Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 46
Filtrar
1.
J Anal Psychol ; 67(2): 563-572, 2022 04.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-35856531

RESUMO

This paper presents a discussion of issues concerning the concept of borderline personality disorder. We start from the constitution of the borderline structure, and move towards understanding particular aspects of borderline development, both on an individual and a collective level. This discussion is based on the examination of a progression in three different concentric circles: first, the context of child-parent relationships; second, interpersonal relationships established in the school environment; and, finally, an amplification of some aspects of contemporary culture that could be related to the current importance of this condition.


Cet article présente une discussion sur les questions relatives au concept de trouble de la personnalité borderline. Nous partons de la constitution de la structure borderline, pour aller ensuite vers la compréhension d'aspects particuliers du développement borderline, à la fois au niveau individuel et collectif. La discussion est fondée sur l'étude d'une progression dans trois cercles concentriques différents: premièrement le contexte des relations enfant-parent, deuxièmement les relations interpersonnelles établies dans l'environnement scolaire, et en dernier une amplification de certains aspects de la culture contemporaine qui pourraient rendre compte de l'importance actuelle de ce trouble.


El presente trabajo presenta una discusión sobre temas que conciernen al concepto del trastorno límite de la personalidad (borderline). Comenzamos con la constitución de la estructura borderline, para luego movernos hacia la comprensión de aspectos particulares del desarrollo borderline, tanto a nivel individual como colectivo. La discusión se basa en el análisis de la progresión a través de tres círculos concéntricos: primero, el contexto de la relación parental; segundo, las relaciones interpersonales en el contexto escolar; y finalmente una amplificación de ciertos aspectos de la cultura contemporánea que podrían estar relacionados con la importancia actual de esta condición.


Este artigo apresenta uma discussão de questões relacionadas ao conceito de transtorno de personalidade limítrofe. Partimos da constituição da estrutura limítrofe e avançamos para a compreensão de aspectos particulares do desenvolvimento limítrofe, tanto em nível individual quanto coletivo. A discussão baseia-se no exame de uma progressão em três círculos concêntricos diferentes: primeiro, o contexto das relações filho-pai; segundo, as relações interpessoais estabelecidas no ambiente escolar; e, finalmente, uma ampliação para alguns aspectos da cultura contemporânea que poderiam estar relacionados à importância atual dessa condição.


Assuntos
Transtorno da Personalidade Borderline , Transtorno da Personalidade Borderline/terapia , Humanos
2.
Rev. Bras. Psicoter. (Online) ; 24(1): 125-138, jan-abr. 2022.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1371677

RESUMO

A contratransferência (CT) é um elemento do relacionamento terapêutico que possui valor clínico, especialmente com pacientes com personalidade borderline (PB). Este estudo, qualitativo e exploratório, visou identificar os sentimentos despertados em psicoterapeutas frente a um caso de paciente com PB, buscando compreendê-los em relação às características da paciente ou da sua narrativa, bem como explorar de que forma a CT seria idealmente manejada. Oito psicoterapeutas assistiram ao vídeo de uma sessão real com paciente com PB e, após, responderam a uma entrevista. As transcrições das entrevistas foram analisadas com o método Consensual Qualitative Research (CQR). Os dados organizaram-se em relação às facetas da CT, características da paciente que mobilizam afetos, e manejo da CT. Os resultados sugerem que pacientes com PB tendem a suscitar sentimentos intensos, vinculados a sua história e seu funcionamento em situação observacional, apontando para a viabilidade do método para o estudo empírico da CT. Resultados de estudos como esse podem ser utilizados como guia para jovens terapeutas compreenderem o mundo interno dos seus pacientes. A validação empírica de hipóteses clínicas fortalece a teorização e enriquece a prática psicanalítica.(AU)


Countertransference (CT) is an element of the therapeutic relationship that has clinical value, especially with borderline personality patients (BP). This qualitative and exploratory study aimed to identify the feelings aroused in psychotherapists in the case of a BP patient, seeking to understand them in relation to the patient's characteristics or her narrative, as well as exploring how the CT would be ideally managed. Eight psychotherapists watched the video of a real session with a BP patient and responded to an interview. The interview transcripts were analyzed using the Consensual Qualitative Research (CQR) method. The data were organized in relation to the facets of the CT, characteristics of the patient that mobilize affections, and management of the CT. The results suggest that patients with BP tend to elicit intense feelings, linked to their history and functioning, in an observational situation, pointing to the feasibility of the method for the empirical study of CT. Results from studies like this one can be used as a guide for young therapists to understand the inner world of their patients. Empirical validation of clinical hypotheses strengthens theorization and enriches psychoanalytic practice.(AU)


La contratransferencia (CT) es un elemento de la relación terapéutica que tiene valor clínico, especialmente en pacientes con personalidad límite (BP). Este estudio cualitativo y exploratorio tuvo como objetivo identificar los sentimientos que despiertan los psicoterapeutas en el caso de un paciente con BP, buscando comprenderlos en relación con las características de la paciente o su narrativa, así como explorar cómo se manejaría idealmente la CT. Ocho psicoterapeutas vieron el video de una sesión real y luego respondieron a una entrevista. Las transcripciones de las entrevistas se analizaron utilizando el método de Investigación Cualitativa Consensual (CQR). Los datos se organizaron en relación a las facetas del CT, características del paciente que movilizan afectos y manejo de la CT. Los resultados sugieren que los pacientes con BP tienden a provocar sentimientos intensos, ligados a su historia y funcionamiento, en una situación de observación, lo que apunta a la viabilidad del método para el estudio empírico de la CT. Los resultados de estudios como este pueden usarse como una guía para que los terapeutas jóvenes comprendan el mundo interior de sus pacientes. La validación empírica de hipótesis clínicas fortalece la teorización y enriquece la práctica psicoanalítica.(AU)


Assuntos
Transtorno da Personalidade Borderline , Contratransferência , Psicoterapeutas
3.
Rev. Bras. Psicoter. (Online) ; 22(3): 63-79, 20200000.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1349380

RESUMO

A formulação psicodinâmica é uma narrativa descritiva sobre a natureza e a etiologia dos problemas psíquicos do paciente que serve para orientar o tratamento e nortear a avaliação da mudança. Neste artigo, apresenta-se Core Conflictual Relationship Theme (Tema Central de Conflitos nos Relacionamentos; CCRT) CCRT e ilustra-se a sua aplicabilidade para sistematizar a formulação psicodinâmica de caso. Para isso, foram analisadas as três sessões iniciais de uma psicoterapia de uma paciente com transtorno de personalidade borderline. Discute-se as vantagens da aplicação do CCRT para sistematizar a formulação diagnóstica no contexto do ensino, da pesquisa e da prática clínica. Este estudo integra um projeto maior "A personalidade borderline e seu impacto nos processos de vinculação e mudança em psicoterapia psicanalítica", aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP 14/184).(AU)


The psychodynamic formulation is a descriptive narrative about the nature and etiology of the patient's psychological problems that serves to guide the treatment and guide the assessment of change. In this article, Core Conflictual Relationship Theme is presented (CCRT) CCRT and its applicability to systematize the psychodynamic formulation of the case is illustrated. For this, the initial three sessions of psychotherapy of a patient with borderline personality disorder were analyzed. The advantages of applying the CCRT to systematize the diagnostic formulation in the context of teaching, research and clinical practice are discussed. This study is part of a larger project "The borderline personality and its impact on the processes of attachment and change in psychoanalytic psychotherapy", approved by the Research Ethics Committee (CEP 14/184).(AU)


La formulación psicodinámica es una narración descriptiva sobre la naturaleza y etiología de los problemas psicológicos del paciente que sirve para guiar el tratamiento y guiar la evaluación del cambio. En este artículo, se presenta el tema de relación de conflicto central (CCRT) CCRT y se ilustra su aplicabilidad para sistematizar la formulación psicodinámica del caso. Para esto, se analizaron las tres sesiones iniciales de psicoterapia de un paciente con trastorno límite de la personalidad. Se discuten las ventajas de aplicar el CCRT para sistematizar la formulación diagnóstica en el contexto de la enseñanza, la investigación y la práctica clínica. Este estudio es parte de un proyecto más amplio "La personalidad límite y su impacto en los procesos de apego y cambio en la psicoterapia psicoanalítica", aprobado por el Comité de Ética de Investigación (CEP 14/184).(AU)


Assuntos
Transtorno da Personalidade Borderline , Conflito Psicológico , Psicoterapia Psicodinâmica , Relações Interpessoais
4.
Rev. Bras. Psicoter. (Online) ; 22(2): 101-113, ago. 2020.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1247546

RESUMO

O entendimento e tratamento das patologias da identidade representam grande desafio aos profissionais de saúde mental devido à complexidade e intensidade de sua apresentação. No presente estudo relatamos um caso típico de patologia da identidade, revisando teorias sobre formação do self, caráter, identidade, além da descrição de conceitos importantes para o entendimento e consequente discussão do mesmo.(AU)


The understanding and treatment of identity pathologies present a great challenge to mental health professionals due to the complexity and intensity of their presentation. In the present study we report a typical case of identity pathology, reviewing theories about self formation, character, identity, as well as the description of important concepts for understanding and consequent discussion of the case.(AU)


El entendimiento y tratamiento de las patologías de la identidad representan un gran desafío a los profesionales de salud mental debido a la complejidad e intensidad de su presentación. En el presente estudio relatamos un caso típico de patología de la identidad, revisando teorías sobre formación del self, carácter, identidad, además de la descripción de conceptos importantes para el entendimiento y consecuente discusión del mismo.(AU)


Assuntos
Psicoterapia , Transtorno da Personalidade Borderline , Psicologia do Self , Teoria da Mente
5.
Trends psychiatry psychother. (Impr.) ; 40(1): 16-20, Jan.-Mar. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-904606

RESUMO

Abstract Objective The current study presents the translation and adaptation of the 20-item Taiwan version of the Borderline Personality Inventory (BPI) into Brazilian Portuguese (BPI-P). Methods After translation and back-translation, the Brazilian Portuguese version was administered to three samples: patients with borderline personality disorder, psychiatric patients with comorbid substance use disorder and volunteers with no reported mental disorders. Results Significant differences between groups for borderline scores (analysis of variance [ANOVA], F = 52.923, p = 0.01) were found but there were no significant correlations between scores for borderline personality disorder and alcohol or nicotine dependence. The BPI-P had satisfactory validity for borderline personality disorder, even when anxiety and depression were present, with an area under the receiver operating characteristic curve of 0.931 at a cutoff point of 14. Conclusion This study provides support for the potential utility of the BPI-P as a screening instrument for clinical practice in Portuguese speaking countries, including outpatients with alcohol and nicotine use disorders in early or sustained remission.


Resumo Objetivo Este estudo apresenta a tradução e adaptação do Inventário de Taiwan para Transtorno de Personalidade Borderline (IPB) de 20 itens, para o português brasileiro (IPB-P). Métodos Após tradução e retrotradução, a versão em português brasileiro foi aplicada em três amostras: pacientes com transtorno de personalidade borderline, pacientes psiquiátricos com comorbidade de transtorno de uso de substâncias e voluntários sem transtornos mentais relatados. Resultados Diferenças significantes entre os grupos em relação aos graus para borderline (análise de variância [ANOVA], F = 52,923, p = 0,01) foram encontradas mas não houve correlações significantes entre as pontuações para transtorno de personalidade borderline e dependência de álcool ou nicotina. O IPB-P teve uma validade satisfatória para transtorno de personalidade borderline mesmo quando ansiedade e depressão estavam presentes, com uma área sob a ROC (receiver operating characteristic curve) de 0,931 no ponto de corte de 14. Conclusão Este estudo dá suporte para a utilidade potencial do IPB-P como um instrumento de rastreamento para a prática clínica em países de língua portuguesa, incluindo pacientes ambulatoriais com transtorno de uso de álcool e nicotina em remissão precoce ou sustentada.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Escalas de Graduação Psiquiátrica , Transtorno da Personalidade Borderline/diagnóstico , Ansiedade/complicações , Ansiedade/diagnóstico , Tradução , Transtorno da Personalidade Borderline/complicações , Transtorno da Personalidade Borderline/psicologia , Análise de Variância , Sensibilidade e Especificidade , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/complicações , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/diagnóstico , Depressão/complicações , Depressão/diagnóstico
6.
Psico USF ; 23(4): 705-717, 2018. tab, il
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-967617

RESUMO

Pacientes com transtorno de personalidade borderline (TPB) são tipicamente instáveis e intensos em seus afetos e comportamentos, facilmente despertando reações emocionais negativas em seus terapeutas. Desse modo, manejar a contratransferência é fundamental para a psicoterapia com esses pacientes. Este estudo de caso sistemático visa descrever as manifestações contratransferenciais no processo terapêutico do primeiro ano de uma terapia psicanalítica de uma paciente com TPB, ampliando o conhecimento empírico sobre como a contratransferência interage com as variáveis do paciente. As sessões (n = 59) foram codificadas por duplas de juízes independentes treinados com o Psychotherapy Process Q-Set (PQS), um q-sort de 100 itens que fornece descrição das variáveis do paciente, do terapeuta e da interação terapêutica que caracterizam o tratamento. Experts em psicoterapia psicanalítica selecionaram seis itens do PQS como indicadores de reações contratransferenciais e 12, como indicadores de estados mentais e comportamentos característicos de pacientes com TPB. Esses itens foram examinados em relação ao tempo. Os achados revelam a predominância de atitudes terapêuticas compatíveis com uma contratransferência positiva. As implicações clínicas dos achados são discutidas. (AU)


Patients with borderline personality disorder (BPD) are typically unstable and intense in their feelings and behaviors, easily arousing negative emotional reactions in their therapists. Therefore, managing countertransference is essential for psychotherapy with these patients. The present systematic case study aims to describe countertransferential manifestations in the therapeutic process of the first year of a psychoanalytical therapy with a BPD patient, broadening the empirical knowledge on how countertransference interacts with the patient's variables. The sessions (n=59) were codified by pairs of independent judges trained with the Psychotherapy Process Q-Set (PQS), a q-sort with 100 items that give a description of the patient, the therapist and of the interaction variables that typify the treatment. Experts in psychoanalytical psychotherapy selected six PQS items as indicative of countertransferential reactions and 12, as indicators of mental states and behaviors characteristic of patients with BPD. These items were examined in relation to time. Findings reveal predominance of therapeutic attitudes compatible with positive countertransference. (AU)


Pacientes con trastorno de personalidad borderline (TPB) son típicamente inestables e intensos en los afectos y comportamientos, y despiertan fácilmente reacciones emocionales negativas en los terapeutas. Por lo tanto es fundamental manejar la contratransferencia en la psicoterapia con estos pacientes. Este estudio de caso sistemático pretende describir las manifestaciones contratransferenciales en el proceso terapéutico del primer año de una terapia psicoanalítica de un paciente con TPB, ampliando el conocimiento empírico sobre, cómo la contratransferencia interactúa con las variables del paciente. Las sesiones (n=59) fueron codificadas por duplas de jueces independientes, entrenados con el Psycoterapy Process Q-Set (PQS), un q-sort de 100 ítems que proporcionan descripción de las variables del paciente, del terapeuta y de la interacción terapéutica que caracterizan el tratamiento. Expertos en psicoterapia psicoanalítica seleccionaron 6 ítems del PQS como indicadores de reacciones contratransferenciales y 12, como indicadores de estados mentales y comportamientos característicos de pacientes con TPB. Estos ítems fueron examinados con relación al tiempo y los resultados revelan predominio de actitudes terapéuticas compatibles con una contratransferencia positiva. Se discuten las implicaciones clínicas de los resultados. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Transtorno da Personalidade Borderline/psicologia , Processos Psicoterapêuticos , Contratransferência
7.
Psicol. argum ; 35(90): 1-15, jul.-dez. 2017. ilus, tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-72148

RESUMO

O Transtorno de Personalidade Borderline (TPB) foi reconhecido pela American Psychiatric Association (APA) como psicopatologia com sua aparição inicial na 3ª edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM), publicado em 1980, no eixo II de Transtornos da Personalidade que é definido pelos traços dramáticos, emotivos e erráticos. A descrição do diagnóstico foi mantida em todas as edições posteriores do manual, no entanto, o transtorno foi apresentado com alterações e novas informações a cada nova publicação. Este trabalho tem como objetivo investigar as mudanças e os critérios utilizados para as mesmas no diagnóstico do Transtorno de Personalidade Borderline do DSM a partir da sua primeira aparição no DSM III e nas edições posteriores (IV e 5), incluindo as edições revisadas (III R e IV TR). Foi realizada uma pesquisa bibliográfica referente ao termo borderline para breve contextualização e acerca da fundação da APA e da criação do DSM. Em seguida, as descrições do diagnóstico do TPB nas edições III, III R, IV, IV TR e 5 do DSM fizeram parte de uma leitura crítica e foram comparadas entre si e para verificação das mudanças e dos critérios utilizados pela APA para as mesmas. Por fim, efetuou-se uma análise crítica dos dados obtidos para compreensão acerca da escolha dos critérios utilizados pela APA para alteração do diagnóstico do TPB em todas as edições em que aparece. Apesar da escassez de material bibliográfico para pesquisa, os dados obtidos apontaram para a necessidade de classificação nosológica dos transtornos mentais motivadora para a formação da APA na década de 50 e, posteriormente, a elaboração do DSM. Averiguou-se as informações divergentes e uma crescente na quantidade de informações na descrição do diagnóstico do TPB a cada edição do manual publicada. Concluiu-se que as alterações da descrição do diagnóstico do transtorno... (AU)


The Borderline Personality Disorder (BPD) was recognized by American Psychiatric Association (APA) as a psychopathology with its first show at the 3rd edition of Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM), published in 1980, at axis II of Personality Disorders which is defined by dramatic features, emotional and erratics. The diagnostic description was kept all the post manual editions, however, the disorder was presented with alterations and inclusion of informations every new publication. This work has as objective to investigate the modifications and the diagnostic criteria used for these on Borderline Personality Disorder’s description at DSM starting from its first appearance at DSM III and post editions (IV and 5), including revised editions (III R and IV TR). It was realized a bibliographic research about the term borderlinefor brief contextualization and about the foundation of APA and the DSM creation. Then, the BPD’s diagnostic description on the III, IIIR, IV, IV TR and 5 editions from DSM made part of a critic reading and they was compared between then for verification of alterations and the criteria used by APA for these. Lastly, a critical analysis from obtained data was made to understand about the choice of used criteria by APA to the BPD diagnostic at all the editions where appears. Although the scarcity of bibliographic material to research, the obtained data pointed to a necessity of mental disorders nosological classification that motivates the APA’s formation on 50’s and, posteriorly, the DSM’s elaboration. It was examined the divergent informations and a growing on quantity of informations on the BPD diagnostic description each published manual edition. It was ended that the alterations of disorder diagnostic description... (AU)


Assuntos
Humanos , Diagnóstico , Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais , Transtorno da Personalidade Borderline , Psicopatologia
8.
Aval. psicol ; 16(4): 444-451, 2017. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-963659

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi investigar as diferenças entre os sexos na Escala Fatorial de Neuroticismo (EFN) e em suas facetas em 40 pacientes com Transtorno da Personalidade Borderline internados em uma clínica psiquiátrica bem como a ocorrência de TEPT nesses pacientes. Também foi aplicada a Borderline Symptoms List (BSL-23) para avaliar a sintomatologia do Transtorno Borderline. Os resultados mostraram uma pontuação elevada dessa amostra na EFN com relação a amostra de normatização da escala (122,39 ± 12,00). Não houve diferença significativa entre os sexos. Muitos pacientes apresentaram como comorbidade o Transtorno Depressivo Maior (40%) e tanto homens quanto mulheres obtiveram as pontuações mais elevadas na faceta depressão. Os resultados indicaram a ocorrência de experiências traumáticas na infância e a probabilidade cinco vezes maior de pessoas com TPB com histórico de abuso de desenvolverem TEPT. Sugere-se um estudo com populações clínicas maiores, na tentativa de encontrar um ponto de corte ou um padrão de pontuação nos instrumentos de Neuroticismo que possa indicar TPB e outros estudos que aprofundem as relações entre TEPT, abuso e a ocorrência de depressão nesses pacientes. (AU)


The objective of this study was to investigate the differences between the sexes in the Factorial Neuroticism Scale (FNS) and its facets in 40 patients with borderline personality disorder hospitalized in a psychiatric clinic, as well as the occurrence of PTSD in these patients. The Borderline Symptoms List (BSL-23) was also applied to evaluate the symptomatology of borderline personality disorder. The results showed a high FNS score in this sample in relation to the scale's normalization sample (122.39 ± 12.00). There was no significant difference between the sexes. Many patients presented Major Depressive Disorder (40%) as comorbidity, and both men and women had the higher scores in the depression facet. The results indicated the occurrence of traumatic experiences in childhood and a five-fold higher probability of people with BPD and a history of abuse of developing PTSD. We suggest a study with larger clinical populations in an attempt to find a cutoff point or a scoring standard in the Neuroticism instrument that could indicate BPD, and other studies that deepen the relations between PTSD, abuse and the occurrence of Depression in these patients. (AU)


El objetivo de este trabajo fue investigar las diferencias entre los sexos en la Escala Factorial de Inestabilidad Emocional EFN y en sus facetas, en 40 pacientes con trastorno de personalidad bordeline internados en una clínica psiquiátrica así como la ocurrencia de TEPT en los mismos. También se aplicó la Borderline Symptoms List (BSL-23) para evaluar la sintomatología del trastorno bordeline. Los resultados mostraron alta puntuación en esta muestra en la EFN con relación a la muestra de normatización de la escala (122,39 ± 12,00). No se dieron diferencias significativas entre los sexos. Muchos pacientes presentaron como comorbidad el Trastorno Depresivo Mayor (40%) y tanto hombres como mujeres obtuvieron las puntuaciones más elevadas en la faceta depresión. Los resultados indicaron la ocurrencia de experiencias traumáticas en la infancia y la probabilidad cinco veces mayor de personas con TPB con histórico de abuso, de desarrollar TEPT. Se sugiere un estudio con poblaciones clínicas mayores, tratando de encontrar un punto de corte o un patrón de puntuación en los instrumentos de Inestabilidad Emocional que puedan indicar TPB y otros estudios para investigar más a fondo la relación entre el trastorno de estrés postraumático TEPT, abuso y la ocurrencia de depresión en esos pacientes. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Transtorno da Personalidade Borderline/psicologia , Neuroticismo , Hospitalização , Transtornos da Personalidade/psicologia , Distribuição por Sexo , Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais
9.
Ribeirão Preto, SP; s.n; 2017. 64 p. tab.
Tese em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ACVSES, SESSP-PAPSESSP, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1084526

RESUMO

Dada a diversidade das manifestações clínicas que envolvem o diagnóstico de Transtorno de Personalidade Histriônica, considera-se que a avaliação psicodiagnóstica pode possibilitar uma ampliação do conhecimento sobre o funcionamento psíquico e a estrutura de personalidade desses pacientes, especialmente quando se considera as peculiaridades de tal funcionamento, as quais podem ser abordadas por meio de um estudo de caso. Objetivou-se caracterizar, por meio de um estudo de caso, os indicadores clínicos e psicodinâmicos apresentados por uma paciente diagnosticada com Transtorno de Personalidade Histriônica, avaliada pelo método de Rorschach, focalizando os aspectos relativos à integração da identidade. Procedeu-se a análise clínica e psicodiagnóstica de um caso de uma paciente, de 37 anos, do sexo feminino, em situação de semi-internação no Serviço de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP). Foram utilizados dados relativos à história clínica psiquiátrica e ao psicodiagnóstico de Rorschach, aplicado e codificado segundo as normas da escola francesa...


Assuntos
Avaliação de Resultados em Cuidados de Saúde , Histeria , Relatos de Casos , Teste de Rorschach , Transtorno da Personalidade Histriônica
10.
Psicol. rev. (Belo Horizonte) ; 22(3): 579-595, dez. 2016.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-955815

RESUMO

A relação terapêutica tem sido destacada como um dos principais fatores relativos a regulação emocional em pacientes com Transtorno da Personalidade Borderline (TPB). A Terapia Comportamental Dialética (TCD) coloca a relação terapêutica como um de seus pilares terapêuticos devido ao uso da relação como forma de persuasão e modificação de comportamentos desadaptadivos. Diversos estudos têm indicado que esta tem sido uma abordagem eficaz no tratamento do TPB e atualmente é o tratamento de primeira linha de escolha. Este estudo tem como objetivo explorar a relação terapêutica com pacientes borderlines na TCD por meio de uma revisão de literatura. Foram observados fatores essenciais da relação terapêutica como a empatia, proteção, cuidado, flexibilidade, versatilidade, congruência e compromisso. Embora esses fatores devam estar presentes em toda relação terapêutica, no TPB requerem atenção especial. A TCD demonstra articular os fatores da relação terapêutica de modo a contribuir para um maior engajamento do paciente no tratamento


The therapeutic relationship has been highlighted as one of the main factors related to emotional regulation in patients with Borderline Personality Disorder (BPD). The Dialectical Behavior Therapy (DBT) sets the therapeutic relationship as one of its therapeutic pillars due to the use of the relationship as a means of persuasion and change maladaptive behavior. Several studies have indicated that this has been an effective approach in the treatment of BPD and is currently the first-line treatment of choice. This study aims to explore the therapeutic relationship with borderline patients in TCD through a literature reviewed. Observing essential factors of the therapeutic relationship such as empathy, protection, care, flexibility, versatility, consistency and commitment. While these factors must be present in every therapeutic relationship, the TPB require special attention. The TCD demonstrates articulate the factors of the therapeutic relationship in order to contribute to greater patient engagement in treatment


La relación terapéutica se ha destacado como uno de los principales factores relacionados con la regulación emocional en los pacientes con trastorno de personalidad borderline (TPB). La terapia dialéctica conductual (TDC) pone la relación terapéutica como uno de sus pilares terapéuticos debido a la utilización de la relación como medio de persuasión y modificación de comportamientos inadaptados. Varios estudios han indicado que éste ha sido un enfoque eficaz en el tratamiento del TPB y actualmente es el tratamiento de primera línea de elección. Este estudio tiene como objetivo explorar la relación terapéutica con los pacientes borderline na TDC a través de una revisión de la literatura. Se observaron factores esenciales de la relación terapéutica como la empatía, la protección, el cuidado, la flexibilidad, versatilidad, congruencia y compromiso. Si bien estos factores deben estar presentes en toda relación terapéutica, en el TPB requiere una atención especial. La TDC demuestra articular los factores de la relación terapéutica con el fin de contribuir a una mayor participación del paciente en el tratamiento


Assuntos
Transtorno da Personalidade Borderline , Terapia Comportamental , Empatia
11.
J. bras. psiquiatr ; 65(2): 127-134, tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-787510

RESUMO

ABSTRACT Objectives A few Brazilian researches correlate personality disorders (PD) and substance related disorders (SRD). The aim of the present study is to investigate the association between them, to evaluate the PD frequency among chemical dependents inpatients, this comorbidity association with social and demographic characteristics, used drug of choice, its impact on clinical evolution until the moment of their committal, the frequency of relapse, self-help group – and psychotherapic adherence among SRD patients six months following committal. Methods A 101 inpatients sample of chemical dependents was enrolled in 2 hospitals. The following instruments were applied: a questionnaire for social and demographic characteristics identification and drug use pattern, some questions from the sixth version of the Addiction Severity Index (ASI-6), the SCID-II questionnaire and specific questions concerning psychotherapic and self-help groups participation, and medication use. Results From these 101 patients, 55.4% were diagnosed with PD, being avoidant (14.9%), borderline (11.9%) and antisocial (8.9%) the more frequent ones found. PD patients had an earlier crack use in life (p = 0.038) and had also more previous treatments than the ones without PD (p = 0.005). Borderline PD patients were less worried to substance use problem (p = 0.003). After 6-months follow-up, no statistical significance was found between patients with and without PD regarding drug use or treatment adherence. Conclusion A high PD diagnosis was found in drug use inpatients. Patients diagnosed with SRD and PD need the identification of this comorbidity and of their personality characteristics in order to plan a more comprehensive and effective treatment.


RESUMO Objetivos Poucos estudos brasileiros correlacionam transtornos de personalidade (TP) com transtorno por uso de substâncias (TUS). O objetivo deste estudo é verificar a associação entre eles, avaliar a frequência dos TP na população de dependentes químicos internados, correlacionar com características sociodemográficas, drogas de escolha, frequência de recaída, aderência a grupos de autoajuda e psicoterapia em até seis meses após a alta hospitalar. Métodos Uma amostra de 101 pacientes internados em dois hospitais foi selecionada. Os seguintes instrumentos foram aplicados: um questionário para identificação de características sociodemográficas e padrão de uso de drogas, algumas questões da sexta versão do ASI-6 (Addiction Severity Index), o SCID-II e algumas questões específicas sobre participação em grupos de autoajuda e em psicoterapia, bem como o uso de medicações. Resultados Destes 101 pacientes, 55,4% foram diagnosticados com TP, sendo evitativa (14,9%), limítrofe (11,9%) e antissocial (8,9%) as mais frequentemente encontradas. Pacientes com TP demonstraram ter feito uso mais precoce de crack na vida (p = 0,038) e também tinham mais tratamentos anteriores do que aqueles sem TP (p = 0,005). Pacientes com TP limítrofe estavam menos preocupados com o problema de abuso de substâncias (p = 0,003). Após seis meses de seguimento, nenhuma diferença estatística significativa foi encontrada entre pacientes com e sem TP acerca do uso de drogas ou aderência ao tratamento. Conclusão Uma alta prevalência de TP foi encontrada em pacientes internados por TUS. Pacientes diagnosticados com TP e TUS necessitam a identificação da comorbidade e das características de sua personalidade, a fim de planejar um tratamento mais abrangente e eficaz.

12.
Rev. bras. ter. comport. cogn ; 18(1): 45-58, 2016.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-789754

RESUMO

A terapia comportamental dialética (DBT) é um protocolo clínico inicialmente desenvolvido para o tratamento de comportamentos suicidas e parassuicidas, e posteriormente estendido para algumas psicopatologias, como o transtorno da personalidade borderline. O tratamento envolve a aprendizagem de comportamentos pré-requisitos, divididos nos estágios (1) “alcançando as habilidades básicas”, (2) “redução do estresse pós-traumático” e (3) “resolvendo problemas de vida e aumentando o respeito próprio”. O presente artigo analisa se, e em que medida, a DBT preenche os critérios filosófico-aplicados de inclusão nas terapias baseadas na análise do comportamento. Para isso analisou sua concepção filosófica de base, bem como as estratégias de avaliação e intervenção. Argumentou-se que o embasamento filosófico adotado se aproxima do behaviorismo, devido a sua definição de comportamento, concepção de causas e de seleção. Foram identificadas também estratégias de avaliação e intervenção, com foco na aceitação e na mudança, baseadas em análises funcionais, no reforçamento e na modelagem para a aprendizagem de novas habilidades...


The dialectical behavior therapy (DBT) is a clinical protocol originally developed for the treatment of suicidal and parasuicidal behaviors, and later extended to psychopathology as the borderline personality disorder. Treatment involves learning prerequisites behaviors, divided in stages (1) “attaining basic capacities” (2) “reducing postttraumatic stress” and (3) “increasing self-respect and achieving individual goals”. This article examines whether and how DBT meet the philosophical and applied criteria for inclusion in therapies based on behavior analysis. We revised philosophical conception basis as well as the assessment and intervention strategies. It is argued that the philosophical foundation approaches behaviorism, due to its behavior definition, conceptions of causes and selection. We also identified assessment and intervention strategies, focusing on acceptance and change, based on functional analysis, reinforcement and shaping for learning new skills...


Assuntos
Humanos , Terapia Comportamental , Behaviorismo , Transtorno da Personalidade Borderline/psicologia
13.
Rev. bras. ter. comport. cogn ; 18(1): 72-86, 2016. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-789756

RESUMO

O Transtorno de Personalidade Borderline é caracterizado pela instabilidade afetiva e pelo comportamento interpessoal incoerente. Essas dificuldades, próprias do transtorno, podem dificultar o atendimento psicoterápico, que é, por definição, um processo interpessoal. O objetivo desse estudo é mostrar como, paradoxalmente, a exploração das dificuldades no relacionamento, podem tornar o tratamento mais eficiente. Foi desenvolvido um estudo de caso com uma cliente pelo método de observação participante. Ferramentas de diferentes terapias comportamentais, a ACT, a TCD e a FAP foram escolhidas para construir uma forma flexível para encarar os desafios do relacionamento com a cliente borderline. A vivência da terapeuta foi monitorada, usando o modelo do matrix. Rupturas do vínculo e respostas emocionais da terapeuta à terapia foram analisadas para auxiliar a cliente a aprender sobre si e seu mundo relacional. Juntas, essas ferramentas permitiram trabalhar diretamente com o que estava ocorrendo na relação terapêutica e permitiram o uso das dificuldades enfrentadas para beneficiar o processo. O estudo sugere que uma integração das contribuições de diversas correntes teóricas envolvendo a terapia comportamental contemporânea pode tornar o tratamento de casos difíceis mais eficientes e ajudar a superar a rigidez paradigmática...


Affective instability and incoherent interpersonal behavior characterize borderline personality disorder. These difficulties, being features of the disorder, can hinder treatment, by definition, an interpersonal process. The aim of the present study is to argue how, paradoxically, the exploration of difficulties in the relationship can help make treatment more efficient. The method was a case study, using participant observation. Tools from different behavioral treatments, ACT, DBT and FAP made a flexible way of dealing with the challenges of the relationship with the borderline client possible. Polk’s matrix helped monitor the experience of the therapist. The analysis of alliance ruptures and the therapist’s emotional responses toward treatment helped the client learn about herself and her relational world. Together, these tools made it possible to work directly with what was occurring in the therapeutic relationship and permitted to harness the difficulties encountered for the benefit of the process. The study suggests that integrating the contributions of diverse theoretical currents in the contemporary behavior therapy movement can make treatment of difficult cases more efficient, aiding to overcome paradigmatic rigidity...


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Relações Profissional-Paciente , Terapia Comportamental/métodos , Transtorno da Personalidade Borderline/psicologia
14.
Rev. bras. ter. comport. cogn ; 18(1): 45-58, 2016.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-67839

RESUMO

A terapia comportamental dialética (DBT) é um protocolo clínico inicialmente desenvolvido para o tratamento de comportamentos suicidas e parassuicidas, e posteriormente estendido para algumas psicopatologias, como o transtorno da personalidade borderline. O tratamento envolve a aprendizagem de comportamentos pré-requisitos, divididos nos estágios (1) “alcançando as habilidades básicas”, (2) “redução do estresse pós-traumático” e (3) “resolvendo problemas de vida e aumentando o respeito próprio”. O presente artigo analisa se, e em que medida, a DBT preenche os critérios filosófico-aplicados de inclusão nas terapias baseadas na análise do comportamento. Para isso analisou sua concepção filosófica de base, bem como as estratégias de avaliação e intervenção. Argumentou-se que o embasamento filosófico adotado se aproxima do behaviorismo, devido a sua definição de comportamento, concepção de causas e de seleção. Foram identificadas também estratégias de avaliação e intervenção, com foco na aceitação e na mudança, baseadas em análises funcionais, no reforçamento e na modelagem para a aprendizagem de novas habilidades. (AU)


The dialectical behavior therapy (DBT) is a clinical protocol originally developed for the treatment of suicidal and parasuicidal behaviors, and later extended to psychopathology as the borderline personality disorder. Treatment involves learning prerequisites behaviors, divided in stages (1) “attaining basic capacities” (2) “reducing postttraumatic stress” and (3) “increasing self-respect and achieving individual goals”. This article examines whether and how DBT meet the philosophical and applied criteria for inclusion in therapies based on behavior analysis. We revised philosophical conception basis as well as the assessment and intervention strategies. It is argued that the philosophical foundation approaches behaviorism, due to its behavior definition, conceptions of causes and selection. We also identified assessment and intervention strategies, focusing on acceptance and change, based on functional analysis, reinforcement and shaping for learning new skills. (AU)


Assuntos
Terapia Comportamental , Behaviorismo , Transtorno da Personalidade Borderline/psicologia
15.
Rev. bras. ter. comport. cogn ; 18(1): 72-86, 2016. ilus
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-67841

RESUMO

O Transtorno de Personalidade Borderline é caracterizado pela instabilidade afetiva e pelo comportamento interpessoal incoerente. Essas dificuldades, próprias do transtorno, podem dificultar o atendimento psicoterápico, que é, por definição, um processo interpessoal. O objetivo desse estudo é mostrar como, paradoxalmente, a exploração das dificuldades no relacionamento, podem tornar o tratamento mais eficiente. Foi desenvolvido um estudo de caso com uma cliente pelo método de observação participante. Ferramentas de diferentes terapias comportamentais, a ACT, a TCD e a FAP foram escolhidas para construir uma forma flexível para encarar os desafios do relacionamento com a cliente borderline. A vivência da terapeuta foi monitorada, usando o modelo do matrix. Rupturas do vínculo e respostas emocionais da terapeuta à terapia foram analisadas para auxiliar a cliente a aprender sobre si e seu mundo relacional. Juntas, essas ferramentas permitiram trabalhar diretamente com o que estava ocorrendo na relação terapêutica e permitiram o uso das dificuldades enfrentadas para beneficiar o processo. O estudo sugere que uma integração das contribuições de diversas correntes teóricas envolvendo a terapia comportamental contemporânea pode tornar o tratamento de casos difíceis mais eficientes e ajudar a superar a rigidez paradigmática. (AU)


Affective instability and incoherent interpersonal behavior characterize borderline personality disorder. These difficulties, being features of the disorder, can hinder treatment, by definition, an interpersonal process. The aim of the present study is to argue how, paradoxically, the exploration of difficulties in the relationship can help make treatment more efficient. The method was a case study, using participant observation. Tools from different behavioral treatments, ACT, DBT and FAP made a flexible way of dealing with the challenges of the relationship with the borderline client possible. Polk’s matrix helped monitor the experience of the therapist. The analysis of alliance ruptures and the therapist’s emotional responses toward treatment helped the client learn about herself and her relational world. Together, these tools made it possible to work directly with what was occurring in the therapeutic relationship and permitted to harness the difficulties encountered for the benefit of the process. The study suggests that integrating the contributions of diverse theoretical currents in the contemporary behavior therapy movement can make treatment of difficult cases more efficient, aiding to overcome paradigmatic rigidity. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Relações Profissional-Paciente , Transtorno da Personalidade Borderline/psicologia , Terapia Comportamental/métodos
16.
Arq. neuropsiquiatr ; 73(8): 722-724, 08/2015. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-753036

RESUMO

The Alcatraz prison, with its picturesque surroundings and fascinating life stories of its inmates, has been the subject of a number of films and publications. The authors take a closer look at the biographies of “Al Capone”, Robert “Birdman” Stroud and “Mickey” Cohen. These legendary American mobsters shared not only a history at “The Rock”, but also a history of neuropsychiatric diseases, ranging from neurosyphilis to anti-social, borderline and obsessive-compulsive personality disorders.


A prisão de Alcatraz, com sua atmosfera pitoresca e as fascinantes histórias de seus prisioneiros, foi objeto de vários filmes e publicações. Os autores focam nas biografias de “Al Capone”, Robert “Birdman” Stroud and “Mickey” Cohen. Estes legendários gangsteres americanos tem em comum não apenas suas penas cumpridas no “Rochedo”, mas também uma história de doenças neuropsiquiátricas, de neurosífilis a personalidades anti-sociais, “borderline” e obsessivo-compulsivas.


Assuntos
História do Século XIX , História do Século XX , Sintomas Comportamentais/psicologia , Pessoas Famosas , Transtornos da Personalidade/psicologia , Prisioneiros/história , Prisões/história , Sintomas Comportamentais/história , Transtornos da Personalidade/história , Prisioneiros/psicologia , Estados Unidos
17.
Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003) ; 67(2): 105-121, 2015. graf, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-765799

RESUMO

La psicopatía es un trastorno de personalidad caracterizado tanto por la falta de afecto, remordimientos y empatía como por seducción, manipulación y utilización del otro. Nuestro objetivo es realizar una revisión bibliométrica sobre los artículos de revistas científicas recogidos en la plataforma de datos PsycINFO, hasta febrero del 2013, en base a los descriptores "Psychopathy" y "Antisocial Personality Disorder". Los resultados ofrecen información sobre: la evolución y tratamiento de ambos términos, la productividad anual, lugar de publicación, revistas científicas, autores más prolíficos, conceptos clave más utilizados, así como se concretizan los esfuerzos en muestras penitenciarias, mediante la realización de un análisis del contenido de los principales autores y la intervención en la psicopatía, lo que nos permite observar la necesidad de aumentar los criterios de diagnóstico de la psicopatía, aludiendo a la perspectiva de género, al contexto social, y a las características de personalidad.


A psicopatía é um transtorno de personalidade caracterizado tanto por falta de afeto, remorsos e empatía como sedução, manipulação e uso do outro. Nosso objetivo é realizar uma revisão bibliométrica de artigos em revistas científicas recolhidas no banco de dados PsycINFO até fevereiro de 2013, a partir dos descritores "Psicopatia" e "Transtorno da Personalidade Anti-Social". Os resultados fornecem informações sobre: o desenvolvimento e tratamento de ambos os termos, a produtividade anual, local de publicação, revistas científicas, autores mais produtivos, conceitos-chave mais utilizados, assim como os esforços em amostras penitenciárias realizando uma análise de conteúdo dos principais autores e a intervenção em psicopatia, permitindo mostrar a necessidade de incrementar os critérios de diagnóstico de psicopatia, em referência ao gênero, ao contexto social e à caracteristicas de personalidade.


Psychopathy is a personality disorder characterized both by a lack of affection, remorse and empathy, as by the ability to seduce, manipulate and use other people. Our goal is to perform a bibliometric review of articles published in scientific journals listed in the PsycINFO database by February 2013, using the keywords "Psychopathy" and "Antisocial Personality Disorder". The results provide information on the evolution and treatment of both terms; annual productivity; place of publication; recurrent scientific journals; most prolific authors; most popular keywords; as well as efforts undertaken in prison samples. Content analysis of the main authors show the need to increase diagnostic criteria for psychopathy according to gender, social context and personality traits.


Assuntos
Transtorno da Personalidade Antissocial , Bibliometria
18.
Psicol. clín ; 27(2): 139-159, 2015. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-772507

RESUMO

Este estudo teve como objetivo avaliar o desempenho cognitivo, a impulsividade e a ideação suicida em 82 (M=31,80; DP=0,96) pacientes internados em uma clínica psiquiátrica de Porto Alegre, RS. Os pacientes foram divididos em dois grupos, sem (G1=33) e com histórico de tentativa de suicídio (G2=49). Foram aplicados os seguintes instrumentos: a Escala Wechsler de Inteligência para adultos (WAIS III), a Escala Barratt de Impulsividade (BIS), a Escala Beck de Suicídio (BSI), a Escala FAST e um questionário sobre dados sociodemográficos. Os resultados não apontam diferenças significativas entre os dois grupos no que se refere ao QI total e às funções executivas. Os níveis de impulsividade, assim como a ideação suicida mostraram-se mais elevados no grupo de pacientes com histórico de tentativas de suicídio, especialmente nos pacientes com idade inferior a 30 anos. Entre as comorbidades, verificou-se que a dependência química foi a de maior prevalência, seguida do transtorno de humor bipolar e depressão. Os resultados sugerem similaridades entre os grupos de pacientes com e sem histórico de suicídio, representando um alerta e um desafio. Evidências acerca da impulsividade corroboram dados de estudos anteriores, assim como o que se refere às comorbidades identificadas.


The objective of this study was to assess cognitive performance, impulsivity, and suicidal ideation in 82 (M=31.80; SD=0.96) inpatients of a psychiatric clinic in Porto Alegre, RS. Patients were divided into two groups without (G1=33) and with a history of suicide attempt (G2=49). We administered the following instruments: the Wechsler Adult Intelligence Scale (WAIS III), the Barratt Impulsiveness Scale (BIS), the Beck Scale for Suicide Ideation (BSI), the FAST Scale, and a questionnaire on sociodemographic data. The results showed no significant differences between the two groups with respect to total IQ and executive functions specifically. The levels of impulsivity, as well as suicidal ideation, were higher in patients with a history of suicide attempts, especially in patients younger than 30 years. Considering the comorbidities, we found that chemical dependency showed the highest prevalence, followed by bipolar disorder and depression. The results demonstrated that the similarities between the groups of patients with and without a history of suicide attempt constitute a warning and a challenge. Evidences toward impulsivity confirm previous studies, as well as what refers to comorbidities identified.


Este estudio tuve como objetivo evaluar el desarrollo cognitivo, la impulsividad y la ideación suicida en 82 (M=31,80; DP=0,96) pacientes internos en una clínica psiquiátrica de La ciudad de Porto Alegre, RS. Los pacientes fueran divididos en dos grupos, sin (G1 =33) y con histórico de tentativa de suicidio (G2=49). Han sido aplicados los siguientes instrumentos: la Escala Wechsler de Inteligencia para adultos (WAIS III), la Escala Barratt de Impulsividad (BIS), la Escala Beck de Suicidio (BSI), la Escala FAST y un cuestionario sobre datos socio demográficos. Los resultados no muestran diferencias significativas entre los dos grupos no que se refiere al QI total e las funciones executivas. Los niveles de impulsividad, así como la ideación suicida estaban más elevados en el grupo de pacientes con histórico de tentativas de suicidio, especialmente en los pacientes con edad inferior a 30 años. Entre las comorbilidades, si ha verificado que la dependencia química ha sido la de mayor prevalencia, seguida del trastorno de humor bipolar y depresión. Los resultados sugieren similitudes entre los grupos de pacientes con y sin histórico de suicidio lo que representa un alerta y un desafío. Evidencias acerca de la impulsividad corroboran datos de estudios anteriores, así como lo que se refiere a las comorbilidades identificadas.

19.
Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003) ; 67(2): 105-121, 2015. graf, tab
Artigo em Espanhol | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-65120

RESUMO

La psicopatía es un trastorno de personalidad caracterizado tanto por la falta de afecto, remordimientos y empatía como por seducción, manipulación y utilización del otro. Nuestro objetivo es realizar una revisión bibliométrica sobre los artículos de revistas científicas recogidos en la plataforma de datos PsycINFO, hasta febrero del 2013, en base a los descriptores "Psychopathy" y "Antisocial Personality Disorder". Los resultados ofrecen información sobre: la evolución y tratamiento de ambos términos, la productividad anual, lugar de publicación, revistas científicas, autores más prolíficos, conceptos clave más utilizados, así como se concretizan los esfuerzos en muestras penitenciarias, mediante la realización de un análisis del contenido de los principales autores y la intervención en la psicopatía, lo que nos permite observar la necesidad de aumentar los criterios de diagnóstico de la psicopatía, aludiendo a la perspectiva de género, al contexto social, y a las características de personalidad(AU)


A psicopatía é um transtorno de personalidade caracterizado tanto por falta de afeto, remorsos e empatía como sedução, manipulação e uso do outro. Nosso objetivo é realizar uma revisão bibliométrica de artigos em revistas científicas recolhidas no banco de dados PsycINFO até fevereiro de 2013, a partir dos descritores "Psicopatia" e "Transtorno da Personalidade Anti-Social". Os resultados fornecem informações sobre: o desenvolvimento e tratamento de ambos os termos, a produtividade anual, local de publicação, revistas científicas, autores mais produtivos, conceitos-chave mais utilizados, assim como os esforços em amostras penitenciárias realizando uma análise de conteúdo dos principais autores e a intervenção em psicopatia, permitindo mostrar a necessidade de incrementar os critérios de diagnóstico de psicopatia, em referência ao gênero, ao contexto social e à caracteristicas de personalidade(AU)


Psychopathy is a personality disorder characterized both by a lack of affection, remorse and empathy, as by the ability to seduce, manipulate and use other people. Our goal is to perform a bibliometric review of articles published in scientific journals listed in the PsycINFO database by February 2013, using the keywords "Psychopathy" and "Antisocial Personality Disorder". The results provide information on the evolution and treatment of both terms; annual productivity; place of publication; recurrent scientific journals; most prolific authors; most popular keywords; as well as efforts undertaken in prison samples. Content analysis of the main authors show the need to increase diagnostic criteria for psychopathy according to gender, social context and personality traits(AU)


Assuntos
Bibliometria , Transtorno da Personalidade Antissocial
20.
Aletheia ; (43/44): 147-159, jan.-ago. 2014.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: lil-772460

RESUMO

O presente artigo busca contribuir para a diminuição da lacuna entre a prática clínica e a pesquisa empírica em psicoterapia. Especificamente, o estudo visa refletir sobre o abandono em psicoterapia psicanalítica, levantando hipóteses sobre fatores que poderiam facilitar ou dificultar a adesão ao processo. Foram analisadas as sessões iniciais de dois tratamentos psicoterápicos com pacientes que apresentam Transtorno de Personalidade Borderline conduzidas pela mesma terapeuta. Os tratamentos possuem desfechos diferentes: um apresentou boa adesão e o outro foi interrompido precocemente. As sessões de ambos os casos foram gravadas em vídeo e posteriormente codificadas por duplas de juízes independentes com instrumentos do tipo q-sort que avaliam diferentes aspectos do processo terapêutico. Os resultados obtidos foram integrados com o método clínico de entendimento psicanalítico e sugerem que, na psicoterapia psicanalítica com pacientes borderline, a ausência de comportamentos típicos no processo inicial pode ser um sinal de resistência e pseudocolaboração.(AU)


This paper attempts to contribute to reducing the gap between clinical practice and empirical research in psychotherapy. Specifically, the study aims to examine dropout in psychoanalytic psychotherapy by formulating hypotheses about factors that may facilitate or hinder adherence to process. The initial sessions of two psychotherapies with Borderline Personality Disorder patients conducted by the same therapist are analyzed. The treatments have different outcomes: one had good compliance and the other was early interrupted. The initial sessions of both cases were videotaped and then encoded by pairs of independent judges with q-sort type instruments that assess different aspects of the therapeutic process. The results were integrated with the clinical method of psychoanalytic understanding and suggest that in psychoanalytic psychotherapy with borderline patients, the absence of typical behaviors in the initial process can be a sign of resistance and pseudo-collaboration.(AU)


Assuntos
Humanos , Pacientes Desistentes do Tratamento , Transtorno da Personalidade Borderline , Processos Psicoterapêuticos , Psicoterapia Psicodinâmica , Psicoterapia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...