Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 52
Filtrar
1.
J Anal Psychol ; 67(1): 275-286, 2022 02.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-35417574

RESUMO

Latin America is a civilization in transition, a kind of 'in-between', as Rafael López-Pedraza would coin the expression: it is associated not only with various levels of pre-existing consciousness, but also with the emotional life of its inhabitants. This Latin American baroque speaks not only of the cultural complexes which pertain to all of the peoples in this vast territory, but also of why certain emotions - cruelty, intolerance, anxiety, sadness, resentment, joy, rage, envy, suffering, fear, indignation, jealousy, sorrow and shame, to name a few - move these complexes and acquire certain shades in each region and in each inhabitant. Let us remember the relationship that Jung establishes between the emotions and the complexes. For him, although the emotions are the same in their content, they cluster in the complexes of each individual or collective in such a specific, automatic, spontaneous and involuntary way that they possess their own energy, and no one can ignore them. Taking into account these notions of emotion and complex, we analyze some emotions proposed by López-Pedraza (2008) in his book, Emotions: A List, to draw a picture of the collective emotions that predominate among Latin Americans.


L'Amérique Latine est une civilisation en transition, une sorte d' « entre-deux ¼, selon l'expression de Rafael Lopez Pedraza, associée non seulement avec différents niveaux de conscience préexistants, mais aussi avec la vie émotionnelle de ses habitants. Ce « baroque ¼ Latino-Américain évoque non seulement des complexes culturels qui se rapportent à tous les peuples de ce vaste territoire, mais aussi pourquoi certaines émotions - la cruauté, l'intolérance, l'angoisse, la tristesse, la rancœur, la joie, la rage, l'envie, la souffrance, la peur, l'indignation, la jalousie, le chagrin et la honte, pour n'en citer que quelques-unes - animent ces complexes et acquièrent certaines teintes dans chaque région et chaque habitant. Souvenons-nous de la relation que Jung établit entre les émotions et les complexes. Pour lui, bien que les émotions soient les mêmes dans leur contenu, elles se groupent en « clusters ¼ dans les complexes de chaque individu ou collectif d'une manière spécifique, automatique, spontanée et involontaire. Elles possèdent leur propre énergie, et personne ne peut les ignorer. Prenant en compte ces notions d'émotion et de complexe, nous analysons quelques émotions proposées par López-Pedraza dans son livre « Emotions: a List ¼, afin de faire un tableau des émotions collectives qui prédominent chez les Latino-Américains.


Latinoamérica es una civilización en transición, una suerte de 'in between', como acuñaría Rafael López Pedraza, estando asociada no solo a los diversos niveles de consciencia preexistentes sino a la vida emocional de sus habitantes. Ese barroco latinoamericano que somos habla no sólo de los complejos culturales que nos atañen a todos en este vasto territorio, sino también de por qué ciertas emociones -la crueldad, la intolerancia, la ansiedad, la tristeza, el resentimiento, la alegría, la rabia, la envidia, el sufrimiento, el miedo, la indignación, los celos, el duelo y la vergüenza, por nombrar algunas--, mueven esas complejidades y adquieren tintes particulares en cada región y en cada habitante. Recordemos la relación que Jung establece entre las emociones y los complejos. Para él, aunque las emociones son iguales en su contenido se constelan en los complejos de cada individuo o colectividad de manera tan particular, automática, espontánea e involuntaria que poseen su propia energía y nadie puede ser indiferente ante ellas. Teniendo en cuenta estas nociones de emoción y complejo quisiéramos analizar algunas emociones propuestas por López Pedraza en su libro Emociones: una lista, para hacernos una imagen de emociones colectivas que predominan entre nosotros los latinoamericanos.


A América Latina é uma civilização em transição, uma espécie de "intermediária", como Rafael López-Pedraza cunharia a expressão: está associada não apenas a vários níveis de consciência pré-existente, mas também à vida emocional de seus habitantes. Este barroco latino-americano fala não apenas dos complexos culturais que pertencem a todos os povos deste vasto território, mas também de por que certas emoções - crueldade, intolerância, ansiedade, tristeza, ressentimento, alegria, raiva, inveja, sofrimento, medo, indignação, ciúme, tristeza e vergonha, para citar alguns - movem esses complexos e adquirem certos tons em cada região. Lembremo-nos da relação que Jung estabelece entre as emoções e os complexos, para ele, embora as emoções sejam as mesmas em seu conteúdo, elas se agrupam nos complexos de cada indivíduo ou coletivo de maneira tão específica, automática, espontânea e involuntária que possuem sua própria energia, e ninguém pode ignorá-las. Levando em consideração essas noções de emoção e complexidade, analisamos algumas emoções propostas por López-Pedraza em seu libro Emoções: uma Lista, para traçar um quadro de emoções coletivas que predominam entre os latino-americanos.


Assuntos
Civilização , Emoções , Humanos , América Latina , Masculino
2.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 30: e2958, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1355952

RESUMO

Resumo Introdução O referencial teórico e o aporte metodológico trazidos pelas obras de Paulo Freire vêm se espraiando por distintas áreas, inclusive na terapia ocupacional. Objetivo Apreender como o referencial freireano vem sendo utilizado em publicações acadêmicas da terapia ocupacional, reunindo e analisando essa literatura, para identificar eixos temáticos e lacunas presentes. Método Revisão de escopo, com levantamento de publicações nas bases de dados CINAHL, Scopus e Web of Science, focalizando artigos acadêmicos que referenciam explicitamente Paulo Freire, num período que, sem recorte inicial, foi até abril de 2020, tendo sido incluídos todos os artigos que referenciavam pelo menos uma obra do autor. Uma planilha desenvolvida no programa Microsoft Excel® reuniu os dados gerais dos artigos, cujos conteúdos foram agrupados, sintetizados e analisados a partir de conjuntos temáticos significativos. Resultados Foram identificados 56 artigos, publicados entre 1993 e abril de 2020. A obra de Freire vem sendo utilizada em publicações acadêmicas da terapia ocupacional, destacando-se o livro "Pedagogia do Oprimido" e as categorias Diálogo/Dialógica e Conscientização/Consciência crítica/política. Foram definidos e discutidos três conjuntos temáticos: 33 (58,9%) artigos que utilizam o referencial freireano para o pensar/fazer da terapia ocupacional; 10 (17,8%) em que ele parametriza a pesquisa na área; 13 (23,2%) cujas análises e proposições envolvendo a formação de terapeutas ocupacionais tomam-no como aporte. Conclusão Paulo Freire informa de diversas maneiras a terapia ocupacional, em prol de uma práxis para a transformação social, embora, em boa parte das vezes, as formulações freireanas não sejam o centro dos esforços de elaboração reflexiva.


Abstract Introduction Paulo Freire's theoretical references and methodological propositions are spread over different study areas, including occupational therapy. Objective To understand how the Freirean framework has been used in academic publications on occupational therapy, gathering and analyzing this literature to identify thematic axes and gaps. Method A scoping review conducted through an open-period search until April 2020 for all academic articles that explicitly referenced at least one work by Paulo Freire. Data from the retrieved articles were gathered, synthesized, and organized on a Microsoft Excel® spreadsheet and then analyzed from significant thematic axes. Results The search identified 56 articles published between 1993 and April 2020. Freire's work has been used in occupational therapy academic publications, with emphasis on the book "Pedagogy of the Oppressed" and the concepts of Dialogue/dialogics and Critical and political consciousness/conscientization. Three thematic axes were defined and discussed: 33 (58.9%) studies used Paulo Freire as a theoretical-methodological framework for thinking/practicing occupational therapy, 10 (17.8%) used Freire as a framework to assist with research in the area, and 13 (23.2%) used Freire's contributions in analyses and propositions involving the education of occupational therapists. Conclusions Paulo Freire contributes to occupational therapy in different ways, favoring a praxis for social transformation; however, in most cases, the Freirean propositions are not the center of reflexive development efforts.

3.
Rev. crim ; 63(2): 155-174, mayo-ago. 2021. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1365782

RESUMO

Resumen El artículo presenta los resultados de un estudio de caso de tipo descriptivo que se ejecutó en el municipio de Barrancabermeja, departamento de Santander, Colombia. El mismo asumió como objetivo central describir la utilidad que tuvo la aplicación de una estrategia de aprendizaje experiencial (clubes juveniles), como método o maniobra para la prevención del consumo de drogas y la violencia juvenil. El programa se puso en marcha mediante el diseño metodológico de estudio de caso, lo cual permitió sistematizar por 12 meses la experiencia de clubes juveniles que buscaron desarrollar valores, habilidades para la vida y competencias prelaborales en 100 adolescentes o jóvenes en edades entre los 12 y los 21 años de edad, de estrato uno en situación de vulnerabilidad y riesgo frente al consumo de drogas y la delincuencia juvenil. Los resultados del trabajo investigativo revelaron que la implementación de programas preventivos que involucran metodologías experienciales, activas o participativas son una estrategia pedagógica que mantiene motivados a los adolescentes o jóvenes. Igualmente se evidenció que el club juvenil lleva la prevención de consumo de drogas y delincuencia juvenil a un nivel que va más allá de la información, generando procesos de metacognición o reflexión que permiten ejercer las habilidades para la vida. Como conclusión general de la investigación es posible afirmar que las metodologías participativas que involucran la acción/reflexión como principio pedagógico logran un mayor estímulo en los jóvenes y garantizan una mayor expectativa frente al cambio de conductas.


Abstract The article presents the results of a descriptive case study, which was developed in the Municipality of Barrancabermeja Department of Santander-Colombia. It assumed as a central objective to describe the usefulness of the application of an experiential learning strategy (youth clubs), as a method and / or maneuver for the prevention of drug use and youth violence. The program was developed through the methodological design of a case study, which allowed to systematize for 12 months the experience of development of youth clubs that sought to develop values, life skills and pre-work competence in 100 adolescents and / or young people between the ages of 12 and 21 years, from stratum one in a situation of vulnerability and risk in the face of drug use and juvenile delinquency. The results of the research work revealed that the implementation of preventive programs that involve experienced, active and/or participatory methodologies are a pedagogical strategy that keeps adolescents and/or young people motivated. It was also evidenced that the youth club takes the prevention of drug use and juvenile delinquency to a level that goes beyond information, generating processes of metacognition and / or reflection that allow the exercise of life skills. As a general conclusion of the work, it is possible to affirm that participatory methodologies that involve action/reflection as a pedagogical principle achieve greater motivation in young people and guarantee a greater expectation in the face of behavior change.


Resumo O artigo apresenta os resultados de um estudo de caso descritivo, desenvolvido no Departamento de Barrancabermeja do Santander-Colômbia. Assumiu como objetivo central descrever a utilidade da aplicação de uma estratégia de aprendizagem experiencial (clubes juvenis), como método e/ou manobra para a prevenção do uso de drogas e violência juvenil. O programa foi desenvolvido por meio do desenho metodológico de um estudo de caso, que permitiu sistematizar por 12 meses a experiência de desenvolvimento de clubes juvenis que buscaram desenvolver valores, habilidades de vida e competência pré-laboral em 100 adolescentes e/ou jovens entre 12 e 21 anos, a partir de um estrato em situação de vulnerabilidade e risco diante do uso de drogas e de delinquência juvenil. Os resultados do trabalho de pesquisa revelaram que a implementação de programas preventivos que envolvem metodologias experientes, ativas e/ou participativas são uma estratégia pedagógica que mantém os adolescentes e/ou jovens motivados. Também foi evidenciado que o clube juvenil leva a prevenção do uso de drogas e delinquência juvenil a um nível que vai além da informação, gerando processos de metacognição e/ou reflexão que permitem o exercício de habilidades de vida. Como conclusão geral do trabalho, é possível afirmar que metodologias participativas que envolvem ação/reflexão como princípio pedagógico alcançam maior motivação nos jovens e garantem maior expectativa diante da mudança de comportamento.

4.
Ciênc. Saúde Colet ; 26(6): 2141-2148, jun. 2021. tab, graf
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1278698

RESUMO

Resumo O presente artigo objetivou descrever a territorialização com uso do georreferenciamento e da construção de mapeamento geográfico e a estratificação de vulnerabilidade social familiar na Atenção Primária à Saúde vivenciado por uma equipe de residentes do programa de Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva baseada nos principais problemas sociais. Para territorialização utilizou-se dos programas SW Maps e Google Earth Pro e para caracterização sociodemográfica e clínica das famílias fichas A e B do e-SUS, transcritas em planilha para cálculo da estratificação. Através do score final gerado com o preenchimento de sentinelas, o programa estratificou as famílias em graus de vulnerabilidade de diferentes possibilidades, sendo elas, sem risco, baixo risco, médio risco, alto risco e altíssimo risco. Na territorialização identificou-se ruas, travessas e georreferenciou-se pontos de riscos, equipamentos sociais, famílias com e sem cadastros do e-SUS e casas desocupadas. Das 615 famílias georreferenciadas, 316 (51,38%) não tinham cadastro ou esses estavam incompletos no momento da coleta, enquanto que 299 famílias possuíam cadastro preenchido nas quais observou-se que a maioria (60,53 %) apresentou situação de baixo risco e uma parcela considerável foi considerada de médio risco.


Abstract This article describes a process of territorialization undertaken in Family Health Strategy micro-areas by a team of residents from the Interprofessional Public Health Residency Program at Cariri Regional University using georeferencing tools and the stratification of families according to degree of social vulnerability. A map of social vulnerability was created using SW Maps and Google Earth Pro based on sociodemographic and clinical data obtained from forms A and B of the e-SUS and inputted into an Excel worksheet. The families were stratified into five degrees of vulnerability based on the overall score obtained for a set of socioeconomic and clinical sentinel indicators: without risk, low risk, medium risk, high risk and very high risk. During the territorialization process, we identified streets and side streets and georeferenced points of risk, social facilities, registered and unregistered families, and vacant homes. Over half of the 615 georeferenced families (316 or 51.38%) were not registered in the e-SUS or had not completed their registration at the time of data collection. Most of the 299 registered families (60.53%) were classified as being at low risk and a considerable portion were medium risk.


Assuntos
Humanos , Atenção Primária à Saúde , Mapeamento Geográfico , Saúde da Família
5.
Psico USF ; 26(2): 253-263, Apr.-June 2021. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1287602

RESUMO

Essa pesquisa objetivou analisar a relação entre o Racismo Moderno e o Sexismo Ambivalente utilizando os Valores Humanos como terceira variável que pudesse explicar essa relação, tendo em vista seu poder de predição de fenômenos sociais. A amostra foi composta por 200 participantes distribuídos quase igualmente quanto ao sexo, sendo 101(50,5%) do sexo feminino e 99 (49,5%) do sexo masculino. A média de idade dos respondentes foi de 23 anos (DP = 5,41). Observou-se que o Sexismo Ambivalente e o Racismo Moderno estão correlacionados positivamente como também se relacionam com as subfunções Realização, Interativa e Normativa dos Valores Humanos explicando parcialmente a relação entre o racismo e o sexismo. Concluiu-se que as expressões modernas de racismo e sexismo estão interligadas e que os valores normativos, que visam manter a estabilidade social e tradição, podem desempenhar um papel importante na explicação parcial dessa ligação. (AU)


This study aimed to analyze the relationship between Modern Racism and Ambivalent Sexism using Human Values as a third variable that could explain this relationship, given its predictive power against social phenomena. The sample consisted of 200 participants distributed almost equally regarding gender, including 101 (50.5%) women and 99 (49.5%) men. The mean age of the respondents was 23 years (SD = 5.41). It was observed that Ambivalent Sexism and Modern Racism are positively correlated as they are also related to the Realization, Interactive, and Normative subfunctions of Human Values, partially explaining the relationship between racism and sexism. It was concluded that modern expressions of racism and sexism are interconnected and that normative values, which aim to maintain social stability and tradition, may play an important role in partially explaining this connection. (AU)


Esta investigación objetivó analizar la relación entre el Racismo Moderno y el Sexismo Ambivalente utilizando los Valores Humanos como la tercera variable que pudiera explicar esa relación, considerando su poder de predicción de fenómenos sociales. La muestra fue compuesta por 200 participantes distribuidos casi por igual cuanto al sexo, siendo 101 (50, 5%) mujeres y 99 (49,5%) hombres. La edad media de los encuestados fue de 23 años (DS = 5,41). Se observó que el Sexismo Ambivalente y el Racismo Moderno se correlacionaron positivamente, dado que también se relacionaron con las subfunciones Realización, Interactiva y Normativa de los Valores Humanos, explicando parcialmente la conexión entre el racismo y el sexismo. Se concluyó que las expresiones modernas de racismo y sexismo están interconectadas y que los valores normativos, que apuntan a mantener la estabilidad social y la tradición, pueden ejecutar un papel importante en la explicación parcial de esta conexión. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Preconceito/psicologia , Problemas Sociais/psicologia , Valores Sociais , Racismo/psicologia , Sexismo/psicologia , Estudantes/psicologia , Inquéritos e Questionários , Universidades
6.
Estud. psicol. (Natal) ; 25(3): 335-346, jul.-set. 2020.
Artigo em Inglês | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1339894

RESUMO

The COVID-19 pandemic has placed several sectors of society in the face of the urgent need to rethink people's relations with their surroundings. This article proposes a possible framework for reading the person-environment relations in the pandemic context, considering the Brazilian scenario. Our argument focuses on analyzing the spatialization of social and racial inequalities, determining factors for the spread of COVID-19, and the differences in its impacts, parallel to other readings that environmental psychology has presented for this context. We assume that more traditional approaches have limitations for understanding Latin American specificities, requiring revisions and reorientations of a theoretical-epistemological character and an ethical-political nature. In the end, we outline some propositions, from a critical perspective.


A pandemia de COVID-19 tem colocado diversos setores da sociedade diante da urgência de repensar as relações das pessoas com seus entornos. Neste ensaio propomos um quadro possível para a leitura das relações pessoa-ambiente no contexto da pandemia, considerando o cenário brasileiro. Nosso argumento se centra na análise da espacialização das desigualdades sociais e raciais, como fatores determinantes da disseminação da COVID-19 e das diferenças em seus impactos, em paralelo a outras leituras que a psicologia ambiental vem apresentando para esse contexto. Assumimos que abordagens mais tradicionais apresentam limitações para a compreensão das especificidades latino-americanas, demandando revisões e reorientações de caráter teórico-epistemológico, e de cunho ético-político. Ao final, esboçamos algumas proposições, a partir de uma perspectiva crítica, para a construção de conhecimentos mais condizentes com a materialidade da vida da maior parte da população.


La pandemia de COVID-19 ha convocado a varios sectores de la sociedad ante la urgente necesidad de repensar las relaciones de las personas con su entorno. En este ensayo, proponemos un posible marco para leer las relaciones entre las personas y el medio ambiente en el contexto de la pandemia, considerando el escenario brasileño. Nuestro argumento se centra en el análisis de la espacialización de las desigualdades sociales y raciales, como factores determinantes para la propagación de COVID-19 y las diferencias en sus impactos, en paralelo a otras lecturas que la psicología ambiental ha presentado para este contexto. Suponemos que los enfoques más tradicionales tienen limitaciones para comprender las especificidades latinoamericanas, que requieren revisiones y reorientaciones de carácter teórico-epistemológico y de naturaleza ético-política. Al final, delineamos algunas propuestas, desde una perspectiva crítica, para la construcción de conocimiento más consistente con la materialidad de la vida de la mayoría de la población.


Assuntos
Isolamento Social/psicologia , Problemas Sociais/psicologia , Brasil , Meio Ambiente , Psicologia Ambiental , COVID-19/psicologia
7.
Psicol. esc. educ ; 24: e200988, 2020.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1135878

RESUMO

O artigo é efeito de análises de pesquisa-intervenção realizada em um estabelecimento educacional, localizado em região periférica da cidade do Rio de Janeiro e apresenta reflexões acerca do cotidiano das escolas públicas brasileiras, analisando as possíveis interseções entre as demandas apresentadas e o processo de criminalização da pobreza existente em curso na sociedade. Julga-se importante compreender de que forma a Psicologia pode atuar frente às demandas escolares a fim de não contribuir com o contexto de exclusão e criminalização vivenciado por discentes oriundos das camadas populares. Aposta-se em uma forma de intervenção que se afaste das lógicas de individualização, culpabilização e judicialização da vida escolar. Como resultado, o estudo proporcionou a criação de espaços de reflexão aos estudantes, possibilitando análise do cotidiano escolar e da sua vivência em sociedade, visando a construção de um processo de autonomia e inventividade dos jovens.


El artículo es efecto de análisis de investigación-intervención realizada en un establecimiento educacional, localizado en región periférica de la ciudad de Rio de Janeiro y presenta reflexiones acerca del cotidiano de las escuelas públicas brasileñas, analizando las posibles intersecciones entre las demandas presentadas y el proceso de criminalización de la pobreza existente en curso en la sociedad. Se juzga importante comprender de qué forma la Psicología puede actuar frente a las demandas escolares a fin de no contribuir con el contexto de exclusión y criminalización vivenciados por discentes derivadas de las camadas populares. Se apuesta en una forma de intervención que se aleje de las lógicas de individualización, culpabilidad y judicialización de la vida escolar. Como resultado, el estudio proporcionó la creación de espacios de reflexión a los estudiantes, posibilitando análisis del cotidiano escolar y de su vivencia en sociedad, visando la construcción de un proceso de autonomía e invectividad de los jóvenes.


The article is the result of analysis of intervention research conducted in an educational establishment located in a peripheral region of the city of Rio de Janeiro and presents reflections on the daily life of Brazilian public schools, analyzing the possible intersections between the demands presented and the poverty criminalization existing in society. It is important to understand how Psychology can act despite school demands in order not to contribute to the context of exclusion and criminalization experienced by students from the lower classes. The intervention is a bet that deviates from the logic of individualization, blaming and judicialization of school life. As a result, the study provided the creation of spaces for reflection for students, allowing analysis of school routine and their experience in society, aiming at the construction of a process of autonomy and inventiveness of young people.


Assuntos
Psicologia , Problemas Sociais , Adolescente
8.
Artigo em Inglês | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1135425

RESUMO

Abstract Although there are international data on the prevalence of behavioral problems through childhood/adolescence, there is still a need to explore emotional/behavioral problems experienced by Brazilian adolescents, especially in situations of extreme social problems or social vulnerability (SV). This is an observational, cross-sectional study, carried out with a convenience sample, to describe emotional/behavioral problems of adolescents living in a high SV scenario in the city of Salvador-BA, from their parents or guardians' point of view. Sociodemographic questionnaire and CBCL/6-18 were applied to a sample of 274 adolescents' parents/guardians. Data analysis found that 20.4% of the sample had problems in the clinical range for CBCL's Total Problems. Sociodemographic variables can impact behavioral problems in adolescence and need to be investigated. This study adds new data on child and youth psychopathologies at the national level and can promote preventive actions and referrals aimed at this population.


Resumo Mesmo diante de dados internacionais sobre prevalência de problemas de comportamento durante a infância/adolescência, ainda há necessidade de explorar problemas emocionais/comportamentais vivenciados pelos adolescentes brasileiros, especialmente em situações de altos problemas sociais ou de vulnerabilidade social (VS). Foi realizado estudo observacional, transversal, com amostra de conveniência, que teve por objetivo descrever os problemas emocionais/comportamentais apresentados por adolescentes que vivem em um contexto de alta VS na cidade de Salvador-BA, a partir do ponto de vista de seus pais ou responsáveis. Foram aplicados questionário sociodemográfico e CBCL/6-18 numa amostra de 274 pais/responsáveis pelos adolescentes. Análises dos dados obtidos indicaram que 20,4% da amostra apresentaram problemas na faixa clínica para escala total do instrumento. Variáveis sociodemográficas podem influenciar os problemas de comportamento na adolescência, necessitando ser investigadas. Este estudo colabora com novos dados sobre psicopatologias infanto-juvenis em âmbito nacional, o que possibilita criar ações preventivas e encaminhamentos voltados para esta população.


Resumen Aún cuando existan datos internacionales sobre la prevalencia de problemas de conducta durante la infancia/adolescencia, aún es necesario explorar los problemas emocionales/de conducta que experimentan los adolescentes brasileños, especialmente en contextos de alta vulnerabilidad social (VS). Se realizó un estudio observacional de conveniencia transversal para describir los problemas emocionales/conductuales presentados por adolescentes, de 11 a 17 años, que viven en un contexto de alta vulnerabilidad social en la ciudad de Salvador-BA, desde el punto de vista de los padres/tutores. Se aplicó un cuestionario sociodemográfico y el CBCL/6-18 a una muestra de 274 padres/tutores de adolescentes. El análisis de los datos indicó que el 20.4% de la muestra tenía problemas en el rango clínico en la escala completa del instrumento. Las variables sociodemográficas pueden influir en los problemas de conducta en la adolescencia y deben investigarse. Este estudio colabora con nuevos datos sobre las psicopatologías infantiles y juveniles en todo el país, lo que permite crear acciones preventivas y referencias dirigidas a esa población.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Pais , Problemas Sociais , Saúde Mental , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários , Vulnerabilidade Social , Comportamento Problema , Transtornos Mentais
9.
Ciênc. Saúde Colet ; 24(8): 2883-2894, ago. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1011891

RESUMO

Resumo Este artigo explora um dos aspectos mais interessantes e menos estudados no Brasil: as consequências das experiências complexas e contraditórias da substituição total de bebidas tradicionais indígenas pela cachaça, introduzida pelo contato interétnico. Contribui com a carência de ampliação de estudos na temática, analisando as consequências negativas do uso de álcool Maxakali. Enquanto estudos antropológicos enfatizam funções do beber tradicional e contemporâneo como "lubrificantes" sociais, as percepções sociais Maxakali ressaltam consequências negativas do uso da cachaça vendida ou trocada no contato interétnico. Interpretou-se no cotidiano, símbolos e significados dessas consequências, narradas por 21 lideranças em grupos focais. Com a substituição da Kaxmuk pelos Maxakali, ocorreram adaptações surgidas pelo contato interétnico, com relações negativas para quem bebe, suas família, aldeia e comunidade. No mundo-da-vida, as consequências negativas apresentaram-se em forma de acidentes, desarmonias conjugais, negligências, além de comportamentos violentos, doenças e mortes. Este estudo reforça a importância de produção de conhecimentos aprofundados e abrangentes visando a identificação de grupos vulneráveis em busca de soluções participantes.


Abstract This study explores one of the most interesting and least studied issues in Brazil: the consequences of complex and contradictory experiences by replacing the traditional drinks by cachaça, introduced through interethnic contact. Given the rarity of the study of Maxakali alcohol consumption in research, this study aims to understand, from the native's point of view, the negative aftereffect of alcohol consumption. Although anthropological studies emphasize functions of traditional and contemporary drinking as social "lubricants", social perceptions of the Maxakali highlight the problems of cachaça bought through interethnic contact. Symbols and meanings of these consequences were interpreted through their daily life histories, recorded by 21 leaders in focus group. Through the interethnic contact, some adaptations have occurred in the Maxakali alcohol use, with negative consequences for those who drink, their families, their villages and their community. In the world-of-life, these changes these changes can be seen through accidents, insults, marital disharmony, neglects, violent behavior, illness and death. This study's findings highlight the importance of producing comprehensive and in-depth knowledge in search of to identify vulnerable groups and to develop participatory solutions.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Adulto Jovem , Consumo de Bebidas Alcoólicas/epidemiologia , Índios Sul-Americanos/psicologia , Saccharum/química , Brasil , Consumo de Bebidas Alcoólicas/psicologia , Índios Sul-Americanos/estatística & dados numéricos , Grupos Focais , Populações Vulneráveis/psicologia , Pessoa de Meia-Idade
10.
Rev. Saúde Pública Paraná (Online) ; 2(1): 113-124, jul. 2019.
Artigo em Português | Coleciona SUS, CONASS, SESA-PR | ID: biblio-1129173

RESUMO

Este artigo descreve a ação de um grupo de gestores em saúde Londrina-PR e região que se reuniu com o objetivo fortalecer a integração e abordagem sistêmica para os problemas experimentados no Sistema Único de Saúde (SUS). Trata-se de um relato de experiência, estruturado por meio de uma abordagem crítico-reflexiva, descrevendo as fases e ferramentas utilizadas no projeto, que ao longo de 2018 resultou na conformação de 5 (cinco) eixos de atuação: Apostar na Atenção Primária à Saúde; Fortalecer a produção assistencial na média e alta complexidade; Qualificar a capacidade instalada da atenção hospitalar; Aprimorar a integração, regulação e comunicação no cuidado e Garantir o financiamento e alocação eficiente de recursos. A partir destes caminhos, o grupo busca construir uma unidade entorno de uma agenda comum, com soluções inovadoras de médio e longo prazo. (AU)


This article describes the action of a group of health managers in the city of Londrina, state of Paraná, and in the region, who met with the objective of enhancing the integration and systemic approach to problems in the Unified Health System (SUS). This is an experience report, structured through a critical-reflexive approach, describing the phases and tools used in the project in 2018 that resulted in the creation of five axes of action: Invest on Primary Health Care; Strengthen care production in medium and high complexity services; Qualify the installed capacity of hospital assistance; Improve integration, regulation and communication in health care; and Ensure funding and efficient allocation of resources. The group seeks a common agenda to act on the identified axes, with innovative medium- and long-term strategies.(AU)


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Sistema Único de Saúde , Estratégias de Saúde Regionais , Financiamento de Capital , Alocação de Recursos , Gestor de Saúde
11.
Saúde Soc ; 28(2): 25-37, abr.-jun. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1014589

RESUMO

Resumo A antropologia brasileira tem se debruçado sobre o multiculturalismo, a diversidade social e a desigualdade econômica no país. Os estudos antropológicos sobre essas questões muito contribuíram para inseri-las nos debates mais amplos sobre os problemas sociais brasileiros. Este artigo trata de um relato de experiência de ensino em duas ofertas da disciplina Atividades Integradas em Saúde Coletiva (Aisc) II para bacharelandos do segundo período do curso de graduação em saúde coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro. A disciplina busca trazer à discussão problemas sociais emergentes da sociedade brasileira, como racismo, intolerância religiosa, saúde da população transexual e violência doméstica. Por meio de rodas de conversa com ativistas e visitas a locais de militância, os alunos realizam observação participante e conhecem suas lutas e reivindicações. Introduzindo conceitos caros à antropologia, como etnocentrismo, relativismo e movimentos sociais, pretende-se estimular nos estudantes uma reflexão crítica sobre dilemas sociais contemporâneos. Os debates, os relatos e as trocas de experiências advindos no decorrer da disciplina mostram que a antropologia tem muito a contribuir para uma formação e atuação mais dialógica desses futuros sanitaristas com as populações às quais prestarão cuidado, além de favorecer uma compreensão mais aplicada do impacto das desigualdades sociais no processo saúde-doença.


Abstract The Brazilian anthropology has focused on multiculturalism, social diversity and economic inequality in the country. Anthropological studies on these issues have greatly contributed to inserting it into broader debates about Brazilian social problems. This article deals with a report taken from two semesters teaching experience of the Integrated Activities of Collective Health II discipline for second period bachelor's degree students of the graduate course in collective health of Universidade Federal do Rio de Janeiro. The discipline aims at discussing emerging social problems in Brazilian society such as racism, religious intolerance, health of the transsexual population and domestic violence. Through conversations with activists and meetings in militance sites, students engage in participant observation and know their struggles and demands. Introducing important concepts to anthropology, such as ethnocentrism, relativism and social movements, it is intended to stimulate a critical reflection on contemporary social dilemmas in the students. The debates, reports and experiences exchanges emerged during the discipline course reveal that anthropology has a lot to contribute to a more dialogical formation and action of these future public health workers among the population of whom they will take care, besides favoring a more applied understanding on the impact of the social inequalities on the health-disease process.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Problemas Sociais , Saúde Pública , Universidades , Antropologia , Ativismo Político
13.
Rev. bras. enferm ; 72(supl.3): 312-320, 2019.
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1057710

RESUMO

ABSTRACT Objective: to identify the underlying harm reduction trends in Brazilian drug policies. Method: The research, qualitative in nature, used in-depth interviews with experts in the field. The recorded and transcribed material was analyzed via the content analysis method. Results: The analysis exposed the following conceptions: drug use is a disease, and its associated health practices should be treatment, rehabilitation and social reintegration. These conceptions deviate to some extent from the war on drugs approach, and support the adoption of harm-reduction practices, proposed by public health. Less expressively, critical conceptions which clearly distance themselves from the prohibitionist approach and from public health may be seen, in line with the perspective of collective health, for the implementation of emancipatory harm-reduction practices. Final considerations: Harm-reduction conceptions and practices reveal the underlying conservative, liberal, and critical tendencies in Brazilian drug policies.


RESUMEN Objetivo: identificar las tendencias de reducción del daño subyacentes a las políticas de drogas brasileñas. Método: Estudio de tipo cualitativo, en el cual se realizó entrevistas en profundidad a especialistas en el área. Se analizó el material grabado y transcrito por medio del método de análisis de contenido. Resultados: Desde el análisis se presentaron las siguientes concepciones: el consumo de drogas es una enfermedad, y las prácticas de salud deben incluir el tratamiento, la rehabilitación y la reinserción social. Estas concepciones se alejan en cierta medida del abordaje de la guerra a las drogas y fundamentan la adopción de prácticas de reducción de daños, conforme propuestas por la salud pública. Menos expresamente, se pueden verificar también concepciones críticas, que se distancian rigurosamente del abordaje prohibicionista y de la salud pública, afinándose con la perspectiva de la salud colectiva, la de implementar prácticas emancipatorias de reducción de daños. Consideraciones finales: Las concepciones y prácticas de reducción del daño revelan las tendencias conservadora, liberal y crítica subyacentes a las políticas de drogas brasileñas.


RESUMO Objetivo: identificar as tendências de redução de danos subjacentes às políticas de drogas brasileiras. Método: A investigação, de natureza qualitativa, utilizou entrevistas em profundidade com especialistas na área. O material gravado e transcrito foi analisado pelo método de análise de conteúdo. Resultados: A análise expôs as seguintes concepções: o consumo de drogas é uma doença, e as práticas de saúde devem ser de tratamento, reabilitação e reinserção social. Essas concepções se afastam em certa medida da abordagem da guerra às drogas e fundamentam a adoção de práticas de redução de danos, conforme propostas pela saúde pública. Menos expressivamente, pode-se verificar também concepções críticas, que se distanciam expressivamente da abordagem proibicionista e da saúde pública, afinando-se com a perspectiva da saúde coletiva, de implementar práticas emancipatórias de redução de danos. Considerações finais: As concepções e práticas de redução de danos revelam as tendências conservadora, liberal e crítica subjacentes às políticas de drogas brasileiras.


Assuntos
Humanos , Redução do Dano , Política de Saúde/tendências , Brasil , Entrevistas como Assunto/métodos , Pesquisa Qualitativa
14.
Belo Horizonte; s.n; 2018. 284 p. ilus, mapas, tab, graf.
Tese em Inglês, Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-915985

RESUMO

Com desenho sequencial exploratório, utilizou-se abordagem fenomenológica compreensiva com o objetivo de compreender as percepções sociais sobre o uso do álcool e dos seus problemas relacionados nas comunidades de Água Boa e Pradinho do povo indígena Maxakali/MG. Partiu-se das realidades vividas pelos sujeitos da pesquisa contadas em sete grupos focais. Através da análise de conteúdo temático, os achados da pesquisa qualitativa foram organizados por temas em três dimensões: padrão de uso (iniciação, frequência, quantidade); contextos (acesso, onde, como, quando e quem) e problemas relacionados (individual, família e aldeias). Apresentamos as dimensões e discutimos como esses achados foram configurados em construtos e perguntas do questionário. Num estudo quantitativo, explorou-se a característica coletivista da cultura Maxakali. Desenvolveu-se e aplicou-se um questionário junto às lideranças Maxakali que responderam sobre o consumo de álcool no último ano e das consequências negativas deste consumo entre seus amigos de suas aldeias. Examinou-se a associação entre consumo e consequências com os dados sociodemográficas dos entrevistados aplicando os testes qui-quadrado e exato de Fisher e Análise de Conglomerados (cluster). Calcularam-se os valores de Kappa para avaliação da reprodutibilidade do questionário. Os achados qualitativos ressaltam que, com a emergência do regime etílico voltado à Kaxmuk, ocorreram adaptações com relações negativas para quem bebe, suas família, aldeia e comunidade. Reconhece as formas pelas quais as bebidas nativas desapareceram e a cachaça se inseriu nos sistemas culturais Maxakali. Funções como lubrificante social, facilitador de transes xamanísticos, seu papel nas relações de gênero, idade e na produção do conhecimento, bem como regulador das expressões de violência e inimizade foram vinculados ao modo de beber Maxakali. No mundo-da-vida, as consequências negativas apresentaram-se em forma de acidentes, desarmonias conjugais, negligências, além de comportamentos violentos, doenças e mortes. Quantitativamente, a prevalência de 12 meses do consumo de álcool foi de 39,1%. A taxa de consumo para as mulheres (17,3%) foi 3,6 vezes menor que a taxa de consumo dos homens. As taxas de consumo de álcool no gênero masculino aumentam de 8,1% para 64% da faixa etária de 09 a 14 para 15 a 19 anos de idade. As maiores proporções de consumo de álcool entre mães e pais foram encontradas nas famílias extensas e associadas às consequências negativas de quem faz consumo da cachaça. Em contrapartida, as famílias nucleares apresentaram associação de proteção ao consumo do álcool na faixa etária de 9 a 14 anos no gênero feminino. A despeito do consumo de álcool no gênero feminino iniciar dos 20 a 24 anos, as taxas de problemas relacionados a este consumo nas mulheres ultrapassaram as de homens durante os 25 a 45 anos de idade. Com uma concordância substancial de reprodutibilidade na aplicação do questionário, nossa expectativa é que a facilidade de aplicação e a força preditiva dessa ferramenta permita a detecção e o monitoramento do uso do álcool e suas consequências no povo Maxakali.(AU)


Through an exploratory sequential design, a comprehensive phenomenological approach was conduct with the purpose to understand the social perceptions regarding the alcohol use and their related problems among Maxakali Indigenous Peoples/MG/Brazil. It started from the realities lived by the research subjects narrated in seven focus group. Through thematic analysis, the results of the qualitative research were organized into themes and three dimensions: pattern of consumption (initiation, frequency, quantity); contexts (access, where, how, when and who) and related problems (individual, family and villages). We present these arguments and explore how the findings were developed in constructions and questions of the questionnaire. Followed by a quantitative study we explore the collectivist characteristic of the Maxakali culture. We developed and applied a questionnaire with Maxakali leaderships who answered about their friends' alcohol consumption in last year, also the alcohol related problems. The association between alcohol consumption and consequences with sociodemographic data of the interviewees was analyzed using chi-square and Fisher's exact tests and Cluster Analysis. The Kappa values were calculated to evaluate the reproducibility of the questionnaire. The qualitative findings highlighted that, with the emergence of the Kaxmuk-related ethylic regime, there were adaptations with negative relations for the drinker, his family, his village and his community. It recognized the ways in which the native drinks have disappeared, and the liquor has inserted itself into their cultural systems. Considering the subjectivity of those leaders in the process of data collection and analysis, functions regarding social lubricant, facilitator of shamanic trances, knowledge production and its role in the relations of gender and age were identified. Those functions were enmeshed to their symbols and meanings regarding to their drinking pattern and contexts. In the world-of-life, these changes can be seen through accidents, insults, marital disharmony, neglects, violent behavior, illness and death. The quantitative results point out that, the prevalence of 12 months of alcohol use was 39.1%. The alcohol use rate to women (17.3%) was 3.6 times lower than the men's rate. For males, alcohol rates increased from 8.1% to 64% in the age group from 09 to 14 to 15 to 19 years-old. The highest proportions of alcohol use among parents were found in extended families and associated with the negative consequences of those who use cachaça. On the other hand, the nuclear families had an association of protection to the use of alcohol in the age group of 9 to 14 years in the female gender. In spite of the use of alcohol in the female beginning from 20 to 24 years, the rates of problems related to this use by the women surpassed those of men during the 25 to 45 years of age. With a substantial agreement of reproducibility in the application of the questionnaire, our hope is that the ease of application and the predictive force of this tool will allow the detection and monitoring of alcohol use and its consequences in the Maxakali people.(AU)


Assuntos
Transtornos Relacionados ao Uso de Álcool , Bebidas Alcoólicas , Alcoolismo , Características Culturais , Índios Sul-Americanos , Cultura Indígena , Percepção Social , Problemas Sociais , Pesquisa Qualitativa , Estudos de Avaliação como Assunto
15.
Pensando fam ; 21(2): 134-148, dez. 2017.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-895236

RESUMO

Este estudo de caso teve como objetivo ilustrar e compreender a dinâmica de uma família em situação de vulnerabilidade social, considerando os segredos familiares que a permeavam. Relatou-se e discutiu-se um processo de terapia familiar do qual participaram uma senhora, seus dois netos e três bisnetos, atendidos no serviço-escola de uma universidade brasileira. Destacou-se a presença de segredos mantidos com o objetivo de proteção mútua, bem como a aprendizagem de padrões de omissão de informação pelas crianças. Entre as repercussões do segredo, identificaram-se comportamentos sintomáticos que podem ser compreendidos como uma forma de lidar com a ansiedade gerada por esses segredos e uma sensação de insegurança nos relacionamentos. Os segredos mantidos por essa família, que vivia uma situação de vulnerabilidade social, mostraram-se como fatores de risco adicionais a todas as dificuldades já enfrentadas. Os segredos minavam e obscureciam seus recursos familiares, impedindo que contassem com o apoio uns dos outros.(AU)


This case study aimed to illustrate and to comprehend the dynamics of a social vulnerable family, considering their family secrets. Their family therapy process was related and discussed. A woman, her two grandchildren and three great-grandchildren participated in family therapy sessions conducted in a Brazilian university clinic. Secrets aimed to protect other family members were prominent, as also the learning, by the children, of communicative process characterized by concealments. Their family secrets brought as repercussions: symptomatic behaviors comprehended as a mechanism to cope with the anxiety caused by the secrets, and relationship insecurity. The secrets kept by this family, which lived in a social vulnerability situation, acted as additional risk factors to the difficulties already faced by them. The secrets damaged and hided their family resources, preventing their mutual support.(AU)


Assuntos
Humanos , Confidencialidade/psicologia , Conflito Familiar/psicologia , Relações Familiares/psicologia , Terapia Familiar/instrumentação
16.
Psicol. Estud. (Online) ; 22(3): 421-432, jul.-set. 2017.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1102371

RESUMO

Este texto discute a intersetorialidade nas políticas públicas,rede de proteção social que associa diversos setores para tornar mais eficaz o atendimento à população. Propomos, a partir das ideias de Gilles Deleuze e Félix Guattari e da prática intersetorial pensada na transversalidade da macropolítica e de micropolítica, discutir teoricamente a intersetorialidade como um rizoma, uma rede de relações que pode ser percorrida em diversas direções, possuindo estratos e invenções diversas. Entre os estratos evidenciamos o excesso de trâmites, a falta de avaliações das ações conjuntas após os encaminhamentos, a ausência de resposta de setores, a falta de conhecimento dos técnicos e a sobrecarga de trabalho. Nas possibilidades de invenção, que são singulares, encontramos alguns pontos que favorecem agenciamentos: o compromisso dos profissionais, o conhecimento das atribuições do próprio setor e dos outros setores do equipamento e o conhecimento do território. Concluímos que a prática intersetorial se faz pela conexão de diferenças em um plano de imanência.


This text discusses intersectioriality in public policies, a social protection network that links different sectors to serve the population more effectively. Based on Gilles Deleuze and Felix Guattari's ideas and the intersectoral practice thought in the transversality of macropolitics and micropolitics, we propose a theoretical discussion of intersectoriality as a rhizome, a network of relationships that can be travelled in several directions, possessing strata and various inventions. Among the strata, wegive evidence of the excess of procedures, the lack of evaluations of the joint actions after referrals, the lack of response from the sector, the lack of knowledge and work overload of technicians, among others. In the possibilities of the invention, which are unique, there are some points that favour agencying: the commitment from the part of professionals; the knowledge of the tasks of the sector itself and other sectors of the equipment; and the knowledge of the territory. We conclude that the intersectorial practice is done through connecting differences in a plane of immanence.


En este texto se examina las políticas públicas intersectoriales, red de protección social que vincula diferentes sectores para servir más efectivamente a la población. Proponemos, a partir de las ideas de Gilles Deleuze y Félix Guattari y de la práctica intersectorial pensaba na trasnversalidad de la macro-política y de la micro-política, discutir teóricamente interseccionalidad como un rizoma, una red de relaciones que se pueden seguir en distintas direcciones, teniendo los estratos y las varias invenciones. Entre los estratos destacamos el exceso de procedimientos, la falta de evaluaciones de las acciones conjuntas después de las indicaciones, la falta de respuesta de los sectores, la falta de conocimiento de los técnicos y la sobrecarga de trabajo. En las posibilidades de la invención, que son únicas, hay algunos puntos que favorecen los ensamblajes: el compromiso de los profesionales, el conocimiento de los deberes del propio sector y de otros sectores y el conocimiento del territorio. Llegamos a la conclusión de que la práctica intersectorial se realiza por conexión de las diferencias en un plano de inmanencia


Assuntos
Política Pública , Colaboração Intersetorial , Financiamento da Pesquisa , População , Psicologia , Comportamento Social , Serviço Social , Família/psicologia , Saúde , Políticas , Articulações
17.
Rev. latinoam. cienc. soc. niñez juv ; 15(2): 1123-1135, jul.-dic. 2017. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-901883

RESUMO

Este artigo apresenta reflexões sobre a atuação do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte no Estado de Minas Gerais. Tomando como referencial a Doutrina da Proteção Integral, preconizada no Estatuto da Criança e do Adolescente, e a Metodologia do Marco Lógico (MML), recorremos à análise documental de modo a apresentar os marcos legais que orientaram a criação, o funcionamento e o desenvolvimento do Programa, assim como o perfil socioeconômico dos protegidos, cujas trajetórias de vida, marcadas por diversas formas de violações de direitos, se configuram como um grande desafio à proteção. Por outro lado, percebemos que um trabalho que encare os jovens como sujeitos de direitos permite intervenções cujos efeitos contribuem para a construção de novos projetos de vida.


This article reflects on the work of the Protection Program for Children and Adolescents who have received Death Threats in the State of Minas Gerais, Brazil. Framed within the Doctrine of Integrated Protection, contained within the Children and Adolescents Statute, as well as the logical framework approach (LFA), the authors of the study used documentary analysis to present the juridical framework responsible for the Program's creation and operation, in addition to the socioeconomic profiles of beneficiaries of the program. The lives of these children and adolescents, marked by various forms of violations of their rights, represent a significant challenge in terms of protection work. The authors conclude that this type of project, which views young people as subjects of rights, allows interventions that contribute to the construction of new life plans for these children and adolescents.


Este artículo presenta reflexiones sobre la actuación del Programa para la Protección de Niños y Adolescentes Amenazados de Muerte en el Estado de Minas Gerais. Referenciados en la Doctrina de la Protección Integral, presente en el Estatuto de los Niños y Adolescentes, y en la Metodología del Marco Lógico (MML), empleamos el análisis documental con el fin de presentar el marco jurídico, que dirigió la creación y el funcionamiento del Programa, así como el perfil socioeconómico de los protegidos, cuyas trayectorias de vida, marcadas por diversas formas de violaciones de sus derechos, configuran un importante desafío a la protección. Por otro lado, nos damos cuenta de que un trabajo que ve a los jóvenes como sujetos de derechos permite intervenciones cuyos efectos contribuyen a la construcción de nuevos proyectos de vida.


Assuntos
Fatores de Proteção , Morte
18.
SMAD, Rev. eletrônica saúde mental alcool drog ; 13(2): 109-114, 2017. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-962349

RESUMO

OBJETIVO: identificar publicações relacionadas à influência dos fatores associados à variação dos níveis de fissura em usuários de crack. METODOLOGIA: revisão de literatura sistemática, em que se rastreou estudos publicados no Brasil e exterior. As bases de dados utilizadas foram Publisher Medline, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde e Scientific Electronic Library. RESULTADOS: foram selecionados nove artigos, após a utilização dos critérios de inclusão e exclusão. Os fatores associados observados estão relacionados ao padrão de uso do crack, relações familiares, atividade profissional, utilização de outras substâncias, estratégias de redução de danos e ansiedade. CONCLUSÃO: acredita-se que a fissura pode interferir no consumo abusivo de crack e, assim, ocasionar diversos problemas tanto de ordem social como de saúde.


OBJECTIVE: to identify publications related to the influence of the factors associated with the variation in the levels of craving in crack users. METHOD: systematic literature review in which studies published in Brazil and abroad were screened. The databases used were Publisher Medline, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde and Scientific Electronic Library Online. RESULTS: nine articles were selected, after the use of the inclusion and exclusion criteria. The associated factors observed are related to the pattern of crack use, family relationships, professional activity, use of other substances, damage reduction strategies and anxiety. CONCLUSION: craving can interfere in crack abuse and thus cause different social and health problems.


Objetivo: Identificar publicaciones relacionadas con la influencia de los factores asociados con la variación de los niveles de ansia en los consumidores de crack. Métodos: Una revisión sistemática de la literatura que rastreó los estudios publicados en Brasil y en el extranjero. Las bases de datos utilizadas fueron Publisher Medline, América Latina y el Caribe en Ciencias de la Salud y Scientific Electronic Library. Resultados: Se seleccionaron nueve artículos después del uso de los criterios de inclusión y exclusión. Los factores asociados observados en los estudios se relacionan a lo comportamiento de lo consumo de crack, las relaciones familiares, la ocupación, el uso de otras sustancias, estrategias de reducción de daños y la ansiedad. Conclusión: La ansia puede causar el consumo excesivo de crack y por lo tanto causar muchos problemas tanto sociales cuanto de salud.


Assuntos
Problemas Sociais , Cocaína Crack , Transtornos Relacionados ao Uso de Cocaína , Relações Familiares , Fissura
19.
Psicol. Estud. (Online) ; 21(4): 665-675, out.-dez. 2016.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1102088

RESUMO

Os portadores de hanseníase vivenciam situações de preconceito que, com o estigma e a discriminação, culminam para o isolamento social e a restrição dos relacionamentos sociais. Este estudo teve o objetivo de avaliar a percepção do estigma nos indivíduos com hanseníase e suas repercussões sociais. Caracterizou-se por um estudo qualitativo mediante aplicação de entrevistas semiestruturadas em 20 usuários cadastrados para tratamento poliquimioterápico nas unidades de referência na Zona da Mata Mineira, no primeiro semestre de 2014. A análise foi realizada por meio da análise de conteúdo e foram definidas as seguintes categorias de análise: Desconhecimento sobre a doença; Diagnóstico e cura; Discriminação e medo; Encobrimento da doença; Apoio social; e Vínculo e participação social. O desconhecimento sobre a doença interfere no enfrentamento por parte dos indivíduos e, aliado ao receio da discriminação, foi suficiente para que eles ocultassem seu diagnóstico para os outros. Dessa forma, não foi possível perceber nenhuma alteração em seu vínculo social. Destacaram-se as diversas reações emocionais no momento do diagnóstico além da ênfase dada à cura pelos entrevistados. Neste trabalho, ficou evidente que o encobrimento da doença e o suporte social atuaram como fatores de proteção que impediram momentos de discriminação e restrição de participação social.


The individuals with Hansen's disease experience situations of prejudice that, together with stigma and discrimination, culminate in social isolation and restrictions in social relationships. This study aimed to evaluate the perception of stigma in individuals with Hansen's disease and its social repercussions. It was configured as a qualitative study, by means of semi-structured interviews with 20 users registered to chemotherapy treatment in reference units of Zona da Mata Mineira, in the first half of 2014. The analysis was performed through content analysis and the following categories were defined: Lack of knowledge about the disease; Diagnosis and cure; Discrimination and fear; Concealment of the disease; Social support; and Bond and social participation. Lack of knowledge about the disease interferes with the individual's ability to cope with it, and coupled with fear of discrimination, it was enough for them to conceal their diagnosis from others. Thus, it was not possible to notice any changes in their social bonds. The different emotional reactions at the moment of diagnosis stood out, in addition to the emphasis on healing given by respondents. In this study, it became clear that the concealment of the disease and the social support acted as protective factors that prevented moments of discrimination and restriction in social participation.


Las personas con enfermedad de Hansen viven situaciones de prejuicio que, junto con el estigma y la discriminación, culminó con el aislamiento social y la restricción de las relaciones sociales. Este estudio tuvo como objetivo evaluar la percepción de estigma en personas con enfermedad de Hansen y sus repercusiones sociales. Caracterizado por un estudio cualitativo mediante la aplicación de entrevistas semiestructuradas con 20 usuarios registrados a tratamiento de quimioterapia en las unidades de referencia en la Zona da Mata Mineira, en el primer semestre de 2014. Se realizó el análisis mediante el análisis de contenido y las siguientes categorías del análisis se definieron: La ignorancia sobre la enfermedad; El diagnóstico y la cura; La discriminación y el miedo; El ocultamiento de la enfermedad; El apoyo social; y Enlace y la participación social. La ignorancia sobre la enfermedad interfiere con afrontamiento de los individuos y, junto con el temor a la discriminación fuera suficiente para ellos para ocultar su diagnóstico a los demás. Por lo tanto, no fue posible notar cualquier cambio en su enlace social. Destacado las diferentes reacciones emocionales al momento del diagnóstico, además del énfasis en la curación por los encuestados. En este estudio, se hizo evidente que el ocultamiento de la enfermedad y el apoyo social actuó como factores de protección que impedían momentos de la discriminación y la restricción de la participación social.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Preconceito/psicologia , Discriminação Social/psicologia , Hanseníase/psicologia , Mudança Social , Isolamento Social/psicologia , Problemas Sociais/psicologia , Apoio Social , Diagnóstico , Quimioterapia Combinada/psicologia , Emoções , Medo/psicologia
20.
Estud. psicol. (Natal) ; 21(4): 415-423, out.-dez. 2016. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-840551

RESUMO

Resumo O presente artigo teve por objetivo analisar a racionalidade política que rege o sistema prisional brasileiro na atualidade. Para isso, tomou-se como objeto de pesquisa os relatórios de inspeções realizadas em estabelecimentos penais brasileiros pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) nos anos de 2011 e 2012. A análise da superlotação da população encarcerada possibilitou inferir a lógica não somente limitada às prisões, mas expandida por todo o corpo social, direcionada principalmente àqueles à margem da produção e do consumo e, por isso, a prisão tal como se observou, funciona como efeito que conserva a função de reprodução desta racionalidade.


Abstract The presented article aims to analyze the political rationality that governs the Brazilian prison system in the actuality. To this end, reports of inspections in Brazilian penal establishments made between 2011 and 2012 by the National Council for Criminal and Penitentiary Policy (CNPCP) were taken as the research object. The analysis of the overcrowding of the inmate population made it possible to infer that the logic is not limited to prisons, but exists within the society instead, particularly directed at those at the margin of production and consumption. Therefore the prison as observed is the effect and it retains its function of reinforcing this rationality.


Resumen Este artículo tuvo como objetivo analizar la racionalidad política que rige el sistema penitenciario brasileño hoy. Para ello, se tomó como objeto de investigación los informes de inspección llevadas a cabo en las prisiones brasileñas por el Consejo Nacional de Política Criminal y Penitenciaria (CNPCP) en los años 2011 y 2012. El análisis del hacinamiento de la población carcelaria ha llevado a deducir la lógica no sólo limitado a las cárceles, pero ampliado en todo el cuerpo social, dirigida principalmente a aquellos en los márgenes de la producción y el consumo y por lo tanto la detención como se ha señalado, trabaja el efecto que salva la función de reproducción de esta racionalidad.


Assuntos
Humanos , Prisões , Política Pública , Problemas Sociais/psicologia , Brasil , Psicologia Social , Segurança , Crime/psicologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...