Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 353
Filtrar
1.
Brasília, D.F.; OPAS; 2020-03-30. (OPAS/EOC/Covid-19/20-0003).
em Português | PAHO-IRIS | ID: phr2-52009

RESUMO

[Introdução]: Em janeiro de 2020, o agente etiológico responsável por um agregado de casos (cluster) de pneumonia grave em Wuhan, China, foi identificado como sendo um novo betacoronavírus, diferente do SARS-CoV e MERS-CoV. Em 11 de fevereiro de 2020, o Comitê Internacional de Taxonomia Viral (ICTV) anunciou que o vírus foi denominado novo coronavírus que causa síndrome respiratória aguda grave (SARS-CoV-2). Porém, no mesmo dia, a OMS denominou a doença como doença do novo coronavírus COVID-19. Para fins de comunicação, iremos nos referir ao vírus como “o vírus responsável pela COVID-19” ou “o vírus COVID-19”. Sequências genômicas completas do vírus COVID-19 foram publicadas e diferentes protocolos de detecção molecular foram desenvolvidos, porém não estão totalmente validados ainda. No entanto, dada a atual circulação do vírus COVID-19 na região das Américas, a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) recomenda aos Estados Membros que garantam a identificação oportuna de casos suspeitos, a coleta e envio de amostras a laboratórios de referência, e a implementação de protocolos de detecção molecular, de acordo com a capacidade do laboratório. Em 19 de março de 2020, a OMS atualizou sua orientação provisória sobre os testes laboratoriais para doença do novo coronavírus (COVID-19) em casos suspeitos em humanos, que incluía informações sobre coleta e envio de amostras, testes laboratoriais e notificação de casos e resultados de testes. A OMS também atualiza as definições de casos suspeitos conforme necessário.


Assuntos
Infecções por Coronavirus , Técnicas e Procedimentos Diagnósticos , Testes Laboratoriais , Notificação
2.
Brasília, D.F.; OPAS; 2020-03-13. (OPAS/BRA/COVID-19/20-022).
em Português | PAHO-IRIS | ID: phr2-51967

RESUMO

[Introdução]: Este documento apresenta uma orientação provisória aos Estados Membros para uma rápida investigação de casos suspeitos de COVID-19 após um alerta ou sinal. Tem como propósito ser utilizada por autoridades de saúde locais, regionais ou nacionais como considerações para a investigação de casos de COVID-19. Não deve ser considerada como um guia abrangente para investigação do surto. Há orientações detalhadas disponíveis para a investigação de surto de outros patógenos respiratórios, incluindo o MERS-CoV e influenza. Maiores informações sobre a investigação de surto para a COVID-19 podem ser encontradas no OpenWHO website.Essa orientação pode ser implementada em diferentes países com vários recursos e padrões epidemiológicos e deve ser adaptada da forma mais adequada. Este documento tem como objetivo descrever os componentes específicos necessários para uma investigação. Ela é elaborada com base no conhecimento sobre a epidemia da COVID-19 e considerações semelhantes para outros patógenos respiratórios, incluindo o vírus MERS-CoV e influenza. A OMS continuará atualizando essas recomendações à medida que surgirem mais informações.


Assuntos
Infecções por Coronavirus , Estudos de Casos e Controles , Notificação
3.
Artigo em Português | Coleciona SUS, CONASS, SES-GO | ID: biblio-1117559

RESUMO

Conhecer o perfil epidemiológico das lesões autoprovocadas é importante para subsidiar a construção e o fortalecimento de políticas públicas para seu enfrentamento. Com este objetivo, foi realizado um estudo descritivo com base nos dados das Fichas de Notificação de Violência Interpessoal e Autoprovocada registradas no Sistema de Agravos de Notificação (SINAN) o qual aponta alta subnotificação (do total de municípios notificantes, 10% constam apenas um registro) e municípios silenciosos em Goiás (dos 246 municípios, 111 encontram-se silenciosos). A faixa etária com maior prevalência é de 20 a 39 anos (48%). Violência de repetição foi observada em 36% das notificações. Envenenamento, objeto perfurocortante e enforcamento foram nesta ordem os meios mais utilizados. Conclui-se que em Goiás houve um acréscimo das notificações de lesão autoprovocadas, sendo as mulheres e adultos jovens as principais vítimas. Contudo as subnotificações são ainda um entrave para a vigilância em saúde e para melhor identificação do comportamento suicida, ainda sim essas informações podem contribuir para sensibilização dos profissionais de saúde quanto à detecção oportuna deste comportamento e devida atenção


Knowing the epidemiological profile of self-harm is important to support the construction and strengthening of public policies to cope with it. With this objective in mind, a descriptive study was carried out based on data from the Interpersonal and Self-Evoked Violence Notification Sheets registered with SINAN, which points to high underreporting (of the total of notifying municipalities, 10% included only one registry) and silent municipalities in Goiás (of the 246 municipalities, 111 are silent). The prevalent age group is 20 to 39 years (48%). Repetitive violence was observed in 36% of notifications. Poisoning, sharps and hanging were the most used means in this order. It is concluded that in Goiás there was an increase in self-harm reports, with women and young adults being the main victims. However underreporting is still an obstacle to health surveillance and to better identify suicidal behavior, notwithstanding these informations can contribute for health professionals to be aware of the timely detection of this behavior and due attention


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Envenenamento , Política Pública , Suicídio , Violência , Mulheres , Vigilância Sanitária , Saúde , Prevalência , Pessoal de Saúde , Notificação , Vigilância em Saúde Pública , Atenção , Automedicação , Ferimentos e Lesões , Comportamento , Perfil de Saúde , Adaptação Psicológica , Cidades , Conhecimento , Ego , Adulto Jovem , Relatório de Pesquisa
4.
Nursing (Säo Paulo) ; 23(265): 4107-4111, jun.2020.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1117642

RESUMO

Objetivo: analisar a distribuição espacial dos casos confirmados de Zika Vírus. Método: Estudo epidemiológico, do tipo ecológico, exploratório, obtidos a partir dos casos confirmados de Zika Vírus, notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação, ocorridos no Estado de São Paulo em 2016. Foi aplicada a técnica de georreferenciamento. A análise espacial foi feita a partir do estimador de densidade Kernel e a estatística de varredura fornecida pelo SaTScan™ version 9.6. Resultado: A análise de Kernel apontou áreas quentes na região do estudo. Por meio da estatística de varredura foram identificados os aglomerados dos Riscos Relativos dos 645 municípios. A distribuição espacial de Zika Vírus seguiu padrão heterogêneo, pois, os focos tenderam-se a agregar-se em áreas específicas. Os municípios das regiões norte e noroeste apresentaram crescente Risco Relativo. Conclusão: Este estudo oferece informações fundamentais para auxiliar gestores em saúde pública nas tomadas de decisões nos níveis municipal e estadual.(AU)


Objective: to analyze the spatial distribution of confirmed Zika Virus cases. Method: Ecological, exploratory, epidemiological study, obtained from confirmed cases of Zika Virus, reported in the Notifiable Diseases Information System, which occurred in the State of São Paulo in 2016. The georeferencing technique was applied. Spatial analysis was performed using the Kernel density estimator and the scan statistics provided by SaTScan ™ version 9.6. Result: The Kernel analysis showed hot areas in the study region. Through the scanning statistics, the Relative Risks clusters of the 645 municipalities were identified. The spatial distribution of Zika Virus followed a heterogeneous pattern, as the outbreaks tended to aggregate in specific areas. The municipalities of the north and northwest regions presented an increasing Relative Risk. Conclusion: This study offers fundamental information to assist public health managers in decision-making at the municipal and state levels.(AU)


Objetivo: analizar la distribución espacial de casos confirmados de Virus Zika. Método: Estudio epidemiológico, exploratorio y ecológico, obtenido de casos confirmados de Virus Zika, reportado en el Sistema de Información de Enfermedades de Notificación, que ocurrió en el Estado de São Paulo en 2016. Se aplicó la técnica de georreferenciación. El análisis espacial se realizó utilizando el estimador de densidad de Kernel y las estadísticas de escaneo proporcionadas por SaTScan ™ versión 9.6. Resultado: el análisis de Kernel mostró áreas calientes en la región de estudio. A través de las estadísticas de escaneo, se identificaron los grupos de Riesgos relativos de los 645 municipios. La distribución espacial del virus Zika siguió un patrón heterogéneo, ya que los brotes tendieron a agregarse en áreas específicas. Los municipios de las regiones norte y noroeste presentaron un riesgo relativo creciente. Conclusión: Este estudio ofrece información fundamental para ayudar a los administradores de salud pública en la toma de decisiones a nivel municipal y estatal.(AU)


Assuntos
Humanos , Saúde Pública , Zika virus , Infecção por Zika virus/epidemiologia , Estudos Epidemiológicos , Surtos de Doenças , Notificação , Mapeamento Geográfico
5.
Rev. enferm. UFPE on line ; 14: [1-9], 2020. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1103138

RESUMO

Objetivo: analisar notificações de incidentes relacionados à assistência à saúde em idosos hospitalizados. Método: trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e exploratório, em um hospital público de ensino, com dados de incidentes relacionados à assistência à saúde em idosos hospitalizados, coletados por meio de formulários. Realizou-se análise exploratória e descritiva dos dados. Resultados: registraram-se 296 notificações, predominando: flebite, 28,21% (n=79); problemas relacionados a cirurgias, 19,93% (n=59); lesões de pele, 17,23% (n=5) e quedas, 13,51% (n=40). Classificou-se a maioria dos incidentes como de grau leve, 57,77% (n=171). Conclusão: encontraram-se taxas de notificações menores do que a descrita na literatura. Destaca-se, no entanto, a importância do estímulo à notificação, planejamento e execução de ações voltadas para idosos, a partir do cenário identificado.(AU)


Objective: to analyze reports of healthcare-related incidents in hospitalized elderly people. Method: this is a quantitative, descriptive and exploratory study in a public teaching hospital, with data on healthcare-related incidents in hospitalized elderly people, collected through forms. Exploratory and descriptive analyses of the data were performed. Results: there were 296 recorded notifications, predominantly: phlebitis, 28.21% (n=79); problems related to surgeries, 19.93% (n=59); skin lesions, 17.23% (n=5) and falls, 13.51% (n=40). Most incidents were classified as mild, 57.77% (n=171). Conclusion: there were lower rates of notifications than those described in the literature. However, the importance of encouraging notification, planning and execution of actions focused on the elderly person is highlighted from the identified scenario.(AU)


Objetivo: analizar informes de incidentes relacionadas a la atención en salud en ancianos hospitalizados. Método: se trata de un estudio cuantitativo, descriptivo y exploratorio en un hospital público de enseñanza, con datos sobre incidentes relacionados a la atención em salud en ancianos hospitalizados, recogidos a través de formularios. Se realizó un análisis exploratorio y descriptivo de los datos. Resultados: se registraron 296 notificaciones, principalmente: flebitis, 28,21% (n-79); problemas relacionados con las cirugías, 19,93% (n-59); lesiones cutáneas, 17,23% (n-5) y caídas, 13,51% (n-40). La mayoría de los incidentes fue clasificada como leve, 57,77% (n-171). Conclusión: se encontraron tasas de notificaciones más bajas que las descritas en la literatura. Sin embargo, se destaca la importancia de fomentar la notificación, planificación y ejecución de las acciones dirigidas a los ancianos, desde el escenario identificado.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Qualidade da Assistência à Saúde , Idoso , Notificação , Segurança do Paciente , Dano ao Paciente , Hospitalização , Epidemiologia Descritiva , Hospitais de Ensino
6.
Rev. enferm. UFPE on line ; 14: [1-7], 2020. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1096534

RESUMO

Objetivo: analisar o perfil das notificações de violência perpetrada contra crianças e adolescentes. Método: trata-se de um estudo quantitativo, descritivo, exploratório, retrospectivo, de 2014 a 2015, com 85 casos de violência perpetrada contra crianças e adolescentes. Utilizaram-se os dados provenientes do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Obteve-se a análise dos perfis epidemiológicos por meio da estatística descritiva. Resultados: verificou-se que a violência foi prevalente em crianças com idades entre dez a 14 anos (36,47%), pardas (90,59%), do sexo feminino (83,53%), com Ensino Fundamental (60,60%) e que 98,82% não possuíam alguma deficiência ou transtorno. Revela-se que o tipo de violência mais comum foi a psicológica/moral (43,66%) e o meio de agressão prevalente foi a ameaça (51,92%) praticada na residência (75,29%) da vítima por amigos/conhecidos (47,06%) do sexo masculino (91,76%). Conclusão: evidenciou-se, um aumento no número de casos de violência contra as crianças e adolescentes pardas, do sexo feminino e com Ensino Fundamental, sendo que o tipo de violência mais comum foi a violência psicológica/moral por meio de ameaças praticadas por amigos/conhecidos na residência da vítima.(AU)


Objective: to analyze the profile of notifications of violence perpetrated against children and adolescents. Method: this is a quantitative, descriptive, exploratory, retrospective study, from 2014 to 2015, with 85 cases of violence perpetrated against children and adolescents. Data from the Notifiable Diseases Information System was used. Epidemiological profiles were analyzed using descriptive statistics. Results: it was found that violence was prevalent in children aged ten to 14 years (36.47%), brown (90.59%), female (83.53%), with elementary school (60, 60%) and that 98.82% did not have any disability or disorder. It turns out that the most common type of violence was psychological / moral (43.66%) and the prevalent means of aggression was the threat (51.92%) practiced in the residence (75.29%) of the victim by friends / (47.06%) were male (91.76%). Conclusion: there was an increase in the number of cases of violence against brown children and adolescents, female and with elementary education, and the most common type of violence was psychological / moral violence through threats practiced by friends/ acquaintances at the victim's residence.(AU)


Objetivo: analizar el perfil de las notificaciones de violencia perpetrada contra niños y adolescentes. Método: es un estudio cuantitativo, descriptivo, exploratorio, retrospectivo, de 2014 a 2015, con 85 casos de violencia perpetrados contra niños y adolescentes. Se utilizaron datos del Sistema de Información de Agravios de Notificación. Los perfiles epidemiológicos se analizaron mediante estadística descriptiva. Resultados: se encontró que la violencia prevalecía en niños de 10 a 14 años (36.47%), marrones (90.59%), mujeres (83.53%), con educación primaria (60, 60%) y ese 98.82% no tenía ninguna discapacidad o trastorno. Resulta que el tipo de violencia más común fue psicológica / moral (43.66%) y el medio de agresión predominante fue la amenaza (51.92%) practicada en la residencia (75.29%) de la víctima por amigos /conocidos (47.06%) eran hombres (91.76%). Conclusión: hubo un aumento en el número de casos de violencia contra niños y adolescentes marrones, mujeres y con educación primaria, y el tipo más común de violencia fue la violencia psicológica / moral a través de amenazas practicadas por amigos. / conocidos en la residencia de la víctima.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Abuso Sexual na Infância , Criança , Maus-Tratos Infantis , Saúde da Criança , Adolescente , Violência Doméstica , Notificação de Abuso , Saúde do Adolescente , Notificação , Exposição à Violência , Epidemiologia Descritiva , Estudos Retrospectivos , Sistemas de Informação em Saúde
7.
Enferm. glob ; 18(55): 314-323, jul. 2019. tab
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-186243

RESUMO

Introducción: la seguridad del paciente, en el contexto actual, pasó a ser investigada en los diversos campos de la salud, con el objetivo de reducir la incidencia de daños y eventos adversos a los pacientes. Objetivo: identificar y analizar los eventos adversos que comprometen la seguridad del paciente durante la asistencia de enfermería en un hospital privado. Métodos: investigación exploratoria, documental y retrospectiva. El instrumento de recolección de datos fue el informe de notificación de eventos adversos utilizado por el hospital compuesto por cuestiones abiertas y cerradas. Resultados: se analizaron 262 informes de notificación de eventos adversos / incidentes que ocurrieron en el período de 2015 a 2016. Se demuestra que los factores contribuyentes para la ocurrencia de los eventos adversos fueron causados por fallo humano. Del total de formularios analizados, 161 (61,83%) indicaron descuido y distracción. La omisión se destacó con 11 (4,20%) casos. La falta de atención con el paciente propició 116 (44,27%) errores en la administración de medicamentos, 46 (17,56%) fallos durante la digitación y transcripción de la prescripción médica y 35 (13,36%) fallos en la asistencia. Conclusión: se percibe que los incidentes son causados por factores humanos y de posible reversión. Cuando son investigados, pueden ser minimizados, lo que contribuye a la calidad y seguridad en el cuidado al paciente


Introdução: a segurança do paciente, no contexto atual, passou a ser investigada nos diversos campos da saúde, com o objetivo de reduzir a incidência de danos e eventos adversos aos pacientes. Objetivo: identificar e analisar os eventos adversos que comprometem a segurança do paciente durante a assistência de enfermagem em um hospital privado. Métodos: pesquisa exploratória, documental e retrospectiva. O instrumento de coleta de dados foi o relatório de notificação de eventos adversos utilizado pelo hospital composto por questões abertas e fechadas. Resultados: analisaram-se 262 relatórios de notificação de eventos adversos/incidentes que ocorreram no período de 2015 a 2016. Demonstra-se que o fatores contribuintes para a ocorrência dos eventos adversos foram causados por falha humana. Do total de formulários analisados, 161 (61,83%) apontaram descuido e distração. A omissão se destacou com 11 (4,20%) casos. A falta de atenção com o paciente propiciou 116 (44,27%) erros na administração de medicamentos, 46 (17,56%) falhas durante a digitação e transcrição da prescrição médica e 35 (13,36%) falhas na assistência. Conclusão: percebe-se que os incidentes são causados por fatores humanos e de possível reversão. Quando investigados, podem ser minimizados, o que contribui para a qualidade e segurança no cuidado ao paciente


Introduction: patient safety, in the current context, began to be investigated in the different health fields, aiming to reduce the incidence of damages and adverse events to patients. Objective: to identify and analyze adverse events that compromise patient safety during nursing care in a private hospital. Methods: exploratory, documentary and retrospective research. The instrument of data collection was the report of adverse event notification used by the hospital composed of open and closed questions. Results: the researchers analyzed 262 reports of adverse/incident events that occurred in the period 2015 to 2016. The contributing factors for the occurrence of adverse events were caused by human failure. Of the total number of forms analyzed, 161 (61.83%) reported carelessness and distraction. The omission was highlighted with 11 (4.20%) cases. The lack of attention with the patient led to 116 (44.27%) errors in medication administration, 46 (17.56%) failures during the typing and transcription of the medical prescription and 35 (13.36%) failures in care. Conclusion: the incidents are caused by human factors, with possible reversion. When investigated, they can be minimized, which contributes to quality and safety in patient care


Assuntos
Humanos , Gestão da Segurança/organização & administração , Notificação , Dano ao Paciente/estatística & dados numéricos , Distúrbios Induzidos Quimicamente/epidemiologia , Segurança do Paciente/normas , Cuidados de Enfermagem/métodos , Má Conduta Profissional/estatística & dados numéricos
8.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Regional | ID: oer-3835

RESUMO

Parte da dissertação: Borges, Luciana Morais. Desenvolvimento de instrumento para notificação de incidentes de segurança do paciente em serviços de atenção primária à saúde [dissertação]. São Paulo: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem; 2015 [citado 2019-04-15]. doi:10.11606/D.7.2017.tde-10052017-105734.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Notificação , Segurança do Paciente , Técnica Delfos
10.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 129 p. ilus, tab, mapa, graf.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1016207

RESUMO

A hanseníase é uma doença curável, mas que continua sendo um problema de saúde pública em vários países. É uma doença negligenciada, que tem forte relação com as características do indivíduo, do contexto social e dos serviços de saúde. A incapacidade física e o abandono são indicadores importantes para manter a transmissão da doença. O objetivo do estudo é de analisar o comportamento epidemiológico da hanseníase no Nordeste e estimar. a associação da vulnerabilidade programática, social e individual com a incapacidade física grau 2 no diagnóstico e ao abandono do tratamento dos doentes de hanseníase residentes no Nordeste. Dois tipos de estudo foram utilizados: o ecológico misto de múltiplos grupos e de séries temporais, cuja unidade de análise são os nove estados nordestinos, de corte transversal, mas com variáveis de nível ecológico e individual, para analisar a associação das dimensões da vulnerabilidade individual, social e programática ao diagnóstico de hanseníase com grau 2 de incapacidade e o abandono de tratamento, com a amostra primária de 238.164 indivíduos e no nível secundário 1.794 municípios. Utilizaram-se dados de hanseníase do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Foi realizada análise de tendência por regressão linear generalizada por meio do método de Prais-Winsten dos indicadores epidemiológicos da hanseníase para a população geral e menores de 15 anos. Para selecionar os indicadores socioeconômicos que se associavam à hanseníase e, posteriormente, criar um indicador de vulnerabilidade social, procedeu-se a uma revisão integrativa. Esses indicadores foram selecionados pelo coeficiente de correlação de Spearman, seguida de análise fatorial. Para analisar a estrutura multinível, foram utilizadas regressões logísticas com efeitos mistos, que contemplam modelos com variáveis de nível individual, social e programáticas. O nível 1 foi o indivíduo, e o 2, o município. Verificou-se que o Nordeste apresenta tendência anual decrescente para detecção geral mas estacionária para menores de 15 anos. Apenas Maranhão, Piauí, Paraíba e Pernambuco apresentam tendência decrescente para os dois indicadores. Quanto à proporção de grau 2 de incapacidade no diagnóstico, Piauí (p=0,011), Alagoas (p=0,049), Bahia (p=0,004) e Maranhão (p=0,038) apresentam tendência crescente. Verificou-se tendência crescente da proporção de grau 2 entre indivíduos com menos de 15 anos de idade no Maranhão (p=0,031) e Sergipe (p=0,44). O grau 2 de incapacidade no diagnóstico de hanseníase e o abandono de tratamento se relacionam à vulnerabilidade individual e programática. As variáveis individuais e programáticas se associaram aos desfechos na regressão logística com efeitos mistos, mas no modelo final, a vulnerabilidade social não demonstrou associação estatística com as variáveis dependentes estudadas. Teoricamente, considera-se que as variáveis individuais e relacionadas aos serviços de saúde representam o contexto social, uma vez que são um retrato dele. Evidenciou-se, ainda, a transmissão ativa do bacilo, diagnóstico tardio e subnotificação na região. A atenção básica com bons indicadores de qualidade da atenção à hanseníase reduz iniquidades no acesso aos serviços de saúde e diminui o abandono, ainda que, para o diagnóstico precoce, demonstre fragilidades, o que aumenta o número de diagnósticos de hanseníase com grau 2 de incapacidade nos serviços de referência. Sugerem-se a integração das ações dos serviços de saúde e a ampliação de programas sociais, já que a melhoria das condições de vida da população é fundamental para interromper a transmissão continuada da hanseníase e controlar a endemia.(AU)


Leprosy is a curable disease but remains a public health problem in many countries. It is a neglected disease, which has a strong relation with the characteristics of the individual, the social context and health services. Physical incapacity and cessation of treatment are important indicators for maintaining the disease transmission chain. The objective of the study is to analyze the epidemiological behavior of leprosy in the Northeast and estimate. the association of programmatic, social and individual vulnerability with physical disability grade 2 in relation to diagnosis and treatment abandonment of leprosy patients residing in the Northeast. Two types of studies were used: the mixed ecological of multiple groups and time series, whose unit of analysis are the nine Northeastern states, and the mixed epidemiological, cross-sectional, but with ecological and individual level variables, to analyze the association of the dimensions of individual, social and programmatic vulnerability to the diagnosis of leprosy with grade 2 disability and abandonment of treatment, with the primary sample of 238,164 individuals and at the secondary level 1,794 municipalities. Leprosy data from the Notification Disease Information System were used. A generalized linear regression trend analysis was performed using the Prais-Winsten method of epidemiological indicators of leprosy for the general population and younger than 15 years. In order to select the socioeconomic indicators that were associated with leprosy and later to create an indicator of social vulnerability, an integrative review was carried out. These indicators were selected by the Spearman correlation coefficient, followed by factorial analysis. To analyze the multilevel structure, logistic regressions with mixed effects were used, which include models with individual, social and programmatic variables. Level 1 was the individual, and the 2, the municipality. It was verified that the Northeast shows a decreasing annual trend for general detection but stationary for children under 15 years. Only Maranhão, Piauí, Paraíba and Pernambuco show a downward trend for both indicators. As for the proportion of grade 2 disability in diagnosis, Piauí (p = 0.011), Alagoas (p = 0.049), Bahia (p = 0.004) and Maranhão (p = 0.038) presented an increasing trend. Regarding the proportion of grade 2 among individuals with less than 15 years of age, Maranhão (p = 0.031) and Sergipe (p = 0.44) have an increasing tendency. Grade 2 disability in the diagnosis of leprosy and abandonment of treatment are related to individual and programmatic vulnerability. The individual and programmatic variables were associated to logistic regression outcomes with mixed effects, but in the final model, social vulnerability did not demonstrate a statistical association with the dependent variables studied. Theoretically, it is considered that the individual variables and related to the health services represent the social context, since they are a picture of him. The active transmission of the bacillus, late diagnosis and underreporting in the region were also evidenced. Family health coverage with good indicators of quality of care for leprosy reduces inequities in access to health services and reduces abandonment, although for early diagnosis it shows weaknesses, which increases the number of leprosy diagnoses with degree 2 of disability in referral services. The integration of health services and the expansion of social programs is suggested, since improving the population's living conditions is essential to stop the continued transmission of leprosy and control the endemic disease.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Atenção Primária à Saúde , Vulnerabilidade Social , Vulnerabilidade em Saúde , Hanseníase/epidemiologia , Fatores Socioeconômicos , Brasil , Estudos Retrospectivos , Pessoas com Deficiência , Dissertação Acadêmica , Notificação , Diagnóstico Tardio , Hanseníase/diagnóstico
11.
Rio de Janeiro; s.n; 20190000. 117 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1026550

RESUMO

Objetivo: Propor um plano de ação para estimular a notificação voluntária de incidentes em saúde, dentro de uma perspectiva facilitadora e motivadora do processo. Tipologia/Estratificação do produto: Trata-se do desenvolvimento de tecnologia gerencial, com abordagem interdisciplinar, produto do tipo de processo/tecnologia não patenteável, subtipo processos de gestão, classificação T3. Método: pesquisa de natureza descritiva-exploratória com abordagem quantiqualitativa, desenvolvida em um hospital universitário do município do Rio de Janeiro vinculado ao Sistema Único de Saúde (SUS). Na construção metodológica foi utilizado o referencial de Cury (2017), sendo aplicadas as fases: Fase 1 ­ Diagnóstico situacional das causas e a Fase 2 ­ Estudo da solução do problema. Na Fase 1, foram analisadas 534 notificações voluntárias e realizada pesquisa com 25 profissionais de saúde da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Adulto com a utilização de questionário autoaplicado. Na Fase 2, foi utilizada a matriz Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats (SWOT) e o software Planilha de Análise SWOT 4.0 para direcionar a elaboração do plano de ação. Resultados: A subnotificação é um problema no cenário estudado. A ideologia de culpabilização e punição frente aos eventos está presente na instituição. O desconhecimento quanto à importância e ao processo de notificação local, assim como quanto aos incidentes notificáveis, está entre as principais barreiras para a adesão ao sistema de notificação. Conclusão, aplicabilidade e impacto: O conjunto da análise dos elementos identificados, no cenário pesquisado, permitiu determinar causas importantes por trás da subnotificação. A partir dos principais problemas, foi elaborado um plano de ação como proposta para a melhoria do sistema de notificação local com propostas de ações multifacetadas e estratégias abrangentes. O plano de ação permitirá uma padronização para a notificação, melhorando a qualidade dos dados, gerando informações mínimas que possibilitem a comparação e o desenvolvimento de análises. As ações definidas foram personalizadas e alicerçadas na real necessidade da instituição pesquisada, apresentando uma maior chance de êxito


Objetivo: Propor um plano de ação para estimular a notificação voluntária de incidentes em saúde, dentro de uma perspectiva facilitadora e motivadora do processo. Tipologia/Estratificação do produto: Trata-se do desenvolvimento de tecnologia gerencial, com abordagem interdisciplinar, produto do tipo de processo/tecnologia não patenteável, subtipo processos de gestão, classificação T3. Método: pesquisa de natureza descritiva-exploratória com abordagem quantiqualitativa, desenvolvida em um hospital universitário do município do Rio de Janeiro vinculado ao Sistema Único de Saúde (SUS). Na construção metodológica foi utilizado o referencial de Cury (2017), sendo aplicadas as fases: Fase 1 ­ Diagnóstico situacional das causas e a Fase 2 ­ Estudo da solução do problema. Na Fase 1, foram analisadas 534 notificações voluntárias e realizada pesquisa com 25 profissionais de saúde da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Adulto com a utilização de questionário autoaplicado. Na Fase 2, foi utilizada a matriz Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats (SWOT) e o software Planilha de Análise SWOT 4.0 para direcionar a elaboração do plano de ação. Resultados: A subnotificação é um problema no cenário estudado. A ideologia de culpabilização e punição frente aos eventos está presente na instituição. O desconhecimento quanto à importância e ao processo de notificação local, assim como quanto aos incidentes notificáveis, está entre as principais barreiras para a adesão ao sistema de notificação. Conclusão, aplicabilidade e impacto: O conjunto da análise dos elementos identificados, no cenário pesquisado, permitiu determinar causas importantes por trás da subnotificação. A partir dos principais problemas, foi elaborado um plano de ação como proposta para a melhoria do sistema de notificação local com propostas de ações multifacetadas e estratégias abrangentes. O plano de ação permitirá uma padronização para a notificação, melhorando a qualidade dos dados, gerando informações mínimas que possibilitem a comparação e o desenvolvimento de análises. As ações definidas foram personalizadas e alicerçadas na real necessidade da instituição pesquisada, apresentando uma maior chance de êxito


Assuntos
Humanos , Gestão da Segurança , Notificação , Segurança do Paciente , Qualidade da Assistência à Saúde
12.
Rio de Janeiro; s.n; 2019. 83 p. ilus..
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1096031

RESUMO

A violência, além de um problema social, policial e/ou de justiça, constitui também um importante problema de saúde pública. Dentre as violências que afligem a população, de forma representativa, a violência intrafamiliar, assunto complexo e frequente, apresenta prevalência mais alta do que muitas patologias, tendo imensa invisibilidade e afetando a sociedade de forma contínua. Afeta em especial mulheres, crianças, adolescentes, idosos e portadores de deficiência. Entende-se que a notificação de violências interpessoais e autoprovocadas é uma das ações de vigilância em saúde, sendo um passo importante para a construção de medidas protetivas às pessoas que vivenciam situações de violência. A Estratégia Saúde da Família (ESF) por sua proximidade, vínculo e atenção à saúde da população assistida, torna-se uma grande potência no que diz respeito à identificação da violência intrafamiliar e sua notificação. Considerando esse panorama, objetivamos com este estudo descrever a percepção de enfermeiros e médicos da ESF da AP. 3.1 do município do Rio de Janeiro, sobre as principais manifestações de violência identificadas no contexto intrafamiliar; discutir a percepção de enfermeiros e médicos sobre a notificação de violência intrafamiliar e analisar os fatores facilitadores e dificultadores na realização das notificações de violência intrafamiliar por profissionais da ESF. Trata-se de uma pesquisa exploratória com abordagem qualitativa, que teve como participantes enfermeiros e médicos atuantes na ESF. O cenário da pesquisa foi um Centro Municipal de Saúde (CMS) localizado na cidade do Rio de Janeiro. Na análise de dados foi utilizada a análise de conteúdo proposta por Bardin. Como resultados, emergiram duas grandes categorias: Perspectivas das manifestações de violência intrafamiliar por enfermeiros e médicos da ESF e Percepção de enfermeiros e médicos da ESF sobre a notificação de violência intrafamiliar. Os principais grupos populacionais atingidos pela violência intrafamiliar foram: mulheres, crianças e adolescentes e idosos, respectivamente. Na caracterização das principais formas de manifestação de violência, foram identificadas, nesta ordem: violência física, seguida da violência verbal/moral, negligência/abandono, violência sexual e violência psicológica. A notificação de violência foi considerada uma forma de cuidar. Discussões sobre os fatores que influenciam notificação da violência levantaram considerações sobre o que facilita e o que dificulta a realização da notificação pelos profissionais


Violence, besides being a social, police and/or justice problem, is also an important public health problem. Among the violences afflicting the population, in a representative form, intrafamily violence, a complex and frequent issue, has higher prevalence than many diseases, having immense invisibility and affecting society continuously. It affects, in particular, women, children, adolescents, the elderly and people with disabilities. It is understood that the notification of interpersonal and self-inflicted violence is an action of health surveillance, being an important step for the construction of protective measures to persons who experience violence situations. The Family Health Strategy (FHS), for its proximity, bond and attention to the population's health, becomes a major power regarding the identification and notification of intrafamily violence. Considering this panorama, the aim of this study is to describe the perceptions of nurses and doctors from the FHS in Rio de Janeiro's Programmatic Area 3.1 on the main expressions of violence identified in the domestic context; to discuss the perceptions of nurses and doctors about the notification of domestic violence and to examine the facilitating and hindering factors in carrying out the notification of domestic violence by the Family Health Strategy's professionals. This is an exploratory research with qualitative approach, whose participants were nurses and doctors active in the FHS. The research scenario was a municipal Health Centre located in the city of Rio de Janeiro. In the data analysis, it was used the content analysis proposed by Bardin. As a result, two broad categories emerged: Prospects of intrafamily violence demonstrations by FHS's nurses and doctors and Perception of FHS's nurses and doctors on the notification of domestic violence. The main population groups affected by intrafamily violence were: women, children and adolescents, and elderly, respectively. The main forms of violence manifestations have been identified in this order: physical violence, followed by verbal/moral violence, neglect/abandonment, sexual violence and psychological violence. The violence notification was considered a form of care. Discussions on the factors that influence the notification of violence raised considerations on factors that facilitate and factors that hinder the realization of the notification by the professionals.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Enfermagem em Saúde Pública , Violência Doméstica , Estratégia Saúde da Família , Notificação , Violência , Pesquisa Metodológica em Enfermagem
13.
Rev. bioét. (Impr.) ; 26(3): 403-411, out.-dez. 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, Repositório RHS | ID: biblio-958281

RESUMO

Resumo A violência, em suas diversas formas e manifestações, não pode ser vista pelos profissionais de saúde como questão alheia a seu trabalho. Este estudo teve como objetivo analisar a responsabilidade desses profissionais na notificação dos casos de violência. A busca foi realizada na Biblioteca Virtual em Saúde, considerando o período entre 2008 e 2013. Da análise surgiram três eixos temáticos: "legislação brasileira"; "responsabilidade dos profissionais de saúde no processo de notificação" e "códigos de ética dos profissionais de saúde". Conclui-se que a maioria dos artigos relativos aos códigos de ética aponta a necessidade de denunciar os casos de violência aos respectivos conselhos, autoridades e órgãos competentes. Porém, nota-se que não explicitam a obrigatoriedade da notificação em casos de violência. Assim, torna-se necessário revisar cada um dos códigos deontológicos da área da saúde, considerando a importância de referirem-se especificamente à violência.


Abstract Violence, characterized by various forms and manifestations, cannot continue to be seen by health professionals as a matter unrelated to their work. This study aimed to analyze the responsibility of health professionals in reporting cases of violence. The search was performed through the Virtual Health Library, in the period 2008-2013. From the analysis, three thematic axes emerged: "Brazilian legislation"; "health professional's responsibility in the reporting process"; and "health professionals' code of ethics". It is concluded that the majority of articles regarding codes of ethics point to the need to report cases of violence to their respective councils, authorities and competent bodies. Though, it is noted that they do not make explicit the obligation to notify cases of violence. Thus, it is necessary to review each of the codes of ethics in the field of health, considering the importance of referring specifically to violence.


Resumen La violencia, en sus diversas formas y manifestaciones, no puede ser vista por los profesionales de salud como una cuestión ajena a su trabajo. Este estudio tuvo como objetivo analizar la responsabilidad de estos profesionales en la notificación de casos de violencia. La búsqueda se realizó en la Biblioteca Virtual en Salud, considerando el período 2008-2013. Del análisis surgieron tres ejes temáticos: "legislación brasileña"; "responsabilidad de los profesionales de salud en el proceso de notificación" y "códigos de ética de los profesionales de salud". Se concluye que la mayoría de los artículos relativos a los códigos de ética señalan la necesidad de denunciar los casos de violencia ante los respectivos consejos, autoridades y órganos competentes. Sin embargo, se percibe que no explicitan la obligatoriedad de la notificación en casos de violencia. Así, se torna necesario revisar cada uno de los códigos deontológicos del área de la salud, considerando la importancia de que se refieran específicamente a la violencia.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Violência , Pessoal de Saúde , Legislação , Notificação , Ética
14.
Rev. psiquiatr. salud ment. (Barc., Ed. impr.) ; 11(4): 227-233, oct.-dic. 2018. tab, graf
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-176756

RESUMO

Introducción: La vigilancia y prevención de la conducta suicida requiere, entre otros datos, conocer con precisión las muertes por suicidio (MPS). Frecuentemente existe una infradeclaración o mala clasificación de las MPS en las estadísticas oficiales de mortalidad. El objetivo del estudio es analizar la infradeclaración de la estadística de mortalidad por suicidio en Tarragona (Cataluña, España). Material y métodos: Análisis de las MPS ocurridas en la División de Tarragona del Institut de Medicina Legal i Ciències Forenses de Catalunya (DT-IMLCFC) entre los años 2004 y 2012. Las fuentes de información fueron el fichero de defunciones del Registre de Mortalitat de Catalunya (RMC) y el archivo de autopsias del DT-IMLCFC. Se compararon estadísticamente las tasas y las características demográficas de las MPS declaradas en el RMC y las recuperadas. Resultados: La media de casos no declarados en el período fue del 16,2%, con el mínimo en el año 2005 (2,2%) y el máximo en el año 2009 (26,8%). La tasa bruta de mortalidad por suicidio pasó de 6,6 por 100.000 habitantes a 7,9 por 100.000 habitantes tras la incorporación de los datos forenses. Se detectaron diferencias poco importantes en el perfil sociodemográfico de los suicidios declarados inicialmente y los definitivos, excepto en el método de suicidio, con un aumento significativo de los envenenamientos y los arrollamientos en vía férrea. Conclusiones: La recuperación de datos en las MPS a partir de las fuentes forenses mejora la información estadística, corrigiendo su infradeclaración y ampliando el conocimiento sobre el método de suicidio y las características personales


Introduction: Monitoring and preventing suicidal behaviour requires, among other data, knowing suicide deaths precisely. They often appear under-reported or misclassified in the official mortality statistics. The aim of this study is to analyse the under-reporting found in the suicide mortality statistics of Tarragona (a province of Catalonia, Spain). Method and materials: The analysis takes into account all suicide deaths that occurred in the Tarragona Area of the Catalan Institute of Legal Medicine and Forensic Sciences (TA-CILMFS) between 2004 and 2012. The sources of information were the death data files of the Catalan Mortality Register, as well as the Autopsies Files of the TA-CILMFS. Suicide rates and socio-demographic profiles were statistically compared between the suicide initially reported and the final one. Results: The mean percentage of non-reported cases in the period was 16.2%, with a minimum percentage of 2.2% in 2005 and a maximum of 26.8% in 2009. The crude mortality rate by suicide rose from 6.6 to 7.9 per 100,000 inhabitants once forensic data were incorporated. Small differences were detected between the socio-demographic profile of the suicide initially reported and the final one. Supplementary information was obtained on the suicide method, which revealed a significant increase in poisoning and suicides involving trains. Conclusions: An exhaustive review of suicide deaths data from forensic sources has led to an improvement in the under-reported statistical information. It also improves the knowledge of the method of suicide and personal characteristics


Assuntos
Humanos , Suicídio/estatística & dados numéricos , Tentativa de Suicídio/estatística & dados numéricos , Registros de Mortalidade/estatística & dados numéricos , Causas de Morte , Psiquiatria Legal/estatística & dados numéricos , Notificação , Estatísticas Vitais
16.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(4): 923-929, abr. 2018.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-970469

RESUMO

Objetivo: analisar notificações de violência contra a mulher. Método: estudo quantitativo, descritivo, desenvolvido a partir de dados secundários provenientes do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Resultados: das 401 notificações de violência à mulher, 61% foram contra mulheres entre 25 e 59 anos, pardas ou pretas (63%), solteiras (29%), com menos de nove anos de escolaridade (39%) e que dependiam financeiramente de outra pessoa; 46% das agressões ocorreram na residência, sendo 99% por violência física e 69% por força corporal/espancamento, e os autores foram homens. Conclusão: constatou-se a ampliação do número de notificações, contudo, ainda insuficiente para superar as subnotificações de ocorrências de violência contra a mulher, motivo principal da invisibilidade desse fenômeno.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Serviços de Saúde da Mulher , Mulheres Maltratadas , Notificação de Abuso , Notificação , Violência contra a Mulher , Violência por Parceiro Íntimo , Violência de Gênero , Relações Profissional-Paciente , Epidemiologia Descritiva , Sistemas de Informação em Saúde
17.
Cogitare enferm ; 23(1): 1-11, jan - mar. 2018.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-883484

RESUMO

objetivos: descrever características sociodemográficas e de trabalho e identificar os agravos relacionados com a atividade laboral, notificados no Sistema de Informação em Saúde do Trabalhador do estado do Rio Grande do Sul. Método: estudo descritivo documental, com acesso aos registros de notificação do Relatório Individual de Notificação de Agravo, ano 2015, no Sistema de Análise de Negócio dos 26 municípios de abrangência da 19ª Coordenadoria Regional de Saúde do Rio Grande do Sul. Análise dos dados por meio de cálculo de frequência simples e relativa. Resultado: notificados 1.016 agravos, predomínio de homens 760 (74,8%), na faixa etária dos 18 aos 29 anos, 273 (26,8%). Tipo de agravo mais notificado foi outros acidentes de trabalho, 787 (77,5%); aconteceram no local de trabalho 809 (79,6%) e na zona urbana 398 (39,2%). Conclusão: percebe-se que a maioria dos agravos (acidentes e doenças) ocorridos foi com jovens, em plena idade produtiva, cujas marcas, físicas e psíquicas, muitas vezes, irão segui-los para toda a vida (AU).


objectives: describe the sociodemographic and work-related characteristics and identify the work-related injuries, reported in the Worker Health Information System of the State of Rio Grande do Sul. Method: a descriptive documentary study that gathered information by examining the records of the Individual Disease Notification Report, year 2015, at the Sistema de Análise de Negócios (SAN) of the 26 municipalities comprised by the 19th Regional Health Department of Rio Grande do Sul. Data analysis used simple and relative frequency calculation. Result: in total, 1,016 injuries were reported, mostly in men: 760 (74.8%); aged 18-29 years: 273 (26.8%). The most commonly reported injury was other occupational accidents, 787 (77.5%); 809 (79.6%) occurred in the workplace and 398 (39.2%) in the urban area. Conclusion: most injuries (accidents and illnesses) involved young individuals, at working age, often resulting in permanent physical and mental disabilities (AU).


Objetivos: describir características sociales, demográficas y de trabajo e identificar los agravios asociados con la actividad laboral, apuntados en el Sistema de Información en Salud del Trabajador del estado de Rio Grande do Sul. Método: estudio descriptivo documental, con acceso a los registros de notificación del Informe Individual de Notificación de Agravio, año 2015, en el Sistema de Análisis de Negocio de los 26 municipios que abarca la 19ª Coordinación Regional de Salud de Rio Grande do Sul. Análisis de los datos hecha por medio de cálculo de frecuencia simple y relativa. Resultado: notificados 1.016 agravios, predominio de hombres 760 (74,8%), con media de edad de 18 a 29 años, 273 (26,8%). El tipo de agravio más apuntado fue otros accidentes de trabajo, 787 ( 77,5%); ocurrieron el local de trabajo 809 (79,6%) y en el área urbana 398 (39,2%). Conclusión: se percibe que la mayoría de los agravios (accidentes y enfermedades) ocurrió con jóvenes, en edad productiva, cuyas señales, físicas y psíquicas, muchas veces, los seguirán por toda la vida (AU).


Assuntos
Humanos , Acidentes de Trabalho , Saúde do Trabalhador , Notificação , Sistemas de Informação em Saúde , Doenças Profissionais
18.
Rev. Nutr. (Online) ; 31(2): 235-249, Mar.Apr. 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1041257

RESUMO

ABSTRACT Objective To verify the interference of the energy intake under-reporting in the determination of the dietary patterns and nutrient intakes reported by obese women in the waiting list for bariatric surgery. Methods The study included 412 women aged 20 to 45 years with a body mass index ranging from 35 to 60kg/m2 who were on waiting list for bariatric surgery. Data from three reported food intake and physical activity, body weight, and height were used for estimating the reported energy intake, physical activity level, and resting energy expenditure. Subsequently, it was checked the biological plausibility of the reported energy intakes, classifying all participants as plausible reporters or under-reporters. Exploratory factor analysis was used to determine the participants' dietary patterns. The Mann-Whitney test assessed the reported energy and nutrient intakes between plausible reporters and under-reporters groups. The Z-test assessed the variables of plausible reporters or under-reporters in relation to all participants of the study. Results Six dietary patterns were determined for all participants of study. After excluding information from under-reporting women, only two dietary patterns remained similar to those of all participants, while three other dietary patterns presented different conformations from food subgroups to plausible reporters. The reported energy intake did not present difference for the subgroups of fruits, leaf vegetables and vegetables. However, the energetic value reported for the other food subgroups was higher for the plausible reporters. Conclusion The under-reporting of energy intake influenced the determination of dietary patterns of obese women waiting for bariatric surgery.


RESUMO Objetivo Esta pesquisa buscou verificar a interferência da subnotificação do consumo energético na determinação do padrão alimentar e consumo de nutrientes, relatados por mulheres obesas na fila de espera para cirurgia bariátrica. Métodos Participaram do estudo 412 mulheres com idade entre 20 e 45 anos e índice de massa corporal entre 35 e 60 kg/m2, que aguardavam na fila de espera de cirurgia bariátrica. Foram utilizadas informações de três registros do consumo alimentar, da atividade física de 24 horas e do peso corporal e altura, para estimativa da Ingestão Energética Relatada, Nível de Atividade Física e Gasto Energético de Repouso das participantes e subsequente verificação da plausibilidade biológica do consumo energético. As mulheres foram agrupadas em notificadoras plausíveis e subnotificadoras. A análise fatorial exploratória foi utilizada para classificar os padrões alimentares. Os valores relatados de energia e nutrientes entre os grupos de notificadoras plausíveis e subnotificadoras foram avaliados por meio do teste de Mann-Whitney. O Teste de hipótese Z avaliou as variáveis das notificadoras plausíveis ou subnotificadoras em relação a todas as participantes do estudo. Resultados Seis padrões alimentares foram determinados para todas as participantes do estudo. Após excluir as informações das mulheres subnotificadoras, apenas dois padrões alimentares mantiveram-se similares aos de todas as participantes, ao passo que outros três padrões alimentares apresentaram diferentes conformações de subgrupos alimentares para as notificadoras plausíveis. A ingestão energética relatada não apresentou diferença para os subgrupos das frutas, hortaliças e legumes. Porém, o valor energético relatado para os demais subgrupos alimentares foi maior para as notificadoras plausíveis. Conclusão A subnotificação do consumo energético influenciou a determinação de padrões alimentares de mulheres obesas na lista de espera para cirurgia bariátrica.


Assuntos
Humanos , Feminino , Ingestão de Energia , Mulheres , Nutrientes , Análise Multivariada , Notificação , Cirurgia Bariátrica , Comportamento Alimentar
19.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(3): 745-752, mar. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-967384

RESUMO

Objetivo: verificar a incidência de flebites em pacientes adultos associando com característica sociodemográfica, internação hospitalar e punção venosa. Método: estudo quantitativo, descritivo, retrospectivo, realizado em um hospital da rede sentinela, por meio da notificação de eventos adversos no prontuário eletrônico, totalizando 176. Foram calculados a média e o desvio padrão para as variáveis quantitativas. A incidência de flebites foi calculada usando-se números absolutos e porcentagem. Parecer 1.050.829. Resultados: a incidência média de flebite foi 14,66 em 12 meses. A maioria dos pacientes era de homens, entre 61 e 80 anos, branca, casada, com ensino fundamental incompleto, aposentada, católica, do Sistema Único de Saúde, com internação <15 dias e punção venosa periférica com tempo <72h de inserção. A maioria dos enfermeiros não especificou a droga prescrita. Conclusão: a flebite ocorreu em pacientes com tempo de internação <15 dias e punção venosa <72h. A maioria das drogas não foi especificada, mas, quando descrita, era irritante. A conduta foi a retirada e a troca da punção e os pacientes receberam alta hospitalar. Este estudo demonstrou a necessidade da notificação correta de flebite pelos enfermeiros a fim de avaliar os riscos para melhorar a segurança do paciente.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Flebite , Flebite/epidemiologia , Condições Sociais , Notificação , Segurança do Paciente , Pacientes Internados , Cuidados de Enfermagem , Estudos Retrospectivos , Registros Eletrônicos de Saúde
20.
Epidemiol. serv. saúde ; 27(1): e20171493, 2018. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-953372

RESUMO

Objetivo: descrever a qualidade dos registros de casos de violência sexual contra a mulher notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) em Santa Catarina, Brasil, de 2008 a 2013. Métodos: avaliação normativa, com dados dos registros de casos de violência sexual contra a mulher (≥10 anos de idade); a qualidade dos dados foi descrita de acordo com as dimensões 'não duplicidade' (aceitável quando >95%), 'completitude' (boa quando >75%) e 'consistência' (excelente quando >90,0%) da informação. Resultados: foram estudados 2.010 registros de casos de violência sexual contra mulheres, após a exclusão de quatro registros duplicados; o percentual de não duplicidade foi de 99,9% (aceitável), a completitude foi de 93,3% (boa), e a consistência, de 98,9% (excelente). Conclusão: os resultados apresentados apontam a utilidade do Sinan como fonte de informações para a vigilância da violência sexual contra a mulher e planejamento de ações de enfrentamento dessa agressão.


Objetivo: describir la calidad de los registros de casos de violencia sexual contra la mujer, notificados en el Sistema de Información de Agravios de Notificación (Sinan), en Santa Catarina, Brasil, de 2008 a 2013. Métodos: evaluación normativa con datos de los registros de casos de violencia sexual contra la mujer (≥10 años de edad); la calidad de los datos se describe con las dimensiones 'no duplicidad' (aceptable cuando >95%), 'completitud' (buena cuando >75%) y 'consistencia' (excelente cuando >90,0%) de la información. Resultados: se estudiaron 2.010 registros de casos de violencia sexual contra mujeres, tras la exclusión de cuatro registros duplicados; el porcentaje de no duplicidad fue del 99,9% (aceptable); la completitud fue 93,3% (buena) y la consistencia 98,9% (excelente). Conclusión: los resultados presentados muestran la utilidad del Sinan como fuente de información para la vigilancia de violencia sexual contra la mujer y planificación de acciones de enfrentamiento a esa agresión.


Objective: to describe the quality of records on cases of sexual violence against women, reported in the Information System for Notifiable Diseases (Sinan), in Santa Catarina State, Brazil, from 2008 to 2013. Methods: normative assessment with data from records of sexual violence cases against women (≥10 years old); data quality was described according to the dimensions 'non-duplicity' (acceptable when >95%), 'completeness' (good when >75%), and 'consistency' (excellent when >90.0%) of information. Results: 2,010 cases of sexual violence against women were studied, after the exclusion of four duplicate records; the percentage of non-duplicity was 99.9% (acceptable); of completeness was 93.3% (good) and of consistency was 98.9% (excellent). Conclusion: the results presented point out the usefulness of Sinan as a source of information for the surveillance of sexual violence against women and for planning actions to tackle this type of aggression.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adolescente , Delitos Sexuais/estatística & dados numéricos , Mulheres , Adolescente , Notificação
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA