Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 1.154
Filtrar
2.
Metas enferm ; 22(8): 21-27, oct. 2019. ilus, graf
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-184995

RESUMO

La adopción de la Convención de los Derechos de las Personas con Discapacidad oficializó un cambio de paradigma de un modelo biomédico a uno social en la comprensión de la discapacidad, permitiendo establecer el foco en su entorno y la importancia de adaptarlo a sus necesidades específicas. Sin embargo, este colectivo sigue haciendo frente a barreras a la hora de ejercer sus derechos. Uno de los mayores obstáculos a los que se enfrentan se produce en el ámbito de la salud, especialmente en la salud sexual y reproductiva, donde las mujeres con discapacidad intelectual conforman el grupo más vulnerable. Este trabajo tiene como propósito presentar el estado de la cuestión en lo que respecta a las desigualdades sociales en salud en materia de salud sexual y reproductiva en mujeres con discapacidad intelectual. Para ello se parte de un planteamiento de la discapacidad intelectual desde el modelo social, posteriormente se hace un análisis de los determinantes sociales en salud en la discapacidad intelectual, para llegar a exponer cuestiones concretas de la salud sexual y reproductiva en mujeres con discapacidad intelectual y que ponen de manifiesto las desigualdades sociales en salud. Ello evidencia la necesidad de generar datos sólidos acerca de su salud y de adaptar la atención sanitaria en el ámbito sexual y reproductivo de esta población


Adopting the Convention on the Rights of Persons with Disabilities formalized a change in paradigm from a biomedical to a social model in terms of understanding disability, allowing to place the focus on their setting and the importance of adapting it to their specific needs. However, this group still faces barriers at the time of exercising their rights. One of the major obstacles faced occurs in the health setting, particularly regarding sexual and reproductive health, where women with intellectual disability are the most vulnerable group. The objective of this article is to present the state of the matter regarding social inequalities in health, in the area of sexual and reproductive health in women with intellectual disability. To this aim, we have approached intellectual disability from the social model, with a subsequent analysis of the social determinants in health regarding intellectual disability, in order to finally present specific issues regarding sexual and reproductive health in women with intellectual disability, which show the social inequalities in health. This shows the need to generate solid data about their health, and adapt healthcare in the sexual and reproductive setting for this population


Assuntos
Humanos , Feminino , Iniquidade Social , Saúde Sexual , Saúde Reprodutiva , Deficiência Intelectual , Disparidades nos Níveis de Saúde , Atenção à Saúde , Anticoncepcionais/uso terapêutico , Anticoncepcionais Femininos , Delitos Sexuais , Doenças Sexualmente Transmissíveis/epidemiologia
3.
RECIIS (Online) ; 13(3): 457-470, jul.-set. 2019. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1016410

RESUMO

Este artigo discute a emergência de iniciativas ciberativistas centradas na representação política LGBT, assim como a sua contribuição para a consolidação das demandas do movimento e para o aprofundamento da democracia. Com abordagem qualitativa e procedimento monográfico, objetiva-se compreender a atuação da campanha #VoteLGBT, desenvolvida nas redes de comunicação digital distribuída nas eleições de 2014 e 2016. Delimitam-se, como corpus, as ferramentas sociais digitais utilizadas e os conteúdos das publicações realizadas no Facebook. Conclui-se que a iniciativa #VoteLGBT produz uma tripla visibilização (das candidaturas para os eleitores; dos eleitores para os candidatos; das demandas e temáticas para os candidatos e eleitores); expõe desigualdades políticas veladas no próprio regime democrático; cumpre a função, ao usar ferramentas digitais, de aproximar as dimensões civil e política em uma mesma ambiência; busca, ao produzir conteúdo, sensibilizar e convocar os eleitores, demonstrando a legitimidade das pautas e a importância da participação e da representação política.


This article discusses the emergence of cyberactivist initiatives centered on LGBT political representation and its contribution to the consolidation of demands required by that movement and to deepen the democracy. With a qualitative approach and monographic procedure, the objective of this study is to understand the performance of the #VoteLGBT campaign, developed in distributed digital communication networks before the Brazilian elections in 2014 and 2016. It was delimited as corpus the digital social tools used to those campaigns and the contents of the information posted in Facebook. We concluded that the #VoteLGBT initiative produces a triple visibility (of candidates to voters, of voters to candidates, of demands and themes to candidates and voters); exposes veiled political inequalities in the democratic regime itself; in using digital tools, it fulfills the function of approaching the civil and political dimensions in the same environment; in producing content, it seeks to sensitize the voters to LGBT's issues and to choose their representant, demonstrating the legitimacy of those issues and the importance of political participation and representation.


Este artículo discute la emergencia de iniciativas ciberactivistas centradas en la representación política LGBT y su contribución para la consolidación de las demandas del movimiento y para la profundización de la democracia. Con un enfoque cualitativo y un procedimiento monográfico, el objetivo del estudio es comprender la actuación de la campaña #VoteLGBT, desarrollada en redes de comunicación digital distribuida antes de las elecciones brasileñas de 2014 y 2016. Delimitamos como corpus las herramientas sociales digitales utilizadas en las campañas y los contenidos de las informaciones publicadas en Facebook. Concluimos que la iniciativa #VoteLGBT produce una triple visibilidad (de candidatos para votantes, de votantes para candidatos, de demandas y temas para candidatos y votantes); expone desigualdades políticas veladas en el proprio régimen democrático; al emplear herramientas digitales, cumple la función de acercar las dimensiones civil y política en el mismo ambiente; al producir contenido, busca sensibilizar los votantes para las cuestiones LGBT y para elegir sus candidatos , demostrando la legitimidad de los temas y la importancia de la participación y representación política.


Assuntos
Humanos , Acesso à Informação , Iniquidade Social , Minorias Sexuais e de Gênero , Política , Brasil , Comunicação , Democracia , Disseminação de Informação , Identidade de Gênero
4.
Sex., salud soc. (Rio J.) ; (32): 40-64, maio-ago. 2019. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1020950

RESUMO

Resumen En este artículo se presenta un análisis de los relatos de mujeres mayas contemporáneas, que narran sus experiencias cotidianas acerca de su sexualidad y vida afectiva. A partir de las entrevistas a profundidad aplicadas en el municipio de Tahdziú en Yucatán, México, realizamos una lectura feminista decolonial, tejiendo las categorías de género, clase social y etnia, en un contexto histórico y social específico. Observamos cómo se materializa la cultura patriarcal y se configuran subjetividades, roles e identidades en las formas de habitar el cuerpo femenino. Nos interesa dar voz a las mujeres mayas, que han vivido sus experiencias como cuerpo negado y silenciado, e intentar comprenderlas en su contexto, partiendo de la comprensión del cuerpo como resultado de un constructo histórico social.


Abstract This article presents an analysis of the stories of contemporary Mayan women, who narrate their daily experiences about sexuality and affective life. From the in-depth interviews applied in the municipality of Tahdziú in Yucatán, Mexico, we conducted a decolonial feminist reading, weaving the categories of gender, social class and ethnicity, in a specific historical and social context. We observe how the patriarchal culture materializes and how subjectivities, roles and identities are configured in the ways of inhabiting the female body. We are interested in giving voice to the Mayan women, who have lived their experiences as a denied and silenced body, and try to understand them in context, based on the understanding of their body as a result of a social historical construct.


Resumo Este artigo apresenta uma análise das histórias de mulheres maias contemporâneas, que narram suas experiências cotidianas sobre sexualidade e vida afetiva. A partir de entrevistas em profundidade realizadas no município de Tahdziú, em Yucatán, México, realizamos uma leitura feminista decolonial, tecendo as categorias de gênero, classe social e etnia, em um contexto histórico e social específico. Observamos como a cultura patriarcal se materializa e as subjetividades, papéis e identidades se configuram nos modos de habitar o corpo feminino. Interessa-nos dar voz às mulheres Maias, que viveram suas experiências como um corpo negado e silenciado, e tentar entendê-las em contexto, com base na compreensão do corpo, como resultado de um construto histórico social.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Mulheres , Violência Doméstica , Sexualidade , Feminismo , Cultura , Pesquisa Qualitativa , Iniquidade Social , Identidade de Gênero , México
5.
Licere (Online) ; 22(02): i:18-f:47, junho.2019. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1007636

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi mapear e analisar os espaços públicos de esporte e lazer disponíveis no Morro da Formiga, favela localizada no bairro da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro. Trata-se de uma pesquisa de campo, em que foram realizadas observações in loco dos espaços de lazer sobre as condições de conservação e acessibilidade para a população. O Morro da Formiga tem espaços de lazer muito frequentados pelos moradores, como a escola de samba Império da Tijuca, o baile funk e os bares. No entanto, as praças públicas e programas de prática de atividades físicas têm graves problemas para sua efetivação, o que restringe fortemente a utilização desses espaços. Concluímos que, a despeito das iniciativas de lazer que se fomentam pelo próprio interesse dos moradores, a insuficiente promoção e conservação dos espaços públicos de esporte e lazer refletem a produção e distribuição desigual das políticas públicas na cidade.


The aim of this text was to map and analyze the public sports and leisure spaces available in Morro da Formiga, a favela located in the Tijuca neighborhood, in the city of Rio de Janeiro. This is a field research, in which observations were made in loco of the leisure spaces about of the conditions of conservation and accessibility for the population as a whole. The Morro da Formiga has leisure spaces very frequented by residents, such as the samba school Império da Tijuca, funk dancing and bars. However, public squares and programs of physical activities practice have serious problems for their effectiveness, which strongly restricts the use of these spaces. We conclude that, in spite of the leisure initiatives that are fostered by the residents' own interest, the insufficient promotion and conservation of the public spaces of sports and leisure reflects the unequal production and distribution of public policies in the city.


Assuntos
Humanos , Política Pública , Segurança , Condições Sociais , Violência , Áreas de Pobreza , Área Urbana , Características Culturais , Iniquidade Social , Estigma Social , Marginalização Social , Direitos Socioeconômicos , Atividades de Lazer
6.
Licere (Online) ; 22(02): 557-569, junho.2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1022285

RESUMO

Este artigo tem por objetivo refletir sobre a estruturação e/ou reorganização de espaços públicos como locais de formação permanente, de prestação de serviços públicos, de convivência social, cultural, esportiva e de lazer. Nesse contexto, entende-se como significativo o planejamento participativo, a organização e a realização nas cidades de programas sociais, culturais, educativos, esportivos e de lazer como alternativa para contribuir com a humanização da sociedade, convívio comunitário, melhoria da qualidade de vida e desenvolvimento social, em ambientes saudáveis, sustentáveis e de acesso público.


This article aims to reflect about the structuring or reorganization of public spaces as places of lifelong learning, to provide public services, social and cultural harmony, sporting and leisure activities. In this context, it is understood as meaningful the participatory planning, the organization and execution in the city which have social programs, cultural, educative, sportive and of leisure as an alternative to contribute with the humanization of the society, of community living, of life improvement and social development, in a healthy, sustainable and of public access environment.


Assuntos
Humanos , Política Pública , Qualidade de Vida , Planejamento Social , Educação em Saúde , Desenvolvimento de Programas , Relações Comunidade-Instituição , Área Urbana , Participação da Comunidade , Educação da População , Iniquidade Social/ética , Relações Interpessoais , Atividades de Lazer
7.
Saúde Soc ; 28(1): 222-234, jan.-mar. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-991665

RESUMO

Resumo A população em situação de rua (PSR) constitui-se como um público crescente nas cidades, refletindo processos sociais desiguais e excludentes. Entre as barreiras para o acesso aos direitos sociais básicos, destaca-se a negação do direito à saúde a essas pessoas. Poucos estudos buscam conhecer as estratégias desenvolvidas pela PSR diante da carência de serviços públicos e das barreiras de acesso aos existentes. Diante disso, buscou-se identificar e analisar os itinerários terapêuticos da PSR em um município de pequeno porte. Foi utilizada a triangulação de métodos qualitativos para a coleta de informações por meio de observações participantes e entrevistas semiestruturadas. Foram entrevistados sete homens e uma mulher, e o conjunto de dados foi analisado com base na análise temática. Ressalta-se, nos relatos, a utilização de redes de apoio social como fonte prioritária de cuidado, por intermédio do autocuidado, da automedicação, do uso da medicina popular e da mudança na rotina da vida nas ruas para recuperação da saúde. Tais redes também são alternativos à garantia de acesso aos serviços públicos. Evidencia-se a negação do direito à saúde decorrente do processo de exclusão social a que estão submetidos. Destaca-se o compartilhamento de uma visão de saúde ampliada, relacionada aos determinantes sociais do processo saúde-doença. Diante desse panorama, é fundamental que o setor profissional de cuidado à saúde promova ações que permitam o cuidado contínuo e integral da PSR.


Abstract The homeless is a growing public in cities, which reflects unequal and excluding social processes. Among the obstacles to access basic social rights is the denial of this public's right to health care. Few studies seek to identify the strategies developed by the homeless due to the lack of public services and the barrier to access existing ones. Therefore, we sought to identify and analyze the therapeutic itineraries of this population in a small city. Triangulation of qualitative methods was used to collect research data through participant observations and semi-structured interviews. Seven men and one woman were interviewed, and the data set was analyzed through thematic analysis. The reports highlight the use of social support networks as a central source of health care through self-care, self-medication, use of popular medicine and day-by-day routine adjustments in the streets for health recovery. Such networks are also alternatives to the guarantee to access public services. The denial of the right to health, due to the process of social exclusion to which they are submitted, is evidenced. We emphasize the sharing of an expanded health vision, related to the social determinants of the health-disease process. Given this scenario, it is fundamental that the professional health care sector promote actions to allow the continuous and integral care of the homeless.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Apoio Social , Direito à Saúde , Pessoas em Situação de Rua , Equidade em Saúde , Serviços de Saúde , Medicina Tradicional , Aceitação pelo Paciente de Cuidados de Saúde , Disparidades nos Níveis de Saúde , Iniquidade Social
8.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(1): 43-52, Jan.-Mar. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1013123

RESUMO

Abstract Objectives: to analyze the prenatal care of pregnant teenagers interviewed in the post-partum period in Brazilian maternity hospitals, according to economic status and skin color. Methods: data were obtained from the Birth in Brazil study, a national hospital-based survey in 2011 and 2012. Information was obtained from interviews with the postpartum women and from data collected from their prenatal cards. Multivariate logistic regression was used to verify whether maternal and prenatal care characteristics were associated with ina-dequate prenatal care. Results: a total of 3,317 teenage mothers were interviewed in the postpartum period, 84.4% of whom had received inadequate prenatal care, with worse results for lower-income, lower-schooling, and multiparous teens. In the same way, it became evident the higher proportion of black teenagers and those from economic classes D/E among those who failed to receive routine laboratory tests, who received little orientation on the pregnancy, labor, and childbirth, and who were forced to go from one maternity hospital to another before being admitted to give birth. Conclusions: strategies targeted to the most vulnerable pregnant teenagers should be implemented in order to achieve greater equality in teenagers' prenatal care, seeking to assure easier access, earlier initiation of care, and greater case-resolution capacity


Resumo Objetivos: analisar a assistência pré-natal de puérperas adolescentes brasileiras, segundo as características econômicas e de cor da pele. Métodos: foram utilizados dados da pesquisa Nascer no Brasil, um inquérito nacional de base hospitalar, realizado entre 2011 e 2012. As informações foram obtidas por meio de entrevistas com as puérperas e coleta de dados dos cartões de pré-natal. Realizou-se regressão logística multivariada para verificar quais características maternas e dos cuidados recebidos estavam associadas à inadequação da assistência pré-natal. Resultados: um total de 3.317 puérperas adolescentes foram entrevistadas, tendo 84,4% recebido cuidado inadequado durante o pré-natal, com pior resultado para as adolescentes de classe econômica mais baixa, menor escolaridade e multíparas. Do mesmo modo, ficou evidente a maior proporção de adolescentes da classe econômica D/E e de cor da pele preta que não conseguiram realizar exames preconizados como rotina durante a gravidez, que receberam poucas orientações sobre a gestação e parto, e que mais peregrinaram em busca de maternidade para realização do parto. Conclusões: estratégias direcionadas ao grupo de adolescentes mais vulneráveis devem ser implementadas visando maior equidade na assistência pré-natal de adolescentes, buscando garantir acesso facilitado, início precoce da assistência e maior resolutividade.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adolescente , Gravidez na Adolescência , Cuidado Pré-Natal , Disparidades nos Níveis de Saúde , Racismo , Fatores Socioeconômicos , Brasil , Saúde Materno-Infantil , Inquéritos Epidemiológicos , Serviços de Saúde Materno-Infantil , Iniquidade Social
9.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(1): 217-232, Jan.-Mar. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1013126

RESUMO

Abstract Objectives: to analyze the fertility pattern in Brazil and its relationship with human development in the Brazilian federation units in 2000 and 2010. Methods: this is an ecological study whose unit of analysis was the Brazilian Federative Units in the period of 2000 and 2010. The fertility was assessed considering the social (HDI), inequality, (Gini, Theil and Income Ratio) and fertility indicators (fertility rate and mean age of fertility). Results: Brazil has been experiencing a rapid fertility transition. The pattern of fertility curves changed in all Federative Units between 2000 and 2010, with a reduction in cusp size and postponement of fecundity. This change was more evident among the Federative Units with better development and lower inequality. The correlation between social and fertility indicators lost strength in the period, corroborating the transition hypothesis. Conclusions: there is a direct relation between the fecundity and inequality indicators, and inversing human development. Changes should be taken in consideration in the age structure of the population, as well as inequality indicators, for better planning in public policies for public health.


Resumo Objetivos: analisar o padrão de fecundidade no Brasil e sua relação com o desenvolvimento humano nas unidades de federação no Brasil em 2000 e 2010. Métodos: trata-se de estudo ecológico cuja unidade de análise foram as Unidades Federativas brasileiras no período de 2000 e 2010. A fecundidade foi avaliada considerando os indicadores sociais (IDH), indicadores de desigualdade (Gini, Theil e Razão de Renda) e os indicadores de fecundidade (taxa de fecundidade e idade média de fecundidade). Resultados: o Brasil vem experimentando rápida transição da fecundidade. O padrão das curvas de fecundidade modificou em todas as UF entre 2000 e 2010, com redução do tamanho da cúspide e postergação da fecundidade. Esta mudança foi mais evidente entre as UF com melhor desenvolvimento e menor desigualdade. A correlação entre indicadores sociais e de fecundidade perdeu força no período, corroborando a hipótese de transição. Conclusões: existe relação direta entre os indicadores de fecundidade e desigualdade, e inversa com desenvolvimento humano. Deve-se considerar as modificações na estrutura etária da população, bem como nos indicadores de desigualdade, para melhor planejamento de políticas públicas na saúde pública.


Assuntos
Humanos , Políticas Públicas de Saúde , Iniquidade Social , Taxa de Fecundidade , Fertilidade , Desenvolvimento Humano , Brasil , Indicadores de Desenvolvimento , Indicadores Sociais
10.
Rev. bioét. derecho ; (45): 73-87, mar. 2019.
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-177376

RESUMO

Muchas medidas de salud pública pueden tener un impacto mayor en determinadas clases o grupos sociales desfavorecidos. Esto puede atenuar, al menos temporalmente, las desigualdades sociales en salud, en la medida en que estos grupos tienen una prevalencia mayor de las condiciones que las medidas de salud pública quieren afrontar, pero también puede estigmatizarlos, lo que a la larga conduciría a exacerbar de nuevo las inequidades en salud. Se describen los conceptos de clase social, clasismo y estigma. Se analizan distintas corrientes de pensamiento que han concebido el papel del estigma dentro de la salud pública. Se acepta que en condiciones excepcionales se pueden defender algunas medidas de salud pública con ciertos efectos estigmatizantes como consecuencia indeseada, pero nunca de forma deliberada, como componente nuclear o exclusivo de la intervención. Por último, se comentan varias condiciones que deben cumplirse para evitar o minimizar el estigma en las actuaciones de la salud pública: la participación de las clases y grupos sociales involucrados en la toma de decisión; la supervisión ética independiente; rehuir la individualización de los problemas de salud pública y poner el énfasis en que son problemas predominantemente colectivos; la compensación suficiente a las personas y grupos perjudicados; y el esfuerzo por afrontar y corregir las causas profundas y estructurales de las desigualdades en salud


Many public health measures can have a greater impact on certain disadvantage classes or social groups. This may attenuate, at least temporarily, the social inequalities in health as these groups have a higher prevalence of the conditions that public health measures want to address, but it can also stigmatize them, which in turn will exacerbate again health inequities. We describe the concepts of social class, classism and stigma, and analyse different currents of thought that have conceived the role of stigma within public health. It is accepted that in exceptional conditions some public health measures with certain stigmatising effects as an unintended consequence, but never deliberately, as a nuclear or exclusive component of the intervention, can be supported. Finally, we propose several conditions that must be met to avoid or minimize the stigma in public health actions: the participation of the classes and social groups involved in the decision making; independent ethical surveillance; to avoid the individualization of public health problems, which blames the victim, and emphasise that they are predominantly collective problems; sufficient compensation for the individuals and groups harmed; and the effort to confront and correct the deep and structural causes of health inequalities


Moltes mesures de salut pública poden tenir un impacte important en determinades classes o grups socials desfavorits. Això pot atenuar, almenys temporalment, les desigualtats socials en salut, en la mesura en què aquests grups tenen una prevalença major de les condicions que les mesures de salut pública volen afrontar, però també pot estigmatitzar-los, la qual cosa a la llarga conduiria a exacerbar de nou les inequitats en salut. Es descriuen els conceptes de classe social, classisme i estigma. S'analitzen diferents corrents de pensament que han concebut el paper de l'estigma dins de la salut pública. S'accepta que en condicions excepcionals es poden defensar algunes mesures de salut pública amb certs efectes estigmatitzadors com una conseqüència indesitjada, però mai de forma deliberada, com a component nuclear o exclusiu de la intervenció. Finalment, es comenten diverses condicions que han de complir-se per evitar o minimitzar l'estigma en les actuacions de la salut pública: la participació de les classes i grups socials involucrats en la presa de decisions; la supervisió ètica independent; defugir la individualització dels problemes de salut pública i posar l'èmfasi en què són problemes predominantment col·lectius; la compensació suficient a les persones i grups perjudicats; i l'esforç per afrontar i corregir les causes profundes i estructurals de les desigualtats en salut


Assuntos
Humanos , Saúde Pública/ética , Classe Social , Estigma Social , Discriminação Social/ética , Disparidades nos Níveis de Saúde , Democracia , Iniquidade Social/ética , Iniquidade Social/legislação & jurisprudência
11.
Gac. sanit. (Barc., Ed. impr.) ; 33(1): 82-84, ene.-feb. 2019. tab
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-183631

RESUMO

Objetivo: Analizar las desigualdades en la esperanza de vida según el nivel educativo en la población española de 65 y más años. Método: Estudio transversal para la población española de 65 y más años. Se calculó la esperanza de vida total y con buena salud mediante la combinación de datos de mortalidad, salud y población. Resultados: Entre las personas de 65 y más años, tener menor nivel de estudios supuso vivir menos años totales y con buena salud, y un mayor número de años con mala salud. Las mujeres esperaron vivir más años, pero una mayor proporción de ellos con mala salud. Discusión: La perspectiva de las desigualdades en salud debe considerarse en el debate sobre el retraso en la edad de jubilación


Objective: To analyse the inequalities in life expectancy in the Spanish population over the age of 65 according to educational level. Method: Cross sectional study on the Spanish population aged 65 years and over. Life expectancy and healthy life expectancy were calculated combining mortality, health and population data. Results: People aged 65 and over with a lower educational level had shorter lives, with fewer years of good health and more years of poor health. Women lived longer, but with proportionally more years of poor health. Discussion: Social inequalities in health must be considered in the current debate on delaying the age of retirement


Assuntos
Humanos , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Envelhecimento Cognitivo , Envelhecimento Saudável , Iniquidade Social/efeitos adversos , Saúde do Idoso , Aposentadoria/tendências , Escolaridade , Fatores de Risco , Fatores Socioeconômicos , Efeito Idade , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida
12.
Bogotá; INS; [2019]. 9 p.
Monografia em Espanhol | LILACS, PIE | ID: biblio-1047549

RESUMO

Esta sintesis propone opciones políticas a los decisores gubernamentales responsables de definir la agenda pública para lobrar un desarrollo sostenible en Colombia, que vive una profunda y dramática situación de desigualdad social. Las seguinetes opciones políticas estan basadas en una serie de recomendaciones generales planteadas por organismos internacionales: - trabajar por mejorar las condiciones de vida y trabajo cotidianas a lo largo del ciclo de vida; - profundizar en la coordinación y la articulación intersectorial en el abordaje de los determinantes de las desigualdades sociales en salud; - evaluar y hacer seguimiento al Plan Decenal de Salud Pública en relación con la disminuición de las desigualdades sociales de la salud; - sensibilizar en el tema de determinantes sociales de la salud en distintos niveles; - disponer de los recursos económicos y humanos necesarios para implementar políticas orientadas hacia la actuación sobre los DSS en los sectores; - fortalecer los mecanismos de participación social que mermitan impulsar en la agenda pública, el abordaje de los determinantes de las desigualdades sociales en salud.


Assuntos
Colômbia , Iniquidade Social , Política de Saúde , Formulação de Políticas , Saúde
13.
São Paulo; s.n; 2019. 442 p.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-981519

RESUMO

Esta tese-pão é escrita sob a metodologia da cartografia, com cascas de discussão teórica e miolo de narrativas em campo e dessa forma, deixa convergir e transpassar impressões, afetos e vivências sobre a ideia da reinserção social alçada à categoria de dispositivo (tal qual ocorre com o dispositivo das drogas na atualidade), à luz de autores que permitem pensar as questões de saúde coletiva pelo prisma das política de subjetivação, e à luz de uma vivência na pele enquanto trabalhador. Persegue algumas de suas possíveis linhas traçadas pelas políticas públicas vigentes, pelas diferentes adolescências nas diferentes classes sociais, com suas diferentes inserções sociais, pela disputa biopolítica que causa segregações transeuntes, privilégios de circulações ou operações urbanas de triagem de estratos sociais por conta de suas características de poderio econômico e cor-de-pele. Passa pelos diagramas da droga enquanto dispositivo e pela função da Guerra às Drogas na cristalização dessas formas de vida. Presta certo tributo à literatura menor e às narrativas de si, enquanto uma trincheira na disputa por territórioslinguagens. Todo território é psíquico


This bread-thesis is written under the methodology of cartography, with theoretical discussions and the core of narratives in the field, and thus, it allows us to converge and transgress impressions, affections and experiences on the idea of social reinsertion, elevated to the category of device (as such occurs with the device of drugs in the present time), in the light of authors that allow to think about collective health issues through the prism of the politics of subjectivation, and in the light of an experience in the skin as a worker. It pursues some of its possible lines drawn by the current Public Policies, by the different teens in the different social classes, with their different social insertions, by the biopolitical dispute that causes passerby segregations, privileges of circulations or urban operations of sorting of social strata by its characteristics of economic power and color of skin. It goes through the diagrams of the drug as a device and the function of the War on Drugs in the crystallization of these forms of life. It pays a certain tribute to the minor literature and to the narratives of itself, as a trench in the dispute for territories-languages. All territory is psychic


Assuntos
Humanos , Adolescente , Problemas Sociais , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/prevenção & controle , Serviços de Reabilitação , Iniquidade Social , Política de Saúde , Política Pública , Centros de Tratamento de Abuso de Substâncias/normas , Centros de Tratamento de Abuso de Substâncias , Mapeamento Geográfico
14.
Psico USF ; 24(2): 311-321, 2019.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1012785

RESUMO

O presente estudo buscou analisar como a percepção do escopo de justiça, a partir da influência da posição grupal, pode ser utilizada para legitimar a exclusão social. Participaram 103 estudantes universitários com idade entre 18 e 30 anos (M = 20,44, DP = 1,98). O estudo foi composto por duas condições experimentais: os participantes justificavam a situação colocada por uma condição experimental (restrição do escopo de justiça) ou controle (observadores) por meio de questionários. Realizou-se a análise de conteúdo das justificativas encontradas. Os resultados mostraram que, na condição de restrição, aconteceu a legitimação da posição hegemônica do grupo dominante através de discursos meritocráticos. No grupo controle, os participantes percebiam a desigualdade social e sugeriam ampliar o escopo de justiça, ou seja, não-restrição de direitos para determinados grupos. Dessa forma, identifica-se o uso estratégico de argumentos de justiça como a ampliação/restrição do escopo de justiça para justificar as desigualdades sociais de acordo com determinada posição grupal. (AU)


This study sought to analyze how the scope of justice perception, based on the influence of group position, can be used to legitimize social exclusion. One hundred and three college students aged between 18 and 30 years (M = 20.44; SD = 1.98) participated. The study was composed of two experimental conditions: the participants justified the situation posed by an experimental condition (restriction of the scope of justice) or control (observers) through questionnaires. The content analysis was made from found justifications. The results introduced that, in restriction condition, the legitimization of the hegemonic position from dominant group occurred through meritocratic discourses. In control group, participants perceived social inequality and suggested widening the scope of justice, that is, non-restriction of rights for certain groups. Therefore, the strategic use of arguments of justice is identified as the widening/restriction of the scope of justice to justify social inequalities according to a certain group position. (AU)


El presente estudio buscó analizar de qué forma la percepción de "alcance de justicia", a partir de la influencia de la posición grupal, puede ser utilizada para legitimar la exclusión social. Participaron 103 estudiantes universitarios con edades entre 18 y 30 años (M=20.44, DP=1.98). El estudio fue compuesto por dos condiciones experimentales: los participantes justificaron la situación planteada por una condición experimental (restricción de "alcance de justicia") y por el control (observadores) por medio de cuestionarios y fue realizado análisis de contenido de las justificaciones encontradas. Los resultados mostraron que, en la condición de restricción sucedió la legitimación de posición hegemónica del grupo dominante a través de discursos meritocráticos. En el grupo control, los participantes percibieron desigualdad social y sugirieron ampliar el alcance de justicia, o sea la no restricción de derechos para determinados grupos. De esta forma, se identificó el uso estratégico de argumentos de justicia como ampliación / restricción de "alcance de justicia" para justificar desigualdades sociales de acuerdo con determinada posición grupal. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Justiça Social/psicologia , Estudantes/psicologia , Conflito (Psicologia) , Educação Superior , Iniquidade Social , Marginalização Social/psicologia
15.
Trab. educ. saúde ; 17(1): e0017612, 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-979432

RESUMO

Resumo Este artigo tem como objetivo descrever e analisar as condições sociais gerais referentes à raça/etnia, gênero, classe e escolaridade, numa amostra de 500 sujeitos (n = 250 homens; n = 250 mulheres), com 60 anos e mais, usuários do Sistema Único de Saúde e residentes na zona rural de uma cidade de porte médio, no interior do estado de São Paulo, Brasil, 2015-2016. O desenho é de natureza mista, agrupando técnicas quantitativas e qualitativas, a fim de descrever e analisar interseccionalmente as categorias selecionadas. Para a coleta de dados, foi utilizado um questionário estruturado, com questões fechadas, sobre aspectos sociodemográficos. Com auxílio do software IBM-SPSS (versão 20.0), foi produzido um banco de dados com informações descritivas e específicas. Os resultados obtidos corroboram desigualdades em termos de gênero e raça/etnia, ao passo que as mulheres autodeclaradas pretas são mais vulneráveis do ponto de vista econômico e de escolaridade, em relação às mulheres autodeclaradas brancas e aos homens autodeclarados brancos ou pretos na mesma faixa-etária. Os dados permitem, por fim, contrapor a tese de que a Constituição de 1988 e suas políticas adjacentes teriam provocado um corte nas desigualdades em termos geracionais.


Abstract The present article has the goal of describing and analyzing the general social conditions regarding race/ethnicity, gender, social class and schooling among a sample of 500 subjects (n = 250 men; n = 250 women), aged 60 years or older, who are users of the Unified Health System (Sistema Único de Saúde, SUS, in the Portuguese acronym) and live in the rural area of a medium-sized municipality in the state of São Paulo, Brazil, between 2015 and 2016. The design of the study is of a mixed nature, combining quantitative and qualitative techniques in order to describe and analyze the selected categories intersectionally. The data was collected using a structured questionnaire with closed questions regarding sociodemographic aspects. With the aid of the software IBM-SPSS (version 20.0), we produced a databank with descriptive and specific information. The obtained results confirm inequalities regarding gender and race/ethnicity, and the women who self-reported as being black are more vulnerable in terms of finances and schooling than the women who self-reported as being white and the men who self-reported as being white or black in the same age group. Lastly, the data enable us to counter the thesis that the 1988 Constitution and its adjacent policies would have provoked an interruption in the inequalities in generational terms.


Resumen Este artículo tiene como objetivo describir y analizar las condiciones sociales generales referentes a la raza/etnia, género, clase y escolaridad, en una muestra de 500 sujetos (n = 250 hombres; n = 250 mujeres), con 60 años o más, usuarios del Sistema Único de Salud y residentes en la zona rural de una ciudad de tamaño medio, en el interior del estado de São Paulo, Brasil, 2015-2016. El diseño es de naturaleza mixta, agrupando técnicas cuantitativas y cualitativas, a fin de describir y analizar interseccionalmente las categorías seleccionadas. Para la recogida de datos se utilizó un cuestionario estructurado con preguntas cerradas sobre aspectos sociodemográficos. Con la ayuda del software IBM-SPSS (versión 20.0) se generó una base de datos con información descriptiva y específica. Los resultados obtenidos corroboran desigualdades en términos de género y raza/etnia, al ritmo que las mujeres autodeclaradas negras son más vulnerables desde el punto de vista económico y de escolaridad en relación a las mujeres autodeclaradas blancas y a los hombres autodeclarados blancos o negros de la misma franja de edad. Por último, los datos permiten hacer frente a la tesis que establece que la Constitución de 1988 y sus políticas adyacentes habrían provocado un corte en las desigualdades en términos generacionales.


Assuntos
Humanos , População Rural , Envelhecimento , Vulnerabilidade Social , Grupos de Populações Continentais , Iniquidade Social , Identidade de Gênero
16.
Recife; Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030; 2019. 58 p.
Monografia em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1022666

RESUMO

O Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030, GTSC A2030, foi formalizado em setembro de 2014 e é resultado do encontro entre organizações não governamentais, movimentos sociais, fóruns e fundações brasileiras durante o seguimento das negociações da Agenda pós-2015. Desde então, atua na difusão, promoção e monitoramento da Agenda 2030, assim como da Agenda de Ação de Adis Abeba, em âmbito local, nacional e internacional.


This summary version of the Civil Society Spotlight Report indicates the magnitude of Brazil's challenges, whose policies to promote equality, and access to social and environmental justice have been losing status, budget, or have been simply eliminated in the last six months. It shows a rapid dismantling of strategic programs to achieve the Sustainable Development Goals, permeated by scandals in the three levels of power, fuelled by ultra-liberal, elitist, and ineffective policies that deepen the social-economic crisis which, in turn, is used to justify environmental degradation and social aggression. The federal government ignores laws and evidence, insisting on simplistic and misguided solutions to complex challenges, including by reorienting the foreign policy to the point of alienating historic geopolitical allies. The data presented here is from official sources, revealing a trend toward increasing inequalities and violence, which, if not reversed, will make Brazil an unsustainable country by 2030.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto , Equidade em Saúde/tendências , Iniquidade Social/políticas , /tendências , Brasil , Saúde Ambiental/tendências
17.
Rio de Janeiro; s.n; 2019. 208 p. ilus.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-1024765

RESUMO

Responsável por afetar milhares de pessoas em todo o mundo, a pobreza e a sua forma extremada, a miséria, tem sido temática recorrente entre estudiosos das ciências sociais e econômicas no Brasil e objeto de políticas públicas específicas. Tendo o Campo da Comunicação e Saúde como ponto de ancoragem e partindo do pressuposto de que o cenário nacional da miséria tem uma forte determinação econômica e social, mas também uma forte dimensão simbólica que passa pela construção social dos sentidos, estabelecemos como objetivo para nossa pesquisa "estabelecer e qualificar a relação da dimensão simbólica da miséria com as desigualdades sociais e iniquidades em saúde". Para tanto, analisamos discursos de três núcleos importantes produtores de sentidos nessa temática: o Estado, a Mídia e a própria população que vivencia a miséria ou a pobreza extremada em suas vidas. No núcleo Estado, analisamos documentos governamentais vinculados à Estratégia Fome Zero e ao Plano Brasil Sem Miséria. No núcleo Mídia, foram analisadas matérias dos jornais Estado de Minas e Diário de Pernambuco referentes à temática da pobreza. Quanto ao núcleo População, a metodologia foi concretizada por meio de um trabalho de campo em Belo Horizonte/Minas Gerais ­ com pessoas em situação de rua ­ e em Recife/Pernambuco ­ com moradores de um bairro de periferia. Os procedimentos incluíram observação (do ambiente e dos sujeitos da pesquisa), conversação/mobilização dos sentidos (com os sujeitos da pesquisa, abordando histórias de vida, contextos e percepções do tema da pobreza) e registro dessa percepção em fotografias pelos próprios participantes.


Para a análise dos textos (escritos e imagéticos) foram adotados princípios da análise de discursos pela ótica de Milton Pinto, potencializando o uso do conceito operacional de palavras plenas e instrumentais, de Dominique Maingueneau e das formas do silêncio, de Eni Orlandi. Os resultados apontam que os discursos se constituem entremeados uns aos outros, circulando em configurações assemelhadas nos diferentes núcleos, constituindo redes de vozes e silêncios sobre a temática. Nos três núcleos foi observada forte presença da abordagem da pobreza por meio dos aspectos sociais, com temáticas transversais, como trabalho, moradia, alimentação, saúde e educação. O quesito renda, entretanto, ficou restrito aos documentos do governo e matérias jornalísticas, nos quais assume destaque. Foram produzidos quatro mapas representando as redes de sentidos em cada núcleo per se e no conjunto dos núcleos estudados. Como pontos de chegada, podemos dizer que a pobreza e a miséria, de forma coerente com sua natureza discursiva, são concepções que resultam de negociações de vozes na disputa simbólica sobre o tema e que se atualizam constantemente na prática social, refletindo interesses e relações de poder. Essas relações e interesses foram evidenciados nos textos a respeito produzidos pelos campos das políticas públicas, dos mídias e pela própria população. Nessa disputa de sentidos, a voz autorizada é a do Estado, sendo a Mídia o componente que imprime visibilidade aos seus discursos para maior número de pessoas, embora seus dispositivos também operem sobre a produção dos sentidos. As vozes do núcleo discursivo formado por moradores da periferia urbana não são ouvidas e sua visibilidade é "domesticada" pela Mídia e pelo Estado. (AU)


Assuntos
Humanos , Pobreza , Iniquidade Social , Comunicação em Saúde
18.
Rev. bras. estud. popul ; 36: e0077, 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1042245

RESUMO

No presente estudo investiga-se o impacto de fatores externos à escola sobre a escolarização do indivíduo. Renda e escolaridade materna são consideradas para medir o efeito de aspectos familiares no desempenho em matemática do aluno. Para tanto, foram utilizados dados referentes à nota em matemática dos alunos da 3ª série do ensino médio e as respostas dos pais ao questionário socioeconômico, aplicado pelo Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) na edição de 2013. São propostos modelos com variáveis binárias e obtidas estimativas para os parâmetros por meio do software SPSS. Os resultados mostram que rendas mais altas proporcionam melhores desempenhos educacionais, porém há restrições. O nível de escolaridade materna atua positivamente sobre o desempenho do aluno, mas está limitado ao nível adequado de proficiência.


This study researches the impact of outside school factors on individuals' schooling. Income and maternal schooling are taken into consideration when measuring the effect of familiar aspects on students' performance in Mathematics. Therefore, we used data referring to the Mathematics grade of students in 3rd year High School, and the answers provided by their parents for the socioeconomic questionnaire, applied by SARESP in its 2013 edition. Models with binary variables are proposed and estimates for parameters are obtained with SPSS. Results show that students from families with higher incomes indicate better educational performance, but there are restrictions. The level of maternal education positively influences student's performance, but is limited to appropriate proficiency levels.


El presente estudio investiga el impacto de los factores externos a la escuela sobre la escolarización del individuo. Se consideran la renta y la escolaridad materna para medir el efecto de los aspectos familiares en el desempeño del alumno en Matemáticas. Para eso, se utilzaron datos sobre la nota en Matemáticas de los alumnos de la tercera serie de Enseñanza Media y las respuestas de los padres al cuestionario socioeconómico aplicado por la Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (SARESP) en la edición de 2013. Se proponen modelos con variables binarias y estimativos para los parámetros que se obtienen con el SPSS. Los resultados muestran que las rentas más altas proporcionan mejores resultados educativos, a pesar de lo cual hay restricciones: el nivel de escolaridad materna actúa positivamente sobre el desempeño del alumno, pero está limitado al nivel adecuado de competencia.


Assuntos
Humanos , Política , Meio Social , Avaliação Educacional , Iniquidade Social , Desempenho Acadêmico , Renda , Fatores Socioeconômicos , Características da Família , Interpretação Estatística de Dados , Ensino Fundamental e Médio , Escolaridade , Matemática
19.
Rev. bras. estud. popul ; 36: e0085, 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1042247

RESUMO

O fim da Guerra Fria, o desmoronamento da União Soviética, a unificação alemã, a formação da União Europeia e a emergência econômica da China e da Índia abriram um momento de colaboração e esperança de progresso na ordem internacional, na última década do turbulento século XX. A Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), ocorrida no Cairo, em 1994, se beneficiou deste clima global favorável e apresentou um Programa de Ação com uma visão otimista da tríplice relação entre população, desenvolvimento e natureza, prenunciando um mundo com avanços econômicos e sociais, com respeito ao meio ambiente e ampliação dos direitos humanos. Contudo, as múltiplas conquistas materiais e a melhora em diversos indicadores sociais ocorreram às custas do empobrecimento dos ecossistemas e do desequilíbrio climático do planeta. O sonho do desenvolvimento sustentável tem gerado pesadelos, principalmente entre as novas gerações, que estão ocupando as ruas para denunciar as promessas vazias e a crescente probabilidade de um apocalipse ecológico que se vislumbra no horizonte. São estas questões que serão tratadas nesta nota técnica, neste momento em que se realiza a cúpula CIPD25, de Nairóbi.


The end of the Cold War, the collapse of the Soviet Union, the German unification, the formation of the European Union and the economic emergence of China and India ushered in a time of collaboration and hope for progress in the international order in the last decade of the turbulent twentieth century. The Cairo International Conference on Population and Development (ICPD) in 1994 benefited from this favorable global climate and presented a Program of Action with an optimistic view of the triple relationship between population, development and nature, foreshadowing a world of economic and social progress, respect for the environment and expansion of Human Rights. However, the multiple material achievements and improvements in various social indicators have come at the expense of the impoverishment of the ecosystems and the planet's climate imbalance. The dream of sustainable development has generated nightmares, especially among the younger generations, who are taking the streets to denounce the empty promises and the growing likelihood of an ecological apocalypse looming on the horizon. These are the issues that will be addressed in this technical note, at a time when the Nairobi Summit on ICPD25 is being organized.


El fin de la Guerra Fría, el colapso de la Unión Soviética, la unificación alemana, la formación de la Unión Europea y la emergencia económica de China e India abrieron un momento de colaboración y esperanza de progreso en el orden internacional en la última década del turbulento siglo XX. La Conferencia Internacional de Población y Desarrollo (CIPD) de El Cairo en 1994 se benefició de este clima global favorable y presentó un programa de acción con una visión optimista de la triple relación entre población, desarrollo y naturaleza, presagiando un mundo de progreso económico y social, con respeto del medio ambiente y ampliación de los derechos humanos. Sin embargo, los múltiples logros materiales y las mejoras en varios indicadores sociales se han producido a expensas del empobrecimiento de los ecosistemas y del desequilibrio climático del planeta. El sueño del desarrollo sostenible ha generado pesadillas, especialmente entre las generaciones más jóvenes, que están saliendo a la calle para denunciar las promesas vacías y la creciente probabilidad de un apocalipsis ecológico que se vislumbra en el horizonte. Estos son los temas que se abordarán en esta nota técnica en este momento de la Cumbre CIPD 25 de Nairobi.


Assuntos
Humanos , Demografia , Crescimento Demográfico , Meio Ambiente , Direitos Humanos , Adolescente , Conservação dos Recursos Naturais , Biodiversidade , Iniquidade Social , Cooperação Internacional , Desastres
20.
Sex., salud soc. (Rio J.) ; (30): 183-200, set.-dez. 2018.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-986123

RESUMO

Resumo Orientado pelos estudos do care, este texto reflete sobre a noção do cuidado entre mulheres integrantes do Movimento Nacional das Cidadãs Posithivas (MNCP) no Rio de Janeiro. A partir de uma abordagem qualitativa, o trabalho descreve a entrada dessas mulheres no movimento social após o diagnóstico do HIV e analisa as suas práticas de (auto)cuidado. O trabalho de campo envolveu oito entrevistas e observação participante das atividades do MNCP entre 2014 e 2015. Os depoimentos ilustram a naturalização do cuidado de outros como uma responsabilidade das mulheres. Nas trajetórias das entrevistadas predominam situações de desigualdades sociais e de gênero que comprometem a qualidade de vida e o autocuidado. Os achados indicam a necessidade de se fomentar a reflexão sobre a ética do cuidado numa perspectiva feminista, no contexto do movimento social de mulheres soropositivas.


Abstract Informed by the studies of care, this text examines the notion of care among women from the National Movement of Posithivas Citizens (MNCP) in Brazil. Based on a qualitative approach, the paper describes the ingress of these women in the social movement after receiving the HIV diagnosis and analyzes their self-care practices. Field work consisted of eight interviews and a participant observation of the movement's activities, between 2014 and 2015. The collected testimonies illustrate the normalization of the perspective that caring for others is the sole responsibility of women. Situations of social and gender inequalities are prominent in the trajectories of the interviewees and compromise their quality of life and self-care. The findings indicate the need to foster a reflection on the ethics of care through a feminist perspective, within the context of the social movement of seropositive women.


Resumen Orientado por los estudios del care, este texto refleja sobre la noción del cuidado entre mujeres integrantes del Movimento Nacional das Cidadãs Posithivas (MNCP) en Río de Janeiro. A partir de un enfoque cualitativo, el trabajo describe la entrada de esas mujeres en el movimiento social después del diagnóstico del VIH y analiza sus prácticas de (auto)cuidado. El trabajo de campo involucró ocho entrevistas y observación participante de las actividades del MNCP entre 2014 y 2015. Los testimonios ilustran la naturalización del cuidado de los otros como una responsabilidad de las mujeres. En las trayectorias de las entrevistadas predominan situaciones de desigualdades sociales y de género que comprometen la calidad de vida y el autocuidado. Los hallazgos indican la necesidad de fomentar la reflexión sobre la ética del cuidado en una perspectiva feminista, en el contexto del movimiento social de mujeres seropositivas.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Autocuidado , Mulheres , Brasil , Saúde Pública , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/diagnóstico , HIV , Cuidadores , Violência Doméstica , Feminismo , Pesquisa Qualitativa , Iniquidade Social , Ética , Identidade de Gênero
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA