Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
1.
Nutrients ; 13(3)2021 Mar 23.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-33806719

RESUMO

A possible role of dietary creatine for ensuring proper growth and development remains unknown. The main aim of this cross-sectional study was to quantify the amount of creatine consumed through regular diet among U.S. children and adolescents aged 2 to 19 years and investigate the relationship between creatine intake and growth indicators, using data from the 2001-2002 National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES). We included data for NHANES 2001-2002 respondents (4291 participants, 2133 boys and 2158 girls) aged 2 to 19 years at the time of screening, who provided valid dietary information and examination measures (standing height and weight). Individual values for total grams of creatine consumed per day for each participant were computed using the average amount of creatine (3.88 g/kg) across all sources of meat-based foods. All participants were categorized for height-for-age and BMI-for-age categories. The average daily intake of creatine across the whole sample was 1.07 ± 1.07 g (95% CI, from 1.04 to 1.10). Height, weight, and BMI were significantly different across creatine quartiles (p < 0.001), with all measures significantly higher in the 4th quartile of creatine intake (≥1.5 g/day) than those in other quartiles (p < 0.05). The participants from the 3rd quartile of creatine intake (0.84-1.49 g/day) were significantly different from others with respect to having lower rates of normal stature and higher rates of tall stature (p < 0.05). Each additional 0.1 g of creatine consumed per day increases height by 0.60 cm (simple model) or 0.30 cm (adjusted model). The daily intake of creatine from a regular diet in taller children and adolescents was higher than in shorter peers aged 2-19 years. Future research has to monitor temporal changes in growth and dietary creatine and validate our findings in interventional studies across pediatric populations.


Assuntos
Creatina , Dieta , Adolescente , Índice de Massa Corporal , Peso Corporal , Criança , Pré-Escolar , Estudos Transversais , Ingestão de Energia , Feminino , Humanos , Masculino , Inquéritos Nutricionais , Fatores de Risco , Estados Unidos
2.
Rev. bras. crescimento desenvolv. hum ; 24(2): 221-227, 2014. tab
Artigo em Inglês | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-65128

RESUMO

OBJECTIVE: To describe the nutritional situation of children under five years old resident in three cities of Brazil's northeastern region. METHODS: A transversal epidemiological study was undertaken with the participation of 1,378 children. The anthropometric measurements height/age, weight/age and weight/height were calculated in terms of the Z score. Children's growth curves of the World Health Organization were used as reference. RESULTS: Higher proportions were found of overweight/height (8.3% in Barra de São Miguel, 10.3% in Cabedelo and 5.9% in Tibau do Sul) than of deficit (1.5% in Barra de São Miguel, 1.9% in Cabedelo and 0.9% in Tibau do Sul). A higher prevalence of the height deficit was observed (5.9% in Barra de São Miguel, 5.5% in Cabedelo and 4.6% in Tibau do Sul) than of the weight deficit (3.6% in Barra de São Miguel, 2.5 % in Cabedelo and 1.5% in Tibau do Sul). CONCLUSION: The nutritional status of the group studied was unfavorable. Actions to promote adequate eating habits within the context of food and nutrition programs and policies should, therefore, be prioritized. The high prevalence of height deficit and overweight highlights the vulnerability of this group and the sum of the necessary actions should produce an impact by reversing this nutritional profile...(AU)


OBJETIVOS: Descrever a situação nutricional de crianças menores de cinco anos residentes em três municípios do Nordeste brasileiro. MÉTODO: Realizou-se um estudo epidemiológico transversal, com a participação de 1.378 crianças. Foram calculados os índices antropométricos altura/idade, peso/idade e peso/altura, segundo os valores em escore Z. As Curvas de Crescimento Infantil da Organização Mundial de Saúde foram utilizadas como referência. RESULTADOS: Identificaram-se maiores proporções de excesso de peso/altura (8,3% em Barra de São Miguel, 10,3% em Cabedelo e 5,9% em Tibau do Sul), quando comparadas às proporções de déficit de peso/altura (1,5% em Barra de São Miguel, 1,9% em Cabedelo e 0,9% em Tibau do Sul). Observaram-se, ainda, prevalências mais elevadas de déficit de altura/idade (5,9% em Barra de São Miguel, 5,5% em Cabedelo e 4,6% em Tibau do Sul), quando comparadas às prevalências de déficit de peso/idade (3,6% em Barra de São Miguel, 2,5% em Cabedelo e 1,5% em Tibau do Sul). CONCLUSÕES: Observou-se uma situação nutricional desfavorável no grupo estudado. Assim, ações voltadas para a promoção de uma alimentação adequada devem ser priorizadas no âmbito dos programas e políticas de alimentação e nutrição. As prevalências elevadas de déficit estatural e de excesso de peso reafirmam a vulnerabilidade deste grupo e a soma destas ações deve impactar na reversão deste perfil nutricional...(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Criança , Estado Nutricional , Antropometria , Gráficos de Crescimento , Programas e Políticas de Nutrição e Alimentação , Nutrição da Criança , Obesidade , Doença Crônica , Estudos Transversais , Estratégias de Saúde Nacionais
3.
Rev. bras. crescimento desenvolv. hum ; 24(2): 221-227, 2014. tab
Artigo em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-66876

RESUMO

OBJETIVOS: Descrever a situação nutricional de crianças menores de cinco anos residentes em três municípios do Nordeste brasileiro. MÉTODO: Realizou-se um estudo epidemiológico transversal, com a participação de 1.378 crianças. Foram calculados os índices antropométricos altura/idade, peso/idade e peso/altura, segundo os valores em escore Z. As Curvas de Crescimento Infantil da Organização Mundial de Saúde foram utilizadas como referência. RESULTADOS: Identificaram-se maiores proporções de excesso de peso/altura (8,3 por cento em Barra de São Miguel, 10,3 por cento em Cabedelo e 5,9 por cento em Tibau do Sul), quando comparadas às proporções de déficit de peso/altura (1,5 por cento em Barra de São Miguel, 1,9 por cento em Cabedelo e 0,9 por cento em Tibau do Sul). Observaram-se, ainda, prevalências mais elevadas de déficit de altura/idade (5,9 por cento em Barra de São Miguel, 5,5 por cento em Cabedelo e 4,6 por cento em Tibau do Sul), quando comparadas às prevalências de déficit de peso/idade (3,6 por cento em Barra de São Miguel, 2,5 por cento em Cabedelo e 1,5 por cento em Tibau do Sul). CONCLUSÕES: Observou-se uma situação nutricional desfavorável no grupo estudado. Assim, ações voltadas para a promoção de uma alimentação adequada devem ser priorizadas no âmbito dos programas e políticas de alimentação e nutrição. As prevalências elevadas de déficit estatural e de excesso de peso reafirmam a vulnerabilidade deste grupo e a soma destas ações deve impactar na reversão deste perfil nutricional.(AU)


Assuntos
Criança , Estado Nutricional , Antropometria , Gráficos de Crescimento , Programas e Políticas de Nutrição e Alimentação , Nutrição da Criança , Obesidade , Doença Crônica , Estudos Transversais , 36397
4.
Rev. bras. crescimento desenvolv. hum ; 24(2): 221-227, 2014. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-720729

RESUMO

OBJECTIVE: To describe the nutritional situation of children under five years old resident in three cities of Brazil's northeastern region. METHODS: A transversal epidemiological study was undertaken with the participation of 1,378 children. The anthropometric measurements height/age, weight/age and weight/height were calculated in terms of the Z score. Children's growth curves of the World Health Organization were used as reference. RESULTS: Higher proportions were found of overweight/height (8.3% in Barra de São Miguel, 10.3% in Cabedelo and 5.9% in Tibau do Sul) than of deficit (1.5% in Barra de São Miguel, 1.9% in Cabedelo and 0.9% in Tibau do Sul). A higher prevalence of the height deficit was observed (5.9% in Barra de São Miguel, 5.5% in Cabedelo and 4.6% in Tibau do Sul) than of the weight deficit (3.6% in Barra de São Miguel, 2.5 % in Cabedelo and 1.5% in Tibau do Sul). CONCLUSION: The nutritional status of the group studied was unfavorable. Actions to promote adequate eating habits within the context of food and nutrition programs and policies should, therefore, be prioritized. The high prevalence of height deficit and overweight highlights the vulnerability of this group and the sum of the necessary actions should produce an impact by reversing this nutritional profile...


OBJETIVOS: Descrever a situação nutricional de crianças menores de cinco anos residentes em três municípios do Nordeste brasileiro. MÉTODO: Realizou-se um estudo epidemiológico transversal, com a participação de 1.378 crianças. Foram calculados os índices antropométricos altura/idade, peso/idade e peso/altura, segundo os valores em escore Z. As Curvas de Crescimento Infantil da Organização Mundial de Saúde foram utilizadas como referência. RESULTADOS: Identificaram-se maiores proporções de excesso de peso/altura (8,3% em Barra de São Miguel, 10,3% em Cabedelo e 5,9% em Tibau do Sul), quando comparadas às proporções de déficit de peso/altura (1,5% em Barra de São Miguel, 1,9% em Cabedelo e 0,9% em Tibau do Sul). Observaram-se, ainda, prevalências mais elevadas de déficit de altura/idade (5,9% em Barra de São Miguel, 5,5% em Cabedelo e 4,6% em Tibau do Sul), quando comparadas às prevalências de déficit de peso/idade (3,6% em Barra de São Miguel, 2,5% em Cabedelo e 1,5% em Tibau do Sul). CONCLUSÕES: Observou-se uma situação nutricional desfavorável no grupo estudado. Assim, ações voltadas para a promoção de uma alimentação adequada devem ser priorizadas no âmbito dos programas e políticas de alimentação e nutrição. As prevalências elevadas de déficit estatural e de excesso de peso reafirmam a vulnerabilidade deste grupo e a soma destas ações deve impactar na reversão deste perfil nutricional...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Antropometria , Criança , Nutrição da Criança , Doença Crônica , Gráficos de Crescimento , Programas e Políticas de Nutrição e Alimentação , Estado Nutricional , Obesidade , Estudos Transversais , Estratégias de Saúde Nacionais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...