Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 974
Filtrar
1.
Edumecentro ; 12(1): 15-29, ene.-mar. 2020. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1089996

RESUMO

RESUMEN Fundamento: la tesis universitaria culmina los estudios de pregrado y/o posgrado, es inédita y original, consolida la formación académica y permite obtener un título profesional. Objetivo: cuantificar la cantidad de tesis universitarias publicadas como artículo científico en las ciencias de la salud: Medicina Humana, Odontología, Farmacia y Bioquímica, Medicina Veterinaria y Psicología, de la Universidad Nacional Mayor de San Marcos; Lima, Perú. Métodos: se realizó un estudio con enfoque cuantitativo, básico, observacional, de nivel descriptivo y diseño retrospectivo que evaluó 1954 tesis realizadas por estudiantes de pregrado registradas en el portal web Cybertesis, entre 2010-2018. Se analizaron las variables: productividad por facultad/escuela profesional, tiempo y lugar de publicación, experiencia del asesor y género de los tesistas. Resultados: fueron publicadas 134 (6,9 %) tesis en revistas científicas. El promedio del tiempo que demoró publicar una tesis en formato de artículo científico fue de 1,72 ± 1,05 años. 124 (92,5 %) tesis publicadas presentaron asesores que incursionaban en publicaciones científicas. En 133 artículos (99,3 %) los estudiantes fueron los autores principales. 123 tesis (91,8 %) aparecieron en revistas científicas peruanas. El 6,9 % de tesis sustentadas fueron publicadas en formato artículo original; la Facultad de Medicina Veterinaria fue la de mayor producción científica. Conclusiones: el estudio realizado permitió diagnosticar el porciento de tesis publicadas con respecto a las sustentadas, lo que aporta una herramienta para su incremento a partir de estudios donde se delimiten las causas que inciden en los porcientos encontrados.


ABSTRACT Background: the university thesis culminates undergraduate and / or postgraduate studies, it´s unpublished and original, it consolidates academic training and allows obtaining a professional degree. Objective: to quantify the amount of university thesis published as a scientific article in health sciences: Human Medicine, Dentistry, Pharmacy and Biochemistry, Veterinary Medicine and Psychology, of the National University of San Marcos; Lima Peru. Methods: a study was carried out with a quantitative, basic, observational, descriptive level and retrospective design approach that evaluated 1954 theses carried out by undergraduate students registered on the Cybertesis web portal, from 2010 to 2018. The variables were analyzed: productivity by faculty / professional school, time and place of publication, experience of the advisor and gender of the thesis students. Results: theses were published in scientific journals 134 (6.9%). The average time it took to publish a thesis in scientific article format was 1.72 ± 1.05 years. 124 (92.5%) published theses presented consultants who participated in scientific publications. In 133 articles (99.3%) the students were the main authors. 123 theses (91.8%) appeared in Peruvian scientific journals. 6.9% of theses supported were published in original article format; the Faculty of Veterinary Medicine was the one with the greatest scientific production. Conclusions: the study carried out allowed diagnosing the percentage of published theses with respect to the sustained ones, which provides a tool for its increase from studies where the causes that affect the found percentages are delimited.


Assuntos
Estudantes de Medicina , Publicações Periódicas como Assunto , Dissertação Acadêmica , Educação Médica
2.
Mem. Inst. Invest. Cienc. Salud (Impr.) ; 17(3): 63-71, dic.2019. tab
Artigo em Espanhol | LILACS, BDNPAR | ID: biblio-1047993

RESUMO

Los resúmenes de las tesis permiten que los lectores conozcan de manera rápida el contenido de las mismas, y representan la visibilidad institucional, sin embargo, la calidad de los mismos no es analizada de manera frecuente. De allí, que el objetivo del trabajo fue relevar la calidad de los resúmenes de las tesis de maestrías y doctorados de la Universidad Nacional de Asunción. El diseño fue documental, descriptivo con componente analítico y trasversal donde la unidad de análisis quedó constituida por 164 tesis. Los hallazgos dan cuenta que las dimensiones calificadas como Muy bueno fueron Calidad del Título y Explicitación de Objetivos, para la dimensión Consistencia entre Objetivo, Resultado y Título, la calidad fue aceptable. Los resultados muestran la necesidad de mejorar la calidad de los resúmenes(AU)


The thesis abstracts allow readers to quickly know the content of the theses, and represent the institutional visibility, however, the quality of them is not analyzed frequently. Based on this, the objective was to evaluate the quality of the abstracts of the master and doctoral theses of the Universidad Nacional de Asunción. The design was documentary, descriptive cross-sectional with analytical components. The analysis unit was constituted by 164 theses. The findings show that the dimensions classified as very good were Quality of the Title and Objectives Explicitation, while for the dimension Consistency between Objective, Result and Title, the quality was acceptable. The results show the need to improve the quality of the abstracts(AU)


Assuntos
Controle de Qualidade , Dissertação Acadêmica , Indexação e Redação de Resumos
3.
Rev. Inst. Nac. Hig ; 50(1-2): 76-83, Diciembre 2019. tab
Artigo em Espanhol | LILACS, LIVECS | ID: biblio-1118415

RESUMO

El Instituto Nacional de Higiene "Rafael Rangel" (INHRR) inició las actividades académicas de la Especialización en Vigilancia Sanitaria de Medicamentos en septiembre de 2007. En los primeros ocho años de actividad, el Instituto ha concluido tres cohortes de especialistas. El objetivo del presente trabajo fue presentar una descripción de los especialistas graduados en el INHRR, los tutores y los trabajos especiales de grado (TEG) en el área de vigilancia sanitaria de medicamentos durante el periodo 2007 ­ 2014. Para ello, se realizó una investigación documental y de tipo descriptiva, revisando los expedientes resguardados en los archivos de la Coordinación de Postgrado de la Gerencia de Docencia e Investigación del INHRR. Con este programa de postgrado, el Instituto graduó a 27 especialistas en vigilancia sanitaria de medicamentos con un elevado índice académico (17,1 puntos). La mayoría de los egresados de la especialización fueron mujeres farmacéuticas egresadas de la Universidad Central de Venezuela, quienes laboraban en entes públicos al momento de iniciar el programa. El 70% de los TEG defendidos se realizaron dentro de dos de las líneas de investigación que lleva adelante la Gerencia Sectorial de Registro y Control del INHRR, a saber: las buenas prácticas regulatorias y la farmacovigilancia. Catorce profesionales fueron los encargados de dirigir los TEG, bajo la figura de tutor: dos se destacaron por haber dirigido el 44% de los TEG y otros dos por ser egresados de la especialización. Solo el 29% de los tutores fueron externos al Instituto


The National Institute of Hygiene "Rafael Rangel" (INHRR) began the academic activities of the Drug Sanitary Vigilance Specialization in September 2007. In the first eight years, the Institute has graduated three cohorts of specialists. The aim of this work was to present a description of the specialists graduated in the INHRR, their advisors and degree theses (DT) in the field of drug sanitary vigilance, during the period 2007 ­ 2014. Documentary and descriptive research were carried out; reviewing the records kept in the Postgraduate Coordination archives of the Management for Teaching and Research, INHRR. With this program, the Institute graduated 27 specialists in drug sanitary vigilance with a high academic score (17.1 points). Most of the specialists were female pharmacists graduated from the Central University of Venezuela, who worked in public entities when the program began. Seventy percent of the PT was conducted in two of the research lines carried out by the Management of Control and Registry, INHRR, namely: good regulatory practices and pharmacovigilance. Fourteen professionals supervised the PT, under the figure of tutor. Two tutors excelled for supervising 44% of the PT and another two tutors for being graduates of the specialization. Only 29% of the tutors were external to the Institute


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Especialização , Ensino , Vigilância Sanitária , Dissertação Acadêmica , Avaliação de Medicamentos , Farmacovigilância , Tutoria , Venezuela
4.
Referência ; serIV(23): 9-20, dez. 2019. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1098627

RESUMO

Enquadramento: A fenomenologia progressivamente tem conquistado, no contexto internacional, um espaço de destaque na investigação em enfermagem. Objetivo: Mapear e caracterizar as teses de doutoramento em enfermagem de abordagem metodológica fenomenológica. Metodologia: Investigação documental, com acesso a 273 teses de doutoramento, realizadas no período de 2004-2018, disponíveis nos repositórios digitais abertos das universidades portuguesas. Resultados: Identificaram-se 26 teses de doutoramento com estudos de investigação de abordagem metodológica fenomenológica. A análise realizada teve em conta os seguintes aspetos: a) os participantes - maioritariamente adultos e clientes dos cuidados de enfermagem; b) a área de cuidados de saúde - a maioria das teses não se enquadra numa área de saúde específica; c) o contexto - primordialmente hospitalar; d) e o método usado - fenomenológico hermenêutico. Conclusão: As teses de doutoramento, de orientação fenomenológica, embora ainda em percentagem reduzida, ao explicitarem a natureza e o significado da experiência vivida tornam-se relevantes para a construção disciplinar de enfermagem.


Background: Phenomenology has been gradually playing a more prominent role in nursing research at an international level. Objective: To map and characterize nursing doctoral theses with a phenomenological methodological approach. Methodology: Documentary research, with access to 273 doctoral theses completed between 2004 and 2018 and available in the open-access digital repositories of Portuguese universities. Results: Twenty-six doctoral theses were identified whose research studies used a phenomenological methodological approach. The analysis took into account the following aspects: a) participants - mainly adults and clients of nursing care; b) healthcare area - most of the theses did not fit into a specific health area; c) context - mainly hospital; d) and research method - phenomenological hermeneutic. Conclusion: Although still in small numbers, phenomenologically-oriented doctoral theses, by explaining the nature and meaning of lived experiences, become relevant to the development of the nursing discipline.


Marco contextual: La fenomenología progresivamente ha conquistado, en el contexto internacional, un espacio de destaque en la investigación en enfermería. Objetivo: Asignar e caracterizar las tesis de doctorado en enfermería de enfoque metodológico fenomenológico. Metodología: Investigación documental, con acceso a 273 tesis de doctorado, llevadas a cabo desde 2004 hasta 2018, disponibles en los repositorios digitales abiertos de las universidades portuguesas. Resultados: Se identificaron 26 tesis de doctorado con estudios de investigación de enfoque metodológico fenomenológico. El análisis realizado tuvo en cuenta los siguientes aspectos: a) los participantes - mayoritariamente adultos y clientes de los cuidados de enfermería; b) el área de cuidado de la salud - la mayoría de las tesis no se ajustan a un área de salud específica; c) el contexto - primordialmente hospitalario; d) y el método usado - fenomenológico hermenéutico. Conclusión: Las tesis doctorales de orientación fenomenológica, aunque todavía en un pequeño porcentaje, al explicar la naturaleza y el significado de la experiencia vivida se vuelven relevantes para la construcción disciplinaria de la enfermería.


Assuntos
Enfermagem , Dissertação Acadêmica , Pesquisa Qualitativa , Hermenêutica
5.
Referência ; serIV(22): 73-83, set. 2019. tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1098616

RESUMO

Enquadramento: A predisposição dos enfermeiros para mudar de profissão enquadra-se na rotatividade em enfermagem. Compreender os motivos que levam os enfermeiros a querer mudar de organização ou até mesmo abandonar a profissão é fundamental, visto que essa movimentação traz consigo implicações negativas no grupo de trabalho e na organização. Objetivo: Determinar a propensão para o abandono da profissão de enfermagem. Metodologia: Estudo descritivo, correlacional, transversal e quantitativo. A amostra, do tipo não-probabilístico, é constituída por 463 enfermeiros acedidos mediante a técnica de snowball. Resultados: São os enfermeiros com idades inferiores a 40 anos e a desempenhar funções no setor público que apresentam maior vontade de abandonar a profissão de enfermagem. Verifica-se também que quanto maior for a satisfação com a profissão e maior a autonomia e reconhecimento profissional, menor será a probabilidade de os enfermeiros mudarem de profissão. Conclusão: É fundamental que as organizações de saúde se preocupem com a retenção dos seus enfermeiros, adotando estratégias de recursos humanos que valorizem os mesmos e com modelos organizacionais voltados para a motivação e satisfação.


Background: Nurses' predisposition to change their profession lies within the scope of nurse turnover. Understanding the reasons why nurses want to switch to another organization or even leave the profession is important because this movement has a negative impact on the workgroup and the organization. Objective: To determine the propensity to leave the nursing profession. Methodology: Descriptive, correlational, cross-sectional, and quantitative study. The non-probability sample of 463 nurses was recruited through the snowball method. Results: The nurses who were under the age of 40 and worked in the public sector were more willing to leave the nursing profession. The greater the satisfaction with the profession and the greater the professional autonomy and recognition, the lower the nurses' probability to change to another profession. Conclusions: Health organizations should concentrate on retaining their nurses by adopting human resource strategies that value them and organizational models focused on motivation and satisfaction.


Marco contextual: La predisposición de los enfermeros a cambiar de profesión forma parte de la rotatividad en enfermería. Comprender las razones que llevan a los enfermeros a querer cambiar su organización o incluso a abandonar la profesión es esencial, ya que este movimiento conlleva implicaciones negativas en el grupo de trabajo y en la organización. Objetivo: Determinar la propensión a abandonar la profesión de enfermería. Metodología: Estudio descriptivo, correlacional, transversal y cuantitativo. La muestra no probabilística consistió en 463 enfermeros a los que se accedió a través de la técnica de la bola de nieve. Resultados: Los enfermeros menores de 40 años que trabajan en el sector público son los que están más dispuestos a dejar la profesión de enfermería. También se encontró que cuanto mayor es la satisfacción con la profesión y mayor es la autonomía y el reconocimiento profesional, menos probable es que los enfermeros cambien de profesión. Conclusión: Es esencial que las organizaciones de salud se preocupen por mantener a sus enfermeros, para lo cual deben adoptar estrategias de recursos humanos que los valoren, así como implementar modelos organizativos enfocados en la motivación y la satisfacción.


Assuntos
Enfermagem , Dissertação Acadêmica , Pesquisa Qualitativa , Hermenêutica , Portugal
6.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 199 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-996859

RESUMO

Introdução: Essa tese é resultado de estudos sobre a deficiência intelectual (DI) em relação as habilidades adaptativas práticas, sociais e conceituais. Com o intuito de problematizar um cenário de falta de instrumentos capazes de avaliar as referidas habilidades, consistiu na elaboração de um aplicativo apto a auxiliar o processo avaliativo de indivíduos com DI. Objetivo: Construir um aplicativo projetado para identificar habilidades adaptativas práticas, sociais e conceituais de crianças e adolescentes com DI, com base na teoria de Lev Vygotsky. Método: Estudo multimétodo com procedimentos quantitativos e qualitativos realizado em três etapas, em uma instituição filantrópica na cidade de Campina Grande, Paraíba, Brasil. Na primeira etapa, foi realizado estudo transversal em prontuários de 450 usuários com DI. Os dados foram tabulados e analisados por meio do programa Statistical Package for the Social Sciences® versão 20.0 (SPSS). Na segunda etapa, foi realizada uma pesquisa descritiva com aplicação de um questionário sobre as habilidades adaptativas. A análise dos dados foi dividida em dois momentos. No primeiro, considerou-se os 200 questionários dos 100 cuidadores e 100 pessoas com DI, sobre habilidades adaptativas práticas. Depois, foram abordadas as habilidades adaptativas sociais e conceituais, considerando os 100 cuidadores, nove professores e 100 pessoas com DI. Ao todo foram administrados 300 questionários aplicados com participantes. Os dados foram processados pela Análise Fatorial de Correspondência no programa Tri-deux-Mots. A terceira etapa foi conduzida, em três fases: (1) realização de validação de conteúdo das imagens a serem utilizadas no aplicativo Autonomy, por meio do programa SurveyMonkey, iniciando o processo de informatização do aplicativo; (2) avaliação dos atributos de qualidade, por doze profissionais da saúde e da educação, por meio de um grupo focal e por dois profissionais da computação, mediante um questionário via e-mail; e (3) validação clínica do aplicativo Autonomy, com a participação de 200 crianças e adolescentes com DI, por meio da análise fatorial exploratória (AFE), que foi procedida utilizando o software FACTOR versão 9.20 para a validação dos itens que compunham o aplicativo, excluindo aqueles que não alcançaram cargas fatoriais maiores que 0,3. Resultados: Na primeira etapa, estudando o perfil demográfico dos usuários da instituição pesquisada, encontrou-se que 61,4% dos usuários não sabem ler nem escrever e 12,2% sabem, sendo esta última mais representativa em famílias com renda igual ou superior a um salário mínimo (56,4%) e com mais 13 anos de idade (90,9%). Na segunda etapa, constatou-se que o grupo de pessoas com DI de escolaridade mais avançada, quando comparado aos outros grupos, demonstrou mais indicativos de autonomia em relação ao desempenho de atividades da vida diária e de atividades instrumentais da vida diária. No tocante às habilidades conceituais, os alunos revelaram ter autonomia em relação às atividades escolares, o que não coincidiu com a opinião dos cuidadores e professores. Na terceira etapa, verificou-se que as imagens que compõem o Autonomy apresentaram um índice de validade de conteúdo acima de 80%. Na avaliação dos atributos de qualidade, o grupo focal fez sugestões de alterações como gravação do áudio, tela de instruções para os emojis e outras, as quais foram acatadas e melhoraram o desempenho do aplicativo. Com a AFE, observou-se evidências de que o aplicativo possui itens confiáveis. Foram excluídos os itens _acordar', _assistir TV', _se reunir com a família', _animal de estimação' e _estudar com ajuda'. Conclusão: Pessoas com DI apresentam tempo diferenciado de aprendizado de leitura e escrita. Contudo, mais importante do que saber ler e escrever é saber utilizar e atribuir sentido a sua prática. O problema do diagnóstico deixa em evidência tanto a dificuldade de atuação dos profissionais da saúde, como os instrumentos existentes (cognitivos ou de avaliação das habilidades adaptativas) que não são válidos para auxiliar 14 no diagnóstico. Os profissionais da educação e da saúde e os cuidadores podem colaborar de forma mais efetiva no desenvolvimento da autonomia das pessoas com DI, promovendo ambiente mais interativo e que favoreça o desenvolvimento de tais habilidades. A construção do aplicativo Autonomy foi avaliada de forma adequada pelos profissionais da saúde, da educação e da computação, proporcionado a identificação das habilidades adaptativas dos indivíduos com DI.


Introduction: This thesis is the result of studies about intellectual disability (ID) in relation to practical, social and conceptual adaptive skills. In order to problematize a scenario of lack of instruments capable of evaluating said abilities, it consisted in the elaboration of an applicator able to assist the evaluation process of individuals with ID. Objective: To construct an applicator designed to identify practical, social and conceptual adaptive skills of children and adolescents with ID, based on Lev Vygotsky's theory. Methodology: A multi-method study with quantitative and qualitative procedures carried out in three stages at a philanthropic institution in the city of Campina Grande, Paraíba, Brazil. In the first stage, a cross-sectional study was carried out in the medical records of 450 IDP users. The data were tabulated and analyzed through the Statistical Package for the Social Sciences® version 20.0 (SPSS) program. In the second step, a descriptive research was carried out with the applicator of a questionnaire on adaptive skills. The analysis of the data was divided in two moments. In the first one, we considered the 200 questionnaires of 100 caregivers and 100 people with ID on practical adaptive skills. Then, we approached the social and conceptual adaptive skills, considering the 100 caregivers, nine teachers and 100 people with ID. In all, 300 questionnaires were administered with participants. The data were processed by Factorial Matching Analysis in the Tri-deux-Mots program. The third step was conducted in three phases: (1) validation of content of the images to be used in the applicator Autonomy, through the program SurveyMonkey, initiating the process of computerization of the applicator; (2) evaluation of quality attributes by twelve health and education professionals, through a focus group and two computer professionals, through a questionnaire via e-mail; and (3) clinical validation of the Autonomy applicator, with the participation of 200 children and adolescents with DI, through exploratory factorial analysis (AFE), which was performed using FACTOR software version 9.20 for validation of the items that composed the application, excluding those that did not reach factorial loads greater than 0.3. Results: In the first stage, studying the demographic profile of the users of the institution studied, it was found that 61.4% of users do not know how to read or write and 12.2% know, the latter being more representative in families with equal or higher income to a minimum wage (56.4%) and a 13-year-old (90.9%). In the second stage, it was verified that the group of people with ID of more advanced schooling, when compared to the other groups, showed more indicative of Autonomy in relation to the performance of activities of daily living and instrumental activities of daily life. Regarding the conceptual skills, the students showed Autonomy in relation to the school activities, which did not coincide with the opinion of the caregivers and teachers. In the third step, it was verified that the images that make up the Autonomy presented a index of validity of content above 80%. In assessing quality attributes, the focus group made suggestions for changes such as audio recording, emoji instruction screen and others, which were followed and improved application performance. With AFE, there was evidence that the applicator has trusted items. The items 'wake up', 'watch TV', 'reunite with family', 'pet' and 'study with help' were excluded. Conclusion: People with ID have a differentiated learning time for reading and writing. However, it is more important to know how to use and give meaning to your practice than reading and writing. The problem of diagnosis reveals both the difficulty of health professionals and the existing instruments (cognitive or assessment of adaptive skills) that are not valid to aid in diagnosis. Education and health professionals and caregivers can collaborate more effectively in developing the autonomy of people with ID, promoting a more interactive environment that favors the development of such skills. The construction of the Autonomy 16 applicator was adequately evaluated by health, education and computing professionals, providing the identification of the adaptive skills of individuals with ID.


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Validação de Programas de Computador , Adaptação Psicológica , Autonomia Pessoal , Habilidades Sociais , Deficiência Intelectual/diagnóstico , Fatores Socioeconômicos , Inquéritos e Questionários , Dissertação Acadêmica , Educação de Pessoa com Deficiência Intelectual/métodos
7.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 137 p. tab, ilus, mapa, graf.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-997594

RESUMO

Introdução: as Práticas Integrativas e Complementares (PIC) são recursos terapêuticos que oferecem novas perspectivas para o indivíduo em relação ao cuidado em saúde, dentro de uma concepção holística. Ainda que haja um reconhecimento da maioria dos profissionais de saúde sobre a importância das PIC para as suas respectivas profissões e para o Sistema Único de Saúde (SUS), há muitos fatores que podem ser considerados obstáculos à sua implementação nos serviços de saúde. Dentre estas barreiras, se destacam a deficiência na formação de profissionais, a resistência em relação ao novo modelo de cuidado, e o despreparo político e técnico de profissionais da área para uma atuação efetiva com as PIC dentro da realidade do SUS. Em Minas Gerais, em razão de uma parceria entre a Escola de Saúde Pública (ESP) e a Secretaria de Estado de Saúde (SES) desenvolveu-se uma ação educacional em PIC, entre os anos de 2013 e 2014, para gestores, profissionais e conselheiros de saúde intitulada Oficina de Educação Popular em Saúde para Apoiadores da Política Estadual de Práticas Integrativas e Complementares, neste estudo denominada Intervenção Educativa PEPIC SES/MG, baseada na Educação Permanente em Saúde, com a intenção de investigar o percurso do profissional de saúde a partir da sua participação na intervenção educativa e a repercussão no seu cotidiano de trabalho, bem como os sentidos por ele produzidos, com as PIC. Objetivo: Analisar o desenvolvimento das PIC na Atenção Primária à Saúde, bem como a produção de outros sentidos para a saúde, na perspectiva dos profissionais participantes da Intervenção Educativa PEPIC SES/MG. Metodologia: tratou-se de um estudo exploratório, descritivo, de abordagem qualitativa, que teve como público alvo vinte e cinco profissionais de saúde dos quarenta municípios participantes da ação educacional. O percurso metodológico deste estudo incluiu quatro fases: definição do cenário, caracterização dos participantes, coleta e análise de dados. O cenário do estudo foi o local de atuação dos profissionais participantes da Intervenção Educativa PEPIC SES/MG, nos diferentes municípios que constituíram a ação. Os dados foram coletados por meio da técnica de entrevista semiestruturada. Para análise dos dados, utilizou-se a Teoria de Análise de Conteúdo (AC) proposta por Bardin. Resultados: Foram formadas as categorias temáticas a partir do agrupamento das falas dos participantes, correspondentes aos temas abordados em cada questão do roteiro de entrevista, quais sejam: desenvolvimento das PIC, mudanças na saúde do município e produção de sentidos para a saúde. Os resultados indicam que a participação do profissional na Intervenção Educativa PEPIC SES/MG trouxe aprendizagem e embasamento para o desenvolvimento das ações em PIC. Evidenciou-se, assim, que as PIC foram implementadas e/ou ampliadas nos municípios pesquisados, embora os profissionais tenham enfrentado obstáculos, sobretudo por falta de apoio dos gestores locais. Para o desenvolvimento das PIC, na APS dos municípios, os profissionais utilizaram diferentes estratégias como a elaboração e aplicação de projetos de implementação das PIC, a divulgação das modalidades de práticas para os demais profissionais e a institucionalização das PIC por meio da criação da Política Municipal. Verificou-se ainda, mudanças nos processos de trabalho dos profissionais e nos hábitos e atitudes dos usuários. Como sentidos produzidos a partir da experiência com as PIC destacam-se a adoção de um novo paradigma de saúde, a compreensão sobre a possibilidade do cuidado diferenciado, a abertura para novos modos de experimentar a saúde e a existência. Considerações finais: avalia-se que os objetivos traçados para a pesquisa foram alcançados. Considera-se importante afirmar que a incorporação do conhecimento e da aprendizagem relativos às políticas públicas de PIC propiciou encontros e vivências com as PIC potentes para engendrar a produção de conceitos e de novos modos de subjetivação. Portanto, se acredita neste conhecimento como um potencial transformador das práticas de cuidado em saúde.(AU)


Introduction: The Integrative and Complementary Practices (PIC) are therapeutic resources that offer new perspectives for an individual reagarding his health care in a holistic view. Even though most of the health care professionals believe in the importance of the PIC for their jobs and for the Sistema Único de Saúde (SUS), there are many factors that can make it harder to make the PIC work in the health care environment. One of the obstacles is the failure in teaching and educating professionals, the opposition regarding the new model of care and the lack of awareness from the employees, political and technical, to use the PIC inside their jobs and SUS. To provide a better education and effective use of the PIC, it was developed in Minas Gerais, duo to a partnership between Escola de Saúde Pública (ESP) and Secretaria de Estado de Saúde (SES), an educational study, developed between 2013 and 2014, for directors, professionals and health counselors named Workshop on Popular Education in Health for Supporters of the State Policy on Integrative and Complementary Practices, in this study named Educational Intervention PEPIC SES/MG. Objective: Analyze the development of PIC in Primary Health Care, as well as the production in other health senses, through the participants in this study. Methodology: It is an exploratory study, descritive with qualitative view done with twenty five health professionals from forty counties from the educational area. The methodology in this study was divided in four parts: scenario definition, participant characterization, data collection and analysis. The scenario used was the place of work for the participants professionals. The data was colected through the semi-structured interview technique. To analyze the data, Bardin?s Content Analysis Theory was used. Results: There were formed categories based on the interviewee?s answers to the survey, which were: development of the PIC, changes in the health enviroment of the countie, production of meanings for health. The results shows that the participation of the health professionals in this study brought wisdom and new techniques for the development of the PIC. Overall, the PIC was put in action in the counties studied, even though some professionals had some problems with it, due to lack of support from their bosses. For the development of the PIC in location the professionals used different strategies as elaboration and implementation of projects for the implementation of PIC, dissemination of practical modalities for other professionals and institutionalization of PIC through the creation of Municipal Policy. Also, it was noted changes in the way the professionals used to work before using PIC. From the new patterns of work created after using PIC, the adoption of a new paradigm of health, understanding of the possibility of differential care and openness to new ways of experiencing health are some that standout. Conclusion: the objects of the study were reached. It is important to say that the incorporation of knowledge and learning related to public policies of PIC has provided encounters and experiences with powerful PIC to generate the production of concepts and new modes of subjectivation. Therefore, this knowledge is believed to be a potential transformative of health care practices.(AU)


Assuntos
Humanos , Atenção Primária à Saúde , Terapias Complementares/educação , Educação Continuada , Brasil , Dissertação Acadêmica , Pesquisa Qualitativa
8.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 76 p. tab, graf, ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-998394

RESUMO

Este estudo teve como objetivo avaliar a efetividade do programa educativo no conhecimento de profissionais de enfermagem sobre a higiene bucal em pacientes críticos intubados. Trata-se de um estudo quase-experimental conduzido em um hospital de grande porte de Belo Horizonte ­ MG no período de março a julho de 2018. Participaram 79 profissionais de enfermagem, em três etapas: pré-teste, programa educativo e pós-teste. Foram elaborados instrumentos de caracterização da amostra e de avaliação do conhecimento da equipe de enfermagem sobre a higiene bucal do paciente crítico intubado. Este último contendo 20 questões com opções de resposta verdadeiras, falsas ou não sei, o qual foi submetido a validação de conteúdo por um comitê de especialistas. Análise descritiva e testes de Wilcoxon, Mann-Whitney, Kruskal Wallis e correlação de Spearman foram realizados. A amostra foi composta predominantemente por enfermeiros (54,4%), do sexo feminino (86,1%), bem distribuídos entre os turnos diurno e noturno (49,4% e 50,6%). O tempo de formado dos profissionais variou de 7 a 240 meses, com mediana de 96 meses (p25=60;p75=120), o tempo de atuação no Centro de Terapia Intensiva (CTI) variou de 1 a 156 meses, com mediana 29 meses (p25=9;p75=72). A maioria dos profissionais (78,5%) recebeu alguma instrução de higiene bucal durante a formação, entretanto, na instituição, 41,8% nunca recebeu treinamento sobre a temática. No que diz respeito a avaliação do conhecimento dos profissionais no pré-teste, a mediana de acertos foi de 15 questões (p25=13;p75=16) e, no pós-teste, a mediana foi de 19 questões (p25=17;p75=20). Houve diferença estatisticamente significativa entre os dois momentos, com o aumento do conhecimento dos profissionais da equipe de enfermagem após o programa educativo (p<0,001). Também houve diferença estatisticamente significativa entre o conhecimento no pré-teste e a ciência do profissional quanto ao protocolo de higiene bucal na instituição (p<0,05), sendo que profissionais que sabiam da existência do protocolo na instituição apresentaram um escore maior de conhecimento no pré-teste. Houve uma correlação negativa e de fraca magnitude entre o conhecimento no pós-teste e o tempo de formado dos profissionais (r= -0,258; p<0,05). Conclui-se que o programa educativo pautado em metodologias ativas, visando uma aprendizagem significativa, teve efeito positivo no conhecimento dos profissionais de enfermagem sobre higiene bucal em pacientes críticos intubados, sendo este efeito menor em profissionais com maior tempo de formação. Reforça-se assim, a importância da educação permanente com programas educativos efetivos visando favorecer o conhecimento da equipe de enfermagem para a melhoria da qualidade da assistência à saúde.(AU)


This study aimed to evaluate the effectiveness of the educational program on the knowledge of nursing professionals on oral hygiene in critically ill intubated patients. This case study is a semi-experimental study performed in a large hospital in Belo Horizonte (MG), Brazil, from March to July 2018. 79 nursing professionals were considered in three study stages: pre-test, educational program and post-test. Sample characterization instruments and means to evaluate the knowledge of the nursing team regarding the oral hygiene in critically ill intubated patients were developed. The nursing team knowledge evaluation was performed by a questionnaire with 20 true or false sentences concerning the subject in study; this questionnaire was submitted to a committee composed by specialist and was content validated. Descriptive analysis and Wilcoxon, Mann-Whitney, Kruskal Wallis and Spearman correlation tests were also performed. The sample consisted predominantly of nurses (54.4%), female (86.1%),well distributed between the day and night shifts (49.4% and 50.6%).The training time of the professionals ranged from 7 to 240 months, with a median of 96 months (p25 = 60;p75 = 120), the time spent in the Intensive Care Center (ICU) ranged from 1 to 156 months, with median 29 months (p25 = 9; p75 = 72). Most of the professionals (78.5%) have received some oral hygiene instruction during the training. At the institution, 41.8% have never received training on the subject. Regarding the evaluation of professionals' knowledge, in the pre-test the median was 15 points (p25=13; p75=16) and, in the post-test, the median was 19 points (p25=17; p75=20). There was a significant statistical difference on both moments, with the increase in the knowledge concerning the professionals of the nursing team after the educational program (p <0.001).There was also a significant statistical difference between the pre-test and the professional's knowledge regarding the oral hygiene protocol in the institution(P <0.05), that is, professionals who knew about the existence of the protocol in the institution achieved a higher knowledge score (r = -0.258, p <0.05). A negative correlation was found between the post-test and the training time of the professionals. It was concluded that the educational program based on active methodologies, aimed at a meaningful learning, had a positive effect on nursing professionals' knowledge concerning the oral hygiene in critically ill intubated patients, and this effect is lower in professionals who had a longer training periods. It reinforces the importance of permanent education with effective educational programs which aims to improve the knowledge of the nursing team in order to enhance the quality of health care.(AU)


Assuntos
Humanos , Higiene Bucal/educação , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Educação Continuada em Enfermagem , Inquéritos e Questionários , Dissertação Acadêmica , Intubação , Cuidados de Enfermagem/métodos
9.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 176 p. ilus, tab, mapa.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-998377

RESUMO

O objetivo geral deste estudo foi analisar o trabalho de enfermeiros da Atenção Primária à Saúde em áreas rurais, focalizando os sentidos do trabalho, políticas de saúde rurais e condições de trabalho. Foi realizado um estudo de caso com abordagem qualitativa. Os participantes foram 11 enfermeiros de equipes da Estratégia Saúde da Família de áreas rurais do município de Campina Grande, Paraíba. A coleta de dados ocorreu no período de janeiro a março de 2017, por meio de entrevista, mediante uso de roteiro semiestruturado, e por meio de análise documental. Os documentos e as entrevistas foram submetidos à Análise de Conteúdo. Na análise dos documentos foram construídas duas categorias: "Políticas internacionais de saúde para área rural" e "Políticas nacionais de saúde para área rural". Das entrevistas emergiram quatro categorias: "Contexto de vida e saúde de populações atendidas pela Estratégia Saúde da Família de área rural: um lugar de população carente"; "Condições de trabalho de enfermeiros da Estratégia Saúde da Família de áreas rurais"; "Práticas cotidianas de enfermeiros em áreas rurais"; "Sentidos do trabalho para enfermeiros da Estratégia Saúde da Família de áreas rurais". No Brasil vem sendo criadas políticas para a redução das desigualdades em saúde dos diversos grupos de populações rurais do país, mas essas políticas não se efetivaram completamente. A primeira categoria revelou que a população rural tem condições de vida e saúde precárias; a maioria constituída de agricultores, aposentados, com elevado número de pessoas desempregadas. A Unidade de Saúde da Família constitui a única alternativa de acesso à saúde e há isolamento dessa população em relação ao uso de tecnologias de comunicação e informação. A segunda categoria descreve as dificuldades inerentes às condições de trabalho dos enfermeiros. As principais dificuldades foram: percurso longo percorrido pelo enfermeiro para acesso às Unidades de Saúde da Família rurais por meio de rodovia asfaltada e estrada de terra; cronograma de trabalho diferenciado em função das particularidades existentes do meio rural que influenciam o acesso ao serviço. A terceira categoria mostra que as práticas cotidianas dos enfermeiros estão focadas em grupos já conhecidos pelos protocolos ministeriais, como crianças, hipertensos, diabéticos, além de ações programáticas e de atendimento individual à demanda espontânea. Essas práticas são influenciadas pelas condições de trabalho, como transporte precário no deslocamento para as áreas rurais, falta de água nas unidades, o que é essencial para realizar os procedimentos e a assistência. A quarta categoria descreve os sentidos do trabalho para os enfermeiros com base nas dimensões dos sentidos do trabalho definidas por Morin; Tonelli e Pliopas, (2007), que são: individual, organizacional e social. Os enfermeiros identificam que o trabalho produz sentido positivo ao perceberem a satisfação pessoal no trabalho, crescimento e aprendizado, identificação com o trabalho, utilidade da atividade que realizam, vínculo com a população e a inserção e contribuição social do trabalho. Em contrapartida, a falta de plenitude no trabalho, em especial, decorrente das difíceis condições e da organização dos serviços, e a relação distante da gestão com os profissionais, foram os principais aspectos identificados pelos profissionais como perda de sentido para desenvolverem o trabalho. Conclui-se que o trabalho do enfermeiro da Estratégia Saúde da Família das áreas rurais estudadas possui uma dinâmica diferenciada, com 8 particularidades próprias da área rural e por dificuldades de infraestrutura, organização e operacional dos serviços, que afetam o desempenho do trabalho de enfermagem compatível com a Atenção Primária à Saúde. Aspectos esses que influenciam na atribuição de diferentes sentidos ao trabalho por este profissional. São necessárias políticas de saúde, em especial, do Sistema Único de Saúde, para aprimorar o modelo de atenção à saúde e combater as iniquidades em saúde de forma a contemplar populações de áreas rurais.(AU)


The general objective of this study was to analyze the work of primary health care nurses in rural areas by focusing on the meanings of work, rural health policies and working conditions. A qualitative case study was conducted with 11 nurses from Family Health Strategy teams from rural areas of the city of Campina Grande, state of Paraíba. The data collection period was between January and March 2017 through semi-structured interviews and documentary analysis. The documents and interviews underwent Content Analysis. In the analysis of documents, were organized two categories, namely: 'International health policies for rural areas' and 'National health policies for rural areas'. Four categories emerged from the interviews: 'Life and health context of populations served by the Family Health Strategy of rural areas: a place of underserved population'; 'Working conditions of Family Health Strategy nurses of rural areas'; 'Daily practices of nurses in rural areas'; 'Work meanings for the Family Health Strategy nurses of rural areas'. Although policies have been created for reducing health inequalities in rural population groups in Brazil, they have not been fully implemented. The first category revealed the precarious living and health conditions of the rural population, which is mostly consisted of farmers, retirees and a large number of unemployed persons. The Family Health Unit is the only alternative for health access and this population is isolated in relation to the use of communication and information technologies. The second category describes the difficulties inherent in nurses' working conditions. The main difficulties were the following: long distances travelled by nurses to rural health units through asphalted highways and dirt roads; differentiated work schedule according to the existing peculiarities of the rural environment that influences the access to service. The third category shows that nurses' daily practices are focused on groups already known by ministerial protocols, such as children, hypertensive and diabetic patients, and through programmatic actions and individual care to spontaneous demand. These practices are influenced by working conditions, such as poor transport on the way to rural areas and lack of water in the units, which is essential for performing procedures and assistance. The fourth category describes the meanings of work for nurses based on the dimensions of the meanings of work defined by Morin; Tonelli and Pliopas (2007), which are the individual, organizational and social. Nurses identify that work brings positive meaning when feeling personal satisfaction at work, growth and learning, identification with work, usefulness of the activity they perform, bond with the population and the insertion and social contribution of work. On the other hand, the lack of fullness at work, especially due to difficult conditions and the organization of services, and the distant relationship between management and professionals, were the main aspects identified by professionals as a loss of meaning for development of work. The conclusion is that work of Family Health Strategy nurses of the rural areas studied has a differentiated dynamic with particularities of the rural area and by infrastructure, organization and operational difficulties of services affecting the performance of compatible nursing work with Primary Health Care. Such aspects influence these professionals' attribution of different meanings to work. Health policies, especially of 10 the Brazilian SUS (Health Care System) are needed to overcome the health care model and combat health inequities in order to include rural population groups.(AU)


Assuntos
Humanos , Atenção Primária à Saúde , População Rural , Enfermagem em Saúde Comunitária , Estratégia Saúde da Família , Brasil , Inquéritos e Questionários , Dissertação Acadêmica
10.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 159 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-998391

RESUMO

As Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) representam uns dos maiores problemas de saúde pública da atualidade, sendo a principal causa de morbimortalidade mundial e no Brasil. Entre as DCNT destacam-se a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e o Diabetes Mellitus (DM), que possuem um conjunto de fatores de risco responsáveis pela magnitude das mortes e por fração substancial da carga de doenças na população brasileira. Estas doenças, além de alterarem a fisiologia corporal causando disfunções físicas, afetam e são afetadas por condições psicológicas e sociais, que interferem direta e indiretamente na sexualidade da pessoa que vive com a DCNT. As interferências se devem tanto a aspectos da própria doença e do tratamento, como a aspectos subjetivos que incluem, por exemplo, a imagem corporal, o amor próprio e o autocuidado, que são, muitas vezes, negligenciados. O objetivo desse estudo foi compreender os modos de pensar a sexualidade pelas pessoas com HAS ou DM. Trata-se de pesquisa qualitativa, fundamentada na Teoria das Representações Sociais, a partir das proposições de Alain Giami. Foram realizadas entrevistas individuais abertas e em profundidade com 25 usuários de serviços de atenção primária à saúde do município de Belo Horizonte. A Análise Estrutural de Narração foi utilizada para desvelar o conteúdo dos dados com o auxílio do Software MAXQDA12. Os resultados finais foram organizados em duas categorias: 1) Representações do sujeito sobre sexualidade; 2) Abordagem da saúde sexual no processo de cuidados nos serviços de saúde segundo os usuários. Não houve diferenças entre os discursos das pessoas com DM e HAS, e sim entre os discursos masculinos e femininos, mostrando a influência das normas sociais de gênero no modo de viver a sexualidade dessas pessoas. Os participantes do estudo, de modo geral, entendem que sexualidade é sinônimo de ato sexual. Algumas mulheres também relacionaram a sexualidade com imagem corporal e autoestima, e houve associação com afeto e amorosidade. As representações sobre relação sexual foram sempre positivas para os homens, inclusive para aqueles com disfunção sexual (DS) ou sem vida sexual ativa. Os homens descobriram sua sexualidade por meio da masturbação, no final da infância e início da adolescência, e, pouco depois, tiveram a primeira relação sexual. As mulheres, por sua vez, iniciaram a vida sexual mais tarde que os homens, geralmente no casamento ou pouco antes dele, tendo, portanto, menos experiências e menor número de parceiros. Nem todas as mulheres tiveram representações positivas relacionadas à sexualidade; a atividade sexual não foi considerada central em suas vidas, e foi frequentemente representada como obrigação em relação ao parceiro. A masturbação feminina é um tabu e, geralmente, não é praticada pelas mulheres, por acreditarem que precisam do companheiro para viver sua sexualidade. Os entrevistados, ao serem questionados sobre a existência de alterações na sexualidade após o adoecimento por diabetes ou HAS, relataram, inicialmente, não ter percebido nenhuma alteração. Porém, ao aprofundar o assunto, informavam situações e sinais e sintomas de disfunções sexuais, com os quais conviviam como se fizessem parte do ciclo natural da sexualidade. As disfunções mais relatadas pelas mulheres foram: diminuição da libido, diminuição ou perda da lubrificação e disfunção orgástica. Pelos homens foram: diminuição da frequência sexual e disfunção erétil. A idade, menopausa e problemas relacionados à vida, tais como violência, condições econômicas e criação familiar, foram relatados como principais fatores destas disfunções. A abordagem da saúde sexual no processo de cuidados nos serviços de saúde é quase inexistente, segundo os entrevistados, pois os profissionais não incluem informações sobre a vida sexual dos usuários como rotina do serviço. Quando o fazem, é de maneira pontual, superficial e tímida, ignorando a integralidade do cuidado. Os entrevistados, em sua maioria, consideram a abordagem da saúde sexual necessária e positiva, para melhorar suas vidas e como forma de prevenção de doenças e agravos. Os resultados apontam, portanto, que há uma negação da sexualidade e de sua problemática, tanto pelas pessoas que têm HAS e DM quanto pelos profissionais de saúde da atenção básica. Ao não abordarem a sexualidade, pelo eixo da saúde sexual, os profissionais mantêm o tabu sobre ela e negam a integralidade da atenção à saúde, sendo necessário adotar medidas que busquem a melhoria da formação dos profissionais, bem como a inserção do tema na rotina das ações nos serviços de saúde. (AU)


Non-communicable diseases (NCD) are some of the greatest healthy public issues. NCD are the main reason morbidity and mortality in the world and in Brazil. Among NCDs, can be highlighted Systemic Hypertension (SH) and Diabetes Mellitus (DM). SH and DM have a group of risk factors responsible for a large number of dies and for a substantial fraction of Brazilian population diseases. These diseases, besides changing corporal physiology and causing physical dysfunctions, affect and are affected by psychological and social conditions. That condition interferes directly and indirectly with the sexuality of people who has NCD. The interferences are originate by both diseases aspects and subjective aspects (such as corporal image, self-love and self-care), these aspects some times are neglected. The objective of this study was understand the ways of thinking of the people who has SH or DM about sexuality. It is a qualitative research based on Social Representations Theory, based on Alain Giami propositions. Deep and open interviews were made with 25 people that uses the Belo Horizonte primary health care services. The Structural Analysis of Narrative was processed with the software MAXQDA12 and used to expose the data content. Final results were organized in two categories: 1) Representations of the subject about its sexuality; 2) Approach to sexual health in the health care process. There weren't differences between the speeches of people with DM and SH. But there were differences between the discourses of male and female, showing the social norms influence in the sexuality people lifeway. In general study participants understand that sexuality is equal to sexual act. Some women related sexuality with corporal image and self-esteem, some participants related with affect and amorousness. The representation of sexual relations were always positive for men, included those who had sexual dysfunction or without an active sexual life. Men discover their sexuality through masturbation, between the end of childhood and start of adolescence, and shortly thereafter they use to have their first sexual relation. In the other hand, women uses to start their sexual life latter than men, generally when they get married or shortly before. In this way, they have less sexual experiences and partners than men. Not all women had positive representations about sexuality. Sexual life wasn't central in their lives, and, frequently, their sexual lives were understood as obligation with their sexual partner. Female masturbation is also a taboo and usually it isn't practiced by women, they believe that they need a partner to have their sexuality. When interviewees were asked about having sexuality alterations, they related not perceived any alterations. However, deepening into the subject, they informed sexual dysfunctions situations, signals and symptoms, in which they were living as a simple part of the sexuality natural cycle. The most reported dysfunctions by women were: libido reduction, lubrication reduction or loss, and orgasmic dysfunction. The most reported by men were: reduction of the sexual frequency and erectile dysfunction. Age, menopause, and problems related to life (as violence, economic conditions and family care), were reported as the mainly factors to begin those dysfunctions. There is almost no approach about sexual health in the process of health care services. According to interviewees, health professionals don't put information about their sexual life in the users' health forms. When they do, it is in a punctual way, superficially and timidly, ignoring the care integrality. Most of the interviewees consider necessary and positive the approach to sexual health. It can help them improve their lives and prevent diseases and injuries. Results show that exist a sexuality denial and its consequences, both by people who has SH or DH and by health professionals of basic health care. Not approaching to sexuality, health professionals keep taboo about it and deny integral health care. It is necessary to adopt measures that improve professional qualification and inserts the theme in health services actions routine.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Sexualidade/psicologia , Diabetes Mellitus , Hipertensão/complicações , Atenção Primária à Saúde , Comportamento Sexual , Fatores Socioeconômicos , Inquéritos e Questionários , Dissertação Acadêmica
11.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 132 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-998517

RESUMO

Objetivo: Trata-se de uma pesquisa quantitativa observacional de corte transversal, que teve como objetivo analisar as interrupções nas atividades primárias dos enfermeiros de uma unidade de Pronto Atendimento (PA) de um hospital universitário de Minas Gerais. Método: Os participantes foram 40 enfermeiros, dos turnos diurno e noturno, que atuavam na unidade. A coleta de dados foi realizada de 8 de junho a 23 de julho de 2018, por meio da observação direta não participante das interrupções nas atividades primárias dos enfermeiros, após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa e do hospital. A análise descritiva foi feita utilizando planilha eletrônica da plataforma Microsoft Excel e realizada distribuição de frequência absoluta e relativa. Resultados: Durante as 113,2 horas de coleta de dados, foram observadas 736 atividades primárias, sendo 277 (37,6%) de cuidado indireto ao paciente; 211 (28,7%) de cuidado direto; 144 (19,6%) de atividades administrativas; 99 (13,5%) de atividades pessoais; e 5 (0,7%) de atividades de ensino e pesquisa. Quanto ao tempo das interrupções, constatou-se que os enfermeiros gastaram mais tempo durante o cuidado indireto (34,9%). Das 736 atividades, 426 (57,9%) foram interrompidas, com média de 1,8 interrupções por atividade primária, totalizando 1.334 ocorrências (11,8 por hora). O cuidado indireto foi o mais interrompido (53,5%), seguido pelo cuidado direto (29,8%), atividade administrativa (13,2%) e atividade pessoal (3,5%). A atividade com maior número de interrupções foi registro de enfermagem (28,1%), seguida da avaliação do paciente (13,7%) e realização de procedimentos ou cuidado ao paciente (10,6%). As interrupções corresponderam a 41% do tempo de trabalho dos enfermeiros durante o período de observação. A mediana da duração das atividades primárias interrompidas foi de oito minutos e as não interrompidas foi de 2,5 minutos. O número de interrupções foi maior no turno da manhã (36%), mas a duração das interrupções foi maior no horário noturno (4,1%). As principais fontes de interrupções foram a equipe de enfermagem (40,6%) e a autointerrupção (13,3%), sendo as fontes que mais demandaram o tempo do enfermeiro, 41,2% e 12,3%, respectivamente. Os motivos de interrupções mais frequentes foram os relacionados ao paciente (31%), administrativo (24%), pessoal (18%), ajuda (17%), ambiente (8%) e ensino e pesquisa (2%). Os principais motivos foram fornecer e receber informações relacionadas ao paciente (18,1%), conversa paralela (12,5%) e alarmes (6,1%). O motivo que mais consumiu o tempo do enfermeiro foi conversa paralela (32,3%). Após as interrupções, os enfermeiros não retornaram à atividade primária em 1,8% dos casos, sendo necessário atender de uma a 30 interrupções antes de retornar à atividade inicial. Ao comparar a frequência das interrupções do PA Subunidades e PA Unidade de Terapia Intensiva, notou-se que o segundo correspondeu a 54% das interrupções, representando 61,5% do tempo total das interrupções. Conclusão: O conhecimento das interrupções no trabalho do enfermeiro pode contribuir para se elencar interrupções que propiciam a segurança do paciente e aquelas que geram problemas para a concentração e interferem na qualidade da assistência e na segurança do paciente. O profissional deve ater-se à atividade em execução e avaliar a pertinência da intervenção de acordo com a situação.(AU)


Objective: This is a cross-sectional, observational quantitative study, whose objective was to analyze the interruptions in the primary activities of nurses at an Emergency Care Unit at a university hospital in Minas Gerais. Method: There were 40 nurses participating in the study, from both day and night shifts, who worked in the unit. Data collection was performed from June 8th to July 23rd, 2018, through the direct non-participant observation of interruptions in nurses primary activities, after approval of the Research Ethics Committee and the hospital. The descriptive analysis was done using Microsoft Excel. In addition to that, it was performed absolute and relative frequency distribution. Results: During the 113.2 hours of data collection, 736 primary activities were observed, being: 277 (37.6%) of indirect care to the patient; 211 (28.7%) of direct care; 144 (19.6%) of administrative activities; 99 (13.5%) of personal activities; and 5 (0.7%) of teaching and research activities. Regarding the time of interruptions, it was found that nurses spent more time during indirect care (34.9%). Of the 736 activities, 426 (57.9%) were interrupted, with an average of 1.8 interruptions per primary activity, at a total of 1,334 occurrences (11.8 interruptions per hour). The indirect care was the most interrupted (53.5%), followed by direct care (29.8%), administrative activity (13.2%) and personal activity (3.5%). The activity with the highest number of interruptions was the nursing record (28.1%), followed by patient evaluation (13.7%), and procedures or patient care (10.6%). The interruptions corresponded to 41% of nurses' work time during the observation period. The median duration of interrupted primary activities was eight minutes and the non-interrupted was 2.5 minutes. The number of interruptions was higher in the morning shift (36%), but the duration of interruptions was higher at the night shift (34.1%). The main sources of interruptions were the nursing team (40.6%) and self-interruption (13.3%), being the sources that most demanded the nurses' time, 41.2% and 12.3%, respectively. Regarding the reasons for the interruptions, the most frequent were those related to the patient (31%), administrative (24%), personal (18%), help (17%), environment (8%) and teaching and research (2%). The main reasons were providing and receive information related to the patient (18.1%), parallel conversation (12.5%) and alarms (6.1%). The reason that most consumed the nurse's time was the parallel conversation (32.3%). After the occurrence of interruptions, the nurses did not return to primary activity in 1.8% of the cases, being necessary to attend from one to 30 interruptions before returning to the initial activity. When comparing the frequency of interruptions of the Emergency Care Subunits and the Intensive Care Unit of the Emergency Care Unit, it was observed that the second corresponded to 54% of the interruptions, besides representing 61.5% of the total time of the interruptions. Conclusion: The knowledge of the interruptions in the work of the nurse can contribute to list interruptions that promote patient safety and those that generate problems for concentration and interfere in the quality of care and in the patient safety. The professional should stick to the activity in execution and evaluate the pertinence of the intervention according to the situation.(AU)


Assuntos
Humanos , Qualidade da Assistência à Saúde , Enfermagem em Emergência/estatística & dados numéricos , Segurança do Paciente , Ambiente de Instituições de Saúde , Inquéritos e Questionários , Dissertação Acadêmica
12.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 172 p. ilus, tab, mapa, graf.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1007093

RESUMO

O objeto deste estudo diz respeito à escola como espaço para a promoção da saúde, tendo em vista os diversos atores sociais que a compõem, assim como a propensão desse cenário à formação de sujeitos-cidadãos. Para que a escola possa efetivamente ser espaço promotor da saúde, faz-se necessário que as iniciativas nela existentes culminem no fomento de competências em promoção da saúde. Nesse sentido, o estudo teve como objetivo analisar a promoção da saúde na escola em sua relação com a comunidade escolar e seu entorno, identificando potencial para transformação social. Especificamente propôs-se a analisar as ações de promoção da saúde desenvolvidas pela escola com a comunidade e seus parceiros; identificar na relação entre escola, comunidade e parceiros potencialidades para transformação social; e discutir o desenvolvimento de competências para promoção da saúde. Trata-se de pesquisa qualitativa ancorada no referencial teórico do materialismo histórico e dialético, com abordagem metodológica de estudo de caso. Foi realizada em duas escolas da cidade de João Pessoa, Paraíba, Brasil. Participaram profissionais das escolas e estudantes; profissionais da unidade básica de saúde, representantes de uma rede socioeducativa atuante no bairro e representantes da comunidade. Os dados foram obtidos de observações em visitas às escolas e outros espaços da comunidade e entrevistas com os participantes. Para análise do material empírico utilizou-se a Análise do Discurso Textualmente Orientada, na proposta de Norman Fairclough. Os resultados revelaram que as ações de saúde na escola têm como foco predominante a mudança de comportamento com poucas iniciativas que indicam a problematização dos determinantes sociais e formação de protagonismo infanto-juvenil. As ações de promoção da saúde na escola e no território, quando realizadas em parceria, mobilizavam uma práxis reflexiva e criadora com a existência de um estado mais elevado de consciência e reflexão dos envolvidos no planejamento e implementação de ações, na aproximação com os determinantes sociais do processo saúde-adoecimento. Mas quando tratavam das questões da saúde apenas na lógica do clínico-biológico, eram realizadas somente pela escola e revelaram a práxis reiterativa e espontânea. Assim, isoladamente, a escola reproduz hegemonias; articulada à rede, configura-se como importante espaço para discussão e ação sobre os determinantes sociais e promoção da saúde, ratificando a intersetorialidade como estratégia. Concluiu-se que as ações realizadas pela escola na relação com a comunidade e os parceiros, mediada pela intersetorialidade, numa práxis reflexiva e criativa, propiciam o desenvolvimento de domínios de competências para a promoção da saúde, em especial a mediação, por meio de parceria, e a produção de mudanças. Essas ações viabilizam momentos de encontros e diálogos, criticidade frente à realidade e compromissos na elaboração de propostas para solução de problemas, que se orientem para a formação de lideranças, participação, entre outros princípios, favorecendo a transformação social e a promoção da saúde.(AU)


The object of this study is the school as a space for health promotion, considering the different social actors that compose it as well as the propensity of this scenario to the formation of subjects-citizens. In order for the school to be effectively a health promoter, it is necessary that the existing initiatives in it culminate in the promotion of competencies in health promotion. In this sense, the objective of the study was to analyze the promotion of health at school in its relationship with the school community and its surroundings, identifying potential for social transformation. Specifically, it was proposed to analyze the actions of health promotion developed by the school, with the community and its partners; identify in the relationship between school, community, partners potentialities for social transformation and discuss the development of competencies for health promotion. It is a qualitative research, anchored in the theoretical framework of Historical and Dialectical Materialism, with a methodological approach of case study. It was held in two schools in the city of João Pessoa, Paraíba, Brazil. School and student professionals participated; professionals from the Basic Health Unit, representatives of a socio-educational network working in the neighborhood and representatives of the community. Data were obtained from observations that occurred in visits to schools and other community spaces and interviews with participants. For analysis of the empirical material, we used the Speech-oriented Discourse Analysis, in the Norman Fairclough proposal. The results indicate that health actions at school have a predominant focus on behavior change with few initiatives that point to the problematization of social determinants and the formation of children and youth protagonism. The actions of health promotion in school and in the territory, when carried out in partnership, mobilized a reflexive and creative praxis with the existence of a higher degree of awareness and reflection of those involved in the planning and implementation of actions, in the approximation with the social determinants of the health-illness process. On the other hand, when they dealt with health issues only in the logic of the biological-clinician, they were carried out only by the school and revealed the repetitive and spontaneous praxis. Thus, in isolation, the school reproduces hegemonies; articulated to the Network, the school is an important space for discussion and action on social determinants and health promotion, ratifying intersectoriality as a strategy. It is concluded that the actions carried out by the school in the relationship with the community and the partners, mediated by the intersectoriality, in a reflexive and creative praxis, propitiate the development of domains of competences for the promotion of health, especially Mediation through partnership and Production of changes. These actions enable moments of meetings and dialogues, criticality against reality and commitments in the elaboration of proposals for solution of problems, that are oriented towards the formation of leaderships, participation, among other principles, favoring the social transformation and the promotion of health.(AU)


Assuntos
Humanos , Serviços de Saúde Escolar , Instituições Acadêmicas , Relações Comunidade-Instituição , Promoção da Saúde , Educação em Saúde , Inquéritos e Questionários , Colaboração Intersetorial , Dissertação Acadêmica
13.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 66 p. tab, ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1007225

RESUMO

Evidências sugerem associação entre características laborais, tais como o trabalho em turno noturno, em turno ininterrupto e ser ativo no trabalho, e desfechos de peso e adiposidade. Objetivo: Analisar a associação entre características do trabalho e desfechos de peso e adiposidade na população brasileira. Metodologia: Estudo transversal, de base populacional, com dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2013. A amostra foi composta por 36.247 brasileiros, ocupados, com 18 anos ou mais de idade que tiveram peso, altura e circunferência da cintura aferidos, com exclusão de mulheres que informaram estar grávidas ou não sabiam informar se estavam grávidas. As variáveis de desfecho foram excesso de peso IMC ≥ 25 kg/m², obesidade IMC ≥ 30 kg/m² e obesidade abdominal (CC ≥ 102 cm em homens e CC ≥ 88 cm em mulheres). Como variáveis explicativas, foram investigados o trabalho noturno, o trabalho em turno ininterrupto e ser ativo no trabalho. Como variáveis descritivas e de ajuste foram analisadas as características sociodemográficas, de estilo de vida e o tempo em anos no trabalho principal. As análises foram realizadas com o auxílio do software Stata 14.0, sendo consideradas as ponderações do delineamento amostral da pesquisa. Para estimar a associação entre exposições principais e desfechos, foram realizados modelos de regressão de Poisson com variância robusta, considerando o nível de significância estatística de 5%. Resultados: Após ajustes, indivíduos que trabalham em turno noturno e em turno ininterrupto, respectivamente, apresentaram razão de prevalência maior para excesso de peso (RP: 1.07 IC95% 1.03-1.12; RP: 1.09 IC95% 1.00-1.20), obesidade (RP: 1.18 IC95% 1.06­1.31; RP: 1.29 IC95% 1.02-1.63) e obesidade abdominal (RP: 1.12 IC95% 1.04-1.21; RP: 1.25 IC95% 1.06-1.48) quando comparados àqueles que trabalham em horários convencionais. Ser ativo no trabalho associou-se inversamente aos desfechos de excesso de peso (RP: 0.92 IC95% 0.88-0.96), obesidade (RP: 0.83 IC95% 0.75-0.92) e obesidade abdominal (RP: 0.86 IC95% 0.81-0.92) em relação àqueles inativos no trabalho. Considerações finais: Os resultados evidenciaram que o trabalho noturno, em turno ininterrupto e ser ativo no trabalho podem ser potenciais fatores de risco para desfechos de peso e adiposidade.(AU)


Evidence suggests association between labor characteristics such as night shift work, uninterrupted shift and being active at work with weight and adiposity outcomes. Objective: To analyze the association between work characteristics and weight and adiposity outcomes in the Brazilian population. Methodology: A cross-sectional and population-based study with data from the Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) of 2013. The sample consisted of 36.247 Brazilians workers with 18 years old or more, who had weight, height and waist circumference measured, with exclusion of women who reported being pregnant or could not tell if they were pregnant. The outcome variables were overweight BMI ≥ 25 kg/m2, obesity BMI ≥ 30 kg/m2 and abdominal obesity (≥ 102 cm in men and ≥ 88 cm in women). Night work, uninterrupted shift work and being active at work were investigated as explanatory variables. Sociodemographic and lifestyle characteristics and years in the main work were analyzed as descriptive and adjustment variables. The analyzes were performed with help of the software Stata 14.0, considering the weights of the research sample design. Poisson regression models with robust variance were performed to estimate the association between main exposures and outcomes, considering the statistical significance level of 5%. Results: After adjusts, individuals who work at night and work in uninterrupted shifts respectively, presented a higher prevalence ratio for overweight (PR: 1.07 CI 95% 1.03-1.12; PR: 1.09 CI 95% 1.00-1.20), obesity (PR: 1.18 CI 95% 1.06­1.31; PR: 1.29 CI 95% 1.02-1.63) and abdominal obesity (RP: 1.12 IC95% 1.04-1.21; RP: 1.25 IC95% 1.06-1.48) when compared to those who work at conventional times. Being active at work was inversely associated with excess weight outcomes (PR: 0.92 IC95% 0.88-0.96), obesity (PR: 0.83 IC95% 0.75-0.92) and abdominal obesity (PR: 0.86 IC95% 0.81-0.92) in relation to those inactive at work. Final considerations: The results evidenced that night work, uninterrupted shift and being active at work may be potential risk factors for weight and adiposity outcomes.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Condições de Trabalho , Índice de Massa Corporal , Obesidade Abdominal , Jornada de Trabalho em Turnos/efeitos adversos , Fatores Socioeconômicos , Estudos Transversais , Fatores de Risco , Dissertação Acadêmica , Estilo de Vida , Obesidade
14.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 92 p. ilus, graf, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1005976

RESUMO

Os acidentes de trabalho com exposição a materiais biológicos representam graves riscos aos profissionais em seu local de trabalho, devido a possibilidade de contaminação por doenças infecciosas, podendo causar incapacidades temporárias e/ou permanentes, com acometimento de ordem física e/ou mental. Apesar de muitos profissionais da saúde, que atuam dentro do ambiente hospitalar estarem expostos ao elevado grau de riscos ocupacionais, outras categorias também se contaminam e notificam o acidente. Há uma escassez de dados sistematizados e de estudos de base populacional que traduzam a realidade de várias cidades brasileiras. Por este motivo, o estudo tem como objetivo analisar as características dos acidentes de trabalho com material biológico notificados na cidade de Belo Horizonte. Tratou-se de um estudo epidemiológico transversal e de série temporal. Foram incluídos todos os acidentes ocupacionais com material biológico notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) no período de 2008 a 2017 que corresponderam a 9.508 casos. Os resultados mostraram que 72,51% dos registros das ocupações dos acidentados ocorreram com profissionais de saúde e 19% com profissionais de outras categorias (não saúde). As notificações de acidentes por via percutânea apresentaram maior prevalência durante o descarte inadequado de materiais e, por via mucosa, durante os procedimentos cirúrgicos/ odontológicos no modelo uni e multivariado. Na análise de tendência, a proporção da abertura de CAT entre profissionais da saúde apresentou um aumento significativo em relação às outras categorias profissionais não relacionadas à saúde. Observou-se um avanço no registro das informações ao longo dos anos do estudo. É fundamental que as instituições hospitalares e empregadores de todas as categorias profissionais planejem ações voltadas para a execução de práticas seguras e que minimizem o risco às exposições. Além disso, é preciso que os gestores orientem corretamente seus trabalhadores e incentivem a notificação do acidente.(AU)


Work accidents with biological materials represent serious risks to professionals at their workplace, due to the possibility of contamination by infectious diseases, and may cause temporary and/or permanent incapacities with physical and/or mental impairment. Although many health professionals working within the hospital environment are exposed to a high degree of occupational hazards, other categories can also be contaminated and report the accident. There is a shortage of systematized data and population-based studies that reflect the Brazilian cities reality. For this reason, the study aims to analyze the characteristics of work accidents with biological material reported in the city of Belo Horizonte. This was a cross-sectional epidemiological study. All the occupational accidents with biological material reported in the SINAN Information System for the period from 2008 to 2017, which corresponded to 9,508 cases, were included. The results showed that 72.51% of the records of occupations of accidents occurred with health professionals and 19% with professionals from other categories (non-health). The reports of percutaneous accidents showed a higher prevalence during the inadequate discard of materials and mucosa during surgical/dental procedures in the uni and multivariate model. In the trend analysis, the proportion of CAT openness among health professionals showed a significant increase compared to other non-health professional categories. There was an improvement in the information record throughout the study years. It is essential that hospital institutions and employers of all professional categories plan actions aimed at implementing safe practices that minimize risk to exposures. In addition, managers need to advised their employees and encourage them to notify it.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Acidentes de Trabalho/estatística & dados numéricos , Exposição Ocupacional/estatística & dados numéricos , Pessoal de Saúde , Fatores Socioeconômicos , Notificação de Acidentes de Trabalho , Brasil , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários , Estudos Retrospectivos , Dissertação Acadêmica
15.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 72 p. tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1007466

RESUMO

Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, delineada pelo método de pesquisa da análise de discurso, com o objetivo de analisar os discursos dos consultores de sistema de gestão certificáveis para acreditação hospitalar, considerando as interações vivenciadas entre estes profissionais e as organizações cliente. Esse estudo foi desenvolvido numa empresa de consultoria especializada na área da saúde, com sede em Belo Horizonte, com atuação nacional, presente no mercado há 25 anos e responsável pela reestruturação gerencial de mais de 200 organizações e que já conduziu mais de 100 certificações. Os participantes foram os consultores contratados por essa empresa, de diferentes formações acadêmicas, sendo dez enfermeiros, um biomédico e um bacharel em direito, totalizando, doze profissionais. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas com a utilização de um roteiro semiestruturado. A compreensão das entrevistas foi realizada por meio da análise do discurso. Primeiramente, foram feitas leituras sistemáticas dos discursos retratados nas entrevistas e transformados em notas de reflexão. Em seguida, o cruzamento dessas reflexões permitiu a construção das categorias. Os dados foram organizados em três categorias e suas subcategorias: 1. O fazer cotidiano da consultoria. 2. O cotidiano da consultoria; 2.1 Dificuldades vivenciadas durante o cotidiano da consultoria; 2.2 Descontinuidade do processo de acreditação. 3. Expectativa versus realidade da acreditação hospitalar. Os resultados do estudo mostram o que os consultores entendem da atividade que exercem dentro dos hospitais, bem como, as dificuldades que esses profissionais enfrentam na implantação da acreditação e que funções são necessárias para execução e êxito no projeto de implantação. Constatou-se ainda que pode ocorrer um desalinhamento entre o que se espera da acreditação hospitalar, construído a partir do discurso que está posto na sociedade, frente aos resultados alcançados com a implantação desse método. Espera-se, com esta pesquisa, contribuir tanto para o aumento da compreensão de como ocorre a acreditação hospitalar, sob o prisma dos consultores, possibilitando, assim, uma abordagem mais ampla sobre o tema, bem como, no aumento do entendimento tanto dos fatores que facilitam e dificultam a implantação e manutenção das práticas de acreditação.(AU)


This is a qualitative study, outlined by the discourse analysis research method, with the purpose of examining the speeches of certifiable management systems consultants for hospital accreditation, considering the interactions experienced between these professionals and the client organizations. This study was developed in a consulting firm specialized in health sector, based in Belo Horizonte but with a national scope, present in the market for 25 years and responsible for the management restructuring of more than 200 organizations and has conducted more than 100 certifications. The participants were consultants hired by this company, from different academic backgrounds, being ten nurses, one Biomedical graduate and one Law graduate, adding up to twelve professionals. Data collection was done through interviews using a semi-structured script. The interviews were understood through discourse analysis. First, systematic readings of the speeches portrayed in the interviews were made and transformed into notes of reflection. Then, the crossing of these reflections allowed the construction of the categories. The data were organized into three categories and their subcategories: 1. The daily practice of consulting; 2.1 Difficulties experienced during the consulting routine; 2.2 Discontinuation of the accreditation process. 3. Expectation versus reality of hospital accreditation. The results of the study show what the consultants understand about the activity they perform within hospitals, as well as the difficulties these professionals face in implementing accreditation and what functions are required to be performed in order to succeed in the implementation project. It was also observed that there may be a misalignment between what is expected from hospital accreditation, built from the discourse disseminated in society, and the results achieved with the implementation of this method. This research is expected to contribute to increasing the knowledge of how hospital accreditation occurs, from the perspective of the consultants, thus enabling a broader approach on the subject as well as increasing the understanding of both the factors that facilitate and hinder the implementation and maintenance of accreditation practices.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Consultores , Gestão da Qualidade , Acreditação Hospitalar , Inquéritos e Questionários , Dissertação Acadêmica , Pesquisa Qualitativa
16.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 82 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1007079

RESUMO

As Doenças Cardiovasculares (DCV) se destacam como as principais causas de morte por Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) em todo o mundo, representando um relevante problema de saúde pública. Para estimar o risco de desenvolver DCV, foram criados os chamados escores de risco e algoritmos baseados em análises de regressão de estudos populacionais, dos quais o mais comumente utilizado é o escore de 10 anos de Framingham. No entanto, a aplicabilidade de tais escores na prática clínica tem se mostrado limitada, uma vez que para os seus cálculos são exigidas mensurações de vários componentes. Dessa forma, índices antropométricos e de obesidade central mais simples de serem utilizados têm sido propostos para a identificação de participantes com alto risco cardiovascular. Trata-se de um estudo epidemiológico, de delineamento transversal e analítico conduzido com o objetivo de analisar a capacidade de índices antropométricos e de obesidade central em identificar participantes com alto risco cardiovascular em longo prazo na Coorte de Universidades Mineiras (CUME). A amostra foi constituída por 144 participantes da etapa de validação da síndrome metabólica e de seus componentes do estudo CUME, de ambos os sexos, com idade entre 30 e 59 anos, dos quais foram coletados dados demográficos, socioeconômicos, antropométricos, de estilo de vida e realizadas análises bioquímicas. O risco cardiovascular foi calculado utilizando as quatro versões do escore de Framingham de 30 anos (dois para o conjunto das DCV e dois para as DCV graves). Posteriormente, avaliou-se a capacidade do Índice de Massa Corporal (IMC), da Circunferência da Cintura (CC), do Índice de Conicidade (IC), do Índice de Adiposidade Visceral (IAV), e do Produto de Acumulação Lipídica (LAP) em identificar os indivíduos com alto risco cardiovascular. Realizou-se análise estatística, aplicando-se os testes de correlação de Pearson, de Spearman e Curva ROC, com nível de significância estatística de 5%. A maioria dos participantes foi classificada com baixo risco cardiovascular. Todos os índices antropométricos e de obesidade central apresentaram correlações positivas, moderadas (exceto o IAV) e significativas com os escores de risco de Framingham quando considerada a população total. A CC se mostrou o melhor preditor para todos os desfechos, exceto para o risco cardiovascular para DCV graves calculado com o IMC, no qual se destacou o IC. É importante que esses achados sejam considerados com o intuito de simplificar a detecção do risco cardiovascular, possibilitando o conhecimento precoce da situação de grupos populacionais sob alto risco e o estabelecimento de medidas de prevenção, controle e tratamento das DCV e, consequente, diminuição das DCNT.(AU)


Cardiovascular Diseases (CVD) stand out as the leading causes of death by Non-Communicable Diseases (NCD) worldwide, representing a relevant public health problem. To estimate the risk of developing CVD, were created the so-called risk algorithms based on regression analyzes of population studies, of which the most commonly used is the 10-year Framingham Risk Score. However, the applicability of such scores to clinical practice has been limited, as the measurements of several components are required for their calculations. Thus, simpler anthropometric and central obesity indexes have been proposed for the identification of participants with high cardiovascular risk. This is an epidemiological, cross-sectional and analytical study conducted with the objective of analyzing the ability of anthropometric and central obesity indexes to identify participants with high cardiovascular risk in a long-term perspective at the Cohort of Universities of Minas Gerais (CUME). The sample consisted of 144 participants from the validation study of metabolic syndrome and its components in the CUME study, male and female applicants aged between 30 and 59, from which were collected demographic, socioeconomic, anthropometric, and lifestyle data and performed biochemical analyzes. Cardiovascular risk was calculated using the four versions of the 30-year Framingham Score (two for general CVD and two for severe CVD). Afterwards, were evaluated the ability of Body Mass Index (BMI), Waist Circumference (WC), Conicity Index (CI), Visceral Adiposity Index (VAI) and Lipid Accumulation Product (LAP) to identify high cardiovascular risk. Statistical analysis was performed using correlation tests, such as the Pearson, Spearman and ROC curve , with a level of statistical significance of 5%. Most participants were classified with low cardiovascular risk. All anthropometric and central obesity indexes presented positive, moderate (except for VAI) and significant correlations with the Framingham Risk Score when considering the total population. WC was the best predictor for all outcomes, except for the cardiovascular risk for severe CVD calculated with the BMI, in which the CI was highlighted. It is important that these findings are considered in order to simplify the detection of cardiovascular risk, allowing early knowledge of the situation of high-risk population groups and establishing measures of prevention, control and treatment of CVD and, consequently, the reduction of NCD.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Doenças Cardiovasculares/epidemiologia , Obesidade Abdominal , Fatores Socioeconômicos , Universidades , Consumo de Alimentos , Antropometria , Inquéritos e Questionários , Fatores de Risco , Dissertação Acadêmica
17.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 153 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1007320

RESUMO

No Brasil, a política pública que respalda o cuidado à mulher e a criança até os dois anos de idade é norteado pela Rede Cegonha, que tem proposto mudanças a fim de superar a fragmentação do cuidado e desarticulação das ações de saúde direcionadas a esse grupo. Entretanto, existem lacunas vivenciadas por usuárias, profissionais de saúde e gestores que sinalizam que o arcabouço normativo desta rede temática norteia como seus preceitos devem ser seguidos, mas que o pluralismo das pessoas, da coletividade e as relações que se estabelecem que são definidoras do funcionamento dessa rede temática. O objetivo deste estudo foi compreender o cotidiano da Rede Cegonha de um município do Agreste Paraibano, na perspectiva das usuárias, profissionais de saúde e gestores. Trata-se de um Estudo de Caso de abordagem qualitativa fundamentado na Sociologia Compreensiva do Cotidiano. Os cenários foram as maternidades e as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Campina Grande/PB, que é o segundo município do estado com maior demanda obstétrica, por ser referência regional nesse tipo de atenção. Participaram do estudo os atores sociais envolvidos na Rede Cegonha, sendo 15 usuárias, 31 profissionais de saúde e 13 gestores. Para a coleta de dados realizaram-se entrevistas semiestruturadas e observação. Posteriormente os dados foram triangulados e em seguida foram submetidos à Análise de Conteúdo Temática, emergindo três categorias empíricas: 1. Cenas cotidianas do cuidado: a Rede Cegonha em construção; 2. (Des)conexões entre os pontos de atenção da Rede Cegonha; 3. O olhar das mulheres, dos profissionais de saúde e dos gestores sobre o cuidado nas maternidades da Rede Cegonha. Os resultados indicam que a Rede Cegonha é (re)construída no cotidiano, nas interações que ocorrem entre os atores sociais envolvidos e, deste modo, apesar dos obstáculos, as usuárias, os profissionais e gestores (re)inventam formas de operacionalizar o cuidado, tanto no contexto sistêmico, quanto no assistencial. Neste sentido, até mesmo nos cenários em que o parto ocorre já há, mesmo que incipiente, a introdução de mudanças para a garantia das boas práticas. Também foi possível apreender as fragilidades da Rede Cegonha. O sistema logístico oferta uma quantidade insuficiente de insumos, medicamentos e também existe uma fragilidade na interação dos pontos de atenção, principalmente pela falta de compreensão dos profissionais da média e alta complexidade do seu papel na rede. Ademais, as maternidades frequentemente estão superlotadas, pois existe uma insuficiência dos leitos obstétricos para atender todos os municípios regionalmente pactuados na Rede Cegonha de Campina Grande/PB. Os relatos de violência obstétrica foram comuns, apesar disso e das dificuldades evidenciadas durante o pré-natal, as mulheres sentiam-se satisfeitas com o atendimento recebido. Conclui-se que o cotidiano é dinâmico e a Rede Cegonha é viva e, por isso, o cuidado se materializa com diversas possibilidades e peculiaridades devido à heterogeneidade de atravessamentos de várias naturezas que estão presentes na socialidade entre os atores sociais. Sugere-se que novos estudos sejam realizados em outros municípios a fim de aprofundar as questões apresentadas e analisadas, visto que a Rede Cegonha é uma estratégia recente do SUS no cuidado às mulheres e seus filhos, necessitando, assim, ampliar as discussões sobre a dinamicidade dos fenômenos sociais que ocorrem no cotidiano.(AU)


In Brazil, the public policy that supports the care of women and children up to two years of age is guided by the Stork Network, which has proposed changes in order to overcome the care fragmentation and disarticulation of health actions directed to this group. However, there are gaps experienced by users, health professionals and managers who signal that the normative framework of this thematic network guides how their precepts should be followed, but that the people pluralism, of the collectivity and the relationships that are established that are defining this thematic network functioning. This study objective was to understand the daily life of the Stork Network of an Agreste Paraibano municipality, from the users, health professionals and managers perspective. This is a Case Study with a qualitative approach based on the Comprehensive Sociology of Everyday Life. The scenarios were the maternities and the Basic Health Units of Campina Grande / PB, which is the second municipality of the state with the highest obstetric demand, being a regional reference in this type of care. The social actors involved in the Stork Network participated in the study, with 15 users, 31 health professionals and 13 managers. For data collection, semi-structured interviews and observation were carried out. Subsequently the data were triangulated and then submitted to the Thematic Content Analysis, emerging three empirical categories:1. Day-to-day care scenes: 1. the Stork Network under construction; 2. Disconnections and connections between the attention points of the Stork Net; 3. The women, health professionals and managers view on care in the maternity hospitals of the Stork Network. The results indicate that the Stork Network is reconstructed / constructed in daily life, in the interactions that occur among the social actors involved, and, in spite of obstacles, users, professionals and managers reinvent / invent ways to operationalize care, both in the systemic and in the care context. In this sense, even in the scenarios in which childbirth occurs, there is already, even if incipient, the introduction of changes to guarantee good practices. It was also possible to apprehend the fragility of the Stork Net. The logistics system offers an insufficient amount of inputs, medicines and there is also a fragility in the interaction of the attention points, mainly due to the lack of understanding of the medium and high complexity professionals of their role in the network. In addition, maternity wards are often overcrowded, as there is an insufficiency of obstetric beds to attend all the municipalities regionally agreed upon in the Stork Network of Campina Grande / PB. The reports of obstetric violence were common, despite this and the difficulties evidenced during prenatal care, the women felt satisfied with the care received. It is concluded that daily life is dynamic and the Stork Network is alive and, therefore, care materializes with several possibilities and peculiarities due to the heterogeneity of crossings of various natures that are present in sociality among social actors. It is suggested that new studies be carried out in other municipalities in order to deepen the issues presented and analyzed, since the Stork Network is a recent Unified Health System strategy in the women and their children care, thus needing to broaden the discussions on the dynamicity of social phenomena that occur in daily life.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Pessoal de Saúde , Políticas Públicas de Saúde , Gestor de Saúde , Serviços de Saúde Materno-Infantil , Fatores Socioeconômicos , Sistema Único de Saúde , Brasil , Centros de Saúde , Inquéritos e Questionários , Dissertação Acadêmica , Pesquisa Qualitativa , Maternidades
18.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 140 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1007498

RESUMO

A metodologia Lean, ou Gestão Enxuta dos processos originou-se na indústria de manufatura e vem sendo utilizada na área da saúde, com a denominação "Lean Healthcare", desde 2006. Os princípios Lean estão voltados para a melhoria na qualidade da assistência aos pacientes. Seu objetivo é eliminar desperdícios e assegurar maior atenção na prestação de cuidados, por meio do sistema de melhoria contínua. Pressupõe-se que a utilização dos princípios Lean em ambientes de saúde influenciem os papéis, responsabilidades, características do trabalho dos gestores e de sua relação com a equipe. O presente estudo teve como objetivo compreender as vivências de gestores de um hospital brasileiro com a metodologia Lean. Trata-se de um estudo de caso, de abordagem qualitativa, cujos participantes foram 23 gestores de departamentos assistenciais e de apoio assistencial que integram o fluxo do paciente do Hospital Israelita Albert Einstein em São Paulo. Para a coleta de dados, foi utilizada entrevista orientada por roteiro semiestruturado, pesquisa documental e observação. As entrevistas foram submetidas à análise de conteúdo temática, juntamente com documentos disponibilizados pela instituição e às notas de observação, respeitando as considerações éticas recomendadas pela Resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde. Da triangulação dos dados emergiram quatro categorias: "Concretização do Lean no ambiente hospitalar: cultura da organização, alta administração, suporte interno e envolvimento dos setores"; "Estratégias adotadas pelos gestores hospitalares: trilhando o caminho para a melhoria contínua dos processos"; "O olhar do gestor hospitalar para a Metodologia Lean Heatlhcare: potencialidades e fragilidades." e "Metodologia Lean Healhtcare no contexto hospitalar: dimensão subjetiva". Os resultados revelaram que os gestores, que na sua maioria são enfermeiros, compreendem os ganhos advindos da indústria com a Metodologia Lean para o setor saúde no que diz respeito à melhoria dos processos, respeitadas as peculiaridades em lidar com pacientes. Os participantes consideram fundamental o apoio da alta administração para a cultura organizacional. Essa cultura deve estar sustentada no engajamento de equipes integradas mediante a realização de programas de capacitação, nos diversos setores envolvidos no fluxo do paciente. Para tanto, é fundamental o suporte interno por parte de engenheiros e de outros especialistas da qualidade, direcionando o escopo dos projetos de melhoria, amparados pela evidência científica e por experiências positivas de outras instituições, inclusive internacionais. Os gestores descreveram estratégias gerenciais adotadas, como o Programa Acelerador de Fluxo do Paciente e a Exposição da Qualidade, que contribuem para que o paciente e colaboradores vivenciem melhores experiências, e, ainda, reconheceram que os conhecimentos adquiridos sobre Lean no campo do trabalho, exercem influência em sua vida pessoal. Os achados dessa pesquisa têm impacto na produção do conhecimento no que diz respeito aos aspectos subjetivos da aplicabilidade do Lean na saúde. Ademais, o caráter inovador da metodologia, contribui para a melhoria dos processos no contexto das organizações de saúde, com destaque para os hospitais, haja vista suas características e natureza do trabalho.(AU)


The Lean methodology, or Lean Process Management, originated in the manufacturing industry and has been used in the area of health under the name "Lean Healthcare" since 2006. The Lean principles are focused on improving the quality of patient care . Its purpose is to eliminate waste and to ensure greater attention in providing care, through the system of continuous improvement. It is assumed that the use of Lean principles in health environments influences the roles, responsibilities, characteristics of managers' work and their relationship with the team. The present study aimed to understand the experiences of managers of a Brazilian hospital with the Lean methodology. It is a case study, with a qualitative approach, whose participants were 23 managers of care and support departments that integrate the patient flow of Hospital Israelita Albert Einstein in São Paulo. For the data collection, an interview guided by semi-structured script, documentary research and observation was used. The interviews were submitted to the thematic content analysis, together with documents made available by the institution and the observation notes, respecting the ethical considerations recommended by Resolution 466/2012 of the National Health Council. From the triangulation of the data emerged four categories: "Lean implementation in the hospital environment: culture organization, senior management, internal support and industry involvement "; "Strategies adopted by hospital managers: tracing the path to continuous process improvement"; "The Hospital Manager's Look at the Lean Healthcare Methodology: Potentials and Fragilities." And "Lean Healthcare Methodology in the Hospital Context: Subjective Dimension." The results revealed that the managers, who are mostly nurses, understand the gains made by the industry with the Lean Methodology for the health sector in terms of process improvement, respecting the peculiarities of dealing with patients. Participants consider senior management's support for organizational culture to be key. This culture must be sustained by the engagement of integrated teams through the realization of training programs in the various sectors involved in the flow of the patient. To this end, internal support from engineers and other quality specialists is essential, directing the scope of improvement projects, supported by scientific evidence and positive experiences from other institutions, including international ones. The managers described management strategies adopted, which contribute to the patient and employees experiencing better experiences, and also acknowledged that the knowledge gained about Lean in the field of work, have an influence on their personal life. The findings of this research have an impact the production of knowledge regarding the subjective aspects of Lean's applicability to health. In addition, the innovative nature of the methodology contributes to the improvement of the processes in the context of health organizations, with emphasis on hospitals, given their characteristics and nature of work.(AU)


Assuntos
Humanos , Administração de Serviços de Saúde , Gestão da Qualidade Total , Inquéritos e Questionários , Eficiência Organizacional , Dissertação Acadêmica , Gestão da Qualidade , Pesquisa Qualitativa , Administração Hospitalar/métodos
19.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 157 p. ilus, graf, tab, mapa.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1007506

RESUMO

Introdução: O excesso de peso constitui grave problema de Saúde Pública, com ascensão mundial. Neste cenário, torna-se necessário compreender os aspectos associados ao seu desenvolvimento visando o delineamento de intervenções efetivas e sustentáveis, sobretudo no ambiente alimentar obesogênico da atualidade. Objetivo: Verificar a associação entre o ambiente alimentar do consumidor e o excesso de peso, a partir de bases de dados validadas do ambiente alimentar e do peso corporal de usuários do Programa Academia da Saúde (PAS) de Belo Horizonte, Minas Gerais Métodos: Este estudo foi realizado a partir de dados de ensaio comunitário controlado randomizado (ECCR), com amostra representativa de unidades do PAS de Belo Horizonte-MG. Foram investigadas 18 unidades e entrevistados todos os usuários do PAS com 20 anos ou mais. No nível do indivíduo foram utilizados dados da linha de base (n=3.414), obtidos por entrevista face a face; da reavaliação com 36 meses de seguimento (n=2.371), realizada por telefone; e da entrevista de validação. Foram investigados dados sociodemográficos (sexo, idade, classificação econômica, escolaridade, estado civil e ocupação); percepção de saúde; tentativas anteriores de redução de peso; tempo que frequenta o PAS; peso referido e realizada antropometria (peso e altura). Paralelamente, realizou-se auditoria do ambiente alimentar dos estabelecimentos comerciais de frutas e hortaliças (FH) em um buffer de 1.600 metros entorno das unidades do PAS amostradas, totalizando 298 estabelecimentos auditados quanto ao ambiente alimentar da comunidade (densidade de estabelecimentos e tipo de estabelecimento comercial) e do consumidor (condições higiênico-sanitárias, disponibilidade, diversidade, variedade, publicidade, e preço para FH e alimentos ultraprocessados). A partir das informações do indivíduo e do ambiente foram desenvolvidos três artigos, sendo um estudo ecológico, um transversal e um estudo de validação. O estudo ecológico objetivou validar o ambiente alimentar do território do PAS e realizar a sua caracterização (Artigo 1). No estudo transversal, objetivou- se verificar a relação entre o ambiente alimentar do consumidor e o excesso de peso corporal de usuários do PAS (Artigo 2); e, por fim, realizar a validação do peso corporal obtido por entrevista telefônica (Artigo 3). Resultados: A auditoria nos estabelecimentos de FH mostrou concordância de 45,7% com a base de dados secundária. Os sacolões, considerados estabelecimentos de alimentos saudáveis, foram os mais encontrados (61,3%), entretanto, a maioria (60,7%) também comercializava alimentos ultraprocessados. A prevalência de excesso de peso entre os usuários na linha de base foi elevada (62,6%), sendo associada à variedade de vegetais disponível no ambiente alimentar no território do PAS. Já a validação do peso corporal, obtido por entrevista telefônica, mostrou que os homens apresentam relato adequado, enquanto para as mulheres foi identificado um erro na estimativa do peso associado à idade e estado nutricional, sendo necessária a sua correção. Conclusão: Este trabalho mostrou a necessidade de validar bases de dados secundárias do ambiente alimentar visando obter resultados mais fidedignos nas pesquisas. Dessa forma, foi possível verificar que, o acesso a alimentos saudáveis no território do PAS, como os vegetais, está associado ao excesso de peso dos participantes do programa. A validação de base de dados obtida por telefone permitirá a análise longitudinal deste resultado, possibilitando a sua confirmação. Investir em intervenções que favoreçam a oferta de vegetais pode ser bom um caminho para a prevenção e o controle do excesso de peso corporal.(AU)


Introduction: Overweight represents a serious public health issue, which presents worldwide rise. In this scenario, it is necessary to understand the associated aspects of its development in order to plan effective and sustainable interventions, especially in the current obesogenic food environment. Objective: To verify the association between the consumer's food environment and overweight, from databases validated for food environment and for users of the Programa Academia da Saúde (PAS) in Belo Horizonte, Minas Gerais. Methods: This Thesis was conducted using data from a randomized controlled community trial (ECCR), with representative sample from PAS units in Belo Horizonte-MG. 18 PAS units were investigated and all users aged 20 years or more in these units were interviewed. On the individual's level, data from the baseline (n=3.414) were utilized, obtained by face to face interview and from reassessment of 36 months follow up (n=2.371) carried by telephone, and the validation interview. The investigated data were: socioeconomic (sex, age, economic classification, education level, marital status and occupation); health perception; previously weight loss attempts; attendance time on PAS; self-report weight; and anthropometry (weight and height). Parallel to the baseline from ECCR, a food environment audit was conducted on fruits and vegetables (FV) stores in a buffer of 1.600 meters in the surrounding area of the sampled PAS units, totalling 298 audited stores. Investigated data were from the community's food environment (density of stores and type of commercial stores) and from consumer (hygienic-sanitary conditions, availability, diversity, variety, publicity, and price for FH and ultra-processed foods). With this information, from the individual and the environment, 3 articles were developed, one ecological study, one cross-sectional study and one validity study. The aim of the ecologic study was to validate the food environment of PAS territory and to execute its characterization (Article 1). In the cross-sectional study, the aim was to verify the relation between the consumer's food environment and the overweight of PAS users (Article 2); and, ultimately, validate the self-report weight obtained by telephonic interview (Article 3). Results: The audit in the FV stores showed an agreement with the secondary databases in 45,7%. The bulk grocery stores, considered healthy food stores, were the most common stores (61,3%), however, the majority (60.7%) also sells ultra-processed foods. The prevalence of overweight between the users of baseline were high (62,6%), which was associated with variety of available vegetables in the food environment around the PAS. As to the body weight validation, obtained by telephonic interview, showed that men presents adequate reporting, while in women the error on weight estimation was associated with age and nutritional status, being necessary its correction. Conclusion: This work showed the need to validate secondary databases from food environment to obtain more reliable results in research. Thus, it was possible to verify that access to healthy foods in territory of PAS, like vegetables, was associated to overweight for users. The validation of databases obtained by telephone will allow the longitudinal analysis of this result, making its confirmation possible in future. Investing in interventions that favor the supply of vegetables may be a good way to prevent and control overweight.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Academias de Ginástica , Sobrepeso , Comportamento Alimentar , Inquéritos e Questionários , Dissertação Acadêmica , Obesidade
20.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 181 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1007509

RESUMO

A transferência de cuidado (handoff ou handover) consiste na transferência da responsabilidade do cuidado do paciente, ou grupo de pacientes, para outra pessoa ou grupo de profissionais, de forma temporária ou definitiva. O objetivo do presente estudo foi analisar a transferência de cuidado de pacientes no cotidiano de profissionais de saúde de um pronto-socorro e sua influência na qualidade assistencial. Trata-se de um estudo de caso de natureza qualitativa, que utilizou o referencial do cotidiano de Michel de Certeau, em especial, os conceitos de tática e estratégia, realizado em um pronto-socorro de um hospital público de grande porte, localizado na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. Participaram da pesquisa 30 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, maqueiros, assistente social, psicólogo e cirurgião-dentista do pronto-socorro (PS), diretamente envolvidos no handover. A coleta de dados foi realizada, por meio de entrevistas individuais com roteiro semiestruturado, observação e análise documental. Utilizou-se o critério de saturação dos dados, para encerrar as entrevistas que foram gravadas, transcritas e submetidas à Análise de Conteúdo Temática. Os dados foram coletados, após a aprovação do projeto pelo Comitê de Ética da UFMG (COEP/UFMG) e Comitê de Ética e Pesquisa do hospital sob os pareceres nº 1.519.784 e nº 1.559.717, respectivamente e assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) pelos participantes. Os resultados foram organizados em cinco categorias temáticas: "Compreendendo a visão dos profissionais de um pronto-socorro sobre a transferência de cuidado de pacientes: múltiplos olhares";" Comunicação efetiva: estratégias e táticas vivenciadas no cotidiano dos profissionais"; "Fatores que interferem no trabalho em equipe e comunicação nos momentos de handover"; "O trabalho em equipe no cotidiano dos profissionais e reflexos no handover"; "Cuidado centrado no paciente e família". Os dados revelaram aspectos do cotidiano do PS, assim como o perfil dos entrevistados, sujeitos que, além das normas instituídas, utilizam táticas para superar dificuldades e mostram comprometimento com a assistência. O handover é compreendido de maneiras distintas pelos profissionais e apresenta-se mais ligado à transferência de informações, mas existe, também, uma preocupação para que ocorra transferência de responsabilidade e continuidade do cuidado. Foram identificadas estratégias, para definir o fluxo de atendimento e normatizar o handover, tendo destaques o protocolo de Manchester, prontuário eletrônico, Situação-Background- Avaliação-Recomendação (SBAR) e passômetro, assim como táticas (o fazer real) reveladas pelos profissionais. Habilidades leves, como assertividade, escuta e negociação, configuram-se como táticas para aumentar a efetividade da comunicação. O enfermeiro aparece como peça-chave para o trabalho da equipe multiprofissional e organização do handover. Identificaram-se fatores relacionados ao ambiente, estrutura, processos e indivíduos, que interferem na comunicação e trabalho em equipe nos momentos de handover. O trabalho em equipe no PS é percebido mais como agrupamento do que integração, prejudicando o handover. O cuidado é realizado, de acordo com normas e definições dos profissionais, com base na realidade do hospital e menos nas necessidades do paciente e sua família, o que compromete o handover e segurança do paciente neste cenário.(AU)


The transference of care (handoff or handover) consists in temporarily or permanently transferring the responsibility of the patient care to another person or group of professionals. The objective of this study was to analyze the transfer of patient care in the daily life of healthcare professionals of an emergency room and its influence on the quality of care. This is a case study of a qualitative nature, referenced on the daily life of Michel de Certeau's, especially regarding the concepts of tactics and strategy. We conducted the study in an emergency room of a large public hospital, located in the municipality of Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil. Thirty professionals of the emergency room among physicians, nurses, nursing technicians, stretcher bearer, social workers, psychologists, and dental surgeons (PS) directly involved in the transfer of patient care partook of the study. We collected the data through individual interviews using a semi-structured script, observation, and documentary analysis. We used the data saturation criterion to close the interviews recorded, transcribed, and submitted to the Thematic Content Analysis. The data collection occurred after the approval of the project by the Ethics Committee of the UFMG (COEP/UFMG) and the Committee of Ethics and Research of the hospital under the decision no 1,519,784 and 1,559,717, respectively. The participants signed the Term of Free and Clarified Consent (TFCC). The results were organized in five thematic categories: "Understanding the perspective of the professionals of an emergency room on the transfer of patient care: multiple perspectives"; "Effective communication: strategies and tactics experienced in the daily life of the professionals"; "Factors that interfere in teamwork and communication during a handover"; "Teamwork in the daily life of the professionals and reflexes on the handover"; "Care centered on the patient and family". The data revealed aspects of the daily life of the ER, as well as the profile of the interviewees, subjects who, besides the established norms, use tactics to overcome difficulties and show commitment to the assistance. The handover is understood in different ways by the professionals and is more closely connected to the transfer of information. However, there is also a concern for the transfer of responsibilities and care continuity. We identified strategies to define the flow of care and standardize the handover, highlighting the Manchester protocol, electronic medical record, Situation- Background-Assessment-Recommendation (SBAR), and passometer, as well as tactics (the real acting) revealed by the professionals. Mild skills such as assertiveness, listening, and negotiation are shown as tactics to increase the effectiveness of communication. The nurse appears as a critical piece for the work of the multiprofessional team and handover organization. We identified factors related to the environment, structure, processes, and individuals that interfere in the communication and teamwork during the handover. Teamwork in the ER is perceived more as a grouping than integration, impairing the handover. Care is performed according to the standards and definitions of the professionals based more on the hospital´s reality and less on the needs of the patients and their family, which compromises patient handover and the safety of this setting.(AU)


Assuntos
Humanos , Equipe de Assistência ao Paciente/ética , Serviços Médicos de Emergência/ética , Relações Interprofissionais , Inquéritos e Questionários , Dissertação Acadêmica
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA