente de prática profissional. Métodos Pesquisa survey conduzida junto a 133 enfermeiros de um hospital de ensino no interior do Estado de São Paulo nos meses de outubro de 2015 a março de 2016, mediante utilização de um questionário autoadministrado. Empregou-se os testes Qui-quadrado e Fisher para análise estatística. Resultados A maioria dos enfermeiros relatou interrupções constantes e recorrentes durante atividades de trabalho. Os processos interruptivos são mais frequentes durante o processo de documentação (n=118; 91,5%) e orientação ao paciente/família (n=58; 45%). São ocasionados por toque de telefone (n=114; 87%) e resolução de problemas na unidade (n=107; 81,7%). Conclusões No parecer dos enfermeiros, os processos interruptivos repercutem sobre a dinâmica de trabalho, o processo de cuidar e a segurança dos pacientes.


RESUMEN Objetivos Investigar la percepción de los enfermeros sobre las interrupciones durante el flujo de trabajo y sus consecuencias sobre el ambiente de la práctica profesional. Métodos Realizada con 133 enfermeros de un hospital universitario de octubre de 2015 a marzo de 2016 mediante el uso de un cuestionario autoadministrado. Se utilizó la prueba de chi-cuadrado y de Fischer para el análisis estadístico. Resultados La mayoría de las enfermeras reportaron interrupciones constantes y recurrentes durante las actividades laborales. Los procesos interrumpibles son más frecuentes durante el proceso de documentación (n=118; 91,5%) y la orientación al paciente/familia (n = 58; 45%). Son causadas por el tono de llamada (n=114; 87%), resolución de problemas en la unidad (n=107; 81,7%). Conclusiones En la opinión de los enfermeros, los procesos que se interrumpen repercuten en el flujo de trabajo, el proceso de atención y la seguridad del paciente.


ABSTRACT Objectives To investigate the nurses' perception about interruptions during the workflow and their implications on the professional practice environment. Methods A survey was conducted with 133 nurses in a school hospital in the state of São Paulo from October 2015 to March 2016, through the use of a self-administered questionnaire. For data analysis, Chi-square and Fischer tests have been used. Results Most of the nurses have reported frequent and recurring interruptions during their work activities. The interruptive processes are more frequent during the documentation process (n=118; 91.5%) and guidance to the patient/family (n=58; 45%). They are caused by the ringing of the phone (n=114; 87%), and by problem solving in the unit (n=107; 81.7%). Conclusions According to the nurses' opinion, the interruptive processes have repercussions on the working dynamics, on the caring process and on the patient's safety.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Adulto Jovem , Fluxo de Trabalho , Processo de Enfermagem , Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital , Resolução de Problemas , Relações Profissional-Família , Telefone , Brasil , Inquéritos e Questionários , Emergências , Centros de Atenção Terciária , Hospitais de Ensino , Pessoa de Meia-Idade , Relações Enfermeiro-Paciente
13.
Rev. latinoam. enferm. (Online) ; 23(5): 945-953, Sept.-Oct. 2015. tab
Artigo em Inglês | BDENF - Enfermagem, LILACS | ID: lil-763271

RESUMO

Objective: to analyze the everyday life of nurses through the sexual work division as well as through interdependence relations and the time in hospital.Method: quanti-qualitative study, based on the Time Use Survey and in Norbert Elias's Configuration Theory of Interdependencies. Daily shifts distribution record, directed by 42 participants - with self-confrontation - by interviews which drew dialogues on subjective aspects of the everyday experiences related to use of time, based on a job at a university hospital. The theoretical intake that founded data analysis was based on concepts of conflicts of interest, power struggles, sexual work division and polychronic-monochronic concepts - whether the work environment demands multitasking nurses or not.Results: time records allowed to observe differences between the groups studied, useful to identify conflicts, tensions, power struggles and gender inequalities in interviewees' everyday affairs that do not only affect physical and mental health, but also their way of life.Conclusion: the analytical path pointed out the need for public policies that promote equity in gender relations, keeping at sight the exercise of plural discourses and tolerant stances capable to respect differences between individual and collective time.


Objetivo: analisar os tempos da vida cotidiana de enfermeiras e enfermeiros, através da divisão sexual do trabalho e das relações de interdependência, a partir do tempo no hospital.Método: estudo quantiqualitativo, embasado em pesquisas de Usos do Tempo e na Teoria da Configuração de Interdependências de Norbert Elias. Registro da distribuição dos tempos diários, realizado por 42 participantes, com autoconfrontação, por meio de entrevistas que suscitavam diálogos sobre os aspectos subjetivos das experiências cotidianas relacionadas aos usos do tempo, a partir do trabalho num hospital universitário. O aporte teórico que fundamentou a análise dos dados foi embasado em conceitos de conflitos de interesses, disputas de poder, divisão sexual do trabalho, monocronia e policronia.Resultados: os registros dos tempos permitiram observar diferenças entre os grupos estudados, sendo úteis para identificação de conflitos, tensões, disputas de poder e desigualdades de gênero nas relações cotidianas das(os) entrevistadas(os), que afetam não apenas a saúde física e mental, mas os modos de vida.Conclusão: O percurso analítico apontou a necessidade de políticas públicas que promovam equidade nas relações de gênero, com vistas ao exercício de posturas tolerantes e discursos plurais capazes de respeitar as diferenças entre os tempos individuais e coletivos.


Objetivo: analizar los tiempos de la vida cotidiana de enfermeras y enfermeros, a través de la división sexual del trabajo y de las relaciones de interdependencia, a partir del tiempo en el hospital.Método: estudio cuantitativo y cualitativo, basado en investigaciones de Usos del Tiempo y en la Teoría de la Configuración de Interdependencias de Norbert Elias. Registro de la distribución de los tiempos diarios, realizado por 42 participantes, con autoconfrontación, por medio de entrevistas que suscitaban diálogos sobre los aspectos subjetivos de las experiencias cotidianas relacionadas a los usos del tiempo, a partir del trabajo en un hospital universitario. El aporte teórico que fundamentó el análisis de los datos fue basado en conceptos de conflictos de intereses, disputas de poder, división sexual del trabajo, monocronía y policronía.Resultados: los registros de los tiempos permitieron observar diferencias entre los grupos estudiados, siendo útiles para identificación de conflictos, tensiones, disputas de poder y desigualdades de género en las relaciones cotidianas de los entrevistados, que afectan no apenas la salud física y mental, pero también a los modos de vida.Conclusión: El recorrido analítico apuntó la necesidad de contar con políticas públicas que promuevan equidad en las relaciones de género, con el objetivo de obtener posturas tolerantes y discursos plurales capaces de respetar las diferencias entre los tiempos individuales y colectivos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Atitude do Pessoal de Saúde , Local de Trabalho , Gerenciamento do Tempo , Relações Interpessoais , Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital
14.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 48(1): 97-103, 02/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-704332

RESUMO

The growing demand and the degree of patient care in oncological outpatient services, as well as the complexity of treatment have had an impact on the workload of nurses. This study aimed at measuring the workload and productivity of nurses in an oncological outpatient service. An observational study using a work sampling technique was conducted and included seven nurses working in an oncological outpatient service in the south-eastern region of Brazil. A total of 1,487 intervention or activity samples were obtained. Nurses used 43.2% of their time on indirect care, 33.2% on direct care, 11.6% on associated activities, and 12% on personal activities. Their mean productivity was 88.0%. The findings showed that nurses in this service spend most of their time in indirect care activities. Moreover, the productivity index in this study was above that recommended in the literature.


A crescente demanda, o volume de atendimento ambulatorial em oncologia, assim como a complexidade do tratamento tem causado impacto sobre a carga de trabalho dos enfermeiros. Este estudo teve como objetivos mensurar a carga de trabalho e a produtividade de enfermeiros em um ambulatório de oncologia. Estudo de natureza observacional, utilizando técnica de amostragem de trabalho, foi conduzido em um ambulatório de oncologia na região sudeste do Brasil, tendo como participantes sete enfermeiros. Obteve-se 1.487 amostras de intervenções ou atividades. Observou-se que 43,2% do tempo dos enfermeiros foi consumido em cuidados indiretos, 33,2% em cuidados diretos, 11,6% em atividades associadas e 12% em atividades pessoais. A produtividade média correspondeu a 88,0%. Os achados permitiram concluir que os enfermeiros do ambulatório de oncologia consumiram a maior parte de seu tempo em atividades de cuidados indiretos. Revelou ainda um índice de produtividade acima dos recomendados na literatura.


La creciente demanda y el volumen de atención en los consultorios externos de oncología, así como la complejidad del tratamiento han causado impacto en la carga de trabajo de los enfermeros. Este estudio tuvo como objetivo medir la carga de trabajo y la productividad de los enfermeros en un consultorio externo de oncología. Estudio observacional, utilizando la técnica de muestreo de trabajo, fue realizado en un servicio de consultorio externo de oncología en la región sur-este de Brasil, donde participaron siete enfermeros. Fueron recolectadas 1.487 muestras de intervenciones o actividades. Se observó que el 43,2% del tiempo de los enfermeros fue consumido en cuidados indirectos, 33,2% en cuidados directos, 11,6% en actividades asociadas y 12,0% en actividades personales. La productividad promedio correspondió al 88,0%. Los hallazgos permitieron concluir que los enfermeros del servicio de consultorios externos de oncología consumieron la mayor parte de su tiempo en actividades de cuidados indirectos. Reveló, además, un índice de productividad superior a aquellos recomendados en la literatura.


Assuntos
Humanos , Enfermagem Oncológica/estatística & dados numéricos , Carga de Trabalho/estatística & dados numéricos , Instituições de Assistência Ambulatorial
15.
Rev. bras. cancerol ; 59(2): 281-281, Abr./Jun. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-723684

RESUMO

Introdução: A crescente demanda, o volume de atendimento ambulatorial em oncologia e a complexidade de tratamento têm causado impacto sobre a carga de trabalho dos enfermeiros. Objetivos: Identificar as intervenções/atividades desenvolvidas por enfermeiros em um Centro Quimioterápico (CQT) segundo a Nursing Interventions Classifications(NIC). Mensurar a carga de trabalho e produtividade desses enfermeiros. Método: Estudo de natureza observacional utilizando técnica de amostragem de trabalho conduzido em CQT na região Sudeste do Brasil, sob o protocolo de Comitê de Ética em Pesquisa aprovado pela instituição de nº 290/2010, tendo como participantes sete enfermeiros. O estudo foi realizado em quatro momentos: 1-identificação das intervenções/atividades; 2- validação de conteúdo; 3- teste-piloto; e 4-mensuração de carga de trabalho. Para identificar as atividades realizadas pelos enfermeiros, foi construído um instrumento utilizando triangulação de dados, combinando três fontes de informações: entrevista semiestruturada, análise de documento e questionário. O instrumento final foi composto por 35 intervenções e 48atividades organizadas em cinco domínios (fisiológico básico e fisiológico complexo, comportamental, segurança esistema de saúde) e 11 classes. Resultados: Obtiveram-se 1.487 amostras de intervenções/atividades. Observou-se que 43,2% do tempo dos enfermeiros foram consumidos em cuidados indiretos; 33,2% em cuidados diretos; 11,6% em atividades associadas; e 12% em atividades pessoais. A produtividade média correspondeu a 88%. Conclusão: Os achados desta investigação permitiram concluir que enfermeiros do ambulatório de oncologia consumiram a maior parte de seu tempo em atividades de cuidados indiretos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Tratamento Farmacológico , Cuidados de Enfermagem , Serviços de Enfermagem , Ambulatório Hospitalar , Gerenciamento do Tempo , Carga de Trabalho
16.
J. health inform ; 4(2)abr.-jun. 2012. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-683521

RESUMO

Objetivos: Mensurar o tempo do registro manual e eletrônico da Sistematização da Assistência de Enfermagem. Métodos: Em estudo experimental antes e depois, o registro eletrônico foi mensurado mediante o uso de sistema informatizado e o registro manual em impressos. As tarefas foram previamente sorteadas e realizadas por oito enfermeiros. A mensuração ocorreu durante quatro horas nos períodos manhã, tarde e noite, em seis fases idênticas, com intervalos de um mês. Os dados foram analisados com Wilcoxon, p<0,05. Resultados: O registro eletrônico do "Registro do Exame Físico" e "Diagnóstico de Enfermagem" levou mais tempo de execução que o manual, p<0,05 e o registro eletrônico da "Prescrição de Enfermagem" e "Evolução de Enfermagem" levou menos tempo de realização, p<0,04 e p<0,0002. Conclusões: O aumento do tempo no registro eletrônico ocorreu devido o sistema requerer informações complexas e a diminuição do tempo ocorreu em decorrência da facilidade de acesso às informações do sistema.


Objectives:To measure the time of manual and electronic record of the Nursing Care System. Methods: In an experimental study before and after the electronic record was measured by using computerized and manual record in print. The tasks were previously drawn and performed by eight nurses. The measurement took place during four hours in the morning period, afternoon and evening, in six equal steps at intervals of a month. Data were analyzed with Wilcoxon, p <0.05. Results: The electronic record of the "Record of Physical Examination" and "Nursing Diagnosis" execution took longer than the manual, p <0.05 and the electronic registration of "Prescription of Nursing" and "Evolution of Nursing" took less time for achievement, p <0.04 and p <0.0002. Conclusions: the increased time was due in the electronic registration system requiring complex information and decreasing the time was due to the ease of access to system information.


Objetivos: medir el tiempo de registro manual y electrónico del Sistema de Cuidados de Enfermería. Método: En un estudio experimental antes y después del registro electrónico se midió mediante el uso de registros automatizados y manuales en formato impreso. Las tareas fueron elaborados previamente y realizado por ocho enfermeras. La medición se llevó a cabo durante cuatro horas en el período de la mañana, tarde y noche, en seis etapas iguales a intervalos de un mes. Los datos fueron analizados con Wilcoxon, p <0,05. Resultados: El registro electrónico de la "Acta de Examen Físico" y la ejecución de "Diagnóstico de Enfermería" tomó más tiempo que el manual, p <0,05 y el registro electrónico de la "Prescripción de la Enfermería" y "Evolución de la Enfermería" tomó menos tiempo para el logro, p <0,04 yp <0,0002. Conclusiones: el tiempo de aumento se debió en el sistema de registro electrónico que requieren información compleja y disminuyendo el tiempo se debe a la facilidad de acceso a la información del sistema.


Assuntos
Unidades de Terapia Intensiva , Registros Médicos , Cuidados de Enfermagem , Informática em Enfermagem , Gerenciamento do Tempo , Epidemiologia Experimental , Estudos Observacionais como Assunto , Estudos Prospectivos , Estudos de Séries Temporais
17.
Rev. gaúch. enferm ; 33(2): 52-59, jun. 2012. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-647924

RESUMO

Estudo com o objetivo de classificar pacientes de acordo com o grau de dependência da assistência de enfermagem, dimensionar a equipe de enfermagem e correlacionar os instrumentos utilizados. Foram utilizados os instrumentos de Perroca e Fugulin para classificar os pacientes internados durante 30 dias. O dimensionamento da equipe de enfermagem foi realizado conforme recomendação do Conselho Federal de Enfermagem. Incluiu-se 157 pacientes, sendo 42,0% classificados com o grau de dependência de cuidados intermediários e, em 50,3% dos pacientes, o grau de dependência foi classificado como "cuidados mínimos". Em relação ao dimensionamento da equipe de enfermagem, o quadro de funcionários existente no setor pesquisado era de 20 funcionários, e o necessário seria de 32 funcionários, divididos nos quatro turnos. Os instrumentos apresentaram uma forte correlação (r p=0,88). Acredita-se que a classificação de pacientes com vistas ao dimensionamento da equipe de enfermagem pode oferecer mais qualidade ao cuidado.


Study with the aim to classify patients in accordance with the degree of dependence on nursing care, estimate the size of the nursing staff and correlate instruments. Perroca and Fugulin's instruments were used to classify patients admitted for a period of 30 days and to estimate the size of the nursing staff, the formula recommended by the Federal Nursing Board COFEN No. 293/0 was used. Included were 157 patients, 42.0% were classified as dependent on intermediate care, and for 50.3% of patients, the degree of dependence was classified as minimum care. Regarding the size of the nursing staff, the existing staff in the surveyed unit consisted of 20 employees, while the necessary size should be 32 employees, divided in the four shifts. The instruments showed a strong correlation (rp=0.88). It is believed that the classification of patients in order to estimate the size of the nursing team can provide more quality to care.


Estudio cuyo objetivo es clasificar pacientes según el grado de dependencia de la asistencia de enfermeira, el tamaño del personal de enfermería y correlacionar los instrumentos. Se utilizaron los instrumentos de Perroca y Fugulin para clasificar los pacientes internados por un periodo de 30 días, y, para realizar el dimensionamiento del equipo, fue utilizada la fórmula recomendada por la Resolución 239/04 del Consejo Federal de Enfermería (COFEN). Se incluyeron 157 pacientes, el 42,0 % fue clasificada con el grado de dependencia de cuidados intermediarios y, en un 50,3 % de los pacientes, el grado de dependencia fue clasificado como cuidados mínimos. Con relación al dimensionamiento del equipo de enfermería, el número de empleados existente en el sector investigado era de 20 empleados y lo necesario serían 32 en total, divididos en cuatro turnos. Dichos pacientes fueron evaluados por dos instrumentos que presentaron fuerte correlación (rp=0,88). Se cree que la clasificación de pacientes puede relacionarse con un buen equipo de enfermería, ya que un número mayor ofrece más calidad al cuidado.


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Ferimentos e Lesões/classificação , Estudos Transversais , Unidades Hospitalares , Traumatologia
18.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 45(1): 223-229, mar. 2011. graf, tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-579757

RESUMO

Estudo de abordagem quantitativa, exploratório-descritivo, elaborado com o objetivo de identificar e analisar o comportamento do tempo médio de assistência de enfermagem dispensado aos pacientes das Unidades de Internação do HU-USP, no período de 2001 a 2005. A identificação do tempo médio de assistência de enfermagem dispensado aos pacientes dessas Unidades foi efetivada por meio da aplicação de uma equação matemática proposta na literatura, após levantamento dos dados junto ao Serviço de Arquivo Médico e Estatístico (SAME) e às escalas mensais dos profissionais de enfermagem. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva. O tempo médio de assistência de enfermagem observado na maioria das Unidades, apesar de algumas variações, manteve-se equilibrado durante o período analisado. Pelo equilíbrio observado, pode-se concluir que o quadro de pessoal de enfermagem das Unidades de Internação do HU-USP tem sido avaliado continuamente, de forma a possibilitar a manutenção do tempo médio de assistência e, conseqüentemente, da qualidade da assistência prestada.


This is a quantitative exploratory, descriptive study performed with the objective to identify and analyze the performance of the average time of nursing care delivered to patients of the Inpatient Units of the University Hospital at University of São Paulo (UH-USP), from 2001 to2005. The average nursing care time delivered to patients of the referred units was identified by applying of a mathematical equation proposed in the literature, after surveying data from the Medical and Statistical Service and based on the monthly working shifts of the nursing professionals. Data analysis was performed using descriptive statistics. The average nursing care time observed in most units, despite some variations, remained stable during the analyzed period. Based on this observed stability, it is concluded that the nursing staff in the referred HU-USP units has been continuously evaluated with the purposes of maintaining the average time of assistance and, thus, the quality of the care being delivered.


Estudio de abordaje cuantitativa, exploratorio-descriptivo, elaborado con el objetivo de identificar y analizar el comportamiento del tiempo medio de atención de enfermería dispensado a los pacientes de las Unidades de Internación del HU-USP, en el período de 2001 a 2005. La identificación del tiempo medio de atención de enfermería dispensado a los pacientes de esas Unidades se efectivizó a través de la aplicación de una ecuación matemática propuesta en la literatura, posterior a la colecta de datos en conjunto con el SAME y las escalas mensuales de los profesionales de enfermería. Los datos fueron analizados a través de estadística descriptiva. El tiempo medio de atención de enfermería observado en la mayoría de las Unidades, a pesar de algunas variaciones, se mantuvo equilibrado durante el período analizado. Por el equilibrio observado, se puede concluir en que el cuadro de personal de enfermería de las Unidades de Internación del HU-USP ha sido evaluado continuamente, de manera de posibilitar el mantenimiento del tiempo medio de atención y, consecuentemente, de la calidad de la atención brindada.


Assuntos
Humanos , Hospitais de Ensino , Enfermagem , Gerenciamento do Tempo/organização & administração
19.
Rev. eletrônica enferm ; 13(3): 422-430, 2011. graf, tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-693756

RESUMO

O adequado dimensionamento de pessoal de enfermagem tem sido motivo de inquietação para enfermeiros gestores, principalmente em áreas específicas como Centro de Material e Esterilização. Este estudo teve por objetivo mensurar o tempo efetivo de trabalho do pessoal de enfermagem do Centro de Material e Esterilização. Os dados foram coletados no Centro de Material e Esterilização de um Hospital Universitário, em 2006, utilizando a observação direta das atividades realizadas pelos trabalhadores de enfermagem e registro dos dados em instrumento, sendo analisados por estatística descritiva. Os resultados apontaram que o tempo efetivo de trabalho foi de 81,20%, considerado excelente, confirmando o preconizado pela literatura, que aponta 85,0%. Conclui-se que o tempo efetivo de trabalho do pessoal de enfermagem do Centro de Material e Esterilização equivale-se ao descrito nos estudos para as unidades com a presença do paciente...


The appropriate dimensioning of nursing staff has been concerned nurses managers, especially as in specific areas like the Sterilization Centre (SC). This study aims to measure the effective working time of nursing staff at the SC. The data were collected in the SC of a university hospital in 2006, using as a methodological strategy, the direct observation of nursing staff and recording the data in an instrument of control, which were analyzed by descriptive statistics. The results indicate that the working time was 81,20%, classified as excellent, supported by literature that describes the value of 85%. It was concluded that the effective working time for nursing staff in the SC is similar to that described in other studies considering hospital units having in patients...


El dimensionamiento de la equipa de enfermería ha sido motivo de preocupación para las enfermeras gestoras, sobre todo en áreas específicas como la central de esterilización (CE). El estudio tuvo como objetivo medir el tiempo efectivo de trabajo de los trabajadores de enfermería del CME Los datos fueron recogidos en la CME de un hospital universitario en 2006, utilizándose como estrategia metodológica la observación directa del personal de enfermería y los datos fueran registrados en uno instrumento de controle y analizado por estadística descriptiva. Los resultados indicaron que el tiempo de trabajo efectivo fue 81,20%, que es excelente, en concordancia a las recomendaciones en la literatura que es de 85%. Así, el trabajo efectivo de las equipes de enfermería en una SC es similar con los descriptos en otros estudios considerando las unidades hospitalarias con pacientes internados...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital/organização & administração , Esterilização , Gerenciamento do Tempo
20.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 44(4): 1032-1038, Dec. 2010. graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-569370

RESUMO

Esta pesquisa de natureza quantitativa, descritiva, do tipo estudo de caso, teve por objetivo identificar e analisar a distribuição do tempo de trabalho das enfermeiras em uma unidade de emergência. Para alcançar os objetivos, utilizou-se o método de amostragem de trabalho. A identificação das atividades de enfermagem, realizadas pelas enfermeiras, ocorreu mediante avaliação das fichas de atendimento dos pacientes e da observação direta das enfermeiras no cotidiano de trabalho da unidade. As atividades identificadas foram posteriormente categorizadas de acordo com um sistema padronizado de linguagem. Verificou-se que 35 por cento do tempo das enfermeiras são dedicados às intervenções de cuidado indireto, 35 por cento às intervenções de cuidado direto, 18 por cento às atividades de tempo pessoal e 12 por cento às atividades associadas. A produtividade média destas profissionais correspondeu a 82 por cento. Com este estudo, evidenciam-se perspectivas de realizar novas investigações no sentido de identificar parâmetros que subsidiem o processo de dimensionar o pessoal de enfermagem em unidades de emergência.


The objective of this quantitative, descriptive, case study was to identify and analyze the distribution of nurses' work time at an emergency service. To do this, the work sampling method was used. The nursing activities performed by the studied nurses were identified by evaluating the patient care forms and by direct observation of nurses during their everyday work routine at the service. The identified activities were then categorized according to a standardized language system. It was found that 35 percent of the nurses' time was dedicated to indirect care interventions, 35 percent to direct care interventions, 18 percent to private time activities and 12 percent to related activities. The average productivity of the studied workers was 82 percent. This study provided evidence of perspectives to perform further research to identify the parameters that would support the process of rightsizing nursing personnel at emergency services.


La investigación, de naturaleza cuantitativa, descriptiva, del tipo de estudio de caso, tuvo por objetivo identificar y analizar la distribución del tiempo de trabajo de las enfermeras en una unidad de emergencias. Para alcanzar tales objetivos se utilizó el método de muestreo de trabajo. La identificación de las actividades de enfermería realizadas por las enfermeras se efectuó a través de evaluación de las fichas de atención de los pacientes y de la observación directa de las enfermeras en su rutina de trabajo en la Unidad. Las actividades identificadas fueron posteriormente categorizadas de acuerdo con un sistema estandarizado de lenguaje. Se verificó que el 35 por ciento del tiempo de las enfermeras fui destinado a las intervenciones de cuidado indirecto, otro 35 por ciento a las intervenciones de cuidado directo, 18 por ciento a actividades de tiempo personal y 12 por ciento a actividades asociadas. La productividad media de las profesionales evaluadas correspondió a un 82 por ciento. Con este estudio se ponen en evidencia perspectivas para la realización de nuevas investigaciones que contribuyan en la identificación de parámetros que ayuden al proceso de dimensionar personal de enfermería en unidades de emergencias.


Assuntos
Enfermagem em Emergência/estatística & dados numéricos , Carga de Trabalho/estatística & dados numéricos , Serviço Hospitalar de Emergência , Fatores de Tempo
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...