Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 313
Filtrar
1.
Int. j. cardiovasc. sci. (Impr.) ; 31(4): 339-358, jul.-ago. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-954112

RESUMO

The Brazilian Unified Health System (SUS) was created to ensure universal, integral and equitable access to quality healthcare to Brazilians. However, studies scrutinizing the quality of the healthcare provided by the SUS are scarce. This is especially critical for patients with ST-elevation myocardial infarction (STEMI), who depend on healthcare system responsiveness and timely reperfusion to achieve better outcomes. Objective: To describe the methodology of the VICTIM Registry aimed at characterizing and comparing the access to effective therapies and the outcomes of patients with STEMI, who use the SUS and the private healthcare system at hospitals capable of performing angioplasty in Sergipe. In addition, that registry aimed at identifying and measuring possible disparities in the quality of the care provided. Methods and Results: The VICTIM Registry is an observational study, launched in December 2014, being still in the data collection phase, to investigate: the epidemiology of STEMI in Sergipe, the temporal and geographic courses of the patients up to their admission to one of the hospitals capable of performing angioplasty, the reperfusion therapy rates, the quality of the healthcare provided during the event, and the 30-day mortality. It compares the results obtained in the SUS with those of the private healthcare system. Conclusions: The VICTIM Registry is an interinstitutional effort to identify opportunities for healthcare improvement for SUS and private healthcare system patients with STEMI. It is expected to provide healthcare managers with information to support new, more efficient and equitable healthcare policies


Resumo Fundamentos: Com a criação do SUS, todos teriam acesso universal, integral e equânime à assistência de saúde de qualidade. Entretanto, existe grande lacuna de estudos escrutinizando o SUS no tocante à qualidade assistencial praticada. Esse fato é especialmente crítico para vítimas de infarto agudo do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST (IAMCSST), sendo a responsividade do sistema e o uso da reperfusão em tempo hábil fatores cardinais para obtenção de melhores resultados. Objetivo: Descrever a metodologia empregada no Registro VICTIM que tem como objetivo caracterizar e comparar o acesso e o uso de terapias efetivas e desfechos entre os pacientes com IAMCSST usuários do SUS e do sistema privado atendidos nos hospitais com capacidade de realizar angioplastia em Sergipe, tentanto identificar e mensurar eventuais disparidades na qualidade da assistência. Métodos e Resultados: O Registro VICTIM é um estudo observacional, iniciado em dezembro de 2014, e ainda em fase de coleta, com a intenção de investigar a epidemiologia do IAMCSST em Sergipe, os cursos temporal e geográfico dos pacientes até sua admissão em uma instituição com capacidade de realizar angioplastia, uso de terapias de reperfusão, qualidade assistencial recebida durante a linha de cuidado, bem como a mortalidade de 30 dias, comparando-se os resultados obtidos pela população usuária do SUS e do sistema privado. Conclusões: O registro VICTIM é um esforço interinstitucional para identificar oportunidades de melhoria na linha de cuidado para IAMCSST de usuários do SUS e do sistema privado. Com isso, espera-se municiar os gestores públicos de informações técnicas que embasem novas políticas de saúde mais eficientes e equânimes


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Tratamento Farmacológico , Disparidades em Assistência à Saúde , Instituições Privadas de Saúde , Infarto do Miocárdio/terapia , Sistema Único de Saúde , Cobertura de Serviços Privados de Saúde , Reperfusão Miocárdica/métodos , Estudos de Avaliação como Assunto/métodos , Estudos de Avaliação como Assunto/métodos , Saúde Pública , Coleta de Dados/métodos , Análise Estatística , Fatores de Risco , Eletrocardiografia/métodos , Intervenção Coronária Percutânea/métodos , Hospitais Especializados
2.
Int. j. cardiovasc. sci. (Impr.) ; 31(4)jul.-ago. 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-910241

RESUMO

Com a criação do SUS, todos teriam acesso universal, integral e equânime à assistência de saúde de qualidade. Entretanto, existe grande lacuna de estudos escrutinizando o SUS no tocante à qualidade assistencial praticada. Esse fato é especialmente crítico para vítimas de infarto agudo do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST (IAMCSST), sendo a responsividade do sistema e o uso da reperfusão em tempo hábil fatores cardinais para obtenção de melhores resultados. Descrever a metodologia empregada no Registro VICTIM que tem como objetivo caracterizar e comparar o acesso e o uso de terapias efetivas e desfechos entre os pacientes com IAMCSST usuários do SUS e do sistema privado atendidos nos hospitais com capacidade de realizar angioplastia em Sergipe, tentanto identificar e mensurar eventuais disparidades na qualidade da assistência.O Registro VICTIM é um estudo observacional, iniciado em dezembro de 2014, e ainda em fase de coleta, com a intenção de investigar a epidemiologia do IAMCSST em Sergipe, os cursos temporal e geográfico dos pacientes até sua admissão em uma instituição com capacidade de realizar angioplastia, uso de terapias de reperfusão, qualidade assistencial recebida durante a linha de cuidado, bem como a mortalidade de 30 dias, comparando-se os resultados obtidos pela população usuária do SUS e do sistema privado.O registro VICTIM é um esforço interinstitucional para identificar oportunidades de melhoria na linha de cuidado para IAMCSST de usuários do SUS e do sistema privado. Com isso, espera-se municiar os gestores públicos de informações técnicas que embasem novas políticas de saúde mais eficientes e equânimes


The Brazilian Unified Health System (SUS) was created to ensure universal, integral and equitable access to quality healthcare to Brazilians. However, studies scrutinizing the quality of the healthcare provided by the SUS are scarce. This is especially critical for patients with ST-elevation myocardial infarction (STEMI), who depend on healthcare system responsiveness and timely reperfusion to achieve better outcomes. To describe the methodology of the VICTIM Registry aimed at characterizing and comparing the access to effective therapies and the outcomes of patients with STEMI, who use the SUS and the private healthcare system at hospitals capable of performing angioplasty in Sergipe. In addition, that registry aimed at identifying and measuring possible disparities in the quality of the care provided. The VICTIM Registry is an observational study, launched in December 2014, being still in the data collection phase, to investigate: the epidemiology of STEMI in Sergipe, the temporal and geographic courses of the patients up to their admission to one of the hospitals capable of performing angioplasty, the reperfusion therapy rates, the quality of the healthcare provided during the event, and the 30-day mortality. It compares the results obtained in the SUS with those of the private healthcare system. The VICTIM Registry is an interinstitutional effort to identify opportunities for healthcare improvement for SUS and private healthcare system patients with STEMI. It is expected to provide healthcare managers with information to support new, more efficient and equitable healthcare policies


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Tratamento Farmacológico , Instituições Privadas de Saúde , Disparidades em Assistência à Saúde , Infarto do Miocárdio/terapia , Coleta de Dados/métodos , Eletrocardiografia/métodos , Sistemas de Saúde , Hospitais Especializados , Reperfusão Miocárdica/métodos , Intervenção Coronária Percutânea/métodos , Cobertura de Serviços Privados de Saúde , Saúde Pública , Estudos de Avaliação como Assunto/métodos , Estudos de Avaliação como Assunto/métodos , Fatores de Risco , Análise Estatística , Sistema Único de Saúde
3.
Rev. Fac. Cienc. Méd. Univ. Cuenca ; 36(1): 35-42, Junio 2018. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-998730

RESUMO

Objetivo:Determinar la frecuencia de toxoplasmosis en mujeres gestantes. Evidenciar la frecuencia de resultados positivos y negativos de IgG e IgM. Describir la frecuencia de infección aguda, basados en resultados de pruebas de afinidad de IgG. Mostrar la frecuencia de toxoplasmosis y la distribución según la edad y los años de presentación. Material y métodos:Se realizó un estudio no experimental, observacional ­ transversal en el Hospital Básico PROVIDA, de la cuidad de Latacunga, Ecuador. Se analizaron 989 resultados de screening de IgG e IgM para toxoplasmosis, de mujeres gestantes en edades entre 14 y 45 años en el primer trimestre de embarazo, 9 test de avidez de IgG y 4 pruebas de amplificación de ADN para T. gondii. En el periodo comprendido del 2013 - 2016.El análisis estadístico se realizó con el software SPSS v.23, se aplicó estadística descriptiva, con la edad se obtuvo media, desviación estándar, mínima y máxima. Se calculó la frecuencia de los resultados positivos y negativos de IgG e IgM, su distribución según la edad y comportamiento en los años de estudio. Frecuencia de infección aguda por test de avidez de IgG y amplificación de T. gondii por PCR.Resultados: La media de edad es 29,36 años, desviación estándar de ± 5,67. En 989 pruebas de IgG, fueron positivas 340. Del total 40.34% se encontraban en edades de 27 a 32 años. De los positivos para IgM 0,3% (IC 95%: 0,1-0,89) estaban en edades 22 a 26 años. La frecuencia de los resultados positivos y negativos de IgG e IgM no muestra una variación significativa a lo largo de los 4 años. 0,3% pruebas de avidez para IgG, tienen avidez baja. Ninguna prueba de amplificación de ADN para Toxoplasma gondii amplificó.Conclusiones:En este estudio se reportó una frecuencia de IgM positiva de 0,3% (IC 95%: 0,1-0,89) en edades entre 22 a 32 años, la frecuencia de infección aguda por Toxoplasma gondii determinada según test de avidez de IgG del 0,3%. Los resultados no variaron de forma significativa en los años de estudio. La seronegatividad de IgG para T. gondii fue del 65,6%. Hay que resaltar que los resultados analizados fueron de pacientes que pueden acceder a un servicio de salud privado.


Objetive:To determine the frequency of toxoplasmosis in pregnant women. To evidence the frequency of positive and negative IgG and IgM results.To describe the frequency of acute infection based on results of IgG affinity tests.To show the frequency of toxoplasmosis and the distribution according to the age and years of presentation.Method:A non - experimental, observational - cross - sectional study was conducted at the Basic PROVIDA Hospital, in Latacunga, Ecuador. About 989 IgG and IgM screening results for toxoplasmosis were analyzed from pregnant women aged between 14 and 45 years in the first trimester of pregnancy, 9 IgG avidity tests and 4 DNA amplification tests for T. gondii. It was developed between 2013 and 2016. The statistical analysis was carried out with the software SPSS v.23, descriptive statistics were applied, with age, mean, minimum and maximum standard deviation were obtained. The frequency of positive and negative IgG and IgM results were calculated and their distribution according to age and behavior in the years of study. Frequency of acute infection by IgG avidity test and T. gondii amplification by PCR were identified.Results: The mean age is 29.36 years, standard deviation of ± 5.67. In 989 IgG tests, 340 were positive. Of the total 40.34% were in ages of 27 to 32 years. Of the positives for IgM 0.3% (95% CI: 0.1-0.89) were in ages 22 to 26 years. The frequency of positive and negative IgG and IgM results does not show significant variation over the 4 years. About 0.3% avidity tests for IgG, have low avidity. No DNA amplification test for Toxoplasma gondii amplified.Conclusions:This study reported a positive IgM frequency of 0.3% (95% CI: 0.1-0.89) in ages between 22 to 32 years, the frequency of acute infection with determined Toxoplasma gondii according to the IgG avidity of 0.3%. The results did not vary significantly in the years of study. The seronegativity of IgG for T. gondii was 65.6%. It should be noted that the analyzed results were from patients who can access to a private health service


Assuntos
Humanos , Feminino , Adolescente , Adulto , Peneiramento de Líquidos , Toxoplasmose , Gestantes , Parasitos , Cobertura de Serviços Privados de Saúde , Infecções
6.
Brasília; IPEA; 2018. 17 p. (Nota Técnica / IPEA. Disoc).
Monografia em Português | LILACS, ECOS | ID: biblio-991858

RESUMO

Esta Nota Técnica analisa as possíveis implicações da proposta apresentada pelo grupo de trabalho do Ministério da Saúde para a elaboração do projeto denominado de "Plano de Saúde Acessível" por meio da Portaria no 1.482, de 4 de agosto de 2016.


Assuntos
Acesso aos Serviços de Saúde , Cobertura de Serviços Privados de Saúde , Financiamento da Assistência à Saúde , Planos de Pré-Pagamento em Saúde , Setor Privado , Setor Público , Sistema Único de Saúde , Sistemas de Saúde , Brasil
8.
West Indian med. j ; 65(Supp. 3): [20], 2016.
Artigo em Inglês | MedCarib | ID: med-18088

RESUMO

Objective: The study investigates the perception of publicvs private healthcare among doctors, nurses and the publicin Trinidad.Subjects and Methods: A cross-sectional study wasconducted on a sample of 1222 persons. Respondents wereasked via interviewer-administered questionnaire whichhealthcare system (public or private) they would chooseand why, if ability to pay was not a factor. They were alsoasked to state what in their view would improve thesystems. The data collected were subject to the Chisquaredtest and Fisher’s exact test to determine anysignificant associations.Results: One thousand two hundred and twenty-twopersons were interviewed (response rate 89%). Themajority of all groups would choose private healthcare (÷2= 238.06, df = 7, p-value = 0.000). The majority of nonmedicalgroups perceived private care to be faster andbetter (p = 0.000); doctors would like more accountabilityin private settings and more drugs and equipment in thepublic sector, while non-clinical groups wanted cheaperprivate care (p = 0.000).Conclusion: The publicly funded healthcare system seemsto be falling short on some quality standards, thus contravening a fundamental human right. The publicshould be informed when making a decision to opt forprivate care that the same doctors often work in bothsettings. For critical care, the public institutions have abetter staff complement, although this study highlightedthe need for more drugs and better equipment. Thegovernment needs to look closer at the reasons all groups,including doctors and nurses, would choose privatehealthcare.


Assuntos
Prática de Saúde Pública , Cobertura de Serviços Privados de Saúde , Corpo Clínico , Corpo Clínico Hospitalar , Recursos Humanos de Enfermagem , Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital , Opinião Pública
9.
RECIIS (Online) ; 9(3): 1-5, jul.-set.2015.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-784703

RESUMO

SiCKO é um documentário de Michael Moore que critica o sistema de saúde dos Estados Unidos da América e apresenta como negociatas políticas e lobbying de seguradoras de saúde e empresas farmacêuticas mantêm um sistema que trata saúde como mercadoria, martirizando vidas em nome do lucro. O exemplo de outros países que adotaram a medicina socializada serve para mostrar uma proposta alternativa de saúde, entendida como um direito de todos, financiado solidariamente pela sociedade e garantido através de políticas públicas e práticas eficazes...


SiCKO is a Michael Moore’s documentary that criticizes the United States health system and shows howpolitical bargaining and lobbying from health insurers and pharmaceutical companies created a system thattreats health as a commodity, martyring lives to earns profits. The comparison with other countries thathave adopted socialized medicine, highlights an alternative health care proposal, that understands it as acitizen’s right, jointly funded by society and guaranteed by effective public policies and practices...


Sicko es un documental de Michael Moore que critica el sistema de salud de los Estados Unidos, que noslleva a comprender cómo la negociación política y cabildeo de las aseguradoras de salud y compañíasfarmacéutica han creado un sistema que trata a la salud como una mercancía, torturando vidas para obtenerganancias. El ejemplo de otros países que han adoptado la medicina socializada demostra una propuestaalternativa de atención de salud, entendida como un derecho de todos, financiado conjuntamente por laempresa y garantizado por las políticas y prácticas públicas eficaces...


Assuntos
Humanos , Cobertura de Serviços Privados de Saúde/economia , Sistemas de Saúde , Seguro Saúde , Direito à Saúde , Sistemas Pré-Pagos de Saúde/economia , Resenhas de Livros como Assunto , Canadá , Cuba , França , Indústria Farmacêutica/economia , Reino Unido , Estados Unidos
10.
Acta bioeth ; 21(1): 117-125, jun. 2015. tab
Artigo em Português | LILACS, BDS | ID: lil-749420

RESUMO

Trata-se de uma revisão integrativa que objetiva desenvolver uma reflexão bioética a partir do que a literatura científica tem pesquisado sobre o acesso da população brasileira à saúde suplementar. Realizou-se uma busca na Biblioteca Virtual em Saúde, utilizando descritores, dos Descritores em Ciências da Saúde, relacionados à temática estudada, resultando na seleção de sete artigos. Evidenciou-se que o acesso aos serviços da saúde suplementar é conseguido apenas por grupos específicos de pessoas, o que representa um dado sintomático do mal-estar que vive a sociedade brasileira em razão do sucateamento do setor público e da elitização dos serviços particulares. Fato estequeconduz à consequente transgressão de princípios bioéticos como igualdade, justiça e equidade. Faz-se mister, então, a incorporação de reflexões bioéticas nas discussões sobre o respeito à autonomia do indivíduo, com total direito de buscar o acesso a planos privados como meio de ver seus problemas de saúde resolvidos,e sobre a responsabilidade do Estado quantoà implementação de um acesso à saúde equitativo e de qualidade aos cidadãos.


Se trata de una revisión integradora que objetiva desarrollar una reflexión bioética a partir de lo que la literatura científica ha pesquisado sobre el acceso de la población brasileña a la salud complementaria. Se realizó una búsqueda en la Biblioteca Virtual en Salud, utilizando descriptores, de los Descriptores en Ciencias de la Salud, relacionados al tema estudiado, resultando en la selección de siete artículos. Se ha evidenciado que el acceso a los servicios de la salud complementaria es logrado solo por grupos específicos de personas, lo que representa un dato sintomático del malestar que vive la sociedad brasileña debido al achatarramiento del sector público y del uso de servicios privados. Facto este que conduce a la consecuente transgresión de principios bioéticos como igualdad, justicia y equidad. Se hace necesario, entonces, la incorporación de reflexiones bioéticas en las discusiones sobre el respecto a la autonomía del individuo, con total directo de buscar el acceso a planes privados como medio de ver sus problemas de salud resueltos, y sobre la responsabilidad del Estado cuanto a la implementación de un acceso a la salud equitativo y de calidad a los ciudadanos.


It is an integrative review that aims to develop a bioethical reflection based onwhat the scientific literature has been researching about the Brazilian population's access to supplemental health. A search was conducted in the Virtual Health Library, using descriptors, from Health Sciences Descriptors, related to the studied theme, resulting in the selection of seven articles. It was evidenced that access to supplemental health services is fully achieved only by specific groups of people, which is symptomatic of a certain malaise that plagues the Brazilian society,due to the subpar conditions of the public sector and the elitism of the particular services. This fact leads to the consequent transgression of bioethical principles such as equality, justice and equity. As such, it becomes apparentthat bioethical reflections on discussions about the respect for individual autonomy, with full right to seek access to private insurances as a means of seeing one's health problems solved, and on the responsibility of the State as the implementation of an equitable access to health care and quality service to citizens, must be incorporated.


Assuntos
Acesso aos Serviços de Saúde , Bioética , Saúde Suplementar , Seguro Saúde , Brasil , Cobertura de Serviços Privados de Saúde
11.
Rev. direito sanit ; 16(1): 146-155, 2015.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-771438

RESUMO

Processos de definição e redefinição de normas de acesso a ações de serviços de saúde não são lineares nem desprovidos de ambiguidades. Os conflitos de interesses e os lobbies estão presentes na vida social. As barreiras judiciais para conter influências de agentes e racionalidades contrários ao uso de procedimentos essenciais para a garantia da vida foram reunidas em súmulas orientadoras sobre litigâncias em torno de atendimentos de emergência. A reincidência da principal empresa brasileira de planos de saúde em negar coberturas obrigatórias foi objeto de punição preventiva. O reconhecimento do dano individual e a reversão da maior parcela da multa aplicada para um hospital público conferiram à decisão um inequívoco estatuto social.


Processes for defining and redefining the laws for access to health and for healthcare services are generallyneither linear nor free of ambiguity. Conflicts of interest or lobbying is observed within society. The legal barriers containing the influence of agents and reasoning contrary to the use of procedures essential to guaranteeing life have been summarized in reports on litigation surrounding emergency services. The second conviction levied against the largest Brazilian private healthcare provider because of its denial of obligatory coverage was the object preventive punishment. The recognition of individual damages and the reversal of most of the penalty incurred on a public hospital was a decision that was seen as an unequivocal social statute.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Constituição e Estatutos , Serviços de Saúde , Seguro Saúde , Planos de Pré-Pagamento em Saúde , Cobertura de Serviços Privados de Saúde , Punição , Saúde Suplementar
12.
In. Giovanella, Lígia; Escorel, Sarah; Lobato, Lenaura de Vasconcelos Costa; Noronha, José Carvalho de; Carvalho, Antonio Ivo de. Políticas e sistema de saúde no Brasil. Rio de Janeiro, Editora Fiocruz, 2 ed., rev., amp; 2014. p.395-425, tab, graf.
Monografia em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-745038
13.
In. Giovanella, Lígia; Escorel, Sarah; Lobato, Lenaura de Vasconcelos Costa; Noronha, José Carvalho de; Carvalho, Antonio Ivo de. Políticas e sistema de saúde no Brasil. Rio de Janeiro, Editora Fiocruz, 2 ed., rev., amp; 2014. p.427-456, tab, graf.
Monografia em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-745039
15.
Rev. bioét. (Impr.) ; 21(2): 259-267, maio-ago. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-690184

RESUMO

Este artigo apresenta os resultados de estudo voltado aos planos e seguros privados de saúde, denominado de assistência suplementar, regulamentados no Brasil há mais de uma década para solucionar conflitos na prestação de serviços. A partir de metodologia qualitativa descreveu-se e analisou-se o modelo de assistência, as questões resolvidas, as que permanecem e as que emergiram nesse período. Resultados mostram que o setor suplementar pouco avançou do modelo baseado na lista de doenças e procedimentos, aprovado como plano referência, aumentando os conflitos relativos à incorporação de tecnologias e ao incremento da demanda e dos custos, diante do envelhecimento populacional. Consolidaram-se políticas na regulamentação que ferem princípios bioéticos do Sistema Único de Saúde, na assistência aos mais vulneráveis, às gestantes e idosos. Falta regulação, por parte do Estado, na adequação da área suplementar com outras políticas públicas, no sentido de aperfeiçoar a qualidade da atenção e ampliar equitativamente a cobertura assistencial.


This paper presents the results of a study about the private health plans and insurance, called supplementaryhealth, which were regulated in Brazil more than a decade ago in order to solve conflicts in the provision ofservices. The model of care, the issues resolved, those that remain and the ones that emerged during this period were described and analyzed, using a qualitative methodology. The results show that the supplementarysector made little progress from the model based on the list of diseases and procedures, approved as a reference plan, increasing conflicts regarding the incorporation of technologies and the increase of the demandand costs, due to the aging of the population. Regulatory policies that hurt the bioethical principles containedin the National Health System were consolidated, mainly regarding the assistance to the most vulnerable,pregnant women and the elderly. Regulation is lacking, by the State, in the adequacy of the supplementaryarea with other public policies, in the sense of perfecting the quality of care and expanding healthcare coverage equitably.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Gravidez , Idoso , Bioética , Assistência à Saúde , Dinâmica Populacional , Serviços de Saúde , Planos de Sistemas de Saúde , Seguro Saúde , Cobertura de Serviços Privados de Saúde , Política Pública , Saúde Suplementar , Sistema Único de Saúde , Brasil , Regulamentação Governamental , Custos de Cuidados de Saúde , Pesquisa Qualitativa
16.
Rev. bras. estud. popul ; 30(supl): S103-S117, 2013. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-701390

RESUMO

O objetivo desse artigo é construir indicadores de gasto com consultas, exames e internações no setor de saúde suplementar, considerando os registros administrativos de uma operadora de autogestão do Estado de São Paulo, Brasil, para 2009. Os indicadores de gastos foram discriminados por grupo etário, sexo e status de sobrevivência. O dispêndio médio anual dos beneficiários que faleceram é cerca de 40 vezes superior ao daqueles que permaneceram ativos na carteira. A discriminação dos gastos por sexo mostrou diferenças segundo a situação de sobrevivência: mulheres sobreviventes têm gasto mais elevado, com inversão desta relação entre não sobreviventes. A maior parcela de dispêndios é destinada às internações e esta categoria também representa a maior diferença observada, no gasto condicionado ao uso, entre sobreviventes e não sobreviventes, segundo grupo etário. Entre beneficiários que faleceram, verifica-se tendência crescente das despesas condicionadas ao uso com a idade para homens, enquanto para mulheres a tendência é de queda a partir do grupo etário 60-69 anos.


The aim of this paper is to construct indicators of expenditures on medical consultations, examinations and admissions in private health care, based on the administrative records of a private self-management health plan in the State of São Paulo, Brazil, in 2009. The expenditure indicators were separated by age group, gender and survival status (beneficiaries who survived vs. those who died in 2009). The average annual expenditures for the beneficiaries who died were approximately 40 times higher than those of individuals who remained alive. Expenditures by gender showed differences according to survival status, with female survivors costing more than female non-survivors. The highest expenses were for hospital treatment and this category also showed the highest difference in costs observed between survivors and non-survivors, by age group. For beneficiaries who died, there was a trend toward increasing costs for men for hospital treatment whereas there was a fall in such costs for women, beginning with the 60-69 age group.


El objetivo de este artículo es construir indicadores de gasto con consultas, análisis e internaciones en el sector de salud suplementaria, considerando los registros administrativos de una operadora de autogestión del estado de São Paulo, Brasil, para el 2009. Los indicadores de gastos fueron discriminados por grupo de edad, sexo y status de supervivencia. El gasto promedio anual de los beneficiarios que fallecieron es cerca de 40 veces superior al de los que permanecieron activos en la cartera. La discriminación de los gastos por sexo mostró diferencias según la situación de supervivencia: mujeres sobrevivientes tienen gasto más elevado, con inversión de esta relación entre no sobrevivientes. La mayor parcela de gastos se destina a las hospitalizaciones y esta categoría también representa la mayor diferencia observada en el gasto condicionado al uso, entre sobrevivientes y no sobrevivientes, de acuerdo al grupo de edad. Entre los beneficiarios que fallecieron, se verifica una creciente tendencia de los gastos condicionados al uso con la edad para hombres, mientras que para las mujeres la tendencia es de reducción a partir del grupo de edad de 60-69 años.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Cobertura de Serviços Privados de Saúde/economia , Gastos em Saúde , Indicadores e Reagentes , Saúde Suplementar/economia , Distribuição por Idade e Sexo , Brasil , Dinâmica Populacional , Dinâmica Populacional
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA